Página 1 dos resultados de 234 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Caracterização espectral de áreas de gramíneas forrageiras infectadas com a doença mela-das-sementes da braquiária por meio de imagens CCD/CBERS-2

Rosatti, José C.; Silva, Erivaldo Antonio da; Silva, Helio Ricardo; Kruppa, Pedro C.
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA) Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 813-822
POR
Relevância na Pesquisa
27.65%
Imagens CCD/CBERS-2, nas bandas espectrais CCD2, CCD3 e CCD4, dos anos de 2004 e 2005, de Mirante do Paranapanema - SP, foram transformadas em reflectância de superfície usando o modelo 5S de correção atmosférica e normalizadas radiometricamente. O objetivo principal foi caracterizar espectralmente áreas de pastagens de Brachiaria brizantha em fase de florescimento, isentas e infectadas com a doença mela-das-sementes da braquiária, possibilitando a sua detecção por meio da comparação entre os valores de reflectância de superfície denominada de Fator de Reflectância Bidirecional de Superfície (FRBS). Teve-se, também, o objetivo de avaliar a eficácia das imagens CCD/CBERS-2 para a obtenção de respostas espectrais de pastagens. Os dosséis sadios e doentes da Brachiaria brizantha foram identificados por meio da análise dos valores de reflectância e dos dados observados no Índice de Estresse Hídrico Acumulativo Relativo da Cultura (ACWSI) obtidos na área de estudo. Os resultados indicaram que as principais diferenças foram a diminuição da reflectância na banda CCD3 e o aumento da reflectância na banda CCD4 nas áreas doentes. A metodologia empregada com o uso de dados do sensor CCD/CBERS-2, associados ao ACWSI...

Severidade da mela da soja causada por Rhizoctonia solani AG-1 IA em função de doses de potássio

Basseto, Marco Antonio; Ceresini, Paulo Cezar; Valério Filho, Walter Veriano
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 56-62
POR
Relevância na Pesquisa
27.65%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); O fungo Rhizoctonia solani pertencente ao grupo de anastomose 1 IA (AG-1 IA) é um dos patógenos mais importantes afetando a cultura da soja no Brasil. Este fungo causa queima da folha e/ou mela em soja, para a qual medidas de manejo cultural são consideradas alternativas importantes para controle antes do estabelecimento da doença. Há evidências de que a adubação potássica diminui substancialmente a severidade dos sintomas de várias doenças da soja como a queima foliar (Cercospora kikuchii), a seca da haste e da vagem (Phomopsis phaseoli var. sojae) e o cancro da haste (Diaporthe phaseolorum f. sp. meridionalis). Apesar das evidências do efeito do potássio no controle de várias doenças da soja, não há informação na literatura sobre o efeito desse nutriente no controle da mela. A hipótese testada foi que a mela da soja pode ser controlada através de incrementos na adubação potássica. de maneira geral, concluiu-se que, sob condições de casa de vegetação, o incremento de K no solo não resultou no controle da mela da soja. É necessário, entretanto, confirmar esta observação conduzindo-se experimentos sob condições de campo, podendo-se incluir a avaliação do efeito da doença sob aspectos da produção.; The fungus Rhizoctonia solani...

Estratégias para o manejo integrado da mela do feijoeiro causada por Thanatephorus cucumeris; Integrated management of bean web blight caused by Thanatephorus cucumeris

Costa, Gesimária Ribeiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
27.89%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, 2007.; Entre as principais doenças do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), destaca-se a mela, causada pelo fungo Thanatephorus cucumeris (Frank) Donk (anamorfo: Rhizoctonia solani Kühn). Esta enfermidade é especialmente importante no plantio das águas e em determinadas regiões geográficas, porém é pouco estudada. Além disso, embora ocorra resistência genética em membros da família Fabaceae, as cultivares comerciais de feijoeiro não mostram resistência satisfatória à doença. Assim, o controle é hoje baseado no tratamento de sementes e aplicação de fungicidas durante o plantio. Este trabalho objetivou estudar a epidemiologia da doença em campo e a eficiência de medidas de controle em uma estratégia integrada de manejo. Os experimentos foram executados no campo durante as águas e repetidos nas safras de 2004/2005, 2005/2006 e 2006/2007 e eventualmente em casa de vegetação. Os resultados foram analisados separadamente e em conjunto. Os delineamentos experimentais foram em blocos ao acaso, com quatro repetições. Os resultados são apresentados em seis capítulos e um anexo. Após uma revisão do estado-da-arte sobre o assunto (Introdução)...

Severidade da mela da soja causada por Rhizoctonia solani AG-1 IA em função de doses de potássio

Basseto,Marco Antonio; Ceresini,Paulo Cezar; Valério Filho,Walter Veriano
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.65%
O fungo Rhizoctonia solani pertencente ao grupo de anastomose 1 IA (AG-1 IA) é um dos patógenos mais importantes afetando a cultura da soja no Brasil. Este fungo causa queima da folha e/ou mela em soja, para a qual medidas de manejo cultural são consideradas alternativas importantes para controle antes do estabelecimento da doença. Há evidências de que a adubação potássica diminui substancialmente a severidade dos sintomas de várias doenças da soja como a queima foliar (Cercospora kikuchii), a seca da haste e da vagem (Phomopsis phaseoli var. sojae) e o cancro da haste (Diaporthe phaseolorum f. sp. meridionalis). Apesar das evidências do efeito do potássio no controle de várias doenças da soja, não há informação na literatura sobre o efeito desse nutriente no controle da mela. A hipótese testada foi que a mela da soja pode ser controlada através de incrementos na adubação potássica. De maneira geral, concluiu-se que, sob condições de casa de vegetação, o incremento de K no solo não resultou no controle da mela da soja. É necessário, entretanto, confirmar esta observação conduzindo-se experimentos sob condições de campo, podendo-se incluir a avaliação do efeito da doença sob aspectos da produção.

Progresso e controle da mela-das-sementes (Claviceps maximensis) de Brachiaria brizantha

Marchi,Carlos Eduardo; Fernandes,Celso Dornelas; Anache,Fábio Coutinho; Fabris,Larissa Rodrigues
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.85%
Verificou-se a eficiência de uma ou duas aplicações de Piraclostrobin + Epoxiconazole, Mancozeb, Triadimenol, Azoxistrobin + Ciproconazole, Trifloxistrobin + Ciproconazole ou Tebuconazole no controle da mela-das-sementes de Brachiaria brizantha cvs. Marandu e Xaraés, durante a safra 2004-05. Também foram avaliados os indutores de resistência Acibenzolar-S-Metil e Silicato de Potássio (via aérea ou solo). Triadimenol, com uma ou duas aplicações, Piraclostrobin + Epoxiconazole, Azoxistrobin + Ciproconazole, Trifloxistrobin + Ciproconazole ou Tebuconazole, com duas aplicações, foram promissores no controle da mela-das-sementes do capim-marandu. Já para a cv. Xaraés, melhor controle foi alcançado com o Piraclostrobin + Epoxiconazole, independente do número de aplicações, Triadimenol, Trifloxistrobin + Ciproconazole ou Tebuconazole, com duas aplicações. Não houve correlação entre os dados de produção de sementes puras e a intensidade da mela. Com relação ao progresso da mela-das-sementes de B. brizantha cvs. Marandu e Xaraés, constatou-se que a doença manifestou-se em períodos frios associados à umidade relativa alta. Na cv. Marandu a doença ocorreu na fase final da cultura, enquanto que na cv. Xaraés, a mela foi detectada na fase de intenso florescimento. Foram constatados aumentos na intensidade da doença em ambas as cultivares. A mela-das-sementes ocorreu em 64% das panículas da cv. Marandu e em 81% das panículas da cv. Xaraés; cerca de 20% e 18% das flores/sementes...

Characterization of the melA Locus for α-Galactosidase in Lactobacillus plantarum

Silvestroni, Aurelio; Connes, Cristelle; Sesma, Fernando; Savoy de Giori, Graciela; Piard, Jean-Christophe
Fonte: American Society for Microbiology Publicador: American Society for Microbiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2002 EN
Relevância na Pesquisa
27.85%
Alpha-galactosides are abundant sugars in legumes such as soy. Because of the lack of α-galactosidase (α-Gal) in the digestive tract, humans are unable to digest these sugars, which consequently induce flatulence. To develop the consumption of the otherwise highly nutritional soy products, the use of exogenous α-Gal is promising. In this framework, we characterized the melA gene for α-Gal in Lactobacillus plantarum. The melA gene encodes a cytoplasmic 84-kDa protein whose enzymatically active form occurs as oligomers. The melA gene was cloned and expressed in Escherichia coli, yielding an active α-Gal. We show that melA is transcribed from its own promoter, yielding a monocistronic mRNA, and that it is regulated at the transcriptional level, i.e., it is induced by melibiose but is not totally repressed by glucose. Posttranscriptional regulation by the carbon source could also occur. Upstream of melA, a putative galactoside transporter, designated RafP, was identified that shows high homology to LacS, the unique transporter for both α- and β-galactosides in Streptococcus thermophilus. rafP is also expressed as a monocistronic mRNA. Downstream of melA, the lacL and lacM genes were identified that encode a heterodimeric β-galactosidase. A putative galM gene identified in the same cluster suggests the presence of a galactose operon. These results indicate that the genes involved in galactoside catabolism are clustered in L. plantarum ATCC 8014. This first genetic characterization of melA and of its putative associated transporter...

Homogentisic acid is the product of MelA, which mediates melanogenesis in the marine bacterium Shewanella colwelliana D.

Coon, S L; Kotob, S; Jarvis, B B; Wang, S; Fuqua, W C; Weiner, R M
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /08/1994 EN
Relevância na Pesquisa
27.65%
Shewanella colwelliana D is a marine procaryote which produces a diffusible brown pigment that correlates with melA gene expression. Previously, melA had been cloned, sequenced, and expressed in Escherichia coli; however, the reaction product of MelA had not been identified. This report identifies that product as homogentisic acid, provides evidence that the pigment is homogentisic acid-melanin (pyomelanin), and suggests that MelA is p-hydroxyphenylpyruvate hydroxylase. This is the first report of pyomelanin in an obligate marine bacterium.

Nucleotide sequence of the melA gene, coding for alpha-galactosidase in Escherichia coli K-12.

Liljeström, P L; Liljeström, P
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 11/03/1987 EN
Relevância na Pesquisa
27.73%
Melibiose uptake and hydrolysis in E.coli is performed by the MelB and MelA proteins, respectively. We report the cloning and sequencing of the melA gene. The nucleotide sequence data showed that melA codes for a 450 amino acid long protein with a molecular weight of 50.6 kd. The sequence data also supported the assumption that the mel locus forms an operon with melA in proximal position. A comparison of MelA with alpha-galactosidase proteins from yeast and human origin showed that these proteins have only limited homology, the yeast and human proteins being more related. However, regions common to all three proteins were found indicating sequences that might comprise the active site of alpha-galactosidase.

Managing the Earth’s Biggest Mass Gathering Event and WASH Conditions: Maha Kumbh Mela (India)

Baranwal, Annu; Anand, Ankit; Singh, Ravikant; Deka, Mridul; Paul, Abhishek; Borgohain, Sunny; Roy, Nobhojit
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 13/04/2015 EN
Relevância na Pesquisa
27.8%
Background: Mass gatherings including a large number of people makes the planning and management of the event a difficult task. Kumbh Mela is one such, internationally famous religious mass gathering. It creates the substantial challenge of creating a temporary city in which millions of people can stay for a defined period of time. The arrangements need to allow this very large number of people to reside with proper human waste disposal, medical services, adequate supplies of food and clean water, transportation etc. Methods: We report a case study of Maha Kumbh, 2013 which focuses on the management and planning that went into the preparation of Kumbh Mela and understanding its water, sanitation and hygiene conditions. It was an observational cross-sectional study, the field work was done for 13 days, from 21 January to 2 February 2013. Results: Our findings suggest that the Mela committee and all other agencies involved in Mela management proved to be successful in supervising the event and making it convenient, efficient and safe. Health care services and water sanitation and hygiene conditions were found to be satisfactory. BhuleBhatke Kendra (Center for helping people who got separated from their families) had the major task of finding missing people and helping them to meet their families. Some of the shortfalls identified were that drainage was a major problem and some fire incidents were reported. Therefore...

Progresso e controle da mela-das-sementes (Claviceps maximensis) de Brachiaria brizantha.

MARCHI, C. E.; FERNANDES, C. D.; ANACHE, F. C.; FABRIS, L. R.
Fonte: Summa Phytopathologica, Botucatu, v. 34, n. 3; p. 241-247, July/Sept. 2008. Publicador: Summa Phytopathologica, Botucatu, v. 34, n. 3; p. 241-247, July/Sept. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.89%
Verificou- se a eficiência de uma ou duas aplicações de Pi raclostrobin + Epoxiconazole, Mancozeb, Triadimenol, Azoxistrobin + Ciproconazole, Trifloxistrobin + Ciproconazole ou Tebuconazole no controle da mela-das-sementes de Brachiaria brizantha cvs. Marandu e Xaraés, durante a safra 2004-05. Também foram avaliados os indutores de resistência Acibenzolar-S-Metil e Silicato de Potássio (via aérea ou solo). Triadimenol, com uma ou duas aplicações, Piraclostrobin + Epoxiconazole, Azoxistrobin + Ciproconazole, Trifloxistrobin + Ciproconazole ou Tebuconazole, com duas aplicações, foram promissores no controle da mela-das-sementes do capim-marandu. Já para a cv. Xaraés, melhor controle foi alcançado com o Piraclostrobin + Epoxiconazole, independente do número de aplicações, Triadimenol, Trif loxi strobin + Ciproconazole ou Tebuconazole, com duas aplicações. Não houve correlação entre os dados de produção de sementes puras e a intensidade da mela. Com relação ao progresso da mela-das-sementes de B. bri zantha cvs. Marandu e Xaraés, constatou-se que a doença manifestou-se em períodos frios associados à umidade relativa alta. Na cv. Marandu a doença ocorreu na fase final da cultura, enquanto que na cv. Xaraés...

Extratos de plantas e microrganismos para o controle da mela do feijoeiro (Rhizoctonia solani) em casa de vegetação.

MINOSSO, S. C. C.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; SILVA, D. S. G. da; NOGUEIRA, A. E.; SANTANA, L. S.; ALMEIDA, U. O.; SILVA, C. M.; RODRIGUES, M. M.; ANTUNES JÚNIOR, H.; MATOS, S. I.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 44., 2011, Bento Gonçalves. Anais... Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 44., 2011, Bento Gonçalves. Anais... Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes extratos no controle a mela.; 2011

Efeito de extratos de plantas no controle da mela do feijoeiro (Rhizoctonia solani) em campo.

VIEIRA JUNIOR, J. R.; MINOSSO, S. C. C.; FERNANDES, C. de F.; SILVA, D. S. G. da; ALMEIDA, U. O.; SANTANA, L. S.; SILVA, C. M.; RODRIGUES, M. M.; ANTUNES JÚNIOR, H.; NOGUEIRA, A. E.; MATOS, S.I.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 44., 2011, Bento Gonçalves. Anais... Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 44., 2011, Bento Gonçalves. Anais... Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes extratos no controle a mela. Para tanto, obteve-se extratos aquosos a partir da proporção planta/água (1g/10ml) dos seguintes materiais: extrato da folha de pimenta, extrato da folha do pinhão manso, extrato da folha de Jamelão, extrato da folha de urtiga.; 2011

Efeito do inóculo, período de molhamento foliar e do estádio fenológico do feijão-caupi no desenvolvimento da mela.

NECHET, K. de L.; HALFELD-VIEIRA, B. A.
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, n. 2, p. 104-109, 2011. Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, n. 2, p. 104-109, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.52%
RESUMO A mela, causada pelo fungo Thanatephorus cucumeris (anamorfo Rhizoctonia solani grupo de anastomose 1 IA) é uma das principais doenças do feijão-caupi (Vigna unguiculata) na região norte. Não há estudos sobre o efeito de parâmetros epidemiológicos no desenvolvimento da doença em condições controladas. Os objetivos deste trabalho foram definir efeito do tipo e da concentração de inóculo de R. solani, do(s) estádio(s) do feijão-caupi suscetível(is) e do período de molhamento foliar na severidade da doença em casa-de-vegetação. No primeiro experimento testou-se o efeito do tipo de inóculo [fragmentos de micélio (fgm) ou microescleródios]; no segundo experimento testou-se as concentrações de 0,103,104,105 e 106 fgm.mL-1; no terceiro experimento as plantas foram submetidas aos períodos de 0, 6, 12, 24 e 48 horas de câmara úmida após a inoculação e no quarto experimento inoculou-se plantas nos estádios de folhas primárias, folhas trifoliadas, de floração e de enchimento de vagens. Observou-se que, para desenvolvimento de alta severidade da mela do feijão-caupi as plantas devem ser inoculadas no estádio de flores abertas na concentração de 106 fgm.mL-1 e submetidas a seis horas de molhamento foliar. Estes parâmetros podem ser utilizados para definição de uma metodologia de inoculação de R. solani em feijão-caupi em condições controladas. ABSTRACT Effect of inoculum...

Controle alternativo da mela do feijoeiro comum (Thanatephorus cucumeris) com extratos de plantas.

MINOSSO, S. C. C.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.
Fonte: Revista Pesquisa e Criação, Porto Velho, n. 10, Suplemento especial, p. 382-387, 2011. Edição dos anais do 20. Seminário Final de Iniciação Científica. Publicador: Revista Pesquisa e Criação, Porto Velho, n. 10, Suplemento especial, p. 382-387, 2011. Edição dos anais do 20. Seminário Final de Iniciação Científica.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes extratos no controle a mela. Para tanto, obteve-se extratos de folhas a partir da proporção planta/água (1g/10mL) dos seguintes materiais: pimenta, pinhão manso, Jamelão, urtiga, banana doente, babaçu além de extratos de microrganismos (E.M.) e de palha de café curtida (10g/100 mL) e, como controle: água, neem comercial (1%), azoxistrobina (0,6 g/L). Estes extratos foram pulverizados sobre plantas de feijoeiro com 10 dias após a emergência. No dia seguinte foi pulverizada suspensão de micélio de R. solani Kuhn (1x105 fragmentos mL-1). O delineamento experimental foi ao acaso, com 5 plantas por tratamento. Em campo, os mesmos extratos foram utilizados, e a pulverização se deu uma semana após a emergência das plantas. O delineamento foi de blocos ao acaso, com quatro repetições, avaliadas nas linhas centrais do plantio de cada material em 4 linhas, espaçadas 0,5m, avaliando-se 10 plantas marcadas em cada alinha Dos extratos testados, os obtidos de folhas de Jamelão, pinhão manso, pimenta e urtiga, foram os que reduziram a severidade da doença quando comparados ao controle com fungicida e água em casa-de-vegetação. Isto foi observado no cálculo da área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD= 108; 83...

Efeito de produtos alternativos no controle da mela do feijoeiro (Rhizoctonia solani) em campo.

MINOSSO, S. C. C.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; BEZERRA. J. V. B.; ALMEIDA. U. O.; SILVA, L. F. C.
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 37, 2012. 1 CD-ROM. Suplemento. Edição do 45º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2012, Manaus. Resumo 716. Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 37, 2012. 1 CD-ROM. Suplemento. Edição do 45º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2012, Manaus. Resumo 716.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes produtos alternativos para controle da mela em campo.; 2012

Efeito de extratos vegetais e de extratos de microrganismos no controle da mela do feijoeiro (Rhizoctonia solani) em campo.

MINOSSO,; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; SILVA, D. S. G. da; ALMEIDA, U. O. de; SANTANA, L. S.; SILVA, C. M. da; RODRIGUES, M. M.; ANTUNES JÚNIOR, H.; NOGUEIRA, A. E.; MATOS, S. I. de
Fonte: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho, RO. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70 p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 62. Publicador: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho, RO. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70 p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 62.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes extratos no controle a mela. Para tanto, obtiveram-se extratos aquosos a partir da proporção planta/água (1g/10ml) dos seguintes materiais: extrato da folha de pimenta, extrato da folha do pinhão-manso, extrato da folha de jamelão, extrato da folha de urtiga. Além desses, produziram-se extratos de palha de café curtida (10g/100 ml) e, como controle: água, extrato de neem comercial (1%), Acibenzolar-S-Metil (25g/ha) e o fungicida azoxistrobina (0,6 g/l).; 2011

Efeito de extratos vegetais e de extratos de microrganismo no controle da mela do feijoeiro (Rhizoctonia Solani) em casa de vegetação.

MINOSSO, S. C. C.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; FERNANDES, C. de F.; SILVA, D. S. G. da; NOGUEIRA, A. E.; SANTANA, L. S.; ALMEIDA, U. O. de; SILVA, C. M. da; RODRIGUES, M. M.; ANTUNES JÚNIOR, H.; MATOS. S. I. de
Fonte: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho, RO. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70 p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 63. Publicador: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho, RO. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70 p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 63.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste trabalho objetivou-se testar diferentes extratos no controle da mela. Para tanto, obtiveram-se extratos a partir da proporção planta/água (1g/10ml) dos seguintes materiais: extrato da folha de pimenta, extrato da folha do pinhão-manso, extrato da folha de Jamelão, extrato da folha de urtiga, extrato da folha da banana com sintomas de sigatoka, extrato da folha de babaçu.; 2011

Utiliza????o de probi??ticos e fertiliza????o org??nica com mela??o durante a fase de ber????rio do camar??o-rosa Farfantepenaeus brasiliensis em sistema superintensivo sem renova????o de ??gua

Souza, Diego Moreira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.85%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Aq??icultura, Instituto de Oceanografia, 2011.; O cultivo de camar??es marinhos ?? uma das principais atividades econ??micas desenvolvidas no ramo da aquicultura. Embora a carcinicultura brasileira seja desenvolvida com a esp??cie ex??tica Litopenaeus vannamei, esp??cies nativas como o Farfantepenaeus brasiliensis j?? demonstraram potencial para o cultivo. A aq??icultura expandiu-se o suficiente para ter implica????es significativas sobre o meio ambiente e recursos naturais. Dentre os impactos negativos podemos citar a dissemina????o de doen??as e contamina????o da ??gua por efluentes. Estrat??gias para minimizar esses impactos j?? est??o sendo utilizadas, como os sistemas de ber????rio (intermedi??rio entre a larvicultura e a engorda), sistemas com troca zero de ??gua e utiliza????o de probi??ticos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da utiliza????o de probi??ticos e adi????o de mela??o como fonte de carbono sobre o desempenho zoot??cnico, par??metros imunol??gicos e concentra????o de Vibrio spp. durante a produ????o de juvenis do camar??o-rosa F. brasiliensis na fase de ber????rio em sistema BFT (Bio-floc tecnology). O primeiro experimento consistiu de quatro tratamentos utilizando probi??ticos em sistema BFT i) Bacillus cereus var. toyoi...

Compendio geographico i historico de el orbe antiguo i descripcion de el sitio de la tierra / escripta por Pomponio Mela... ; i ahora, con Nueva i varia ilustracion, restitu??do a la [lengua] espa??ola, de la libreria de don Iusepe Gonzalez de Salas...

Mela, Pomponio; Gonz??lez de Salas, Jos?? Antonio
Fonte: En Madrid : lo imprimi?? Diego Diaz de la Carrera : a costa de Pedro Laso Publicador: En Madrid : lo imprimi?? Diego Diaz de la Carrera : a costa de Pedro Laso
Tipo: Livro
SPA
Relevância na Pesquisa
37.34%
Nuevas ilustraciones a algunos lugares obscuros en la Geographia de Pomponio Mela..., p. 249; Colof??n; La h. de grab. calc.: "de Noort ..."; Enc. Perg.; Sign.: ??4, a-i4, A-Z4, Aa-Zz4

Características agronômicas e resistência de genótipos de feijão comum à mela no sul do estado do Tocantins

Sousa, Sérgio Alves; de Oliveira, Taynar Coelho; Oliveira Gonçalves, Gustavo de Melo; Souza Lopes, Marília Barcelos; dos Santos, Gil Rodrigues; Fidelis, Rodrigo Ribeiro
Fonte: Journal of Biotechnology and Biodiversity Publicador: Journal of Biotechnology and Biodiversity
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.73%
The common bean (Phaseolus vulgaris L.) is a crop that had its cultivation spread throughout the world and is animportant component of food from different countries. In Brazil it is grown in all states and at different times,however, productivity in the state of Tocantins season of "waters" have been low mainly due to the high incidence ofdiseases like mela. Therefore, the aim of this study was to evaluate the agronomic characteristics and resistance tocommon bean genotypes mela. The study was conducted at the experimental field of the University of Tocantins, inGurupi in 2011/2012 season. The experiment was conducted in a randomized block design with three replicationsand 14 genotypes. Characteristics were evaluated: stem diameter, plant height, height of the first pod, number ofpods per plant, number of seeds per pod, weight of hundred grains, grain yield and severity of the mela. Theclimatic conditions favored the development and increased severity of mela in bean, which was neverthelessobserved genetic variability among genotypes for resistance to this disease. Strains CNFP-10 762 and 10 794-CNFP stood out because they are less susceptible to mela and higher grain yields.Key words: Phaseolus vulgaris, Rhizoctonia solani, Cerrado...