Página 1 dos resultados de 1165 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Dois encontros entre o marxismo e a América Latina; Two meetings between marxism and Latin America

Cruz, André Kaysel Velasco e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.13%
A presente dissertação apresenta os resultados de uma pesquisa comparativa do tema da questão nacional nas obras do historiador brasileiro Caio Prado Jr. e do jornalista e militante peruano José Carlos Mariátegui. Partindo-se da hipótese de que um dos principais dilemas enfrentados pelo marxismo na América Latina foi dar um tratamento adequado à questão nacional no sub-continente, propôs-se que ambos os autores ao abordarem a questão nacional como construção inconclusa da nação deram respostas análogas ao problema e deitaram as bases de um método marxista capaz de dar conta da realidade local. Todavia, foi preciso ir além desse elemento em comum e demonstrar os diferentes modos pelos quais ambos os autores levaram adiante suas empreitadas políticas e intelectuais. Assim, a dissertação dividiu-se em duas partes, em um primeiro momento foi feito uma reconstrução comparada dos contextos históricos do Brasil e do Peru bem como dos diferentes momentos do movimento comunista nos quais ambos atuaram. Já na segunda parte procurou-se cotejar as obras do brasileiro e do peruano em torno de alguns eixos temáticos comuns. Com esta reconstrução interligada de texto e contexto espera-se ter não apenas demonstrado as semelhanças e diferenças do pensamento de Caio Prado e Mariátegui...

Ética, filosofia do direito e crítica: entre o marxismo e a pós-modernidade; Ethics, law philosophy and critics: from marxism to postmodernity

Silva, Silvio Julio da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.13%
Vivemos, atualmente, uma grande crise econômico-financeira que afeta alguns países do mundo ocidental. Zygmunt Bauman escreveu A ética pós-moderna há mais de duas décadas, denunciando a crise ética que já existia naquela época. Aliás, a própria noção de crise, segundo Bauman, havia mudado de referência semântica, de algo relativo a critério para algo que não vai bem. Tal mudança data da Revolução Francesa acompanhando o desenvolvimento do capitalismo. A expressão pós-modernidade e, depois, modernidade líquida, de que Bauman se utiliza decorre das transformações sociais resultantes do grande progresso tecnológico mundial e, que, nos últimos anos, faz com que tenhamos de viver sempre nos adaptando a transformações de formas de vida cada vez mais efêmeras. Essa denúncia de Bauman coincide com dois aspectos importantes do marxismo: de um lado, uma irracionalidade excludente do modo de produção capitalista, inclusive com a imagem da cobra devorando seu próprio rabo. De outro, a denúncia da Escola de Frankfurt, quanto à razão instrumental. Contrariamente à Escola de Frankfurt, que admitiu entre seus membros considerações psicanalíticas, como as contribuições de Eric Fromm, Wilhelm Reich e Herbert Marcuse...

Marxismo, comunicação e cultura - Raymond Williams e o materialismo cultural; -

Azevedo, Fábio Palácio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.13%
O materialismo cultural é uma abordagem metodológica contemporânea em Teoria Cultural. Trata-se de "uma teoria das especificidades da produção material de cultura e literatura dentro do materialismo histórico", conforme define Raymond Williams (1921-1988), um dos principais nomes ligados a essa perspectiva. Fundador da tradição britânica dos estudos culturais, Williams concebe a cultura, na contramão da crítica literária tradicional - de base romântico-idealista -, como produção material da sociedade. O trabalho expõe o sistema de axiomas e categorias do materialismo cultural e investiga as conexões intelectuais e políticas entre o materialismo cultural e a tradição marxista, por meio de um diálogo envolvendo o marxismo clássico e as obras de Gramsci e Raymond Williams. Argumenta-se que o materialismo cultural contribuiu para o avanço da concepção materialista histórica no campo da cultura, permitindo uma ampliação de horizontes e o enfrentamento dos notáveis dilemas que o marxismo sofreu ao abordar problemas da comunicação e da cultura. Mostra-se de que maneira o materialismo cultural pode servir de referência conceitual para as lutas políticas contemporâneas pela democratização da comunicação e da cultura.; Cultural Materialism is a methodological approach in contemporary cultural theory. It is "a theory of the specificities of material cultural and literary production within historical materialism"...

Crítica da modernidade e marxismo weberiano: aspectos da trajetória indisciplinada de Michael Löwy

Querido, Fabio Mascaro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
Em sua vasta trajetória intelectual – que atravessa os múltiplos campos teóricos das ciências humanas – Michael Löwy destacou-se pela capacidade de estabelecer um diálogo profícuo entre tradições diversas do pensamento social. Partindo desta constatação, o objetivo deste artigo é a apresentação e sistematização de alguns aspectos decisivos da trajetória teórica e intelectual de Michael Löwy, com ênfase especial: 1) na importância da sua formação intelectual, ainda no Brasil (no final da década de 1950), para a constituição de uma leitura não-dogmática do marxismo; e 2) sua incorporação da dialética no diagnóstico weberiano da modernidade. O artigo argumenta que essa interpretação “aberta” do marxismo permitiu-lhe reinterpretar autores do passado — como Marx e Weber — a partir das condições de possibilidade do cenário histórico e intelectual contemporâneo. Esta disposição para enfrentar os desafios do presente sem abandonar as perspectivas do passado comprova a importância da obra de Löwy para as ciências sociais e, mais especificamente, para o marxismo contemporâneo.; In his intellectual life – which includes several areas of the Humanities – Michael Löwy distinguished himself for the capacity of establishing a rich dialogue between different traditions in the social thought. Starting from this assessment...

Marxismo e a universidade no Brasil : um estudo sobre o "Seminario Marx" : (1958-1964); Marxism and university in Brazil : a study about the "Marx Seminar" : (1958-1964)

Eder Luiz Martins
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Esta dissertação procura discutir no âmbito da História Sócio-Cultural, alguns aspectos sobre as origens da Universidade no Brasil, em particular o caso da Universidade de São Paulo e seus impactos para a discussão acadêmica e de desenvolvimento do país. Também procura analisar o impacto do surgimento entre nós do marxismo e de suas mais variadas correntes políticas e intelectuais. Neste sentido procura incorporar um debate no seio da sociedade brasileira do desenvolvimento do ensino superior e do marxismo, na medida em que este se desenvolve dentro do meio universitário e de suas conseqüências para o desenvolvimento intelectual brasileiro. O estudo sobre um grupo de estudos marxistas dentro do meio o universitário brasileiro procura encaminhar uma discussão mais profunda sobre os impactos tanto do marxismo, quanto da Universidade no debate sobre os caminhos do desenvolvimento e consolidação do país; This thesis tries to discuss, in the field of Social and Cultural History, some aspects of the origins of the University in Brazil, particularly paying attention to the University of São Paulo and its impacts in the academia and in the development of the country. This work also intends to analyze the appearance in Brazil of the Marxism and its political and intellectual streams. In these sense...

Marxismo e elitismo: dois modelos antagônicos de análise social?

Codato,Adriano; Perissinotto,Renato M.
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este artigo contrapõe-se às proposições sobre poder, classe e dominação política de classe elaboradas por uma vertente particular do marxismo - o marxismo estruturalista -, por meio de um diálogo crítico com um de seus autores paradigmáticos: Nicos Poulantzas. Defendemos que, ao contrário do que sugere Poulantzas, a introdução do conceito de "elite" no interior do marxismo teórico pode ser produtiva para o desenvolvimento dessa perspectiva de análise social, tornando a abordagem classista da política operacionalizável cientificamente.

Marxismo e ciência social: um balanço crítico do marxismo analítico

Perissinotto,Renato
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este artigo discute as proposições críticas feitas pelos marxistas analíticos ao marxismo tradicional. Apresenta-se, num primeiro momento, o conteúdo dessas críticas, notadamente no que diz respeito à explicação funcional; num segundo momento, avalia-se em que medida é possível defender esse tipo de explicação; em seguida, discutem-se as propostas metodológicas feitas pelos marxistas analíticos, suas vantagens e limites; por fim, apresenta-se o que, a nosso ver, deve ser levado em consideração dessas críticas para que o marxismo se fortaleça como ciência social.

A (des) continuidade da tradição marxista no pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe

Rodrigues Cavalcanti Alves, Ana; Veras Soares, Eliane (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Neste trabalho buscamos investigar continuidades e descontinuidades da tradição marxista no pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe. Tomamos como ponto de partida a identificação de conceitos e formas discursivas oriundos do marxismo que são prolongados na transição para o enfoque pós-marxista. Para tanto, discutimos, primeiramente, a complexidade intrínseca à idéia de tradição marxista em diferentes momentos de sua história. Essa discussão permitiu apreender os debates e preocupações desenvolvidos no interior da tradição marxista que foram herdados pelo pós-marxismo, como a tentativa de combater o economicismo e afirmar a centralidade da política. O pós-marxismo também herda os dilemas políticos decorrentes da crise do marxismo e tenta repensar uma estratégia socialista na nova conjuntura do último quartel do século XX. Num segundo momento, abordamos as respostas à crise do marxismo que contribuíram para a constituição de um terreno pós-marxista e assinalamos como o grupo Socialismo ou Barbárie, a retomada do pensamento de Gramsci, as idéias de Derrida e a psicanálise exerceram forte influência sobre o enfoque de Laclau e Mouffe. Como desdobramento dessa análise, analisamos o desenvolvimento intelectual de Laclau e Mouffe e ressaltamos que há um contínuo diálogo crítico com a tradição marxista e um esforço no sentido de superar todo pressuposto essencialista inerente ao pensamento marxista. Por fim...

Geografia, militância e marxismo: a trajetória de Horieste Gomes e sua participação no Movimento de Renovação da Geografia Brasileira; Geography, activism and marxismo: the course of Horieste Gomes and his participation in the Brasilian Geography Renewal Movement

Freitas, Weder David de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
This study aims to understand the participation of teacher Horieste Gomes in the Brazilian Geography Renewal Movement. So, we used the contextual approach method proposed by Berdoulay ([1981] 2003) to help our research. Based on this methodological perspective, we investigated geography development specifically, the so-called Critical Geography and Horieste Gomes participation in the Renewal Movement. We understand that science develops from two important factors: the first is the social context in which it is and the second is the theoretical and methodological bases that will support scientific thinking. In Brazilian Geography, in the 1960s, 1970s and 1980s, there was a meeting between these two factors, providing a moment of epistemological rupture and the formation of a new geographical science conception. This meeting enabled a reinterpretation of Geography and its social function, both in the social context, particularly the military dictatorship actions, and the politicalacademic setting, with the possibility of a pure Marxist reading, with no interference. However, to go only to the original Marxism in a political framework developer was not enough. There was a difficult task to be done: join Marxist theory to geographical science. How could that be...

La formación de la clase obrera en Inglaterra : E. P. Thompson y la crisis del marxismo; The making of the English working class: E. P. Thompson and the crisis of Marxism

Díez Rodríguez, Fernando
Fonte: Murcia : Universidad de Murcia, Departamento de Sociología y Trabajo Social Publicador: Murcia : Universidad de Murcia, Departamento de Sociología y Trabajo Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este artículo aborda la importante y fundamental obra de E. P. Thompson desde la perspectiva de la crisis del marxismo en los años 1960, y la manera cómo esta crisis se refleja en el autor y en la obra. La novedad y la influencia de la obra más conocida de E. P. Thompson tienen que ser entendidas en este contexto específico y crítico, así como el intento revisionista que lleva a cabo como reacción a la crisis del marxismo. Tal revisionismo nos conduce a su apasionada lectura de William Morris. Mediante ésta, descubre una tradición alternativa al marxismo ortodoxo, tanto para investigar la historia de las clases, como para redefinir su propia idea del anti-capitalismo. Esta tradición alternativa fue considerada por E. P. Thompson compatible con las ideas originales de Karl Marx.; ABSTRACT This article addresses the important and fundamental work of E.P.Thompson from the perspective of the crisis of Marxism in the 1960s, and the way that this crisis is reflected by the author. The novelty and influence of E.P. Thompson’s most well-known work must be understood within this specific, critical context, just as one must understand, contextually, his revisionist attempt which he carried out in reaction to the crisis of Marxism. His revisionist views led to his fervent reading of William Morris. Through this...

AS AVENTURAS DO MARXISMO NO BRASIL

Musse,Ricardo
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
A meditação acerca da importância e do lugar do marxismo na sociedade brasileira – seja na vida política e social, seja na produção intelectual e cultural – adquiriu uma via privilegiada com a conclusão da obra coletiva História do marxismo no Brasil. Um inventário, mesmo que precário, de suas lacunas e superposições também abre espaço para um balanço da produção bibliográfica sobre o marxismo brasileiro. A partir disso, torna-se possível destacar estruturas e tendências em seu desenvolvimento histórico.

Fuegos cruzados: la genealogía del poder de Michel Foucault y el marxismo

Santucho, Marcos Ariel
Fonte: Facultad de Filosofía y Humanidades - UNC Publicador: Facultad de Filosofía y Humanidades - UNC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.48%
Las relaciones teóricas entre Michel Foucault y el marxismo fueron confusas, algunas caracterizadas por una actitud de acercamiento y afinidad, otras por un distanciamiento y rechazo. En nuestro trabajo abordaremos estas relaciones en el periodo genealógico de la producción foucaultiana, desarrollado durante la década del ’70; etapa en la que se propone investigar las relaciones entre poder y saber, objeto de estudio que lo conducirá a un enfrentamiento con el marxismo. Deleuze, Poster, Dreyfus y Rabinow han identificado y explicitado las críticas parciales a la concepción marxista del sujeto, de la ideología y del poder, que generalmente son recogidas y presentadas en conjunto como los motivos por los cuales Foucault impugna el marxismo. Sin embargo, no se ha explorado aún en profundidad si existe un argumento fundamental por el cual el pensador francés rechazaría el marxismo de manera completa, un argumento desde donde sea posible comprender e integrar todas aquellas críticas parciales. A fin de afrontar este problema, sostenemos las siguientes hipótesis de trabajo: en principio, mantenemos que es posible delinear en Foucault una posición teórica definida y argumentada de completo rechazo del marxismo, vinculada con la pretensión de presentar su genealogía del poder como una matriz válida y eficaz de análisis de las relaciones de poder; por otra parte...

Alienación y sufrimiento en el trabajo. Una aproximación desde el marxismo

León Medina, Francisco José
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html
Publicado em //2002 SPA
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este trabajo se desarrolló en el marco del proyecto de investigación “Relaciones de producción, subjetividad, sentimientos y acción” que llevó a cabo el GESES (Grup d’Estudis Emocions, Sentiments i Societat), bajo la dirección de la doctora María Jesús Izquierdo Benito. El objetivo fundamental de este proyecto es el análisis de la relación entre los procesos de creación de subjetividad y los de su objetivación, es decir, el estudio de la relación existente entre las condiciones que producen subjetividad y las condiciones en las que esa subjetividad se expresa y actúa. La defensa de una concepción de la subjetividad entendida en términos de sujetar y de estar sujeto tiene su raíz en una motivación de carácter humanista: se trata, en definitiva, de reconocer el papel que tienen las personas en la configuración de sus vínculos y al tiempo, de prestar toda la atención al impacto de esos vínculos en el bienestar y el sufrimiento de los seres humanos. Ya que el proyecto de evitar el sufrimiento evitable (el propio y el ajeno) parece una mejor estrategia que la experimentación de placer, no sólo para producir un cambio radical en nuestros vínculos, sino incluso para fundar la solidaridad que tal cambio necesita como prerrequisito...

Algumas aproximações entre psicologia social e marxismo

Portugal, Francisco Teixeira; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do Rio de Janeiro; Boechat, Filipe; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do Rio de Janeiro; Gonçalves, Mariana Alves; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade Publicador: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Este artigo examina algumas aproximações históricas entre a psicologia social e o marxismo. A indeterminação e a amplitude de cada um dos domínios em exame determinou que limitássemos nossa análise aos trabalhos cuja referência ao marxismo recebem destaque. Assim, em primeiro lugar, apresenta-se a psicologia social comunitária: sua formação histórica, seus conceitos, seus procedimentos e seus propósitos. Em seguida, discorre-se sobre o realismo crítico, com seus representantes e as suas principais reivindicações. Conclui-se que a referência ao marxismo, muito embora não constitua um atestado de fidelidade conceitual, favorece a reflexão histórica e epistemológica sobre a psicologia e a busca de legitimidade e espaço de atuação.

Marxismo e pós-marxismo: um diálogo em torno das classes sociais

Southier, Diane; Pós-Graduação em Sociologia Política da - Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2014v11n2p78O objetivo do artigo éestabelecer um diálogo entre marxismo e pós-marxismo, cujo fio condutor é o conceito de classe social. Discute-se o movimento de construção do pós-marxismo em Laclau e Mouffe, privilegiando sua referência em Gramsci. A maneira de abordar o tema move-se entre os sistemas de pensamentoe o conceito de classe social aparece como uma “ideia-unidade”. Demonstra-se como o problema das classes sociais esclarecea relação que há entre marxismo e pós-marxismo. Em Laclau e Mouffe, a classe passa a ser pensada dentro de uma vasta amplitude de articulações possíveis para a constituição dos agentes sociais em sujeitos históricos. Por fim, almeja-se uma discussão sobre o projeto político do pós-marxismo, de democracia radical e plural, e a importância da tradição marxista e a herança de seu “espírito crítico”.

The subjects who have never been historical – a criticism to eurocentric marxism; Los sujetos que nunca fueron históricos – una crítica al marxismo eurocéntrico; Os sujeitos que nunca foram históricos – uma crítica do marxismo eurocêntricodoi:10.5007/1807-1384.2011v8n1p34

Aldeia, João; Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra; Estanque, Elísio; Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Reflexão teórica; ; Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
Despite its limitations, classical Marxism remains an essential theory for the critical understanding of contemporaneity. However, some of its assumptions are unsustainable. Starting from a constructive criticism of Marxism, namely of its Eurocentered nature, this article attempts to deconstruct the notion of the proletariat as historical subject, considering it empirically unverifiable. If there are no groups destined to lead the process of socio-historical change, the real emancipation of the oppressed of the world has necessarily to articulate the struggles of the working classes with those of all the other dominated groups in the world-system.; A pesar de sus limitaciones, el marxismo clásico sigue siendo una teoría esencial para la comprensión crítica de la contemporaneidad. Sin embargo, algunos de sus supuestos son insostenibles. Desde una crítica constructiva del marxismo, en particular su carácter euro centrado, este artículo pretende deconstruir la noción del proletariado como sujeto histórico, considerándolo empíricamente inverificable. Si ningún grupo es predestinado a conducir el proceso de cambio socio-histórico, la emancipación real de todos los oprimidos del mundo tiene que articular las luchas de las clases obreras con las de todos los demás grupos dominados en el sistema-mundo.; Apesar das suas limitações...

The place of Marxism in the field of teacher education; El lugar del marxismo en la formación del educador; O lugar do marxismo na formação do educador

Jiménez, Susana; Gonçalves, Laurinete; Barbosa, Luis
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
The article is based upon an investigation in the field of teacher education, which intended to verify the presence/absence of Marxism within the context of the Pedagogy Course. Data was gathered through the analysis of curricular programs; questionnaires and interviews applied to instructors at Ceará State University (Brazil). The results indicate the critical-reflexive teacher as the Course's central point of reference for the majority of the subjects reached by the research. Meanwhile, the presence of Marxist cri- tique within that context was found to be scarce and, all in all, rather problematic. On the other hand, despite the unqualifying process that swept it away from the academic world, Marxism, taken from a unitary and revolutionary standpoint, appears to support the development of two of the Course's programs. The article reaffirms the relevance of Marxism and defends an educational project which points beyond a capitalistic perspective. ; El artículo se basa en una pesquisa desarrollada en el campo de la formación del educador, visando a verificar la presencia/ ausencia del Marxismo en la carrera de pedagogía. Los datos fueron colectados a través del examen de planes de asignaturas, cuestionarios y entrevistas aplicadas a profesores de la carrera de pedagogía de la Universidade Estadual do Ceará. Los resultados apuntan la formación del profesor crítico-reflexivo como el eje dominante de la carrera...

El efecto Foucault, entre el hombre nuevo y la crisis del marxismo

Canavese,Mariana
Fonte: Prismas Publicador: Prismas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 ES
Relevância na Pesquisa
37.24%
Entre la pluralidad de usos que encontraron las elaboraciones de Michel Foucault en la Argentina, una serie de apropiaciones se relaciona con Marx y el marxismo. Una aproximación a algunas de ellas transita necesariamente entre las primeras circulaciones de sus textos a fines de la década de 1950 y las lecturas situadas en los años setenta. Luego cristalizarán usos de las elaboraciones y la cita foucaultianas que, dentro de la problemática abierta por la llamada "crisis del marxismo", oscilan entre la aprobación y el rechazo. Indagamos especialmente algunos de esos usos, en el contexto de apertura democrática, de revisión de la experiencia de masas de los setenta y fuerte distensión de la presencia del discurso marxista en el campo intelectual. Intentamos, así, profundizar los matices que complejizan la división entre un marxismo ortodoxo y los nuevos aires de la teoría crítica marxista, exponer un problema de la recepción de ideas mediante diversos usos estratégicos de dichos discursos entre agentes político-intelectuales en un contexto específico, visualizar los modos en que esas lecturas se articularon con determinadas maneras de interpretar la política y la cultura locales.

Socialismo y marxismo: ¿dos cadáveres? (Regímenes burocrático-autoritarios y marxismo vulgar)

Valenzuela Feijóo,José
Fonte: Colegio de Humanidades y Ciencias Sociales, Universidad Autónoma de la Ciudad de México Publicador: Colegio de Humanidades y Ciencias Sociales, Universidad Autónoma de la Ciudad de México
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 ES
Relevância na Pesquisa
37.24%
En el mundo contemporáneo existe una noción muy extendida: el derrumbe de la URSS (y de sus similares) es equivalente al fracaso del socialismo y de la teoría marxista. El autor rechaza este punto de vista y argumenta en favor de: a) el sistema social que se derrumbó en la URSS no era socialista. Este carácter lo perdió antes de 1950; b) la teoría oficial imperante en la URSS representó una brutal deformación del marxismo original; c) el marxismo auténtico conserva su fuerte poder explicativo; d) las realidades del capitalismo contemporáneo obligan a seguir pensando en un orden social post-capitalista.

MARXISMO E PEDAGOGIA

Saviani, Dermeval
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
Partindo dos diferentes sentidos do verbete “socialismo” o artigo aborda as relações entre marxismo, educação e pedagogia para esclarecer o significado da locução “pedagogia socialista” como expressão da teoria marxista da educação. Para tanto o texto foi estruturado em três momentos. No primeiro se explicita o lugar da educação na teoria marxista evidenciando a atualidade dessa corrente filosófica. No segundo momento o texto trata da pedagogia socialista no contexto do marxismo. Finalmente faz-se referência, à guisa de conclusão, à pedagogia histórico-crítica como expressão de uma pedagogia de inspiração marxista.