Página 1 dos resultados de 1408 itens digitais encontrados em 0.061 segundos

Dos livros e da leitura no claustro: elementos de história monástica, de história cultural e de bibliografia histórica para estudo da biblioteca-livraria do mosteiro de São Bento de São Paulo (sécs. XVI-XVIII); About books and reading in the cloister: elements of monastic history, cultural history and historical bibliography for the study of the old library of Saint Benedicts monastery of São Paulo (16th-18th century)

Araujo, Andre de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
65.98%
A propósito do valor histórico e da importância da Biblioteca do Mosteiro de São Bento de São Paulo pela conservação de um singular patrimônio bibliográfico, pretendemos compreender fragmentos de sua história a partir da bibliografia histórica e da cultura monástica entre livros, leituras e bibliotecas. Para tanto, a pesquisa se desenvolveu em três linhas de investigação: a primeira, a análise de obras e de documentos que nos permitiram resgatar aspectos históricos e culturais que proporcionaram a formação da Biblioteca- Livraria no contexto do monaquismo beneditino; a segunda, o estudo da bibliografia histórica e da cultura monástica de livros e de leitores em uma perspectiva de longa duração e dialética com a Biblioteca-Livraria e a sua Coleção de Livros Antigos; e a terceira, a elaboração do Catálogo da Coleção de Livros Antigos da Biblioteca-Livraria do Mosteiro e a identificação de alguns de seus objetos bibliográficos, assim como dos princípios de organização destes. A partir do estudo realizado, entendemos que entre os monges beneditinos sempre houve diversos sinais de uma reflexão e orientação profunda a respeito de bibliotecas e de livros e que a própria Biblioteca-Livraria é reflexo da mentalidade beneditina e emblema mesmo da instituição monástica...

Reformismo Ilustrado, censura e práticas de leitura: usos do livro na América Portuguesa; Enlightened Reformism, Censorship and Reading Practices: The Uses of Books in Portuguese America

Villalta, Luiz Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
66.13%
Esta tese propõe-se a investigar os usos do livro na América Portuguesa, fazendo referências também a Portugal. Embora concentre-se nos anos compreendidos entre 1750 e 1822, para compreender as especificidades deste mesmo período, recua quando necessário ao século XVI. Primeiramente, apresenta um quadro das referências culturais e dos alvos de ataque da censura portuguesa e dos leitores no período do Reformismo Ilustrado: de um lado, as teorias corporativas de poder da Segunda Escolástica, os milenarismos e o anti-cientificismo e, de outro, a Ilustração e, ainda, as linhas gerais do Reformismo Ilustrado português, de Pombal ao Príncipe Regente D. João VI. Em segundo lugar, focaliza a atuação da censura e da Coroa em relação aos livros, isto é, os usos prescritos e interditados, avaliando os parâmetros censórios e suas modificações sob o Reformismo Ilustrado; acompanhando as práticas de controle e, inversamente, de difusão que afetaram a circulação e a posse de livros; e, ainda, examinando as concessões de licença para a leitura de livros proibidos. Por fim, aborda os usos do livro no mundo luso-brasileiro, através da análise da distribuição da posse de livros e da composição das bibliotecas; depois...

Lições de coisas e sua transposição para livros de leitura brasileiros (1907-1945): a história da educação pela clivagem do impresso; Primeiras lições das cousas and its transposition to Brazilian reading books (1907-1945): the history of education seen through printing press process

Medina, Camila Beltrão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.24%
Nos últimos anos, ampliaram-se significativamente os espaços de produção em história da educação no Brasil, provavelmente, em decorrência do crescente número de pesquisadores voltados a estudos que abarquem universos educacionais e escolares. Um balanço das pesquisas mais recentes nesse campo permite observar que as discussões historiográficas sobre a educação se estendem para além das fronteiras dos fatos e dados históricos e evidencia o grande interesse sobre temas voltados a desvendar práticas que constituíram o arcabouço do nosso sistema educacional e pedagógico contemporâneo. Um recurso investigativo reside na análise de materiais didáticos manipulados por professores e alunos que, por estarem presentes no interior das salas de aula, oferecem indícios do que acontecia na escola além do discurso. Desse modo, o trabalho aqui apresentado, pretende analisar Livros de Leitura produzidos entre os anos de 1907 e 1945 basicamente em duas perspectivas: como objeto de estudo e como fonte. No domínio da investigação que considera os materiais didáticos de leitura como objeto de estudo, propõe-se como uma das possibilidades de aprofundamento a melhor compreensão da sua materialidade, destacando o lugar do autor e do editor no contexto de sua produção e circulação. No que diz respeito à análise de conteúdos...

Leituras libertárias: cultura anarquista na São Paulo dos anos 1930; Readings libertarians: anarchist culture in São Paulo 1930

Parra, Lucia Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.16%
Este trabalho é um estudo da circulação de livros e práticas de leitura entre anarquistas atuantes na cidade de São Paulo na década de 1930. Foi analisada a formação e o desenvolvimento do acervo da biblioteca do Centro de Cultura Social (CCS). Organizado por anarquistas em 1933 e fechado em 1937 com o Golpe do Estado Novo, encerrando sua primeira fase. Sua biblioteca, neste período foi constituída por livros, jornais e documentos de militantes anarco-sindicalistas e tinha como função servir de subsídio para as atividades deste centro de cultura, como leituras comentadas, palestras, cursos e atividades teatrais. Além desta fonte de pesquisa foram usados também resenhas e anúncios de venda de livros publicados nos jornais A Lanterna e A Plebe, entre 1933 e 1935 e documentos do DEOPS/SP, tais como autos de busca e apreensão de bibliotecas particulares de anarquistas e relatórios de investigação que tratavam de circulação de livros e jornais libertários. As pesquisas sobre história dos livros e práticas de leitura de Robert Darnton foram usadas como referencial teórico. Entre os autores dos livros da antiga biblioteca do Centro de Cultura Social e das bibliotecas particulares apreendidas chamam a atenção clássicos do anarquismo como Malatesta...

Políticas públicas de fomento à leitura : agenda governamental, política nacional e práticas locais

Oliveira, Daniela Piergili Weiers de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.99%
Desde a década de 1980, os municípios vêm ampliando suas responsabilidades na provisão de serviços públicos, tornando importante para o campo da administração pública o estudo dos novos papéis da esfera municipal na formulação e na implementação de políticas públicas e como este se articula com as demais instâncias de governo. O fomento à leitura vem se consolidando como uma nova área de atuação de políticas públicas no Brasil, principalmente após a criação de programas federais como o Programa Nacional de Incentivo à Leitura (PROLER), em 1992, e como o Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) lançado em 2006. O estudo das ações de governos municipais voltadas ao incentivo à leitura pode constituir um rico material de referência sobre o ciclo das políticas públicas da área, especialmente das etapas de formação da agenda, formulação e implementação de políticas. Esse trabalho procurou sistematizar e refletir sobre a ação pública municipal no fomento à leitura, por meio de um estudo de caso no município de Caxias do Sul (RS). Utilizando o referencial teórico sobre formação da agenda governamental e sobre as novas formas de atuação de governos municipais na provisão de serviços públicos pós-88...

As faces do livro de leitura

Oliveira, Cátia Regina Guidio Alves de; Souza, Rosa Fátima de
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade (CEDES) Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade (CEDES)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 25-40
POR
Relevância na Pesquisa
66.09%
Este trabalho pretende ser uma contribuição para a compreensão da história do livro didático no Brasil, mais especificamente no tocante ao estado de São Paulo. Trata-se da análise de alguns dos livros de leitura mais utilizados nas escolas primárias no final do século XIX e início do XX (1890-1920), compreendendo o livro como um objeto cultural. Delineamos as suas diferentes faces e o seu uso na escola, considerando o conteúdo, a finalidade, o formato, a produção editorial e a autoria, fazendo a interseção entre a história das disciplinas escolares e a história da leitura.; This study is a contribution to understanding the historical development of reading books in Brazil, in particular in the state of São Paulo, an analyse of some text books more frequently used in the primary schools at the end of XIX century and at the beginning of XX century (1890-1920), as a cultural instrument. We describe their different faces and their use in the school in terms of contents, objectives, format, publisher production and copyright. We attempt to determine the intersection between teaching in classroom and history of reading.

O Programa Nacional Biblioteca da Escola e o seu impacto na sala de aula: a circulação e o acesso do livro de literatura no interior de uma escola municipal de ensino fundamental

Xavier, Marisa
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 148 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
66.15%
Pós-graduação em Educação - FFC; O objetivo desta pesquisa é a compreensão dos obstáculos existentes entre programas de leitura, em especial o Programa Nacional Biblioteca da Escola e escolas públicas, em relação à circulação do livro de literatura infantil. Para isso, uma verificação de como os programas de leitura impacta o cotidiano de uma escola pública municipal no interior do Estado de São Paulo foi feita. A compreensão dos obstáculos ao acesso, à circulação e à leitura de livros do Programa Nacional Biblioteca da Escola, assim como o entendimento da relação do livro de literatura com professores e alunos; a identificação dos livros e os autores de maior circulação entre professores e alunos e as razões de sua preferência foram averiguadas. Primeiramente um estudo do documento do Programa Nacional Biblioteca da Escola para caracterização dos objetivos e intenções desse programa na distribuição de livros e formação de leitor na escola pública foi realizado. Depois a dinâmica de acesso e circulação do livro de literatura componente do acervo do programa dentro da escola foi descrita. A inserção do pesquisador na escola teve a duração de seis meses. A pesquisa etnográfica foi adotada como metodologia. A amostra da pesquisa se constitui de um grupo de 16 professores...

Série leituras infantis (1908-1919), de Francisco Vianna e a história do ensino da leitura no Brasil

Oriani, Angélica Pall
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 288 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
56.25%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação - FFC; Nesta dissertação, apresentam-se resultados de pesquisa de Mestrado em Educação (Bolsa CNPq – abril de 2009 a fevereiro de 2010; Bolsa Fapesp – março a dezembro de 2010), vinculada às linhas Alfabetização e Ensino de língua portuguesa do Grupo de Pesquisa e Projeto Integrado de Pesquisa História do Ensino de Língua e Literatura no Brasil, ambos coordenados por Maria do Rosário Longo Mortatti. Com o objetivo de contribuir para a produção de uma história do ensino de língua e literatura no Brasil, focalizou-se a proposta para o ensino de leitura apresentada pelo professor Francisco Furtado Mendes Vianna (1876-1935) nos livros didáticos que integram a Série Leituras Infantis, a saber: Cartilha: leituras infantis [1912?]; Primeiros passos na leitura (1915); Leitura preparatória (1908); Primeiro livro de leituras infantis; Segundo livro de leituras infantis; Terceiro livro de leituras infantis; e Quarto livro de leituras infantis (Apanhados e factos hitóricos) (1919). Os livros que integram essa série foram publicados pela Livraria Francisco Alves (RJ)...

A coleção de leitura escolar: série Thales de Andrade (1928-1964) : reflexões sobre leitura escolar

Stanislavski, Cleila de Fátima Siqueira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 204 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
56.27%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação - FFC; Esta Tese de Doutorado tem como objetivo analisar a constituição de um modelo de leitura escolar instituído pela Coleção de Leitura Escolar: Série Thales de Andrade da Companhia Editora Nacional. Os livros que a compõe são Ler Brincando, Espelho, Vida na Roça, Trabalho, Saudade, Campo e Cidade e Alegria, do autor Thales Castanho de Andrade. Os livros eram destinados para o ensino e aprendizagem nas escolas brasileiras, no século XX. Apresentam características similares entre eles instituindo um modelo de leitura escolar apresentado e agrupado na coleção, definindo-se a partir das idéias educacionais, sociais e culturais do início do século XX. O modelo de leitura era voltado para as escolas isoladas rurais daquele momento. Para a análise foram estudadas a materialidade dos livros (Chartier); documentos editoriais no que se refere às políticas de aquisição dos livros entre Estado e editora; na busca dos leitores pretendidos, encontrados na análise dos dados da editora, do autor e dos próprios livros; e o mercado editorial. Segundo Roger Chartier (1991)...

As lições de Meninice : um estudo sobre as representações de livros de leitura inscritas na série graduada de leitura Meninice (1948/1949), de Luiz Gonzaga Fleury; The lessons of Meninice : a study about representations of book reading entered in graduated series Meninice (1948/1949), of Luiz Gonzaga Fleury

Ilsa do Carmo Vieira Goulart
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.22%
Com o intuito de investigar, relacionar e compreender quais e como as representações sobre o livro de leitura se constroem histórico e socialmente, concretizadas numa produção material e impressa, esse trabalho intenta contribuir para com os estudos sobre a história do livro didático no Brasil, no decorrer da primeira metade do século XX. Para a efetivação de tal propósito a pesquisa se direciona aos discursos presentes em diferentes fontes documentais, como os relatórios dos Anuários do Ensino do Estado de São Paulo, periódicos que circularam na época, como Revista Ensino, Revista Escolar, Revista Educação e o Jornal O Estado de São Paulo. Os discursos produzidos nas três décadas do século XX sobre os livros didáticos constituíam-se por interesses políticos para se implementar um ensino nacionalizado e uniformizado, com isso percebe-se uma construção e apresentação de ideias sobre o que seria e como deveria ser estruturado um livro de leitura considerado de qualidade. Neste sentido, a pesquisa prioriza apreender o que tais enunciados trazem como marca de uma representatividade de "bom" livro de leitura, tomando como corpus investigativo os livros que compõem a série graduada de Língua Portuguesa, Meninice (1948/1949)...

Informação, leitura e inclusão educacional e social nas bibliotecas braille de Campo Grande/MS : um estudo de caso

Miranda, Maria Rosa Pimentel Faria de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2006.; Este trabalho apresenta um estudo de caso, utilizando a metodologia da Pesquisa Participante, realizada nas Bibliotecas Braille do CAP.DV/MS e do ISMAC, ambas em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Ele teve como objetivo investigar se os Deficientes Visuais encontram-se ou não incluídos social e educacionalmente nestas Bibliotecas. Os principais dados encontrados foram: Os usuários buscam informações sobre legislação, escrita e leitura em Braille, mas poucas informações são encontradas e nem sempre estão disponíveis. Neste trabalho o bibliotecário é descrito como Arquiteto da Informação e mediador da Inclusão Educacional e Social através de habilidades de leitura e da Biblioterapia. O estudo relaciona as principais leis para os deficientes visuais, o impacto tecnológico da informática e dos sintetizadores de voz, abrangendo a área da Educação Especial. Neste contexto, cada profissional faz progredir sua especificidade, ao instruir e permutar experiências com outros profissionais, visando o benefício comum no atendimento dos usuários especiais. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work concerns to a case study using the methology of Participant Research. It was carried out at Braille Libraries: CAP. DV/MS and ISMAC...

Infância e leitura na memória de escritores

Coenga, Rosemar Eurico
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Programa de Pós-Graduação em Teoria Literária e Literaturas, 2011.; Trata-se de uma pesquisa que investiga as histórias de leitura de Erico Verissimo (1905-1975) e Pedro Nava (1903-1984), tendo como eixo teórico a Sociologia da Leitura, particularmente os estudos de Jean-Claude Pompougnac e Jean Hébrard, sobre a constituição do leitor, as contribuições da abordagem autobiográfica e dos estudos de Roger Chartier e Pierre Bourdieu, que compreendem a leitura como prática cultural. Nessa perspectiva, este estudo pretende apresentar como esses escritores se constituíram leitores. Analisam-se as redes de sociabilidade que propiciaram o contato de Erico Verissimo e Pedro Nava como leitores: pessoas, família, ambientes, situações, bem como suas imagens sobre leitura, literatura e leitor focalizando mais particularmente o itinerário dos autores, a partir da mediação familiar, buscando compreender como a família pode desempenhar durante o processo de formação do leitor uma relação positiva entre eles e a leitura. A leitura é uma arte que se transmite, mais do que se ensina, é o que demonstram vários estudos como os de François de Singly (2009); Pierre Bourdieu (1998); Lahire (2004). Estes revelam que a transmissão no seio da família permanece a mais frequente. Pedro Nava e Erico Verissimo iniciaram suas participações nas culturas do escrito...

Entre o obrigatório e o proibido : a literatura e o leitor em livros didáticos de língua portuguesa para ensino médio

Diniz, Lígia Gonçalves
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.26%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literária, 2012.; Esta pesquisa tem por objetivo observar de que forma a literatura e o texto literário são apresentados aos alunos de Ensino Médio nos livros didáticos de Língua Portuguesa. A ideia foi verificar em que medida a organização do conteúdo sobre literatura nesses livros favorecia ou prejudicava a aproximação entre os estudantes e o texto literário, no sentido de formar ou não o gosto pela leitura para além do ambiente escolar. O primeiro passo foi desenvolver a conceituação teórica dos aspectos que tornam a leitura literária uma prática a ser estimulada e que justificariam o desejo de se formarem leitores literários na escola. Nesse sentido, foram abordados três aspectos principais da leitura literária, sempre com foco no leitor: o papel “humanizador” da literatura, a experiência estética e o lugar do conhecimento literário como capital cultural. Foi feita então a análise dos 11 livros didáticos de língua portuguesa distribuídos a escolas públicas pelo MEC, por meio do Programa Nacional do Livro Didático de Ensino Médio (PNLEM)...

Recomendações de leitura e terapias literárias

Patrício, Tiago Manuel Ribeiro
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.12%
A biblioterapia pode ser definida como terapia através de livros e de leituras orientadas, mas apesar do reconhecimento crescente nas últimas décadas ainda é uma palavra ausente nos dicionários portugueses. Ezra Pound, no ensaio The serious artist, publicado em 1913, defende que na literatura também existe a arte de diagnosticar e a arte de curar, tal como em medicina. A partir destas qualidades associadas à narrativa literária, duas terapeutas, Ella Berthoud e Susan Elderkin, mantiveram um consultório literário em Londres e editaram em 2013 uma espécie de prontuário literário, The Novel Cure: An A-Z of Literary Remedies, no qual aconselham romances para diversas doenças e para outros imprevistos. Estas autoras “prescrevem” romances literários porque consideram que apenas a forma narrativa oferece a possibilidade de desdobramento e da suspensão do tempo, uma vez que, segundo Marc-Alain Ouaknin, é através desses efeitos que se funda a possibilidade de regeneração e de abertura para outro tempo, numa temporalidade harmónica e equilibrada entre passado, presente e futuro. Paul Ricoeur também refere que o acesso ao tempo se dá através da narrativa, uma vez que o tempo é inapreensível e só se torna tempo humano na medida em que é articulado de um modo narrativo. Considerando estas posições de autores e de terapeutas...

As faces do livro de leitura

Oliveira,Cátia Regina Guidio Alves de; Souza,Rosa Fátima de
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.09%
Este trabalho pretende ser uma contribuição para a compreensão da história do livro didático no Brasil, mais especificamente no tocante ao estado de São Paulo. Trata-se da análise de alguns dos livros de leitura mais utilizados nas escolas primárias no final do século XIX e início do XX (1890-1920), compreendendo o livro como um objeto cultural. Delineamos as suas diferentes faces e o seu uso na escola, considerando o conteúdo, a finalidade, o formato, a produção editorial e a autoria, fazendo a interseção entre a história das disciplinas escolares e a história da leitura.

Tinta sobre papel: livros e leitura na Capitania de Pernambuco entre 1759 e 1808

Maria Whitaker Verri, Gilda; Joaquim Maciel de Carvalho, Marcus (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Pernambuco, na primeira metade do século XVIII, teve forte presença da Igreja representada pelo aumento das construções eclesiásticas e dos Colégios dos Jesuítas. Expulsa a Ordem de Santo Inácio, em 1759, a Congregação do Oratório passou a exercer influência no ensino das primeiras letras, da filosofia, das ciências. A reforma pombalina do ensino instituiu a Mesa de Censores Régios, para controlar a produção editorial, o fluxo de livros e leituras no Reino, nas Capitanias, modificando também a Universidade de Coimbra. Cresceram os assuntos publicados e o mercado livreiro. Problema ou questões centrais: qual a política de Portugal para a leitura na Colônia? Quais autores e livros eram autorizados para estudo, leitura entre os residentes na capitania de Pernambuco? Quais assuntos chegaram à capitania? As luzes que iluminavam a Europa chegaram a Pernambuco? Hipótese: foi suposto que o direcionamento e o controle dos livros, que vieram trazer contribuições em vários campos do conhecimento, das práticas materiais e simbólicas e, mesmo aqueles não autorizados a promover o acesso à finalidade social da leitura, caracterizaram o processo de formação da história cultural em Pernambuco, com repercussões até os dias atuais. Conclusão: rarefeita...

Livros e leitura na cidade de Pelotas RS no final do s??culo xix: um estudo atrav??s dos jornais pelotenses (1875-1900); Livros e leitura na cidade de Pelotas RS no final do s??culo xix: um estudo atrav??s dos jornais pelotenses (1875-1900); Livros e leitura na cidade de Pelotas RS no final do s??culo xix: um estudo atrav??s dos jornais pelotenses (1875-1900); Livros e leitura na cidade de Pelotas RS no final do s??culo xix: um estudo atrav??s dos jornais pelotenses (1875-1900)

GON??ALVES, Renata Braz
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
Based on a qualitative approach, this documental research has had as an objective to identify reading representations that were registered by the press from Pelotas-RS, in the end of the XIX century. The corpus analysis has been composed by news, ads, comments and literary texts, all published in the newspapers (commercial, literary, political, news-like or ludicrous) circulating in Pelotas between 1875 and 1900, as well as regulations and minutes from literary groups and from the Pelotense Public Library. In order to provide support for this research, we have tried to approach the concepts and the methodologies used and spread by the reading historians who work under the perspective of Cultural History, emphasizing Roger Chartier, who presents the Representation and the Appropriations as central concepts. In order to do so, aspects of production and circulation of reading pieces - typography, libraries, authors and editors - have been identified in Pelotas, in the XIX century. Readers?? representation that could be classified by gender: men and women, age, children and adults have also been stated. The analysis has also allowed the description of reading events and spaces as: The Pelotense Public Library, literary associations and the saraus (musical and literary gatherings) that happened in these places. Apart from that...

Prática docente e leitura de textos literários no fundamental II: uma incursão pelo programa hora da leitura.; Teaching practice and reading of literary texts in the brazilian middle school fundamental II: an incursion through the time for reading program.

Feitosa, Márcia Soares de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.01%
Esta pesquisa tem como objetivo empreender algumas reflexões concernentes às práticas de leitura de textos literários no ensino fundamental, no âmbito de um programa de enriquecimento curricular da SEE -SP, a HORA DA LEITURA. Visamos compreender o por que o professor de Língua Portuguesa sente dificuldade em realizar uma prática de leitura de textos literários sob uma perspectiva mais lúdica e prazerosa. A justificativa para esse trabalho repousa na constatação de que as práticas de leitura delineadas em sala de aula têm sido apontadas como co-responsáveis pelos déficits diagnosticados nos exames de avaliações oficiais, como o SAEB e o PISA, e pelo afastamento da criança da literatura. A escola, instituição privilegiada para o desenvolvimento do gosto pela leitura literária, acaba, paradoxalmente, inviabilizando uma formação leitora compatível com as competências que é preciso desenvolver para fruir satisfatoriamente o texto literário, por meio de práticas descontextualizadas, não-estimulantes, que não buscam a fruição textual. Como fundamentação, discutimos a especificidade do texto literário e a importância da literatura na formação integral do homem e no desenvolvimento de um comportamento leitor (Cândido...

Os professores leitores dos livros de auto-ajuda para crianças

Melissa Cristina Correa Asbahr
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.22%
A proposta nesta pesquisa é conhecer o professor-leitor que vem trabalhando, efetivamente, com os livros de auto-ajuda para crianças em sala de aula. A opção pelos professores é justificada pela importância que esse profissional assume, enquanto "formador" do gosto pela leitura de seus alunos, bem como por ser um adulto que pertence a uma instituição socialmente reconhecida e valorizada pelo seu papel de ensinar conhecimentos escolares. O caminho metodológico consiste, basicamente, em dois momentos. No primeiro, sob uma perspectiva mais quantitativa, embora não restrita somente a esse aspecto, optamos pela aplicação de questionários em dois grupos de professores: Rede Municipal de Santa Bárbara D'Oeste e duas turmas do curso PEFOPEX, da UNICAMP, apresentando como objetivo a localização de uma comunidade de leitores de livros de auto-ajuda para crianças. Posteriormente, tendo em vista maior adensamento no estudo desses leitores, entrevistamos três professoras (duas do curso PEFOPEX e uma da Rede Municipal de Santa Bárbara D'Oeste). As informações coletadas e os "indícios" rastreados foram constantemente cruzados e confrontados, tendo como referência os estudos sobre a História Cultural e sobre a Leitura, bem como algumas teorias sobre a mídia e a indústria cultural. Algumas das questões que nortearam o desenvolvimento desta pesquisa: Quais aspectos parecem orientar/sustentar a escolha das professoras pelos livros de auto-ajuda para crianças? Como lêem esses livros? Para que lêem? Por que a escolha de tais livros? Que usos dão para esses livros em sua vida profissional e particular?; The proposal in this research is to know about the teacher-reader who working in fact with self-help books for children in the classroom. This option is justified by the matter of this professional as "maker" of the taste's reading of his students...

O leitor através do espelho - E o que ele ainda não encontrou por lá!; The reader through the mirror - And what he has not found out there yet!

Rosane de Bastos Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.28%
Esta tese tem como objetivo analisar o Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) e sua representatividade na sistemática de funcionamento das escolas públicas brasileiras como um dos sustentáculos do Programa Nacional do Livro e Leitura (PNLL), uma Política de Estado que entrou em vigor em 2006. O PNBE, criado em 1997 pelo Ministério da Educação (MEC), com o apoio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e da Secretaria de Educação Básica (SEB), distribui, desde 1998, acervos literários, obras de referência e de pesquisa a estudantes e professores de escolas públicas do Ensino Infantil, Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos cadastradas pelo censo escolar realizado, anualmente, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). O trabalho de campo foi realizado de 2008 a 2013 e foram escolhidas duas escolas públicas de Campinas (SP) que estrearam, em 2009, o Programa "Sala de Leitura" da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Os procedimentos envolveram análise documental do PNBE e PNLL, levantamento dos acervos de ambas as escolas, identificação dos livros e seus respectivos programas de origem, o acompanhamento e observação da dinâmica das Salas de Leitura...