Página 1 dos resultados de 11320 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Opiniões e sentenças em capas de Veja sobre o primeiro Governo Lula (Brasil, 2002 a 2006)

Almeida, Tania Silva de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Esta dissertação intitulada “Opiniões e sentenças de Veja, de 2002 a 2006, sobre o primeiro Governo Lula” abrange a discussão sobre a relação entre mídia e política, especificamente, Lula e Veja, no primeiro mandato. Seu objetivo foi identificar e analisar o posicionamento da revista Veja, editada pelo Grupo Abril, sobre os temas Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) e seu governo (Governo Lula). O estudo se deu na perspectiva de autores como Wilson Gomes e Maria Helena Weber, que consideram a participação das mídias no processo de formação de imagens públicas, capturando os sinais emitidos pelas instituições e atores do campo político e transcodificando-os de acordo com seus quadros interpretativos. O referencial metodológico empregado para a análise do corpus de 55 capas foi a Hermenêutica de Profundidade (HP) de J.B. Thompson, que compreende três etapas: a análise sócio-histórica, a análise formal do objeto empírico e, por fim, a análise interpretativa que reúne os elementos das etapas anteriores. Para a análise formal das capas, foram considerados aspectos relativos ao texto escrito e ao texto visual, contemplando as contribuições de autores como Eliseo Verón, Luciano Guimarães e Martine Joly. O estudo identificou que Veja articula estratégias discursivas que fazem de suas capas o locus no qual a revista explicita suas opiniões e sentenças sobre o partido...

As iniciativas do governo Lula da Silva para o processo de integração econômica na América do Sul

Schuck, Elena de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Esta pesquisa analisa as iniciativas de cooperação econômica e financeira do governo brasileiro durante o mandato de Lula da Silva (2003 a 2006 e 2007 a 2009), identificando os principais traços das políticas brasileiras para a integração econômica da América do Sul. A hipótese apresentada é que durante o governo de Lula da Silva, as relações com a América do Sul foram prioritárias para o Brasil, o que fez com que a cooperação econômica e financeira regional fosse ampliada e fortalecida. Durante os anos de governo Lula da Silva, percebeu-se na orientação da Política Externa uma via que priorizou as relações com os países periféricos e emergentes como forma de reduzir as assimetrias do atual sistema político e econômico internacional. Desde então, o Brasil pôde orientar e ampliar algumas iniciativas que promoveram o financiamento de curto e longo prazo, medidas necessárias para o desenvolvimento e adensamento da integração regional.; This research analyzes the economic and financial cooperation initiatives proposed by the Lula da Silva’s government through the identification of the main characteristics of the Brazilian economic integration policies to South America. The hypothesis presented relates the increase in the economic and financial cooperation in South America with the policies of regional priority for Brazil. During Lula da Silva’s government the directions of the foreign policy led to a special link with others emerging countries so that the asymmetries perceived in the international political and economic system could be reduced. Since then...

As reformas trabalhista e sindical no Brasil nos Governos Cardoso e Lula : conflitos e consensos

Dal Molin, Naiara
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
A longevidade da estrutura sindical brasileira de viés corporativista e as reformas neoliberais realizadas na América Latina e no Brasil a partir dos anos 1990 têm suscitado o debate sobre a necessidade de realização das reformas trabalhista e sindical. O objetivo do trabalho é analisar as propostas de reformas trabalhista e sindical nos governos Cardoso e Lula e os conflitos e consensos provocados nessas discussões envolvendo, especialmente, governo e trabalhadores. A pesquisa incluiu a análise sistemática das alterações ocorridas nas legislações que regulam as relações individuais (trabalhistas) e coletivas (sindicais) do trabalho nos governos Cardoso e Lula e analisou a posição das centrais sindicais: Central Única dos Trabalhadores, Central Geral dos Trabalhadores e Força Sindical sobre as reformas, constantes da documentação oficial das centrais e das falas de seus dirigentes. O resultado das reformas levou a maiores alterações na legislação trabalhista do que na legislação sindical, como decorrência do empenho do governo Cardoso em realizar a reforma trabalhista, essencial ao programa mais amplo de reforma do Estado, e do frágil consenso em torno da reforma sindical no governo Lula, que não permitiu sua aprovação. O estudo permite concluir que a manutenção da estrutura sindical brasileira...

A América do Sul vista do Brasil : a integração e suas instituições na estratégia brasileira no governo Lula

Costa, Rogério Santos da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
O objetivo geral deste trabalho é analisar a recente fase de integração da América do Sul a partir da estratégia da política externa brasileira no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com ênfase nas instituições desta integração, utilizando a análise dos discursos e ações, a comparação histórica a processos e períodos relacionados à integração na região e em outras regiões, bem como os condicionantes nacionais, regionais e internacionais. Partimos da premissa de que o sistema internacional está fragmentado em sua ordem, num movimento cíclico da economia capitalista com reestruturação científico-tecnológica de alta intensidade, forjando-se um cenário multipolar em blocos onde se destacam processos de integração regional. A estratégia de integração do governo Lula se dá a partir da conjunção de três principais vertentes: infraestrutura com a IIRSA, econômico-comercial com a ampliação do Mercosul, e política com a Unasul, que se desdobra em áreas sensíveis como a segurança e defesa. A OTCA recebe um tratamento especial por parte da diplomacia brasileira, objetivando não abrir espaços para o aparecimento de iniciativas de influência externa na região Amazônica, seja de Estados ou ONG. A estratégia de integração do governo Lula é solidária com objetivos de médio e longo prazo...

Lula na revista Veja : uma comparação entre 2002 e 2010

Thibes, Victoria Jurkfitz Kessler
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.89%
Este trabalho estuda a formação de sentidos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas reportagens da revista Veja, fazendo uma comparação entre 2002 e 2010. O objetivo geral é verificar se houve mudança na imagem de Lula na revista após oito anos de presidência, compreendendo o momento em que ele foi eleito e seu último ano de governo. Os objetivos específicos são descobrir os sentidos apresentados pela revista em 2002, descobrir os sentidos apresentados em 2010 e comparar os resultados obtidos. Utilizamos como método a Análise de Discurso de linha francesa (AD), analisando cada uma das matérias selecionadas e identificando suas Formações Discursivas (FD), exemplificadas através de diferentes Sequências Discursivas (SD). Para compor o corpus da pesquisa selecionamos uma matéria para cada mês entre Setembro e Novembro de 2002 e Setembro e Novembro de 2010, compreendendo o mês imediatamente anterior às eleições, o período entre o 1º e o 2º turnos e o mês imediatamente após as eleições, quando já se sabia o resultado. Levamos em consideração as matérias que foram mostradas na capa da revista, por entender que esta é a principal da edição, e selecionamos as que se aproximam mais de nosso objeto de pesquisa...

Política externa brasileira para o mundo árabe : uma análise dos governos Lula da Silva e Dilma Rousseff (2003-2013)

Riediger, Bruna Figueiredo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Em 2003, com a posse do presidente Lula, iniciou-se no Brasil uma política externa que tinha na diversificação de parceiros uma de suas linhas orientadoras. Com isso, o Mundo Árabe voltou à agenda diplomática brasileira e, nos anos de governo Lula, recebeu diversas visitas de autoridades brasileiras, sendo várias do Ministro Celso Amorim e do próprio presidente Lula. Além disso, novas embaixadas foram abertas, criou-se uma cúpula da América do Sul com a região e o Brasil buscou-se inserir no processo de paz palestino-israelense. Em 2011, no entanto, com a posse da presidente Dilma Rousseff no Brasil e o início de protestos no Mundo Árabe – os quais levaram a importantes modificações nos governantes de determinados países -, a continuidade dessa política ficou comprometida. A Mudança de Política Externa tem no perfil da liderança e no contexto internacional duas de suas fontes mais importantes de mudanças. No caso brasileiro, percebeu-se a continuação das linhas mestras da política externa brasileira, a defesa de princípios tradicionais, ao mesmo tempo em que ocorreu determinado recuo no ativismo político brasileiro não só na região, mas internacionalmente, no geral. Concluiu-se que a “Primavera Árabe” não levou a uma mudança da estratégia brasileira para o Mundo Árabe; o perfil da presidente...

O governo Lula: política, governabilidade e hegemonia

Mecca, Andréia Cordeiro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 107 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Pós-graduação em Ciências Sociais - FFC; This paper discusses the reconciliation of classes within the Lula government. For this, it is understood as important to reflect on the implementation of the neoliberal model in the country and the Brazilian subordinate position in the new world order. Later, makes the analysis of alliances and strategies of the government before the 2002 election. From the signed agreements, develops the study of political and economic measures rolled out in the first Lula term, and the international context and the infighting as background. Make explicit as this government enabled the emergence of large national groups and the implications for the reorganization of the dominant bloc. The working class is also analyzed, seeking to understand which policies and measures were directed to the proletariat, in addition to a brief history of the most important trade union federation in the country, the CUT . The objective is to demonstrate the movements of the proletarian fractions. Finally, the analysis draw a parallel between the two classes under the Lula government, trying to show the conditions that gave the possibility to reconcile these classes, which led to extensive governability of Lula.; O presente trabalho procura discutir conciliação de classes dentro do governo Lula. Para isso...

A política externa em direitos humanos no governo Lula (2003-2010)

Neves, Arthur Volpon
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 83 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Relações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFC; This study aims to examine the human rights foreign policy of the Lula government. This is done through three chapters, including an introduction and a conclusion. The first chapter analyzes the normativity of the international human rights regime and its historical evolution. The second chapter discusses the role of the constructivist approach on foreign policy analysis through research on agent-structure and the role of identities and ideas. Human rights are correlated with the development issue and the paradigms of the Brazilian foreign policy. The last chapter addresses the human rights debate in Brazilian foreign policy of the Lula government, and different approaches that interpret such policy serve as a logical structure to discuss the issues of human rights, development and autonomy.; O presente trabalho tem por objetivo analisar a política externa em direitos humanos do Governo Lula. Este empreendimento se sustentou por meio de três capítulos, mais introdução e conclusão. No primeiro, é feita uma análise sobre a normatividade do regime internacional dos direitos humanos e sua evolução histórica. No capítulo seguinte...

O Pacífico superou o Atlântico: locomotiva chinesa, um desafio para o Brasil: uma análise da diplomacia político-econômica na Era Lula (2003-2010)

Andrade, Andréa Cristina Tavares de; Lima, Marcos Costa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Embora a relação diplomática entre Brasil e China tenha sido restabelecida em 1974 e, desde então, os dois países venham contabilizando períodos de relativo afastamento e aproximação, é a partir do final da década de 90 que ambos decidem impulsionar a parceria. No governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), a China ganha patamar estratégico na política externa1 brasileira. Com a iniciativa, o País sul-americano visa assegurar a liderança regional, fortalecer o comércio e garantir a segurança. Exemplos dessa decisão surgem no início da gestão de Lula. Entre 2003 e 2004, foram efetivados 18 entendimentos com os chineses em segmentos como ciência e tecnologia, esportes, transportes e cooperação industrial. Nos oito anos do governo Fernando Henrique (1995-2002), soma-se apenas 17. Os dividendos políticos, como o apoio para que o Brasil se torne membro efetivo do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (CSONU), ainda não foram alcançados pela nação sul-americana. O Brasil ainda necessita fortalecer sua relação política com a China visando consolidar-se em outros fóruns multilaterais, a exemplo do Banco Mundial, do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da Organização Mundial do Comércio (OMC). A presente proposta de pesquisa visa analisar a diplomacia brasileira na Era Lula (2003 a 2010) e como esse modelo adotado contribuiu para construir o atual cenário da relação político-econômica sino-brasileira. Também me proponho abordar o processo evolutivo da relação políticoeconômica entre Brasil e China e elencar os resultados notificados pelo País sul-americano...

Lula na Veja

Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.84%
Resumo: As instituições da mídia detêm grande poder simbólico nas sociedades contemporâneas. São elas que selecionam quais fatos do cotidiano devem virar notícia, e como essas notícias serão representadas, de forma a potencialmente contribuir para manter ou transformar crenças e atitudes em diferentes áreas da vida. As representações produzidas pela mídia, no entanto, muitas vezes não são isentas de ideologia; sendo, na realidade, moldadas conforme os interesses das instituições que as veiculam. Ciente disso, nesta tese, com base na versão da Análise de Discurso Crítica proposta pelo linguista britânico Norman Fairclough (1999, 2003) e nos recursos fornecidos pela Gramática do Design Visual de Gunther Kress e Theo van Leeuwen (2006), investiguei como a revista Veja representou Lula em sua trajetória política de 2002 a 2006. Meus corpora de análise foram constituídos por dezessete edições da revista, em que analisei tanto as capas quanto as matérias de capa sobre Lula, focando em três momentos específicos: o período da campanha presidencial de 2002 até a posse de Lula como Presidente em 01 de janeiro de 2003; o período da crise política do PT em 2005; e o período do ano eleitoral de 2006, incluindo a campanha presidencial e estendendose até a reeleição de Lula. Em minhas análises...

Comunicação: os discursos de Lula um olhar através da retórica

Janssen, Eloah Iriart
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.87%
Os discursos de Lula, que serão objeto de nossa análise, estão inseridos em diferentes momentos de sua trajetória. Analisaremos quatro discursos: o último discurso de Lula na presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, em 18 de abril de 1980, um dia após o governo ter anunciado a intervenção do sindicato; o discurso de Posse do primeiro Mandato como Presidente da República, em 1º de janeiro de 2003, oficializando a presença de um trabalhador - pela primeira vez - na Presidência do Brasil; o discurso como Candidato à reeleição, proferido durante a Convenção Nacional do Partido dos Trabalhadores, em 24 de junho de 2005 - cuja importância está no fato, de que além de Lula ter sido um dos Fundadores do PT, a história do partido se confunde com a sua própria trajetória política, e também por ser um importante encontro de Lula com o Partido, que no ano de 2005 passou por uma grave crise interna, decorrente dos escândalos envolvendo alguns de seus mais expressivos integrantes; e, por último, o discurso de Posse do segundo Mandato, proferido dia 1º de janeiro de 2006, que marca, através da sua reeleição, a superação de Lula com relação a crise resultante dos escândalos envolvendo seu governo e o PT.Teremos como fundamentação teórica as seguintes categorias: Comunicação...

Discurso político: a constituição do presidenciável Luiz Inácio LuLa da Silva como sujeito dicursivo

Peixoto, Ana Cristina Santos
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Este trabalho visa explicitar a constituição de Luiz Inácio Lula da Silva como sujeito discursivo no decorrer de sua trajetória política, dando enfoque às campanhas presidencialistas de 1989 e 2002. Partiremos do conceito de discurso e focalizaremos as relações inter e intradiscursivas em que o sujeito discursivo se encontra para desvendarmos sua constituição. Observamos que a luta de classes é constante no discurso político do presidenciável Lula e o sujeito discursivo constituise a partir das práticas discursivas e das condições de exercício dessas práticas que trazem a representação política que parte do extremo radical socialista a um “ renovado” discurso considerado de “direita”. Para a Análise do Discurso, o “sujeito da linguagem não é o sujeito em si, mas tal como existe socialmente interpelado pela ideologia” e essa concepção nos conduz a observar que na fala desse sujeito outras falas se constituem. Buscamos suporte, também, na Psicanálise Lacaniana que concebe o sujeito estruturado pela linguagem e o define como efeito, eliminando-lhe a possibilidade de ser a fonte – origem de seu dizer. Pautados nessas considerações, verificamos que o contexto político-sócio-econômico e histórico ocasionou o deslocamento e a transformação do sujeito discursivo. O corpus para análise constitui-se de entrevistas conferidas à Revista Veja pelo presidencialista Lula nas campanhas de 1989 e 2002. Escolhido o corpus...

Gênese da política de assistência social do governo Lula; Genesis of the social assistance policies of Lula\'s government

Mendosa, Douglas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
O objetivo da tese é o de compreender a reestruturação da política de assistência social durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003 - 2010). A hipótese que orientou a pesquisa foi a de que essa reestruturação e seus principais redirecionamentos resultaram diretamente das posições e conquistas alcançadas por agentes políticos específicos, os assistentes sociais. Dentre esse conjunto de profissionais destacou-se a liderança de um grupo de professores e pesquisadores de cursos de Serviço Social de universidades públicas e confessionais, em sua maioria formada por militantes do Partido dos Trabalhadores (PT), que soube aproveitar uma janela de oportunidade aberta no primeiro ano do governo Lula, para gerar as alternativas político-administrativas necessárias a fim de que a política de assistência social fosse implantada segundo os princípios e visões que vinham defendendo desde a década de 1980. Ao longo do governo de Fernando Henrique Cardoso (1995 - 2002), esses agentes formaram uma visão alternativa a respeito da política de assistência social, em que o Estado deveria assumir o protagonismo nas ações socioassistenciais, uma vez que o direito social à assistência é um dos pilares do sistema de seguridade social criado com a Constituição Federal de 1988. A assistência é definida por eles como proteção social...

Political Reform: unfinished business in Brazil after Lula?; La reforma política: ¿Asignatura pendiente de Brasil después de Lula?

Basset, Yann
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
36.84%
A year away from leaving the presidency, this article analyses Lula government in light of the many corruption scandals that erupted afterwards. These events showed that despite the almost unanimous conclusion of its balance sheet, Lula government leaves a big task ahead: the political reform. Priority of the Workers’ Party during the years 1980 and 1990, and subject of many academic studies, this issue has been abandoned in the 2000s, with the accession to power of Lula Da Silva. This paper evaluates the state-of-the-art on this matter and defends the need for further consideration in light of current events, and in a broader theoretical perspective than the institutional engineering one that prevailed earlier. ; A un año de distancia de la salida de la presidencia de la república de Lula, este artículo vuelve sobre su balance a la luz de los múltiples escándalos por corrupción que estallaron a posteriori. Estos acontecimientos mostraron que a pesar de la celebración casi unánime de su balance, el gobierno de Lula deja una gran tarea pendiente: la reforma política. Bandera del Partido de los Trabajadores durante los años 1980 y 1990, y objeto de muchos estudios en el mundo académico, el tema pasó al segundo plano en los años 2000...

A política externa do governo Lula para a América do Sul: um projeto de liderança regional?

Coutinho, Jaqueline da Silva
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.84%
O presente estudo procura identificar as diretrizes de política externa do governo Lula para a América do Sul e, dessa maneira, verificar sua compatibilidade com um projeto de liderança regional. A política externa durante a administração do Presidente Lula foi fruto de continuidades e mudanças. Essas continuidades são baseadas na manutenção das grandes linhas que dirigem a política externa brasileira. Entretanto, ao tradicional são dadas novas ênfases, o que imprime à política externa um caráter de mudança. As mudanças são em parte pela influência do Partido dos Trabalhadores na formulação da política externa nacional, principalmente com a presença de assessor internacional Marco Aurélio Garcia – membro do PT – como assessor do presidente da república. Além disso, o estabelecimento de uma agenda social internacional – também resultado da influência partidária – é algo de destaque da política externa do governo Lula. Além disso, a adoção do paradigma logístico como modelo de atuação externa também dá novas abordagens para posições tradicionais da diplomacia brasileira. Essas mudanças levaram o Brasil a buscar exercer um papel de preponderância no sistema internacional. A América do Sul ocupou um espaço privilegiado na formulação política exterior durante esse período. Essa região foi vista como primeira e mais importante plataforma de inserção brasileira...

The "Lula Era", the 2010 presidential elections and the challenges of post-neoliberalism; A "Era Lula", as eleições presidenciais de 2010 e os desafios do pós-neoliberalismo

Fortes, Alexandre; French, John
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
The article explores the stunning success of the Brazilian Workers Party (PT) and its leader, Lula, former trade unionist, in winning a third consecutive presidential victory, with the election of Dilma Rousseff in 2010. In historical perspective, it examines the ways in which Lula's government (2002-2010) represented a break with the past while summarizing its substantive achievements in redistributing wealth and opportunity. Focusing on the tension between a historic party-centric petismo (declared partisan party support) and the broader personal popularity of its leader (lulismo), it offers evidence that Lula and the PT have retained their foundational ethos of enhancing popular self-esteem while fostering citizen participation and civil society mobilization, albeit under new conditions. It concludes with a diagnosis of Dilma Rousseff government's challenges in light of the international economic scenario, domestic labor mobilizations, and the constraints of the Brazilian political system.; O artigo explora o impressionante sucesso do Partido dos Trabalhadores (PT) e do seu líder, o ex-sindicalista Lula, ao conquistar uma terceira vitória presidencial consecutiva com a eleição de Dilma Rousseff em 2010. Em perspectiva histórica...

THE ECONOMY OF COMPANIES IN THE FHC AND LULA GOVERNMENTS: AN ANALYSIS BASED ON VALUE ADDED STATEMENTS; A ECONOMIA DAS EMPRESAS NOS GOVERNOS FHC E LULA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

Santos, Ariovaldo dos; Cunha, Jacqueline Veneroso Alves da; De Lucca, Marcia Martins Mendes; Ribeiro, Maisa de Souza
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
This study aimed at identifying the behavior of the wealth created by companies and its distribution in the Fernando Henrique Cardoso – FHC (1995-1998 and 1999-2002) and Luis Inácio Lula da Silva – Lula (2003-2006 and 2007-2009) governments. Value Added Statements of 155 companies in the FHC period and 320 in the Lula period were analyzed. Wealth created by companies in the FHC era increased by six per cent while, in the Lula era, they increased by three per cent. Results showed that the wealth created by companies had distinct distribution among the contributing parties in these two analyzed periods. In relation to the growth rates for the respective participants, in Lula’s government, priority was given to compensation of personnel and shareholders. In FHC’s government, compensation of third parties and government capitals were noteworthy, since both were higher than the reported rates during the Lula era.; Este estudo tem o objetivo de identificar o comportamento da riqueza criada pelas empresas e sua distribuição nos governos Fernando Henrique Cardoso – FHC (1995-1998 e 1999-2002) e Luis Inácio Lula da Silva – Lula (2003-2006 e 2007-2009). Foram analisadas as Demonstrações do Valor Adicionado de 155 empresas no período FHC e 320 no período Lula. A geração da riqueza pelas empresas na era FHC cresceu 6%...

A COORDENAÇÃO FEDERATIVA NO BRASIL: A EXPERIÊNCIA DO PERÍODO FHC E OS DESAFIOS DO GOVERNO LULA

Abrucio, Fernando Luiz
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2005 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
O renascimento da federação brasileira com a redemocratização trouxe uma série de aspectos alvissareiros, mas o Brasil também precisa enfrentar os crescentes dilemas de coordenação intergovernamental constatados internacionalmente, de acordo com as especificidades históricas de nossa realidade. O presente artigo concentra-se basicamente no estudo dos problemas e ações de coordenação federativa ocorridas recentemente no Brasil, mais particularmente no período governamental do Presidente Fernando Henrique Cardoso. A partir desta análise, procura-se, ao final, apresentar resumidamente os desafios de coordenação intergovernamental colocados para o governo Lula. FEDERATIVE COORDINATION IN BRAZIL: THE EXPERIENCE FROM THE FHC ADMINISTRATION TO THE CHALLENGES OF THE LULA GOVERNMENT Abstract With re-democratization, the rebirth of the Brazilian federation brought with it a series of auspicious aspects. Yet Brazil must also face up to the growing dilemas on inter-governmental coordination that have been ascertained internationally, as they pertain to Brazilian historical specificities. The present article concentrates primarily on the study of problems and actions of federative coordination that have arisen recently in Brazil...

I mandate government Lula da Silva / PT (2003-2006) and sports policies: deepening the neoliberal project; I mandato del gobierno Lula da Silva / PT (2003-2006) y deportivas políticas: la profundización del proyecto neoliberal; I mandato governo Lula da Silva/PT (2003-2006) e as políticas de esportes: aprofundando o projeto neoliberal

Melo, Marcelo Paula; Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro; Hungaro, Edson Marcelo; UNB; Athayde, Pedro Fernando; FEF-UNB
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
He aim of this paper is to discuss the actions of the Ministry of Sports in I Mandate Government Lula da Silva / PT (2003-2006). This time frame is justified by this mandate have been considered as a moment of internal disputes about the government's direction and expectations of the PT in power could represent a coping perspective of Brazilian bourgeois logic. We will show that these expectations have not been realized and that the programmatic adherence to the neoliberal project was present in programs and pronouncements of its leaders. The incorporation of actions based on social responsibility, protecting the performance of organizations in civil society through partnerships policies and defending the tax exemption for public resource transfers to such entities, the voluntary use of proposal authorizes such claims.; El objetivo de este trabajo es discutir las acciones del Ministerio de Deportes en la Primera mandato del gobierno Lula da Silva Este / Pacífico (2003-2006). Este período de tiempo se justifica por este mandato se han considerado como un momento de disputas internas sobre la dirección y las expectativas del PT en el poder podría representar una perspectiva de afrontamiento de la lógica burguesa brasileña del gobierno. Vamos a demostrar que estas expectativas no se han cumplido y que la adhesión programación al proyecto neoliberal estaba presente en los programas y las declaraciones de sus líderes. La incorporación de acciones basadas en la responsabilidad social...

Eleição de Dilma ou segunda reeleição de Lula? Uma análise espacial do pleito de 2010

Magalhães, André Matos; Silva, Marcelo Eduardo Alves; Dias, Fernando de Mendonça
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/msword
Publicado em 11/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Muito foi dito a respeito do papel do Bolsa Família na eleição de Lula em 2006 e na mudança do perfil do seu eleitor. Pouco foi dito, entretanto, a respeito do papel de Lula e do Bolsa Família com relação à votação de Dilma em 2010. Através de uma abordagem econométrico-espacial, neste artigo nós avaliamos a importância desses e de outros fatores no desempenho eleitoral de Dilma. Após uma nova eleição na qual Dilma enfrentou novos candidatos, é interessante tentar entender quais fatores tiveram maior peso em sua eleição anterior e como isso pode ser visto à luz do atual cenário. A análise é realizada a partir de dados agregados para os municípios, considerando-se as proporções de votos dos candidatos e informações socioeconômicas municipais (renda per capita, percentual de pessoas no Bolsa Família no município, percentual de pobres, percentual de analfabetos, grau de urbanização do município, entre outras). Os resultados indicam uma participação decisiva do ex-presidente Lula e também do Bolsa Família. Ou seja, mesmo controlando pela votação obtida por Lula, o BF continuou importante para a eleição de Dilma. O efeito Lula foi, entretanto, maior do que aquele gerado pelo Programa. Cabe notar que esse resultado está em acordo com o encontrado por Zucco (2013)...