Página 1 dos resultados de 21749 itens digitais encontrados em 0.099 segundos

Inserção dos egressos da Escola de Enfermagem da USP no mercado de trabalho: facilidades e dificuldades; Insertion of USP nursing graduates into the job market: facilities and difficulties; Inserción de los egresados de la escuela de enfermería de la USP en el mercado de trabajo: facilidades e dificultades

PÜSCHEL, Vilanice Alves de Araújo; INÁCIO, Mariana Pereira; PUCCI, Patrícia Prici Agustini
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.79%
Com o objetivo de caracterizar os egressos do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, no período de 2000 a 2005, realizou-se um estudo descritivo exploratório, numa abordagem quantitativa. Dos 465 egressos do período pesquisado, 175 (37,6%) responderam ao instrumento de coleta de dados. A inserção no mercado de trabalho se deu majoritariamente em instituições hospitalares privadas, por meio de processo seletivo, no município de São Paulo, na área de assistência. A maioria permaneceu nos primeiros empregos por um a seis meses. A faixa salarial predominante no primeiro emprego variou de US$950.50 a US$1,520.00. No momento da coleta de dados, grande parte dos participantes possuía um vínculo empregatício e estava inserida em instituições hospitalares privadas, com média salarial de US$1,437.50. Os resultados dessa pesquisa evidenciam que houve rápida inserção dos egressos no mercado de trabalho.; This descriptive, quantitative-based exploratory study was carried out between 2000 and 2005 and aimed at characterizing the profile of students who had completed the Nursing Course at the University of Sao Paulo. From the 465 graduates found in the period of the research, 175 (37.6%) provided responses for the data collection instrument. Their insertion in the job market occurred most of all into private hospitals by means of election processes in the city of Sao Paulo. The majority of the subjects remained in their first jobs from one to six months. The wage of the major part of the graduates ranged from US$ 950.50 to US$ 1...

Para onde vamos? A saúde física e mental de ex-empregados do mercado de trabalho formal, do ramo de metalurgia, que se encontram empregados/ocupados na informalidade. Um estudo comparativo entre Brasil e Argentina.

Silva, Maria de Fatima José da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
115.83%
Essa tese se constitui em uma reflexão crítica que contempla o desemprego do mercado de trabalho formal dos trabalhadores brasileiros e argentinos e sua passagem para o emprego/ocupação na informalidade. Além disso, diagnosticamos, por meio de depoimentos, os efeitos da mudança de emprego sobre a saúde física e mental do grupo de trabalhadores que participou deste estudo. Investigamos também a visibilidade e eficácia dos programas públicos de emprego e saúde dos dois países. Desenvolvemos um conjunto de reflexões teóricas versando sobre as mudanças do mercado de trabalho e o novo padrão de desenvolvimento capitalista, e o processo de informalidade e as razões que levam à inserção dos trabalhadores no mercado de trabalho informal e suas conseqüências sociais. Conceituamos saúde, saúde física e mental, promoção da saúde e trabalho para analisar as políticas públicas e suas influências na saúde dos cidadãos. Caracterizamos e analisamos o complexo saúde/trabalho/informalidade/inseguridade social na Argentina e no Brasil. Através de Sondagem, traçamos o perfil de ex-empregados do mercado de trabalho formal que hoje estão empregados/ocupados na informalidade, e verificamos os agravos na saúde física e mental dos trabalhadores. Dentre os resultados alcançados...

Mercado de trabalho e classe trabalhadora em São Paulo e no Rio de Janeiro em 1920; Labor market and working class in São Paulo and Rio de Janeiro in 1920

Cruz, Marcelo Freitas Soares de Moraes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
125.79%
Este estudo contribui para a compreensão da formação dos primeiros núcleos de mercado de trabalho no Brasil, localizados em São Paulo e no Rio de Janeiro. Buscamos enquadrar a formação desses mercados de trabalho nos processos de modernização socioeconômica em movimento nessas cidades entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX. Utilizamos os censos industrial e demográfico de 1920 para remontar a estrutura do emprego, localizar a inserção dos trabalhadores nas diversas formas de produção industrial e avaliar as dimensões tomadas pelo assalariamento nestas formações sociais. Essa análise nos levou à conclusão de que o mercado de trabalho de São Paulo era mais dinâmico que o do Rio de Janeiro no sentido de promover a constituição de relações sociais capitalistas no mundo do trabalho. Por fim, procuramos levantar reflexões sobre as formas de exercício de poder por parte dos trabalhadores a partir das diferentes posições ocupadas no mercado de trabalho.; The present work aims to understand the development of the earliest labor market centers in Brazil, located at São Paulo and Rio de Janeiro. It seeks to frame up the development of such labor markets among the socioeconomic modernization movement in these cities between the latter part of the XIXth century and the earlier decades of the XXth century. For that...

Treinamento para aprendizagem de pessoas com deficiência intelectual no mercado de trabalho na construção civil

Pereira, Percília Melgaço de Morais
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
125.8%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Florianópolis, 2010; O objetivo principal desta pesquisa foi desenvolver um treinamento capaz de fornecer aprendizagem às pessoas com deficiência intelectual, a qual lhes permitisse a inclusão no mercado de trabalho da construção civil. O trabalho buscou por intermédio do Programa Despertando Talentos, composto por três projetos de inclusão social, cuja autoria é da pesquisadora, colocar em prática o Projeto de Inclusão do Deficiente Intelectual no Mercado de Trabalho da Construção Civil. Através do método específico desenvolvido e com base no processo de ensinoaprendizagem compartilhado com os alunos, foi possível trabalhar com técnicas de projeção de imagens e de demonstrações práticas, o que proporcionou compreensão e segurança aos alunos com déficit intelectual, além de proporcionar-lhes um melhor desempenho nos trabalhos. Durante o processo de avaliação do treinamento, observou-se que o deficiente intelectual é capaz de aprender a aprender e que sua postura é de cidadão, sendo constatado que esse comportamento facilitou a inclusão no mercado de trabalho. Observou-se que alguns alunos ingressaram na construção civil como servente ou estão desempenhando serviço autônomo...

Mulheres no mercado de trabalho: observação do gênero feminino nas organizações

Mello, Gabriela de Assis
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
115.84%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; Muitos estudiosos dizem que tudo se iniciou com a I e a II Guerras Mundiais, esse foi o período em que as mulheres começaram a se inserir no mercado de trabalho, pelo fato de faltar homens para trabalhar, já que muitos estavam na guerra. Desde então a mulher conquista cada vez mais o mercado de trabalho. Apesar dessas muitas conquistas, a partir de dados estatísticos, constata-se que ainda há uma grande diferença no mercado de trabalho quando se compara os gêneros, como diferenças salariais, dificuldades maiores para promoções dentro da empresa, a dupla jornada feminina, entre outros. Outra dificuldade encontrada é o modelo de liderança enraizado da nossa cultura patriarcal, o que muitas vezes leva a ocorrer a não valorização das características relacionadas ao feminino, o que prejudica as mulheres pois essa encontra barreiras para assumir cargos de alto escalão, e prejudica também as organizações pois é muito bom obter o equilíbrio entre as características do feminino e do masculino juntos, como se verá ao longo desse trabalho. Sendo assim, o questionamento do trabalho é: como se observa a relação de gêneros no trabalho nas indústrias de grande porte...

O mercado formal de trabalho catarinense frente às mudanças na economia e no mercado de trabalho brasileiro na década de 1990

Pillatti, Claudia Teresa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 79 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.85%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O presente trabalho analisa o comportamento do mercado formal de trabalho de Santa Catarina frente às mudanças na economia e no mercado de trabalho ocorridas no Brasil a partir do início da década de 1990. A metodologia utilizada foi a bibliográfica, para identificar e analisar as mudanças na economia mundial e as transformações no mercado de trabalho mundial a partir de 1970, bem como as mudanças na economia e no mercado de trabalho brasileiro na década no mesmo período. Para a análise empírica utilizou-se a base de microdados do Registro Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho (MTE). Verificou-se que, partir de 1970, a economia mundial e o sistema capitalista entram em uma nova ordem. Frente ao desaquecimento das economias, ao enfraquecimento das políticas Keynesianas, à introdução do novo paradigma tecnológico, às mudanças no modo de produção e ao acirramento da concorrência ocorreu na reestruturação produtiva com impactos sobre o mercado de trabalho. No Brasil essas mudanças econômicas se intensificam a partir de 1990, com a abertura comercial e financeira, a desregulamentação de mercados e o ajuste fiscal...

O mercado de trabalho e a realidade econômica brasileira: um estudo de caso da atividade econômica da comunidade do loteamento Jardim Zanellato em São José

Pereira, Janaina Coutinho
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 77 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.82%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; Atualmente o desemprego é considerado um dos principais problemas enfrentados pelos trabalhadores brasileiros. O mercado de trabalho apresenta-se cada vez mais seletivo, com um grande número de trabalhadores inseridos no mercado informal. Os impactos da globalização no processo histórico brasileiro, principalmente a partir dos anos 90, retratam o grande paradoxo do aumento significativo da produtividade de qualidade e de capacidade produtiva, contra uma forte redução no número de empregos, onde o alto nível de competição, a rotatividade da mão-de-obra e o aumento da insegurança da renda, são aspectos do mercado de trabalho do século XXI. Considerando as exigências no processo produtivo e no perfil do trabalhador, que enfrenta competição por qualificação, especialização e inovação, foi realizada uma pesquisa de estudo de caso com noventa e sete famílias de uma pequena comunidade localizada em São José, no loteamento Jardim Zanellato, analisando sua situação econômica e o mercado de trabalho que ocupam. Foi constatada uma população de baixa renda que ocupa em sua grande maioria o mercado de trabalho informal...

A ECONOMIA DA CULTURA E O MERCADO DE TRABALHO NO SETOR CULTURAL EM SANTA CATARINA

Peled, Rayana de Azevedo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 87 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.79%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; A cultura ocupa cada vez mais espaço dentro das discussões contemporâneas das instituições internacionais e dos formuladores de políticas públicas, bem como pelos responsáveis pela sua produção e disseminação na suas mais diversas formas e áreas. Além de mostrar um panorama da construção do conceito de Economia da Cultura ao longo das últimas décadas de sua existência, o presente trabalho buscou fazer um mapeamento das atividades ligadas à economia da cultura em Santa Catarina, através da análise do mercado de trabalho formal neste setor. O estudo analisou as modificações estruturais sobre o mercado de trabalho catarinense deste setor que, assim como se verifica em âmbito global, é marcado por uma informalidade histórica. A pesquisa se baseou quantitativamente nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), disponibilizados pelo Ministério do Trabalho e Emprego e numa análise qualitativa de tais dados com base em pesquisa bibliográfica sobre o tema. Observou-se, de maneira cada vez mais nítida, o processo de inserção da mulher no mercado formal de trabalho da área cultural o que reforça a tendência dos últimos anos de maior feminilização do trabalho. Também cresceu a participação dos trabalhadores com maior qualificação e menores salários. Com relação à idade dos ocupados...

Mudanças estruturais e mobilidade ocupacional no mercado de trabalho metropolitano no peródo 1982-2002.

Vaz, Fábio Monteiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.84%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2006.; A dissertação analisa a evolução do mercado de trabalho metropolitano no período 1982-2002 a partir da perspectiva teórica da segmentação. Supondo que os limites da segmentação no mercado de trabalho se ajustam próximos da linha que divide as ocupações em formais e informais, procura-se avaliar o impacto das mudanças estruturais dos anos 90 sobre o destino do trabalhador no mercado de trabalho e identificar quais os grupos de trabalhadores foram mais prejudicados nesse processo. A hipótese é de que a diminuição do emprego formal na indústria de transformação e o processo de informalização das relações de trabalho que se verificou em todos os setores nos anos 90 contribuíram para a intensificação da segmentação no mercado de trabalho, uma vez que aumentaram as barreiras à transição para o emprego formal e a probabilidade de permanência no setor informal. Além disso, pelo fato dos contornos da segmentação serem mais fracos entre setores de atividade, os trabalhadores mais prejudicados nesse processo não foram aqueles desligados da indústria durante o processo de reestruturação produtiva – que muito provavelmente conseguiram manter sua posição na ocupação no novo setor de inserção –...

A Relação formação profissional / Mercado de Trabalho: percepção dos assistentes sociais não-inseridos no mercado de trabalho do Serviço Social em Natal/RN

Cordeiro, Ana Paula de Moura
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
125.86%
The study is about the non-insertion of the Social Assistant in the work market of Natal/RN, emphasizing the perception those Social Assistants have about this problem. We try to analyze the relation that those workers figure out about their non-insertion in the work market and their professional formation. The problem is related to the present unemployment rates in our society, which results of the changes that have affected the world of work as a whole in the wake of the Productive Restructuring and State Reformation supported by the neo-liberalism ideological system. We realize that these factors have deeply affected the configurations of the work market in general; especially those related to professions whose challenges multiply obstacles not only to the insertion of new workers, but to their staying in their job. We note that the reality of the work market has been built up on the decrease of the work force opportunities and the increase of the selectivity criteria to insertion of new workers. In consequence, unemployment rates increase everywhere, regardless of place, profession or education level of the workers. Work and management changes have brought about new challenges to professional formation. The presence of neo-liberalism productive and market logic demands a more adequate professional formation to work market from their candidates to a job. Due to the numberless difficulties workers face nowadays to enter the world of work...

O DISTRITO AGROINDUSTRIAL DE ANÁPOLIS DAIA: MERCADO DE TRABALHO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL; THE DISTRICT OF AGRO ANÁPOLIS - DAIA: MARKET WORK AND TRAINING

RIBEIRO, Iraciara Aparecida Roque de Araújo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Geografia; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Geografia; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
125.82%
The changes into the productive structure of the industries were significant in the 1990s. The new technologies, such as work tools, provoked impacts in the socioeconomic structure of the country. With the introduction of new processes and tools, new educational diversified requisites have been demanded for the worker. The worker feels the consequences of this demand and searches for a continuing education in order to fulfill the industrial market. Since the world of the work is a broad subject, it brings up to discussion some variables such as (unemployment, informal sector of the economy, homing, education, high tax of urbanization, and others). Therefore, it was necessary to review the bibliography carried out on industrial city, industrial labor market and professional thematic education discussed in this inquiry. The research, itself, was done from these documental and statistical resources. These subsidies contributed to the empirical investigation of the DAIA. At a first moment, the city of Anápolis is presented as well as its industrialization process; mainly with the introduction of the DAIA (Distrito Agroindústria de Anápolis Agro Industry District of Anápolis), which induced straight changes or indirectly interfered in the dynamic of the population of the city. To confirm such a consideration...

Tendências do mercado de trabalho de enfermeiros/as

Oliveira, Jonas Sâmi Albuquerque de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 303 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
125.87%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2015.; Pesquisa com o objetivo de caracterizar o mercado de trabalho de enfermeiro/as do Estado do Rio Grande do Norte/Brasil, relacionando o número de egressos dos cursos de graduação com o contingente de postos de trabalho disponíveis no estado nos últimos cinco anos e identificando as principais tendências. Foi desenvolvida uma pesquisa de métodos mistos, articulando abordagem quantitativa e qualitativa. A abordagem quantitativa foi do tipo exploratória e descritiva, descrevendo: os números de enfermeiros/as formados e de inscritos no Conselho de classe; e a quantidade e características dos postos de trabalho no Estado. A abordagem qualitativa consistiu na utilização de dados coletados em entrevistas realizadas com informantes-chave. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Estadual de Santa Catarina, com o parecer nº 902.344/2014. Os resultados estão apresentados em forma de quatro manuscritos. Manuscrito 1: Mercado de trabalho dos enfermeiros/as: o que diz a literatura. Este estudo permitiu identificar o que diz a literatura nacional e internacional...

A participação de pessoas idosas no mercado de trabalho do setor de turismo do Distrito Federal : possibilidades e limites

Lima, Elmar Rodrigues de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
125.75%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, Programa de Mestrado Profissional, 2014.; A dissertação versa sobre a participação dos idosos-idosas no mercado de trabalho no setor de turismo no Distrito Federal possibilidades e limites. Considerando que as pessoas idosas estão atuantes na sociedade, sendo condição de todos os seres vivos, pretendemos fazer uma reflexão sobre a questão do trabalho dos idosos/as e sua atuação em tarefas, em especial pensar nas questões de contribuição e aumento de renda, muito particulares aos idosos-idosas. Esta dissertação faz parte da pesquisa desenvolvida no âmbito do mestrado profissional em Turismo no CET da Universidade de Brasília e insere-se na linha de pesquisa Cultura e Sustentabilidade em Turismo. O objetivo geral deste trabalho é analisar a inserção do idoso/idosa no setor de Turismo. O contexto do tema escolhido é caracterizado por espaço e tempo envolvendo um estudo do Idoso, do Trabalho, no setor de Turismo. Utilizamos o método quanti-qualitativo e análise das categorias idoso, trabalho, turismo e gênero. O Estatuto do Idoso e a Política Nacional do Idoso definem como população idosa, aquela de sessenta (60 anos ou mais). Essa definição resulta numa heterogeneidade do segmento considerado idoso/idosa. Apresentaremos o perfil da população idosa...

As pessoas com deficiência no mercado de trabalho: expressão das desigualdades sociais

Severino, Maria do Perpétuo Socorro Rocha Sousa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
115.84%
This work was developed in the extent of the Post Graduation Program in Social Service of the Federal University of Rio Grande do Norte. It talks about the process of inclusion of the disabled people in the Job market in Mossoró-RN, bringing for the academic debate relevant thematic for the Brazilian society, for the profession of Social Service and similar areas and for the people with deficiency. It has the objective to apprehend the determiners that make possible the process of the disabled people's inclusion in the Job market in Mossoró, having as parameter the National Politics for the Integration of People Bearers of Deficiency. The critical theoretical perspective is backed in Marx's ideas for the understanding concerning the work, as well as in Pochamann, concerning the job market, regarding the exclusion/inclusion category is based in Martins, Yasbek and Sposati and on deficiency in the National Politics for the Integration of the Disabled People. The research is of qualitative nature and it took as subjects 26 (twenty-six) people, being 09 (nine) people with deficiency, inserted in the formal job and regulated market, and 17 (seventeen) managers of private companies and public institutions of the city of Mossoró-RN. For the collection of data we used techniques of nonsystemic observation...

Um retrato de duas décadas do mercado de trabalho brasileiro utilizando a Pnad

Ulyssea, Gabriel; Barbosa, Ana Luiza Neves de Holanda
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
PT-BR
Relevância na Pesquisa
125.8%
Oferece um panorama do mercado de trabalho brasileiro nas duas últimas décadas a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Analisa‐se a evolução, entre 1992 e 2012, dos principais indicadores do mercado de trabalho brasileiro, tais como taxa de desemprego, participação, ocupação e informalidade. A análise é feita tanto para o Brasil como um todo quanto para os recortes por regiões, gênero e idade. Em seguida analisamos mais detidamente a evolução dos rendimentos do trabalho, sua distribuição entre os ocupados e as diferenças salariais entre homens e mulheres, brancos, negros e pardos, e entre trabalhadores formais e informais. A Seção 2 apresenta a análise dos principais indicadores do mercado de trabalho nos últimos 20 anos, enquanto que a Seção 3 analisa apenas os rendimentos do trabalho, sua evolução, distribuição e diferenciais. A Seção 4 analisa as três questões colocadas acima e a Seção 5 conclui.; 30 p. : il.

Mercado de Trabalho: Conjuntura e Análise: n. 13, jun. 2000

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea); Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise
PT-BR
Relevância na Pesquisa
115.83%
O boletim Mercado de trabalho: conjuntura e análise tem periodicidade semestral e traz uma análise conjuntural do Mercado de trabalho, acompanhada de indicadores e seções temáticas que abordam tanto considerações mais técnicas como questões de cunho político-institucional.; n. 13, ca. 30 p.; parte 1: Apresentação, arquivo pdf; parte 2: Diferentes, sim, desiguais, não! a difícil construção da igualdade, arquivo pdf; parte 3: Discriminação racial no mercado de trabalho e o quesito cor, arquivo pdf; parte 4: Discriminação no ambiente de trabalho, arquivo pdf; parte 5: Xerox do Brasil: uma empresa sem preconceito, arquivo pdf; parte 6: Programa Brasil, gênero e raça: superando a discriminação no trabalho, arquivo pdf; parte 7: Análise do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 8: Nota técnica: A natureza da inserção feminina e dos diferenciais por gênero no mercado de trabalho da região metropolitana de São Paulo, arquivo pdf; parte 9: Nota técnica: Discriminação de gênero e raça no mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 10: Nota técnica: A experiência do reino unido no fortalecimento das políticas ativas de emprego , arquivo pdf

Mercado de Trabalho: Conjuntura e Análise: n. 18, fev. 2002

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea); Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise
PT-BR
Relevância na Pesquisa
115.85%
O boletim Mercado de trabalho: conjuntura e análise tem periodicidade semestral e traz uma análise conjuntural do Mercado de trabalho, acompanhada de indicadores e seções temáticas que abordam tanto considerações mais técnicas como questões de cunho político-institucional.; n. 18, ca. 30 p.; parte 1: A proposta de criação do observatório nacional do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 2: Comentários sobre a proposta de observatório nacional do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 3: Observatório Nacional do Mercado de Trabalho: mais interação e mais debate, arquivo pdf; parte 4: Observatório Nacional do Mercado de Trabalho: visão patronal rural, arquivo pdf; parte 5: Parecer sobre a proposta de constituição de um bservatório nacional do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 6: Análise do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 7: Nota Técnica: A constituição do observatório nacional do mercado de trabalho - experiências nacionais e internacionais e perspectivas para o Brasil e o mercosul, arquivo pdf; parte 8: Nota Técnica: Focalização, sustentabilidade e marco legal: uma revisão da literatura de microfinanças, arquivo pdf; parte 9: Anexo estatístico, arquivo pdf

Mercado de Trabalho: Conjuntura e Análise: n. 16, jun. 2001

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea); Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise
PT-BR
Relevância na Pesquisa
115.83%
O boletim Mercado de trabalho: conjuntura e análise tem periodicidade semestral e traz uma análise conjuntural do Mercado de trabalho, acompanhada de indicadores e seções temáticas que abordam tanto considerações mais técnicas como questões de cunho político-institucional.; n. 16, ca. 30 p.; parte 1: Apresentação, arquivo pdf; parte 2: A globalização, o mercado de trabalho e os interesses nacionais, arquivo pdf; parte 3: A globalização pede reforma do trabalho por medida provisória, arquivo pdf; parte 4: Globalização e mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 5: Análise do mercado de trabalho, arquivo pdf; parte 6: Nota técnica: A abertura comercial e o mercado de trabalho no Brasil, arquivo pdf; parte 7: Nota técnica: O impacto do comércio internacional e da tecnologia na estrutura do emprego no Brasil, arquivo pdf; parte 8: Nota técnica: Regulamentação do mercado de trabalho: a experiência internacional e perspectivas para o Brasil, arquivo pdf; parte 9: Suplemento, arquivo pdf; parte 10: Anexo estatístico, arquivo xls

O idoso brasileiro no mercado de trabalho; Texto para Discussão (TD) 830: O idoso brasileiro no mercado de trabalho; The Brazilian elderly in the labor market

Camarano, Ana Amélia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
115.84%
Este trabalho tem por objetivo analisar a participação do idoso brasileiro nas atividades econômicas entre 1978 e 1998. A análise proposta diferencia-se das análises tradicionais de mercado de trabalho. A preocupação central não é com a pressão que o idoso possa fazer no mercado de trabalho, mas a de analisar a sua participação como um indicador de sua dependência. Além disso, outro ponto considerado aqui diz respeito à importante contribuição que os idosos aportam à renda familiar. Finalmente, não se pode deixar de salientar que o envelhecimento populacional experimentado pela população brasileira já está afetando a composição etária da População Economicamente Ativa (PEA). A participação do idoso no mercado de trabalho sofreu poucas variações no período considerado, não mostrando uma resposta expressiva ao aumento da participação de aposentados. Entre as variáveis consideradas que poderiam influir nessa participação, idade e educação mostraram ter um peso expressivo, apresentando a idade um efeito negativo e a educação, positivo. Acredita-se que essas duas variáveis refletem condições de saúde que, na verdade, devem ser um dos determinantes mais importantes da oferta da força de trabalho idosa. A participação do idoso brasileiro no mercado de trabalho é alta...

A carteira de trabalho no mercado de trabalho metropolitano brasileiro

Pero, Valéria Lucia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
115.84%
Este artigo analisa o papel das relações formais e informais de trabalho sobre o funcionamento do mercado de trabalho metropolitano brasileiro ao longo da década de 80, com especial atenção na avaliação do grau de segmentação desse mercado. Tal objetivo é atingido analisando-se como os três indicadores - diferencial salarial entre empregados com e sem carteira de trabalho assinada, grau de informalidade, isto é, a proporção de empregados contratados informalmente, e taxa de desemprego - variam ao longo dos anos 80, entre as regiões metropolitanas, por nível educacional e faixa etária. Com a análise desses três índices ao longo da década de 80, buscamos evidências de que o emprego informal atua como um "colchão" em períodos de retração econômica, além de verificarmos as grupos de trabalhadores mais atingidos pela queda do nível de atividade. Na análise regional, verificamos como o hiato salarial e o grau de formalização se correlacionam com o intuito de testar uma explicação dual para o mercado de trabalho. No estudo das variações desses indicadores por qualificação (educação e idade) dos trabalhadores, verificaremos se a carteira de trabalho tende a proteger prioritariamente os trabalhadores menos qualificados...