Página 1 dos resultados de 215 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Memórias inventadas: um estudo comparado entre 'Relato de um certo oriente', de Milton Hatoum e 'Um rio chamado Tempo, uma casa chamada Terra', de Mia Couto; Invented memories: a comparative study between the novel 'Relato de um certo Oriente', by Milton Hatoum and 'Um rio chamado tempo, uma casa chamada Terra', by Mia Couto

Maquêa, Vera Lúcia da Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
Este trabalho realiza um estudo comparado entre o romance Relato de um certo Oriente, do escritor brasileiro Milton Hatoum e Um rio chamado Tempo, uma casa chamada Terra, do escritor moçambicano Mia Couto, com a finalidade de verificar as estratégias de construção da memória. Com base na hipótese de que a memória, nestes textos, é imaginação de possibilidades do devir que não se esgota em quadros fixos, a tese focaliza as dominantes técnicas e temáticas de construção da narrativa através do uso feito pelos autores do motivo da viagem, da fotografia e da epistolografia na composição dos quadros de memória. Para refletir sobre os narradores que se movimentam no espaço impreciso das misturas, envolvidos em complexas práticas culturais em interação, vale-se do apoio teórico e crítico de conceitos como hibridismo, mestiçagem, transculturação, crioulização e ambivalência. Este exercício crítico faz-se no horizonte do comparatismo da solidariedade, proposto por Benjamin Abdala Junior para os estudos das literaturas ibero-afro-americanas.; This paper carries out a comparative study between the novel Relato de um certo Oriente, by brazilian writer Milton Hatoum and Um rio chamado tempo, uma casa chamada Terra...

Entre a magia da voz e a artesania da letra: o sagrado em Manoel de Barros e Mia Couto; The sacred elements as a significant source to help build identity: the sacred in Manoel de Barros e Mia Couto

Baseio, Maria Auxiliadora Fontana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
Sabemos que a literatura assume contornos singulares nas franjas dos núcleos hegemônicos. Brasil e África são territórios marcados por uma profunda e complexa tensão entre elementos genuínos e elementos impostos pela colonização. Irmanar essas experiências fronteiriças é nossa tentativa neste tempo de mundialização. Esta tese analisa a dimensão do sagrado com base no estudo comparado de Manoel de Barros e Mia Couto. Compreendido como uma dimensão da existência, qualitativamente diferente da dimensão profana, embora nela manifestado, o sagrado participa do projeto estético e do projeto político dos dois autores, sendo elemento importante tanto para afirmar a identidade das duas culturas quanto para projetar um novo homem e uma nova forma de conhecimento para o século XXI. Tanto de maneira visível quanto camuflada, o sagrado compõe tanto a cultura tradicional quanto a moderna, revelando-se nas obras literárias dirigidas a adultos e a crianças. Por meio de suas fulgurações, tanto na poesia quanto na prosa, torna-se possível evidenciar raízes similares e marcas identitárias das duas culturas e das duas literaturas que compõem um macrossistema, no interior do qual nenhuma das literaturas afirma-se como paradigmática. A língua portuguesa é o instrumento com o qual Brasil e Moçambique fortalecem e irmanam suas experiências. Importa-nos...

Mia Couto: memória e identidade em 'Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra'; Mia Couto: the relations between memory and identities in 'Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra'

Otinta, Jorge de Nascimento Nonato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
O presente trabalho, fruto de nossas incursões pela obra de Mia Couto, aborda mais especificamente as relações entre a memória e as identidades no romance Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra, considerando a sua participação na construção da moçambicanidade. Para este estudo apoiamo-nos em vários autores, que vão desde Amílcar Cabral e Frantz Fanon, dois autores de relevância nas revoluções africanas (e, especialmente, nas revoluções dos países que alcançaram as suas independências por via armada como é o caso de Moçambique) até Stuart Hall e Terry Eagleton, dois estudiosos das questões da pós-modernidade como migração, diásporas, e identidades. O trabalho focaliza ainda as relações entre a oralidade e a escrita, entre o pós-colonialismo e pós-independência, o pós-modernismo e a pós-modernidade. E, por fim, busca-se refletir sobre o lugar da literatura e o papel do narrador num romance que se movimenta num terreno pleno de conflitos, tais como aqueles que encontramos no par tradição/modernidade, cidade/campo, passado e presente.; The present study is based on our readings on Mia Couto and deals specifically with the relations between memory and identities in Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra...

O fantástico no contexto sócio-cultural do século XX: José J. Veiga (Brasil) e Mia Couto (Moçambique); The Fantastic in the socio-cultural the twentieth century: Joseph J. Veiga (Brazil) and Mia Couto (Mozambique)

Rezende, Irene Severina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
O desenvolvimento deste trabalho pautou-se em obras artísticas, engajadas politicamente, pertencentes ao macrossistema de Literaturas de língua portuguesa, a saber, uma Moçambicana: Um Rio chamado Tempo, uma Casa chamada Terra, de Mia Couto, e outra brasileira, Sombras de Reis Barbudos, de J.J. Veiga. A partir desse comparativismo entre os dois contextos, chegou-se a uma idéia do que é o fantástico contemporâneo, e procurou-se aprofundar o estudo sócio-cultural ressaltado nos conteúdos das duas obras. A temática "opressão" permitiu estudar as relações de poder e submissão entre as personagens das duas obras. Esta temática perpassou a análise crítico-literária fundamentando, filosoficamente, a atuação das personagens, reflexos muitas vezes da situação histórica vivenciada pelos autores. Semanticamente variada e polêmica, a palavra "opressão" prestou-se, nesta abordagem, a uma interpretação de possibilidade de um estudo sócio-cultural do momento em que as obras foram escritas, seguindo a linha filosófica desenvolvida pelo pensador alemão Sigmund Freud, no que se refere à interpretação do duplo. A pesquisa serviu-se de teóricos como Todorov, Caillois e Bessière, para a abordagem do gênero fantástico presente nas duas obras. Pelo fato de ter-se pesquisado toda a produção literária dos dois autores...

Histórias de guerra: uma leitura de crônicas de António Lobo Antunes e Mia Couto; War's histories: a reading og chronicles of António Lobo Antunes and Mia Couto

Biazetto, Flávia Cristina Bandeca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
A proposta desta dissertação é analisar comparativamente a maneira como António Lobo Antunes e Mia Couto retratam a guerra em suas crônicas. Para isso, foram selecionadas narrativas publicadas nos livros: Livro de Crônicas, Segundo Livro de Crônicas e Terceiro Livro de Crônicas, do escritor português, e Cronicando, do escritor moçambicano. Ao abordarem episódios relacionados à guerra propõem também uma releitura do processo histórico de seus países e incitam seus leitores à criticidade em relação aos fatos retratados. A partir da articulação entre História e Ficção, os autores explicitam os mecanismos de sustentação da guerra e particularizam os efeitos do conflito nas relações humanas, dando-lhes perspectivas divergentes, notadamente, utópica e melancólica.; This work aims at analyzing comparatively the way how António Lobo Antunes and Mia Couto represent the war in their chronicles. The selected narratives were published in First Chronicles Book, Second Chronicles Book and Third Chronicles Book by the Portuguese writer, and Chronicling by the Mozambican author. Approaching facts associated with the war, the propose a new interpretation of the historic process, by inciting the readers to have a critical point of view of the depicted conflicts. Starting from de articulation between History and fiction...

De armas e de palavras: um estudo comparado da temática da guerra em Terra Sonâmbula, de Mia Couto, e Ventos do Apocalipse, de Paulina Chiziane; About weapons and words: a comparative study of the theme of war in Terra Sonâmbula, by Mia Couto, e Ventos do Apocalipse, by Paulina Chiziane

Peruzzo, Lisângela Daniele
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.08%
Esta tese de doutoramento tem por finalidade o estudo comparado das obras de dois escritores do macrossistema de literaturas de língua portuguesa, os moçambicanos, Mia Couto e Paulina Chiziane. Trabalhamos a temática da guerra sob a perspectiva do fantástico clássico (Todorov, 2008) e do fantástico contemporâneo (Sartre, 2006; Bessière, 1974) em dois romances, Terra sonâmbula (Couto,1992) e Ventos do apocalipse (Chiziane, 1999), tomando os mesmos como espaços dialógicos e em transformação, marcados pela História. ( Bakhtin, 1988; Lukács, 2006). O nosso enfoque comparatista buscou atar as questões do alheio ao próprio de forma a propiciar um melhor entendimento da literatura moçambicana e seu contexto, assim como, através dessa possibilidade de maior compreensão, facilitar sua divulgação.; This doctoral thesis aims at the comparative study of the works of two mozambicans writers inserted on the macrosystem of literatures in Portuguese, Mia Couto and Paulina Chiziane. We worked on the theme of war from the perspective of the classic fantastic (Todorov, 2008), and the contemporary fantastic (Sartre, 2006; Bessière, 1974) in two novels, Terra sonâmbula (Couto, 1992) and Ventos do apocalipse (Chiziane, 1999) considering them as spaces for dialogic discussion...

Terra sonâmbula, o último vôo do flamingo e O outro pé da sereia: letras do sonho, páginas da Terra em Mia Couto; Terra Sonâmbula, O último vôo do Flamingo and O outro pé da sereia: letters of dream, pages of the Earth in Mia Couto

Pardini, Alessandra Braghini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
Ao longo das leituras dos romances do autor moçambicano Mia Couto é possível observar que, sistematicamente, o escritor propõe ao leitor a aproximação e a interlocução entre o mundo subjetivo das personagens no interior do texto e a História de Moçambique, protagonizada por esses atores ficcionais em recortes cronológicos em que passado e presente permanentemente estão em diálogo. Dessa forma, manifesta-se em sua prosa uma relação intrínseca entre a produção literária e, portanto, as especificidades próprias do campo ficcional e o comprometimento do autor com a realidade histórica de seu país. Através das personagens presentes em seus contos e romances, a História de Moçambique se apresenta e o autor constrói uma perspectiva crítica do país delineando uma realidade social e concreta manifesta vivamente no espaço onde as personagens circulam e vivem. O cenário moçambicano descrito, portanto, em seus romances e contos, aproxima o leitor da realidade histórica e também social do país, reunindo a dinâmica material da vida em Moçambique - com suas especificidades culturais e as tradições locais bem como uma reflexão acerca do próprio papel social da literatura.; Throughout the readings of the novels of the Mozambican author Mia Couto is possible to observe that...

A escrita da história de moçambique no romance Terra Sonâmbula, de Mia Couto; The writing on the history of Mozambique in the novel Sleepwalking Land, by Mia Couto

Paiani, Flavia Renata Machado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.19%
O romance Terra Sonâmbula, do escritor moçambicano Mia Couto, foi publicado em 1992, ano em que chegava ao fim a guerra que durante dezesseis anos assolou Moçambique. O tempo da narrativa converge para o tempo da escrita, transformando o romance em narrativa alternativa à de cunho historiográfico. Os personagens que representam o povo são reabilitados das margens da história oficial e se tornam protagonistas da pequena história que Mia Couto se propõe a contar por meio do delineamento de certa ideia de africanidade, tradição e identidade nacional. Esta dissertação pretende, pois, analisar essa outra história de Moçambique que o autor escreve. Para tanto, perscruta nos interstícios do texto a relação com o contexto e seus silêncios desde a posição ocupada por Mia Couto na realidade moçambicana até a dinâmica da guerra e seu impacto sobre a população civil. Ao mesmo tempo, perscruta as mudanças e permanências do pós-guerra a fim de relacioná-las com a história a ser escrita em que residiria a esperança do romance.; The novel Sleepwalking Land by the Mozambican writer Mia Couto was published in 1992. In the same year, the war that raged Mozambique for sixteen years was coming to an end. The time of the narrative converges to the time of writing...

A questão do Sagrado ou uma forma de pensar o romance "A varanda do Frangipani", de Mia Couto; The Issue of the Sacred or a way of thinking the novel "A varanda do Frangipani", by Mia Couto

Pereira, Regina Margaret
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.13%
O presente trabalho tece uma análise do romance A varanda do frangipani, do escritor moçambicano Mia Couto, a fim de iluminar as reinvenções operadas pelo autor de aspectos do Sagrado ligado às crenças tradicionais de Moçambique. Apropriando-se e subvertendo o padrão do romance policial clássico símbolo da exaltação da racionalidade europeia , o autor reinventa no âmbito literário animais sagrados, rituais de iniciação e de adivinhação, espíritos de falecidos que convivem com viventes, assim como árvores divinizadas e mostra ao leitor uma visão de mundo e uma forma de existência diversas da eurocêntrica. Com isso, há a iluminação de questões culturais e sociais do país de onde fala Mia Couto, onde a tentativa de esmagamento cultural foi operada por anos de dominação e guerras. Para a realização desta pesquisa, embasamo-nos em autores como Mircea Eliade, Carlos Serrano, José Luís Cabaço, Omar Ribeiro Thomaz, entre outros, com o objetivo de obtermos a consistência teórica necessária a cerca do conceito de Sagrado e de questões sócio-culturais relacionadas a Moçambique e a outros países africanos; apoiamo-nos ainda em autores como Tzvetan Todorov e Ernest Mandel para percebermos o padrão estrutural e um pouco da ideologia ligada ao romance policial clássico e...

Traços do chão, tramas do mundo. Representações do político na escrita de Mia Couto e Patrick Chamoiseau; Traces of the ground, plots of the world: political representations in the writings of Mia Couto and Patrick Chamoiseau

Costa, Luana Antunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
67.19%
Como gesto de resistência ao colonialismo e em relação às assimetrias impostas pelos centros homogênicos, em face do poder político das metrópoles europeias, escritores de margens periféricas assumiram um papel protagonista na luta pela libertação de seus países. Os sistemas literários que floresceram ao longo desse período de luta anticolonialista também estreitaram relações entre esses escritores, cujas ideias circularam pelas metrópoles e pelos territórios colonizados. No caso dos territórios africanos colonizados por Portugal, se em 1975 alcançaram a independência após mais de uma década de conflito armado, o mesmo não ocorreu com as ilhas antilhanas sob a dominação francesa exceto o Haiti, cuja independência se deu no século XIX. Desse modo, considerando essa diferença histórica, convocamos neste trabalho textos de reflexão do escritor martinicano Patrick Chamoiseau e o do moçambicano Mia Couto, cujos desempenhos como intelectuais, na cena global da informação, os colocam em destaque na busca por respostas capazes de discutir as tensões político-culturais próprias da contemporaneidade. Assim, propomos, pelo método comparativo e por critérios metodológicos dialéticos, analisar os ensaios Lintraitable beauté du monde adresse à Barack Obama (2009)...

O voo de João Ribeiro sobre O último voo do flamingo de Mia Couto

Santos, Ana Maria da Conceição Joanes Rodrigues dos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Este trabalho tem como objetivo o estudo comparativo da obra de Mia Couto, O Último Voo do Flamingo, e o filme homónimo de João Ribeiro. Na primeira parte, procede-se a uma contextualização das obras literária e fílmica, integrando-se o romance de Mia Couto no universo literário moçambicano e o filme de João Ribeiro no cinema moçambicano. Também se realiza um enquadramento histórico e cultural das duas obras em análise. Na segunda parte, tendo como ponto de partida a análise do título, abordam-se as categorias mais relevantes das narrativas literária e fílmica: o espaço, o tempo, as personagens e a ação. Na terceira parte, estudam-se alguns temas comuns às duas obras: o dualismo e a conciliação dos contrários, as diferentes visões do escritor/realizador, as tangências da escrita e da imagem. Finalmente, procede-se a uma análise da perspetiva adotada pelo realizador relativamente à obra que o inspirou; This work pretends to compare Mia Couto´s work, O Último Voo do Flamingo, and João Ribeiro´s film with the same title. In the first part, there is a contextualization of the works – Mia Couto´s book in the universe of Mozambican authors and João Ribeiro´s movie in the Mozambican cinema. There is also a historical and cultural contextualization of both works. In the second part...

Caminhos minados – uma poética da terra no romance O último voo do flamingo de Mia Couto

Borges, Gecilmar Pereira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Em O Último Voo do Flamingo, quinto romance do autor moçambicano Mia Couto, o narrador recria em suas memórias as explosões que vitimaram alguns soldados da ONU em solo africano, em Tizangara, uma pequena vila perdida ao norte de Moçambique. Mas, realmente explodiram esses soldados desaparecidos? Algo estranho acontece, pois, dos corpos explodidos nada resta, senão um pênis “avulso e avultado”, indicando que se tratava de um ato sexual no momento das explosões. O mistério é investigado por um funcionário da ONU encarregado de desvendar os estranhos acontecimentos de Tizangara. Ao recriar a cosmogonia tradicional moçambicana, Mia Couto reescreve a história e a sociedade, através da experiência poética, recuperando os elementos simbólicos do patrimônio cultural tradicional, ele os (re) atualiza em sua escritura mitopoética. Em sua obra, o autor retorna sobre os modelos de composição dos antigos contadores de estórias, acarretando em sua escritura um grande encantamento poético, na forma lembrada por Amadou Koné, em sua reflexão, sobre a gênese de uma parte da literatura negro-africana nos gêneros da oralidade. Amparado nas teorias de Édouard Glissant sobre a identidade rizoma e a Poética da Relação...

Na Demanda da Ideia de Nação: as Viagens Pós-coloniais nas Obras de Mário de Andrade e Mia Couto

Rodrigues, Kamila Katarzyna Krakowska
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
67.09%
A viagem é um fecundo motivo literário que permite, entre outras coisas, explorar a identidade de um indivíduo e de uma comunidade, estabelecer o contacto entre o Eu e o Outro, confrontar diversas visões do mundo e expandir o horizonte de conhecimento do viajante. O presente estudo parte da hipótese de que a viagem pode ser um fértil motivo promotor da construção e reformulação da ideia de nação. Esta questão é particularmente interessante no caso de textos pós-coloniais que entram em diálogo com as representações eurocêntricas desses territórios e dessas nações. Como corpus elegeram-se quatro obras que retratam diversas viagens físicas e imaginárias: O Turista Aprendiz e Macunaíma, Herói sem Nenhum Caráter, do escritor brasileiro Mário de Andrade, e Terra Sonâmbula e O Outro Pé da Sereia, do escritor moçambicano Mia Couto. A escolha desses dois autores é motivada pela presença de questões identitárias e nacionais na produção literária de ambos. Além disso, um estudo comparado no âmbito de literatura brasileira e moçambicana possivelmente permite aprofundar a compreensão de vários processos de construção e consolidação da ideia de nação num contexto altamente multicultural. O Brasil e Moçambique são nações profundamente marcadas pela sua história colonial. Embora os dois países tenham alcançado a independência em épocas distintas (1822 e 1975 respetivamente)...

Between realia and mirabilia: Discourses of the fantastic in Mia Couto; Discursos fantásticos de Mia Couto

Carreira, Shirley de Souza Gomes
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 24/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Resenha do livro Discursos fantásticos de Mia Couto – mergulhos em narrativas de curtas e de média extensão em que se manifesta o insólito ficcional, de Flavio García.; Review of the book Discursos fantásticos de Mia Couto – mergulhos em narrativas de curtas e de média extensão em que se manifesta o insólito ficcional, by Flavio García.

Crossings: novel and experience in Mia Couto and Guimarães Rosa; Travessias: romance e experiência em Mia Couto e Guimarães Rosa

Nascimento, Naira Almeida
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
A aproximação entre a escrita do consagrado autor moçambicano Mia Couto (1955- ) e a do brasileiro Guimarães Rosa (1908-1967), já mereceu a consideração de numerosos estudos críticos. O presente artigo volta-se para a produção romanesca de ambos, procurando evidenciar uma outra questão, em geral relegada pela crítica que aborda a interação entre eles: a figura do mediador. Objetiva-se averiguar de que forma a inserção de uma figura mediadora no plano literário, localizada entre as culturas tradicionais rurais e as culturas letradas urbanas, tenta colmatar problemas da tradução linguística, da verossimilhança ficcional no contexto dessas obras e, ainda assim, perspectiva uma espécie de alter-ego narrativo.  ; The similarities between the writing of the renowned Mozambican author Mia Couto (1955- ) and the Brazilian Guimarães Rosa (1908-1967) have merited further consideration of numerous critical studies. This study is focused on their novelistic production, seeking to highlight another issue generally relegated by critics about the interaction between them: a mediating figure. The purpose is to investigate how the inclusion of a mediating figure in the literary plane, located between the traditional rural cultures and urban literate ones...

“Minimal signs of hope”: intuitions about politics in Mia Couto’s writing; “Minúsculos sinais da esperança”: intuições sobre o político na escrita de Mia Couto

Costa, Luana Antunes
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
67.13%
This article proposes a critical review of the text “E se Obama fosse africano?” [What if Obama were African?], by the Mozambican writer Mia Couto (2009), first published in the newspaper Savana, in 2008, when Barack Obama rose to the presidency of the United Sates. In order to identify the strategies of Mia Couto’s discourse about a global and local political scenario and the tensions in the sociocultural and political in and outside the African continent; we have as theoretical support Edward Said’s thinking on the performativity of the intellectual subject, Liliana Weinberg’s essay theory and the statements by Mia Couto on the esthetic features of his interventional texts.; O artigo propõe uma leitura crítica do texto “E se Obama fosse africano?”, do escritor moçambicano Mia Couto (2009), publicado inicialmente no jornal Savana em 2008, quando da ascensão de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos da América. A fim de surpreendermos as estratégias de elaboração do discurso miacoutiano sobre a cena política global e local, as tensões nos planos sóciocultural e político presentes dentro e fora do Continente Africano, nos apoiaremos no pensamento de Edward Said sobre a performatividade do sujeito intelectual...

OS DESPROPÓSITOS DE UM MENINO-POETA: INFÂNCIA E POESIA EM MANOEL DE BARROS E MIA COUTO; OS DESPROPÓSITOS DE UM MENINO-POETA: INFÂNCIA E POESIA EM MANOEL DE BARROS E MIA COUTO

Marques, Moama Lorena de Lacerda
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Em nosso artigo, objetivamos analisar, comparativamente, o poema “O menino que carregava água na peneira”, de Manoel de Barros, e o conto “O menino que escrevia versos”, de Mia Couto, enfatizando neles a construção da relação entre poesia e infância. Para tanto, em termos de fundamentação teórica, nos pautaremos nos estudos de Walter Benjamin, Freud, Sônia Kramer, Philippe Ariès, Antonio Candido, T.S. Eliot, entre outros.; In this article we aim at doing a comparative analysis between the poem “O menino que carregava água na peneira” (The boy who carried water on a sive), by Manoel de Barros, and the short story “O menino que escrevia versos” (The boy who used to write verses), by Mia Couto, highlighting the construction of the relation between poetry and childhood. To achieve this, concerning the theoretical background, we base our work on the studies by Walter Benjamin, Freud, Sônia Kramer, Philippe Ariès, Antonio Candido, T.S. Eliot, among others.

O SAGRADO EM MIA COUTO E MANOEL E BARROS; O SAGRADO EM MIA COUTO E MANOEL E BARROS

Baseio, Maria Auxiliadora Fontana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
A LITERATURA ASSUME CONTORNOS SINGULARES NAS FRANJAS DOS NÚCLEOS HEGEMÔNICOS. BRASIL E ÁFRICA SÃO TERRITÓRIOS MARCADOS POR UMA COMPLEXA TENSÃO ENTRE ELEMENTOS GENUÍNOS E ELEMENTOS IMPOSTOS PELA COLONIZAÇÃO. IRMANAR ESSAS EXPERIÊNCIAS FRONTEIRIÇAS É A NOSSA TENTATIVA NESTE TEXTO DE LITERATURA COMPARADA, NO QUAL DESFILARÃO REFLEXÕES SOBRE AS FULGURAÇÕES DO SAGRADO COMO POSSIBILIDADES DE FORTALECER AS RAÍZES IDENTITÁRIAS. CENTRAMOS NOSSA ANÁLISE EM MIA COUTO E MANUEL DE BARROS.; LITERATURE ASSUMES SINGULAR CONTOURS IN THE FRINGES OF THE HEGEMONIC COUNTRIES. BRAZIL AND AFRICA ARE TERRITORIES MARKED BY COMPLEX TENSION BETWEEN GENUINE ELEMENTS AND ELEMENTS IMPOSED BY THE COLONIZATION. IN THIS TEXT OF COMPARATIVE LITERATURE, WE AIM TO BRING THESE BORDERING EXPERIENCES TOGETHER, BY REFLECTING ON SACRED ELEMENTS AS SIGNIFICANT SOURCE TO FORTIFY THE IDENTITY. WE WILL PRESENT A COMPARATIVE READING OF MIA COUTO AND MANUEL DE BARROS WORKS.

A ESCRITA DESARRUMADA DE MIA COUTO: DIÁLOGOS COM A OBRA ROSIANA; A ESCRITA DESARRUMADA DE MIA COUTO: DIÁLOGOS COM A OBRA ROSIANA

Silva, Avani Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
67.13%
EM SUA POÉTICA, MIA COUTO PROMOVE UMA RUPTURA NA LÍNGUA, NA SUA FEIÇÃO EUROPEIA, APROXIMANDO-A DA ORALIDADE DE SEU PAÍS. GUIMARÃES ROSA OPERA VIRTUALIDADES NA LÍNGUA, DINAMIZANDO-A PARA ALCANÇAR A MÁXIMA EXPRESSIVIDADE, CONSOANTE SEU PROJETO ESTÉTICO-LITERÁRIO. PONTOS DE CONVERGÊNCIA DESSAS FRATURAS NA LÍNGUA, COMO DIRIA MIA COUTO, SÃO ENFOCADOS NESTE TEXTO.; IN HIS POETICS, MIA COUTO PROMOTES A RUPTURE IN LANGUAGE, IN ITS EUROPEAN FEATURE, APPROACHING IT TO ORALITY OF HIS COUNTRY. GUIMARÃES ROSA PRODUCES VIRTUALITIES IN LANGUAGE, BOOSTING IT TO REACH THE MAXIMUM EXPRESSIVENESS, CONSONANT WITH HIS AESTHETIC LITERARY PROJECT. POINTS OF CONVERGENCE OF THESE DISRUPTIONS IN THE LANGUAGE, ACCORDING TO MIA COUTO, ARE FOCUSED ON THIS TEXT.

DA TERRA DAS SOMBRAS À TERRA DOS SONHOS: O SAGRADO EM O BEIJO DA PALAVRINHA DE MIA COUTO; DA TERRA DAS SOMBRAS À TERRA DOS SONHOS: O SAGRADO EM O BEIJO DA PALAVRINHA DE MIA COUTO

Lopes, Cristiano Camilo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
NOSSO OBJETIVO É IDENTIFICAR A PRESENÇA DO SAGRADO NA OBRA O BEIJO DA PALAVRINHA, DE MIA COUTO. COMO UM SUBSTRATO PARA MITOS, RITOS E ARQUÉTIPOS, O SAGRADO TEM PERMEADO A LITERATURA, REVELANDO O HOMEM E SUA RELAÇÃO COM SUAS CRENÇAS, ALÉM DE EVIDENCIAR-SE COMO UM ELEMENTO ESSENCIAL E NORTEADOR DO SER QUE O ACEITA. ATRAVÉS DA ANÁLISE, PERCEBEMOS QUE A EXPERIÊNCIA SOBRENATURAL COM O SAGRADO NÃO ESTÁ VINCULADA ESTRITAMENTE A QUESTÕES RELIGIOSAS, MAS VOLTA-SE PARA O HOMEM E SUA VIVÊNCIA.; IN THIS PAPER WE AIM TO ANALYZE THE PRESENCE OF THE SACRED IN THE WORK O BEIJO DA PALAVRINHA, BY MIA COUTO. AS A BASIS FOR MYTHS, RITES AND MODELS, THE SACRED HAS BEEN USED IN THE LITERATURE, BY REVEALING THE MANKIND AND ITS RELATION WITH ITS BELIEFS. IN SEVERAL LITERARY WORKS THE SACRED HAS BEEN HIGHLIGHTED AS AN ESSENTIAL ELEMENT AND A GUIDE FOR THOSE WHO ACCEPT IT. ACCORDING TO OUR ANALYSIS, WE ASK TO REALIZE THE SUPERNATURAL EXPERIENCE WITH SACRED IS NOT STRICTLY LINKED TO RELIGIOUS QUESTIONS, BUT IT REFERS TO THE MANKIND AND ITS LIFE.