Página 1 dos resultados de 24222 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

A semântica de Michel Bréal: recontextualização, fortuna crítica e aplicação; Michel Bréal's Semantics: recontextualization, historical review and application

Seide, Marcia Sipavicius
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Esta tese, organizada em três partes, objetiva recuperar o Ensaio de Semântica de Michel Bréal evidenciando a importância de suas idéias para a Lingüística Moderna, para a Semântica e para a Pragmática, e a aplicabilidade da sua teoria na descrição da Língua Portuguesa, em sua modalidade escrita. Na primeira parte deste trabalho, apresenta-se o teor do ensaio, conforme a terceira edição publicada em 1904. Para tanto, parte-se de uma interpretação que relaciona as propostas brealinas àquelas elaboradas pelas disciplinas lingüísticas mais vulgarizadas no Brasil, de modo a comprovar a atualidade e a importância das propostas do ES. Em seguida, a reflexão volta-se para as questões do significado, a fim de demonstrar como semanticistas e pragmatistas têm entendido e interpretado as propostas do fundador da semântica. Esta análise, apresentada na segunda parte da tese, evidencia, de um lado, a importância de suas idéias para os estudos da significação e, de outro, a ausência de trabalhos nos quais haja aplicação prática de seus postulados. Ilustrando como suas propostas podem contribuir para a descrição de determinados fenômenos semânticos da Língua Portuguesa, na terceira parte da tese, sua teoria é empregada na análise de dois textos jornalísticos: um escrito em português brasileiro e outro em português europeu.; This thesis tries to revive Michel Bréal´s Essay of Semantics supporting the importance of it´s ideas for Modern Linguistics in general...

O campo da ambivalência. Poder, sujeito, linguagem e o legado de Michel Foucault na filosofia de Judith Butler; The field of ambivalence Power, subject, language and Michel Foucaults Legacy in the philosophy of Judith Butler.

Torrano, Luisa Helena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Judith Butler é mais conhecida como autora de Gender Trouble, no qual problematiza a maneira pela qual se pensava o gênero até então. A partir daí, ela publica diversas obras nas quais aprofunda e desenvolve sua filosofia, calcada em larga medida em considerações inicialmente propostas por Michel Foucault, partindo de sua noção de um poder produtivo dos sujeitos. Butler investiga os termos que desenham o campo de possibilidade dos sujeitos, desnudando como nossas noções de realidade são informadas pela linguagem, que indica apenas descrever aquilo que efetivamente molda e orquestra, chamando por transformação social e propondo uma ampliação da categoria de humano.; Judith Butler is better known for her best-seller Gender Trouble, that aims at troubling how gender has been thought until then. Afterwards she publishes several works that deepen and further develop her philosophy, largely based on considerations Michel Foucault has originally made, taking into account his idea of a power that positively produces the subjects. Butler inquires the terms that draw the field of possibility of the subjects, unveiling how our notions of reality are informed to us by language, that denotes to merely describe that which it actually frames into existence and orquestrates. She calls for social transformation and proposes an enlargement of the category of human.

Georges Bataille e Michel Leiris: a experiência do sagrado (1930-1940); Georges Bataille and Michel Leiris: the experience of the sacred (1930-1940)

Goyatá, Júlia Vilaça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
O tema do sagrado é central na antropologia desde a sua origem. Esta pesquisa propõe o enfrentamento da noção através das lentes de Georges Bataille (1897-1962) e Michel Leiris (1901-1990) na França dos anos 1930, tendo em vista o cruzamento de suas experiências intelectuais e de suas formulações teóricas. Toma-se como ponto de partida para a análise a 'sociologia sagrada' por eles anunciada no Collège de Sociologie (1937-1939), que reclama o sagrado em dupla articulação: ao mesmo tempo que conceito explicativo ele funciona também como uma prática, uma maneira de ver e também de agir sobre o mundo. Em meio aos debates da época empreendidos pela intelectualidade e os movimentos de vanguarda sobre as possíveis formas da ação política, tendo em vista sua ligação com a arte, o sagrado aparece nos trabalhos de Bataille e Leiris como uma alternativa surpreendente. O intuito é rever uma tradição de debates em torno do conceito a partir das formulações radicais e originais destes autores, indicando como se relacionam, cada qual à sua maneira, com a teoria social precedente.; The sacred has been a central subject of anthropological investigations since its origins. This research proposes an approach to the concept through the eyes of George Bataille (1897-1962) and Michel Leiris (1901-1990) in 1930s France...

Existe sujeito em Michel Maffesoli?; Does maffesoli indicate the existence of subject?; M affesoli indique-t-il l’existence du sujet?; ¿Existe sujeto en Michel Maffesoli?

Silva, Marli Appel da; Guareschi, Pedrinho Arcides; Wendt, Guilherme Welter
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este ensaio discute a concepção de sujeito na abordagem teórica de Michel Maffesoli. As ideias desse autor estão em voga em alguns meios acadêmicos no Brasil e são difundidas por algumas mídias de grande circulação nacional. Entretanto, ao longo de suas obras, os pressupostos que definem quem é o sujeito maffesoliano se encontram pouco clarificados. Portanto, para alcançar o objetivo a que se propõe, este ensaio desenvolve uma análise da epistemologia e da ontologia maffesoliana com a finalidade de compreender as origens dos pressupostos desse autor, ou seja, as teorias e os autores em que Maffesoli se baseou para desenvolver uma visão de sujeito. Com essa compreensão, pretende-se responder à questão: existe sujeito na abordagem teórica de Maffesoli.; The present essay discusses the conception of the subject according to the theoretical approach of Michel Maffesoli, Professor of Sociology at Sorbonne, in Paris. The ideas of this author are very popular in some academic circles in Brazil and are disseminated through some nationwide media. However, the presuppositions that define who is Maffesoli’s subject are not sufficiently clarified in his works. Thus, in order to achieve the objective of this essay, an analysis of Maffesoli’s epistemology and ontology is performed to provide the understanding of the origins of the author’s presuppositions...

Da história enquanto crítica: abordagem do pensamento kantiano na tese complementar de Michel Foucault, Gênese e estrutura da antropologia de Kant (1961)

Silva, Tiago Viotto da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 121 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 11/15900-1; Pós-graduação em História - FCLAS; To sets up a bottom line for the study about the idea of history presents in the Michel Foucault’s thought was the goal which guided this dissertation. Therefore, it sought the follow, as a conducting-wire, the read that the French thinker do about Immanuel Kant’s thought, specifically in the text entitled Genesis and structure of Kant’s Anthropology, complementary thesis presented with the major thesis Madness and civilization: a history of insanity in the Age Reason, in 1961. Text which basically aimed to sketch a critique about the contemporaries philosophical anthropologies in the development of the first steps of Foucault’s intellectual labor. Exploring the Foucault’s complementary thesis, it’s possible to establish a hypothesis that these writing allows to define some parameters of an idea of history which, in different ways, will permeate all the path of Foucault’s thought and will culminate in what Foucault later calls Historical Ontology. This dissertation, thus, beyond its own object of study, also fulfills a propaedeutic function, in what that seeks to open up a whole ground/terrain for further investigations about the relationships between Michel Foucault’s work and the history; Estabelecer um ponto de partida para o estudo em torno da ideia de história presente no pensamento de Michel Foucault foi o objetivo que guiou esta dissertação. Para tanto...

A subjetividade e a objetividade em Michel Foucault e Karl Marx: Algumas considerações

Ramos, Douglas Rossi; Cardoso Júnior, Hélio Rebello
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 637-643
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
The question of the relationship between subject and object has been discussed and explored in several theoretical and methodological systems, showing resonances and disagreements about the possibilities of developing a science or a philosophical system to allow the construction of the knowledge about the world. Among these, the systems of two authors in particular are different, respectively, regarding the complexity and ontological taxonomic: Michel Foucault and Karl Marx. This work aims to discuss the objectivity and subjectivity in the work of these two thinkers, indicating some possible correlations. The discussions were about the concept of knowledge in Michel Foucault, difficulties experienced by its researchers to classify their work within a classical theoretical system and the difference of Marxist theory in relation to other research programs for not presenting the individual as the fundamental ontological entity. Foucault´s work influenced the process of restoration and redemption of Marxism by Marxists groups.; A questão a respeito da relação entre sujeito e objeto tem sido debatida e explorada nas mais diversas tendências teórico-metodológicas, apresentando ressonâncias e discordâncias referentes às possibilidades de desenvolvimento de uma ciência ou de um sistema filosófico que permitam a construção de um conhecimento sobre o mundo. Dentre tais tendências...

Michel Foucault e a revolução iraniana; Michel Foucault and the Iranian revolution

Mauricio Aparecido Pelegrini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Em 1978, Michel Foucault escreveu uma série de artigos jornalísticos para o periódico italiano "Corriere della Sera". Intituladas "reportagens de ideias", tinham como objetivo acompanhar o nascimento das ideias no cruzamento com os acontecimentos do tempo presente. No âmbito deste projeto, realizou duas viagens ao Irã (em setembro e novembro), onde acompanhou de perto a movimentação popular durante os eventos da Revolução Islâmica. Para compreender as raízes da oposição ao governo do xá Reza Pahlavi em seus diversos locais de manifestação, Foucault não se restringiu a conversar com os líderes revolucionários, mas entrevistou diferentes categorias de manifestantes, desde os trabalhadores organizados até os profissionais liberais e intelectualizados, passando pelos diversos níveis de organizações religiosas espalhadas pelo país, dos mulás líderes tribais aos aiatolás das grandes cidades de Qom e Teerã. O que lhe interessava era assistir ao nascimento de uma nova forma de pensar entre os iranianos, e isto só seria possível se ele estivesse lá, em meio ao fervilhar revolucionário. O conjunto de textos, que compreende também artigos, manifestos e entrevistas publicados na imprensa francesa, foi objeto de enorme polêmica...

Literatura e pós-modernidade : "produtos" do capitalismo no romance Extensão do domínio da luta, de Michel Houellebecq

Brandão, Gandhia Vargas
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2008.; Esta pesquisa concentra-se na investigação do entrelaçamento dos temas: pósmodernidade, capitalismo, civilização, identidade e esquizofrenia com alguns exemplos da produção literária contemporânea, mais especificamente aquela que trata do sujeito contemporâneo como resultado da efervescência de acontecimentos do século XX. Esta literatura é representada neste trabalho por Extensão do domínio da luta (HOUELLEBECQ, 1994/2004), obra do escritor francês Michel Houellebecq, primeiro romance publicado do autor, que constitui o corpo de análise desta pesquisa. Os demais romances de Houellebecq, Partículas elementares (1998/1999), Plataforma (2001/2002) e A possibilidade de uma ilha (2005/2006) são explorados como reforçadores de conceitos, já que funcionam como universos extensivos em que as idéias de Extensão do domínio da luta aparecem. Para tanto, vemos primeiramente o que se diz da época atual, amparados por pensadores como Jean-François Lyotard, Fredric Jameson, David Harvey e Linda Hutcheon. Logo depois, amparados por Michel Foucault, Friedrich Nietzsche e Roland Barthes, traçamos panorama da expressão artística desde o início da idade moderna até a contemporaneidade. Em seguida...

Fenomenologia de Michel Henry e a clínica psicológica: sofrimento depressivo e modalização

Ferreira,Maristela Vendramel; Antúnez,Andrés Eduardo Aguirre
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
A fenomenologia da vida de Michel Henry considera a afetividade como central para a constituição da pessoa. Sofrer é provar-se a si mesmo, é sentir-se afetado pela vida, que, em sua autoafecção, constitui-se como vida do corpo nele encarnada. Com sua noção sobre o sofrer e o fruir originários, Michel Henry contribui com a clínica psicológica, de modo que esta possa repensar a questão da modalização do sofrimento como um fazer clínico alinhado ao registro ontológico da vida em sua autoafecção. Diante da relevância do sofrimento para a clínica e da original contribuição da fenomenologia da vida de Michel Henry, esse trabalho tem por objetivo discutir a fenomenalidade da modalização afetiva do sofrimento na clínica psicológica. Para tanto, iremos dar atenção ao sofrimento manifesto na depressão, como fez Michel Henry em seu trabalho Souffrance et Vie, no qual propõe que a compreensão da depressão só é possível dentro do sofrer e do fruir originários, resgatando assim seu valor como vivência afetiva, constitutiva e eminentemente humana.

Biopolítica e liberalismo: a crítica da racionalidade política em Michel Foucault

Danner, Fernando
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.52%
Esta tese tem por objetivo analisar a relação entre genealogia, biopolítica e liberalismo em Michel Foucault. O conceito de biopolítica (ou biopoder) apareceu, no pensamento político de Foucault, como conclusão de suas pesquisas em torno da genealogia dos micropoderes disciplinares – notadamente no que se refere à sua obra Vigiar e Punir (1975) e aos cursos no Collège de France na primeira metade dos anos de 1970 – principalmente no curso Em Defesa da Sociedade (1975-1976) e no último capítulo de sua obra História da Sexualidade I: A Vontade de Saber (1976), “Direito de Morte e Poder Sobre a Vida”. Nestas obras, a biopolítica é desenvolvida em oposição ao poder soberano de vida e de morte. Já nos cursos Segurança, Território, População (1977-1978) e Nascimento da Biopolítica (1978-1979), Foucault desenvolve o conceito de biopolítica articulandoo à “genealogia do Estado moderno”. O interesse de pesquisa de Foucault volta-se, agora, ao estudo das modernas economias de mercado do pós-guerra, em particular do Ordoliberalismo alemão e do neoliberalismo americano da Escola de Chicago e sua Teoria do Capital Humano, com o intuito de perceber a reformulação da questão da biopolítica nos marcos da governamentalidade neoliberal. Minha tese...

Uma análise da trajetória das artes de governar no pensamento de Michel Foucault; Analysis of the arts of governing at the thought of Michel Foucault

MENEZES, Leandro Alves Martins de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
This study aims to analyze the problems of life of the governments at the thought of Michel Foucault, between the years 1974 and 1979, especially around the invention, development and mapping of concepts and biopolitics anatomopolitics. For this, the development of our research starts from a careful analysis of the origins of life of the governments in association with the pastoral power with the birth and development of political economy. It is assumed in this sense, the attempt to introduce the reader to the historian Foucault. A philosopher historian who prepared his knowledge as a producer of motion, as inexhaustible, therefore, not feasible formulas of the past.; O presente estudo tem como propósito analisar os problemas dos governos da vida no pensamento de Michel Foucault, entre os anos de 1974 e 1979, sobretudo, em torno da invenção, desenvolvimento e mapeamento dos conceitos biopolítica e anatomopolítica. Para isso, a elaboração de nossa pesquisa se dá a partir de uma análise atenta às origens dos governos da vida em associação com o poder pastoral, com o nascimento e com o desenvolvimento da economia política. Assume-se, nesse sentido, a tentativa de apresentar ao leitor o Foucault historiador. Um filósofo historiador que elaborou seu conhecimento como produtor de movimento...

Representación de las homosexualidades en el teatro de Rafael Mendizábal y de Michel Marc Bouchard

Côté, Olivier
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
ES
Relevância na Pesquisa
36.52%
À partir d’une étude descriptive et comparative des pièces dramatiques Les Feluettes (1987) et Les Muses orphelines (1988) de Michel Marc Bouchard (Québec) ainsi que Feliz cumpleaños, señor ministro (1992) et Madre amantísima (2003) de Rafael Mendizábal (Espagne), le présent mémoire traite de la représentation des homosexualités à travers les relations amoureuses et familiales, les subversions du genre, l’homophobie, ainsi que la pandémie de sida et son impact au niveau théâtral et littéraire. L’approche méthodologique employée est la perspective des études du genre et des études queer. Comme conclusions, on constate que les relations amoureuses sont marquées par la valorisation paradoxale du cadre de l’amour romantique classique, entre libération et homonormativité, en plus d’une représentation de la sexualité articulée par des rôles polarisés. Les relations familiales, pour leur part, s’organisent autour de la figure paternelle associée avec d’importantes nuances au discours dominant hétérosexiste, et se décline parallèlement en la figure du père absent et désintéressé. De même, les figures maternelles sont majoritairement absentes ou effacées, bien que ce constat soit renversé par une figure maternelle traditionnelle particulièrement forte. Dans tous les cas...

Fenomenología de Michel Henry, hacia el encuentro de una filosofía de la subjetividad "A flor de piel"

Ballén Rodríguez, Juan Sebastián
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Tipo: masterThesis; Trabajo de Grado Maestría Formato: application/pdf
Relevância na Pesquisa
36.52%
Abordar el pensamiento de Michel Henry (1922-2002), es una tarea de divulgación científica en torno a una de las propuestas fenomenológicas que se desconoce en el contexto académico actual. Este trabajo hace justicia de este pensador dentro del escenario de las diversas tendencias fenomenológicas desatadas a partir de los planteamientos programáticos de su fundador E. Husserl. La investigación asume las tesis iniciales que propone el filósofo francés, en especial la que sostiene que la filosofía es una fenomenología del ego. De hecho, este título rondaba la cabeza del filósofo francés en el año de 1946, fecha en la cual preparaba sus investigaciones fenomenológicas iniciales, y que verían la luz en 1960, año en el que se publicará su opera prima La esencia de la manifestación. Sin embargo, con el nombre de la fenomenología del ego, nuestro filósofo pretendía dar inicio a un comienzo radical al problema de la subjetividad en la filosofía moderna: su pretensión en esta obra buscaba otorgar un fundamento absoluto del que carecía el ego cogito. La intuición originaria que describe la obra de Michel Henry no se fundamenta en la evidencia racional del ego, sino en una impresión originaria, en tanto que es el sujeto sintiente (afectividad)...

Les figures de la lecture dans La possibilité d'une île de Michel Houellebecq

Thuot, Jonathan
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Dans ce mémoire, je compte étudier la lecture représentée dans l’œuvre de Michel Houellebecq. Mon travail sera divisé en deux parties. D’abord, je m’attacherai aux figures de lecteurs dans La possibilité d’une île et dans les autres romans de Houellebecq. Je verrai alors comment la lecture est incarnée dans les romans et quelles sont les fonctions des personnages-lecteurs. Par exemple, j’examinerai comment les personnages s’expriment sur la littérature dans La possibilité d’une île. Je compte pour ce faire utiliser les concepts de « liseur », de « lu » et de « lectant » proposés par Michel Picard dans La lecture comme jeu, mais dans le sens que leur donne Marcel Goulet dans ses travaux. La deuxième partie se centrera sur un « lecteur » particulièrement important : Houellebecq lui-même. Adoptant la définition de l’intertextualité donnée par Gérard Genette dans Palimpsestes, je me concentrerai uniquement sur les traces explicites d’autres textes dans La possibilité d’une île. Je me concentrerai d’abord sur les auteurs fréquemment cités, ceux dont Houellebecq se réclame ou dont il s’écarte. Je me questionnerai ensuite sur le rapport souvent négatif de Houellebecq avec la littérature du passé...

Processos de sujeição e dessujeição: a constituição do sujeito em Michel Foucault; Procèdès d'assujetissement et de desassujettissement: la constitution du sujet chez Michel Foucault

Castanheira, Marcela Alves de Araújo França
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Filosofia (FAFIL); Faculdade de Filosofia - FAFIL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Filosofia (FAFIL); Faculdade de Filosofia - FAFIL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Cette étude a pour but de problématiser la question du sujet dans la pensée de Michel Foucault. Le sujet y est pensé dans sa trame historique, constitué selon un ensemble de pratiques culturelles. Le champ historique de constitution des sujets est analysé par le biais d'une généalogie qui interroge tout d'abord les procédés et techniques d'assujettissement qui incident sur le comportement des individus, isolément ou collectivement, pour ensuite s'intéresser aux stratégies et tactiques possibles pour écarter du processus de formation des sujets des formes indésirables de pouvoir. Le sujet se retrouve ainsi modulé par des relations de force qui circonscrivent le champ de possibilité de ses actions, tout en étant sur l'axe d'une ontologie critique du présent, visant le dépassement possible des limites imposées, grâce à des stratégies capables de désarticuler les formes d'assujettissement. En ce point, les pratiques anciennes seront envisagées comme mode, éthique et politique, de constitution active des sujets.; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; O presente trabalho tem por objetivo discutir a temática do sujeito no pensamento de Michel Foucault. O sujeito é pensado em sua trama histórica...

De vagos y maleantes: Michel Foucault en España

Galván, Valentín
Fonte: Barcelona : Virus Editorial, 2010. Publicador: Barcelona : Virus Editorial, 2010.
Tipo: Livro Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.56%
317 p. ; 19 cm; Libro Electrónico; El pensamiento de Michel Foucault sigue inspirando en nuestro país numerosos artículos , comentarios y libros, trabajos que abar­can campos tan dispares como la filosofía, la sociología, la historia, el derecho, la geografía, la lingüística, la arquitectura, la medicina, la biología o el feminismo. En el caso hispano y en particular el español no se ha investigado la recepción de su obra, por lo que pretendemos cubrir este vacío, teniendo en cuenta que en Inglaterra, Alemania, los países del Este europeo y en Norteamérica hace años que se estudió el impacto de su pensamiento.Este ensayo, tomando como objeto las interpretaciones del filósofo francés, analiza las lecturas y los lectores que acogieron la obra foucaultiana en el ámbito intelectual académico y extraacadémico español. Es fundamental conocer qué sucedió en nuestro país desde la posguerra hasta la instauración de la democracia, para comprender las condiciones de recepción del pensamiento de Foucault. El trabajo abarca desde 1967 —año en que se publicó el primer artículo sobre su obra— hasta 1986, fecha que justificamos por los homenajes, congresos, conferencias y publicaciones que se sucedieron tras su muerte en 1984.; Este libro de reciente difusión...

Sujeito e linguagem em As palavras e as coisas, de Michel Foucault; ; Sujet et langage dans Les mots et les choses, de Michel Foucault

Pereira, Everton Almeida
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
A obra de Michel Foucault é rica por diversos aspectos e atestada por diversos filósofos e pensadores contemporâneos, como Gilles Deleuze, Jürgen Habermas, Jean Baudrillard, Maurice Blanchot etc. Sua obra é marcada pela minúcia de suas análises críticas, tanto no que se refere à análise do bio-poder, da sexualidade, da sociedade de controle, quanto por sua contribuição acerca da linguagem e das ciências humanas. Foucault sempre se manteve inclassificável, e isso se deu por conta da pluralidade dos temas abordados no interior da sua vasta obra. Porém, além dos temas elencados por Foucault, o tema da linguagem é central em seu pensamento, principalmente no que concerne a relação desta com o sujeito, como evidenciada na sua obra As Palavras e as coisas. E é esta relação entre o sujeito e a linguagem no interior d’as palavras e as coisas que será o objeto de reflexão no presente artigo, pois tal relação se apresenta como sendo o cerne no pensamento de Michel Foucault, para se compreender não somente o sujeito, como produto da modernidade, mas também problematizar o estatuto das ciências humanas, ou ciências do homem, uma vez instauradas por meio da linguagem e consequentemente por meio da relação entre esta e o sujeito.; ; Riche à bien des égards...

Existe sujeito em Michel Maffesoli?; ¿Existe sujeto en Michel Maffesoli?; Does Maffesoli indicate the existence of subject?; Maffesoli indique-t-il l’existence du sujet?

Silva, Marli Appel da; Guareschi, Pedrinho Arcides; Wendt, Guilherme Welter
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este ensaio discute a concepção de sujeito na abordagem teórica de Michel Maffesoli. As ideias desse autor estão em voga em alguns meios acadêmicos no Brasil e são difundidas por algumas mídias de grande circulação nacional. Entretanto, ao longo de suas obras, os pressupostos que definem quem é o sujeito maffesoliano se encontram pouco clarificados. Portanto, para alcançar o objetivo a que se propõe, este ensaio desenvolve uma análise da epistemologia e da ontologia maffesoliana com a finalidade de compreender as origens dos pressupostos desse autor, ou seja, as teorias e os autores em que Maffesoli se baseou para desenvolver uma visão de sujeito. Com essa compreensão, pretende-se responder à questão: existe sujeito na abordagem teórica de Maffesoli.; El presente ensayo discute la concepción del sujeto en el abordaje teórico de Michel Maffesoli. Las ideas de ese autor se encuentran en boga en ciertos medios académicos de Brasil y son difundidas por algunos medios de grande circulación nacional. Sin embargo, a lo largo de sus obras, los presupuestos que definen quien es el sujeto maffesoliano se encuentran poco clarificados. Por lo tanto, para alcanzar el objetivo para el cual se propone, este ensayo desarrolla un análisis de la epistemología e de la ontología maffesoliana...

Corpos sonhados-vividos: a dimensão onírica do poder em Michel Foucault e sua relação com a psicologia; Dreamed-lived bodies: the oneiric dimension of power in Foucault and its relation with the psychology; Cuerpos soñados-vividos: la dimensión onírica del poder en Michel Foucault y su relación con la psicología; Corps rêves-vécus: la dimension onirique du povoir chez Michel Foucault et sa relation avec la psychologie

Silveira, Fernando de Almeida
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
Michel Foucault’s work highlights body, “interpenetrated by history”, as an expression of forces of power and knowledge, which get strategically articulated in the history of occidental society. As “the power is a producer of the individuality and that the individual is a production of the power and knowledge”, the body is a piece within a domination and submission play which is present in the whole social network, in the historical process of production of subjectivity. This research analyzes the oneiric dimension in the genealogy of Foucault and it aims to verify the historical effects of the power and knowledge in the construction of the subjective imaginary, through the body, in a reciprocal approach between Psychology and Philosophy fields.; La obra de Michel Foucault destaca el cuerpo, “interpenetrado por la historia”, como expresión de las fuerzas de poder y saber, que se articulan estratégicamente en la historia de la sociedad occidental. En la medida que “el poder es un productor de la individualidad y que el individuo es una producción del poder y del saber”, el cuerpo es una pieza dentro de un juego de dominación y sumisión que está presente en toda la red social, en el proceso histórico de producción de subjetividad. Esta investigación examina la dimensión onírica en la genealogía de Foucault y su objetivo es verificar la historia de los efectos de poder y saber en la construcción del imaginario subjetivo...

Norbert Elias and Michel Foucault – indications for a relational thematization of the notion of power; Norbert Elias y Michel Foucault – indicaciones para una tematización relacional del concepto de poder; Norbert Elias e Michel Foucault – apontamentos para uma tematização relacional da noção de poder

Moraes e Silva, Marcelo; Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR; Capraro, André Mendes; Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR; de Souza, Juliano; Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR; Marchi Júnior, Wanderley; Universidade Federa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
In this essay we reflect on some of the theoretical concepts of Norbert Elias and Michel Foucault, especially as regards the use of the notion of power as a structuring and central concept in their respective theoretical productions and set of broader socio-philosophical reflections. In the first part of the text, we quickly outlined some biographical and bibliographical data of the authors. In the second part of the text, in turn, we discussed, in a relational form, how and in what way these authors have built their theories about the structure civilized/ modern disciplinary society under the comprehensive scrutiny of the “power” category.; En este ensayo se pretende reflexionar sobre algunos de los conceptos teóricos de Norbert Elias y Michel Foucault, especialmente con respecto al uso de la noción de poder como un concepto central en la estructuración de sus respectivas producciones teóricas y conjunto de reflexiones socio-filosóficas más amplias. En la primera parte del texto, bosquejamos rápidamente algunos datos biográficos y bibliográficos. En la segunda parte, a su vez, pretende problematizar cómo y de qué manera estos autores construyen sus teorías acerca de la estructuración civilizada/disciplinaria de la sociedad moderna a partir del clivaje comprensivo de la categoría de "poder".; http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2014v11n1p254Nesse ensaio procuramos refletir sobre algumas das concepções teóricas de Norbert Elias e Michel Foucault...