Página 1 dos resultados de 4 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A semântica de Michel Bréal: recontextualização, fortuna crítica e aplicação; Michel Bréal's Semantics: recontextualization, historical review and application

Seide, Marcia Sipavicius
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
67.63%
Esta tese, organizada em três partes, objetiva recuperar o Ensaio de Semântica de Michel Bréal evidenciando a importância de suas idéias para a Lingüística Moderna, para a Semântica e para a Pragmática, e a aplicabilidade da sua teoria na descrição da Língua Portuguesa, em sua modalidade escrita. Na primeira parte deste trabalho, apresenta-se o teor do ensaio, conforme a terceira edição publicada em 1904. Para tanto, parte-se de uma interpretação que relaciona as propostas brealinas àquelas elaboradas pelas disciplinas lingüísticas mais vulgarizadas no Brasil, de modo a comprovar a atualidade e a importância das propostas do ES. Em seguida, a reflexão volta-se para as questões do significado, a fim de demonstrar como semanticistas e pragmatistas têm entendido e interpretado as propostas do fundador da semântica. Esta análise, apresentada na segunda parte da tese, evidencia, de um lado, a importância de suas idéias para os estudos da significação e, de outro, a ausência de trabalhos nos quais haja aplicação prática de seus postulados. Ilustrando como suas propostas podem contribuir para a descrição de determinados fenômenos semânticos da Língua Portuguesa, na terceira parte da tese, sua teoria é empregada na análise de dois textos jornalísticos: um escrito em português brasileiro e outro em português europeu.; This thesis tries to revive Michel Bréal´s Essay of Semantics supporting the importance of it´s ideas for Modern Linguistics in general...

A subjetividade na linguagem : aspectos linguísticos

Stawinski, Aline Vargas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.25%
Este trabalho procura investigar a questão da subjetividade na linguagem nos estudos linguísticos a partir das considerações de Michel Bréal, Ferdinand de Saussure e Émile Benveniste, visto que cada um deles, de alguma forma, contribuiu com a discussão sobre o lugar do falante na linguística. Para isso, em Bréal, nos debruçamos sobre três capítulos do Ensaio de Semântica (1897/2008): “O elemento subjetivo”, “A linguagem educadora do gênero humano” e “A linguística é uma Ciência Natural?”, que nos ajudam a refletir sobre o aspecto fundamental do elemento subjetivo na língua. De Saussure, levamos em conta alguns capítulos do Curso de Linguística Geral (1916/2006) que permitiram a discussão acerca da interdependência entre língua e fala, como “O objeto da linguística”, “Imutabilidade e mutabilidade do signo”, “Linguística da língua e linguística da fala” e “A linguística estática e a linguística evolutiva”, a fim de vislumbrarmos a questão do sujeito falante em Saussure. De Benveniste, trabalhamos com capítulos de Problemas de Linguística Geral I e II (1966/1991, 1974/1989) que se relacionam com o homem na língua, como em “A natureza dos pronomes”, “Da subjetividade na linguagem”...

Breves considerações sobre índices de modalização e práticas de leitura

Machado, Ida Lucia; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
27.42%
Resumo: Neste artigo, propomos uma abordagem dos índices de modalização. Tomamos como ponto de partida duas idéias “precursoras” sobre a subjetividade na linguagem – as de Bréal e Benveniste – para chegar à visão do conceito de modalidade segundo Patrick Charaudeau. Apresentamos, a seguir, uma proposição de classificação das categorias de modalização que, acreditamos, poderá ser amalgamada às idéias de Patrick Charaudeau. Para concluir, oferecemos uma sugestão de leitura das marcas modalizantes em uma tentativa de aplicação prática dos conceitos aqui examinados.Palavras-chave: Leitura; modalização; análise do discurso; Michel Bréal; Émile Benveniste; Patrick Charaudeau.Résumé: Nous nous proposons,  dans cet article, d’approcher les índices de modalisation. Nous nous appuyerons tout d’abord sur deux notions de base concernant la subjectivité, dues à Bréal et à Benveniste, pour pouvoir ainsi toucher à la modalisation selon Patrick Charaudeau. Nous proposons ensuite un classement de ce phénomène qui pourra, à notre avis, être amalgamé aux idées de Patrick Charadeau. Pour conclure, nous suggérons une approche pratique des théories ici examinées.Mots-clés: Lecture; modalisation; analyse du discours; Michel Bréal; Émile Benveniste; Patrick Charaudeau.Keywords: Lecture; modalization; discourse analysis; Michel Bréal; Émile Benveniste; Patrick Charaudeau.

Resenha: BRÉAL, Michel. Ensaio de semântica: ciência das significações. Trad.: Aída Ferrás et al. Coordenação e revisão técnica da tradução: Eduardo Guimarães. São Paulo: EDUC / Pontes Editores, 1992

Eleazaro, Clara Grimaldi
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/1993 POR
Relevância na Pesquisa
16.41%
.