Página 1 dos resultados de 1 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

José Anastácio da Cunha e o projeto MAT² : no trilho de uma história extraordinária; José Anastácio da Cunha: mat2's path towards unveiling an extraordinary (hi)story

Ralha, Elfrida
Fonte: Sociedad Española de História de las Ciencias e de las Técnicas Publicador: Sociedad Española de História de las Ciencias e de las Técnicas
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 14/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.31%
A ideia de que as Matemáticas de Portugal (e de Espanha) atravessaram, depois de um período áureo nos Descobrimentos, um longo deserto onde não foi possível florescerem Mestres, nem escolas, nem cultura científica, nem investigação de relevo foi, durante muito tempo, reiteradamente veiculada, inclusivé através de alguns dos nossos mais referenciados historiadores da Matemática, como é o caso de Gomes Teixeira ou de Rey Pastor. Mas a verdade é que o estudo da História das Matemáticas em Portugal tem, na última década, vivido um interesse crescente onde sobressaem, em particular, uma leitura menos enviesada sobre, por exemplo, o papel educativo dos Jesuítas ou a publicação das obras completas de Pedro Nunes. Está-se assim a contribuir para uma compreensão mais completa da História geral de Portugal, de que a História da Ciência e da Cultura faz parte. José Anastácio da Cunha (1744-1787) foi figura de proa no século XVIII português. Sabíamo-lo matemático que, sem nunca ter saído de Portugal, havia sido capaz de antecipar, em mais de 50 anos, os esforços de matemáticos franceses e alemães para fundar a Matemática com rigor. Sabíamo-lo também autor de uma vasta e diversificada obra de inegável importância matemática mas...