Página 1 dos resultados de 459 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Contributos das medicinas alternativas na prestação de cuidados de enfermagem

Alves, Silvana Cristina Ferreira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.47%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem; Foi realizado um estudo no âmbito do projeto de graduação intitulado de “Contributos das medicinas alternativas na prestação de cuidados de enfermagem”. Este estudo tinha como objetivos perceber se os alunos encaram as Medicinas Alternativas como um complemento para a enfermagem, identificar se os alunos consideram que as M.A trazem contributos para a enfermagem e perceber de que forma os alunos conheceram as medicinas complementares. Outro dos objetivos era perceber se os alunos consideram que as M.A contribuem para o alívio da dor e saber se eles recorrem a estas terapias. Optou-se por um estudo descritivo transversal de abordagem quantitativa e qualitativa, numa amostra de 23 alunos do quarto ano da Licenciatura de Enfermagem da Universidade Fernando Pessoa – Porto, a quem foi aplicado um questionário. Concluímos que a maioria dos alunos conhece as medicinas alternativas e que é a favor da sua implementação no CLE, afirmando considerar que este é um tema que deverá ser frequentemente debatido na comunidade científica de Enfermagem. A study was conducted under the graduation project titled “Contributions of alternative medicines in the provide of nursing cares”. The objective of this study was to understand if students see the alternative medicines as a complement for nursing...

Conhecimento, crença e uso de medicina alternativa e complementar por fonoaudiólogas; Knowledge, beliefs and practices toward alternative and complementary therapies among speech-language pathologists

MANZINI, Thaise; MARTINEZ, Edson Zangiacomi; CARVALHO, Antonio Carlos Duarte de
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.36%
O objetivo do presente estudo é entender o conhecimento, as crenças e o uso das medicinas alternativas e complementares entre fonoaudiólogas que atuam no setor público de saúde. O estudo foi realizado em um hospital terciário de Ribeirão Preto, SP. Um questionário desenvolvido para os propósitos do estudo foi administrado em uma casuística de 40 fonoaudiólogas. Os itens do questionário foram criados conforme uma revisão da literatura. A aceitação de medicinas alternativas e complementares, como acupuntura e homeopatia, é expressiva entre as profissionais entrevistadas. Os resultados do presente estudo sugerem que o uso e a prática destas medicinas são feitos de forma racional, com certa prudência. As entrevistadas admitem que um tratamento complementar deve ser submetido a testes científicos antes de sua aceitação, e que é desaconselhável a um paciente buscar um tratamento alternativo ou complementar sem antes consultar o médico.; The purpose of this study is to understand the knowledge, beliefs, concerns and practices toward alternative and complementary therapies among speech-language pathologists in a Brazilian public hospital. The current study was conducted in a large tertiary hospital in Ribeirão Preto...

Substâncias da idolatria: as medicinas que embriagam os índios do México e Peru em histórias dos sécs. XVI e XVII; Substances of the idolatry: the medicines that inebriate the Indians of Mexico and Peru from histories of the 16th and 17th centuries

Varella, Alexandre Camera
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.19%
Pela abordagem da história cultural, analisamos visões e políticas em torno dos costumes indígenas com psicoativos (bebidas alcoólicas, estimulantes e alucinógenos), por meio da leitura de tratados produzidos entre meados do século XVI e XVII no mundo hispanoamericano. São histórias sobre os antigos mexicanos e peruanos, bem como sobre seus descendentes, nos vice-reinos da Nova Espanha e Peru. Os costumes com substâncias foram retidos como elementos essenciais da idolatria (a falsa religião dos índios); além de usadas em cerimônias e feitiçarias, algumas plantas e poções seriam inclusive adoradas como divindades. Dividimos os capítulos por contextos e grupos de obras/autores: (i) para o contexto geral de consolidação do império espanhol na América, analisamos o dominicano Bartolomé de las Casas e o jesuíta José de Acosta; (ii) para os tempos dos missionários mendicantes na Nova Espanha do séc. XVI, o franciscano Bernardino de Sahagún e o dominicano Diego Durán; (iii) para a época de auge da extirpação da idolatria no séc. XVII, os curas Hernando Ruiz de Alarcón e Jacinto de la Serna na Nova Espanha, e o jesuíta Pablo Joseph de Arriaga no Peru; (iv) analisamos o cronista indígena peruano Felipe Guaman Poma de Ayala na virada dos sécs. XVI-XVII. Outras fontes foram utilizadas...

O ensino de medicinas alternativas e complementares em escolas medicas : revisão sistematica da literatura; Complementary and alternative medicine teaching in medical schools : literature systematic review

Marisa Correa Christensen
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.47%
Devido ao aumento crescente da utilização das Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) há a necessidade de que os profissionais de saúde estejam aptos a informar e atender seus pacientes, reconhecer efeitos colaterais, interações medicamentosas e praticar as medicinas complementares isoladas ou associadas às medicinas convencionais com segurança. Neste trabalho foi feita uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL) sobre o ensino das MAC em escolas médicas, com a finalidade de refletir sobre as evidências publicadas. Foram analisados 33 artigos indexados no banco eletrônico de dados Pubmed utilizando o descritor: ?complementary and alternative medicine teaching?. Identificou-se vários exemplos de inserção das MAC no ensino e, de modo geral, os estudantes de medicina têm atitudes positivas frente às MAC, desejam aprendê-las tendo com o objetivo tratar e orientar seus futuros pacientes com essas medicinas. O ensino das MAC nas escolas de medicina tem, como fundamento, adicionar à prática médica ferramentas diagnósticas e terapêuticas a serem utilizadas em atenção, prevenção e promoção a saúde nos diversos níveis de complexidade do sistema de saúde; Due to the continuous increase in the use of Complementary and Alternative Medicines (CAM) there is the need to health professionals to be able to inform and attend their patients...

Medicinas tradicionais alternativas e complementares e sua estrutura????o na Aten????o Prim??ria: uma reflex??o sobre o cuidado e sua avalia????o

Sousa, Isl??ndia Maria Carvalho de
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.74%
Atualmente, verifica-se um aumento no uso das medicinas alternativas e complementares nos sistemas p??blicos de sa??de em v??rios pa??ses, mesmo com debates acerca de seu custo, efic??cia e efetividade. No Brasil, foi implantada uma Pol??tica Nacional que tem como um dos objetivos aumentar a resolutividade da aten????o prim??ria. No entanto, sabe-se pouco acerca de como vem se dando a oferta no Sistema ??nico de Sa??de e como tem se estruturado o cuidado concernente a essas medicinas. Assim, este estudo tem como objetivo analisar a oferta, o cuidado na aten????o prim??ria por meio das medicinas alternativas e complementares e sua estrutura????o, bem como as possibilidades de avalia????o. Para isso, foram elaborados tr??s artigos: 1) Pr??ticas integrativas e complementares: oferta e produ????o de atendimentos no SUS e em munic??pios selecionados com objetivo de analisar qual a oferta e produ????o, no SUS, das medicinas alternativas e como elas vinham se desenvolvendo. Na perspectiva de avan??ar para al??m do quanto (oferta) para o como (pr??tica), realizou-se a an??lise da pr??tica por meio da teoria da estrutura????o, em um estudo de caso, no Artigo 2) A estrutura????o do cuidado nas medicinas alternativas e complementares no modelo de aten????o ?? sa??de: estudo de caso no Recife. Diante das reflex??es constru??das nos artigos 1 e 2...

Integração das medicinas alternativas e complementares no Plano Nacional de Saúde

Policarpo, Mónica Caldeira
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Mestrado em Gestão; As Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) são uma possível solução para alargar a oferta dos cuidados de saúde. Neste trabalho investigamos as representações de uma população de estudantes de Enfermagem sobre as MAC, e em que medida a sua utilização e a recomendação de integração no Plano Nacional de Saúde (PNS) diferem consoante o ano de licenciatura e a idade. Assim, desenvolvemos e aplicámos um questionário a 150 alunos de um curso de Enfermagem, do primeiro e do quarto ano, de ambos os sexos, entre os 18 e os 38 anos. Os resultados evidenciaram a recomendação da inclusão das MAC no PNS, e que aproximadamente um terço dos futuros enfermeiros está satisfeito com o PNS. Mediante a integração, estes seriam utentes da medicina Tradicional Chinesa, Acupunctura, Massagem e a Meditação, sendo estas as MAC mais abordadas em Enfermagem. Enquanto disciplinas seriam aceites a Acuncuptura, Aromoterapia, Hidroterapia, Massagem, Meditação e Reflexologia. Porém, revelaram poucos conhecimentos sobre as MAC, excepto na Massagem, a única eventual escolha profissional. O nível de conhecimentos entre os participantes mais velhos e nos alunos do 4º ano, é superior em relação aos mais novos. Embora exista interesse em obter formação em algumas MAC...

Utilização de medicinas alternativas e complementares em Portugal: Desenvolvimento de uma ferramenta de avaliação

Carvalho, Cláudia Maria Constante Ferreira de; Lopes, Sara Cunha; Gouveia, Maria João Pinheiro Morais
Fonte: PsychOpen Publicador: PsychOpen
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
37.36%
Objetivo: As Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) são cada vez mais utilizadas nos países desenvolvidos, contudo desconhece-se a sua utilização em Portugal. O objetivo deste artigo é avaliar a extensão da utilização de MAC numa amostra da população Portuguesa na região da Grande Lisboa. Método: Cento e setenta e quatro indivíduos (62% do sexo feminino e 37% do sexo masculino) com idades entre os 20 e os 80 anos foram inquiridos com um questionário construído para avaliar o uso de várias práticas auto e hetero-administradas de MAC. Resultados: Os dados obtidos indicaram que perto de 76% dos inquiridos já utilizaram pelo menos uma vez alguma MAC, apesar de 77% ter médico de família. As medicinas alternativas e complementares mais utilizadas por esta amostra são os produtos naturais, as massagens, as técnicas de relaxamento e a naturopatia, com prevalências de utilização acima dos 20%. As mulheres, os indivíduos entre os 30 e os 69 anos, as pessoas com nível educacional superior, e as pessoas com rendimento mensal entre os 1000 e os 1500€ são os maiores utilizadores de MAC. Na generalidade os dados encontrados foram consistentes com os habitualmente reportados na literatura. Conclusão: Os resultados dão algumas indicações acerca do perfil de utilizadores de MAC e das práticas com fins terapêuticos mais utilizadas...

Uso de medicinas alternativas e complementares por pacientes com câncer: revisão sistemática

Spadacio,Cristiane; Barros,Nelson Filice de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.36%
O interesse no tema das medicinas alternativas e complementares tem aumentado, principalmente entre pacientes oncológicos. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura na base de dados PubMed sobre o perfil dos pacientes que optam pelo uso dessas medicinas e suas motivações. As palavras-chaves utilizadas na busca foram "cancer and complementary alternative medicine" e "oncology and complementary alternative medicine", no período 1995-2005. Os critérios de seleção foram: presença dos descritores no título dos artigos, idiomas português, inglês ou espanhol e terem sido realizados em população adulta. A partir de 43 artigos analisados, concluiu-se que a utilização de medicinas alternativas e complementares é parte do escopo social desses pacientes. Seu uso é importante na construção da identidade de pacientes com câncer, ajudando-os nas decisões em relação ao tratamento convencional.

Medicinas alternativas e complementares no ensino médico: revisão sistemática

Christensen,Marisa Corrêa; Barros,Nelson Filice de
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.47%
O aumento crescente da utilização das medicinas alternativas e complementares (MAC) requer que os profissionais de saúde estejam aptos a informar e atender seus pacientes, reconhecer efeitos colaterais, interações medicamentosas e praticar com segurança as medicinas complementares, isoladas ou associadas às medicinas convencionais. Este trabalho faz uma revisão sistemática da literatura (RSL) sobre o ensino das MAC em escolas médicas, com a finalidade de refletir sobre as evidências publicadas. Foram analisados 33 artigos indexados no banco eletrônico de referências Pubmed, identificados a partir dos descritores: "ensino das medicinas alternativas e complementares" e "comple mentary and alternative medicine teaching". Observaram-se diferentes formas de inserção das MAC no ensino, atitudes positivas dos estudantes de Medicina frente a elas e desejo de aprendê-las com o objetivo de tratar e orientar futuros pacientes. Conclui-se que o ensino das MAC nas escolas de Medicina tem como fundamento adicionar à prática médica ferramentas diagnósticas e terapêuticas para a atenção, prevenção e promoção, nos diversos níveis de complexidade do sistema de saúde.

Cultura contemporânea e medicinas alternativas: novos paradigmas em saúde no fim do século XX

Luiz,Madel T.
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.19%
o artigo trata das relações atuais entre cultura, medicina, e as chamadas medicinas alternativas, de uma perspectiva analítica macrossociológica. Algumas hipóteses interpretativas são levantadas para explicar a grande profusão de novas terapias e sistemas terapêuticos na sociedade contemporânea, entre as quais a da existência de uma dupla crise: sanitária e médica, afetando as relações tradicionais existentes entre cultura e medicina. Além disso, uma hipótese subsidiária interpreta essa eclosão de terapias e sistemas como fruto da própria racionalidade médica hegemônica na cultura ocidental, que centraliza a doença como elemento estruturante de seu paradigma e institui a ciência (das patologias) como base da racionalidade médica ocidental, praticamente excluindo a milenar questão da arte de curar como foco central da prática e do saber médico.

Cultura contemporânea e medicinas alternativas: novos paradigmas em saúde no fim do século XX

Luz,Madel T.
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.19%
O artigo trata das relações atuais entre cultura, medicina, e as chamadas medicinas alternativas, de uma perspectiva analítica macrossociológica. Algumas hipóteses interpretativas são levantadas para explicar a grande profusão de novas terapias e sistemas terapêuticos na sociedade contemporânea, entre as quais a da existência de uma dupla crise - sanitária e médica - que afeta as relações tradicionais existentes entre cultura e medicina. Além disso, uma hipótese subsidiária interpreta essa eclosão de terapias e sistemas como fruto da própria racionalidade médica hegemônica na cultura ocidental, que centraliza a doença como elemento estruturante de seu paradigma e institui a ciência (das patologias) como base da racionalidade médica ocidental, praticamente excluindo a milenar questão da arte de curar como foco central da prática e do saber médico.

Medicinas tradicionales andinas y su despenalización: entrevista con Walter Álvarez Quispe

Quispe,Walter Álvarez; Loza,Carmen Beatriz
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 ES
Relevância na Pesquisa
27.19%
Walter Álvarez Quispe, terapeuta kallawaya y biomédico especializado en cirugía general y ginecología, presenta la lucha de los terapeutas tradicionales y alternativos por la depenalización de estos sistemas médicos andinos realizada entre 1960 y 1990. Bolivia se torna el primer país en América Latina y el Caribe en despenalizar la medicina tradicional antes de los planteamientos de la Conferencia Internacional sobre Atención Primaria de Salud (Alma-Ata, 1978). Los datos aportados por el entrevistado aseguran que los logros alcanzados, principalmente por los kallawayas, responden a un proyecto propio y autónomo. Estas conquistas no se deben a las políticas oficiales de interculturalidad en salud, aunque busquen atribuirse para sí los logros alcanzados.

Conhecimento, crença e uso de medicina alternativa e complementar por fonoaudiólogas

Manzini,Thaise; Martinez,Edson Zangiacomi; Carvalho,Antonio Carlos Duarte de
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.36%
O objetivo do presente estudo é entender o conhecimento, as crenças e o uso das medicinas alternativas e complementares entre fonoaudiólogas que atuam no setor público de saúde. O estudo foi realizado em um hospital terciário de Ribeirão Preto, SP. Um questionário desenvolvido para os propósitos do estudo foi administrado em uma casuística de 40 fonoaudiólogas. Os itens do questionário foram criados conforme uma revisão da literatura. A aceitação de medicinas alternativas e complementares, como acupuntura e homeopatia, é expressiva entre as profissionais entrevistadas. Os resultados do presente estudo sugerem que o uso e a prática destas medicinas são feitos de forma racional, com certa prudência. As entrevistadas admitem que um tratamento complementar deve ser submetido a testes científicos antes de sua aceitação, e que é desaconselhável a um paciente buscar um tratamento alternativo ou complementar sem antes consultar o médico.

La comercializaci??n de las medicinas alternativas. Consumo de espacios de inmunidad. El caso de la Ciudad de M??xico

Saavedra Solano, Nayelhi; Berenzon Gora, Shoshana
Fonte: Pedro G??mez Publicador: Pedro G??mez
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
37.47%
El texto aborda algunos aspectos de la comercializaci??n de las medicinas alternativas en la Ciudad de M??xico. Si bien la popularidad que han cobrado estas terapias obedece, por una parte, a espec??ficas demandas de salud; por otra, el consumo de confort y entretenimiento ha estimulado un mercado orientado al bienestar. El texto est?? basado en los hallazgos de una investigaci??n cuyo objetivo fue comprender el sentido de las pr??cticas y discursos relacionados con las medicinas alternativas, as?? como conocer los mecanismos de comercializaci??n. Se realizaron observaciones sistem??ticas en diversos centros dedicados a la pr??ctica de las medicinas alternativas. Componentes como la m??sica, el aroma y los elementos decorativos, entre otros, ocuparon un lugar central para la creaci??n de atm??sferas de confort, y al mismo tiempo dieron forma a las actividades terap??uticas.; This article explores certain aspects of the commercialization of alternative medicines in Mexico City. Although the popularity of these therapies is due partly to specific health demands, there are other phenomena that have intensified these activities and helped expand the well-being market. One of these phenomena is the consumption of comfort and entertainment. The information is based on the findings of a research project for which the aim was to understand the meaning of practices and discourses related to alternative medicines and ascertain the marketing procedures. Systematic observations were made at various centres devoted to the practice of alternative medicines. Music...

Uso de medicinas alternativas e complementares por pacientes com câncer: revisão sistemática; Use of complementary and alternative medicine by cancer patients: systematic review

Spadacio, Cristiane; Barros, Nelson Filice de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
27.36%
O interesse no tema das medicinas alternativas e complementares tem aumentado, principalmente entre pacientes oncológicos. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura na base de dados PubMed sobre o perfil dos pacientes que optam pelo uso dessas medicinas e suas motivações. As palavras-chaves utilizadas na busca foram "cancer and complementary alternative medicine" e "oncology and complementary alternative medicine", no período 1995-2005. Os critérios de seleção foram: presença dos descritores no título dos artigos, idiomas português, inglês ou espanhol e terem sido realizados em população adulta. A partir de 43 artigos analisados, concluiu-se que a utilização de medicinas alternativas e complementares é parte do escopo social desses pacientes. Seu uso é importante na construção da identidade de pacientes com câncer, ajudando-os nas decisões em relação ao tratamento convencional.; Interest in complementary and alternative medicine has increased, especially among oncology patients. A systematic literature review of the profile of patients who choose to use this type of medicine, as well as their motivations, was carried out on the PubMed database. For this search, the key words used were ?cancer and complementary alternative medicine? and ?oncology and complementary alternative medicine?...

Medicinas no convencionales en cáncer

Idoyaga Molina,natilde; Luxardo,Natalia
Fonte: Medicina (Buenos Aires) Publicador: Medicina (Buenos Aires)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 ES
Relevância na Pesquisa
27.71%
Se describen las combinaciones de medicinas no convencionales utilizadas por pacientes con cáncer atendidos en 4 hospitales de la ciudad de Buenos Aires. Se proponen para la clasificación de estas medicinas 4 categorías conceptualesque respetan los contextos culturales de Argentina. Se discrimina entre medicinas alternativas/complementarias, autotratamiento, medicinas tradicionales y terapias religiosas. Se tomó una muestra de 200 pacientes. La información fue recabada a través de un cuestionario semi-estructurado y entrevistas abiertas, extensas y recurrentes. Los resultados indican que el 90% consultó otra medicina por lo menos una vez. Medicinas alternativas/complementarias: 72%, autotratamiento: 97%, medicinas tradicionales: 22% y terapias religiosas: 42%. El 44% de los pacientes con tumores en progresión y metástasis consultó 2 o más medicinas en tanto los que presentaban cánceres primarios y localizados lo hicieron en el 20%. La familiarización con las medicinas tradicionales se asocia a su preferencia, la que subió del 22% al 55% considerando como subgrupo a los inmigrantes y derivados del interior y de países limítrofes. Teniendo en cuenta la identidad religiosa se advirtió que pentecostales y evangélicos...

Asma bronquial y Medicinas complementarias-alternativas

González,Claudio D; Barth,María A; Precerutt,Juan A; Ortiz,María C; Pascansky,Víctor D; Sáenz,César B; Kaplan,Paula J; Lara,Adrián
Fonte: Revista americana de medicina respiratoria Publicador: Revista americana de medicina respiratoria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.19%
La frecuencia y patrones de uso de Medicinas Complementarias-Alternativas (MCA) entre pacientes con asma bronquial es desconocida en nuestro país. El objetivo de este trabajo fue evaluar el uso de MCA entre pacientes con asma y comparar sus características con quienes no usaban esos recursos. Materiales y métodos: Entre 30-6-2005 y 30-6-2012, 635 pacientes mayores de 16 años con diagnóstico de asma fueron evaluados mediante entrevistas cara a cara con su médico en tres centros de las ciudades de Buenos Aires y General Rodríguez. La encuesta tuvo el carácter de anónima y voluntaria e incluyó variables demográficas, el tiempo de evolución de la enfermedad, la obstrucción al flujo aéreo medido por espirometria, parámetros de severidad y niveles control del asma. Se interrogó sobre el uso de al menos una vez por el lapso de un mes de alguna MCA, el tiempo de uso, la utilización simultánea o no de medicina alopática (MA), el tipo de MCA elegida y el resultado obtenido. Resultados: No se registraron rechazos a participar en el estudio; 246/635 (38.7%) de los pacientes usaron MCA con un valor de mediana de 12 meses (rango 0-359); entre ellos, un 39% habían abandonado la MA y un 15% todavía recurrían a alguna MCA. En el grupo con MCA había pacientes de mayor edad...

Actitud y opinión de los pediatras ante las medicinas alternativas

Brescia,Susana M.
Fonte: Archivos argentinos de pediatría Publicador: Archivos argentinos de pediatría
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 ES
Relevância na Pesquisa
27.36%
Introducción. En las revistas médicas argentinas no se publican estudios sobre medicina alternativa; pero el mundo anglosajón ofrece, a través del Sistema Medline, abundante bibliografía. El propósito del presente trabajo fue producir datos de la realidad local para no basarse en la suposición. Se lo limitó a homeopatía, acupuntura y terapia floral y su objetivo fue conocer la actitud de los médicos ante las mencionadas medicinas alternativas y compararla con datos de la bibliografía. Población y métodos. Se encuestaron anónimamente 190 médicos, residentes y de planta, del Hospital de Pediatría Pedro de Elizalde de Buenos Aires, previo muestreo estratificado por edad, sexo y servicio. Resultados. El 13,2% se trató con medicinas alternativas. El 10,7% de los médicos de planta derivó pacientes. El 1,6% había realizado cursos. El 52,1% tenía interés por informarse. Si un paciente tomaba remedios homeopáticos o florales, el 62,2% permitía continuar el tratamiento y el 37,8% lo suspendía. Tenían opinión favorable sobre: acupuntura 36,8%, homeopatía: 24,2% y terapia floral: 5,3%. Fue alto el desconocimiento: 47,9% en homeopatía, 50% en acupuntura y 73,7% en terapia floral. El 40% opinó que deberían enseñarse en medicina. Los especialistas en Pediatría general y los médicos que se trataron tuvieron una actitud más favorable que el promedio. Esta última diferencia es estadísticamente significativa. Conclusiones. El tratamiento personal con medicinas alternativas influyó favorablemente sobre la actitud de los médicos. La mayor influencia negativa la dio el desconocimiento. Los valores favorables de parámetros similares de la bibliografía superan notoriamente a los de este trabajo.

Conhecimento, crença e uso de medicina alternativa e complementar por fonoaudiólogas

Manzini,Thaise; Martinez,Edson Zangiacomi; Carvalho,Antonio Carlos Duarte de
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.36%
O objetivo do presente estudo é entender o conhecimento, as crenças e o uso das medicinas alternativas e complementares entre fonoaudiólogas que atuam no setor público de saúde. O estudo foi realizado em um hospital terciário de Ribeirão Preto, SP. Um questionário desenvolvido para os propósitos do estudo foi administrado em uma casuística de 40 fonoaudiólogas. Os itens do questionário foram criados conforme uma revisão da literatura. A aceitação de medicinas alternativas e complementares, como acupuntura e homeopatia, é expressiva entre as profissionais entrevistadas. Os resultados do presente estudo sugerem que o uso e a prática destas medicinas são feitos de forma racional, com certa prudência. As entrevistadas admitem que um tratamento complementar deve ser submetido a testes científicos antes de sua aceitação, e que é desaconselhável a um paciente buscar um tratamento alternativo ou complementar sem antes consultar o médico.

Uso de medicinas alternativas e complementares por pacientes com câncer: revisão sistemática

Spadacio,Cristiane; Barros,Nelson Filice de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.36%
O interesse no tema das medicinas alternativas e complementares tem aumentado, principalmente entre pacientes oncológicos. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura na base de dados PubMed sobre o perfil dos pacientes que optam pelo uso dessas medicinas e suas motivações. As palavras-chaves utilizadas na busca foram "cancer and complementary alternative medicine" e "oncology and complementary alternative medicine", no período 1995-2005. Os critérios de seleção foram: presença dos descritores no título dos artigos, idiomas português, inglês ou espanhol e terem sido realizados em população adulta. A partir de 43 artigos analisados, concluiu-se que a utilização de medicinas alternativas e complementares é parte do escopo social desses pacientes. Seu uso é importante na construção da identidade de pacientes com câncer, ajudando-os nas decisões em relação ao tratamento convencional.