Página 1 dos resultados de 11438 itens digitais encontrados em 0.085 segundos

Qualidade de vida de pessoas colostomizadas com e sem uso de métodos de controle intestinal; Quality of life of the colostomized person with or without use of methods of bowel control; Calidad de vida de personas colostomizadas con o sin uso de métodos de control intestinal

CESARETTI, Isabel Umbelina Ribeiro; SANTOS, Vera Lúcia Conceição Gouveia; VIANNA, Lucila Amaral Carneiro
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.76%
OBJETIVO: Avaliar e comparar a qualidade de vida (QV) de pessoas colostomizadas que utilizam e não utilizam os métodos de controle intestinal (MCI), ou seja, a irrigação e o sistema oclusor da colostomia, considerando a hipótese de que aquelas que os utilizam têm melhor QV. Método: O estudo foi desenvolvido no Ambulatório do Hospital Heliópolis, após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética, usando o WHOQoL-abreviado. A amostra foi constituída de dois grupos: 50 pessoas colostomizadas usando os dois MCI e 50, sem os MCI. Resultados: A QV do Grupo com MCI foi significativamente melhor em todos os Domínios e na QV Geral do que daquelas do Grupo sem MCI. Conclusão: O estudo confirmou a hipótese de que a QV do Grupo com MCI é melhor do que a do Grupo sem MCI.; OBJECTIVE: To evaluate and to compare the quality of life (QoL) of colostomy people, using or not using the bowel control methods (BCM), in other words, the colostomy irrigation and the plug system, considering the hypothesis that people who used them had better QoL. Method: This study was carried out in the Heliópolis Hospital Outpatient Department, after the project approval for the Ethical and Research Committee, using the WHOQoL-bref. The sample was constituted of two groups: 50 colostomy people with BCM and 50...

Comparação do potencial erosivo de duas fontes ácidas sobre o esmalte e avaliação de métodos de controle da erosão dental; Comparison of the erosive potential of two acidic sources in enamel and evaluation of treatments for prevention of dental erosion

Braga, Sheila Regina Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.88%
Erosão dental é definida como a perda irreversível de tecido duro dental por um processo químico que não envolve bactérias. O objetivo deste trabalho foi comparar in vitro o potencial erosivo de duas fontes ácidas e avaliar métodos de controle da erosão dental em esmalte. Para a comparação das fontes ácidas, coroas de 5 molares inclusos foram seccionadas em quatro, totalizando 20 espécimes. Nos espécimes, uma superfície de esmalte (janela) de 3 x 3 mm foi delimitada. Os espécimes foram submetidos ao desafio erosivo em suco gástrico (obtido durante endoscopia) (n=10), ou suco de laranja (industrializado) (n=10), como segue: 5 minutos em 3 ml de solução ácida, enxágue com água destilada e armazenagem em saliva artificial por 3 horas. Este ciclo foi repetido 4 vezes ao dia por 14 dias. O cálcio (Ca) eliminado dos espécimes na solução ácida foi quantificado por Espectrometria de emissão atômica. A presença de carbonato (CO) e fosfato (PO) foi avaliada nos espécimes antes e após o desafio erosivo pela Espectroscopia FT-Raman. Para a avaliação dos métodos de controle da erosão quarenta espécimes de esmalte de molares inclusos foram distribuídos para cada um dos métodos propostos (n=10): gel de flúor fosfato acidulado (APF 1...

Plantas nativas indesejáveis : suas conseqüências sobre a produção animal e métodos de controle; Undesirable native plants : its consequences upon animal production and methods of control

Crancio, Leonardo Araripe
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.88%
A eficiência de diferentes métodos de controle de plantas indesejáveis já foi avaliada através de inúmeros estudos, porém, raramente inserem, neste contexto, o desempenho animal. Este trabalho tem como objetivo aportar conhecimento na referida área. Ele traz referências sobre o estado da arte no controle de plantas nativas indesejáveis, bem como de plantas tóxicas nativas do Rio Grande do Sul. O experimento foi conduzido com bovinos, numa pastagem natural na região da Serra do Sudeste (RS), de 15 de março a 8 de julho de 2003. Os tratamentos foram: testemunha (T); roçada de primavera (RP); roçada de outono (RO) e controle químico (Q), todos em duas ofertas de forragem, média (8%) e alta (14%). O delineamento utilizado foi de blocos completamente casualizados. Os tratamentos constituíram um esquema fatorial 4 x 2, com 2 repetições. Os parâmetros avaliados foram ganho médio diário (kg/an/dia), ganho de peso vivo por área (kg/ha) e taxa de acúmulo de forragem (kgMS/ha/dia). Submeteu-se os dados à análise de variância e teste F pelo pacote estatístico SAS (SAS, 2001). Ao detectar-se, entre os métodos de controle, diferenças ao nível de 10%, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey, a 10 % de significância. Não houve interação entre níveis de oferta e métodos de controle. O tratamento 14 % apresentou menor perda de peso por hectare...

Estudo de tecnicas de controle H-infinito para estruturas flexiveis com intercentezas; A study on H-inifinity control techniques for uncertain flexible structures

Alysson Fernandes Mazoni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
85.83%
Esta dissertação aborda técnicas modernas de controle robusto H? para sistemas dinâmicos lineares. Com isso pretende-se dizer que são usados como ferramentas matemáticas os resultados da teoria de controle de sistemas lineares para o caso com incertezas de vários tipos admitidas sobre o modelo. Os modelos são primariamente estruturas flexíveis e os métodos de projeto são implementados usando exclusivamente a solução de problemas sujeitos a desigualdades matriciais lineares. São abordadas as incertezas paramétrica, dinâmica e politópica com o objetivo de apresentar métodos matemáticos de projeto de controladores para os sistemas incertos. Para o caso de incerteza dinâmica, apresenta-se a técnica de filtros de ponderação. Em contraposição a essa abordagem, os resultados recentes da literatura sobre o lema generalizado de Kalman-Yakubovi?c-Popov e o H? restrito na freqüência também são usados como métodos de controle independentes de filtros de ponderação. Os métodos são comparados usando modelos de simulação e experimentos no âmbito de estruturas flexíveis. Palavras-chave: Teoria dos sistemas dinâmicos, Programação Convexa, Sistema de controle por realimentação; This dissertation deals with modern techniques from the Robust H? Control of Linear Dynamic Systems. By this it is meant that the results from linear control systems theory are used as mathemathical tools when considering several kinds of uncertainty on the models. These models are mostly of flexible structures and the design methods are implemented using solely the solution of problems subjected to linear matrix inequalities. The types of uncertainty approached are: parametric...

O controle adaptativo de robos manipuladores no espaço da tarefa

Martins, Nardenio Almeida
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xvii, 158f.| tabs, grafs
POR
Relevância na Pesquisa
85.83%
Dissertação (mestrado) - Universidade de Santa Catarina, Centro Tecnologico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica, Florianópolis, 2010; O controle adaptativo de robôs manipuladores é uma das soluções para o problema de controle em que o processo tem incerteza nos parâmetros. Com base neste fato, este trabalho aborda os métodos de controle para o seguimento de trajetórias diretamente no espaço da tarefa. A partir dos métodos de controle adaptativo direto no espaço de juntas, baseados na dinâmica inversa (Método de Craig) e na passividade (Método de Slotine e Li), faz-se a extensão para o espaço da tarefa. Para os espaços de juntas e da tarefa, a estabilidade e a análise de convergência dos métodos de controle é realizada pelo método direto de Lyapunov. O controle cinemático e o controle direto no espaço da tarefa são implementados em simulações realizadas no SIMNON, considerando-se dois elos de um robô manipulador Puma 560.

Análise do sistema de controle interno e o processo de mudança no modelo de gestão familiar para profissional: estudo de caso em uma empresa de transporte rodoviário de cargas

Campos, Francielle Gaspar de
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 52 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
95.71%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; Os controles assumem papel importante na continuidade do fluxo das operações e informações administrativas dão sustentabilidade aos processos gerenciais. Os sistemas de controle internos constituem-se em ferramenta que pode orientar ou não, o sucesso de uma empresa. Se estes controles estão efetivamente adequados podem servir de estratégias de gestão, até porque os dados gerados são confiáveis e orientam o rumo que a empresa está seguindo. Desta forma, buscou-se verificar quais as medidas de controles internos adequadas à empresa em processo substituição do modelo de gestão familiar para administração profissional? Em relação aos controles feitos pela empresa de transporte, pode-se perceber que mantêm características próprias de uma empresa familiar, na qual toda a administração e o controle estão centrados nos seus proprietários. A empresa tem apresentado significativa expansão e os métodos de controle continuam, com pequenas diferenças, semelhantes ao início das atividades. Caso haja a expansão da empresa, haverá necessidade de descentralizar as funções administrativas para que haja um efetivo controle nas três atividades centrais de inerentes a empresa de transportes de cargas (logística...

Implementação de controle difuso de um Acrobot em FPGA

Caicedo, Yesid Enrique Castro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
95.71%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Mecânica, 2009.; Este trabalho apresenta a modelagem e controle de um robô em bicicleta utilizando para isto o modelo de um Acrobot. Qualquer um de duas aproximações são possíveis para o robô: (a) uma configuração dedicada onde o robô e a bicicleta mesmo, e (b) o robô tem características humanas. No primeiro caso, a estabilidade do robô pode ser obtida por meio do movimento do guidão da bicicleta, com limitações de velocidade. A segunda opção permite que o robô seja controlado em baixas velocidades, inclusive quando fica parado (velocidade igual a zero). Neste caso, a modelagem do robô ciclista tem similaridade com o problema do pendulo duplo interaturado (Acrobot). Neste trabalho foram desenvolvidos controladores para a segunda aproximação. A primeira implementação foi desenvolvida baseada na teoria de controle moderno, envolvendo: (a) um controle de realimentação de estados baseado na alocação de pólos apropriada, garantindo estabilidade e (b) o projeto de um controlador de LQR (Linear Quadratic Regulator) que minimiza um critério de custo quadrático. O projeto destes dois tipos de controladores foram obtidos mediante a linearização das equações dinâmicas do sistema devido as não-linearidades implícitas. A segunda implementação foi desenvolvida baseada em alguns métodos de controle inteligente...

Métodos de controle de plantas invasoras na cultura do cafeeiro (Coffea arabica L.) e componentes da acidez do solo

Alcântara,Elifas Nunes; Nóbrega,Júlio César Azevedo; Ferreira,Mozart Martins
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
85.85%
Em lavouras perenes, como na cultura do cafeeiro, o controle de plantas invasoras tem sido feito por meio de métodos manuais, mecanizados, químicos e associações destes. De modo geral, têm-se avaliado os diferentes métodos sob o ponto de vista de eficiência e de custo no controle das plantas invasoras; no entanto, a influência deles sobre as condições químicas do solo, praticamente, não tem sido estudada, principalmente a longo prazo. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes métodos de controle de plantas invasoras na cultura do cafeeiro sobre os componentes da acidez de um Latossolo Vermelho distroférrico da região de São Sebastião do Paraíso, MG. Sete tratamentos de controle de plantas invasoras foram avaliados: roçadora (RÇ), grade (GR), enxada rotativa (RT), herbicida de pós-emergência (HC), herbicida de pré-emergência (HR), capina manual (CM) e testemunha sem capina (SC), dispostos em blocos casualizados com três repetições. Amostras de solo, em cada tratamento, foram coletadas a cada dois anos, a partir de 1980, nas camadas de 0-0,15 e 0,15-0,30 m, para avaliação de pH, Al3+, acidez potencial (H + Al) e saturação por Al3+ (m). O sistema HR aumentou o teor e a saturação por Al3+ e a acidez potencial e diminuiu o pH...

Métodos de controle de plantas daninhas e seus impactos na qualidade microbiana de solo sob cafeeiro

Melloni,Rogério; Belleze,Gabriela; Pinto,Arthur Manuel Silva; Dias,Luiza Barbosa de Paula; Silve,Emilienne Margueritte; Melloni,Eliane Guimarães Pereira; Alvarenga,Maria Inês Nogueira; Alcântara,Elifas Nunes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
85.83%
Minas Gerais destaca-se como o Estado que mais produz café no Brasil. Essa cultura é extremamente suscetível à presença de plantas daninhas, que podem ser manejadas por meio de métodos manuais, mecanizados e, ou, químicos, com impacto nos custos da produção e qualidade do solo. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito exercido por diferentes métodos de controle de plantas daninhas na linha e entrelinha de cafeeiro, sobre a microbiota do solo e seus processos, que destacadamente têm sido utilizados em virtude de sua extrema sensibilidade e baixo custo. Para isto, amostras de solo foram retiradas em abril de 2010, em Latossolo Roxo distrófico da fazenda experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), em São Sebastião do Paraíso, MG, na profundidade de 0-10 cm, no centro da rua (entrelinha) do café, e a 20 cm do caule da planta do café (linha), para determinar os atributos: densidade de bactérias e fungos totais, solubilizadores de fosfato, celulolíticos, amonificantes, bactérias diazotróficas não simbióticas, carbono da biomassa e atividade microbianas, quociente metabólico (qCO2) e atividade enzimática pela hidrólise de diacetato de fluoresceína. O cafeeiro foi submetido a sete métodos de controle de plantas daninhas: roçadora...

Agregação de um latossolo vermelho-amarelo submetido a métodos de controle de plantas invasoras na cultura do café

Siqueira,Raphael Henrique da Silva; Ferreira,Mozart Martins; Alcântara,Elifas Nunes de; Carvalho,Raphael Comanducci da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
95.9%
O controle de plantas daninhas em cultivos de cafeeiros tem expressivo efeito na qualidade física do solo, influenciando, entre outros atributos, na sua estabilidade estrutural. Neste trabalho, objetivou-se avaliar o estado de agregação das partículas primárias de um Latossolo Vermelho-Amarelo (LVA) cultivado com cafeeiros, quando submetido a diversos métodos de controle de plantas invasoras. Os métodos de controle de plantas invasoras avaliados foram: manutenção da entrelinha coberta com amendoim-forrageiro (Arachis pintoi L.) e capim-braquiária (Brachiaria decumbens); controle mecânico com grade, roçadora, trincha e capina manual; controle químico com herbicidas de pós e pré-emergência; e ausência de controle, mantendo a entrelinha sem capina. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em um fatorial 9 × 2 em parcelas subdivididas, sendo nove métodos de controle e duas profundidades do solo (0-15 e 15-30 cm), com três repetições. Determinaram-se a estabilidade dos agregados em água, expressa pelo diâmetro médio geométrico, o potencial dispersivo da fração argila, estimado pelos teores de argila dispersa em água e do índice de floculação, além dos teores de matéria orgânica do solo. Os atributos avaliados foram influenciados pelos diferentes métodos de controle...

ARROZ VERMELHO: ECOFISIOLOGIA E ESTRATÉGIAS DE CONTROLE

Agostinetto,Dirceu; Fleck,Nilson Gilberto; Rizzardi,Mauro Antônio; Merotto Junior,Aldo; Vidal,Ribas Antônio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 PT
Relevância na Pesquisa
95.79%
A interferência exercida pelo arroz vermelho (Oryza sativa L.) sobre o arroz cultivado (O. sativa L.) é o principal fator que limita o aumento do potencial de rendimento do cereal no Rio Grande do Sul. Este trabalho de revisão tem por objetivo descrever as características ecofisiológicas do arroz vermelho, bem como discutir estratégias que favoreçam o arroz cultivado na competição pelos recursos do meio ou que limitem seu estabelecimento. Devido às semelhanças morfofisiológicas entre ambos, o controle do arroz vermelho não pode ser realizado através do uso isolado de herbicidas seletivos, requerendo a combinação de diversas ações integradas, as quais envolvem métodos preventivos, culturais, físicos e químicos. A presença de elevada infestação de arroz vermelho torna inviável o cultivo de arroz, especialmente quando a dimensão da lavoura impossibilita o controle manual. Nessa situação, os métodos de controle mais eficazes são: uso de sementes pré-germinadas, preparo antecipado do solo com semeadura direta e emprego da rotação de culturas.

Métodos de controle de plantas daninhas no cafeeiro afetam os atributos químicos do solo

Alcântara,Elifas Nunes de; Nóbrega,Júlio César Azevedo; Ferreira,Mozart Martins
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.83%
Nos ecossistemas agrícolas sob cafeeiro, nos quais o manejo do solo se resume, basicamente, à aplicação de corretivos, fertilizantes e controle de plantas daninhas, faz com que alternativas de manejo que preservam ou aumentam os teores de matéria orgânica no solo, a exemplo de alguns métodos de controle de plantas daninhas, sejam consideradas, quando se busca a sustentabilidade da cultura. Neste estudo o objetivo foi avaliar o efeito de alguns métodos comumente utilizadas na cultura do cafeeiro sobre os atributos químicos de um Latossolo Vermelho distroférrico sob cafeeiro, durante 15 anos. Os tratamentos avaliados consistiram de sete métodos de controle, envolvendo o uso de roçadora (RC), grade (GR), enxada rotativa (ER), herbicida de pré-emergência (HPRE), herbicida de pós-emergência (HPOS), capina manual (CM) e uma testemunha sem capina (TEST). Foram determinados, nas profundidades de 0-0,15m e 0,15-0,30m, os teores de P, K+, Ca2+ + Mg2+, soma de bases (SB), saturação por bases (V), CTC efetiva (t) e potencial (T). Os resultados mostraram que o tratamento sem capina (TEST) influenciou, positivamente, os teores de P, K+, Ca2+ + Mg2+, valores de CTC efetiva, potencial e V, enquanto o HPRE exerceu um efeito contrário...

Viabilidade econômica de sistemas de preparo do solo e métodos de controle de Tiririca em algodoeiro

Arruda,Francineuma P. de; Andrade,Alberício P. de; Beltrão,Napoleão E. de M.; Pereira,Walter E.; Lima,João R. F.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
95.77%
As plantas infestadas são responsáveis por perdas significativas na produção do algodão a nível mundial, cujo controle é difícil e oneroso. Com o objetivo de se estimar custos de produção e analisar economicamente a eficiência da plasticultura e de métodos de controle de ervas daninhas na cultura do algodoeiro herbáceo irrigado e em sequeiro, utilizaram-se dados obtidos de ensaios conduzidos nos municípios de Barbalha e Missão Velha, no Cariri Cearense, determinando-se o custo de produção, a receita líquida, o índice de lucratividade e os indicadores de viabilidade econômica: Valor Presente Líquido (VPL), Taxa Interna de Retorno (TIR) e Relação Benefício-Custo (B/C). Verificou-se que tanto no cultivo irrigado como no cultivo de sequeiro, o método de controle de ervas daninhas mais eficiente e bem menos oneroso, foi o mecânico com preparo do solo convencional, e mais lucrativo no cultivo de sequeiro, apresentando maior VPL e TIR que os demais. O maior custo de produção por hectare foi obtido no cultivo irrigado, utilizando-se o método e controle integrado em sistema de preparo do solo com aiveca. O uso da plasticultura como método de controle de ervas daninhas, é economicamente viável apenas para o cultivo do algodoeiro de sequeiro.

Comparação de métodos alternativos para estimar a produção de leite de vacas da raça Gir

Gonçalves,Tarcísio de Moraes; Martinez,Mário Luiz; Melo,Cláudio Manoel Rodrigues de; Verneque,Rui da Silva; Oliveira,Antonio Ilson Gomes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
95.88%
O objetivo deste trabalho foi comparar métodos alternativos para estimar a produção de leite de vacas da raça Gir. Um total de 3632 lactações de vacas da raça Gir, no período de 1986 a 1996, foi analisado. Os métodos foram: A - controle na ordenha da manhã realizado nos meses ímpares e o da ordenha da tarde nos meses pares - a produção da ordenha da manhã foi multiplicada pelo fator multiplicativo da manhã (FM), e a da tarde pelo fator multiplicativo da tarde (FT), B e D - controle realizado na ordenha da manhã (em B a produção da manhã foi multiplicada pelo FM e em D produção foi duplicada); C e E - controle realizado na ordenha da tarde (em C produção da tarde foi multiplicada pelo FT e em E foi duplicada). Todos os métodos foram comparados com a produção real (R). O método A mostrou-se mais preciso, sendo a precisão do método C intermediária entre os métodos B e D. Correlações de Pearson entre as produções estimadas pelos diferentes métodos e R, pela produção até 305 dias e pela produção total foram, respectivamente, 0,98; 0,95; e 0,96 para A, 0,97; 0,93; e 0,95 para B, 0,93; 0,90; e 0,89 para C, 0,97; 0,94; e 0,95 para D e 0,93; 0,89; e 0,89 para E. O método A mostrou-se o mais viável para estimar a produção de leite no dia do controle leiteiro...

Diferentes métodos de controle de plantas indesejáveis em pastagem nativa

Pellegrini,Luiz Giovani de; Nabinger,Carlos; Carvalho,Paulo César de Faccio; Neumann,Mikael
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
105.86%
O experimento foi desenvolvido em área de pastagem nativa representativa da transição entre a Serra do Sudeste e a Depressão Central do Rio Grande do Sul, onde as espécies indesejáveis foram representadas especialmente por carqueja (Baccharis trimera (Less.) DC.), caraguatá (Eryngium horridum (Spreng.) Less.) e alecrim (Vernonia nudiflora Less.). Foram avaliados os efeitos iniciais de dois métodos de controle de espécies indesejáveis (até 60 dias após aplicação) sobre a produção de forragem, a dinâmica da vegetação e a eficiência de controle: sem-controle; controle mecânico; e controle químico (herbicida comercial à base de Picloram [64 g/L] + 2,4-D [240 g/L], na dosagem de 5 L do produto comercial/ha). Os tratamentos foram arranjados em um delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições. A massa gramíneas verdes secas e a massa total de MS não diferiram entre os métodos de controle. Foram obtidos valores de 587,9; 472,0 e 0 kg de MS com o controle mecânico, o controle químico e sem-controle, respectivamente, o que comprova influência do método de controle sobre a massa de forragem de leguminosas. A eficiência de controle das espécies indesejáveis, em comparação à ausência de controle, foi de 76...

Produção de forragem e dinâmica de uma pastagem natural submetida a diferentes métodos de controle de espécies indesejáveis e à adubação

Pellegrini,Luiz Giovani de; Nabinger,Carlos; Neumann,Mikael; Carvalho,Paulo César de Faccio; Crancio,Leonardo Araripe
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.85%
Foram testados os efeitos, a médio prazo, de quatro métodos de controle de plantas indesejáveis sobre a produção de forragem e a dinâmica da vegetação em área de pastagem nativa representativa da transição entre a Serra do Sudeste e a Depressão Central do Rio Grande do Sul. Os métodos de controle foram: sem controle; controle mecânico com roçada de primavera; controle mecânico com roçada de outono; e controle químico com herbicida comercial Tordon, à base de Picloram + 2,4-D, na dosagem de 5 L/ha, associado ou não a fertilização (sem e com adubo). Houve interação entre sistema fertilização e estação do ano e entre método de controle e estação do ano para massa de forragem disponível e de gramíneas. O sistema de fertilização aumentou a massa de forragem disponível [4.919,0 kg/ha de matéria seca (MS)] e de gramíneas (2.313,1 kg/ha de MS). A massa de forragem foi maior na ausência de controle de plantas indesejáveis, que resultou em valores de 5.024,4; 3.931,2; 3.920,1 e 3.701,1 kg/ha de MS no verão, inverno, outono e na primavera, respectivamente. A frequência de espécies indesejáveis não se altera com a adubação (sem adubo 8,0% e com adubo 8,4%). O controle químico promove controle total das espécies indesejáveis e leguminosas nativas. A roçada no outono é mais eficiente no controle das espécies indesejáveis que a roçada de primavera.

Avaliação de métodos de controle de endoparasitoses gastrintestinais em rebanho ovino

MEDEIROS, H. R. de; HOLANDA JÚNIOR, E. V.; ZAROS, L. G.; VIEIRA, L. da S.; BOMFIM, M. A. D.; OLIVEIRA, L. S.
Fonte: In: CONGRESSO NORDESTINO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 5.; SIMPÓSIO NORDESTINO DE ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES, 11.; SIMPÓSIO SERGIPANO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 1., 2008, Aracaju. Anais... Aracaju: Sociedade Nordestina de Produção Animal; Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2008. 3 f.1 CD ROM. Publicador: In: CONGRESSO NORDESTINO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 5.; SIMPÓSIO NORDESTINO DE ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES, 11.; SIMPÓSIO SERGIPANO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 1., 2008, Aracaju. Anais... Aracaju: Sociedade Nordestina de Produção Animal; Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2008. 3 f.1 CD ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
105.83%
A administração de medicamentos anti-helmínticos no controle das endoparasitoses gastrintestinais pode levar ao aumento nos custos de produção e desenvolvimento da resistência parasitária. Nesse contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar três métodos de controle: o método FAMACHA (Tratamento I), vermifugação estratégica (Tratamento II) e o controle baseado na contagem de OPG (Tratamento III). Para isso, foram utilizados 350 ovinos SRD, divididos em três grupos. Durante oito meses, a cada 14 dias na estação chuvosa e a cada 30 dias na seca, foram realizadas coletas de fezes em 20 ovelhas de cada tratamento, para contagem de OPG, exame da mucosa ocular e vermifugação pelo método FAMACHA dos animais do tratamento I, que apresentavam graus FAMACHA 3, 4 ou 5. Os custos foram estimados pela soma de gastos com vermífugo. A contagem média de OPG foi maior nos animais dos grupos I e II (570 OPG) quando comparadas a dos animais do grupo III (300 OPG). Durante o período experimental, os animais do grupo II foram vermifugados três vezes e os do grupo III, uma vez. O controle de veminose pelo método FAMACHA proporcionou uma economia de vermífugos da ordem de 40%, em relação ao método estratégico. Os métodos de controle baseados na contagem de OPG e FAMACHA possibilitaram a redução no uso de anti-helmínticos e...

Manejo da micofauna associada a sementes BRS Manicoré submetidas a diferentes métodos de controle.

CYSNE, A. Q.; SOUZA, M. G.; LIMA, W. A. A.
Fonte: Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 4 , nov. 2014. Publicador: Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 4 , nov. 2014.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
95.66%
Objetivou-se avaliar diferentes métodos de controle quanto ao seu efeito sobre a micofauna associada a sementes híbridas BRS Manicoré.; 2014; Anais do SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DA AMÉRICA DO SUL, 1; SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 5.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLOGICOS DE MATO GROSSO DO SUL, 4.; SEMINÁRIO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS EM BASES AGROECOLOGICA DE MATO GROSSO DO SUL, 1., 2014, Dourados.

Eficiência de diferentes métodos de controle sobre oocistos de Eimeria acervulina na cama reutilizada de frangos de corte

Assis, Rafaela Carolina Lopes
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
105.84%
Este estudo teve como principal objetivo avaliar a eficiência de diferentes métodos de controle sobre oocistos de Eimeria acervulina em frangos de corte. Foram testados métodos preventivos na cama reutilizada como a fermentação e a desinfecção por amônia quaternária, além do tratamento anticoccidiano dos frangos com Diclazuril. Utilizou-se 300 frangos de corte da linhagem Cobb, sendo estes distribuídos em duas etapas de 150 frangos cada. Cada etapa foi realizada em delineamento de blocos inteiramente casualizados, com cinco grupos de 30 frangos, subdivididos em três repetições de 10 cada. Na 1ª etapa experimental, 150 frangos foram inoculados aos 12 dias de idade, por via oral, com 3x103 oocistos. Após o intervalo sanitário de 15 dias, no qual a cama reutilizada passou pelos diferentes métodos de controle testados foi realizada a 2ª etapa do experimento. Outras 150 aves foram alojadas sobre a mesma cama das aves inoculadas, para avaliar a dinâmica da reinfecção coccidiana, por contato natural com esta cama, após os tratamentos. Nas duas etapas o estudo foi concluído aos 35 dias de idade dos frangos. Foram realizadas contagens de oocistos por grama de fezes, observação de sinais clínicos, avaliação de desempenho zootécnico pelos índices de ganho de peso e conversão alimentar...

Conhecimento popular: impactos e métodos de controle de Achatina fulica em Valença – RJ, Brasil

Durço, Evelyn Chicarino; Universidade Federal de Juiz de Fora; Silva, Lidiane Cristina; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Vargas, Tércia Santos; Universidade Federal de Juiz de Fora; Carraro, Vinícius Maríns; Centro Universitário Geraldo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
95.74%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n1p189O objetivo deste estudo foi verificar a incidência do caramujo africano Achatina fulica no bairro Cambota, Valença-RJ, Brasil, e investigar as estratégias de controle adotadas pela população. Questionários epidemiológicos aplicados a 105 moradores averiguaram a existência de contato deles com o animal, o risco de contágio por parasitos, por conta dos hábitos de higiene, e os métodos de controle adotados. A presença dos moluscos foi relatada em 52,5% das residências visitadas. Dessas, 51,4% apresentaram roedores. Moluscos coletados foram analisados quanto à presença de nematoides. Nas residências positivas para a presença de A. fulica foi relatado contato direto com os moluscos (21,9%) por manuseio (muitas vezes inadequado) ou por ingestão. Todos os entrevistados disseram utilizar alguma técnica para higienização dos alimentos e 67,6% relataram conhecer a angiostrongilíase. Todos os entrevistados disseram praticar o extermínio dos moluscos, 28,5% desses efetuando a quebra da concha. Apesar da alta incidência de A. fulica, não foram encontradas larvas de Angiostrongylus sp. ou de outros nematoides de importância médico-veterinária nos espécimes analisados.