Página 1 dos resultados de 225 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Aspectos biológicos, nutricionais e sensoriais de mexilhão (Mytilus sp.) produzido em aquacultura offshore

Oliveira, Ana Rita
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.99%
Dissertação de Mestrado em Ciências do Consumo Alimentar apresentada à Universidade Aberta; Esta dissertação teve como objectivo principal caracterizar os aspectos biológicos, nutricionais e sensoriais de mexilhão (Mytilus sp.) produzido em aquacultura offshore, em sistema de “longlines” na Área de Produção Piloto Aquícola da Armona (Algarve, Portugal). Numa primeira fase, elaborou-se um perfil sensorial do mexilhão produzido em offshore através de um método descritivo de análise sensorial, e posteriormente realizaramse testes discriminatórios para verificar se havia diferenças sensoriais perceptíveis entre o mexilhão produzido em offshore e mexilhão de outras origens adquirido em superfícies comerciais. De modo a aprofundar as eventuais diferenças, fez-se a caracterização nutricional do mexilhão produzido em offshore através da análise de composição proximal e bioquímica de diversos parâmetros (humidade; cinzas; proteína total; aminoácidos livres; lípidos totais; classes lipídicas; ácidos gordos livres; hidratos de carbono), por comparação com o mexilhão mais frequentemente encontrado em superfícies comerciais, como o mexilhão fresco da Galiza. Tendo em conta os resultados do presente estudo...

Qualidade do mexilhão Perna perna submetido ao processo combinado de cocção, congelamento e armazenamento; The quality of the mussel (Perna perna) processing by cooking, freezing and storage

Cordeiro, Daniela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.86%
Os mexilhões cultivados no litoral Norte de São Paulo, município de Ubatuba, são comercializados in natura, constituindo risco à população. Com o crescimento da atividade é possível sugerir a implantação de uma unidade de processamento de mexilhões que promova um aumento do tempo de armazenamento, facilitando a comercialização e permitindo a exportação, além de fornecer ao consumidor um produto de melhor qualidade. Os mexilhões foram submetidos ao processamento por cocção, congelamento e armazenamento, sendo então determinados o ponto de congelamento, a velocidade de congelamento a as curvas de congelamento do mexilhão semidesconchado. A qualidade microbiológica e físico-química do produto foi avaliada. O beneficiamento do mexilhão iniciou-se com a cocção por imersão em água à ebulição por 10 minutos. Após a retirada das conchas, os mexilhões foram congelados individualmente IQF (Individually Quick Frozen) a –20ºC e armazenados a -18ºC durante 90 dias. A curva de congelamento do mexilhão apresentou forma geral típica, com o ponto de congelamento situando-se na faixa de zero a –1,5ºC; a velocidade de congelamento variou de 2 cm/h a 3,3 cm/h, conforme a disposição dentro da câmara de congelamento. Os resultados físico-químicos mostraram que não houve diferença significativa no valor nutricional dos mexilhões in natura...

Preparo e caracterização de um material de referência de mexilhão Perna perna (Linnaeus,1758); Preparation and characterization of a Perna perna (Linnaeus, 1758) mussel reference material

Moreira, Edson Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
A utilização de materiais de referência certificados em análise química é requisito importante em sistemas de garantia da qualidade, pois permite que métodos analíticos sejam validados e que seja obtida a rastreabilidade metrológica de resultados. Isso permite que se obtenham resultados válidos e comparáveis entre si, tanto no espaço quanto no tempo. Neste trabalho, foram realizadas todas as etapas para o preparo de um material de referência de mexilhão nacional, desde a coleta até as etapas de processamento tais como liofilização, moagem, envase e esterilização. Foram utilizados princípios internacionalmente aceitos para a avaliação da homogeneidade e da estabilidade do material, utilizando-se as técnicas analíticas de análise por ativação neutrônica instrumental e espectrometria de absorção atômica. Por meio da organização de programa colaborativo, com a participação de laboratórios nacionais e estrangeiros, foi realizada a caracterização química do material de referência de mexilhão, com determinação de elementos que ocorrem na faixa de porcentagem em massa a mg kg-1, no total de 47 elementos, além de alguns radionuclídeos naturalmente presentes no material. Com a aplicação de técnicas estatísticas adequadas...

Avaliação de técnicas de controle da incrustação por mexilhão-dourado em hidrogeradores visando minimização da indisponibilidade.; Evaluation of techniques for golden mussel fouling control in hydroelectric power plants aimed at mitigation of unavailability.

Felix, Érico Pessoa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.53%
O mexilhão-dourado é um organismo invasor que tem causado grandes prejuízos a sistemas de captação de água e usinas hidroelétricas (UHEs). Existem diversos métodos de controle da incrustação destes organismos em tubulações de usinas hidroelétricas, porém o impacto da aplicação desses métodos ainda não é amplamente conhecido. Este trabalho visa desenvolver uma metodologia para avaliar a degradação dos sistemas de resfriamento de UHEs submetidas a tratamentos químicos para o controle da incrustação por mexilhão-dourado. Neste trabalho é usado, como caso exemplo, o sistema de resfriamento do ar do núcleo do gerador e do óleo dos mancais de uma UHE com turbina Kaplan de potência aproximada de 150 MW. A análise proposta baseia-se na aplicação de ensaios acelerados de corrosão, a fim de determinar a taxa de corrosão nas condições normais de operação. Os ensaios executados neste estudo simulam condições operacionais mais severas do que as usualmente enfrentadas pelo sistema, visando reduzir o tempo de execução dos ensaios. Os ensaios acelerados de corrosão baseiam-se no aumento da solicitação térmica e da concentração das substâncias químicas injetadas no fluxo de água que são a adição de gás ozônio e de hipoclorito de sódio. Para realização dos ensaios foi construído um circuito experimental capaz de impor condições de temperatura e concentrações das substâncias químicas. Os resultados dos ensaios acelerados fornecem subsídios para aplicação dos conceitos de confiabilidade estrutural para determinação da probabilidade de falha dos equipamentos em estudo em função do tempo de aplicação do tratamento químico. Verificou-se entre os produtos químicos utilizados neste estudo...

Biodiversidade de caranguejos Braquiúros (Cristacea: Decapoda) associada ao cultivo comercial de mexilhão Pena perna (Linnaeus, 1758) (molusca: Bivalvia) no litoral norte do estado de São Paulo

Camargo, Flávio de Vasconcelos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 95 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBB; O objetivo deste estudo é descrever a composição e a estrutura da comunidade de decápodos braquiúros associada ao cultivo de mexilhão Perna perna em Ubatuba, litoral norte paulista (23”27’07 S – 45”02’49 W). Foram realizadas coletas mensais durante o período de março de 2002 a abril de 2003, em sistema “long-line” de cultivo. As amostras das redes de P. perna foram triadas e mensuradas quanto ao volume. Os braquiúros amostrados foram identificados quanto a espécie e sexo, mensurados quanto a largura de carapaça (LC) e analisados quanto a diversidade, equidade e equitabilidade. Foi obtido um total de 849 indivíduos distribuídos em 14 gêneros e 16 espécies, sendo que Panopeus austrobesus e Pachygrapsus transversus apresentaram a maior abundância com 711 e 68 indivíduos respectivamente, correspondendo juntos a 83% do total amostrados, além disso, foram registradas para essas duas espécies os maiores valores de diversidade, constância e abundância. A presença de P. austrobesus e P. tranversus durante todo estudo sugere que essas espécies apresentem maior eficiência competitiva em relação a colonização primária das redes, além disso essas espécies foram consideradas responsáveis pela dinâmica e regulação da comunidade de braquiúros nas redes. A baixa riqueza encontrada nas redes de cultivo quando comparada a ambientes heterogêneos é esperada...

Crescimento do mexilhão Perna perna (Linne, 1758) (mollusca : bivalvia em sis tema de cultivo suspenso fixo na Região de Santo Antonio de Lisboa, Ilha de Santa Catarina

Fernandes, Wilson Marta
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xii, 97f.| il
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias Agrarias; Crescimento do mexilhão Perna perna em sistema cultivo fixo mensalmente, de 07/89 a 03/90 realizado análise biométrica de comprimento, altura, largura, peso total e peso partes moles cozidas de 100 mexilhões retirados aleatoriamente de cordas cultivo. Obtidos diversas relações entre diferentes parâmetros biométricos de mexilhões entre 30 e 70mm. O sistema suspenso fixo é mais eficiente do que balsa de bambu flutuante. Os mexilhões passaram de 30mm (sementes) para 70mm no período de 8 meses. Durante os primeiros meses (julho e agosto) apresentaram um crescimento e comprimento muito pequeno, sendo maior nos meses de novembro e janeiro. O maior ganho de peso total ocorreu no período de dezembro a fevereiro. O peso das partes moles cozidas, apresentou um maior ganho de peso entre dezembro e janeiro, tornando-se mais estável nos últimos meses do cultivo. O acompanhamento do estádio sexual do ciclo reprodutivo permitiu fazermos comparações entre esse fator e a quantidade de partes moles cozidas em relação ao peso total dos animais durante o experimento. Foi possível caracterizar não só as épocas de eliminação de gametas mas também sua influência sobre o peso...

Obtenção de sementes de mexilhão Perna perna (Bivalvia-Mytilidae) em estruturas manufaturadas, na Ponta de Papagaio, Palhoça-Santa Catarina

Araujo, Antonio Augusto Bona de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 107f.| il., tabs
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Agrarias; Neste trabalho foi avaliada a capacidade de obtenção de sementes do mexilhão Perna perna em coletores manufaturados, instalados na região da Ponta do Papagaio, Praia da Pinheira, Palhoça - SC. No período de dezembro de 1990 a novembro de 1991, foram instalados mensalmente na vertical coletores com 2m de comprimento, confeccionados de redes de pesca e balsas de bambu de 1,2 por 1m, na horizontal. Esses coletores foram analisados mensalmente em duas séries diferentes: a primeira 30 dias após a imersão e a segunda após 90 dias de imersão. Durante os experimentos foi acompanhado o ciclo sexual dos animais de costão e de cultivo e os parâmetros ambientais da região experimental. Foi possível observar a captação de sementes em todos os meses, ao longo do período experimental. Os resultados com relação ao número de sementes obtidas foram analisados comparando-se as medianas com o teste de c2 de Friedman (P < 0,05). Foram detectadas diferenças estatísticas em favor dos coletores de rede quando os resultados totais foram comparados com os de balsa na série curta (30 dias). Não foram encontradas diferenças estatísticas quando comparamos os resultados específicos entre as diferentes classes de comprimento das sementes (1...

Ensaios sobre a depuração do mexilhão Perna perna (L.,1758)

Suplicy, Felipe Matarazzo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xv, 81f.| il., grafs., tabs
Relevância na Pesquisa
37.66%
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Agrarias; A viabilidade da depuração do mexilhão Perna perna, em função de sua facilidade em desovar causando perdas no rendimento de carne, foi avaliada visando a utilização deste processo como garantia de qualidade sanitária, permitindo o escoamento da crescente produção deste molusco em Santa Catarina, Brasil. Um sistema experimental foi projetado e construído para depurar simultaneamente 60 kg de mexilhões, sendo 30 kg com água do mar filtrada e 30 kg com água do mar filtrada e tratada com cloro. Os mexilhões de cultivo, isentos de contaminação, foram previamente contaminados em aquários com Escherichia coli. O Perna perna mostrou um padrão de acumulação e eliminação de bactérias coliformes semelhante ao de outras espécies de moluscos bivalves, fixando o tempo de depuração desta espécie, para microrganismos, em 48 horas, sendo que os dois sistemas de água utilizados nas depurações eliminaram eficientemente as bactérias dos moluscos. Em todas as depurações realizadas ocorreram desovas e perdas significativas de carne. O efeito da depuração sobre o rendimento de carne foi verificado colhendo-se amostras antes e depois do processo para pesagem individual à fresco e após o cozimento. Foi avaliada também a utilização do método rápido de análise bacteriológica Petrifilmtm...

Avaliação do uso das proteínas de estresse (Hsp70) como biomarcadores de contaminação ambiental no mexilhão Perna perna

Kuhnen, Shirley
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiv, [85] f.| il. +
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias.; A expresso das proteínas de choque térmico (Hsp), também denominadas proteínas de estresse, é alterada em função da presença de agentes estressores no ambiente e é uma resposta altamente conservada, estando presente desde bactérias até o homem. O presente estudo teve como objetivo investigar a expressão das Hsp(s)70 nas brânquias do mexilhão Perna perna através de um experimento realizado em campo, complementado por um outro em laboratório. Neste último, os animais foram expostos a diferentes concentrações de cobre (20, 50, 70 e 1000mg/L) por 7 dias. Diferenças significativas (p<0,05) nos níveis de Hsp(s)70 foram detectadas, por Western Blotting, nas brânquias dos animais mantidos na menor concentração de cobre. No estudo realizado no campo, os mexilhões foram transplantados de uma região considerada não contaminada, Sambaqui, (SAM) para outra considerada contaminada, Ponta do Lessa (PL), onde foram mantidos por diferentes períodos durante o verão e o inverno. Foi observado um aumento significativo (p<0,05) nos níveis de Hsp(s)70 nas brânquias dos animais mantidos na Ponta do Lessa por 7 e 30 dias no inverno. De acordo com os resultados obtidos...

Efeito de diferentes condições ambientais em áreas de cultivo sobre alimentação e biodeposição de mexilhão Perna perna

Schmitt, Jean Franco
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 89 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura, Florianópolis, 2002; Este estudo avaliou a alimentação e a produção de biodepósitos do mexilhão Perna perna em duas áreas de cultivo no sul do Brasil diferenciadas pelos parâmetros do seston, em três experimentos por local. A Enseada do Brito (EB) apresentou altas concentrações de material particulado total (TPM), de matéria inorgânica particulada (PIM) e de matéria orgânica particulada (POM), mas menor fração orgânica no seston (f) em relação a Porto Belo (PB). Em geral, a alimentação e a biodeposição do mexilhão P. perna variaram de acordo com as características do seston, apresentando comportamentos similares aos observados para outras espécies de bivalves filtradores. As taxas de clareamento (CR) foram menores em EB, onde as concentrações de material em suspensão (TPM, PIM e POM) foram maiores. Já as taxas de filtração (FR), de ingestão (IR) e de ingestão orgânica (OIR) foram maiores em EB, aumentando de acordo com o incremento do seston. As taxas de absorção (AR) seguiram as mesmas tendências de FR, IR e OIR, entretanto as ARs médias foram similares entre EB e PB. A eficiência de seleção (SE) e a fração orgânica ingerida (i) aumentaram conforme incrementou o teor orgânico do seston (f)...

Efeito da atividade antimicrobiana de substância produzida por Bacillus amyloliquefaciens no controle da microbiota do mexilhão Perna perna (Linnaeus, 1758)

Arasaki, Karine Marie
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 61 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos.; Neste trabalho, avaliou-se a atividade antimicrobiana de substância produzida por Bacillus amyloliquefaciens sobre a microbiota do mexilhão Perna perna cultivado na praia do Sambaqui, na cidade de Florianópolis. Para a realização dos testes de inibição realizaram-se 3 coletas nas quais as amostras de mexilhão foram submetidas inicialmente a Contagem Padrão em Placas para microrganismos psicrotróficos. Para a obtenção do extrato, as culturas estoques de B. amyloliquefaciens foram centrifugadas e saturadas. Após nova centrifugação, o precipitado foi ressuspendido em tampão fosfato, dialisado e esterilizado por filtração. As bactérias isoladas do mexilhão foram cultivadas sobre placas de TSA onde foram feitos 2 poços de 5mm de diâmetro nos quais adicionou-se 80mL da solução inibidora. Foi observada a formação ou não de halos de inibição ao redor dos poços. Das 39 colônias isoladas, 9 apresentaram halos de inibição e foram identificadas como Bacillus sp, Aerococcus viridians, Acinetobacter spp., Corynebacterium spp e Staphylococcus epidermidis. Foi possível verificar que a substância produzida por B. amyloliquefaciens teve uma discreta ação sobre a microbiota do mexilhão Perna pena quando aplicada diretamente na carne do mesmo...

Caracterização e avaliação de metalotioneíma como biomarcador de exposição a cádmio no mexilhão Perna perna (Linné, 1758)

Müller, Isabel Cristina
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 93 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia.; Metalotioneínas (MT) são proteínas de baixo peso molecular, termoresistentes e ricas em resíduos de cisteína. Devido a sua afinidade por metais-traço, tem sido sugerido que, em organismos aquáticos, estas proteínas atuem na homeostase e detoxificação de metais essenciais (Cu e Zn) e não essenciais (Cd e Hg). Além disso, as MT poderiam estar envolvidas na resistência a metais em organismos expostos a estes compostos. O objetivo deste estudo foi identificar e caracterizar a presença de MT na glândula digestiva do mexilhão Perna perna, clonar e seqüenciar o cDNA de MT a partir das brânquias e padronizar as técnicas de PCR semi-quantitativa e Slot blotting para detectar os níveis de MT em animais expostos a cádmio em laboratório. Dois grupos de mexilhões (n=3 por grupo) foram expostos a Cd (0,3 mg/L) por 7 e 15 dias. As glândulas digestivas foram retiradas, homogeneizadas e centrifugadas. Os sobrenadantes resultantes foram submetidos à cromatografia de filtração em gel (Sephadex G-75). Uma fração correspondente a proteínas de baixo peso molecular (faixa de PM = 20 -10 kDa) foi observada nos animais expostos a cádmio. Estes resultados estão de acordo com o perfil de eluição das amostras...

Relação entre ciclo reprodutivo, eficiência da desova e produção de larvas do mexilhão Perna perna(L.) em laboratório

Hausen, Leonardo Sabin
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 36 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura.; Atualmente o estado de Santa Catarina é o maior produtor brasileiro de mexilhão Perna perna cultivado, com mais de 90 % da produção. A atividade, apesar de recente, demonstrou um crescimento exponencial de 1990 até o ano 2000 quando alcançou a produção com 12.000 ton., se mantendo neste patamar. A estabilização na produção está intimamente relacionada com questões ligadas à obtenção de sementes. A dificuldade de captação do ambiente natural e as restrições legais impostas para obtenção das mesmas, juntamente com a falta de planejamento e a falta de colocação de coletores artificiais não proporcionam a sustentabilidade e a garantia que o sistema produtivo requer. Com o objetivo de contribuir para a produção de sementes em laboratório e a sustentabilidade do cultivo, este trabalho avaliou a eficiência de indução à desova e produção de larvas D em Perna perna, relacionando-as a análises macroscópica e microscópica do ciclo sexual e ao índice de condição (peso seco das partes moles x 100 / peso total - peso seco da concha). No período de junho de 2003 a junho de 2004 foram realizadas 11 induções à desova...

Efeito de sementes obtidas por diferentes métodos no crescimento do mexilhão Perna perna (Bivalvia:Mytilidae) em cultivo no sul do Brasil

Mugabe, Eulália Domingos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 62 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura, Florianópolis, 2010; Com o objetivo de acompanhar o padrão de crescimento e sobrevivência do mexilhão Perna perna em sistema de cultivo utilizando sementes originadas de diferentes métodos, foi desenhado um experimento onde foram usadas três fontes de sementes de 20-30 mm de comprimento nomeadamente ambiente natural, coletores artificiais e laboratório. Duas densidades (2 e 4 kg.m-1 de corda) de estocagem foram usadas em cultivo suspenso espinhel durante seis meses para cada origem de semente. Em outro experimento foram utilizadas apenas sementes obtidas por coletores artificiais para estudar a influência do manejo de desdobre no desenvolvimento de P. perna. Os experimentos foram desenvolvidos na praia de Sambaqui, Ilha de Santa Catarina entre outubro de 2008 e Setembro de 2009. No Experimento 1, a cada dois meses eram determinados diferentes parâmetros biométricos como o comprimento, a largura e o peso além da taxa de sobrevivência e do Índice de Condição de 50 indivíduos de cada tratamento; para o Experimento 2 as mesmas análises foram feitas a cada três meses quando se fazia o desdobre. Apesar de as sementes do laboratório terem iniciado com um comprimento menor no Experimento 1 que as do coletor e costão...

Período de permanência de cordas do mexilhão Perna perna (L., 1758) em cultivo

Santos, Felipe Weber Mendonça
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
37.66%
TCC (graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, 2009; O presente trabalho foi realizado no Cultivo Experimental do Laboratório de Moluscos Marinhos (LMM) da UFSC, localizado na Praia do Sambaqui em Florianópolis/ Santa Catarina - Brasil e teve Tem como objetivo verificar o melhor período de permanência de cordas do mexilhão Perna perna em cultivo, de forma a maximizar a produção e aumentar a sustentabilidade , e rentabilidade dos cultivos comerciais. Foram estudados 10 lotes de 100 cordas de mexilhão cada, que foram cultivados no LMM de 2003 a 2008. As perdas que não são devidas a predadores e parasitas podem ocorrer por despencamento, por roubo ou por motivos desconhecidos. Através de análise dos dados coletados observa-se que, para evitar perdas por despencamento, não se deve deixar os mexilhões no mar por um período superior a 180 dias. A estação do ano em que ocorrem as maiores perdas, foi no outono com 4,01% de despencamento, seguido pelo inverno com 3,35% de despencamento, primavera com 1,62% de despencamento, e verão com 2,61% de despencamento. Desta forma, sugere-se que ocorra uma intensificação no manejo, logo após o verão. A porcentagem de perda por roubo ou por motivo desconhecido foi de 19...

Desenvolvimento de alternativas tecnológicas para o processamento e conservação da carne de mexilhão

Tribuzi, Giustino
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 174 p.| il., grafs., tabs.
ENG
Relevância na Pesquisa
37.86%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos, Florianópolis, 2013.; A comercialização dos mexilhões no Brasil é realizada principalmente como produto fresco, ou cozido (resfriado ou congelado), limitando a difusão e o beneficiamento deste molusco às regiões próximas à área de produção, uma vez que o mexilhão é muito perecível, necessitando de transporte rápido e refrigerado. Desta forma, pesquisas são necessárias para o desenvolvimento de processos alternativos que estendam a vida útil desse tipo de produtos, agregando valor e melhorando as condições de comercialização. Com este objetivo, no presente trabalho foram estudadas técnicas de conservação, como a salga e a marinação, o tratamento térmico em embalagens flexíveis termoesterilizáveis e a desidratação, aplicados à carne cozida de mexilhão. Na primeira etapa, realizou-se o tratamento da carne de mexilhão em salmouras e em salmouras com adição de ácido. Foram obtidas informações sobre o comportamento da carne de mexilhão quando submetida a diferentes concentrações de sal (5, 10, 15, 20 e 26 % m/m) e ácido acético (0,5, 2 e 6 % m/m) durante 24 horas de processo. Foi observado que os maiores ganhos de água foram obtidas com as salmouras com concentrações de 5 e 10 % de sal e as maiores perdas de água foram verificadas em salmouras com elevada concentração de sal ou com a presença de ácido acético na salmoura que apresentou um forte efeito desidratante. Foi possível ajustar modelos matemáticos empíricos aos dados de ganho de sal e ganho de água. Na segunda etapa do trabalho foi avaliada a possibilidade da utilização de embalagens flexíveis termoesterilizáveis para o desenvolvimento de uma conserva de carne de mexilhão. Nesse estudo foi avaliado o efeito da temperatura da autoclave no rendimento do produto e no valor de cozimento...

O mexilhão Perna perna no Brasil

Pierri, Bruno da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 62 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aquicultura, Florianópolis, 2013.; A mitilicultura no Brasil se baseia no cultivo do mexilhão Perna perna (Linnaeus, 1758), que é encontrado em todo o litoral brasileiro, sendo especialmente abundante do Espírito Santo a Santa Catarina. Nos últimos anos foi lançada a hipótese de que P. perna seja uma espécie exótica no litoral brasileiro. A hipótese baseia-se na análise da malacofauna de sítios arqueológicos. Todas as contestações levantadas não remetem a uma conclusão, pois precisam de estudos específicos, com metodologias claras, aliando arqueologia, ecologia e biologia molecular. O objetivo deste trabalho foi estudar a condição de nativo ou exótico do mexilhão Perna perna no Brasil, a partir de levantamento dos resultados em sítios arqueológicos, de técnicas moleculares e de datação de conchas com C14. A datação de conchas de P. perna do sítio arqueológico do Rio do Meio/Jurerê, Florianópolis/SC, indicou que as amostras têm a idade de 720±30 e 780±30 anos. O cálculo do tempo de divergência indicou que a separação das populações brasileiras e africanas ocorreu por volta de 200 mil anos. Os resultados apontam a presença da espécie no território brasileiro muito antes do descobrimento do Brasil pelos portugueses no ano de 1500...

Avaliação de sistemas de captação de sementes do mexilhão Perna perna (L., 1758)

Veras, Bruno Laus
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 65 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura, Florianópolis, 2014; A espécie de mexilhão comercial mais abundante no Brasil é Perna perna (Linnaeus, 1758), sendo também a que atinge maior tamanho e que apresenta os mais extensos e densos estoques naturais. Um dos fatores limitantes na cadeia produtiva é a obtenção de sementes, o jovem mexilhão. A forma correta e simples na obtenção de sementes para o cultivo é através da utilização de coletores manufaturados, para a fixação das larvas planctônicas. O objetivo desta pesquisa é contribuir para a obtenção sustentável de sementes de mexilhões Perna perna. Foram avaliadas diferentes formas de captação de sementes dessa espécie de mexilhão, instaladas no cultivo experimental do Laboratório de Moluscos Marinhos localizado na Praia da Ponta do Sambaqui, Florianópolis/SC. Foram estudados 4 sistemas de captação de sementes de mexilhões P. perna: cordas de mexilhões adultos, com e sem tela plástica e coletores manufaturados de sementes dos tipos árvore de natal e aqualoop. Foram analisadas a quantidade, crescimento e peso das sementes encontradas em cada sistema de captação. O experimento teve duração de oito meses. O resultado mostrou que cordas de mexilhões com a tela plástica recrutou o maior número de sementes. O coletor árvore de natal apresentou desempenho superior ao aqualoop. Para a produção artesanal é interessante o uso da tela plástica...

Caracterização morfológica, extração e identificação das proteínas do pé do mexilhão Perna perna responsáveis pela formação do bisso

Panini, Roseane Lucia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 85 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, Florianópolis, 2013.; Não existem colas sintéticas impermeáveis à água e às forças de turbulência das marés como as produzidas pelos mexilhões. Estes mecanismos adesivos de fixação se fazem através de fios, denominados bissos. As primeiras observações bioquímicas relataram que os bissos são formados por proteínas adesivas, colágeno e uma enzima polifenol oxidase. Aplicações propostas para estas proteínas adesivas incluem uma nova geração de adesivos cirúrgicos e ortopédicos, revestimentos de biossensores para fixação de antígenos e anticorpos para imuno diagnósticos e anti-incrustantes. Por sua vez, não existem trabalhos com este enfoque sobre o mexilhão Perna perna, o mais abundante Mitilydae da costa brasileira e de grande importância como recurso alimentar para as famílias locais, uma vez que é extraído como adulto para consumo direto, e como semente para o cultivo em cativeiro. Assim, o objetivo deste trabalho foi descrever a morfologia microscópica do pé do mexilhão P. perna, órgão onde as proteínas adesivas do bisso são sintetizadas e armazenadas...

Aplicação do CO2 para aumento da vida útil de mexilhão Perna perna (L) e Mytillus edulis

Lima, Marieli de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxx, 246 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos, Florianópolis, 2014.; O objetivo geral deste trabalho foi a utilização de diferentes técnicas para aumentar a vida útil do mexilhão cozido e resfriado, envolvendo a aplicação do CO2. Na primeira etapa, foi proposto um processo alternativo para os mexilhões, utilizando um sistema integrado de cozimento e resfriamento à vácuo, comparado ao método de cozimento e resfriamento tradicional, submerso em água, seguido do acondicionamento sob atmosfera modificada contendo 50% de CO2 e 50% de N2. A vida útil do produto foi avaliada através das propriedades físico-químicas e da embalagem, além da contagem microbiológica durante 25 dias a 3 °C. As amostras acondicionadas sob atmosfera modificada e submetidas ao processo alternativo de cozimento apresentaram propriedades físico-químicas inalteradas e contagem microbiana dentro dos padrões permitidos pela legislação para moluscos. A combinação dos dois processos mostrou-se efetivo contra exsudação da água do produto para a embalagem durante o período analisado. Na segunda etapa do trabalho, utilizou-se um aparato experimental para determinação da solubilidade do CO2 em mexilhão. Um planejamento experimental 23 com três pontos centrais foi montado para avaliar a influência da pressão...