Página 1 dos resultados de 77 itens digitais encontrados em 0.053 segundos

Um ensaio em gestão de capital de giro em micros e pequenas empresas

Carvalho, Claudinê Jordão de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.14%
Este estudo investiga as diferenças na maneira como gestores administram o capital de giro nas micro e pequenas empresas. As contribuições derivadas deste estudo ampliam a literatura financeira de curto prazo em MPEs no sentido de se compreender como os itens relacionados ao construto de capital de giro se comportam numa economia emergente, com fricções de mercado severas e mutáveis e com nível de desenvolvimento financeiro distinto. Os diferentes estilos de gestão podem ocorrer em razão do impacto do desenvolvimento e profundidade do mercado financeiro e do acesso e da oferta de trade credit. Os fatores determinantes desses estilos de condução da gestão do capital de giro em micro e pequenas empresas (MPEs) são identificados e, explicados, à luz dos fundamentos das teorias de crescimento das firmas por estágios, da visão baseada em recursos, de crédito comercial, de agência e de custos de transação. Esta é uma pesquisa mista com investigação cross-section, em três etapas. Ela foi composta por um survey e por entrevistas. Os dados obtidos por meio de um survey com dirigentes de 447 MPEs dos estados de Minas Gerais e São Paulo foram analisados por técnicas multivariadas, tendo sido identificados quatro “estilos” de gestão de capital de giro...

Grau de satisfação das micros e pequenas empresas em relação à assistência creditícia prestada pelo Banco do Brasil na agência Bairro Industrial em Chapecó-SC

Wobeto, José Alberto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.2%
Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de conhecer o nível de satisfação dos clientes - micro e pequenas empresas - da Agência Bairro Industrial de Chapecó-SC, em relação à assistência de crédito recebida do Banco do Brasil e, especificamente, conhecer o grau de satisfação das micro e pequenas empresas, clientes dessa agência, em relação às garantias exigidas, prazos de pagamento e taxas de juro cobradas nos empréstimos e financiamentos, bem como conhecer o seu grau de satisfação em relação ao volume de recursos disponibilizados e a tempestividade na liberação dos créditos. O estudo reveste-se de fundamental relevância pela expressiva participação que as micro e pequenas empresas possuem no conjunto das empresas formais e pela importância social que este segmento representa em função da quantidade de empregos que geram, pela vocação do Banco do Brasil em fomentar o desenvolvimento das sociedades em que atua e a necessidade de competir no mercado e, conseqüentemente, criar e manter clientes satisfeitos, que tenham o Banco do Brasil como principal parceiro financeiro, cuja relação seja capaz de gerar resultados positivos para todas as partes. A agência onde foi desenvolvido o trabalho está localizada em uma região urbana que concentra grande quantidade de micro e pequenas empresas...

O desafio exportador : dificuldades de inserção de micros e pequenas empresas Porto-Alegrenses no comércio internacional

Herrera, William Rudy Steigleder
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.28%
Do ponto de vista empresarial, as empresas têm entendido como fundamental a participação nos mercados estrangeiros, o que lhes permite aumentar sua competitividade, obter economia de escala e diminuir a excessiva dependência do mercado doméstico. As micro e pequenas empresas brasileiras vêm acompanhando essa tendência, iniciando sua internacionalização pela exportação. Sob a forma de barreiras, obstáculos ou vulnerabilidades das próprias organizações, diversos fatores dificultam este processo. Focando numa amostra específica, o objetivo deste trabalho foi o de identificar quais eram os fatores que dificultam a exportação de produtos de micros e pequenas empresas porto-alegrenses do setor de vestuário. Subsidiariamente, investigaram-se as motivações que levam os empresários a exportar e suas percepções sobre a cultura exportadora. Para o levantamento das informações foi adotada uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória. A partir da análise dos dados coletados, estabeleceu-se uma caracterização do problema, verificando-se que para aquelas empresas, as barreiras mais importantes como política cambial, acesso ao crédito e burocracia alfandegária estão vinculadas ao ambiente externo. Por sua vez...

Fatores gerenciais que influenciaram na mortalidade das micro e pequenas empresas comerciais de Manaus entre 1995 e 1997

Coêlho, Plinio Cesar Albuquerque
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiv, 170 f.| grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.18%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico; Este trabalho foi elaborado com o objetivo de verificar se os fatores gerenciais (fatores mercadológicos, fatores da administração contábil-financeira, fatores de recursos humanos, fatores da tecnologia da informação e fatores de planejamento) da forma como utilizados pelos proprietários-gerentes, contribuíram para a mortalidade das micros e pequenas empresas comerciais de Manaus, no período de 1995 à 11997. A relevância deste estudo decorre basicamente de duas razões. A primeira foi à divulgação de uma pesquisa realizada pelo SEBRAE - AM, dando conta que a taxa de mortalidade de micro e pequenas empresas na cidade de Manaus foi de 61% no primeiro ano de funcionamento (1995), alcançando 68% e 73%, no segundo (1996) e terceiro (1997) anos de funcionamento, respectivamente. A segunda, foi a informação obtida junto a Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas, de que existiam em janeiro de 2000, aproximadamente trinta mil empresas em Manaus, das quais 80% eram micro e pequenas empresas, e destas, 70% pertenciam ao setor comercial, de onde se conclui a importância destas empresas em termos de geração de postos de trabalho e renda para a economia. Com base na literatura utilizada na fundamentação teórica sobre fatores gerenciais...

Metodologia de formação de preço de venda para micros e pequenas empresas

Pereira, Fábio Henrique
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 158 f.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
106.33%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico.; A formação do preço de venda em épocas passadas foi considerado como fator secundário para a gestão empresarial, porém com o passar dos tempos detectou-se a necessidade de se conhecer mais profundamente esta ferramenta que nos dias atuais é de extrema importância para a tomada de decisões gerenciais. Em virtude disto viu-se a necessidade de se conhecer a fundo e detalhadamente todos os custos pertinentes a operacionalização da empresa, bem como estar sempre atento sobre as oscilações existentes no mercado e as exigências e necessidades do consumidor. Acredita-se que as micros e pequenas empresas são as mais carentes de suportes e subsídios em relação a formação do preço de venda em virtude muitas vezes da pouca ou nenhuma capacidade técnica de seus dirigentes aliada a falta de um suporte e auxílio mais especializado nesta área. O presente trabalho aborda primeiramente todos os pontos que julgam-se importantes analisar para que se possa foemar correta e conscientemente o preço de venda dos produtos ou serviços oferecidos ao mercado consumidor. Estes pontos abordados no presente trabalho referem-se a uma análise detalhada do mercado consumidor aonde está localizada a empresa...

Avaliar os programas SEBRAE de apoio tecnológico às micro e pequenas empresas e de qualidade total, na região da Grande Florianópolis

Ávila, Elízia Coelho de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 99 f.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia.; Este estudo buscou avaliar dois programas de apoio às empresas de pequeno porte realizado pelo SEBRAE, sendo eles o programa de Qualidade Total e o Programa de Apoio Tecnológico as Micros e Pequenas Empresas - PATME, na região da Grande Florianópolis. Com a análise dos dados, foi possível verificar a importância desses programas para as empresas de pequeno porte, uma vez que as mesmas estão valendo-se desses programas para conseguirem espaços, e assim permanecerem no mercado. As empresas tornaram-se conscientes das novas mudanças porque passam o mercado, uma vez que as exigência são maiores, há necessidade das empresas em se atualizarem e acompanharem essas mudanças nesse novo mercado competitivo. Portanto, dentro deste contexto, o SEBRAE tem um papel fundamental para as empresas de pequeno porte, dando suporte e condições a elas para que através de seus programas possam permanecer no mercado, a exemplo dos programas PATME e Qualidade Total.

Análise do resultado financeiro operacional de micro e pequenas empresas

Santos, Miguel Ângelo Batista dos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: XII, 104 f.| tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.14%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O presente trabalho busca identificar os fatores e variáveis que comprometem as atividades operacionais de micros e pequenas empresas da área do vestuário, sediadas em Campo Grande/MS, principalmente às relacionadas aos resultados financeiros de longo prazo. Nesse intento foi adotado o método de estudo de caso no desenvolvimento da pesquisa. A Federação da Indústria do Estado e a Casa da Indústria identificaram a existência de 23 empresas nessa categoria. Dessas, 11 responderam aos questionários a elas dirigidos. A confrontação e análise dos dados obtidos, tanto das microempresas como das pequenas empresas, indicam a necessidade de uma reestruturação do setor, com o recurso de um planejamento emergencial de curto prazo, com vistas a um resultado favorável de longo prazo. Problema em comum da maioria das empresas pesquisadas está relacionado com o controle de caixa, ficando, assim, evidente a necessidade de se realizar um melhor controle de vendas a prazo, assim como de uma reavaliação das condições de endividamento dessas empresas, visto serem esses os principais motivos encontrados relacionados à necessidade de capital de giro e à liquidez negativa

Oportunidades e barreiras na utilização do comércio eletrônico pelas micros e pequenas empresas

Moura, Airton Pinto de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 146 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
106.39%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O presente trabalho tem como objetivo principal levantar as oportunidades e barreiras na utilização do comércio eletrônico pelas micros e pequenas empresas, fato justificado principalmente pela ausência de trabalhos específicos a este tema, o que com certeza, trará contribuições para a academia e o setor empresarial envolvido. O material aqui apresentado sob forma de dissertação de mestrado teve por base uma pesquisa aplicada em um setor específico de micro e pequena empresa - o setor automecânico Catarinense, pertencente ao projeto empreender do SEBRAE. Na intenção de qualificar da melhor forma possível o trabalho em questão, foi realizado um levantamento bibliográfico das áreas principais da dissertação: sistemas de informação, tecnologia da informação, comércio eletrônico e micro e pequena empresa. Fato que culminou no inédito quadro de oportunidades e barreiras na utilização do comércio eletrônico pelas micros e pequenas empresas, onde busca-se uma referência para aprimorar as oportunidades e minimizar as barreiras na utilização do comércio eletrônico pelas micros e pequenas empresas.

Como as empresas de Factoring podem funcionar como apoio ao crescimento das Micros e Pequenas Empresas brasileiras

Silveira, Mariana da
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
106.27%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econõmico, Curso de ciências Contábeis; As micros e pequenas empresas representam um papel muito importante na economia brasileira. Pesquisas feitas pelo IBGE no ano de 2006 apontam que 98,9% das empresas situadas no Brasil, são representadas pelas ME e EPP (pelo critério do número de funcionários), e por isso elas também apresentam as maiores taxas de contratações de trabalhadores. Contudo, essas empresas não recebem o apoio econômico que deveriam, se por um lado os dados mostram uma alta taxa de contratação, por outro verifica-se uma significativa oscilação no ciclo de vida das sociedades. Boa parte dessa complexidade, em se manter no mercado, deve-se, principalmente, ao fato das empresas terem dificuldades na obtenção de crédito. A falta de dinheiro em caixa dificulta o andamento da empresa, sobretudo na parte de aquisição de estoque e por se tratar de empresas com porte pequeno, o administrador (proprietário), acaba por ter que cuidar de todos os processos relativos a empresa, desde o pagamento de contas até a definição dos preços dos produtos. É para este propósito que a atividade de factoring é apresentada. Com seus diversos tipos de serviços...

A importância do fluxo de caixa projetado para as micros e pequenas empresas

Santana, Dayana Vidal
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 64 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.33%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; No contexto mundial vem crescendo cada vez mais a complexidade e a competitividade no mercado, exigindo das empresas, sejam elas de grande ou pequeno porte, a utilização de uma ferramenta eficaz no processo decisório. A grande maioria das micros e pequenas empresas estão mal gerenciadas, por falta de controle e planejamento dos seus negócios, e ainda as informações obtidas por meio da contabilidade não são bases suficientes para tomadas de decisões, pois demonstram apenas números passados. Este trabalho tem por objetivo evidenciar a importância da demonstração do fluxo de caixa projetado como um importante instrumento gerencial no controle e planejamento dos recursos financeiros das organizações. O estudo inicia-se pela revisão da literatura destacando primeiramente as classificações de micro e pequenas empresas, evidenciado as definições e considerações sobre o fluxo de caixa, seu planejamento e controle, e a importância do fluxo de caixa como instrumento financeiro e base de apoio no processo decisório empresarial, além de evidenciar a elaboração do fluxo de caixa projetado. Por fim...

Planejamento tributário: lucro presumido X simples nacional, para micro e pequenas empresas dos ramos de comercio, industria e prestação de serviço

Silva, Ramon Ramos
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 112 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.11%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o segmento dos micros e pequenas empresas, representam aproximadamente 67% do pessoal ocupado, 25% do produto interno bruto (PIB), 99% dos 6.000.000 de estabelecimentos formais existentes e geram 14.000.000 de empregos. Em pesquisas realizadas pelo SEBRAE no período de 1990 a 1999 um percentual de mais de 55% das empresas que foram constituídas são micro empresas. Porém, mais da metade de todas as MPE abertas a cada ano estarão fechadas no terceiro ano de atividade, sendo a falta de capital de giro e a carga tributária elevada os maiores causadores dessa situação. O planejamento tributário é a atividade que cada vez mais os contribuintes buscam para, de forma preventiva, projetar os atos e fatos administrativos com a finalidade de informar os ônus tributários, com vistas à redução da carga tributária de forma lícita. Sendo assim, o objetivo deste estudo, é avaliar a aplicabilidade da Lei do Simples Nacional e do Lucro Presumido, como forma de tributação mais econômica, dentro das determinações legais, para as MPE do ramo de comércio...

Consórcio de exportação como uma alternativa de internacionalização para micro e pequenas empresas

Bressan, Roberto Felipe
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 73 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.11%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; A evolução da tecnologia, principalmente com relação à troca de informações, é fator fundamental para a evolução das trocas comerciais internacionais, e um dos pilares da chamada globalização. Para as nações se desenvolverem, é preciso entrar nesse complexo jogo do comércio internacional, e não mais, ficar apenas no mercado interno. Nesse contexto, surge a importância de inserir as micros e pequenas empresas, que devido a uma estrutura menor, enfrentam muitas dificuldades na hora de competir globalmente. Uma das formas de minimizar riscos e custos para estas empresas é a associação entre elas. E dentre os modelos de associação, o consórcio de exportação se mostra uma alternativa viável e capaz de solucionar muitos dos problemas que as empresas enfrentariam isoladamente. Muitas podem ser as atividades desenvolvidas por um consórcio, entre elas destacam-se principalmente as ligadas a comercialização e produção. Dentre as vantagens que as empresas participantes podem usufruir, destacam-se o aumento da escala produtiva, o aumento da competitividade e a redução dos custos.

Uma modelagem de segurança da informação baseada na ISO/IEC 27001 e gestão ITIL aplicada às micros e pequenas empresas

Bezerra, Anne Caroline Dias
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 98 pág.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.34%
TCC (graduação) -Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Araranguá. Tecnologias da informação e comunicação.; A segurança da informação é um assunto que vem crescendo e tomando um âmbito de pesquisa muito amplo, a Internet e a domesticação dos ativos tecnológicos tornou-se parte essencial do cotidiano da sociedade. Devido a isso, as micros e pequenas empresas tem sofrido um atraso de estruturação no contexto de segurança de seus ativos, pois as normas internacionais não são direcionadas para este porte de organização. O presente trabalho, através da análise das normas de segurança e de infraestrutura internacional, propõe uma modelagem para empregar diretivas de segurança em empresas menores. Foram analisadas as diretivas de segurança da ISO/IEC 27001 e de infraestrutura do ITIL (Information Technology Infrastructure Library), que são referência nestas áreas. Avaliando os principais fatores que estão associados a este cenário, e através da realização de um levantamento de empresas de tecnologia do Vale do Araranguá, foi então proposta uma modelagem de forma a agregar segurança da informação e de infraestrutura a estes estabelecimentos. Palavras-chave: Segurança da informação, Governança em TI...

Controladoria empresarial: gestão econômica para as micro e pequenas empresas

Barbosa, Jenny Dantas; Monteiro, José Morais
Fonte: Universidade Federal de Sergipe Publicador: Universidade Federal de Sergipe
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
106.15%
O presente trabalho tem por objetivo identificar a aplicabilidade da controladoria Empresarial nas micro e pequenas empresa para aperfeiçoar o processo da gestão. As informações foram coletadas com entrevistas aos gestores/proprietários de quarenta micro e pequenas empresas nos municípios de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, Sergipe. Dentre os resultados destacam-se: a) as ferramentas da Controladoria Empresarial (planejamento, orçamento, análise financeira, gestão da informação), não são utilizadas por completo nas empresas pesquisadas; b) os micro e pequenos empresários possuem uma visão integrada da gestão e da necessidade de informações para que os objetivos sejam alcançados de forma mais coerente e com minimização de riscos do negócio; c) a percepção dessa evolução é aparente quando os entrevistados afirmam a necessidade de ampliar o conhecimento sobre estratégia, controles, finanças e contabilidade gerencial, com o fim específico de ter informações para decidir os rumos do empreendimento. Dessa forma, consolida-se a necessidade de administrar as micro e pequenas empresas com profissionalismo, objetivando reduzir o óbito empresarial do segmento, uma vez que a representatividade no cenário econômico e social do país é considerável.

Mensuração do grau de inovação de micro e pequenas empresas: estudo em empresas da cadeia têxtil-confecção em Sergipe

Silva Neto, Ana Teresa da; Teixeira, Rivanda Meira
Fonte: Universidade Federal de Sergipe Publicador: Universidade Federal de Sergipe
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.16%
Para tentar mitigar a taxa de mortalidade das micro e pequenas empresas e elevar o nível de competitividade destas, faz-se necessária a adoção de estratégias que estimulem a inovação nessas empresas. O objetivo deste trabalho é mensurar o grau de inovação em MPE da cadeia têxtil-confecção, que participam do Projeto Agentes Locais de Inovação (ALI). A escolha desse setor se justifica porque o Estado de Sergipe tem tradição e vocação nas atividades têxteis e de confecção, pois, nos últimos anos, esse segmento apresentou uma expansão no número de estabelecimentos superior à média brasileira. Foi realizada uma survey, e a amostra foi constituída de 82 micro e pequenas empresas participantes dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) localizados em Tobias Barreto, Itabaianinha e Aracaju. A ferramenta utilizada para medir o grau de inovação foi baseada no instrumento Radar da Inovação, desenvolvido por Sawhney, Wolcott e Arroniz (2006) e utiliza dimensões pelas quais uma empresa pode procurar caminhos para inovar. O valor 5 é a pontuação máxima que cada empresa pode obter em cada uma das treze dimensões do instrumento. O grau de inovação médio das empresas avaliadas na amostra foi de 2,1, indicando que a inovação ainda é incipiente nesse grupo de empresas. Os melhores resultados foram obtidos nas dimensões plataforma e marca...

Micros e Pequenas Empresas – PME´s e a visão acerca da mudança: uma abordagem do ponto de vista da cultura organizacional

Machado, Rogério Ruas
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
126.47%
As transformações que estão ocorrendo em nossa sociedade nas últimas décadas afetam a todos sem distinção, parece impossível pensar nossas relações, o cotidiano e as organizações sem a presença das mudanças. Elas assumem diferentes significados: para alguns representa a sobrevivências, desafio, transtorno, para outros uma vantagem competitiva, ela pode ser também associada aos modismos e à manutenção de um estado. Em qualquer das situações a interpretação quanto à necessidade da mudança é um elemento importante nas ações empresariais. É neste contexto que o presente trabalho se desenvolve, ou seja, o objetivo é verificar qual o significado que os gestores de micros e pequenas empresas - MPE, localizadas na cidade de Frutal-MG, empregam para as mudanças organizacionais. A escolha dos sujeitos, os gestores, e dos objetos de análise, as micros e pequenas empresas, ocorreu em virtude da importância que essas organizações assumem para a economia nacional e, particularmente, a economia local. Gestão de micro e pequena empresa tem sido um tema recorrente na literatura da Administração por diversos fatores, dentre os quais, a capacidade de gerar trabalho e renda, movimentar o comércio, enfim, levar aos consumidores os produtos que as grandes redes varejistas não conseguem atender. O trabalho associa três temas: as mudanças e a cultura nas micros e pequenas empresas. A interpretação dos dados orienta-se a partir da perspectiva de Martin (2002) para cultura organizacional – integração...

Avaliação de risco na concessão de crédito bancário para micros e pequenas empresas

Bueno, Valmor de Fátima Ferreira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 187f.| tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.19%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Esta dissertação tem como foco principal identificar as variáveis mais relevantes que são consideradas para definição do risco das empresas de pequeno porte na concessão de crédito bancário para capital de giro e financiamentos de curto prazo. Para análise dos dados foi adotado o procedimento de estudo multicaso, com a realização de pesquisa exploratória que teve como objeto de estudo a prática adotada pelos cinco maiores Bancos, classificados de acordo com o volume de empréstimos. A fundamentação teórica, foi realizada através de pesquisa bibliográfica, com informações relacionadas ao crédito bancário e aos riscos que os Bancos estão sujeitos, com destaque para o risco de crédito. Foi analisado o processo de crédito no seu aspecto qualitativo e quantitativo, com a utilização dos chamados "C's" do crédito, que correspondem as iniciais de Condições, Caráter, Capacidade, Capital, Conglomerado e Colateral. Foram verificadas as análises através de índices, vertical e horizontal e da indústria. Foram examinadas, também, as principais metodologias relatadas na literatura e utilizadas na avaliação do risco de crédito...

Controladoria na tomada de decisão: um estudo em micro e pequenas empresas, de uma organização contábil no município de Urussanga/SC

Nesi, Jovanini Ribeiro
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.19%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no curso de Ciências Contábeis da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; O cenário econômico atual marcado pelos avanços tecnológicos e pela alta competitividade criou a necessidade de ferramentas para o fornecimento de dados confiáveis e transparentes que serão a base para a tomada de decisão. A controladoria é detentora dessas ferramentas e fornece informações que são a base para o alcance de melhores resultados de desempenho em todas as esferas da organização. Diante disso, o objetivo geral desse trabalho consiste em analisar como a Contabilidade terceirizada, pode contribuir na gestão de micro e pequenas empresas sediadas no município de Urussanga/SC. Para alcançar tal objetivo, realizou-se uma pesquisa descritiva de caráter qualitativo e quantitativo por meio de entrevistas com colaboradores de micros e pequenas empresas, no município de Urussanga, sobre a importância da Controladoria e Contabilidade Gerencial para tomada de decisões. Os resultados demonstraram que 65% das organizações possuem caráter familiar referente à sua gestão empresarial, 80% dos entrevistados confiam plenamente nas informações fornecidas pelas empresas as quais prestam serviços...

Reflexos tributários do tratamento diferenciado e favorecido às micros e pequenas empresas de acordo com a lei complementar nº 123/06

Pereira, Andresa Cardoso
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.34%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado como requisito parcial para obtenção de grau de Bacharel no Curso de Ciências Contábeis da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; A Constituição Federal de 1988 determina a adoção de tratamento jurídico diferenciado e favorecido que incentive as microempresas e empresas de pequeno porte. A relevante concretização desse fato ocorreu com a criação da Lei Complementar nº 123/06, que institui o Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, definindo normas gerais para a apuração dos impostos e contribuições da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, bem como, estabelecendo um regime único de arrecadação, o Simples Nacional. Tal lei obedece aos preceitos regidos pelo Sistema Tributário Nacional, onde, por meio do Código Tributário Nacional, dispõe sobre a incidência de tributos já geridos por esses órgãos. A regulação do Estatuto, no que diz respeito à instituição de normas para que possam ser cumpridos os artigos constantes lei, é feita pelo Comitê Gestor do Simples Nacional. Entre os princípios de ordem econômica encontra-se o tratamento favorecido para as micros e pequenas empresas garantido constitucionalmente. As concessões obtidas por meio da LC 123/06...

THE INFLUENCE OF SPECIAL DRAWBACK SYSTEM ON LOGISTIC ACTIVITIES IN MECHANICAL CAPITAL GOODS COMPANIES; A INFLUÊNCIA DO DRAWBACK NAS ATIVIDADES LOGISTICAS EM EMPRESAS DE BENS DE CAPITAL MECÂNICO DOI: 10.5773/rai.v9i4.763

Moori, Roberto Giro; Konda, Sussumo Tatenauti; de Farias, Odair Oliva; Moori, Tatiana Mayumi
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.2%
This research, of descriptive nature, aimed to know how the drawback system was managed. For this, the performance of logistics activities between Micro and Small Sized Enterprises (MSEs) and Medium and Large Sized Enterprises (MLEs) of the mechanic capital goods sector was compared. Based on integrated logistics management, it utilized of semi-structured questionnaires to collect data in a sample of 73 companies. The data, treated by the descriptive statistical and nonparametric techniques of Mann-Whitney, Kolmogorov-Smirnov and Chi-Square (2), showed that of the total of 20 variables, 45% had different logistics performance, being 15% favorable to (MSEs) and 30% favorable to (MLES). From these results, it can be concluded that the influence of the drawback system: a) in the MSEs, it occurred in the stage of supply of imported components or raw materials in the scope of quality and costs, b) in the MLEs it occurred in the stage of support and exportation manufacturing focusing in production efficiency, the development of new foreign markets and clients, finally, the compensating contribution margin. Moreover, there were no evidences that the competences and skills acquired by the usage of drawback system were diffused to the modernization of manufacturing facilities...