Página 1 dos resultados de 649 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

[Des] Igualdade de oportunidades nos manuais escolares de Educação Física do 2º Ciclo do Ensino Básico? Análise das ilustracções e das percepções de professores / as estagiários /as

Queirós, Telma Maria Gonçalves
Fonte: Universidade do Porto, Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física Publicador: Universidade do Porto, Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Alguns estudos referem que a maioria das ilustrações dos manuais escolares veiculam estereótipos e preconceitos sócio-culturais, acentuando as desigualdades de oportunidade entre os/as alunos/as. Neste contexto, pensamos que a Educação Física, como disciplina curricular e, especificamente, os manuais escolares, como instrumentos importantíssimos no processo de ensino-aprendizagem, têm um papel determinante na promoção de um ensino mais inclusivo e que se quer inter/multicultural. Assim, são objectivos do nosso trabalho avaliar se as ilustrações dos manuais escolares de Educação Física do 2.º Ciclo do Ensino Básico reflectem a igualdade de oportunidades a todos/as os/as alunos/as sem qualquer distinção do sexo, raça, etnia ou outras marcas de diferença e conhecer se professores/as-estagiários/as do curso de Educação Física da Escola Superior de Educação de Bragança estão conscientes desta questão. A amostra foi constituída por nove manuais, cujas ilustrações foram sujeitas a observação, e por 8 professores/as-estagiários/as (quatro de cada sexo) com os/as quais foram realizadas entrevistas semi-estruturadas. Procedeu-se à análise de conteúdo dos dados referentes aos manuais e às respostas dos indivíduos...

Integração CTSA em manuais escolares de ciências da natureza do 5º ano de escolaridade

Fernandes, Isabel Marília Borges; Pires, Delmina
Fonte: AIA-CTS Publicador: AIA-CTS
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
As Orientações Curriculares para o Ensino Básico preconizam o desenvolvimento de capacidades que tornem os alunos cidadãos capazes de lidar com o meio em que estão inseridos, tornando-os aptos a aliar os conteúdos científicos às questões problemáticas atuais, em suma, cidadãos cientificamente literados capazes de aplicar o conhecimento científico em situações do quotidiano. Consideramos a abordagem CTSA, (Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente) uma das perspetivas mais inovadoras e atuais de ensino das ciências, capaz de dotar os alunos das competências/capacidades atrás referidas, e que deve, por isso, estar incorporada nos manuais escolares, uma vez que o seu principal objetivo é, precisamente, possibilitar aos alunos a compreensão dos avanços científicos e tecnológicos presentes no seu quotidiano. A comunicação que se apresenta baseia-se num estudo de análise de manuais escolares de Ciências da Natureza que teve como principal objetivo averiguar se os manuais escolares do 5ºano de escolaridade, editados em 2010, exploram os conteúdos científicos interligando-os com a Tecnologia, a Sociedade e o Ambiente, e se apresentam atividades que apelam para o estabelecimento dessas relações. Utilizou-se uma metodologia de investigação qualitativa...

A perspectiva CTSA nos manuais escolares de ciências da natureza do 2º CEB

Fernandes, Isabel Marília Borges; Pires, Delmina
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação Publicador: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Perante o rápido avanço da ciência e da tecnologia e o impacto que estas têm na sociedade e no ambiente, preocupa-nos o Como promover uma Educação Científica que vise a participação informada e responsável de todos na tomada de decisões, nomeadamente quando essas decisões se relacionam com os avanços científicos e tecnológicos que podem colocar em risco as pessoas e o meio ambiente. Pensamos que a abordagem CTSA (Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente), uma das linhas mais inovadoras e actuais do ensino das ciências, pode auxiliar nessa promoção. Consideramos que esta perspectiva de ensino pode dotar os alunos de capacidades para lidar com o meio em que estão inseridos, tornando-os capazes de integrar a aprendizagem científica com as questões problemáticas actuais, ou seja, desenvolvendo-lhes a literacia científica. Para responder a estas exigências e promover um ensino das ciências numa perspectiva CTSA, torna-se necessário que os recursos curriculares, em particular os manuais escolares, contemplem não só actividades de ensino/aprendizagem que chamem a atenção para as relações entre a Ciência, a Tecnologia, a Sociedade e o Ambiente, mas também um discurso/informação onde essas relações sejam evidenciadas. A comunicação que se apresenta baseia-se num estudo que se foca na análise de manuais escolares de Ciências da Natureza e que teve como principal objectivo averiguar se os manuais escolares do 5ºano de escolaridade...

Álcool, tabaco e outras drogas : concepções de professores e alunos do ensino básico e secundário e análise de programas e manuais escolares

Gonçalves, Artur; Rodrigues, Vitor; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade dos Açores ; Universidade do Minho Publicador: Universidade dos Açores ; Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
O propósito desta investigação foi de averiguar qual o quadro de orientação dos programas escolares sobre a toxicodependência, que evolução teve ao longo dos anos em Portugal, que representatividade têm os programas nos manuais escolares nacionais e compará-los aos de outros 15 países; que percepções têm os operacionalizadores (professores) e destinatários (alunos) destes instrumentos pedagógicos e que alterações consideram importantes para melhorar a actual abordagem ao consumo de álcool, tabaco e outras drogas (ATD). Procedeu-se à análise comparativa de 13 programas escolares nacionais, de 348 manuais escolares portugueses e de 61 manuais de outros 15 países (do projecto europeu FP6 Biohead-Citizen) bem como das concepções de 209 professores e 816 alunos dos três ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário. Verificou-se que nos anos 70 surgem as primeiras referências explícitas nos manuais escolares portugueses sobre a problemática do ATD, que vão aumentando progressivamente de reforma para reforma. As referências são definidas por ciclo de ensino e não por ano de escolaridade e os programas do ensino secundário são os que apresentam menos referências. Em geral os manuais conformam com o programa que lhe está subjacente. A componente textual é grandemente superior à dimensão icónica e a abordagem incide sobre os problemas físicos...

Abordagem do tabagismo nos programas e manuais escolares portugueses ao longo das últimas cinco décadas

Ferreira, Cláudia; Gonçalves, Artur; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Educação (CIEd) Publicador: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.96%
O tabagismo constitui um grave problema de saúde pública porque não sendo factor de risco apenas para o próprio fumador, também o é para aqueles que, não o sendo, se encontram expostos ao fumo passivo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), anualmente cerca de 4,9 milhões de pessoas morrem, em todo o mundo, em resultado do tabagismo e, se a epidemia não for travada, a mesma organização estima que, em 2020/30, esse número chegará aos 10 milhões de pessoas por ano. Para a prevenção e combate ao tabagismo, a ciência e as instâncias nacionais e internacionais (ONU, OMS, UNICEF, UNESCO), reconhecem nas políticas educativas (programas e manuais escolares) e na escola, o mais poderoso instrumento para esse fim e o pilar onde se deve alicerçar toda a acção. Assim, procurou-se verificar a evolução dos níveis e paradigmas de abordagem à adição tabágica no campo da transposição didáctica: nos Programas Escolares e nos Manuais Escolares. Para tal, procedeu-se à análise de 13 programas escolares nacionais (dos 1º, 2º e 3º CEB e do Ensino Secundário), desde 1968 a 2006, e de 348 manuais escolares (Estudo do Meio, Ciências da Natureza, Ciências Naturais e Biologia), desde 1967 a 2007, tendo-se utilizado as grelhas de análise elaboradas no âmbito do Projecto Europeu “BIOHEAD-CITIZEN” (Biology...

A similaridade dos manuais escolares de Ciências da Natureza dos ensinos Primário e Básico (1. º Ciclo). Análise ao ensino e aprendizagem da Botânica escolar no último século em Portugal

Guimarães, Fernando
Fonte: Instituto Politécnico de Castelo Branco/Escola Superior de Educação Publicador: Instituto Politécnico de Castelo Branco/Escola Superior de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
A análise de manuais escolares mostra que a existência de conteúdos de Botânica no ensino das Ciências, no último século em Portugal, não pode ser compreendido à margem da natureza das políticas educativas, nem das políticas curriculares. Os manuais escolares têm para a escola uma importância na conformação das formas e dos conteúdos do conhecimento pedagógico. Articulando aspectos relativos à sequência e ao ritmo da transmissão de conhecimentos possuem importantes objectivos pedagógicos e didácticos concretizados através das actividades que propõem e dos modos de avaliar as aquisições realizadas. Este estudo, baseado na dissertação de doutoramento em Estudos da Criança, assume como objectivo principal analisar qual a importância que tem sido conferida, em Portugal, à área de Botânica nos manuais escolares de Ciências da Natureza dos Ensinos Primário e Básico (1.º Ciclo) no século XX. Na tentativa de perceber de que forma ocorreu uma evolução na abordagem de conteúdos de Botânica, apreciamos manuais escolares baseados em 11 princípios. Esta apreciação, apoiada numa abordagem metodológica assente na análise de conteúdo, pelo estabelecimento de categorias a posteriori, e na análise de clusters...

Análise comparativa dos aspectos alimentares em manuais escolares de 16 países

Gonçalves, Artur; Jesus, António C.; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
A escola, como elemento principal da homogeneização do saber, e o manual escolar, como instrumento didáctico que espelha as políticas educativas e os interesses da sociedade a que se destinam, têm um papel determinante na prevenção e combate aos problemas de foro alimentar bem como na construção de padrões alimentares saudáveis. No âmbito do quadro descrito procedeu-se a uma análise comparativa da informação sobre Educação para a Saúde veiculada pelos manuais escolares de 16 países envolvidos no projecto Europeu BIOHEAD-CITIZEN. Os países envolvidos neste projecto diferem não só pela sua distribuição geográfica mas também, e principalmente, pelo seu desenvolvimento histórico, político e sociocultural, sendo 12 países Europeus (Alemanha, Chipre, Estónia, Finlândia, França, Hungria, Itália, Lituânia, Malta, Polónia, Portugal e Roménia), 3 Africanos (Marrocos, Moçambique e Senegal) e um do Próximo Oriente (Líbano). Utilizou-se uma parte da grelha de análise desenvolvida no projecto acima referido referente à parte dos “Alimentos e Nutrientes”, abrangendo cinco temas: “Tipo de alimento”, “Categoria dos nutrientes”, “Função dos nutrientes”, Dieta equilibrada” e “Requisitos nutricionais”. Da análise comparativa entre os manuais escolares dos 16 países constata-se ser nos da Finlândia onde há mais ocorrências em todos os temas e respectivos parâmetros...

Análise histórica da nutrição nos manuais escolares portugueses e comparação dos actuais com os equivalentes franceses

Ferreira, Cláudia; Jesus, António C.; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade da Beira Interior. Departamento de Psicologia e Educação Publicador: Universidade da Beira Interior. Departamento de Psicologia e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
O presente trabalho realizou-se no âmbito do Projecto Europeu de Investigação “Biohead Citizen: Biologia, Saúde e Educação Ambiental para uma melhor Cidadania”, em que participaram 19 países e se analisaram seis tópicos em manuais escolares do ensino primário e secundário: 1-Educação para a saúde, 2-Reprodução humana e Educação Sexual 3-Ecologia e Educação ambiental (e desenvolvimento sustentável); 4-Evolução humana; 5-Genética humana; 6-Cérebro humano e Epigénese cerebral. Numa primeira fase, conceberam-se as grelhas de análise para cada um dos tópicos de ensino para serem usadas por todas as equipas envolvidas no projecto. Depois de um teste piloto em cada país, as grelhas foram revistas e melhoradas para serem então aplicadas nos manuais de cada país. Cada equipa procedeu á análise dos seus manuais escolares, preenchendo a respectiva grelha de análise. Em Portugal procedeu-se da mesma forma, mas para além dos manuais actuais, realizámos também um estudo histórico, analisando manuais escolares dos séculos XX e XXI. No presente estudo apresentamos os resultados relativos ao tópico “2-Educação para a Saúde”, dando especial relevo ao sub-tópico “Nutrição” nos manuais do Ensino Primário/1º Ciclo do Ensino Básico. Procedeu-se ainda à análise comparativa da apresentação deste sub-tópico nos manuais actuais portugueses e dos seus congéneres franceses.; Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) - Projecto “Análise de manuais escolares” (PTDC/CED/65224/2006)...

Como as infeções sexualmente transmissíveis são apresentadas em manuais escolares de 16 países e que formas de prevenção são facultadas; How the sexually transmitted infections are presented in school manuals in 16 countries and which prevention ways are provided

Ferreira, Cláudia; Bernard, Sandie; Clément, Pierre; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
No âmbito do projeto Europeu Biohead-Citizen “Biologia, Saúde e Educação Ambiental para uma melhor cidadania” foi levada a cabo uma análise comparativa no tópico “Reprodução Humana e Sexualidade”, para a qual se construiu uma grelha de análise específica aplicada em manuais escolares de 16 países (Alemanha, Chipre, Estónia, Finlândia, França, Hungria, Itália, Líbano, Lituânia, Malta, Marrocos, Polónia, Portugal, Roménia, Tunísia, Senegal). No presente trabalho apresentam-se os resultados sobre a forma como as Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST) são apresentadas nos manuais e que meios de prevenção destas doenças são referidos. A SIDA é a IST mais comummente apresentada, estando presente em todos os manuais escolares analisados dos vários países, sendo que a ocorrência de outras IST (clamídia, herpes genital, papiloma vírus humano, sífilis, gonorreia, cancroide, hepatite viral, vaginite) é variável entre os manuais dos 16 países. No que concerne métodos de prevenção das IST, o uso do preservativo masculino nas relações sexuais é o mais referido, sendo as imagens geralmente de um preservativo masculino enrolado no seu invólucro ou fora deste, ou desenrolado. Os manuais de França Senegal e Tunísia são os que se encontram mais ancorados no modelo Biomédico...

A criatividade em manuais escolares de ciências do ensino básico : análise de manuais de estudo do meio (1º ciclo) e de ciências da natureza (2º ciclo)

Pereira, Isabel Maria dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.92%
O presente estudo teve como finalidade realizar uma análise de manuais escolares de Estudo do Meio do 4º ano e de Ciências da Natureza do 5º ano, respectivamente dos 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, a fim de se saber se estes providenciam actividades potenciadoras do desenvolvimento de capacidades de pensamento criativo. Enquadrou-se esta temática na importância da criatividade na Educação em Ciências no Ensino Básico e, em particular, nos manuais escolares. A metodologia qualitativa, do tipo descritivoexploratória, cujo locus concreto foram os referidos manuais escolares mais adoptados no ano lectivo de 2004/2005 no Concelho de Aveiro. O instrumento de recolha de dados foi a Lista de Verificação de Criatividade adaptada de Neves (1995). Concluiu-se, pelos dados coligidos e sua análise, que os referidos manuais não incluem, na globalidade, actividades promotoras da criatividade dos alunos e quando o fazem estas surgem de uma forma pontual e implícita. Tendo em conta os indicadores de criatividade a nível da detecção de problemas/falha de informação concluiu-se que apenas os manuais de Ciências da Natureza do 5º ano do 2º Ciclo do Ensino Básico contemplam alguns itens do referido indicador, tais como, delinear...

Manuais escolares de estudo do meio, educação CTS e pensamento crítico

Alves, Daniel Filipe Ferreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.96%
No âmbito da preparação para o exercício da cidadania, a educação científica com orientação Ciência / Tecnologia / Sociedade [CTS] ligada ao Pensamento Crítico tem-se afigurado como uma via promissora. Pretendem-se alunos, futuros cidadãos, que façam uma leitura crítica da realidade e se sintam preparados para participar esclarecida e activamente na sociedade, nomeadamente sobre questões que envolvam a Ciência e a Tecnologia. Estas são também finalidades presentes nos currículos nacionais de ciências, nomeadamente do Ensino Básico. Neste quadro, é recomendável que os recursos curriculares, com destaque para os manuais escolares, respondam a estas exigências. Estes devem, por isso, contemplar actividades/estratégias e um discurso/informação que permita desenvolver de modo explícito e intencional capacidades de pensamento crítico no contexto de uma educação CTS. Nesta perspectiva, realizou-se este estudo com o propósito de caracterizar os manuais escolares de Estudo do Meio do 4º ano de escolaridade quanto às finalidades da Educação em Ciências ligadas à Educação Ciência– Tecnologia–Sociedade e ao Pensamento Crítico – [CTS/PC]. Além disso, pretendeu-se conhecer o que os autores dos respectivos manuais pensam a respeito destas finalidades e analisar a sua consistência com as propostas integradas nos seus manuais. O estudo é de natureza qualitativa e foram utilizadas duas técnicas de recolha de dados. A análise documental e o inquérito por entrevista. Construíram-se instrumentos que permitiram a recolha de dados. O primeiro consistiu num instrumento de caracterização de manuais escolares de estudo do meio. O segundo foi um guião de entrevista aos autores dos manuais escolares que acederam em colaborar neste estudo. Os resultados obtidos na caracterização dos manuais escolares de estudo do meio mostram que estes...

O processo de avaliação e certificação de manuais escolares: área curricular disciplinar de estudo do meio do 1º ano de escolaridade

Peixinho, Joana Isabel Pinheiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
O presente trabalho tem como temática o actual processo de avaliação e certificação de manuais escolares. Os da área curricular de Estudo do Meio do 1.º ano de escolaridade foram objecto de avaliação por parte de equipas científico-pedagógicas, com intuito da atribuição da certificação, para serem objecto de adopção pelas escolas/agrupamentos de escolas no ano lectivo 2010/2011. Este processo, tendo como objectivos centrais o de garantir a qualidade científica e pedagógica, assegurar a sua conformidade com o currículo nacional e programas e atestar que constituem instrumento promotor do sucesso educativo, além da sua novidade não foi, ao que se conhece, estudado. Neste contexto procurou-se averiguar como foi operacionalizado e de que modo contribuiu para a qualidade dos manuais escolares da área curricular disciplinar de Estudo do Meio do 1.º ano de escolaridade. Deste modo, este estudo pretendeu dar resposta a três questões: Como se efectua o novo processo de avaliação e certificação dos manuais escolares de Estudo do Meio? Que importância os autores/editores e entidades avaliadoras e certificadoras atribuem a este processo? Qual o impacte da avaliação e certificação dos manuais escolares na sua qualidade? O estudo é de natureza qualitativa com características de um estudo exploratório descritivo-interpretativo. Para a recolha de dados foram utilizadas duas técnicas: a análise documental e o inquérito por entrevista. A análise documental incidiu na legislação e nos relatórios finais de avaliação realizados pelas equipas científico-pedagógicas; a entrevista...

Análise de manuais escolares do 12º ano : trigonometria

Guerreiro, Rosa Maria Teixeira Tavares Rebimbas
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.96%
O presente estudo, no âmbito da didática da Matemática, centra-se na análise do tema da trigonometria, nos seis manuais escolares portugueses, do 12.º ano de matemática A, em vigor no ano letivo 2012-2013. O manual escolar é um instrumento educativo muito utilizado pelos docentes. Tendo tanta importância no processo de ensino-aprendizagem, a sua análise torna-se indispensável. A opção pela trigonometria deve-se ao facto de ser um tema onde se regista uma elevada taxa de insucesso escolar. Pela diversidade de aplicações e potencialidades, a trigonometria pode assumir um papel preponderante na criação e desenvolvimento de competências, contribuindo para que os alunos adquiram uma cultura matemática mais rica que os ajude a tornar cidadãos mais aptos para intervir na sociedade. Esta investigação, pretende analisar a rede de objetos primários (situações matemáticas, linguagem, conceitos, propriedades, procedimentos e argumentos) propostos nos manuais escolares. No âmbito das situações matemáticas, destacam-se as de introdução/motivação, exemplos resolvidos e tipos de tarefas propostas ao estudante para aplicação dos conhecimentos. Foi ainda analisado a adequação didática das componentes epistémica...

As funções exponencial e logarítmica nos manuais escolares do 12º ano

Fonseca, Carla Isabel Teixeira Tavares Rebimbas da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
A presente investigação estuda a forma como as funções exponenciais e logarítmicas são abordadas nos manuais escolares do 12.º ano de Matemática A, em vigor em Portugal no ano letivo 2012-2013 e como é feita a sistematização e consolidação dos conhecimentos que daí advém. Em concreto, foram analisadas as situações matemáticas, conceitos, proposições, procedimentos, linguagem e argumentações que o manual do estudante apresenta. No que diz respeito às situações matemáticas, foram contabilizados os diferentes tipos de tarefas que os autores propõem ao estudante para aplicação dos conhecimentos. Foi ainda analisada a adequação didática das funções exponenciais e logarítmicas, nos manuais escolares. A escolha de um tema de funções, justifica-se pelo papel importante que têm no currículo do Ensino Secundário e por serem um alicerce fundamental para os estudantes que ingressam em diversos cursos no Ensino Superior. O estudo alicerça-se na revisão da literatura sobre a análise de manuais, o currículo de Matemática do Ensino Secundário e nos pressupostos teóricos e metodológicos do enfoque ontossemiótico do conhecimento e do ensino da Matemática. Dada a problemática em estudo, optou-se por uma metodologia de natureza qualitativa. A técnica utilizada foi a análise documental e o instrumento de recolha de dados uma grelha de análise. Relativamente à adequação didática das funções exponenciais e logarítmicas nos manuais escolares...

A avaliação e certificação de manuais escolares em Portugal: um contributo para a excelência

Rego, Belmiro; Gomes, Maria Cristina Azevedo; Balula, João Paulo Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Pré-impressão
Publicado em 16/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
O século XXI tem trazido à sociedade, em geral, e à Escola, em particular, cada vez mais e maiores desafios. Entre estes desafios, destacam-se os que correspondem à necessidade de assegurar a qualidade do sistema educativo, quando os recursos económicos se tornam escassos, o público é cada vez mais heterogéneo e em que há um aumento das expectativas relativamente ao contributo da Escola para o desenvolvimento da sociedade. A necessidade de dar resposta à educação para todos acentuou as responsabilidades dos políticos, dos professores e dos investigadores relativamente à garantia de um sistema orientado para a excelência. Uma das áreas que pode contribuir significativamente para alcançar a excelência é a da concepção e da produção de recursos didácticos, que tem assumido uma importância cada vez maior. Do conjunto dos recursos didácticos, pretendemos destacar os manuais escolares que têm assumido um papel tão importante quanto polémico. Simultaneamente, tem havido uma descentralização de parte da responsabilidade relativa à sua avaliação com vista a garantir a qualidade. A última fase do alargamento da responsabilidade sobre a produção dos manuais escolares consistiu na acreditação de entidades avaliadoras e certificadoras de manuais escolares que dêem garantias de poderem proceder à realização de um trabalho que visa assegurar...

O ensino primário e seus valores em Portugal, de 1807 até 1928, através dos manuais escolares

Pinto, Paula Alexandra Aguiar, 1973-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
Tese de mestrado, Ciências da Educação (Educação e Leitura), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009.; O presente estudo intitulado O Ensino Primário e Seus Valores em Portugal, de 1807 até 1928, Através dos Manuais Escolares transporta-nos para a importância dos manuais escolares como agentes de socialização e, fundamentalmente, como agentes de doutrinação da cultura e da identidade nacional, consubstanciando a relação de ensinoaprendizagem ao serviço da construção da sociedade e dos indivíduos que nela vivem. A escola foi usada como instância de ideologia nacional e pátria, com o objectivo de sedimentar uma identidade nacional. Os manuais foram os principais suportes dessa pedagogia e serviram para propagandear e impor uma determinada forma de compreender e explicar o mundo e o próprio País. Na primeira parte o manual é analisado tendo em conta a sua concepção, o seu desenvolvimento, analisando-se os diferentes modos de apropriação e diferentes formas de avaliação, falando-se ainda da história do manual escolar. Na segunda parte, relevámos a tentativa de construção duma Identidade Nacional, baseada nas ideologias e valores decorrentes dos autores e textos seleccionados...

Os manuais escolares do ensino básico no ensino da linguística

Nascimento, Marina Isabel Baltazar do
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Esta dissertação tem como objectivo analisar a evolução do ensino da linguística em manuais escolares do ensino básico e obter conclusões para apoiar na elaboração de novos manuais escolares. No capítulo 1, efectuei uma introdução ao tema e como o mesmo irá ser abordado ao longo dos restantes capítulos. De igual modo se encontram neste capítulo as explicações das razões para algumas decisões que tomei ao longo do desenvolvimento deste trabalho. No capítulo 2, fiz um enquadramento teórico sobre o qual iria recair o meu estudo, onde abordei temas como a língua, linguagem, linguística, TLEBS, ensino básico, Disciplina de língua portuguesa e os manuais escolares. No capítulo 3 fiz uma análise mais exaustiva sobre os manuais escolares, a sua importância e o estado da arte. No capítulo 4, explicitei a analogia dos critérios de comparação que iria seguir, aplicando-os a um estudo amostral. Neste capítulo foi efectuado a análise a seis manuais escolares, cada par pertencente ao final de um ciclo básico, primeiro, segundo e terceiro. Entre cada manual de um ciclo, escolhi o atualmente utilizado e o anterior. Concluí cada (sub)estudo com uma comparação entre cada par de manuais. Finalizei este capítulo com uma reflexão mais abstracta e mais pessoal sobre a evolução da abordagem da linguística nos manuais ao longo dos ciclos básicos. Por fim...

A perspectiva CTSA nos manuais escolares de ciências da natureza do 2º CEB

Fernandes, Isabel Marília Borges
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
Perante o rápido avanço da Ciência e da Tecnologia nos dias actuais, a Educação Científica torna-se uma necessidade para todos, visando a participação da cidadania na tomada de decisões, principalmente em implicações dos avanços científicos e tecnológicos que podem colocar em risco as pessoas e o meio ambiente. Assim, a perspectiva CTSA, uma das linhas mais inovadoras e actual no ensino das ciências, é preconizada por Programas e Orientações Curriculares do Ensino Básico, nomeadamente, no ensino de Ciências da Natureza do 2º ciclo do Ensino Básico. Com esta perspectiva de ensino, pretende-se desenvolver nos alunos a literacia científica permitindo a sua imersão não apenas nos aspectos conceptuais da ciência, mas possibilitando estabelecer relações destes com outros de natureza social, política, religiosa, económica e ambiental, integrando a aprendizagem da ciência com as questões problemáticas do meio em que estão inseridos. Neste contexto, os recursos curriculares, e em particular os manuais escolares, devem ser capazes de responder a estas exigências. Devem, por isso, contemplar actividades/estratégias de ensino/aprendizagem e um discurso/informação concordantes com uma Educação em Ciências com orientação CTSA...

Representações pictóricas nos manuais escolares de Ciências Naturais do 7º ano: Terra – Um planeta com vida e Dinâmica interna da Terra

Laranjeiro, Raquel Morais
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.89%
As representações pictóricas são muito valorizadas nos processos de ensino e aprendizagem. Este estudo, realizado no âmbito do mestrado em ensino da Biologia e Geologia no 3º ciclo do ensino básico e no ensino secundário, baseia-se na análise de conteúdo das representações pictóricas (fotografias, ilustrações, gráficos e mapas) de um tema de Biologia, Terra - um planeta com vida, e outro de Geologia, Dinâmica interna da Terra, em seis manuais escolares de Ciências Naturais do 7º ano de escolaridade (três de edições de 2012 e três de edições anteriores). Os objetivos deste estudo foram analisar a relação entre a superfície de texto e de imagem, analisar morfológica e funcionalmente as representações pictóricas, verificar se estas se encontram devidamente legendadas, com escala, indicação da fonte, e comparar as representações dos manuais editados em 2012 com os anteriores. Nas diferentes edições foram analisadas 489 imagens num total de 281 páginas. De uma forma geral, os resultados mostraram que, nos manuais escolares editados em 2012, houve um aumento do número de representações pictóricas. Num total de 281 páginas, a maioria (163) tem a superfície de texto inferior à superfície de imagem e o tipo de representação mais frequente é a fotografia com 244 representações. Relativamente à análise funcional...

Os manuais escolares do ensino básico no ensino da linguística

Nascimento, Marina Isabel Baltazar do
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Esta dissertação tem como objectivo analisar a evolução do ensino da linguística em manuais escolares do ensino básico e obter conclusões para apoiar na elaboração de novos manuais escolares. No capítulo 1, efectuei uma introdução ao tema e como o mesmo irá ser abordado ao longo dos restantes capítulos. De igual modo se encontram neste capítulo as explicações das razões para algumas decisões que tomei ao longo do desenvolvimento deste trabalho. No capítulo 2, fiz um enquadramento teórico sobre o qual iria recair o meu estudo, onde abordei temas como a língua, linguagem, linguística, TLEBS, ensino básico, Disciplina de língua portuguesa e os manuais escolares. No capítulo 3 fiz uma análise mais exaustiva sobre os manuais escolares, a sua importância e o estado da arte. No capítulo 4, explicitei a analogia dos critérios de comparação que iria seguir, aplicando-os a um estudo amostral. Neste capítulo foi efectuado a análise a seis manuais escolares, cada par pertencente ao final de um ciclo básico, primeiro, segundo e terceiro. Entre cada manual de um ciclo, escolhi o atualmente utilizado e o anterior. Concluí cada (sub)estudo com uma comparação entre cada par de manuais. Finalizei este capítulo com uma reflexão mais abstracta e mais pessoal sobre a evolução da abordagem da linguística nos manuais ao longo dos ciclos básicos. Por fim...