Página 1 dos resultados de 225 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

"Análise eletromiográfica dos músculos temporal e masseter, em portadores de maloclusão classe II de Angle, durante terapia ortopédica funcional com reabilitação dinâmica e funcional dos maxilares" ; ELECTROMYOGRAPHIC ANALYSIS OF TEMPORAL AND MASSETER MUSCLES IN INDIVIDUALS WITH ANGLE CLASS II MALOCCLUSION, DURING TREATMENT WITH DYNAMICS AND FUNCTIONAL REHABILITATION OF JAW

Santos, Glaura Trevisan Mattos dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.54%
Este estudo foi realizado com o objetivo de investigar a atividade eletromiográfica (EMG) dos músculos temporal (porção anterior) e masseter em portadores de maloclusão Classe II de Angle, durante tratamento ortopédico funcional com a técnica “Reabilitação Dinâmica e Funcional dos Maxilares” (RDFM). Foram analisados dez pacientes com dentição mista, na faixa etária de seis a doze anos (média 8,6). Os registros EMG foram executados no ato da instalação da aparatologia (T1), após seis meses (T2) e um ano de tratamento (T3). Eletrodos bipolares de superfície eram posicionados bilateralmente na porção anterior do músculo temporal e na região média do músculo masseter. Um eletromiógrafo acoplado a um programa de computador (K6-I EMG Eight Channel Surface Electromyography da Myo-tronics), registrou a atividade muscular nas condições experimentais: 1 - Posição de Repouso (PR); 2 - Apertamento em Máxima Intercuspidação Habitual (AMIH); 3 - Apertamento Molar Bilateral com Rolete de Algodão (AMBA); 4 - Apertamento Máximo com o uso de Aparelho (AAPA) e 5 - Mastigação Habitual com Hiperbolóide (MH). As atividades médias dos músculos estudados foram analisadas estatisticamente pela Análise de Variância e teste complementar de Tukey. Pelos resultados conclui-se que: 1) na posição de repouso...

Alterações das atividades eletromiográficas dos músculos masseter e temporal anterior após desprogramação neuromuscular da mandíbula de acordo com a filosofia de Roth; Changes of the electromyographics activities of the masseter and anterior temporal muscles after the mandibular neuromuscular deprogramming according to Roth’s philosophy

Santos, Helena Márcia Guerra dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.44%
As atividades eletromiográficas dos músculos masseter e temporal anterior foram avaliadas em amostra constituída por 37 indivíduos assintomáticos, com maloclusão de Classe I divididos em dois grupos - Experimental e Controle. O grupo Experimental foi composto por 23 indivíduos, sendo 14 do gênero masculino e 9, do feminino, com média de idade de 23 anos e 7 meses, e foi submetido à desprogramação neuromuscular, com o uso de placa oclusal, pelo período médio de 6 meses e 3 dias. O grupo Controle foi formado por 14 indivíduos, sendo 11 do gênero feminino e 3, do masculino, com média de idade de 25 anos e 11 meses, e não fez uso de placa oclusal, nem foi submetido a qualquer intervenção oclusal, no período médio de observação de 8 meses e 10 dias. Os registros eletromiográficos foram realizados por meio de eletrodos bipolares de superfície durante o repouso mandibular e o apertamento oclusal máximo, em dois momentos - T1 e T2. Os valores obtidos foram mensurados pelo cálculo do "Root Mean Square" (RMS) e expressos em microvolts (μV). Os índices de assimetria e atividade foram calculados em porcentagem (%). Os dados foram analisados estatisticamente por meio dos testes ANOVA e Bonferroni, considerando-se o nível de significância de 5%. Os resultados mostraram que no grupo Experimental...

Reanimação facial com retalho de músculo temporal: análise retrospectiva da técnica e resultados no tratamento da paralisia facial na Disciplina de Cirurgia Plástica do HCFMUSP; Facial reanimation with temporalis muscle flap: retrospective analysis of the procedure and results in the treatment of facial palsy in the Plastic Surgery Division of HCFMUSP

Cheroto Filho, Aylton
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.59%
A paralisia facial é uma patologia de etiologia ampla, com prejuízos múltiplos e severos aos indivíduos afetados. Dentre os tratamentos cirúrgicos atualmente propostos a reanimação facial com retalho de músculo temporal se posiciona intermediariamente no espectro de complexidade. Neste estudo objetivou-se a identificação dos resultados com seu uso em nossa disciplina, pela revisão dos prontuários dos pacientes acometidos de tal patologia nos últimos 17 anos. Dos 152 prontuários avaliados, 93 se enquadravam nos critérios de inclusão. Destes, 36 casos com paralisia facial periférica completa foram passíveis de estudo, correspondendo a 39% dos casos de transposição. Os resultados foram uma predominância de pacientes do sexo feminino (26) em relação ao sexo masculino (10). A reanimação conjunta de pálpebra e boca com a transposição do músculo temporal correspondeu a 16 casos; pálpebra a 12 casos; e boca a 8 casos. Nos casos com transplante muscular microcirúrgico, o músculo grácil foi utilizado. A média de procedimentos ancilares das pacientes do sexo feminino foi superior a do sexo masculino. Alterações da técnica da transposição do músculo temporal foram observadas em casos a partir de 2001, com a neurotização muscular por enxerto transfacial de nervo sural em 9 casos. A técnica utilizada em nosso serviço se baseia no retalho de Gillies...

Eletromiografia dos músculos temporais e masseteres em pacientes com disfunção temporomandibular tratados com placa interoclusal; Electromyography of the temporal and masseter muscles in patients with temporomandibular disorders treated with interocclusal splint

Crosio, Daniel Mazzetto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
Os objetivos do presente estudo foram analisar os efeitos do tratamento de pacientes com Desordem temporomandibular (DTM) articular crônica com a placa interoclusal estabilizadora modelo Michigan por meio dos índices eletromiográficos POC dos temporais, POC dos masseteres, TORS, ASSIM, Ativação, Ativação absoluta, TORQUE, Impacto, em máximo apertamento dental voluntário (MCV) em máxima intercuspidação habitual (MIH) e máximo apertamento voluntário com algodão entre os dentes (MAA). Foram também analisados os sinais e sintomas de DTM. Participaram do estudo 20 sujeitos, jovens e adultos, sendo 10 com DTM articular crônica, que receberão tratamento com placa oclusal modelo Michigan (Grupo DTM) e 10 sujeitos sem sinais e sintomas de DTM (Grupo Controle). Os sujeitos passarão por exame clínico e responderão ao Protocolo para Determinação dos Sinais e Sintomas de DTM para Centros Multiprofissionais (Felício et al., 2006). Os registros e cálculos dos índices eletromiográficos serão realizados com o Eletromiógrafo Freely de oito canais (De Götzen srl; Legano, Milano, Italy). Foram comparados os dados do grupo DTM na fase de diagnóstico (FD) e na fase final (FF) de tratamento, bem como os dados deste grupo com os do grupo controle. Para os dados expressos em nível intervalar de mensuração...

Estudo do comportamento eletromiográfico do masseter e temporal após o tratamento da mordida cruzada posterior funcional com o aparelho quadrihélice

Santos, José Ricardo Prando dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 114 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
Pós-graduação em Odontologia - FOA; O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade eletromiográfica dos músculos masseter e temporal anterior em crianças com mordida cruzada posterior unilateral funcional. A amostra foi composta por 8 crianças com idade de 5 a 10 anos, um menino e sete meninas que não apresentavam hábitos parafuncionais, sintomas neuromusculares como dor ou fadiga e disfunção temporomandibular. As análises eletromiográficas foram realizadas nestes músculos na posição de repouso, máximo apertamento dentário na posição de máxima intercuspidação e durante a mastigação no lado da mordida cruzada e no lado não cruzado, antes (T1) e após (T2) o tratamento da mordida cruzada posterior unilateral funcional com a utilização do aparelho ortodôntico quadrihélice. Os resultados mostraram uma diferença significante somente para o músculo temporal anterior do lado da mordida cruzada para a posição de repouso, mas houve uma tendência para um aumento no temporal anterior do lado não cruzado e para o masseter do lado cruzado, enquanto houve uma diminuição no masseter do lado não cruzado. Durante o apertamento dentário na posição de máxima intercuspidação, todos os músculos monstraram uma tendência ao aumento da atividade eletromiográfica. Durante a mastigação...

O efeito da espessura da placa interoclusal sobre a atividade elétrica e a temperatura dos músculos temporal anterior e masseter durante o repouso e o apertamento dental

Pita, Murillo Sucena
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 189 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
46.33%
Pós-graduação em Odontologia - FOA; O aumento da atividade muscular, induzido pelo apertamento dental, pode ser considerado como fator etiológico ou agravante das desordens temporomandibulares (DTMs), e essa atividade tem sido explorada de maneira direta através da eletromiografia e indiretamente pela variação da temperatura superficial cutânea sobre os músculos mastigatórios. As placas oclusais são os métodos não-invasivos mais utilizados para o tratamento das DTMs, particularmente as que afetam os músculos mastigatórios, objetivando a redução dessa hiperatividade muscular. Entretanto, há controvérsias em relação ao estabelecimento da sua espessura ideal. O objetivo do presente estudo, foi determinar o efeito da espessura de placas miorrelaxantes (3 mm e 6 mm) sobre a atividade elétrica e a temperatura dos músculos temporal anterior e masseter durante o repouso e o apertamento dental, considerando-se a condição assintomática de 20 indivíduos (10 homens e 10 mulheres) selecionados através do questionário Research Diagnostic Criteria (RDC). Os registros eletromiográficos foram realizados por meio do software “Bio EMG” (Biopack – System Bio-Research) e a temperatura das superfícies musculares realizada com o auxílio de um termômetro digital infravermelho (ICEL TD-971)...

Efeito do exercício muscular sobre temperatura e atividade elétrica dos músculos masseter e temporal

Gallo, Ana Kelly Garcia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 161 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
Pós-graduação em Odontologia - FOA; O esforço muscular exige modificações metabólicas e uma adaptação, ou seja, uma necessidade maior de nutrientes e O2 para que seja realizada a contração muscular. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito da consistência do alimento sobre a atividade eletromiográfica dos músculos masseter e temporal anterior, durante a mastigação, bem como, avaliar a variação da temperatura muscular, verificando o efeito da mastigação sobre a temperatura superficial dos músculos em questão. Conclui-se que: 1) o aumento da consistência do alimento aumenta a atividade elétrica dos músculos do lado de trabalho e não trabalho, após 05 minutos de mastigação; 2) as médias da temperatura superficial no músculo temporal apresentaram diferenças estatisticamente significante entre os lados de trabalho e não trabalho, enquanto que no músculo masseter não houve diferença entre os lados; 3) que alimento mais consistente gerou temperatura superficial mais elevada nos músculos do lado de trabalho; 4) que após 5 e 10 minutos de mastigação houve uma redução significativa na temperatura superficial dos músculos analisados, porém, entre estes períodos não houve diferença estatisticamente significante.; The muscular effort demands metabolic modifications and an adaptation...

Espessura dos musculos mastigatorios, força de mordida, contatos oclusais e morfologia facial de crianças com mordida cruzada posterior unilateral

Paula Midori Castelo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
Estudos sobre as características funcionais e estruturais da maloclusão em crianças de pouca idade são raros. Sendo assim, este trabalho teve como objetivos avaliar a espessura dos músculos masseter e temporal anterior, a força de mordida bilateral, o número de contatos oclusais em molares decíduos e a morfologia facial de crianças com oclusão normal e mordida cruzada posterior unilateral das fases de dentição decídua e mista inicial. A amostra consistiu de 49 crianças, de ambos os sexos, divididas em quatro grupos: decídua-normal, decídua-cruzada, mista-normal e mista-cruzada. A espessura muscular foi avaliada através da ultra-sonografia, no repouso e em máxima intercuspidação, e comparada entre os lados direito e esquerdo, e cruzado e normal, na oclusão normal e na mordida cruzada, respectivamente. As variáveis da morfologia facial, altura facial anterior (AFA), distância bizigomática e intergoniana (DB e DI) e as razões AFA/DB e AFA/DI, foram avaliadas através de fotografias frontais. Os resultados foram submetidos à análise estatística descritiva, ao teste de correlação de Pearson, teste “t” de Student, à análise de variância e ao teste Mann-Whitney Rank Sum. Observou-se que somente a espessura do músculo temporal anterior...

Estudo eletromiografico do padrão de co-ativação do musculo esternocleidomastoideo em diferentes movimentos mandibulares

Tatiana Adamov Semeghini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.43%
Embora a co-ativação da musculatura cervical durante a movimentação da mandíbula tenha sido estudada na literatura, esta situação ainda é pouco descrita quando comparados voluntários clinicamente normais e portadores de disfunções musculares. O objetivo deste trabalho foi estudar eletromiograficamente a co-ativação bilateral do músculo esternocleidomastoideo em relação aos Mm. Da mastigação em voluntários clinicamente normais e em portadores de bruxismo. Para a coleta do sinal mioelétrico foi utilizado um eletromiógrafo (*Lynx Eletronics) formado por um módulo condicionador de sinais de 12 bits de resolução, filtro tipo Butterworth (10,6 - 509 Hz) com ganho de 100 vezes, e placa conversora A/D, colocado dentro de uma Gaiola Eletrostática de Faraday. O registro mioelétrico foi realizado pelo software Aqdados, com apresentação simultânea dos canais usados e freqüência de amostragem de 1000 Hz, instalado em um computador 486 DX padrão. O sinal foi captado por eletrodos ativos diferenciais simples, formados por duas barras retangulares de prata paralelas, espaçadas por 10mm. e fixas entre si. A impedância de entrada dos eletrodos foi de 10G?OMEGA?, CCMR de 130 dB e 2pF, com ganho de 100 vezes. Foram também utilizados no estudo: eletrodo de referência; esparadrapos impermeáveis; Parafilme M (American National Can TM); metrônomo (Picollo - Winter)...

Estudo eletromiografico das partes anterior media e posterior do musculo temporal na cinetica mandibular; Electromyographic study of anterior, medium and posterior parts in mandibular cinetic

Mirian Hideko Nagae
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.55%
Este estudo teve por finalidade investigar por meio da eletromiografia de superfície a atividade elétrica, unilateral direita das partes anterior, média e posterior do músculo temporal, na situação postural de repouso mandibular, durante a contração voluntária máxima (CVM) e nos movimentos de abaixamento leve e máximo mandibular, propulsão, retropulsão, protrusão, retrusão, lateralidade homolateral direita e lateralidade contralateral. Foram investigados 21 sujeitos, gênero masculino, Classe I de Angle, com faixa etária entre 18 e 40 anos, tricotomizados, sem história de Disfunção Temporomandibular, bruxismo e/ou apertamento dental. O equipamento utilizado foi o eletromiógrafo Myosystem I da DataHominis Tecnologia Ltda, 12 canais, 12 bites de resolução, CMRR de 112dB @ 60Hz com módulo de conexão para eletrodos passivos, ajuste para ganho entre 1 a 16.000 vezes, filtro Butterworth, passa alta de 15Hz e passa baixa de 1KHz, placa conversora A/D, modelo PCI-DAS 1200, Myosystem da Prosecon Ltda. O eletrodo de referência foi fixado junto ao osso externo do voluntário e para a captação dos sinais foi utilizado eletrodo de superfície passivo, descartável, bipolar da NoraxonÒ USA Inc, modelo 272, formato circular...

Relação entre o angulo do processo coronoide da mandibula e a atividade eletromiografica do musculo temporal nas diferentes classes esqueleticas; Relation between the angle of the coronoid process of the mandible and the electromyographic activity of the anterior part temporal muscle in the different skeletal classes

Maise Mendonça Amorim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.64%
O desenvolvimento do ramo da mandíbula é um importante evento do crescimento craniofacial, com vetor superior e posterior. Assim como o desenvolvimento, a morfologia do tecido ósseo está relacionada com a atividade muscular. Diante destes aspectos, o objetivo desta pesquisa foi analisar a relação entre o ângulo do processo coronóide da mandíbula no sentido látero-lateral e a atividade eletromiográfica da parte anterior do músculo temporal, em indivíduos de diferentes classes esqueléticas. Foram avaliados 67 voluntários (25 do gênero feminino e 42 do gênero masculino; média 24,6 ± 4,5 anos), subdivididos em três grupos de acordo com o ângulo ANB, em Classes I (n=25), II (n=22) e III (n=20). Foram realizados dois exames radiográficos, uma telerradiografia em norma lateral para a mensuração do ângulo ANB e classificação dos indivíduos, e uma telerradiografia em norma frontal para a mensuração do ângulo do processo coronóide. O exame eletromiográfico foi realizado com a finalidade de avaliar a atividade eletromiográfica da parte anterior do músculo temporal. A análise estatística dos dados mostrou não haver relação entre o ângulo do processo coronóide e classe esquelética nas três classes analisadas. A variabilidade intra-grupo foi significante para todas as classes esqueléticas. Não houve relação entre a atividade da parte anterior do músculo temporal e o ângulo do processo coronóide nos indivíduos Classe I e II. No grupo Classe III houve relação significante entre os dois fatores analisados; a análise da atividade eletromiográfica da parte anterior do músculo temporal apresentou diferenças estatisticamente significantes nos indivíduos Classe II...

Analise eletromiografica de musculos mastigatorios : variabilidade e influencia da ansiedade; Electromyographic analysis of masticatory muscles : variability and influence of anxiety

Cynthia Bicalho Borini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade interdias e intradias dos valores dos registros eletromiográficos, da parte superficial do músculo masseter e parte anterior do músculo temporal e a relação destes registros com o fator emocional, ansiedade, em três dias distintos de coleta. Foram selecionadas 16 voluntárias livres da presença de sinais e sintomas de disfunção temporomandibular, diagnosticadas de acordo com o Critério de Diagnóstico para Pesquisa das Disfunções Tmporomandibulares (RDC/TMD). Medidas cefalométricas em telerradiografias em norma lateral foram utilizadas para classificá-los de acordo com a relação de bases ósseas maxilo-mandibular em Classe I e II e com relação às dimensões verticais da face em tipo facial distinto, mesofacial e dolicofacial. Para a mensuração da ansiedade, foi utilizado o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE). O exame eletromiográfico foi realizado utilizando o eletromiógrafo Myosystem Br1â de 12 canais, com 12 bites de resolução e ganho de até 50 vezes, freqüência de amostragem de 4.000 Hz, com eletrodos bipolares passivos acoplados a um pré-amplificador com ganho fixo de 20 vezes. Durante este foram realizadas as atividades de mastigação bilateral simultânea...

Avaliação da ansiedade e da atividade eletromiografica dos musculos elevadores da mandibula em mulheres com disfunção temporomandibular : um estudo psicofisico; Evaluation of anxiety and jaw elevator muscles electromyographic activity in women with temporomandibular disorders : a psychophysical study

Claudia Duarte Kroll
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.55%
Este trabalho teve como objetivos: (1) avaliar aspectos físicos (atividade eletromiográfica) e psicológicos (ansiedade) de sujeitos com disfunção temporomandibular (DTM) e de sujeitos controle; (2) observar qual destes fatores mais interfere na sintomatologia dolorosa destes sujeitos e; (3) buscar indicadores de dor, ansiedade e eletromiográficos que permitam fazer a distinção entre estes sujeitos. Para tanto, foram avaliadas 41 voluntárias com idade entre 18 e 42 anos, que foram divididas em 02 grupos: (1) Grupo DTM (n=20) e; (2) Grupo Controle (n=21) de acordo com Eixo I do Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD). Na avaliação da ansiedade, o questionário auto-aplicado Inventário de Ansiedade Traço Estado (IDATE) foi utilizado para a obtenção dos parâmetros Ansiedade-Estado e Ansiedade-Traço. A dor foi quantificada com a algometria, que permitiu a mensuração da Dor à Palpação (DP) e do Limiar de Dor à Pressão (LDP) das voluntárias que, em seguida, foram submetidas a um exame eletromiográfico com a finalidade de registrar a atividade do músculo masseter e da parte anterior do músculo temporal bilateralmente durante a mastigação habitual. Após a análise qualitativa do sinal...

Avaliação do musculo temporal por meio de ressonancia magnetica nuclear; The temporalis muscle avaliation through the MRI

Patricia Pereira Zeilmann
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.54%
O presente trabalho empregou o exame de ressonância magnética nuclear do músculo temporal para verificar se existia, ou não, diferenças quanto ao gênero e lado bem como na tentativa de diferenciá-lo de um músculo denominado esfenomandibular. Foram avaliados 20 voluntários, 10 do gênero feminino e 10 do masculino, assintomáticos para cefaléia, disfunção temporomandibular, parafunção oclusal, dor articular e/ou muscular durante atividades funcionais e/ou dor muscular ao acordar, com idades entre 18 e 46 anos. Os voluntários foram submetidos a uma anamnese, a um exame clínico da cavidade bucal, das articulações temporomandibulares, dos músculos da região e dos nervos cranianos, seguido de um exame de ressonância magnética nuclear. As imagens foram realizadas em cortes sagitais, coronais e axiais. Os dados obtidos foram registrados em uma ficha clínica. Posteriormente foi realizada uma análise descritiva dos dados. O músculo temporal apresentou duas partes distintas, uma profunda e outra superficial, sendo que a profunda mostrou-se sempre maior. O volume do músculo esquerdo apresentou-se maior que o direito e a profundidade do direito apresentou-se maior que a do esquerdo, ambos independentes do gênero. No masculino observou-se que tal músculo apresentava maior volume e profundidade que o feminino. Dentro das condições desse estudo...

Avaliação ultra-sonográfica dos músculos mastigatórios e dimensões faciais em crianças com oclusão normale mordida cruzada posterior unilateral

Castelo,Paula Midori; Gavião,Maria Beatriz Duarte; Pereira,Luciano José; Bonjardim,Leonardo Rigoldi
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
OBJETIVO: avaliar a espessura dos músculos masseter e porção anterior do temporal por meio da ultra-sonografia e as dimensões faciais de crianças com oclusão normal e mordida cruzada posterior unilateral, na dentição decídua e mista inicial. MÉTODOS: foram selecionadas 49 crianças, de ambos os gêneros, divididas em quatro grupos: decídua-oclusão normal, decídua-mordida cruzada, mista-oclusão normal e mista-mordida cruzada. A espessura muscular foi comparada entre os lados direito e esquerdo (oclusão normal); e normal e cruzado (mordida cruzada) (teste "t" Student), e relacionada às dimensões faciais e variáveis corporais (teste de correlação de Pearson e Spearman). As dimensões faciais foram mensuradas sobre fotografias frontais padronizadas: altura facial anterior (AFA), distância bizigomática (DB) e intergoniana (DI) e razões AFA/DB e AFA/DI. RESULTADOS: observou-se que o músculo temporal no repouso apresentou espessura maior no lado cruzado no grupo mista-cruzada (p=0,05). O masseter não apresentou diferença significativa entre os lados em todos os grupos. As variáveis peso e altura não apresentaram correlação com a espessura muscular; já DB e DI apresentaram correlação positiva e as razões AFA/DB e AFA/DI...

Avaliação acústica e perceptivo-auditiva da voz nos momentos pré e pós-operatório da cirurgia de implante de pré-fáscia do músculo temporal

Costa,Juliana de Oliveira; Gama,Ana Cristina Côrtes; Oliveira,João Batista de; Rezende Neto,Antônio Lobo de
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
OBJETIVO: analisar os parâmetros vocais acústicos e perceptivo-auditivos que se alteram com a cirurgia de implante de pré-fáscia do músculo temporal para sulco vocal estria maior. MÉTODOS: registraram-se as emissões vocais de 9 pacientes, 6 do sexo feminino e 3 do masculino, nas condições pré e pós-tratamento cirúrgico. As amostras vocais foram submetidas à avaliação perceptivo-auditiva por três fonoaudiólogas com experiência na área de voz, por meio de consenso utilizando a escala GRBAS e a análise acústica espectrográfica foi realizada por meio de consenso entre três estudantes do curso de Fonoaudiologia após treinamento visual com a duração de três horas, utilizando o programa GRAM 5.1. RESULTADOS: houve tendência de a freqüência fundamental apresentar-se mais grave e o tempo máximo de fonação aumentou. Por meio da análise estatística observou-se que somente o parâmetro B apresentou melhora estatisticamente significante (t>1,734), os outros parâmetros G, R e S não mostraram melhora estatisticamente significante. Na análise espectrográfica observou-se que a forma e a continuidade do traçado permaneceram estáveis, a presença de ruído diminuiu e número de harmônicos aumentou. CONCLUSÃO: os pacientes submetidos à cirurgia de implante de Pré-Fáscia do Músculo Temporal apresentaram melhora no aspecto perceptivo-auditivo de soprosidade (B)...

Umbral del dolor a la prueba de presión en sujetos sanos y en pacientes con dolor crónico miofascial de los músculos masetero y temporal.

Castro Olivares, Paulina Constanza; Contreras Vergara, Liliana Karina
Fonte: Universidad de Chile; Programa Cybertesis Publicador: Universidad de Chile; Programa Cybertesis
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
46.23%
El presente estudio; descriptivo, no experimental y transversal, tiene como objetivo aportar conocimientos en relación a la evaluación del dolor miofascial, a través de la determinación del umbral de dolor a la presión de los músculos Masetero y Temporal en este tipo de pacientes, en sujetos sanos y la posible relación entre dichos umbrales y el género de los sujetos.

Utilización del colgajo de músculo temporal en cirugía reconstructiva maxilofacial: Revisión de 104 casos

Zubillaga Rodríguez,I.; Sánchez Aniceto,G.; García Recuero,I.; Montalvo Moreno,J.J.
Fonte: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial Publicador: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/08/2004 SPA
Relevância na Pesquisa
66.59%
Introducción: el colgajo de músculo temporal ha sido empleado en reconstrucción craneofacial desde hace más de 100 años. El primer caso descrito en la literatura fue publicado por Lentz en 1895. Hoy en día el uso de colgajos locales con músculo temporal parece ser desplazado por el uso de colgajos libres microvascularizados en la reconstrucción craneofacial. En nuestra experiencia dichos colgajos locales constituyen una opción segura en muchos de nuestros pacientes. Objetivos: mostrar nuestras indicaciones y resultados en reconstrucción craneofacial con el empleo del colgajo de músculo temporal. Material y método: análisis retrospectivo de nuestra experiencia con el colgajo de músculo temporal en la última década. Resultados: hemos empleado un total de 108 colgajos miofasciales temporales en pacientes adultos con las siguientes indicaciones: reconstrucción de defectos postmaxilectomía (44); cirugía de base de cráneo (25) incluyendo fosa craneal anterior, media y posterior; cavidad oral y orofaringe (23); tras exenteración orbitaria en pacientes oncológicos (6); anquilosis de ATM (6); secuelas faciales postraumáticas (2); reanimación facial (2). Conclusiones: el colgajo de músculo temporal es una de las primeras opciones en cirugía reconstructiva oncológica craneofacial...

Reconstrucción de defectos de la región geniana mediante colgajos y suspensiones musculares

Gallana Álvarez,S.; Rollón Mayordomo,A.; Rosario Regalado,R. del; Creo Martinez,T.; Pérez Sánchez,J.M.
Fonte: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial Publicador: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/04/2007 SPA
Relevância na Pesquisa
46.33%
Presentamos tres pacientes con defectos genianos complejos, que fueron reconstruidos mediante tres combinaciones diferentes de colgajos cutáneos y suspensiones dinámicas de músculo temporal. Los defectos comprendían amplias pérdidas de piel y musculatura facial, pudiendo incluir o no la mucosa geniana. En dos de los casos se trataba de una lesión indurada a nivel geniano con histología compatible con dermatofibrosarcoma protuberans, que no habían recibido ningún tratamiento previo. En el otro paciente se trataba de un carcinoma epidermoide, intervenido en dos ocasiones y que había recibido radioterapia. Para la reconstrucción del defecto cutáneo usamos el colgajo libre compuesto radial, un colgajo de rotación cervicofacial y un colgajo de músculo temporal. Todos los pacientes curaron sin complicaciones y los resultados estéticos y funcionales fueron buenos.

Mioplastia de elongación de músculo temporal para rehabilitación de parálisis hemifacial

Pingarrón Martín,L.; González Otero,T.; Arias Gallo,J.; Moraleda Pérez,S.; Burgueño García,M.
Fonte: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial Publicador: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2011 SPA
Relevância na Pesquisa
66.37%
La parálisis facial permanente es una de las secuelas más importantes en patología maxilofacial. La técnica quirúrgica que se presenta modifica el punto fijo temporal y transpone el punto móvil de la coronoides a los labios. El músculo temporal se transfiere en su totalidad con preservación de su pedículo. Se describe el tratamiento rehabilitador realizado. La redistribución de las fibras musculares a expensas de su tercio posterior es un hallazgo descrito por Labbé y hace posible la obtención del elongamiento necesario para la distancia entre el proceso coronoides y la comisura labial. Este procedimiento, más fácil, rápido y de cuidados postoperatorios más simplificados que la rehabilitación microquirúrgica, permite una sonrisa voluntaria independiente de los movimientos mandibulares.