Página 1 dos resultados de 876 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Em busca do touro Ápis pelos caminhos da mitologia do antigo Egipto

Sales, José das Candeias
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Os antigos egípcios acreditavam que o touro poderoso representava a personalidade do próprio faraó. O touro estava, de facto, intimamente associado ao estado faraónico desde o início da história egípcia. Na mitologia egípcia, de todos os touros sagrados o que maior projecção alcançou, como deus agrário da fecundidade, da vegetação renascida e da ressurreição, foi, seguramente, o touro Ápis, associado em Mênfis aos deuses Ptah e Osíris. Na sua condição de touro ágil, vigoroso e viril, Ápis era um intermediário consistente entre o mundo dos vivos e o dos mortos, além de ser um propiciador de fertilidade e renascimento quando associado ao deus-sol.

Em busca do touro Ápis pelos caminhos da mitologia do antigo Egipto

Sales, José das Candeias
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Os antigos egípcios acreditavam que o touro poderoso representava a personalidade do próprio faraó. O touro estava, de facto, intimamente associado ao estado faraónico desde o início da história egípcia. Na mitologia egípcia, de todos os touros sagrados o que maior projecção alcançou, como deus agrário da fecundidade, da vegetação renascida e da ressurreição, foi, seguramente, o touro Ápis, associado em Mênfis aos deuses Ptah e Osíris. Na sua condição de touro ágil, vigoroso e viril, Ápis era um intermediário consistente entre o mundo dos vivos e o dos mortos, além de ser um propiciador de fertilidade e renascimento quando associado ao deus-sol.

Advocacia: elementos de uma mitologia própria da profissão; The lawyer, myth, science and technology: elements of a mythology of the profession itself.

Campos, Lucas Augusto Ponte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O advogado, no cenário contemporâneo, perdeu sua identidade profissional. Ele convive com o problema de um substrato teórico incapaz de dar conta da complexidade do mundo da vida no início do novo milênio. A busca pelos ideais que norteiam a profissão deve ser retomada, sob pena do advogado subsistir sobre o império da técnica massificada e acrítica. Como o novo Parsifal, deve o advogado se entregar a tarefa de auto-conhecimento, entendimento do seu topos na realidade, assim como todos os elementos radicais de uma mitologia que guiam através do processo de individuação, reestabelecendo sua ligação com sentido e os significados, restaurando a imagem e a ética da profissão; In the contemporary scene, the lawyer lost his professional identity. He lives within a problem of a theoretical substrate. He is incapable of dealing with the complexity of the living world in the new millennium. The search for the ideals that guide the profession should be resumed, under the penalty of lawyer survives under the technique power and uncritical mass. As the new Parsifal, the lawyer must seek self-knowledge, understanding of his place in reality, like all radical elements of mythology that guide you through the process of individuation...

Abrindo caminho : a mitologia dos orixás na cultura popular brasileira e nas salas de aula

Portz, Renata Moschen
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Esse trabalho busca perceber e destacar as mudanças de paradigmas que vêm acontecendo no povo brasileiro ao deixar de super valorizar a cultura do outro e principiar uma valorização da cultura própria do Brasil. Isso será feito através de um recorte, ou seja, do viés da cultura afrobrasileira, mais especificamente da mitologia dos orixás e sua influência na cultura popular brasileira. Além de buscar compreender um pouco mais da cultura através das manifestações de matriz africana este trabalho se propõe, também, analisar brevemente de que formas ela está sendo inserida nas escolas de educação básica- por razão da Lei nº 10.639 - e como é a recepção dos alunos a essa cultura. As salas de aula servirão então, para exemplificar a hipótese de que se está abrindo espaço para as manifestações afrobrasieliras e de que elas vêm cada vez mais sendo percebidas como legítimas e importantes à formação do povo brasileiro.; This work aims to glance and highlight the paradigm changes that have been happening with the Brazilian community as they let to over value the outside culture and start to value their own culture. This will be made through a selection which will emphasize the afrobrazilian culture, specifically the orixas mythology and its influence over Brazilian popular culture. Also besides the intend to understand a little bit more of the culture through the manifestations of the African roots it aims to analyze briefly the ways in which it is being inserted in schools- for the reason of law number 10.639- and how is the reception of the students of it. The classrooms will help to exemplify the hypothesis that the society is opening space for the afrobrazilian manifestations and that this manifestations are progressively being recognized as genuine and important to the formation of Brazilian people.

Diálogos entre feminilidade e maternidade: um estudo sob o olhar da mitologia e da psicanálise

Emídio, Thassia Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 145 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Psicologia - FCLAS; Este trabalho pretendeu, sob o olhar da mitologia e da psicanálise, compreender as configurações e as figurações da feminilidade e da maternidade contemporânea e assim discutir questões referentes à relação mãe e filho, buscando o entendimento de como se dá a relação da figura materna com seu filho e a repercussão e ressonância da vivência desta na vida do indivíduo. Mediante o estudo de mitos clássicos – Narciso, Édipo e Eros e Psique –, analisando-os sob uma perspectiva que remonta ao desenvolvimento psíquico proposto pela Psicanálise e considerando-os como fio disparador, condutor e articulador, construímos o referencial teórico deste trabalho a partir da relação estabelecida entre Psicanálise e Mitologia. Discutimos, portanto, a relação entre mitologia e psicanálise e o campo possibilitado na contextualização das narrativas mitológicas. Em seguida, iniciamos a compreensão da construção da identidade feminina, a fundamentação da maternidade como valor social, a relação mãe e filho e os sentimentos pertinentes a esta; para então...

O pai, a psicanálise e a mitologia: um estudo sobre a função paterna e suas configurações no mundo contemporâneo

Castro, Thassia Emídio de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 157 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Pós-graduação em Psicologia - FCLAS; Este trabalho objetivou refletir a respeito e compreender a função paterna e suas configurações, no mundo contemporâneo, tendo como foco a discussão da função paterna no processo de desenvolvimento e estruturação psíquica do indivíduo e suas configurações, na contemporaneidade. O método adotado para o desenvolvimento deste trabalho foi o psicanalítico. Partimos, assim, da Psicanálise, enquanto fonte teórica, para a construção do conhecimento em nossa pesquisa de caráter teórico-reflexiva. Com base na teoria psicanalítica, de suas proposições sobre o processo de estruturação psíquica do indivíduo, das ressonâncias destes na estruturação dos laços sociais e das discussões desenvolvidas por psicanalistas, na contemporaneidade, sobre a função paterna e suas configurações, construímos o referencial teórico desta pesquisa, em que o estudo dos mitos de Narciso, Édipo e Eros e Psique, em uma perspectiva que remonta ao desenvolvimento psíquico proposto pela Psicanálise, foram tomados como instrumentos de análise e fontes de reflexão. Primeiramente, desenvolvemos uma discussão sobre o pai e a psicanálise, passando pela questão do pai, na Horda Primeva, pela função do pai em psicanálise e pela função paterna no processo de estruturação psíquica...

A mitologia e a religiosidade cristã em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa : crônicas de uma acadêmica

Felix, Alessandra da Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2014.; A presente dissertação de mestrado tem por objetivo mostrar os princípios criativos referidos por Bakhtin (2011) na obra O Leão, A Feiticeira e O Guarda-Roupa, de C.S. Lewis, para isso, elencando os elementos mitológicos e religiosos cristãos, pois são os que mais se destacam no texto selecionado. A opção por abordar a mitologia e a religião cristã se deve ao fato de entendermos que elas são os princípios criativos de que se valeu o autor. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho interpretativista, que pretende analisar como esses elementos aparecem na obra e são re-significados pelos possíveis leitores. Sendo assim, a análise do livro de Lewis será feita através dos conceitos que fazem parte da área de Sóciointeração, iniciando com Vigotski (1984 e 2008) sobre cognição e interação, recorrendo a Bakhtin (1995 e 2011) sobre gênero e intertextualidade, perpassando Van Djik (1996) e Fairclough (2001) sobre discurso e interação, aprofundando os estudos em Marcuschi (2001, 2004, 2007 e 2008) e Koch (1993, 1998, 2003...

A mitologia clássica no humanismo do renascimento português

Melo, António Maria Martins
Fonte: João Manuel Nunes Torrão Publicador: João Manuel Nunes Torrão
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
O A. reflecte sobre a importância que assumiu a mitologia clássica no discurso quinhentista em latim, em que se assiste a uma aproximação com a mundividência cristã. Atitude idêntica se observa em autores cristãos do séc. III e em textos da própria Bíblia.; We aim to reflect on the importance of mythology in 15th century Latin discourse, highlighting its close connecti on to the Christian worldview. A similar attitude is to be found in 3th century Christian authors and in biblical texts.

A mitologia Grega, uma concepção genial produzida pela humanidade: os condicionalismos religiosos e históricos na civilização Helénica

Branco, Alberto Manuel Vara
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
A mitologia grega, um fascinante e vivido espelho da multifacetada natureza humana, evoluiu significativamente com a integração progressiva dos antigos deuses e cultos pré-helénicos, vinculados aos ciclos agrícolas e de outros elementos saídos das cosmogonias orientais. A mitologia grega introduziu aspectos vinculados à natureza, que eram elementos renovadores nesse campo e deram origem a uma ampla série de entidades mitológicas, cuja dimensão foi determinante e significativa para o conhecimento do espírito dos povos mediterrânicos. Desse processo surge a cristalização de uma complexa cosmogonia sistematizada por Hesíodo e a existência de um panteão politeísta, que adquiriu características definidas na obra de Homero. De assinalar a componente iconográfica comum em certos aspectos imagéticos, que haveriam de encontrar um complemento realístico, adequado à introdução de referências dóricas e aqueias na cultura grega clássica. As características comuns a todos os deuses gregos deram a conhecer a sua relação com os fenómenos da natureza, cujas forças regiam e a sua figura antropomórfica, baseada em modelos e costumes humanos. A riqueza do mundo mitológico grego não acaba nos relatos sobre os deuses olímpicos e as suas frequentes intervenções nos assuntos humanos. Nas suas lendas...

Mitologia greco-romana nos azulejos da Casa Museu Verdades Faria

Correia, Ana Paula Rebelo
Fonte: Edições Colibri / Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL Publicador: Edições Colibri / Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Revista do IHA, N.3 (2007), pp.198-221; Construída nos anos 1919-20 por Raul Lino para Jorge O’Neil, a Casa Museu Verdades Faria, situada no Monte Estoril, reúne um interessantíssimo conjunto de azulejos barrocos, formando silhares e ilustrando temas da mitologia greco-romana. Estes azulejos, de origem desconhecida, foram colocados em vários espaços do edifício sem qualquer preocupação de coerência iconográfica. Alguns painéis, provenientes de um mesmo conjunto, foram cortados e adaptados aos vários espaços das paredes. Em parte devido a esta “dispersão”, a temática dos azulejos manteve-se desconhecida até aos nossos dias. O estudo aqui desenvolvido permitiu identificar os vários episódios representados, na sua maioria temas das Metamorfoses de Ovídio, bem como reconstituir um dos conjuntos, totalmente desmembrado e aplicado em duas das salas do edifício.

Origem e significado do amor na mitologia greco-romana

Braz,Ana Lúcia Nogueira
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O presente artigo visou compreender as possíveis origens e o significado do amor, utilizando como referência de análise a mitologia greco-romana. A escolha da abordagem mitológica justifica-se pelo fato de que, em nossa pesquisa, encontramos na cosmologia greco-romana uma das primeiras formulações e significado do amor através do mito de Eros e suas diversas repercussões. Utilizou-se dele para tornar mais claros os diferentes caminhos simbólicos concebidos para explicar a participação do amor no desenvolvimento e formação da psique individual e coletiva. Foram descritas e analisadas diferentes versões de Eros e suas possíveis influências na compreensão e vivência do amor nos tempos atuais. Em nossa análise, podemos afirmar, através do mito de Eros, que o amor é essencial para a realização e plenitude da pessoa, porque é o elemento que preenche de sentido a existência e humaniza as relações na medida em que abre espaço de existência para o outro junto a si.

Mitologia na Contemporaneidade: o Legendarium de J.R.R. Tolkien

Ferreira, Thiago Destro Rosa
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
A mitologia do progresso, como denomina Paolo Rossi, calcada na crença do contínuo aperfeiçoamento da humanidade e nos benefícios da ciência e, mais recentemente, da técnica, foi um dos guias decisivos do projeto de modernidade das sociedades ocidentais, e, apesar de abalada no decorrer do último século, ainda persiste no imaginário atual. Diante disso, J.R.R. Tolkien afirmou certa vez: "É uma maldição ter o temperamento épico em uma época superlotada dedicada a pedacinhos ligeiros!”. Esse incômodo com seu próprio tempo é, segundo Agamben, a característica do contemporâneo por excelência, aquele que não se acomoda totalmente a seu tempo, percebendo as sombras que este comporta. Nesse contexto, o Legendarium, termo dado pelo autor ao seu conjunto literário, elaborado em sua maior parte durante a primeira metade do século XX, propõe um mundo fictício embasado na fantasia e no mítico, aparentemente anacrônico com sua época, mas paradoxalmente contemporâneo. Assim, o presente trabalho se propõe a refletir sobre aspectos do imaginário contemporâneos por meio da análise da obra literária de J.R.R. Tolkien, focada, principalmente nas obras O Senhor dos Anéis (1954–1955) e O Silmarillion (1977). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; The mythology of progress...

O Contributo da Mitologia na Compreensão Textual: Aplicações Didáticas

Costa Pinto, Mariana Alice Monteiro da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
O presente Relatório de Estágio Supervisionado patenteia um estudo sobre o contributo da Mitologia na interpretação do texto literário em duas turmas - uma de Português (9º ano) e outra de Latim (10º ano). O panorama social e escolar destas turmas permitiu traçar o perfil de cada uma, e consequentemente selecionar a metodologia adequada para o desenvolvimento deste projeto. A leitura e a escrita enquanto instrumentos para a concretização deste trabalho possibilitaram um estudo sobre as suas caraterísticas e proficiências ao nível do ensino. De modo a implementar esta investigação, executou-se um conjunto de atividades tendo como ponto de partida a análise de textos literários e consagrando particular atenção à explicação de referências mitológicas e à reflexão acerca do caráter axiológico inerente às personagens da mitologia. Assim, além de pretender dar resposta ao objetivo proposto, proporcionei aos alunos a oportunidade de contactar com as múltiplas potencialidades dos temas clássicos. Os dados recolhidos permitiram concluir a significativa importância da Mitologia no plano do estudo dos textos propostos, bem como a sua relevância para a formação cultural dos discentes.; This internship report presents a study on the contribution of Mythology in the interpretation of literary text into two classes – one of Portuguese (9th grade) and one of Latin (10th grade). The social and educational overview of these classes allowed me to outline the profile of each one...

Diversas formas de Proteu: a mitologia n'O Lima de Diogo Bernardes

Gomes, Ana Filipa Teixeira Leite
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Tese de mestrado, Estudos Clássicos (Tradição Clássica e Cultura Europeia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009; Subsistem em torno do poeta quinhentista Diogo Bernardes dúvidas em relação à sua vida e à sua obra, sendo, porém, certo que se moveu em círculos áulicos e literários de destaque, ao longo de toda a sua vida. Quanto à sua obra, afigura-se muito provável que tenha participado na organização dos seus três volumes de poesia, as Várias Rimas ao Bom Jesus (1594), O Lima (1596) e as Rimas Várias Flores do Lima (1597). O presente trabalho focará o segundo livro, no qual se incluem as Éclogas e Cartas. A análise partirá de perguntas como: o que caracteriza e distingue a obra de Diogo Bernardes? Como explicar as escolhas do autor em termos de género, temas, motivos, linguagem, alusões mitológicas, e também na organização dos poemas? Qual o papel da Mitologia Clássica nestes textos? Bernardes escolheu incluir n'O Lima composições bucólicas e epistolares, diversas e, ao mesmo tempo, muito próximas. Semelhantes em temas, divergem na linguagem que utilizam: as Éclogas simples e comedidas, contidas nas alusões à Mitologia Clássica, mas plenas de profundidade sob a simplicidade aparente. As Cartas...

Héroe y justicia :|bun estudio comparativo de mitología antigua

Ortiz Garrido, Ariel
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.2%
Informe de Seminario de grado para optar al grado de Licenciado en Historia; No autorizada su publicación en texto completo en Cybertesis; Pues bien, en lo sucesivo, abordaremos la relación existente entre héroe y justicia dentro del relato mitológico presente en las tragedias de Esquilo (La Orestíada y Prometeo encadenado) y el evangelio según Juan (La Pasión de Cristo), dando cuenta de las funciones del héroe existentes en cada caso, para finalmente establecer las similitudes y diferencias en un cuadro comparativo. Para esto partiremos con algunas consideraciones teóricas y metodológicas fundamentales, con el fin de precisar lo mejor posible cada concepto utilizado en el trabajo. Se desarrollará lo concerniente a lo que entenderemos como mito, mitología y héroe.

Mitología clásica, didáctica e Internet

Cristóbal Macías, Cristóbal; Ortega, José Manuel
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2003 CAT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Las nuevas tecnologías han modificado el modo tradicional de abordar la enseñanza de la mitología clásica. En este artículo reseñamos las mejores páginas web sobre mitología grecorromana y tratamos de establecer una tipología de las mismas, con vistas a sus posibles aplicaciones didácticas.; The traditional way of teaching classical mythology has been modified by the New Technologies. In this paper we review the best websites concerning Greek and Roman mythology and try to define a typology of them, with a view to search their didactic applications.

‘Ulises Telamonio’ en América : retórica y mitología clásica en el Arauco domado de Pedro de Oña (1596)

Fernández López, Jorge
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em /2011/2010 SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
El Arauco domado, poema épico compuesto por Pedro de Oña y publicado en 1596, se ajusta a las convenciones de su género en el uso de la mitología clásica, a pesar de que el tema es contemporáneo y americano y de que su autor nunca salió de Sudamérica. Las alusiones a personajes de la mitología grecolatina son frecuentes para establecer comparaciones con las situaciones narradas y se acude también a referencias mitológicas para la descripción de escenas típicas; además, aunque dentro de ciertos límites, los dioses aparecen directamente en la acción del poema e incluso intervienen en ella. Este recurso a la mitología es una decisión de orden retórico, pues Oña asume plenamente el código tradicional de la epopeya, que incluye también la elaboración de los discursos que pronuncian los personajes. A este respecto, el autor del poema despliega su habilidad literaria para caracterizar a sus personajes a través tanto de las intervenciones que pone en su boca como de la interpretación de los efectos de las mismas, jugando con dos tipos de retórica moralmente opuestas, una «buena» y otra «mala». El culmen del uso recto y virtuoso de la retórica estaría personificado en el héroe protagonista de la obra, don García (virrey del Perú)...

El rapto de Proserpina en el romancero. Presencia de la mitología en la tradición oral hispánica

Hernández Martín, Víctor
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; Text Formato: application/pdf
Publicado em //2014 SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
El trabajo pretende indagar acerca de cómo la mitología clásica grecolatina ha pervivido en la literatura española medieval, no sólo en las obras de carácter culto -en las que la influencia de dichos mitos ha sido ampliamente estudiada-, sino también en aquellas manifestaciones literarias de carácter popular y de transmisión oral como las que componen el denominado Romancero Viejo. Para ello, se ha tomado como objeto central de estudio el mito referido al rapto de Proserpina, analizando el modo en que éste es narrado en varias obras latinas y comparando dichas fuentes con numerosos romances afines en cuanto a temática. Esta labor ha permitido averiguar qué elementos presentes en esos poemas populares de transmisión oral son tomados del mito clásico y cómo dichos elementos son formulados y dotados de simbología; El treball pretén indagar sobre com la mitologia clàssica grecollatina ha perviscut a la literatura espanyola medieval, no només a les obres de caràcter culte -on la influència d’aquests mites ja ha sigut àmpliament estudiada-, si no també a aquelles manifestacions literàries de caràcter popular i de transmissió oral com les que composen el denominat Romancero Viejo. Per tal de dur a terme aquesta tasca...

Mitología y Literatura Clásica : ejercicios prácticos

Krystyna Starczewska, Katarzyna
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
La experiencia que presentamos es fruto de las sesiones la Tutoría Integrada de la asignatura Mitología y Literatura, en las que se pidió a los alumnos que escogieran un mito e hicieran su comentario por escrito. La procedencia de los alumnos era de diversas titulaciones de letras a excepción de Clásicas. Dicho comentario tenía que cumplir los siguientes requisitos: 1) el comentario se había de basar en un fragmento de obra clásica; 2) el objetivo del comentario era demostrar la importancia del mito escogido para la cultura europea. Las referencias y el enfoque del trabajo dependieron plenamente del alumno. Este ejercicio ha proporcionado unos resultados interesantes que pueden ayudar a entender el significado que tiene la mitología para los jóvenes universitarios.

Un Mensaje Político de los Mitos la Mitología de Privación en Oaxaca, México y América Latina

Bartolomé, Miguel Alberto; Instituto Nacional de Antropología e Historia de México
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8034.2015v17n1p143Este ensayo trata de un tipo particular de reflexión simbólica que he identificado como común a todos los pueblos nativos de América Latina. Es la que denomino mitología de privación, la que forma parte de la que llamo mitología del contacto, ya que ambas constituyen géneros míticos resultantes del contacto y el conflicto interétnico. Para su análisis parto de la premisa de que los sistemas simbólicos se alimentan de las culturas vividas y que las narraciones míticas condensan sistemas de significados que permiten aproximarnos a las vidas de sus creadores, en este caso signadas por la pobreza. Aquí no me importará tanto determinar cómo los símbolos dialogan entre sí o su relación con supuestas formas de pensar, sino cómo forman parte de la tarea humana de construcción de universos, de estructuras de sentido de culturas y situaciones concretas. Tal es que me propongo en estas páginas que comienzan con el estudio de los pueblos de mi lugar de trabajo y residencia, el estado mexicano de Oaxaca, y que se extienden a México y América Latina.