Página 1 dos resultados de 527 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Diversidade genética de etnovariedade de mandioca (Manihot esculenta Crantz) em áreas de Cerrado no Estado do Mato Grosso do Sul e de variedades comerciais por meio de marcadores microssatélites; Genetic diversity of cassava (Manihot esculenta Crantz) landraces in Cerrado areas in Mato Grosso do Sul State and commercial varieties with microsatellites markers

Siqueira, Marcos Vinicius Bohrer Monteiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
87.27%
O estudo de etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta Crantz), originárias de diferentes regiões do Brasil, com marcadores microssatélites, permite obter informações sobre a diversidade genética e a distribuição desta diversidade em roças, comunidades e regiões geográficas. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a diversidade genética de 83 etnovariedades de mandioca cultivadas em áreas de cerrado do Estado do Mato Grosso do Sul (MS) e de 20 variedades comerciais usadas na região Centro-sul do Brasil. A partir de nove locos de microssatélites, avaliou-se o nível e a distribuição da diversidade genética entre e dentro de 21 roças de agricultura tradicional na área de estudo, e de um grupo de 20 variedades comerciais (9 de mesa e 11 industriais). Elevada variabilidade genética para as etnovariedades de mandioca no cerrado sulmatogrossense foi detectada. Todos os locos mostraram-se polimórficos, com um número médio de 7,55 alelos/loco. O número médio de alelos por loco/roça foi 2,55/roça, sendo que 10 roças apresentaram 100% de polimorfismo. Observou-se menor valor para a heterozigosidade média observada ( o H = 0,31) em relação à diversidade gênica média ( e H = 0,51), sendo esses valores de heterozigosidade considerados elevados. À semelhança de outros estudos realizados com mandioca...

Caracterização físico-química e purificação de enzimas amilolíticas de mandioca (Manihot esculenta Crantz) cv. Zolhudinha; Characterization physical-chemistry and purification of amylolytic enzymes from cassava (Manihot esculenta Crantz) cv.Zolhudinha

Pascual, Cristina de Simone Carlos Iglesias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
87.32%
A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é uma raiz originária e cultivada na América do Sul, com alta perecibilidade no período pós-colheita. Seus principais processos de deterioração envolvem reações enzimáticas, oxidativas e microbiológicas. Neste trabalho foram estudadas raízes de mandioca da variedade Zolhudinha catalogada pela EMBRAPA como IM-158, provenientes da região amazônica, que se destacam pela alta atividade amilolítica. Foram analisadas as condições físico-químicas junto com o isolamento e purificação da α-amilase da raiz e a possível participação desta enzima no processo deteriorativo pós-colheita. Por ser uma variedade de mandioca não comercial, o tempo de cocção foi em média de 4,30 h, teor de umidade em tomo de 64 % e porcentagem de amido de cerca de 30 %. A atividade amilásica decai em 1/3 de sua intensidade no quinto dia pós-colheita, em contraponto a formação de açúcares redutores, cuja concentração aumenta cinco vezes. A purificação foi obtida com duas etapas cromatográficas, com DEAE-celulose e Sephacryl S-200, revelando duas isoenzimas de α-amilase treze vezes mais purificadas, com recuperação protéica de 7,5 % e com pesos moleculares entre 14 e 19 kDa.; Cassava (Manihot esculenta Crantz) is a root from a native plant...

Overcoming crossing barriers between cassava, Manihot esculenta Crantz and a wild relative, M. pohlii Warwa

Nassar,Nagib M.A.; Carvalho,Claudio G.; Vieira,Clibas
Fonte: Sociedade Brasileira de Genética Publicador: Sociedade Brasileira de Genética
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 EN
Relevância na Pesquisa
97.04%
The use of mentor pollen has enabled successful hybridization between cassava, Manihot esculenta Crantz, and the wild species M. pohlii Warwa. Killed pollen of a cross compatible type produced by freeze-thawing was mixed with incompatible pollen and the mixes were dusted on stigmas. This treatment resulted in production of seed in 4.9% of the total pollinations, compared to 0% in the case of untreated pollinations. The use of a bridge species, M. neusana Nassar, through the hybrid M. pohlii and M. neusana also proved successful in overcoming interspecific barriers between cassava and M. pohlii.

Diversidade inter- e intra-específica e uso de análise multivariada para morfologia da mandioca (Manihot esculenta Crantz): um estudo de caso

Peroni,Nivaldo; Martins,Paulo Sodero; Ando,Akihiko
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/1999 PT
Relevância na Pesquisa
86.95%
A agricultura itinerante, caracterizada por ciclos de uso e pousio, é uma técnica utilizada por muitos agricultores no mundo, assim como por agricultores tradicionais da região de Cananéia (SP). Estes agricultores herdaram toda um gama de conhecimentos transmitidos oralmente sobre a agricultura praticada por povos indígenas desde o período pré colonial. A mandioca é o principal cultivo neste sistema, o que a torna um organismo chave para entender as especificidades do sistema agrícola itinerante. Foram obtidas informações sobre as espécies cultivadas no sistema itinerante, e mais especificamente sobre as etnovariedades de mandioca. Entrevistas com os agricultores permitiram caracterizar o sistema utilizado, demonstrando que na propriedade estudada podem ser cultivadas até 62 etnovariedades pertencentes a 15 espécies diferentes, mostrando a grande diversidade tanto inter como intra específica. O objetivo principal foi aferir a identificação feita pelo agricultor das etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta Crantz) cultivadas intra-roça e a divergência morfológica entre elas. Através da avaliação de 21 caracteres morfológicos avaliados in situ, em uma roça de agricultores tradicionais da comunidade de Ariri (Cananéia)...

Valor nutritivo do feno da rama da mandioca (Manihot esculenta, Crantz) para coelhos em crescimento

Scapinello,Claudio; Falco,José Egmar; Furlan,Antonio Claudio; Faria,Haroldo Garcia de
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
86.95%
Foi conduzido um ensaio de digestibilidade para determinar o valor nutritivo do feno do terço superior da rama de mandioca, variedade "Mantiqueira" (Manihot esculenta, Crantz) em dezesseiscoelhos da raça Nova Zelândia Branco, oito machos e oito fêmeas, com 50 dias de idade. Foi usado delineamento inteiramente casualizado, com dois tratamentos e oito repetições por tratamento. Na dieta teste, o feno da rama da mandioca substituiu 30% MS da dieta referência contendo 19,30% de proteína bruta, 12,86% de fibra bruta e 4558 kcal/kg de energia bruta. Os coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, fibra bruta e energia do feno da rama da mandioca foram 41,29; 41,95; 43,72; 33,77; e 36,63%, respectivamente. Os teores de matéria seca digestível, matéria orgânica digestível, proteína digestível, fibra bruta digestível e energia digestível para o feno da rama da mandioca foram 35,58; 37,93; 7,69; 8,85%; e 1639 kcal/kg, respectivamente.

Uso de marcadores RAPD e SSR na detecção de acessos duplicados de mandioca (Manihot esculenta Crantz).

FERREIRA, C. F.; SOUZA, R. M. S; SILVA, P. H.; LEDO, C. A. da S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
97.04%
A mandioca (Manihot esculenta Crantz) apresenta elevada diversidade genética concentrada principalmente na América Latina e Caribe. Aproximadamente 8.500 acessos são mantidos em bancos de germoplasma em varias coleções espalhadas mundialmente, dos quais 7.500 encontram-se na América do Sul. No Brasil, cerca de 4.132 acessos já foram coletados e estão sendo mantidos em bancos de germoplasma em vários locais do País.; 2011; Biotecnologia. Resumo 71.

Descritores morfológicos para caracterização de acessos do banco ativo de germoplasma de Manihot esculenta Crantz.

AUD, F. F.; AGUILAR-VILDOSO, C. I.; SANTOS, V. da S.; OLIVEIRA, E. J. de
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
97.09%
A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é uma espécie de grande importância econômica e social para o Brasil, pela geração de emprego e renda, sobretudo para pequenos agricultores. Além disso, a mandioca é nativa do Brasil, o que garante ao país posição de destaque no cenário internacional, em relação aos recursos genéticos de Manihot. A enorme diversidade genética tem permitido avanços no desenvolvimento de variedades de mandioca para os mais diversos sistemas de cultivo. Entretanto, as demandas para a criação de novas variedades são contínuas, em função da ampla faixa de cultivo da mandioca, dos problemas recorrentes relacionados a pragas e doenças e das novas exigências de mercado, sobretudo para uso industrial. Nesta linha, o uso do germoplasma da espécie para garantir aumento na variabilidade aos programas de melhoramento genético é essencial, mas para isso é preciso conhecer com detalhes o potencial de cada acesso. No Brasil existem diversos bancos e coleções de germoplasma de mandioca que armazenam milhares de acessos. Dentre estes está o Banco Ativo de Germoplasma de Mandioca (BAG-Mandioca) da Embrapa Mandioca e Fruticultura, situado em Cruz das Almas, que atualmente possui 1293 acessos.; 2011; Melhoramento genético. Resumo n. 234.

Uso de marcadores microssatélites na caracterização de variedades elite de mandioca (Manihot estulenta Crantz) em estudos de dialelos.

VELAME, D. R.; PEIXOUTO, Y. S.; RAMALHO, E. V. B. M.; FERREIRA, C. F.; SILVA, R. A. da; SANTOS JÚNIOR, J. H. O.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CULTURA NO RECÔNCAVO DA BAHIA - RECITEC RECÔNCAVO. 1., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CULTURA NO RECÔNCAVO DA BAHIA - RECITEC RECÔNCAVO. 1., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 2 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.8%
A cultura da mandioca (Manihot esculenta Crantz) apresenta importante papel econômico e social; sobretudo por ser considerada alimento básico para quase um bilhão de pessoas em todo o mundo. A mandioca é uma planta alógama, altamente heterozigótica e com uma ampla segregação na geração F1.; 2011; Em paralelo aconteceram também os seguintes eventos: V Seminário de Pesquisa do Recôncavo da Bahia; V Seminário Estudantil de Pesquisa da UFRB; V Seminário da Pós-Graduação da UFRB; II Seminário Regional de Pesquisa da EBDA; 5ª Jornada Científica da Embrapa Mandioca e Fruticultura; VIII Seminário Estudantil de Pesquisa e Extensão da FAMAM; Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação no Agronegócio; Fórum de Gestores de Iniciação Científica e Tecnológica da Bahia; II Simpósio Baiano de Defesa Agropecuária; I Semana de Educação Tutorial da UFRB.

Identificação de duplicatas de acessos de Manihot esculenta Crantz.

SILVA, M. S. da; OLIVEIRA, E. J. de
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
97.04%
A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é uma planta nativa do Brasil, o que garante ao país posição de destaque no cenário internacional, em relação aos recursos genéticos da espécie. Muitos acessos são armazenados nos Bancos Ativos de Germoplasma (BAG) que tem como missão, a conservação e o uso deste recurso genético para o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. Contudo, como a mandioca é um produto nacional e o trabalho de coleta do germoplasma é feito em diferentes regiões, é comum o uso de diferentes nomes para um mesmo material.; 2012

Estudo das Variedades de Mandiocas (Manihot esculenta Crantz) cultivadas nos municípios cearenses de Acarú e Meruoca

Melo da Justa Feijão, Doraneide; da Paz Carvalho da Silva, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
97.04%
Nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento as calorias originárias de carboidratos como arroz e raízes tuberosas, cereais, legumes e verduras são mais acessíveis que carnes, ovos, aves, laticínios, os quais são ricos em proteínas e gorduras. A mandioca representa a principal fonte de carboidratos da alimentação humana na região Norte e Nordeste. Seis variedades de mandioca (Manihot esculenta Crantz) originadas de dois municípios cearenses, Meruoca (03) e Acaraú (03) foram estudadas sob diferentes aspectos, quanto a: 1) conteúdo de ácido cianídrico (HCN) foi analisado pelo método de VOLHARD, adaptado por TELES, 2) produtividade foi avaliada pelo método de secagem à peso constante á 65ºC; 3) conteúdo de carboidratos totais foi analisada pela metodologia de DUBOIS, e redutores pelo método de BERNFELD, 4) conteúdo de taninos foi quantificado de acordo com a metodologia de BATE-SMITH. Os resultados mostraram que das seis variedades, exceto uma, do município de Meruoca (Milagrosa) apresentou-se não tóxica (HCN = 43mg/kg), as outras cinco tiveram valores de HCN entre 60 e 150mg/kg o que já mostra um certo grau de toxicidade. Os dois municípios tem uma excelente produção de mandioca, pois as variedades Milagrosa (Meruoca) e Guarani (Acaraú) apresentaram mais de 40% de matéria seca. Todas as variedades apresentaram quantidades bastante significativas de carboidratos...

Diversidade genética, genômica e filogeografia de mandioca (Manihot esculenta Crantz): implicações para a dispersão do cultivo ao longo dos principais eixos fluviais da bacia amazônica brasileira; Genetic diversity, genomics and phylogeography of manioc (Manihot esculenta Crantz): Implications for the dispersal of the crop along the main fluvial axes in Brazilian Amazonia

Pereira, Alessandro Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
77.17%
A mandioca foi domesticada no sudoeste da bacia amazônica, e presentemente é o cultivo alimentício amazônico mais importante no mundo. Após a domesticação inicial pressões seletivas divergentes deram origem aos grupos de variedades de mandiocas mansas e bravas. A distribuição atual destes grupos é um tanto diferente ao longo da Amazônia, o que pode ser reflexo de padrões de dispersão distintos de variedades mansas e bravas ao longo da história da domesticação do cultivo. O objetivo deste estudo foi avaliar a diversidade e estrutura genética, genômica e a filogeografia de mandiocas cultivadas por agricultores tradicionais ao longo dos principais rios da bacia amazônica brasileira. Análises filogenéticas de linhagens matrilineares foi realizada com base no polimorfismo de quatro marcadores microssatélites cloroplastidiais (cpSSR). A diversidade e estrutura genética foram avaliadas com 14 marcadores microssatélites nucleares (ncSSR), enquanto que a abordagem genômica foi realizada com base em 5.871 polimorfismos de nucleotídeos únicos (SNPs). Foi observada considerável diferenciação [FST = 0,78 (cpSSR), 0,28 (ncSSR), e 0,37 (SNPs)] entre as variedades cultivadas e Manihot esculenta ssp. flabellifolia, o parente silvestre da mandioca. Não foram detectadas associações de haplótipos cpSSR com os grupos de variedades mansas e bravas ou com os rios. Apesar da ausência de padrões filogeográficos...

Molecular-assisted selection for resistance to cassava mosaic disease in Manihot esculenta Crantz

Carmo,Cátia Dias do; Silva,Maiane Suzarte da; Oliveira,Gilmara Alvarenga Fachardo; Oliveira,Eder Jorge de
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 EN
Relevância na Pesquisa
87%
The geminivirus complex known as cassava mosaic disease (CMD) is one of the most devastating viruses for cassava (Manihot esculenta Crantz). The aim of this study was to use molecular-assisted selection (MAS) to identify CMD-resistant accessions and ascertain promising crosses with elite Brazilian varieties. One thousand two hundred twenty-four accessions were genotyped using five molecular markers (NS169, NS158, SSRY028, SSRY040 and RME1) that were associated with resistance to CMD, along with 402 SNPs (single-nucleotide polymorphism). The promising crosses were identified using a discriminant analysis of main component (DAPC), and the matrix of genomic relationship was estimated with SNP markers. The CMD1 gene, previously described in M. glaziovii, was not found in M. esculenta. In contrast, the CMD2 gene was found in 5, 4 and 5 % of cassava accessions, with flanking markers NS169+RME1, NS158+RME1 and SSRY28+RME1, respectively. Only seven accessions presented all markers linked to the CMD resistance. The DAPC of the seven accessions along with 17 elite cassava varieties led to the formation of three divergent clusters. Potential sources of resistance to CMD were divided into two groups, while the elite varieties were distributed into three groups. The low estimates of the genomic relationship (ranging from -0.167 to 0.681 with an average of 0.076) contributed to the success in identifying contrasting genotypes. The use of MAS in countries where CMD is a quarantine disease constitutes a successful strategy not only for identifying the resistant accessions but also for determining the promising crosses.

Volatilização do hcn e determinação do ponto de feno em ramas de mandioca (manihot esculenta crantz).

Silva, Maxuel Alves da
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
97.2%
A mandioca pertence à família Euphorbiaceae, sendo utilizada tanto para alimentação humana como para forrageamento de animais. É considerada uma excelente planta forrageira devido à sua capacidade de produzir raízes feculentas e uma grande quantidade de ramas. Este é o relatório dos resultados de dois estudos utilizando ramas de mandioca. O experimento foi conduzido na fazenda Nossa Sra. das Candeias, localizada no município de Cruz das Almas-Bahia, Brasil, no período de 02 a 06 de dezembro de 2002, sendo as análises laboratoriais realizadas nos Laboratórios de Fisiologia Vegetal e de Tecnologia de Alimentos da EMBRAPA/CNPMF. O objetivo do primeiro estudo foi verificar a influência de dois processos e de cinco tempos de secagem sobre a volatilização do ácido cianídrico, em ramas de mandioca (Manihot esculenta Crantz) da variedade “Cigana-preta”. O experimento foi realizado em um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x5, sendo dois processos de secagem (ao sol e à sombra), ambos sobre lona plástica de cor preta, e seis tempos de desidratação (0, 9, 18, 27, 36 e 45 horas), com cinco repetições. Os tratamentos de secagem induziram a diminuição dos teores de HCN das ramas. Entretanto...

Utilização de recursos genéticos do gênero Manihot no pré-melhoramento genético de mandioca.

Vieira, Lívia de Jesus
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
77.15%
A mandioca (Manihot esculenta Crantz) originária do continente americano é utilizada na alimentação humana e animal ou como matéria-prima para diversas indústrias. Ações voltadas ao pré-melhoramento são relevantes a fim de subsidiar a obtenção de híbridos com características superiores. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a produção, o tamanho e a viabilidade de grãos de pólen de acessos de diferentes espécies do gênero Manihot, assim como avaliar procedimentos para conservar grãos de pólen de mandioca silvestre. A estimativa da produção de pólen foi realizada pelo número de grãos de pólen produzidos por botão floral e o diâmetro foi determinado pelo comprimento transversal do grão. A viabilidade do pólen foi avaliada por testes in vitro, in vivo e testes colorimétricos. A produção média observada entre todos os acessos foi de 1.253 grãos de pólen. A maior produção foi observada no acesso DIC 587-05, com produção média de 3.638 grãos de pólen/flor enquanto que a menor foi no acesso FLA 029-01 com produção média de 579 grãos. Com relação ao tamanho do grão de pólen, verificou-se que nos acessos silvestres o tamanho variou de 132 a 163 Ym e de 129 a 146 Ym nas cultivadas. A viabilidade dos grãos de pólen foi elevada pelos testes colorimétricos...

Conservação in vitro de cultivares de mandioca (Manihot esculenta Crantz).

Macia, Ricardo Josué
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
97.2%
O estabelecimento de bancos in vitro é uma estratégia a ser considerada na conservação de germoplasma de mandioca (Manihot esculenta Crantz). O objetivo deste trabalho foi avaliar condições de crescimento mínimo a partir do uso de agentes osmóticos. O trabalho foi conduzido no laboratório de cultura de tecidos da Embrapa Mandioca e Fruticultura (CNPMF). Foram realizados dois estudos que tiveram como fonte de explantes, meristemas apicais e laterais oriundos de acessos do BAG mandioca. No primeiro estudo foram utilizados 4 cultivares (BGM 0036, BGM 0043, BGM 0116, e BGM 0555) a fim de se avaliar o efeito das concentrações de sacarose (0, 10, 20, 40 e 80 g.L-1 ) no crescimento das plantas. O meio de cultura básico foi o “8S” (Sais do MS + 1 mg.L-1 de tiamina + 100 mg.L-1 de inositol + 0,01 mg.L-1 de ANA + 0,02 mg.L-1 de BAP + 0,1 mg.L-1 de GA3). Os melhores resultados foram obtidos com as concentrações de 10 e 20 g.L-1 de sacarose considerando todas as variáveis analisadas. A concentração de 40 g.L-1 induziu maior crescimento na maioria dos acessos com exceção do BGM 0116. O BGM 0043 foi mais eficientes na retenção de folhas ao duramte 12 meses de conservação. O segundo estudo constou de dois experimentos, em ambos os casos usou-se o BGM 1660...

Fenología de los estados vegetativos de mandioca (Manihot esculenta Crantz) en base al tiempo térmico

Burgos,Ángela María; Argüello,Juan Alberto; Prause,Juan; Cenóz,Pedro Jorge
Fonte: Revista de la Facultad de Ciencias Agrarias. Universidad Nacional de Cuyo Publicador: Revista de la Facultad de Ciencias Agrarias. Universidad Nacional de Cuyo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 ES
Relevância na Pesquisa
86.95%
La mandioca (Manihot esculenta Crantz) constituye la cuarta fuente mundial de calorías en la alimentación humana, es apta para la nutrición animal y para extracción de biocombustible. Este artículo tiene como objetivo evaluar el comportamiento de un modelo de tiempo térmico (TT) para caracterizar las fases fenológicas (FF) de dos cultivares de mandioca en un ciclo de crecimiento de 280 días, cultivados bajo condiciones de campo en Corrientes, Argentina. Las observaciones se realizaron durante las campañas 2007/2008 y 2008/2009. El cálculo del TT se basó en el método residual, la temperatura base fue 16°C. Entre ambos cultivares se observaron diferencias en los grados-día (GD) acumulados para cumplir las FF de expansión de la primera (00-01) y novena hoja (00-02 H9), y en la de engrosamiento de raíces (00-04 ERR), esta última relacionada con el índice de área foliar (IAF). Para completar el ciclo de crecimiento los cultivares Palomita y Amarilla requirieron entre 2027 y 2096 GD, respectivamente. El patrón de crecimiento y desarrollo fenológico de los cultivares de mandioca basado en los GD acumulados, puede utilizarse para caracterizar el progreso del cultivo en el bioambiente de Corrientes.

Acumulación total y por órganos de macronutrientes en plantas de yuca (Manihot esculenta Crantz) cv. `Tempranita' en la altiplanicie de Maracaibo

Rodríguez G,Z.F; Mármol C,L.E; Martínez,J; Montiel M,M
Fonte: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia Publicador: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 ES
Relevância na Pesquisa
86.95%
Por la importancia de conocer los niveles de acumulación total y por órganos en la formulación de planes de fertilización, se condujo un ensayo bajo condiciones de la altiplanicie de Maracaibo, Venezuela, para determinar las concentraciones y contenidos de nitrógeno, fósforo, potasio, calcio y magnesio en plantas de yuca (Manihot esculenta Crantz) cv. Tempranita al momento de la cosecha, en un diseño completamente al azar con 4 repeticiones y 7 plantas como unidad experiemental. En diferentes órganos de la planta se determinó la acumulación de N por micro-kjeldahl, P por colorimetría usando molibdato de amonio, K por fotometría de llama, Ca titulación con EDTA, Ca + Mg titulación con EDTA y Mg por diferencia entre Ca y Ca + Mg, de las plantas en función de su masa seca las concentraciones de dichos nutrientes. Al momento de la cosecha de raíces reservantes de yuca, la mayor concentración de N (33,3 g.kg-1) y K (12,1 g.kg-1) se observó en la lámina foliar y la menor en las raíces, el tallo presentó la mayor concentración de P (3,3 g.kg-1) y las raíces la menor (1,2 g.kg-1); mientras que para el Ca y Mg la mayor concentración se registró en el pecíolo (30,7 y 4,1 g.kg-1 respectivamente) y la menor en las raíces (2...

Efecto de la densidad de plantación sobre el desarrollo y rendimiento del cultivo de la yuca Manihot esculenta Crantz, bajo las condiciones agroecológicas de la Altiplanicie de Maracaibo

Rojas,R; Gutiérrez,W; Esparza,D; Medina,B; Villalobos,Y; Morales,L
Fonte: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia Publicador: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 ES
Relevância na Pesquisa
97.04%
Con la finalidad de evaluar el efecto de la densidad de plantación sobre el desarrollo y rendimiento de la yuca Manihot esculenta Crantz, bajo las condiciones agroecológicas de la Altiplanicie de Maracaibo, se realizó un ensayo en la Granja Experimental "Ana María Campos" de la Universidad del Zulia. Zona de vida caracterizada como bosque muy seco tropical, con precipitación de 400 600 mm.año-1, temperatura media de 28ºC suelos franco arenosos y pH de 5 a 6. Se evaluaron dos factores de estudio: 1. Distancia entre hileras (DEH): 1,5 m; 2,0 m, 2,5 m y 2. Distancia entre plantas (DEP): 0,8 m; 1,0 m y 1,2 m. El diseño estadístico utilizado fue un arreglo en parcelas divididas en bloques al azar con 5 repeticiones. El análisis de la varianza determinó efecto significativo (P<0,01) del factor de estudio DEH sobre las variables altura de planta, diámetro del tallo, ancho de copa, número de hojas, peso de raíces comerciales por planta y peso de raíces comerciales por hectárea. La DEP afecto significativamente (P<0,01) las variables ancho de copa, número de hojas, peso de raíces comerciales por planta y peso de raíces comerciales por hectárea. La DEH de 2,0 m y la DEP de 0,8 m permitió el mayor rendimiento de raíces comerciales por hectárea con 22.867 kg.ha-1 y 20.788 kg.ha-1...

Evaluación de diferentes herbicidas sobre el control de malezas, desarrollo, rendimiento y beneficio neto relativo del cultivo de la yuca Manihot esculenta Crantz bajo las condiciones agroecológicas de la planicie de Maracaibo

Gutiérrez,W; Morán,J; Daboin,B; Ferrer,J; Medina,B; Villalobos,Y
Fonte: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia Publicador: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 ES
Relevância na Pesquisa
86.95%
Con el objeto de evaluar el efecto del tipo de herbicida sobre el porcentaje de control de malezas, desarrollo, rendimiento y beneficio neto relativo del cultivo de la yuca Manihot esculenta Crantz, cultivar tempranita bajo las condiciones agroecológicas de la altiplanicie de Maracaibo se llevó a cabo un experimento en la Granja Experimental "Ana María Campos" de la Facultad de Agronomía de la Universidad del Zulia, ubicada en el municipio San Francisco Km. 7. La zona de estudio se caracteriza por presentar precipitaciones de 400-600 mm.año-1, temperatura promedio de 28ºC y suelos de textura franco arenosa, clasificada como bosque muy seco tropical. El diseño experimental utilizado fue bloques completos al azar con nueve tratamientos y tres repeticiones. La unidad experimental estuvo representada por una parcela de 3 surcos sembrados a ambos lados de 8 m de largo y 2 m de separación entre ellos. El análisis de la varianza determinó efecto significativo (P<0,01) del tipo de herbicida sobre las variables porcentaje de control de malezas, altura de planta, diámetro de tallo, numero de hojas fotosintéticamente activas, peso de raíces comerciales por hectárea y beneficio neto relativo. Entre los diferentes herbicidas evaluados...

Enfermedades virales en el cultivo de yuca (Manihot esculenta Crantz) en algunos estados de Venezuela

Chaparro-Martínez,E. I.; Trujillo-Pinto,G
Fonte: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia Publicador: Facultad de Agronomía. Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 ES
Relevância na Pesquisa
86.95%
La yuca (Manihot esculenta Crantz) es un cultivo tropical de importancia y con tendencia a alcanzar mayor relevancia, debido a su industrialización y al uso creciente en la alimentación humana y animal. Este cultivo es afectado principalmente por los virus cuero de sapo (FSD), mosaico de las nervaduras (CsVMV), mosaico común (CsCMV) y el X de la yuca (CsVX). El objetivo principal fue identificar las enfermedades virales que afectan a la yuca en algunos estados de Venezuela. Se recolectaron 87 muestras con síntomas parecidos a los virales, en los estados Amazonas (1), Aragua (7), Barinas (35), Cojedes (8), Monagas (19) y Portuguesa (17), las cuales fueron analizadas para detectar FSD, CsVMV, CsCMV y CsVX. Se identificaron el FSD mediante la transmisión por injerto al clon Secundina y microscopía electrónica y el CsVX mediante DAS-ELISA; con esta misma técnica no fue posible identificar el CsCMV; tampoco, se detectó el CsVMV mediante la hibridación de ácidos nucleicos utilizando sondas de cADN. El CsVX se encontró asociado con FSD en cuatro de las muestras del estado Barinas. El FSD se detectó en infección simple en una muestra del estado Aragua; ésta es la enfermedad más importante en el continente americano, porque puede causar una reducción significativa de la producción...