Página 1 dos resultados de 25 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Aquisição/aprendizagem do português europeu em contexto plurilingue na Suíça : aspetos morfossintáticos

Silva, Maria da Luz Santos
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.59%
Dissertação de Mestrado em Português Língua Não Materna apresentada à Universidade Aberta; O ensino da Língua e Cultura Portuguesas aos filhos dos imigrantes portugueses na Suíça é uma mais-valia em termos culturais e intelectuais para estas crianças, contribuindo para a construção da sua identidade e para uma integração mais bem-sucedida num país caracterizado pelo plurilinguismo e pela multiculturalidade. O presente trabalho analisa o desempenho de aprendentes de um Curso de LCP na Suíça de expressão alemã no domínio linguístico da Morfologia, mais precisamente no domínio da flexão verbal, pretendendo compreender se o desempenho destas crianças no domínio linguístico referido é semelhante ao de falantes nativos, considerando que se encontram em fase de aquisição da linguagem e são escolarizados em língua alemã. O grupo investigado é constituído por participantes que nasceram na Suíça ou vieram com tenra idade para este país, tendo adquirido o Português Europeu, a sua L1, em contexto de imersão, no ambiente familiar, e em contexto formal de aprendizagem na Suíça, ao atingirem a idade escolar. As produções linguísticas a partir das quais foi constituído o corpus que sustentou a análise do desempenho dos aprendentes foram as narrativas orais provocadas com base em dois estímulos visuais...

Morfologia verbal do Lembaama; Morphology of lembaama verbal system

Okoudowa, Bruno
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
Este trabalho propõe a análise da morfologia verbal do lembaama, que é uma língua do subgrupo banto (da floresta), B.62 (Guthrie, 1971), do grupo Benuê-Congo, do tronco Nigero-congolês. Como esta língua não apresenta nenhum estudo deste gênero, espera-se que esta primeira análise possibilite estudos posteriores neste e em outros campos linguísticos. A análise morfológica dos verbos revelou, primeiramente, que a estrutura verbal dessa língua é composta dos seguintes elementos: sujeito, índice do sujeito, negação1, marca de Tempo, raiz do verbo, extensão, vogal final ou marca de Aspecto, objeto(s) ou índice do objeto, negação2 que se seguem numa ordem fixa na oração. Constatamos que o índice do objeto, que é geralmente anteposto à raiz do verbo na maioria das línguas bantas, é posposto ao verbo em lembaama. A negação, por sua vez, é representada pelo morfema descontínuo composto por dois elementos: ka- (negação1) e -ní (negação2). Sendo que na estrutura verbal, ka- aparece depois do índice do sujeito (à esquerda da raiz do verbo) e -ni aparece depois do índice do objeto (à direita da raiz do verbo), é o último elemento da estrutura do verbo. Ao estudar a derivação verbal em lembaama, constatamos que a estrutura das extensões desta língua difere daquela encontrada nas outras línguas bantas pelo fato do lembaama ter acrescentado à estrutura -VC- preexistente no protobanto...

Wayoro êmêto: fonologia segmental e morfossintaxe verbal; Wayoro êmêto: segmental phonology and verbal morpho-syntax

Nogueira, Antônia Fernanda de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.33%
Investigamos, nesta dissertação, a fonologia segmental e a morfossintaxe verbal Wayoro, especialmente, a estrutura argumental e a valência verbal. Nosso objetivo é oferecer um estudo destas áreas da gramática da língua, com base em dados originais e em modelos teóricos úteis para a explicação dos mesmos. No âmbito da fonologia, os pares contrastivos identificados evidenciam o seguinte inventário consonantal: oclusivas /p t tS k g kw gw/, nasais /m n N Nw/, fricativa /B/ e tepe /|/. As consoantes nasais realizam-se como nasais pósoralizadas, quando seguidas por vogal oral. Os fonemas vocálicos /i È o E a/ contrastam quanto à nasalidade e ao prolongamento. Descrevemos os processos fonológicos e morfofonológicos presentes nos dados, a saber, lenição e sonorização, neutralização e assimilação de nasalidade. Quanto à morfossintaxe verbal, inicialmente, apresentamos os morfemas característicos ou exclusivos da categoria verbal. A distribuição dos morfemas pessoais, em Wayoro, está relacionada à valência verbal: prefixos pessoais absolutivos funcionam como objeto e como sujeito do verbo intransitivo, ao passo que morfemas pessoais livres (ergativos) têm função de sujeito do verbo transitivo. O radical verbal é formado por uma raiz à qual se une o verbalizador e a vogal temática . Após a vogal temática...

A estrutura argumental da língua Dâw; The argument structure of the Dâw language

Costa, Jéssica Clementino da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.03%
Esta dissertação descreve e analisa a estrutura argumental e as classes verbais da língua Dâw (família Nadahup, Amazonas). Estudamos os verbos dessa língua do ponto de vista semântico e sintático, identificando classes e subclasses de acordo com o comportamento morfossintático das raízes verbais. Além disso, avaliamos as hipóteses descritivas e explicativas das classes verbais identificadas por Martins (2004), primeira pesquisadora a abordar a morfossintaxe Dâw. Nosso arcabouço teórico é a teoria de estrutura argumental desenvolvida por Hale & Keyser (2002), que propõe uma análise da sintaxe e da semântica dos itens lexicais por meio da estrutura argumental sistema de relações estruturais estabelecidas entre o núcleo e seus argumentos, dentro de estruturas sintáticas projetadas pelo próprio núcleo. Por meio de testes linguísticos variados, incluindo alternância de valência e julgamento de (a)gramaticalidade, reclassificamos as nove classes verbais identificadas por Martins (2004) em três classes de acordo com a valência do verbo: classe dos verbos intransitivos, classe dos verbos transitivos e classe dos verbos bitransitivos. Martins (2004) afirma que, na sentença, os verbos podem mudar de tom devido à presença de um morfema tonal transitivizador ou intransitivizador. Contudo...

Ser e estar: estudo contrastivo espanhol-português

Hoyos, Balbina Lorenzo Feijóo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.27%
É um estudo comparativo dos verbos SER E ESTAR do Espanhol e Português, feito para orientar estudantes brasileiros de Espanhol. Consta de três partes: na primeira, faz-se um levantamento dos usos idênticos nessas línguas; na segunda, estudam-se as estruturas morfossintáticas divergentes com as respectivas equivalências; por último, há duas listas com locuções de SER e ESTAR espanholas e suas respectivas traduções portuguesas.

Pronomes, ordem e ergatividade em Mebengokre (Kayapo)

Maria Amelia Reis Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
26.44%
Esta Dissertação descreve e analisa o fenômeno da ergatividade em Mebengokre, língua do ramo setentrional da família ,Te falada pela nações Kayapó e Xikrin nos estados do Pará e Mato Grosso. O objetivo deste trabalho é discutir a natureza da ergatividade cindida do Mebengokre. Minha hipótese sobre a ergatividade do Mebengokre, língua canonicamente SOV, é a de que há uma forte relação entre posição ocupada pelo verbo, suas propriedades verbais e o sistema de caso da língua. O capítulo 1 consistitui uma introdução geral sobre o povo Mebengokre, sua língua, as estapas do trabalho de campo, bem como a apresentação do fenômeno gramatical conhecido como ergatividade, com especial referência à línguas da família Jê .O capítulo 2 focaliza aspectos da morfossintaxe verbal. Nele discute-se a distinção entre nomes e verbos; categorias verbais, processos de mudança de valência. O capítulo 3 está dedicado à descrição do sistema pronominal. A principal questão a ser problematizada neste capítulo diz respeito ao estatuto dos prefixos de pessoa enquanto categoria sintática, isto é, se são pronomes ou concordância. Por fim, o capítulo 4 retoma a discussão sobre a manifestação da ergatividade cindida...

Estudo morfossintático da língua sateré-mawé; Morphosyntatical study of the sateré-mawé language

Raynice Geraldine Pereira da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.73%
O estudo das línguas indígenas brasileiras representa uma importante contribuição para o conhecimento linguístico das línguas do mundo. Este trabalho tem por objetivo apresentar uma proposta de descrição da morfossintaxe da língua Sateré-Mawé (Tupi), uma língua indígena falada por uma população de aproximadamente 8.500 pessoas que habitam a Terra Indígena Andirá-Marau, na região do médio rio Amazonas/AM. O enfoque teórico adotado é da tipologia funcional, que tem como pressuposto, a noção de função linguística dos elementos que compõem o sistema linguístico e sua relação com outros elementos do mesmo sistema. Aliada a essa noção buscam-se também as possíveis inter-relações entre língua e cultura Sateré-Mawé. A metodologia se apresenta em dois momentos. O primeiro diz respeito ao trabalho de campo que objetiva a coleta de dados e a análise preliminar desses ainda em campo. O segundo diz respeito à análise usando como aporte teórico o que se apresenta na tipologia da línguas do mundo e das línguas indígenas brasileiras. Buscando as inter-relações entre língua e cultura, esse trabalho é composto de duas partes. A primeira traz informações sobre os aspectos etnográficos, culturais e sociolinguísticos do povo. A segunda apresenta aspectos da fonologia e da morfossintaxe da língua. Nesta última...

Marcas pessoais, concordância de número e alinhamento em Xavánte

Santos, Juliana Pereira dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.27%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2008.; Nesta dissertação descrevemos aspectos da codificação de pessoa em Xavánte, língua pertencente ao sub-ramo central da família Jê, do tronco lingüístico Macro-Jê (Rodrigues 1999). Procuramos mostrar que uma descrição da codificação de pessoa em Xavánte inclui além das marcas pessoais – prefixos e pronomes – a combinação dessas marcas com partículas marcadoras de número, temas verbais simples e supletivos, tipos de predicados – ativos e estativos –, aspecto/modo de ação, e tipos de orações – dependentes e independentes. Mostramos que a marcação das distinções de número em Xavánte é decisiva na alternância de predicados ativos e estativos e, conseqüentemente, na manifestação de padrões distintos de alinhamento. Neste estudo reunimos evidências que fundamentam uma hipótese alternativa às já existentes sobre as diferentes formas morfossintáticas que tomam os predicados Xavánte, assim como as estruturas oracionais das quais são núcleos. A análise orientou-se pelos trabalhos de Dixon (1979, 1994)...

Nominalizações no português brasileiro : estrutura argumental, formação e morfossintaxe

Oliveira, Déborah Christina de Mendonça
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
26.53%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2014.; Esta tese tem como tema central o estudo das nominalizações no português brasileiro. O interesse pelo estudo das nominalizações deve-se ao fato de esse tipo de nome manter uma estreita relação com suas contrapartes verbais (construir – construção, planejar – planejamento, confiar – confiança, lutar – luta), o que permite que características tipicamente verbais também se apresentem nas nominalizações, por exemplo, estrutura argumental. A proposta deste trabalho é fazer uma análise de características morfológicas, sintáticas e semânticas desse tipo de nominal, considerando inicialmente os dados do português do Brasil. Para a análise dessas características, a presente tese baseia-se nos pressupostos da Teoria Gerativa, que argumenta a favor de uma base inatista para a aquisição de língua, bem como nos pressupostos da Morfologia Distribuída, uma teoria não lexicalista, que defende que tanto palavras, quanto sentenças são formadas na sintaxe, por meio das mesmas operações (HALLE & MARANTZ, 1993). A análise privilegia o estudo de cinco fenômenos: o primeiro deles diz respeito à estrutura argumental de nominalizações. Defendemos...

Compreensão de metáforas primárias e deficiência auditiva

Afonso, Nádia Cristiana Pires
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.69%
Motivada quer pela importância cognitiva, educacional e social da metáfora, quer pela escassez de estudos nesta área, esta investigação tem como principais objetivos [1] investigar a compreensão de Metáforas Primárias (MP) verbais e não-verbais em crianças com Deficiência Auditiva de grau moderado a severo e de grau profundo, e [2] investigar se o efeito da Deficiência Auditiva na compreensão de MP verbais varia em função do conhecimento linguístico, bem como [3] em função da capacidade cognitiva. O método consistiu na aplicação de instrumentos de avaliação do conhecimento linguístico (Grelha de Observação da Linguagem Oral), da capacidade cognitiva (Matrizes Progressivas Coloridas) e da compreensão de MP (adaptação do Teste de Compreensão de MP) a 5 crianças com audição normal (grupo de controlo) e a 13 com Deficiência Auditiva, das quais 7 possuem grau de severidade moderado a severo e 6 grau profundo. Os resultados sugerem que a Deficiência Auditiva tem efeito na compreensão de MP verbais, prejudicandoa, mas não na compreensão das MP não-verbais. Apenas a componente fonológica da linguagem exerce efeito, negativo, na relação entre a Deficiência Auditiva e a compreensão de MP verbais. Não obstante...

Análise do desenvolvimento linguístico de crianças em idade escolar

Cadório, Inês Ribeiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.83%
O presente trabalho tem como objetivo principal fornecer dados de referência sobre as competências de compreensão auditiva e de expressão verbal oral nos domínios da semântica e morfossintaxe, e metalinguagem nos domínios da semântica, morfossintaxe e fonologia de crianças em idade escolar. O estudo pretende, também, analisar a influência de variáveis extralinguísticas (e.g., género, idade, meio, ESE e método de alfabetização) no desenvolvimento linguístico das crianças. A amostra é constituída por 80 crianças falantes do Português Europeu, com idades compreendidas entre os 6 anos e 0 meses e os 6 anos e 11 meses e com um desenvolvimento linguístico normal. Na fase de pré-avaliação foram utilizados dois instrumentos: um questionário de caraterização sociocultural dirigido aos professores titulares e um questionário de caraterização socioeconómica dirigido aos cuidadores das crianças. A recolha de dados foi efetuada através do Teste de Linguagem – Avaliação de Linguagem Pré-Escolar (TL-ALPE). Os dados obtidos mostram que: as crianças do género feminino apresentaram um melhor desempenho em todos os domínios avaliados; o grupo de crianças mais velhas obteve melhores resultados comparativamente ao grupo de crianças mais novas...

Aquisição dos gestos na comunicação pré-linguística: uma abordagem teórica

Lima,Etelvina do Rosário Silva; Cruz-Santos,Anabela
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.57%
Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.

El sistema verbal en la lengua shawi

Julia Barraza de Garcia, Yris; Pimentel Palácio, Adair (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
ES_ES
Relevância na Pesquisa
26.71%
Este artigo apresenta um avanço na análise do sistema verbal do shawi língua, uma língua indígena falada na Amazônia peruana por cerca de 15, 000 pessoas, incluindo monolíngüe e bilíngüe. Esta é uma estimativa que tenta refletir a realidade atual, considerando o crescimento populacional desde a última população e censo habitacional realizado no Peru em 1993. A análise proposta se limita ao estudo do sistema verbal em frases simples variedade shawi falado nas margens do rio Sillay. O primeiro capítulo discute brevemente o problema do estudo da língua, a lógica e os objectivos. No segundo capítulo apresenta o referencial teórico, os fundamentos da teoria lingüística relacionadas com as noções de discurso, linguagem e, especialmente, verbo, classes verbais, atuantes, espectadores, os processos de aumento e diminuição da valência de verbos. Neste capítulo apresentamos um quadro sobre as pessoas shawi, linguagem e estudos existentes sobre o assunto. O terceiro capítulo trata da análise fonológica e morfofonológica da língua e as tentativas de trazer o leitor para o conhecimento da língua nestes níveis. A apresentação está relacionado com os fonemas segmentais, então precisamos de mais estudos sobre as características supra-segmentais. O quarto capítulo trata da análise morfossintática da língua. Ela começa com uma descrição dos aspectos gerais da linguagem em sua morfossintaxe: tipo de linguagem...

Aquisição de sujeitos e objetos pronominais no português brasileiro: um estudo longitudinal dos nulos, pessoais e seus casos na perspectiva da morfologia distribuída

Bulla, Julieane Pohlmann
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.44%
Esta tese trata da aquisição dos pronomes pessoais no português brasileiro (PB) na perspectiva da Morfologia Distribuída. Com base em um corpus composto por falas de três crianças gravadas de forma naturalística e longitudinal entre 1 ano e 7 meses e 3 anos de idade, a investigação apresenta dados quantitativos e qualitativos da produção de pronomes pessoais nas posições de sujeito e objeto, bem como da expressão de sujeitos e objetos plenos e nulos. Por meio de análises morfossintáticas de contextos de 1ª pessoa, verificou-se que as crianças do corpus passam por um Estágio de Pessoa Opcional, em que alternam entre verbos flexionados e com flexão default, igual à de 3ª pessoa. Na exploração do caso morfológico, constataram-se apenas dois casos na aquisição do PB: o acusativo, responsável pela inserção dos clíticos me e te; e o oblíquo, inserindo as formas tônicas mim e ti. Propôs-se que o Merger Morfológico Descendente (EMBICK & NOYER, 1999; 2005) determina o caso acusativo para pronomes de 1ª e 2ª pessoas em posição interna a sintagmas verbais (VP) e caso oblíquo para pronomes de 1ª e 2ª pessoas internos a sintagmas preposicionais (PP).Após a inserção de itens acusativos, há ainda a atuação do Merger Morfológico de Deslocamento Local...

O Impacto do Implante Coclear na Linguagem Oral das Crianças com Surdez Congénita; The Impact of Cochlear Implant in the Oral Language of Children with

Ramos, Daniela; Serviço de Otorrinolaringologia. Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. Coimbra. Portugal.; Xavier Jorge, João; Faculdade de Medicina. Universidade de Coimbra. Coimbra. Portugal.; Teixeira, António; Departamento de Eletrónica,
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 31/08/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
16.75%
Introdução: As crianças com surdez neurossensorial severa a profunda podem adquirir vocabulário e estruturas sintácticas para comunicarem pela linguagem oral, após implante coclear.Objectivo: Identificar as capacidades linguísticas em crianças, com implante coclear.Material e Métodos: Estudou-se a linguagem oral em 18 crianças, entre nove e 10 anos, com surdez neurossensorial profunda bilateral congénita, com implante coclear, avaliadas com a Grelha de Observação da Linguagem-Nível Escolar. As pontuações obtidas foram comparadas com as das crianças normo-ouvintes com igual idade auditiva.Resultados: As pontuações nas estruturas linguísticas estudadas, crianças implantadas vs. padrão das normo-ouvintes foram: fonologia 29,44 ± 8,4 vs. 29,68 ± 5,90, p = 0,91; semântica 18,55 ± 8,89 vs. 19,20 ± 4,85, p = 0,76; morfossintaxe 21,89 ± 12,85 vs. 26,35 ± 10,36, p = 0,159. Nas provas da estrutura semântica, não se registaram diferenças estatisticamente significativas. Na morfossintaxe, adiferença foi estatisticamente significativa na derivação das palavras, 2,83 ± 2,81 vs. 4,65 ± 1,64, p = 0,014. Na fonologia, verificou-se diferença significativa, na prova de discriminação de pseudopalavras, 6,6 ± 2...

A checagem de \'foco\' da categoria \'sujeito\' no cabo-verdiano - variedade de São Nicolau; Checking focus of category subject in Cape Verde variety of Saint Nicholas

Zanoli, Maria de Lurdes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.59%
Nessa dissertação, o objetivo principal é a análise da checagem de foco da categoria sujeito no cabo-verdiano, variedade de São Nicolau, região de Barlavento. No tocante à introdução dos aspectos sociolinguísticos do cabo-verdiano de São Nicolau, o trabalho corrobora que a morfossintaxe nominal e verbal da língua atesta marcas de flexão, como por exemplo, o gênero, o número e marca de flexão verbal. O resultado do estudo, a partir do alargamento do corpus, submetido à ferramenta Praat, ratifica a análise realizada por Lopes & Zanoli (2012): o foco da categoria sujeito nessa variedade de Barlavento só pode ser realizado por meio de estruturas clivadas. No entanto, a análise amplia o escopo do estudo anterior: aponta três tipos de clivadas que marcam a tipologia do foco em São Nicolau e identifica, por meio da análise entoacional, a predominância de um acento bitonal específico do foco na língua: L+H*.; In this dissertation, the main goal is the analysis of the checks \'focus\' category \'subject\' in Cape Verde, variety of St. Nicholas, the Windward area. Regarding the introduction of the sociolinguistic aspects of Cape Verde of St. Nicholas, the work confirms that the nominal and verbal morphosyntax of the language attests brands flexion...

Mocovi (Guaicuru) : fonologia e morfossintaxe

Cecilia Beatriz Gualdieri
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/1998 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
A tese apresenta uma descrição lingüística da língua indígena Mocovi (família Guaicuru), falada nas províncias de Chaco e Santa Fé (Argentina). No Capítulo II, dedicado à Fonologia, apresenta-se uma descrição da alofonia, restrições seqüenciais, neutralizações e morfofonêmica, e uma interpretação com embasamento nas teorias fonológicas Não-lineares. No que diz respeito à Gramática, são apresentadas um conjunto de características gramaticais, como marcação de caso, ordem dos constituintes e esboço da sintaxe (CapítuloIII); estrutura do sintagma nominal e morfossintaxe do Nome, os Classificadores e os elementos lexicais que exprimem conceitos "adjetivais" (Capítulo IV); estrutura do sintagma verbal e morfossintaxe do Verbo, Advérbios e Partículas (Capítulo V). O marco teórico básico na descrição é o modelo Funcional-Tipológico Resumen: La tesis presenta una descripción lingüística de Ia lengua indígena Mocoví (familia Guaycurú), hablada en Ias provincias de Chaco y Santa Fe (Argentina). En el Capítulo II, dedicado a Ia Fonología, se presenta una descripción de Ia alofonía, Ias restricciones secuenciales, neutralizaciones y morfofonémica, y una interpretación basada en Ias teorías fonológicas Nolineales. En cuanto a Ia Gramática...

Morfossintaxe do verbo ikpeng (Karib)

Frantome Bezerra Pacheco
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
26.84%
Este trabalho tem por objetivo apresentar uma proposta de descrição para a morfossintaxe do verbo na língua Ikpeng (Karíb), falada por mais de duzentas e cinqüenta pessoas que habitam nas proximidades do Posto Indígena-Pavuru Parque Indígena do Xingu (MT). Será apresentada uma análise da estrutura verbal, dos processos de formação do verbo reflexivo e do verbo causativo e dos processos de subordinação e formação do verbo nominalizado. Discute-se a posição do Ikpeng na tipologia da ordem, mostrando que a língua é do tipo V-inicial, estando os SNs em posição pré-verbal pragmaticamente marcados. Partindo da tipologia da marcação núcleo-dependente, classifica-se o Ikpeng como head-marking (com marcação no núcleo). Demonstra-se que a função pivô nos processos de apagamento sob co-referência é SIA, além de se apresentarem as situações nas quais o pronome pode ser apagado, bem como as estratégias empregadas pela língua para retomar o SN previamente citado em construções multi-oracionais.; This thesis aims at presenting a description of Ikpeng's (Carib) verb morphosyntax. The language is spoken by more than 250 people who live nearby the Posto Indígena Pavuru in Xingu Indian Reservation (MT, Brazil). The work intends to describe the language's verb structure...

O Verbo Ikpeng : estudo morfossintático e semântico-lexical; The Ikpeng verb : morphosyntactic and lexical-semantic study

Angela Fabiola Alves Chagas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.66%
Esta tese tem por objetivo principal fazer um estudo morfossintático dos verbos da língua Ikpeng (família Kanb; ramo Pekodiano ), a partir de uma abordagem léxico-semântica, com base, principalmente, nos trabalhos de Levin (1993), Levin e Hovav (1995) e Hale e Keyser (2002). Neste trabalho, apresentamos os processos de categorização (formação de verbos a partir de raízes não-categorizadas) e recategorização verbal (derivação de verbos a partir de raízes nominais e adjetivas); bem como os processos de mudança de valência (transitivização e intransitivização ). Retomamos a morfologia tempo-aspectual, já anteriormente descrita por Pachêco (1997, 2001) e Campetela (1997), com o objetivo de esclarecer problemas que ficaram pendentes nos trabalhos anteriormente propostos para o Ikpeng. Identificamos novas séries de prefixos pessoais, o que contribuiu principalmente para explicar o sistema de concordância verbal transitivo, que é governado pelo fato dos argumentos verbais serem ou não participantes do discurso, o que nos permitiu explicar a marcação de pessoa no verbo transitivo como um sistema ( direto-)inverso, alinhamento atestados em várias outras línguas da família Karib. Propusemos ainda a existência de dois tipos de verbos intransitivos na língua: os externamente causados...

Desenvolviomento morfossintático em crianças con quatro anos de idade (4;00-4;05)

Valente, Joana
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 10/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.75%
A morfossintaxe constitui uma das áreas da linguagem que estuda a organização das palavras na frase, bem como a estrutura interna de cada palavra. Em termos de estudos de desenvolvimento, há poucos valores de referência para o Português Europeu, pelo que foi desenvolvido este projeto, que envolve a análise de discurso espontâneo de crianças com 4 anos. O objetivo principal é a caracterização morfossintática do discurso de crianças dentro da faixa-etária de 4;00 a 4;05 anos de idade. Pretende-se também verificar se o género das crianças e a escolaridade dos pais influencia os resultados. Os discursos analisados pertenceram a um corpus linguístico anteriormente recolhido, sendo a amostra utilizada na presente dissertação de 29 crianças. O discurso das crianças foi transcrito para o programa ELAN (EUDICO Linguistic Annotator; www.lat-mpi.eu/tools/elan) e posteriormente analisado. Os resultados obtidos revelaram que as crianças, dentro desta faixa-etária, já têm um discurso em que utilizam todas as classes gramaticais, havendo uma preferência pela utilização de verbos, não havendo diferença entre os discursos das crianças do género feminino e as do género masculino. É na concordância verbal que mais erros se verificam...