Página 1 dos resultados de 25 itens digitais encontrados em 0.036 segundos

Caracterização genética de isolados de Fusarium oxysporum f. sp. cubense e desenvolvimento de um marcador SCAR para identificação de suscetibilidade ao mal-do-panamá da bananeira

Cunha, Cristiane Maria da Silva da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 79 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais, Florianópolis, 2014.; O mal-do-panamá, causado por Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc), é uma doença endêmica em todas as regiões produtoras de banana, sendo citado como uma das seis doenças mais importantes de plantas cultivadas e responsável por grandes perdas econômicas. O cultivo da bananeira em Santa Catarina sofre com essa doença e uma das estratégias usadas no seu controle é a substituição das cultivares do subgrupo Prata, consideradas suscetíveis ao fungo, pelas cultivares do subgrupo Cavendish, devido a sua maior resistência. Nos últimos anos, no entanto, essa estratégia vem sendo questionada em função da ocorrência de focos de Foc nos bananais de cultivares do subgrupo Cavendish. Tendo em vista a importância da bananicultura no Sul do Brasil, região subtropical, a constatação do avanço da doença e o aumento de focos do mal-do-panamá em bananais de cultivares do subgrupo Cavendish nessa região, este trabalho teve como objetivo caracterizar isolados de Fusarium oxysporum f. sp. cubense coletados de cultivares de bananeira dos subgrupos Prata e Cavendish e desenvolver um marcador SCAR associado à suscetibilidade ao mal-do-panamá. Avaliou-se uma população de 152 isolados de Foc coletados em 13 regiões produtoras de banana do Estado de Santa Catarina por meio de características morfológicas...

Kit diagnóstico para a raça 4 tropical de Fusarium oxysporum f. sp. cubense, agente causal do mal-do-Panamá da bananeira.

DITA, M. A.; WAALWIJK, C.; PAIVA, L.; KEMA, G.; SOUZA JUNIOR, M. T.
Fonte: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: Embrapa, 2010. Publicador: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: Embrapa, 2010.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.71%
A raça 4 tropical (RT4) de Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc), praga quarentenária A1 para África e América é atualmente a maior ameaça da bananicultura mundial. Na ausência de variedades resistentes e considerando o tempo necessário para gerar novas cultivares, as medidas de controle mais eficientes são evitar sua entrada e detectar e erradicar focos de infecção. Para tal, um método de diagnóstico rápido, confiável e altamente específico é essencial.; 2010; Disponível em: Acesso em: 21 fev. 2011.

Métodos de inoculação de Beauveria bassiana para colonização endofítica de mudas de cultivares de bananeira.

CONCEIÇÃO, P. de J.; FANCELLI, M.; MATOS, A. P. de; RITZINGER, C. H. S. P.; COELHO FILHO, M. A.; LEDO, C. A. da S.; FREITAS, J. S.
Fonte: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010. Publicador: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.84%
A cultura da bananeira ocupa lugar de expressão entre as fruteiras produzidas no Brasil, apresentando importância social e econômica, como fonte de alimento e subsistência principalmente para pequenos produtores em função de sua produção durante todo ano (EMBRAPA, 2009). A broca-do-rizoma Cosmopolites sordidus (Germ.) é a principal praga da bananeira (Fancelli & Mesquita, 2008). O seu ataque, além de reduzir o tamanho dos cachos comprometendo até 50% da produção, provoca tombamento das plantas e favorece a incidência do mal-do-Panamá (Gold et al., 2004). O uso de inseticidas para controle desse inseto, além de aumentar o custo de produção, acarreta sérios problemas ambientais e risco à saúde dos consumidores (Nankinga et al., 1999). Assim, o controle biológico pelo emprego de entomopatógenos é uma alternativa viável ao uso de inseticidas, pois causa baixo impacto ambiental, não deixa resíduos tóxicos nos frutos, além de ser compatível com outras táticas de controle da praga (Alves et al., 1998).; 2010; pdf 2416

Bactérias diazotróficas endofíticas e fungos microrrízicos no controle do mal-do-Panamá em bananeira.

PEIXOTO, C. C.; TRINDADE, A. V.; SILVA, H. S. A.; ARAÚJO, K. S.
Fonte: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010. Publicador: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.12%
Entre os principais problemas fitossanitários da bananeira está o mal-do-Panamá causado pelo fungo de solo Fusarium oxysporum f. sp. cubense (E.F. Smith) (FOC). Este fungo infecta diversas variedades de bananeira e causa prejuízos aos bananicultores. Por isso, muitos materiais genéticos estão sendo abandonados no Brasil, sendo o principal exemplo, a variedade Maçã, suscetível ao fungo. Na última década, estudos com bactérias diazotróficas endofíticas têm-se intensificado graças às suas potencialidades como agente de promoção de crescimento e proteção de plantas. A contribuição de bactérias diazotróficas na cultura da banana ainda é pouco conhecida. Weber (1998) constatou que isolados de bactérias pertencentes aos gêneros Herbaspirillum e Burkholderia, provenientes da própria cultura, proporcionavam melhor crescimento das mudas micropropagadas das cultivares Butuhan, Caipira e Prata Anã. A associação micorrízica ocorre naturalmente em plantios de bananeira (Yano-Melo et al., 1997) beneficiando as plantas sob diferentes condições nas quais, a interação entre o fungo micorrízico arbuscular (FMA) e FOC pode ocorrer, representando um potencial a ser explorado no biocontrole do mal-do-Panamá.Este trabalho teve como objetivos isolar bactérias diazotróficas endofíticas de raízes de bananeiras e avaliá-las juntamente com fungos micorrízicos no controle da fusariose em mudas da variedade Maçã.; 2010; pdf 2427

Avaliação de genótipos de bananeira para resistência ao mal-do-Panamá.

GUIMARAES, A. L.; VELAME, D. C.; RIBEIRO, L. R.; SILVA, S. de O. e; AMORIM, E. P.; DITA, M. A.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...] Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...] Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.1%
A murcha de fusarium também conhecida como mal-do-Panamá é uma das doenças mais destrutivas da bananeira. Seu agente causal, Fusarium oxysporum f. sp. cubense (FOC) é um fungo que sobrevive no solo por longos períodos na ausências de hospedeiros. O controle genético mediante o uso de variedades resistentes é a única alternativa viável. A avaliação de genótipos produzidos pelo Programa de Melhoramento Genético da Embrapa é realizada em área previamente infestada com a doença com a finalidade de detectar genótipos resistentes ao mal-do-Panamá, assim como identificar potenciais genéticos para a produção de novas cultivares. O principal objetivo deste trabalho foi avaliar genótipos de Musa spp. quanto a resistência ao mal-do-Panamá em condição de campo visando: a) identificar fontes de resistência e b) selecionar genótipos promissores resistentes ao mal-do-Panamá.; 2010; PDF. 021.

Metodologia para a detecção precoce da resistência ao mal-do-Panamá (Fusarium oxysporum F sp cubense) em bananeira (Musa spp.).

VELAME, D. C.; SILVA, S. de O. e; RIBEIRO, L. R.; GUIMARÃES, Â. L.; DITA, M. A.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.15%
O mal-do-Panamá é uma doença de grande importância para a cultura da bananeira em todo o mundo. Causada por Fusarium oxysporum f. sp. cubense (FOC) a doença pode causar levadas perdas na produção. O principal método de controle é o uso de cultivares resistentes, pois outras medidas como o controle químico e cultural não funcionam. Todavia, o melhoramento genético da bananeira é complexo e demorado e a seleção de genótipos resistentes ao mal-do-Panamá é realizada em campo. Este processo gasta em média três anos para gerar resultados e requer uma grande área experimental, mão-de-obra e insumos. Desenvolver uma metodologia rápida e confiável capaz de detectar genótipos resistentes em fases anteriores ao campo seria de grande relevância para o programa de melhoramento e consequentemente para o controle da doença. O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma metodologia que permita detectar ainda em fase de casa de vegetação genótipos de bananeira resistentes ao mal-do-Panamá.; 2010; PDF. 022.

Dieta artificial para criação de Cosmopolites sordidus (Germ.)(Col.: Curculionidae) visando a programas de manejo integrado da praga.

BRITO, F. de J. P.; FANCELLI, M.; CONCEIÇÃO, J. S.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.74%
A broca-do-rizoma, Cosmopolites sordidus (Germ.), é considerada a mais severa praga da bananeira, em razão dos prejuízos causados às plantas e da sua ampla distribuição geográfica. Essa praga ocorre em todas as regiões brasileiras e seus danos são causados pelas larvas que abrem galerias no rizoma e base do pseudocaule. O ataque dessa praga, além de reduzir o tamanho dos cachos comprometendo até 50 % da produção, provoca enfraquecimento das plantas, aumento na queda das bananeiras e favorece o ataque do mal-do-Panamá. Considerando a variabilidade genética existente nas populações de C. sordidus e suas implicações na seleção e avaliação de técnicas de controle de pragas, o estabelecimento de um programa de criação da broca-do-rizoma em laboratório é fundamental para o alcance de resultados promissores no manejo integrado do inseto. Este trabalho tem como objetivo determinar diferenças biológicas entre populações de C. sordidus provenientes de regiões produtoras de banana no Brasil e selecionar a(s) dieta(s) mais adequada(s) ao desenvolvimento de populações de C. sordidus em laboratório.; 2010; PDF. 025.

Seleção de bactérias endofíticas com potencial para controle biológico in vitro de Fusarium oxysporum f. sp. cubense.

SOUZA, A.; LIMA, L. S.; COSTA, G. C. M.; SOUSA, N. R.; SILVA, G. F. da; PROCÓPIO, A. R. de L.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA, 26., 2011, Foz do Iguaçu. Resumos. Foz do Iguaçu: Sociedade Brasileira de Microbiologia, 2011. Resumo: 36-2. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA, 26., 2011, Foz do Iguaçu. Resumos. Foz do Iguaçu: Sociedade Brasileira de Microbiologia, 2011. Resumo: 36-2.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.78%
2011

Ação fungitóxica do óleo de mamona em FUSARIUM OXYSPORUM F. SP. Cubense.

SOUZA JUNIOR, F. J. C. de; SILVA, T. S. da; LIMA, I. B. de; FERNANDES, A. M.; SILVA, F. N. T. da; PESSOA, M. N. G.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA, 5.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2.; FÓRUM CAPIXABA DE PINHÃO-MANSO, 1., 2012, Guarapari. Desafios e Oportunidades: anais. Campina Grande: Embrapa Algodão, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA, 5.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2.; FÓRUM CAPIXABA DE PINHÃO-MANSO, 1., 2012, Guarapari. Desafios e Oportunidades: anais. Campina Grande: Embrapa Algodão, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.73%
2012

Avaliação de genótipos de bananeira quanto a resistência ao mal-do-Panamá em condições de campo.

GUIMARÃES, A. L. de S.; MATOS, A. P. de; CORDEIRO, Z. J. M.; OLIVEIRA, S. A. S. de; AMORIM, E. P.; HADDAD, F.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.06%
Considerando que a grande maioria das variedades cultivadas no Brasil é suscetível ao mal-do-Panamá e as perdas no rendimento podem alcançar 100%, o uso de variedades resistentes é a única medida eficiente de controle dessa doença. O trabalho teve como objetivo avaliar genótipos oriundos do programa de melhoramento genético da bananeira da Embrapa Mandioca e Fruticultura quanto à resistência a mal-do-Panamá em condições de campo artificialmente infestado com Fusarium oxysporum f. sp. Cubense.; 2012

Caracterização de isolados de Fusarium oxysporum f. sp. Cubense por marcadores SSR e compatibilidade vegetativa.

VELAME, D. C.; COSTA, S. N.; AMORIM, E. P.; BARBOSA, F. F. L.; OLIVEIRA, S. A. S. de; HADDAD, F.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 6., 2012, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.89%
O mal-do-Panamá, causado pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc), é uma das doenças mais destrutivas da bananeira. A medida de controle mais efetiva é o uso de variedades resistentes. O surgimento de novas raças é preocupação constante e fator desafiador para os programas de melhoramento visando resistência à doença.; 2012

Distribuição de Silício em bananeiras inoculadas com Fusarium oxysporum f. sp. Cubense

ACCIOLY, A. M. de A.; CONCEIÇÃO, E. G. J. da; ALCOFORADO, P. A. U. G.; RODRIGUEZ, M. A. D.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO MICROBILOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 09.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Macéio. Fertbio 2012: " a responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola" : [anais...]. Maceió: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo; Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, 2012. 1 CR-ROM. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO MICROBILOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 09.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Macéio. Fertbio 2012: " a responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola" : [anais...]. Maceió: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo; Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, 2012. 1 CR-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.98%
O mal-do-Panamá, reconhecida como uma das doenças mais destrutivas da bananeira no mundo tem causado enormes prejuízos aos produtores de banana. Dentre as alternativas testadas para o controle de doenças de plantas, encontra-se o uso do silício (Si), que tem apresentado efeitos benéficos em várias espécies, proporcionando efetivo controle de doenças em plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta da planta, a absorção e translocação de silício em bananeiras inoculadas com Fusarium oxysporum f. sp. cubense. Os tratamentos constaram de 0, 250, 500, 750 e 1000 mg dm-3 de Si, mais um tratamento adicional (testemunha absoluta - sem silício e sem a inoculação com F. oxysporum. f. sp. cubense). O solo em cada vaso foi incubado com Si por 15 dias. Decorrido este período, plantas de bananeira das variedades Grande Naine, Tropical e Maçã, oriundas de cultura de tecidos, foram transferidas para vasos contendo 3 kg de solo. A inoculação com F. oxysporum. procedeu-se 40 dias após o transplantio das plantas para os vasos. Foram determinados a produção da matéria seca da raiz (MSR) e da parte aérea (MSPA), teores de Si na parte aérea e raízes e o índice de translocação. A adição de doses crescentes de Si ao solo elevou a produção da matéria seca da raiz e da parte aérea das plantas de bananeiras. As plantas de bananeiras absorveram e translocaram silício para a parte aérea comportando-se como uma planta acumuladora intermediária de Si.; 2012

Avaliação de germoplasma de bananeira quanto a resistência ao Mal-do-Panamá

RIBEIRO, L. R.; SILVA, S. de O. e; AMORIM, E. P.; SEREJO, J. A. dos S.; OLIVEIRA, S. A. S. de; HADDAD, F.
Fonte: In: REUNIÃO INTERNACIONAL ACORBAT, 20., 2013, Fortaleza. Acorbat: 40 anos compartilhando ciência e tecnologia. Fortaleza: Instituto Frutal: Acorbat Internacional, 2013. 320 p. Publicador: In: REUNIÃO INTERNACIONAL ACORBAT, 20., 2013, Fortaleza. Acorbat: 40 anos compartilhando ciência e tecnologia. Fortaleza: Instituto Frutal: Acorbat Internacional, 2013. 320 p.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
95.99%
O mal-do-Panamá causado por F. oxysporum f. sp. cubense (Foc), é uma das principais doenças da bananeira, sendo considerada a doença mais destrutiva da cultura (1). A resistência genética é a estratégia mais viável para seu controle (1).; 2013

Uso de óleos essenciais, extratos vegetais e indutores de resistência no controle alternativo do mal-do-Panamá da bananeira; Use of essential oils, vegetables extracts and inductive of resistance in the alternative control of the Panama disease of the banana tree

Silva, Julio Cesar da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.17%
The banana tree (Musa spp.), is a plant explored in the majority of the tropical countries. Its fruit is consumed in practically all the countries of the world "in nature" or in form of candies, compotes, tinned, flakes, etc., which had to its energy value, caloric and wealth in vitamins and leaves minerals. The banana tree can be attacked by some pathogen, being distinguished fungus Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc) that cause Panama disease, one of the main diseases of the culture. The search for alternative methods of control has been searched and in special the use of essential oils and vegetables extracts. This work was developed in laboratory conditions and greenhouse of the CECA/UFAL, with objectives to evaluate the fungitoxici effect "in vitro", "in vivo" and as inductive resistance of essential oils of Eucalyptus spp. (eucalypt citriodora variety), Cymbopogon winteranus (citronella), Caryophyllus aromaticus L. (india crave) and Piper aduncum L. (pepper-of-monkey) and of watery vegetables extracts of Caryophyllus aromaticus L. (india crave), Cinnamomum zeylanicum (cinnamon), Allium sativum L. (garlic), Ocimum basilicum (basil), Zingiber officinale Rosc. (ginger) and Ruta graveolens (arruda) and of the commercial products the ASM and Ecolife®. The oils had been added to the way of BDA in the 1...

Doenças da bananeira (musa spp.) no estado de Alagoas e controle alternativo do moko (Ralstonia solanacearum (Smith) Yabuuchi et al.); Occurence banana disease in state Alagoas and alternative control of moko disease (Ralstonia solanacearum).

Andrade, Flavia Waneska Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.97%
The banana is a major fruit grown by small and medium producers in the state of Alagoas. Most plantations are located in the region of forest and coastline, with favorable conditions for the development of diseases. This study aimed to make the lifting of the diseases in areas of the banana plantation of Alagoas and evaluate the alternative control of moko (Ralstonia solanacearum). The first stage was conducted during the years 2006 and 2007, making up visits and collection of plant material infected in 60 areas producing of banana, fourteen municipalities in the state. The material collected was subjected to procedures for identification of pathogens associated with plants. Detaching to the diseases caused by fungi and nematodes, and identified Yellow Sigatoka (Pseudocercospora musae); Deightoniella spot (Deightoniella torulosa) and Cordana spot (Cordana musae), a widespread occurrence; Chloridium spot (Chloridium musae), only in areas with shading and combined with other leaf spots; Exosporella spot, observed in Santana do Mundaú; fitonematoses caused by Rhadophulus similis, Helicotylenchus multicinctus and Pratylenchus sp., detected only in some municipalities; Panama disease (Fusarium oxysporum f.sp. cubense ) Found in four areas in the south of the state and Moko (R. solanacearum)...

Efeito de dois indutores de resistência sobre a severidade do mal-do-Panamá

Querino,César M. B.; Laranjeira,Delson; Coelho,Rildo S. B.; Matos,Aristóteles P. de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
96.06%
O mal-do-Panamá, causado por Fusarium oxysporum f. sp. cubense, é um fator limitante à cultura da bananeira (Musa spp.). A medida de controle mais eficiente para essa doença é o cultivo de variedades resistentes. A resistência induzida constitui alternativa a ser avaliada nesse patossistema. Avaliou-se o efeito indutor de resistência de acibenzolar-S-metil (ASM) e ácido DL-b-amino-n-butírico (BABA) sobre germinação e crescimento micelial de F. oxysporum f. sp. cubense in vitro nas dosagens 0; 0,050; 0,100; 0,150; 0,200; 0,250 e 0,500 mg.ml-1 e 0; 0,525; 1,050; 1,575; 2,100; 2,625 e 3,150 mg.ml-1, respectivamente, utilizando-se F. oxysporum f. sp. cubense na concentração 1 x 10³ conídios.ml-1. Os ASM e BABA foram pulverizados nas dosagens 0; 0,050; 0,100; 0,150; 0,200; 0,250 mg.ml-1 e 0; 0,525; 1,050; 1,575; 2,100; 2,625 mg.ml-1, respectivamente, sobre bananeiras 'Maçã' e 'Grande Naine' micropropagadas, mantidas em casa de vegetação. As raízes foram inoculadas por imersão em suspensão de F. oxysporum f. sp. cubense 1 x 10³ conídios.ml-1, quatro, seis e oito semanas após indução. Avaliou-se a severidade da doença 20 dias após inoculação através de escala de notas. O BABA, 2,100 mg.ml-1, propiciou 35,29% de redução na severidade de doença em banana 'Maçã'...

Efeitos de doses de raios gama em Apice Caulinares de Bananeira (Musa sp.) Desenvolvidos in vitro pra Inducao de Mutacao.

DOMINGUES, E.T.; TULMANN NETO, A; MENDES, B.M.J.; ANDO, A.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.29, n.7, p.1091-1098. jul. 1994. Publicador: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.29, n.7, p.1091-1098. jul. 1994.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.78%
Ápices caulinares de bananeira 'Maçã' foram tratados com raios gama (20,40,60,80 e 100 Gy) e subcultivados in vitro por quatro ciclos vegetativos (geração M 1V4), e concluiu-se, pelas variegações foliares observadas in vitro, que este é o múmero mínimo de gerações a ser utilizado antes da seleção de mutantes. Foram quatificadas, também, nesta geração, em casa de vegetação, as alterações fenotípicas (teor de antocianina, e alterações na forma, na variegação foliar e na arquitetura da planta), observando-se aumento das frequências destes variantes com a elevação da dose. A dose de 40 Gy resultou em maior aumento da frequência (13,49%) em comparação com o controle (0,85%), sendo a recomendada para trabalho de indução de mutação com esta cultivar. Em casa de vegetação foram inoculadas, com suspensão de esporos de Fusarium oxysporum f. sp. cubense, agente causal do mal-do-panamá, 2.765 plantas jovens obtidas do controle e da geração M1V4. Não foram observadas plantas resistentes ao fungo, mas o sistema utilizado permitiu uma triagem rápida e eficiente das plantas suscetíveis.; 1994

Rizobactérias promotoras do crescimento de mudas micropropagadas de bananeira e agentes de biocontrole do mal-do Panamá (Fusarium oxysporum f. sp. cubense).

Cardoso, Karoline Greice Viana
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
75.92%
A banana é fruto cultivado principalmente em países de clima tropical, estando o Brasil entre os maiores produtores mundiais. A bananeira é propagada comumente por brotos laterais de plantas adultas, o que proporciona maior possibilidade de contaminação por patógenos. A micropropagação in vitro constitui uma ferramenta alternativa a este modo de disseminação da cultura, por produzir mudas sadias e homogêneas. Entretanto, este processo elimina a presença de microrganismos que possam desempenhar algum mecanismo benéfico ao desenvolvimento das plantas. A utilização de rizobactérias pode induzir o enraizamento dos explantes, promover o crescimento das mudas, bem como proteger as plantas de patógenos. Os objetivos deste estudo foram: a) isolar e selecionar rizobactérias com capacidade de solubilizar fosfatos, produzir sideróforos, sintetizar ácido indol-acético, e inibir o crescimento de Fusarium oxysporum f. sp. cubense; b) avaliar o potencial de promoção do crescimento dos isolados na fase de enraizamento e de aclimatação em mudas de bananeira, cultivar Maçã. De um total de 200 rizobactérias, cinco isolados sintetizaram ácido indol-acético (PC04, PC45, PC107, PC37, PC05) e três isolados inibiram o crescimento micelial de F. oxysporum f. sp. cubense (262C...

Uso do silício na nutrição da bananeira e no controle do Mal-do-Panamá.

Conceição, Emília Gabriela Jesus da
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
116.31%
A cultura da banana possui grande importância econômica e social, sendo cultivada numa extensa região tropical, geralmente por pequenos agricultores. Entretanto, o mal-do-Panamá, reconhecida como uma das doenças mais destrutivas da bananeira no mundo tem causado enormes prejuízos aos produtores de banana. Uma das alternativas testadas para o controle de importantes doenças de plantas, principalmente as fúngicas, é o uso do silício (Si), que tem apresentado efeitos benéficos em várias espécies, proporcionando efetivo controle de doenças em plantas. O estudo para determinar o potencial de utilização desse elemento no controle do mal-do- Panamá, torna-se necessário principalmente quando são consideradas as grandes perdas causadas por Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc). Nesse sentido, os objetivos deste trabalho foram: 1) Avaliar a absorção e translocação de silício em bananeira e 2) Avaliar o efeito de doses crescentes de silicato sobre a resistência de diferentes cultivares de bananeira ao mal-do-Panamá. A adição de doses crescentes de Si ao solo promoveu alterações nos atributos químicos, corrigindo a acidez do solo, disponibilizado nutrientes como cálcio e magnésio, e silício além de ter aumentado a disponibilidade do fósforo ao solo...

Análise da expressão gênica em bananeira cultivada com silício e inoculada com Fusarium oxysporum f. sp. cubense.

Santos, Adailson Feitoza de Jesus
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
86.2%
A bananicultura representa uma cultura de grande importância econômica e social para o Brasil. A baixa produtividade nacional tem sido atribuída a fatores como alta incidência de pragas e doenças e ao baixo nível de tecnologia empregado nesta cultura na maioria das áreas produtoras. O mal-do-Panamá, doença causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc) é uma doença endêmica em todas as regiões produtoras de banana do mundo. Seu controle com fungicidas é inviável e o uso de cultivares resistentes está condicionado à aparição de novas raças do patógeno. Diante desse cenário, a busca por medidas que visem o controle da doença têm sido estudadas, e uma das propostas é a utilização do silício como um indutor de resistência, devido ao seu efetivo papel no controle de doenças de várias culturas. O objetivo deste trabalho foi: a) revisar o conhecimento científico sobre a cultura da banana, o mal-do-Panamá e o papel do Silício na ativação de mecanismos de defesa; b) analisar a expressão gênica em bananeira das cultivares Maçã e Grande Naine, suscetível e resistente, respectivamente a Foc, cultivada com Si e inoculadas com o Foc. Para isto foi empregada a técnica de PCR em Tempo Real, utilizando a metodologia SYBR Green. A utilização simultânea de Si e inoculação com Foc apresentou efeito apenas na expressão da catalase para a cultivar Maçã nas primeiras horas após a inoculação...