Página 1 dos resultados de 98 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Duas faces da mesma moeda: alcance e limites das microfinanças na luta contra a pobreza; The two sides of a same coin: the reach and limits of microfinance in the fight against poverty

Coêlho, Fabiano Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.96%
Com o objetivo de concluir quanto ao alcance e aos limites das microfinanças na luta contra a pobreza, este trabalho contém duas partes principais, sendo uma centrada na discussão sobre desenvolvimento e a outra enfocando a literatura empírica sobre impacto de programas de microfinanças e de microcrédito em seus beneficiários. Tendo por base a discussão realizada dos estudos empíricos mais rigorosos, em termos de isolamento do efeito da participação em programas financeiros voltados aos pobres ? isto é, basicamente, estudos que controlaram as variáveis observáveis e as não observáveis ?, pode-se concluir que as iniciativas microfinanceiras podem trazer benefícios diretamente aos componentes de famílias pobres. Tais benefícios estão ligados principalmente à esfera da estabilização do consumo. Por outro lado, deve-se reconhecer que, apesar de seus benefícios bastante apreciáveis, as microfinanças não podem ser consideradas uma espécie de panacéia. Em relação a essa questão, o mérito deste trabalho está em discutir essas limitações não tão-somente do ponto de vista dos resultados que não são encontrados pelos estudos, mas também sob o enfoque amplo da compreensão das bases de funcionamento da sociedade. De acordo com a linha de análise adotada...

Políticas públicas de microfinanças: análise da atuação das cooperativas de crédito no Brasil e na Colômbia; Microfinance policies: analyses of the perfomance of credit unions in Brazil and Colombia

Pimentel, Janaine Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.87%
O objetivo desta dissertação é proceder a uma avaliação comparativa das políticas de microfinanças no Brasil e na Colômbia, tendo como base a atuação das cooperativas de crédito nos países em estudo. Foram selecionados dois programas públicos de microfinanças que contemplam a atuação das cooperativas em suas estratégias de atuação, o Programa de Microcrédito Produtivo Orientado, no caso brasileiro, e o Banca de las Oportunidades, no caso colombiano. A avaliação foi realizada mediante a proposição e aplicação de um indicador capaz de sistematizar a atuação dos respectivos programas em cada país. Os critérios que permitiram a avaliação foram embasados na capacidade que os programas analisados têm de atingir os objetivos propostos, à luz da teoria sobre cooperativismo de crédito e microfinanças.; The aim of this dissertation is to proceed a comparative evaluation from politics of microfinances in Brazil and Columbia, basing the performance of the credit unions in the countries in study. Two public programs of microfinances had been selected that contemplate the performance of the cooperatives in its strategies of action, the PNMPO, in Brazil, and the Banca de las Oportunidades, in Colombia. The evaluation was carried through by means of applications of a pointer capable systemize the performance of the respective programs in each country. The criterion that had allowed the evaluation had been based in the capacity that the analyzed programs have to reach the considered objectives...

Regulação das microfinanças no Brasil: arcabouço institucional e articulação a políticas públicas de superação da pobreza; Microfinance regulation in Brazil: institutional framework and public policy.

Marques, Juliana Nogueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.87%
A regulação das microfinanças deve ser compreendida como parte do arcabouço institucional e legal das políticas para o setor. Nesse sentido, houve uma recente aceleração do setor de microfinanças no Brasil desde o final dos anos 90, em consonância com novos paradigmas que ensejaram diversas mudanças legais e regulatórias tendentes a promover sua expansão. Novas iniciativas regulatórias e políticas governamentais têm sido adotadas desde então, muitas delas positivas: políticas relacionadas ao papel das instituições financeiras públicas e privadas, outras relacionadas a renda e educação. Neste estudo, baseado fortemente em dados do Banco Central do Brasil, os seguintes temas são examinados com alguma profundidade: acesso a serviços financeiros, a importância do microcrédito para pequenos empreendedores alijados do mercado de trabalho formal, princípios e boas práticas das microfinanças, arcabouço institucional e legal, os diferentes enquadramentos normativos das Organizações Civis de Interesse Público e das Sociedades de Crédito ao Microempreendedor, o papel central das autoridades reguladoras, do Banco do Nordeste do Brasil BNB e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico BNDES.; Microfinance regulation should be understood as an integral part of a microfinance policy framework. In this sense...

Relação entre desempenho financeiro e desempenho social de instituições de microfinanças na América Latina; The relationship between financial performance and social performance of microfinance institutions in Latin America.

Borba, Paulo da Rocha Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.87%
O presente trabalho tem como objetivo analisar a relação entre o desempenho financeiro e o desempenho social de instituições de microfinanças que atuam na América Latina. Dessa forma, o trabalho propõe, por meio da aplicação de métodos quantitativos como testes de correlação e de regressão, uma investigação acerca da relação entre variáveis representativas do desempenho social e do desempenho financeiro dessas organizações. Além disso, as variáveis de controle forma legal da organização (com ou sem fins lucrativos) e tamanho (ativo total) foram incluídas no modelo. A amostra foi constituída por instituições de microfinanças da América Latina que publicaram seus resultados financeiros e seus dados sociais na plataforma MIX Market entre os anos de 2008 e 2009. A necessidade de publicação dessas informações revelou-se a principal limitação do tamanho amostral da pesquisa. Os resultados alcançados revelam a importância da variável tamanho da instituição para que a organização alcance resultados financeiros e sociais superiores, o que indicaria a provável presença de economias de escala. Também se evidencia a preponderância da não rejeição da hipótese nula, ou seja, de que não é possível estabelecer uma relação entre desempenho financeiro e desempenho social das instituições de microfinanças. Para pesquisas futuras...

Uma análise dos efeitos da regulação do setor de microfinanças brasileiro: o caso das Sociedades de Crédito ao Microempreendedor

Lima, Vanina de Souza
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
27.73%
The purpose of this work is to analyze the process of regulation of the sector of microfinance in Brazil, based on the regulation of the Societies of Credit to Microentrepreneurs - SCMs, the only specialized institucional form in microfinance in the National Financial System, and that, in sight of this, has its performance regulated and supervised by the Brazilian Central Bank. The regulation of the SCMs has been one of the strategies adopted by the Federal Government in our country to stimulate the generation of job and income for the population that usually is excluded from the traditional financial system, for the microentrepreneurs, who have difficulties in getting financing for its productive activities at the traditional financial institutions. However, despite the governmental measures that have been taken in the direction to try to stimulate the sector of microfinance in our country, it is considered that the current model of regulation based on the regulation of the SCMs presents obstacles that must be surpassed in order to reach the objective to facilitate the access of the formal credit to the microentrepreneurs.; A presente dissertação tem como objetivo analisar o processo de regulação do setor de microfinanças no Brasil com base na regulamentação das Sociedades de Crédito ao Microempreendedor - SCMs...

O papel das tecnologias de informação e comunicação na oferta de serviços financeiros para a população de baixa renda : o caso dos correspondentes bancários do Banco Lemon

Yokomizo, Cesar Akira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
27.87%
Algumas abordagens recentes chamaram a atenção para a importância das empresas mobilizarem sua capacidade produtiva para solucionar problemas das classes menos favorecidas da sociedade. Especificamente para o caso de serviços financeiros, defende-se que a atuação na baixa renda tem implicações positivas na sociedade como um todo, ao promover sua re-inclusão no sistema tradicional. Dentro desse cenário, as iniciativas de microfinanças parecem jogar luz a esse problema ao tentar levar acesso a serviços financeiros para a população de baixa renda. Porém, tais iniciativas ainda parecem não ter demonstrado o seu real potencial, e prova disso é a persistência dos crônicos indicadores de pobreza e de desigualdade social. Isso acontece porque as abordagens atuais de microfinanças apresentam limitações, dentre as quais as tecnológicas são uma das mais importantes. Por outro lado, existe um fenômeno que se manifesta especificamente no Brasil e que se refere ao grande crescimento dos chamados correspondentes bancários (CBs), em que o correspondente, que, na maior parte das vezes, é um varejo, oferta serviços em nome do banco. Alguns estudos relacionam esses dois conceitos, microfinanças e CBs, e propõem o CB como um canal tecnológico para a promoção das microfinanças. Dentro desse cenário...

Efeitos do microcrédito na geração de renda em microempreendimentos : avaliação de impacto do programa Real Microcrédito

Righetti, Carlos Cesar Buosi
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
27.87%
O trabalho realiza uma investigação empírica sobre impacto do microcrédito produtivo orientadode um banco comercial privado, sobre renda disponível no domicílio de microempreendedores. O objeto de estudo foram os clientes da Real Microcrédito, uma empresa resultante da parceria entre o Banco Real, terceiro maior banco privado brasileiro, e a ONG Acción International,organização não-governamental com foco em microfinanças. Foram analisados 22.994 contratos de concessão de microcrédito, correspondendo a um total de 20.628 clientes do período de agosto de 2004 a abril de 2007, dos quais 2.366 possuíam duas ou mais tomadas de crédito. A variável dependente adotada para análise do impacto da renda do domicílio foi vendas médias. Utilizando a técnica de modelos hierárquicos lineares (HLM) para analisar os dados de evolução do indivíduo ao longo do tempo não foi possível concluir que os indivíduos apresentam mudanças nas suas vendas médias ao longo do tempo, pois não foi possível afirmar com significância estatística que há mudanças nas trajetórias das vendas médias para o conjunto de tomadores no período analisado. Analisando-se as diferenças entre os indivíduos foi possível concluir que a variável gênero feminino está associada ao aumento de renda do indivíduo participante do programa. No caso das demais variáveis analisadas no segundo nível (grupo solidário...

O microcrédito como parte consolidada da estrutura global do capital: um estudo sobre a transição de uma operadora de microcrédito sem fins lucrativos para uma empresa com finalidade lucrativa

Pires, Paulo Cesar Fonseca
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.54%
O trabalho de pesquisa expõe, em princípio, um estudo de caso que foi realizado no Centro de Apoio aos Pequenos Empreendedores do Maranhão (CEAPE-MA), objetivando verificar o processo de transição de uma instituição sem fins lucrativos, para uma com finalidade lucrativa. Microfinanças são prestações de serviços financeiros para aqueles que não possuem acesso às instituições financeiras, principalmente a crédito, e têm sido vistas como uma ferramenta de promoção do desenvolvimento econômico e social do país. O CEAPE-MA é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem finalidades lucrativas, que se dedica ao desenvolvimento sócioeconômico de pequenos empreendimentos e microempresas dirigidas para pessoas de baixa renda. O CEAPE-MA oferece aos seus clientes uma série de serviços adicionais, que servem tanto para o desenvolvimento do empresário, como da empresa, tais como: assessoria para a melhoria do negócio, apoio à comercialização, parceria com Associações de Artesãos e Universidades e outras atividades e serviços. Analisou-se quatro cenários para se avaliar esse processo de transição e a conclusão a que se chegou para uma proposta mais viável é a criação de um Banco de Microcrédito...

Uma abordagem crítica para a educação a distância orientada para as microfinanças

Birochi, Renê
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.54%
As investigações sobre as práticas educacionais a distância e os respectivos usos de mídias para esse fim remontam aos estudos por correspondência do século XIX. A educação a distância (EAD), mediada pelas tecnologias de informação e comunicação (TICs), é um fenômeno recente, característico da sociedade pós-industrial, que utiliza grande diversidade de recursos, processos e meios para promover a educação. Historicamente, a área de EAD apresenta escassez de estudos teóricos sobre os fundamentos de suas práticas. A sua literatura também revela ausência, quase completa, de abordagens baseadas nas tradições do pensamento crítico, como, por exemplo, a teoria da estruturação (GIDDENS, 1984) ou a pedagogia crítica (FREIRE, 1987). Tendo isso em vista, procurou-se realizar uma revisão dessas abordagens orientando-as à EAD. Essa revisão teve como objetivo contribuir com os debates sobre os fundamentos teóricos da EAD, iniciados em 1960, visando ampliar os limites de suas práticas – já que atualmente, ainda predominam mecanismos típicos da sociedade industrial, como por exemplo, a replicação em massa de conteúdos educacionais. Para atender a esse objetivo, este trabalho de tese realizou um exame das principais teorias da EAD e se concentrou em encontrar uma fundação teórica comum...

Microinsurance in Brazil : current situation and outlook

Vidal, Valentin Émile Michel
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.73%
O trabalho aqui apresentado teve como objetivo investigar as oportunidades do microseguro no Brasil levando em conta o atual contexto de microfinanças no país e as potencias sinergias quem poderiam facilitar a implementação e o desenvolvimento do conceito. Cumpre lembrar que o microseguro não pode ser um substituto do microcrédito, mas ; é um necessario complemento para continuar no caminho da inclusão social e financeira. A primeira parte desse trabalho aborda o tema de microfinanças no mundo e depois no Brasil, para poder entender o papel do microseguro como uma das ferramentas de microfinanças. A segunda parte é dedicada ao microseguro, com uma apresentação do conceito geral e de algumas iniciativas no mundo antes de se focar sobre o microseguro no Brasil. Apresentamos o quadro legal e os incentivos, juntos com o mercado potencial e os canais de distribuição no Brasil. A última parte apresenta o estudo de caso do Banco Bradesco e do órgão regulatório Susep, realizado através de entrevistas.

Economia solidária, microfinanças e pluralismo jurídico - um estudo de caso sobre a Rede Brasileira de Bancos Comunitários de Desenvolvimento

Ferreira, Vivian Maria Pereira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Em 1998, a partir da iniciativa da Associação de Moradores do Conjunto Palmeira (ASMOCONP), foi fundado na periferia de Fortaleza o Banco Palmas, com a função de estimular a produção e o consumo no bairro, a fim de reorganizar e fortalecer o desenvolvimento da economia local. Iniciou-se, assim, a experiência com os bancos comunitários de desenvolvimento no país, que hoje já são mais de 100 distribuídos em 19 estados da federação, em comunidades de baixa renda e baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Trata-se de iniciativas sem fins lucrativos, integralmente geridas pelos membros da comunidade em que atuam, que oferecem serviços financeiros aos moradores do bairro, informadas pelos princípios da economia solidária, com o objetivo de gerar trabalho e renda. Para tanto, utilizam-se de mecanismos como o microcrédito e a emissão de uma moeda social circulante local, paralela ao Real. Os bancos comunitários de desenvolvimento geralmente não possuem organização jurídica formal. São projetos de microfinanças criados no âmbito de ONGs. Valem-se, portanto, do marco normativo do terceiro setor e não são submetidos à regulação financeira. Utilizando o método do estudo de caso, o presente trabalho busca descrever o fenômeno do surgimento e da multiplicação de bancos comunitários de desenvolvimento pelo país...

O crédito popular sob a ótica das microfinanças, finanças solidárias e finanças tradicionais: o caso do banco comunitário de desenvolvimento palmas de Fortaleza - CE

Faustino, Andrea Viana
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 128 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.54%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O contexto de exclusão monetária e social leva à reflexão sobre a insuficiência de oportunidades, à população pobre e miserável, para acesso ao crédito no Sistema Financeiro Nacional. Este trabalho trata do estudo de caso do Banco Comunitário de Desenvolvimento Palmas, localizado em Fortaleza (CE), a partir da caracterização da prática do crédito popular sob a perspectiva das microfinanças, finanças solidárias e finanças tradicionais. O método é descritivo realizado por meio de pesquisa bibliográfica e documental. Como resultado da reunião das características das Microfinanças, Finanças Solidárias, Finanças Tradicionais e da experiência do Banco Palmas, há percepção da existência de áreas bem definidas e também de matizes que se interpõem e que diferem sutilmente entre elas. Conclui-se que a inclusão monetária traz inclusão social quando a oferta de serviços financeiros é acompanhada por atividades de formação com base em princípios da economia solidária.

Microcrédito em Cabo Verde : análise da sustentabilidade de duas instituições de microfinanças em 2008 e 2009

Espada, Ana Sofia Santa Rita Vieira Silva
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.87%
Mestrado em Finanças; O microcrédito é o empréstimo de pequenos montantes, dirigidos a camadas pobres da população, sem acesso ao crédito bancário, que pretendam investir numa actividade económica e revelem capacidades que permitam antever o êxito da iniciativa. Nasceu no Bangladesh, na década de 1970, por iniciativa de Muhammad Yunus. Revolucionou o processo de crédito ao associar o caracter social e a sustentabilidade económica e transformou a vida das pessoas que passando a participar nas actividades da sociedade civil, se incluem nela. Chegou a Cabo Verde nos anos noventa do século vinte. No final de 2009, doze Institui-çoes de Microfinanças implementavam o microcrédito. Em 2008 e 2009 as duas Instituições de Microfinanças com maior carteira, a Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) e a Associação de Apoio à Autopromoção da Mu-lher no Desenvolvimento (MORABI) tiveram auto-sustentabilidade operacional. Em 2008 foram auto-sustentáveis financeiramente mas esta diminuiu em 2009. As taxas de juro são elevadas mas os clientes têm-se mostrado satisfeitos com os resultados obtidos. O financiamento é o principal desafio das Instituições de Microfinanças. Para uma actividade com apenas dez anos, implementada numa franja da população não familiarizada com a prática bancária...

O desempenho social das instituições de microfinanças em Moçambique

Dias, João Ferreira; Psico, José Augusto Tomo
Fonte: INDEG-ISCTE Publicador: INDEG-ISCTE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
27.87%
As microfinanças são um instrumento de superação das restrições financeiras e correlativas dos mais carenciados, para que as suas capacidades se possam desenvolver. Esta actividade de inclusão financeira deve ser sustentável e pode ser rentável. Inúmeros estudos foram efectuados sobre o impacto das microfinanças ao nível local e dos indivíduos beneficiários, bem como sobre a sustentabilidade financeira dessas instituições. O presente estudo trata de um assunto pouco analisado: o desempenho social das instituições de microfinanças (IMFs), ou seja, a sintonia entre a dimensão social da missão estratégica e a actuação concreta das IMFs. Para tal, utilizámos o intrumento SPI – Social Perfomance Indicators –, cedido pelo CERISE, para avaliar o desempenho das instituições de microfinanças em Moçambique. A amostra é constituída por sete IMFs moçambicanas que representam 80% da carteira em Moçambique. Os resultados mostram uma grande concentração nas principais zonas urbanas e um desempenho social médio que carece de melhoria. Em comparação com os resultados internacionais, a média moçambicana é inferior.

Processo de Formação das Estratégias do Banco Central do Brasil no Desenvolvimento das Microfinanças após o Plano Real (1994-2004)

de Lima Barbosa Júnior, Clovis; Fernando Araújo de Moraes, Walter (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.87%
A presente pesquisa é um trabalho de natureza qualitativa, descritiva, histórico e contextual, com uso de estratégia de estudo de caso. O objeto da análise foi o Banco Central do Brasil, tendo sido estudado o processo de formação das estratégias de desenvolvimento das microfinanças após o Plano Real (1994-2004). No tema microfinanças abordou-se o cooperativismo de crédito, as sociedades de crédito ao microempreendedor, os correspondentes bancários e outras ações. Foi proposto modelo nacional para compreender o desenvolvimento das microfinanças juntamente com uma análise das etapas desse processo. Concluiu-se que a formação das estratégias ocorreu de maneira emergente, não planejada, e amparada no incrementalismo lógico

Formulação de indicadores de impacto para microfinanças; The development of impact indicators for microfinance

Christopoulos, Tania Pereira; Marques, Tomás Costa de Azevedo
Fonte: Universidade Federal do Maranhão; São Luís Publicador: Universidade Federal do Maranhão; São Luís
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.87%
Durante os últimos anos, têm sido investidos muitos recursos para promoção de políticas de inclusão financeira no Brasil, em especial de grupos marginalizados do sistema bancário tradicional. Torna-se portanto, fundamental, compreender qual é o impacto dessas políticas para o público beneficiado. Para tanto, o presente artigo tem como objetivo discutir e apresentar a aplicação de uma metodologia para desenvolvimento de indicadores e para avaliação do impacto de microfinanças, baseada no enfoque metodológico denominado botton-up. Esse enfoque reflete uma dinâmica participativa e propositiva no sentido de proporcionar o apoderamento dos atores envolvidos em todo o processo de formulação dos indicadores, e contempla, de forma geral, as especificidades existentes nas localidades que se pretende avaliar. A aplicação do estudo se deu através de pesquisa realizada com grupos envolvidos com ações e impactos das atividades de microfinanças e possibilitou a elaboração de um quadro de indicadores relevantes.; During the Iast years, considerable resources have been invested in order to promote policies of financial inclusion in Brazil, especially to include the ones marginalized from the traditional banking system. Therefore...

The impact of microfinance on poverty reduction in Montserrado County : a case study of Access Bank Liberia Limited, 2009-2012 = O impacto da microfinança na redução da pobreza em Montserrado county: um estudo de caso do Access Bank Liberia Limited, 2009-2012; O impacto da microfinança na redução da pobreza em Montserrado county : um estudo de caso do Access Bank Liberia Limited, 2009-2012

Boakai Murphy Dorley
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.96%
Microfinanças constituem a prestação de uma vasta gama de serviços financeiros que incluem depósitos, empréstimos, poupanças, transferências de dinheiro e seguro para as famílias pobres e de baixa renda e seus microempreendimentos. No paradigma do desenvolvimento, as microfinanças têm se mostrado cada vez mais necessárias - estratégia utilizada para atender aos grupos negligenciados da sociedade, especialmente mulheres, pessoas de baixa renda, comunidades rurais e a população carente. O objetivo dessa pesquisa é contribuir para a compreensão do impacto das microfinanças no alívio da pobreza em Montserrado County, usando o Access Bank Liberia Limited para o estudo de caso. Essa pesquisa cobriu o período de 2009 a 2012. Os resultados indicaram que as microfinanças tiveram um impacto positivo no alívio da pobreza dos destituídos de Montserrado County, particularmente liberianos sem acesso às instituições financeiras formais. Os resultados revelaram que as microoperações financeiras do Access Bank Liberia tiveram um impacto positivo na criação de empregos, renda dos clientes e poupanças. Além disso, as evidências sugerem que o acesso à assistência financeira como o crédito para pessoas de baixa renda é capaz de estimular a geração de microempreendimentos que permitem a essa parcela da população sair da armadilha da pobreza. Portanto...

Microfinanças e microcrédito - 2008

Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Vídeo
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Professores da GV falam de microfinanças e microcrédito.

Microfinanças - 2011

Gonzalez, Lauro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Vídeo
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Professor Lauro Gonzalez fala sobre o Centro de Estudos de Microfinanças (GVcemf)

O desempenho social das instituições de microfinanças em Moçambique

Dias,João Ferreira; Psico,José Augusto Tomo
Fonte: ISCTE-IUL Business School Publicador: ISCTE-IUL Business School
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.87%
As microfinanças são um instrumento de superação das restrições financeiras e correlativas dos mais carenciados, para que as suas capacidades se possam desenvolver. Esta actividade de inclusão financeira deve ser sustentável e pode ser rentável. Inúmeros estudos foram efectuados sobre o impacto das microfinanças, ao nível local e dos indivíduos beneficiários, bem como sobre a sustentabilidade financeira dessas instituições. O presente estudo trata dum assunto pouco analisado: o desempenho social das instituições de microfinanças (IMFs), ou seja a sintonia entre a dimensão social da missão estratégica e a actuação concreta das IMFs. Para tal utilizámos o instrumento SPI - Social Performance Indicators, cedido pelo CERISE para avaliar o desempenho das instituições de microfinanças em Moçambique. A amostra é constituída por sete IMFs moçambicanas que representam 80% da carteira em Moçambique. Os resultados mostram uma grande concentração nas principais zonas urbanas e um desempenho social médio que carece de melhoria. Em comparação com os resultados internacionais a média Moçambicana é inferior.