Página 1 dos resultados de 1532 itens digitais encontrados em 0.049 segundos

Monitoramento do nível de estresse de atletas da seleção brasileira de basquetebol feminino durante a preparação para a Copa América 2009; Monitoring stress level of Brazilian female basketball athletes during the preparation for the 2009 American Cup

Arruda, Ademir Felipe Schultz de; Moreira, Alexandre; Nunes, João Antonio; Viveiros, Luis; Junior, Dante De Rose; Aoki, Marcelo Saldanha
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte; São Paulo Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte; São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.86%
Objetivos: 1) investigar a influência da periodização do treinamento de força sobre o perfil dos estados de humor e resposta do cortisol salivar; e 2) verificar a ocorrência do “perfil iceberg” em atletas da seleção brasileira de basquetebol feminino. Método: O estudo foi conduzido durante o período preparatório para a Copa América 2009, que incluiu três microciclos de treinamento de força com objetivos distintos (resistência muscular, força máxima e potência). As atletas forneceram amostras de saliva e, posteriormente, responderam o questionário short-POMS no início e ao final de cada microciclo. Resultados: Após a ANOVA de medidas repetidas, não foram observadas diferenças para os estados de humor e a concentração de cortisol durante o período investigado. Conclusão: Os diferentes conteúdos do treinamento de força não afetaram os parâ- metros investigados, indicando estabilidade do nível de estresse. O “perfil iceberg” foi verificado em todos os momentos avaliados; Objectives: 1) investigate the influence of strength training periodization on profile of mood state (POMS) and salivary cortisol responses and 2) to verify the occurrence of the “iceberg profile” in the Brazilian women basketball team. Method: The study was conducted during the preparation period for the 2009 AMERICAN CUP...

Diretriz em cardiologia do esporte e do exercício da Sociedade Brasileira de Cardiologia e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte

Ghorayeb, Nabil; Lejderman, Betina; Ramos, Ellen Gleyce Souza Sodré; Castro, Iran Junqueira de; Zimerman, Leandro Ioschpe; Pimentel, Mauricio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.98%

Validação das equações metabólicas do Colégio Americano de Medicina do Esporte

Filardo, Ronaldo Domingues
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 67 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Graduação em Educação Física.; A inexistência de analisadores de gases em locais diferentes dos ambientes acadêmicos e clínicos cria a necessidade de estimar o consumo de oxigênio. Para tanto, utilizam-se equações de regressão para a estimativa do consumo de oxigênio máximo e submáximo, tais como aquelas sugeridas pelo Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM). Sendo assim, o objetivo desse estudo foi verificar a validade concorrente das equações metabólicas para caminhada e corrida do ACSM. A amostra foi constituída por 39 homens voluntários (alunos e usuários do CDS/UFSC) entre 20 e 30 anos de idade. Na 1ª Etapa foi mensurado o VO2máx (analisador de gases AeroSport modelo TEEM-100), com o protocolo do tipo rampa para esteira ergométrica sugerido por Tebexreni et al. (2001). Na 2ª etapa, e no mínimo 48 horas de intervalo do teste de exercício máximo, os indivíduos executaram um trabalho padronizado de 30 minutos na esteira composto por seis estágios de cinco minutos, com velocidades fixas a cada dois estágios de 4,8, 7,2 e 9,6 km/h, e inclinações de 5% no 2º, 4º e 6º estágios, pois no 1º...

Perfil antropométrico de tenistas avaliados em uma clínica de medicina do esporte de Florianópolis.

Martins, Fernando Vequi
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 22 f.| grafs., tabs.
Relevância na Pesquisa
65.75%
Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Federal de Santa Catarina. Curso de Medicina. Departamento de Saúde Pública.

O trabalho do cirurgião-dentista no contexto esportivo

Padilha, Ana Clara Loch; 1989-
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 112 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
65.95%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2015.; Objetivo: Conhecer o discurso de um coletivo quanto à compreensão da odontologia do esporte (OE) e as possibilidades de inserção do cirurgião-dentista (CD) no contexto esportivo foi o objetivo deste estudo. Metodologia: Foi utilizada a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), sedimentada na teoria das Representações Sociais (RS). Participaram do estudo duas fundações de esportes e a amostra, intencional, foi constituída por 5 dirigentes responsáveis pelas fundações, 9 técnicos e 46 atletas. Os critérios de inclusão exigiam que as fundações fossem de relevância destacada no cenário esportivo estadual, utilizando como parâmetro os campeões dos últimos dez anos da competição estadual mais importante: Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC). Com o auxílio do software Qualiquantisoft o DSC foi elaborado e a análise dos resultados obtidos fundamentou-se no marco teórico da interdisciplinaridade. Resultados: O DSC estruturou-se em sete ideias centrais (IC), sendo a primeira sobre o conceito de saúde: A saúde é um processo global e o CD/Odontologia é também importante nesse processo; já a segunda sobre a saúde do atleta de alto rendimento...

O uso do doping sanguíneo como recurso ergogênico

Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
65.87%
O doping sanguíneo pode ser realizado através da infusão de hemácias ou através da administração de eritropoietina com o objetivo de estimular artificialmente a formação de hemácias. O doping sanguíneo pode aumentar a capacidade de um atleta para desempenhar exercícios de endurance de caráter submáximo e máximo. Além disso, o doping sanguíneo pode ajudar a reduzir a sensação fisiológica de esforço durante exercícios em altas temperaturas e provavelmente em grandes altitudes. Por outro lado, o doping sanguíneo está associado com riscos que podem ser importantes e podem prejudicar o desempenho. Os riscos conhecidos podem ser ainda maiores por controles médicos inadequados e pela ocorrência de desidratação durante o exercício em condições ambientais adversas. Finalmente, os riscos do ponto de vista clínico associados com o doping sanguíneo foram estimados através de estudos cuidadosamente controlados e o uso do doping sanguíneo sem supervisão médica aumenta esses riscos. É posicionamento oficial do Colégio Americano de Medicina do Esporte que qualquer procedimento de doping sanguíneo utilizado como uma tentativa de melhorar o desempenho atlético é antiético, desonesto e expõe o atleta a riscos imprevisíveis e potencialmente importantes para a saúde.

Avaliação do ácido láctico intramuscular através da espectroscopia Raman: novas perspectivas em medicina do esporte

Souza,Fabiano de Barros; Pacheco,Marcos Tadeu T.; VilaVerde,Antônio B.; Silveira Jr.,Landulfo; Marcos,Rodrigo L.; Lopes-Martins,Rodrigo Alvaro B.
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
65.88%
O uso da espectroscopia Raman no infravermelho pode vir a constituir uma nova técnica para avaliação física, permitindo medidas da concentração de ácido láctico em sangue e em músculo esquelético, por um método não invasivo. A espectroscopia Raman é uma técnica que oferece grande riqueza de detalhes provida pela vibração de moléculas em diferentes níveis de energia. Em estudos prévios, foram obtidos espectros Raman de ácido láctico em plasma humano e em sangue de rato, onde os picos característicos foram observados claramente na matriz biológica. No presente estudo a espectroscopia Raman foi usada para a identificação de ácido láctico em músculo tibial de rato. Foi usado um laser de Ti:safira sintonizado em 830nm, um espectrômetro Kaiser f/l.8 e um detector de CCD refrigerado. O espectro Raman do ácido láctico apresenta oito picos bem distintos, entre 700 e 1.500cm-1, correspondendo aos diferentes modos de vibração da molécula do ácido láctico. O pico principal em 830cm-1 foi usado para caracterizar a presença do ácido láctico no músculo tibial de rato. Foram analisados espectros Raman de músculos tibiais in vivo e in vitro. Além disso, também foi monitorada a difusão do ácido láctico através do músculo...

Lesões desportivas na elite do atletismo brasileiro: estudo a partir de morbidade referida

Pastre,Carlos Marcelo; Carvalho Filho,Guaracy; Monteiro,Henrique Luiz; Netto Júnior,Jayme; Padovani,Carlos Roberto
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
Os processos de quantificação e associação das lesões do esporte aos seus possíveis fatores causais são importantes para melhor entendimento sobre assunto. Assim constituiu-se como objetivo do presente estudo a observação das lesões desportivas (LD) em atletas da elite brasileira do atletismo, associando-as aos seus mecanismos de instalação e características da modalidade. Foram entrevistados 86 atletas (47 homens e 39 mulheres) convocados para representar o Brasil durante o ano de 2003. Utilizou-se um inquérito de morbidade referida, validado anteriormente, para obtenção dos dados referentes aos atletas e suas lesões. Para a análise dos resultados adotou-se o teste de Goodman para contrastes entre e dentro de proporções binomiais, sendo todas as conclusões discutidas para 5% de significância estatística. Os resultados mostraram que há maior taxa de lesão por atleta (l/a), nas provas combinadas (3,5 l/a), seguidas por eventos de velocidade (2,6 l/a), resistência (1,9 l/a) e saltos (1,9 l/a) respectivamente. O principal mecanismo causal é a alta intensidade acometendo preferencialmente velocistas e fundistas. Outra forte associação foi observada entre lesões musculares e provas de velocidade, que também apresentam preferência para ocorrência de lesão na região da coxa. As atividades com elevada intensidade foram o principal responsável por lesões musculares...

Exploração de fatores de risco para lesões no atletismo de alta performance

Pastre,Carlos Marcelo; Carvalho Filho,Guaracy; Monteiro,Henrique Luiz; Netto Júnior,Jayme; Padovani,Carlos Roberto; Basas García,Ángel
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
65.85%
Os fatores de risco para instalação de lesões do esporte têm sido pesquisados no sentido de facilitar o entendimento sobre o assunto. Contudo, para altos níveis de performance, nos eventos de pista e campo do atletismo, são escassos os documentos que abordam o tema. Assim, a partir da possibilidade de reunir informações sobre a condição descrita, objetivou-se com o presente estudo a exploração de fatores de risco para lesões desportivas no atletismo, a partir de inquérito aplicado a atletas da elite mundial da modalidade. A população foi composta por 60 homens e 60 mulheres alocados em grupos conforme a especificidade de sua modalidade (velocidade, resistência, arremessos e saltos). Realizou-se entrevista utilizando-se de inquérito de morbidade referida, abordando questões sobre variáveis antropométricas e de treinamento, assim como lesões. Utilizou-se a técnica da análise de variância paramétrica para as variáveis antropométricas (idade, peso, estatura) e da técnica da análise de variância não paramétrica em relação às variáveis de treinamento (anos de treinamento e horas semanais). Para associação entre momento de lesão e especialidades, utilizou-se do teste de Goodman em nível de 5% de significância. Os resultados mostraram que houve elevada freqüência de lesões na modalidade em ambos os sexos. As taxas de lesão por atleta entrevistado foram de 0...

Artigos publicados em periódicos brasileiros de interesse para a medicina do exercício e do esporte: uma revisão

Hernandez,Arnaldo José
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.01%
Esta nova série de artigos tem por objetivo levar aos leitores nacionais e internacionais algumas das mais importantes contribuições provenientes da literatura médica brasileira recente. Embora possa parecer que não tenham relação direta com a Medicina do Exercício e do Esporte, são trabalhos que podem oferecer suporte a muitas linhas de pesquisa nessa área. Os artigos originais mais relevantes são selecionados por experientes editores, a quem solicitamos que escolham palavras- chave para que sejam destacadas para chamar a atenção do leitor. Para facilitar a leitura, os artigos são organizados por área de interesse. Para aproveitar ao máximo o limitado espaço editorial, não são incluídos os nomes dos autores dos artigos. Entretanto, a referência completa é oferecida ao final do artigo. O resultado final traz o que há de melhor do artigo, seguido de uma sintética interpretação pessoal. Endereçado ao médico ocupado, esperamos que esta inciativa possa contribuir para o sucesso da translação do conhecimento da evidência científica para a prática clínica.

Artigos publicados em periódicos brasileiros de interesse para a medicina do exercício e do esporte: uma revisão

Hernandez,Arnaldo José
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.91%
Esta nova série de 34 artigos tem por objetivo levar aos leitores nacionais e internacionais algumas das mais importantes contribuições recentes provenientes da literatura médica brasileira de outras especialidades. São trabalhos que podem oferecer suporte a muitas linhas de pesquisa nessa área. Os artigos originais mais relevantes são selecionados por experientes editores, a quem solicitamos a escolha das palavras-chave para que sejam destacadas a fim de chamar a atenção do leitor. Para facilitar a leitura, os artigos são organizados por área de interesse. Para aproveitar ao máximo o limitado espaço editorial, não são incluídos os nomes dos autores dos artigos. O resultado final traz o que há de melhor do artigo, segundo a opinião dos autores com sintética interpretação pessoal. Endereçado ao médico ocupado, esperamos que esta iniciativa possa contribuir para o sucesso da translação do conhecimento da evidência científica para a prática clínica e permita a localização rápida de trabalhos de interesse específico do leitor

Fatores determinantes do desempenho na escalada esportiva: umas das contribuições da professora Maria Augusta Kiss para o desenvolvimento das ciências do esporte no Brasil

Bertuzzi,Rômulo; Pires,Flávio de O; Lima-Silva,Adriano E; Gagliardi,João F. L; De-Oliveira,Fernando R
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.89%
Por mais de 30 anos, a Professora Doutora Maria Augusta Peduti Dal Molin Kiss atuou efetivamente no desenvolvimento das ciências do esporte no Brasil. Após esse período dedicado à produção de conhecimento e formação de pessoal, mais um ciclo da sua carreira se completa. Dessa forma, o objetivo deste artigo de revisão foi homenageá-la na ocasião de sua aposentadoria, abordando os principais fatores morfofuncionais determinantes do desempenho na escalada esportiva. Diversos achados indicam que a massa corporal, o percentual de gordura corporal, a força de preensão manual, o metabolismo aeróbio e anaeróbio alático, bem como a economia de movimento, são fundamentais para o sucesso nesse esporte. Para nós é um privilégio ter participado dessa trajetória brilhante da professora Kiss e homenageá-la com esse trabalho de revisão.

A prática do futebol acentua os graus de Geno Varo?

Rezende,Leandro Fórnias Machado de; Santos,Maurício do; Araújo,Timóteo Leandro; Matsudo,Victor Keihan Rodrigues
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.8%
Estudos têm mostrado uma varização progressiva entre os períodos de infância e adolescência. Variáveis como idade, peso, ingestão hormonal e vitamínica, ambiente e o treinamento de futebol podem interferir no alinhamento do joelho. OBJETIVOS: A) Comparar o alinhamento do joelho de praticantes e não praticantes de futebol; e B) Determinar associações entre este alinhamento com variáveis antropométricas e neuromotoras da aptidão física. MÉTODOS: A distância intercondilar (DIC) e a intermaleolar (DIM) foram mensuradas em centímetros em 128 adolescentes com idades entre 14 a 17 anos, dentre os quais 65 eram praticantes de futebol e 63 não eram praticantes de tal modalidade. As variáveis antropométricas mensuradas foram peso e estatura, enquanto as neuromotoras inclusas foram agilidade e velocidade. RESULTADOS: Os praticantes de futebol apresentaram graus mais acentuados de joelho varo do que os não jogadores de futebol em todas as idade; entretanto, apenas nos 14 e 17 anos e no grupo total (todas idade juntas) essa diferença foi estatisticamente significativa (p < 0,05). Geno valgo (DIM) tende a ser menor nos praticantes de futebol em todas as idade quando comparados com os não jogadores de futebol; entretanto...

Impacto do exercício na dor crônica

Oliveira,Marlon Alves Subtil da; Fernandes,Ricardo de Souza Campos; Daher,Samir Salin
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
INTRODUÇÃO: A dor é uma experiência subjetiva, que pode resultar de características teciduais, mas que também abrange fatores de várias ordens, incluindo os emocionais, culturais e individuais. A dor crônica é persistente ou recorrente, por mais de 3 meses, de causa desconhecida e não está necessariamente associada a uma lesão no organismo. Os gastos associados a essa condição de saúde estimulam o sistema a investigar intervenções eficazes para o tratamento das dores em geral. O fenômeno da analgesia induzida pelo exercício é sobretudo observado em atletas e os mecanismos envolvidos ainda são desconhecidos, embora haja tendência a aceitar a ação do sistema opióide endógeno. OBJETIVO: Investigar o efeito de um programa de exercícios físicos sobre a dor crônica inespecífica. MÉTODO: A amostra foi constituída por 29 indivíduos que aderiram a um programa de exercícios domiciliares. Sendo aplicado o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) que permite estimar o tempo semanal gasto em atividades físicas de intensidade leve, moderada e vigorosa e a Escala Visual Analógica (EVA) que foi utilizada para avaliar a intensidade da dor. A análise estatística foi realizada de forma descritiva e inferencial. CONCLUSÃO: A aplicação de programas multidisciplinares...

A fadiga influencia a resposta dos músculos eversores após a simulação de uma entorse do tornozelo?

Rodrigues,Karina Aparecida; Brazão,Júlia Colin; César,Bruna Milene; Ozaki,Eduardo Heidi; Almeida,Renato de Sousa; Soares,Renato José; Mezêncio,Bruno; Serrão,Júlio Cerca; Amadio,Alberto Carlos; Cerqueira,Alex Sandra Oliveira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.8%
INTRODUÇÃO: a entorse em inversão do tornozelo, uma das lesões mais comuns do esporte, muitas vezes ocorre na fase final de um treino ou competição. Mesmo sabendo que a entorse é multifatorial, tal característica gera a hipótese que a fadiga muscular possa ser um fator predisponente para o desenvolvimento da lesão. OBJETIVO: a presente investigação propõe o estudo da resposta reflexa dos músculos fibular curto e longo em condições de fadiga. MÉTODOS: participaram do estudo 10 voluntárias do sexo feminino, sem histórico de entorse do tornozelo, fisicamente ativas. Utilizou-se uma plataforma simuladora da entorse em inversão do tornozelo, na qual ambos os pés das voluntárias foram fixados e somente abaixo do fixador do pé direito encontrava-se um transdutor de força. Para a indução da fadiga, inicialmente foi registrada a contração isométrica voluntária máxima (CIVM) em eversão. Durante a indução, as voluntárias foram orientadas a manter 70% da CIVM. No momento em que a força aplicada era menor que 60% da CIVM o protocolo era interrompido e as voluntárias imediatamente posicionadas sobre a plataforma simuladora. Antes e após a fadiga foram realizadas 10 simulações da entorse em ambos os tornozelos...

Efetividade dos exercícios em cadeia cinética aberta e cadeia cinética fechada no tratamento da síndrome da dor femoropatelar; Effectiveness of the open and closed kinetic chain exercises in the treatment of the patellofemoral pain syndrome; La efectividad de los ejercicios en cadena cinética abierta y la cadena cinética cerrada en el tratamiento del síndrome femo- ropatelar de dolor

Fehr, Guilherme Lotierso; Cliquet Junior, Alberto; Cacho, Ênio Walker Azevedo
Fonte: Revista Brasileira de Medicina do Esporte Publicador: Revista Brasileira de Medicina do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.83%
FEHR, Guilherme Lotierso et al. Efetividade dos exercícios em cadeia cinética aberta e cadeia cinética fechada no tratamento da síndrome da dor femoropatelar. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, [s.l], v. 12, n. 2, p.66-70, mar./abr. 2006. Bimestral. Disponível em: . Acesso em: 04 out. 2010.

Fatores determinantes do desempenho na escalada esportiva: umas das contribuições da professora Maria Augusta Kiss para o desenvolvimento das ciências do esporte no Brasil; Performance determining factors in indoor climbing: one of the contributions of professor Maria Augusta Kiss to the development of sports sciences in Brazil

Bertuzzi, Rômulo Cássio de Moraes; Pires, Flávio de Oliveira; Lima-Silva, Adriano Eduardo; Gagliardi, João F. L; Oliveira, Fernando R. de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Por mais de 30 anos, a Professora Doutora Maria Augusta Peduti Dal Molin Kiss atuou efetivamente no desenvolvimento das ciências do esporte no Brasil. Após esse período dedicado à produção de conhecimento e formação de pessoal, mais um ciclo da sua carreira se completa. Dessa forma, o objetivo deste artigo de revisão foi homenageá-la na ocasião de sua aposentadoria, abordando os principais fatores morfofuncionais determinantes do desempenho na escalada esportiva. Diversos achados indicam que a massa corporal, o percentual de gordura corporal, a força de preensão manual, o metabolismo aeróbio e anaeróbio alático, bem como a economia de movimento, são fundamentais para o sucesso nesse esporte. Para nós é um privilégio ter participado dessa trajetória brilhante da professora Kiss e homenageá-la com esse trabalho de revisão.; During over thirty years, Doctor Maria Augusta Peduti Dal' Molin Kiss has contributed effectively to the sports sciences development in Brazil. After this long period dedicated to the consolidation of knowledge and human resources in this area, another life cycle is fully completed in her career. Thus, the objective of this review is to honor Doctor Kiss in the occasion of her retirement, while showing the main anthropometric and physiological determinants of indoor climbing performance. Several findings indicate that body mass...

Influência da espessura do protetor bucal nos indicadores fisiológicos de atletas em teste de esforço máximo.

Pires, Karina Maria
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 37 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.79%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.; A odontologia do esporte possui como um de seus objetivos a prevenção e tratamento de lesões bucodentárias ocasionadas durante a atividade física. O protetor bucal (PB) do tipo customizado, confeccionado pelo dentista, é um dispositivo que pode ser usado pelos atletas para prevenção destas lesões. O objetivo deste estudo, transversal controlado, foi verificar a influência da espessura oclusal deste tipo de protetor bucal em indicadores fisiológicos durante o exercício de intensidade máxima e submáxima de atletas de basquete, com idade a partir de 16 anos. Oito indivíduos participaram do estudo. Foram realizados com cada atleta três testes incrementais em uma esteira rolante com 1% de inclinação e velocidade inicial de 8 km/h, utilizando incrementos de 0,5 km/h a cada 1 minuto, até a exaustão voluntária. Os três testes foram feitos em ordem aleatória sendo sem PB, com PB de 3mm e com PB de 5mm. A comparação das respostas fisiológicas (Consumo de oxigênio basal e máximo, Ventilação por minuto basal, Ventilação máxima, Frequência Respiratória basal, Frequência respiratória máxima, Limiar ventilatório e Velocidade pico) dos sujeitos entre os testes demonstrou que não houve diferença significativa entre o uso ou não dos protetores bucais e entre os dois tipos de protetores bucais. Os resultados encontrados nesta pesquisa colaboram para o incentivo a um comportamento mais seguro por parte da comunidade esportiva...

Sports medicine; Perspectivas profissionais da medicina do esporte

Hernandez, Arnaldo José
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
86.02%
A Medicina do Esporte é uma especialidade médica globalmente reconhecida e no Brasil tem demonstrado uma presença crescente tanto no aspecto científico quanto no institucional, além de ser um campo profissional estabelecido. Os aspectos médicos da atividade física, estudados pela Medicina do Exercício e do Esporte, ou Medicina Esportiva (ME), e suas áreas complementares, estão cada vez mais presentes na sociedade moderna. [...]

Descriptive-comparative study of aerobic performance parameters between soccer and futsal athletes. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n3p170; Estudo descritivo-comparativo de parâmetros de desempenho aeróbio de atletas profissionais de futebol e futsal. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n3p170

Baroni, Bruno Manfredini; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Porto Alegre, RS. Brasil.; Couto, William; Universidade de Caxias do Sul. Instituto de Medicina do Esporte. Caxias do Sul, RS. Brasil; Leal Junior, Ernesto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Cross-sectional study; Avaliado por Pares; Transversal Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
75.88%
Although soccer and futsal are sports with similar motor actions, the differences in size and match dynamics result in distinct physiological requirements. The objective of this study was to evaluate and compare parameters of aerobic capacity between professional soccer and futsal athletes. A total of 553 ergospirometric evaluations were performed: 367 soccer players (32 goalkeepers, 335 on-court players) and 186 futsal athletes (22 goalkeepers, 164 on-court players). The results were analyzed separately for each modality (comparison between goalkeepers and on-court players) and compared between soccer and futsal athletes. Soccer and futsal goalkeepers presented lower maximal oxygen uptake (VO2max), second ventilatory threshold (VT2), and speed to reach these thresholds than on-court players of the respective modalities. Soccer goalkeepers were superior in terms of these parameters when compared to futsal goalkeepers. No differences in VO2max or VT2 were observed between soccer and futsal on-court players, although soccer athletes reached the thresholds at higher speeds. In conclusion, soccer and futsal goalkeepers present lower aerobic capacity than on-court players. Soccer players show better performance in aerobic tests than futsal athletes; Embora futebol e futsal sejam modalidades esportivas com gestos motores semelhantes...