Página 1 dos resultados de 3069 itens digitais encontrados em 0.041 segundos

O séc. XX: continuidade ou rutura na literatura para crianças?

Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
Fonte: Universidade de Trás-os-Mones e Alto Douro, Escola de Ciências Humanas e Sociais Publicador: Universidade de Trás-os-Mones e Alto Douro, Escola de Ciências Humanas e Sociais
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
75.81%
Qualquer estudo comparativo de Literatura, entre as obras para a infância e a produção literária para os adultos nos oferece dados interessantes: numa e noutra podemos encontrar estruturas organizativas e procedimentos estilísticos semelhantes e em ambas costumam refletir-se as correntes sociais e culturais predominantes em cada época histórica. Na nossa apresentação, pretendemos mostrar como as particularidades da Literatura para a Infância, historicamente, foram sendo evidenciadas e se foram consolidando gradualmente, realçando que a linguagem, através da qual se expressa, coincide com a da Literatura em geral e quanto aos conteúdos, superada já a dependência da moralidade “obrigatória”, permite, no séc. XX, o tratamento de qualquer tema, desde que seja com coerência, já que a Criança precisa de um horizonte policromo, uma visão múltipla e aberta do mundo. Desta forma, a tese que defendemos baseia-se no pressuposto de que a Literatura para a Infância faz parte do polissistema literário, em que a posição de cada elemento é determinada por aspetos sócioliterários. Assim, ela faz parte integrante da vida em sociedade e, como tal deverá ser analisada.

O 25 de Abril na literatura para crianças e jovens

Figueiredo, Maria Augusta da Fonseca Pires
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
75.97%
Dissertação de Mestrado em Estudos Portugueses Interdisciplinares apresentada à Universidade Aberta; Resumo - No contexto da literatura para crianças e jovens em Portugal, constatamos que existem várias obras que tomam como elemento temático a Revolução de Abril de 1974, contribuindo para a fixação, na memória, desse momento da nossa História colectiva. As primeiras edições surgem no final da década de setenta, mas a maior afluência dá-se nos anos 90, sobretudo em 1999, aquando da data comemorativa da Revolução. Desde então, têm aparecido novas publicações, destinadas a várias faixas etárias, que revisitam a Revolução de Abril e o tempo imediatamente anterior e posterior. O crescente investimento da Literatura, na partilha desses conhecimentos, retrata a preocupação cívica de vários autores, que continuam a empenhar-se na luta contra o esquecimento. Verificamos também que essa temática é abordada segundo várias perspectivas, possibilitando por vezes ao leitor uma reflexão e análise pessoais sobre os acontecimentos. No desenvolvimento do trabalho realizado, procurámos, após um breve enquadramento teórico, reflectir sobre as relações da História com a Literatura, mas, essencialmente, sobre a História na Literatura Infanto-Juvenil. Cientes de que todos os textos sobre esta temática contribuem para a construção de uma memória e identidade colectivas...

Imagens e enigmas na literatura para crianças; Enigmas on images from childrens fiction picturebooks

Sagae, Pedro Luís Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.94%
As relações palavra&imagem na literatura para crianças e jovens são investigadas pela perspectiva de suas estruturas e jogos intercódigos, anotando como se engendram e favorecem, ou não, a recepção criativa das obras contemporâneas. O estudo dá evidência aos aspectos materiais da linguagem e dos signos verbal e visual, estabelecendo quinze critérios para apreciação e análise, que resultam da arquitetura lógica de três categorias (1) as condições contextuais ao campo da autoria, (2) as marcas do uso do suporte-livro e do projeto gráfico, (3) as relações espaciais palavra&imagem, propriamente ditas cada uma delas permitindo a divisão em três subcategorias. A última categoria abarca os níveis de montagem por justaposição, sobreposição e fusão palavra&imagem, que se deixaram filtrar por três subdivisões, possibilitando perceber e identificar mais detidamente sua franja de detalhes. Para tanto, foi necessário lançar mão de exemplos que principiam, factualmente, no período da Era de Ouro da Ilustração, a partir das últimas décadas do século XIX, na órbita dos países europeus, com destaque a Walter Crane e Arthur Rackham, dois marcos na história do livro para crianças. Em um percurso que não é estritamente cronológico...

Da terra das sombras à terra dos sonhos. O espaço sagrado na literatura para crianças e jovens; From the shadow land to the dream land: the sacred space in the literature geared at children and young people

Lopes, Cristiano Camilo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
95.96%
Esta dissertação tem como objetivo identificar a presença do espaço sagrado na Literatura para Crianças e Jovens. Para isso, utilizamos como eixo teóricometodológico propostas sociológicas e antropológicas sobre o sagrado e sua relação com o homem. Como um substrato para mitos, ritos e arquétipos, o sagrado tem permeado a Literatura para Crianças e Jovens, revelando o homem e sua relação com suas crenças. Em diversas obras, evidencia-se como um elemento essencial e norteador do ser que o aceita. Assim, recorrendo ao estudo de temas (tematologia) como método comparativista, objetivamos identificar a configuração do espaço sagrado, pela oralidade, em duas obras: A menina de lá, de Guimarães Rosa, e O beijo da palavrinha, de Mia Couto. Além disso, pelo mesmo método comparativista, analisaremos as obras As Crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa, de C. S. Lewis e Cibermãe, de Alexandre Jardin, com o objetivo de identificar o retorno do sagrado nos dias atuais e, verificar que o sagrado não se limita a épocas, mas até mesmo na modernidade o homem o busca.; This essay aims at identifying the presence of the sacred space in the literature geared at children and young people. For this we used the theoretical - methodological axis as the sociological and anthropological proposals on other sacred and its relationship with man. As a basis for myths...

Identidade marginal na literatura para crianças e jovens: os personagens de Lygia Bojunga

Laranja, Michelle Rubiane da Rocha
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 111 f. :
POR
Relevância na Pesquisa
75.97%
Pós-graduação em Letras - IBILCE; Esta dissertação visa à análise e interpretação de quatro romances de Lygia Bojunga: A bolsa Amarela (1976), A casa da madrinha (1978), Seis vezes Lucas (1995) e Sapato de salto (2006). Os textos desta escritora são mundialmente conhecidos e amplamente premiados; todavia, ao serem classificados como Literatura para crianças e jovens, há uma tendência em considerá-los inferiores. Não se trata da denominação em si, mas do preconceito que ela pode acarretar, quando se pensa, por exemplo, que são textos de interesse exclusivo de crianças e adolescentes, ou que possuem uma utilidade prática (didática ou moralizante). Reconhecendo que Bojunga escreve para leitores de todas as idades, de forma artística e despretensiosa, várias abordagens diferentes podem ser utilizadas. Esta pesquisa – utilizando principalmente as teorias dos sociólogos Bauman (2001 e 2005) e Hall (2002) – destaca a possibilidade de trabalhar com o conceito de identidade marginal nas obras da referida escritora, revelando o caráter engajado dos textos. As crianças-protagonistas dos romances podem ser consideradas marginalizadas em detrimento dos personagens adultos com os quais se defrontam. As relações sociais são reconhecidas como responsáveis pela construção da identidade do sujeito...

A arte das imagens na literatura para crianças.

Pellenz, Andriele Ramos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 69 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.95%
Trabalho de Conclusão do Curso de Especialização em Educação Infantil - Segunda Edição – Polo Florianópolis, para a obtenção do Grau de Especialista em Educação Infantil.; Este trabalho busca o viés literário e o artístico, tendo como eixo norteador a ilustração nos livros infantis. Buscou pesquisar qual o papel da ilustração no desenvolvimento da criança? Quais imagens disponibilizamos para as crianças? Neste sentido, foram realizadas pesquisas bibliográficas relacionadas ao tema, para a compreensão do conceito de imagem, bem como a trajetória histórica da literatura e juntamente as reflexões da pesquisa ação com crianças na faixa etária entre 3 e 4 anos de idade, realizada em uma instituição de educação infantil de Florianópolis. Foram selecionados dois livros, sendo realizado vinte encontros para conseguir trabalhar diversas propostas, nas quais envolvessem as artes e o universo literário. O registro ocorreu através de fotografias, do diário de campo e das atividades realizadas pelas crianças. As conclusões desta pesquisa nos levam a refletir sobre a necessidade de propostas que envolvam o contato visual no interior das instituições de educação infantil.

Filosofia para Crianças: Textos e Prática em Portugal

Santos, Maria Teresa
Fonte: Philosophy and Childhood Publicador: Philosophy and Childhood
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Filosofia para Crianças ocupa um lugar importante no âmbito da Filosofia Prática, em virtude do papel central que nelas desempenha o pensamento crítico sobre o essencial da actividade humana. Em Portugal há um conjunto significativo de professores/as que investem nela, defendendo princípios próximos de Matthew Lipman ou articulando outras metodologias. Este texto dá conta de três dos últimos livros publicados na área. O primeiro – Só os Cães Falam. Dias de abandono (Alice Santos: 2009) – reúne 15 contos que alargam o princípio de igualdade, aplicando-o aos animais não humanos, segundo o imperativo ético Peter Singer. O segundo livro resultou da concretização de um projecto de aplicação do programa de Filosofia para Crianças em sete das ilhas do arquipélago açoriano. O título é CRIA: Um Projecto de Filosofia para Crianças (Gabriela Castro, Berta Pimentel Miúdo, Magda Costa Carvalho: 2010). O último livro intitula-se Brincar a Pensar.? Um Manual de Filosofia para Crianças (Dina Mendonça: 2011) e é constituído por um conjunto de histórias, seguidas de exercícios vários, úteis na preparação de sessões de FpC. No seu conjunto, os três livros mostram diferentes possibilidades de estratégia, ludicidade e criatividade...

Literatura para a infância e educação emocional: a hora do conto e a partilha de afectos

SILVA, Teresa Alexandra Dantas da
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
A investigação que se apresenta procura demonstrar uma, das muitas capacidades, que entendemos que possui a Literatura para Crianças sendo que o nosso enfoque centra-se sobre as suas potencialidades no campo da Educação Emocional, visto que a arte se constitui num belo e rico espaço para a emergência de afectos, sentimentos e emoções. Este projecto apresenta resultados do trabalho desenvolvido com um grupo de três Educadoras e com os respectivos grupos de trabalho, perfazendo um total de quarenta e duas crianças com idades compreendidas entre os quatro e cinco anos, numa Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS). A metodologia adoptada foi a investigação-acção e as técnicas que utilizámos foram as entrevistas exploratórias e entrevistas semi-directivas com Educadoras e observação das crianças, através do uso de grelhas de observação que iam sendo preenchidas por um grupo de três Educadoras, no decorrer das actividades. Assim, mostrámos como foi possível trabalhar a Educação Emocional numa área tão rica e tão motivadora de aprendizagens como a Literatura para a Infância, bem como possibilitar mais um espaço significativo para a reflexão acerca desses dois grandes campos de actuação pedagógica. Temos intenção de apontar através da investigação algumas questões consideradas como essenciais na educação de crianças por meio das histórias...

A Literatura para a Infância em Portugal nos séculos XIX e XX: Contextos Socioculturais e Contributos Pedagógicos

Guerreiro, Carla Alexandra Ferreira do Espírito Santo
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Tese de Doutoramento em Ciências da Literatura/ Literatura para a Infância; Com este trabalho de investigação, procurámos cumprir duas ordens de objectivos: 1.º- Reflectir sobre os contextos socioculturais e os contributos pedagógicos, que considerámos mais marcantes, nos séculos XIX e XX, em Portugal; 2.º- Reflectir sobre a Literatura para a Infância, no nosso país, nestes mesmos séculos, constatando que ela é sempre o reflexo de uma certa conjuntura sociocultural, responsável por que a escrita para a Infância assuma determinadas características temáticas e formais, específicas e singulares em cada época histórica. Escolhemos um corpus de autores do séc. XIX e outro do séc. XX e ao analisar as suas produções literárias para as crianças, tivemos a preocupação de verificar que elas iam reflectindo o conceito de Infância vigente em cada século; manifestando as tendências epocais da literatura a ela destinada e perspectivando a Criança leitora, de forma diversificada. As nossas preocupações primordiais foram as seguintes: 1.ª - Identificar de que forma neste continuum temporal, balizado entre inícios do século XIX e finais do séc. XX, as perspectivas pedagógicas relacionadas com o ensino da 1.ª e 2.ª infâncias se foram alterando (evidenciando alguns pedagogos que tiveram um papel fulcral na mudança do panorama educativo português) 2.ª - Correlacionada com a anterior...

A obra de Alves Redol para crianças

Figueiredo, Anabela de Oliveira
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 530509 bytes; application/pdf
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
65.95%
Dissertação de Mestrado em Estudos Portugueses Interdisciplinares apresentada à Universidade Aberta; O principal objectivo desta dissertação consistiu em fazer uma análise mais aprofundada da obra para crianças e jovens de Alves Redol, uma área que se tem mantido na penumbra, no conjunto dos títulos escritos pelo romancista. O trabalho foi dividido em três partes: na primeira parte desenvolvemos a contextualização do escritor na sua época, com uma breve abordagem à temática do neo-realismo e às várias obras do autor; na segunda parte apresentamos, de uma forma mais sucinta, a literatura para crianças no tempo de Alves Redol, numa época de grande controle ideológico com reflexos no ensino e na cultura; na última parte fazemos uma análise textual dos livros que o romancista escreveu para crianças e jovens, destacando os aspectos lúdicos, didácticos e pedagógicos, o legado cultural, as vivências rurais, alguns valores, comportamentos e atitudes das personagens, presentes nessas obras. O estudo permitiu ainda compreender possíveis interligações existentes entre os textos que o escritor escreveu para crianças e jovens e os livros para adultos, tendo por base aspectos políticos, sociais, educacionais e culturais dominantes na época em que Alves Redol viveu e escreveu – o Estado Novo; The main purpose of this dissertation consists of analysing Alves Redol’s written work for children and young...

Imaginários da linguagem de Alice Vieira e Lygia Bojunga Nunes: a modernidade em diálogo na literatura para crianças e jovens; Imaginaries in the language of Alice Vieira and Lygia Bojunga Nunes: Modernity in dialog in the literature intended to children and youngsters.

Santos, Daniela Yuri Uchino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Esta dissertação inicia-se com uma pesquisa sobre o conceito de modernidade, e suas denominações: Modernidade/Pós-modernidade; a seguir, recorremos à Arte Moderna, para depois adentrarmos a Estética literária no projeto da modernidade, foco da pesquisa e, para tanto, apresentamos valores literários de alguns escritores-críticos modernos. Assim, expostas as idéias em diálogo na modernidade, procedemos a formatação de um paradigma a que chamamos de paradigma Projeto da Modernidade. Discorremos sobre a crítica literária atual, e as autoras pesquisadas: a portuguesa Alice Vieira e a brasileira Lygia Bojunga Nunes. Selecionamos e realizamos um estudo paradigmático analíticocrítico em duas obras literárias para crianças e jovens, a saber: Flor de Mel de Alice Vieira e Corda bamba de Lygia Bojunga Nunes. Fizemos uma aproximação do paradigma PM formatado para este estudo ao final de cada análise, assim como uma aproximação entre Flor de Mel e Corda bamba. Dessa forma, pudemos constatar o quanto a qualidade estética do texto narrativo; desconsiderando se a obra pode ser endereçada ao receptor adulto ou criança, ou seja, se é chamada de literatura para crianças e jovens, ou não; comprova a estética literária da modernidade a que nos propusemos investigar neste estudo.; This thesis starts by researching the concept of Modernity and its denominations. Modernity/Post-modernity; then...

A psicanálise do brinquedo na literatura para crianças; The psychoanalyses of the toy in the children\'s literature

Parreiras, Ninfa de Freitas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.01%
O presente estudo realiza uma leitura psicanalítica do brinquedo na literatura para crianças. Aborda-se o conceito e a história da infância, da literatura para crianças e do brinquedo, como as transformações ocorridas com esses conceitos na atualidade. Estabelece-se uma comparação entre o brinquedo e o livro, considerados produtos culturais. São discutidos o brinquedo e sua dupla expressão, como um objeto inventado pelo adulto e reinventado pela criança. Utilizando a Psicanálise como instrumento de interpretação, a pesquisa faz uma análise de duas histórias clássicas da literatura, do século XIX: O soldadinho de chumbo, do dinamarquês Hans Christian Andersen e Conto de escola, do brasileiro Machado de Assis. Mostra diferentes representações do brinquedo na literatura contemporânea para crianças, do final do século XX e início do século XXI, em treze obras literárias estudadas. As obras trabalhadas compreendem edições nacionais e traduzidas, em diferentes gêneros e categorias: prosa e poesia, narrativas com texto e sem texto verbal. O brinquedo, entendido como o objeto cultural que propicia o encontro entre o universo adulto e o infantil, está representado de diversas maneiras, como uma transgressão...

A literatura para crianças e jovens no Brasil de ontem e de hoje: caminhos de ensino.; The Literature for children and young peoples in Brazil past and present: ways of teaching.

Oliveira, Maria Alexandre de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.99%
Esta pesquisa visa contribuir com o ensino da Literatura Infantil em sala de aula no Ensino Fundamental I, considerando importante o papel do professor como mediador entre a criança e a obra literária. Com o objetivo de propiciar aos educadores um aprofundamento do conhecimento sobre a Literatura Infantil e do trabalho a ser realizado no contexto educacional de ensino, ressaltamos nessa literatura seu potencial formativo junto às crianças. Destacamos alguns possíveis critérios para escolha de obras infantis a serem trabalhadas em sala de aula que satisfaçam as exigências essenciais para serem consideradas Literatura para crianças e estejam adequadas aos propósitos de ensino e às possibilidades cognitivas dos alunos. Para tanto, selecionamos para análise 34 obras de 3 períodos distintos (Clássico, Tradicional e Contemporâneo), das quais 9 histórias foram tomadas para exploração das propriedades formativas do texto que apresentam nitidamente as características dos períodos em que se encontram. Consideramos importante apresentar, também, sugestões de propostas pedagógicas que abram caminhos aos docentes para viabilizar trabalhos que possibilitem a decodificação de metáforas contidas no texto e a transposição de seus significados para a vida e experiência dos alunos...

De mãos dadas com o livro: da literatura para a infância à educação literária; Hand in hand with the book: children's literature to literary education

Silva, Cátia Daniela Gonçalves da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.01%
Relatório de estágio de mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico; Hoje em dia, as crianças começam a ter contato com as obras de literatura infantil sem ainda se terem apropriado do código escrito. A valorização do livro surge, desde cedo, associada ao desenvolvimento da comunicação oral, da compreensão da língua e do conhecimento do mundo. O presente relatório pretende analisar o impacto que o mundo de fantasia e da imaginação presentes nos textos de preferencial receção infantil tem no desenvolvimento da competência e educação literária nas crianças. Assim, este projeto foi desenvolvido numa sala de 4ºano do 1ºciclo do Ensino Básico, em volta do potencial educativo da Literatura para a infância, no desenvolvimento de uma interpretação e compreensão literária. No entanto, não podemos abordar a questão da competência literária sem aliar a esta o prazer pela leitura. A opção por este aspeto da motivação para a leitura deve-se ao facto de ser através desta que as crianças descobrem o prazer da leitura e desenvolvem a sensibilidade estética. Pretendi, assim, motivar as crianças para a leitura de obras de literatura infantil, favorecendo a construção de competências facilitadoras da aprendizagem da leitura e...

Tecnologias e Literatura para crianças;

Baseio, Maria Auxiliadora; Cunha, Maria Zilda da
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; text/html
Publicado em 21/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
65.81%
Considerando-se a invenção da fotografia um dado paradigmático na história da linguagem, colocam-se sob mira marcos da  evolução e das interfaces criadas entre as linguagens e as novas mídias de informação e comunicação. A partir daí, abordam-se algumas relações que se estabelecem entre os meios produtores de linguagem e a literatura contemporânea para crianças e  jovens, por meio de procedimentos analíticos que levam em conta suas analogias e afinidades.; Given the invention of photography as a paradigmatic marker in the history of language, this work aims to analyze its evolution, taking into consideration the interfaces between the languages and the new technological media of information and communication. It addresses some of the relationships established between this media and the contemporary literature for children.

Urdiduras do diverso em horizontes éticos e estéticos na literatura para a juventude; Fabrics of the diverse in ethical and aesthetic horizons at the literature for youngsters

Cunha, Maria Zilda da
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
85.85%
In this article will be discussed how mythical stories addressed to adult audience can activate the literature for children and youths, contributing to the formation of a cultural identity, as postulated by Stuart Hall. To do so, the short story As Mãos dos Pretos- by Luís Bernardo Honwana- will be examined like a narrative that deconstructs the biblical myth of the creation of man and brings the issue of black identity. ; Neste artigo, coloca-se em discussão como histórias míticas, endereçadas ao público adulto, podem dinamizar a literatura para crianças e jovens, contribuindo para a formação da identidade cultural, como postulado por Stuart Hall. Para tanto, toma-se o conto As Mãos dos Pretos de Luís Bernardo Honwana, narrativa que desconstrói o mito bíblico da criação do homem e que interpõe a questão identitária do negro. 

LITERATURA PARA CRIANCAS E JOVENS: PANORAMA DE LINHAS INVESTIGATIVAS

Gregorin Filho, José Nicolau
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
75.87%
ESTE TRABALHO TEM COMO OBJETIVO A DISCUSSÃO DE ALGUMAS PERSPECTIVAS TEÓRICAS MAIS UTILIZADAS PARA A PESQUISA E O CONSEQÜENTE ENSINO DA LITERATURA PARA CRIANÇAS E JOVENS, JÁ QUE ESSE TIPO DE TEXTO VEM SE EXPANDINDO AO LONGO DOS ANOS E SE TORNOU DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA O MERCADO EDITORIAL, VISTO SEREM LIVROS MUITO CONSUMIDOS, OU POR FIGURAREM EM LISTAS DE LEITURA OBRIGATÓRIA NAS ESCOLAS, OU POR SEREM ADQUIRIDOS POR ENTIDADES GOVERNAMENTAIS LIGADAS À ÁREA DE EDUCAÇÃO.

NIÑEZ, FOTOGRAFÍAS, LIBROS PARA NIÑOS: donde está el teatro que estava acá?; CHILDHOOD, PHOTOGRAFIES, CHILDREN BOOKS: where is the theater that was here?; INFÂNCIAS, FOTOGRAFIAS, LIVROS PARA CRIANÇAS: cadê o teatro que estava aqui?

Ferreira, Taís
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
75.96%
 En este artículo, narro una trayectoria cíclica: de como un interés por los niños ha encontrado fotografías, de cómo estas imágenes específicas potencializaran el deseo del teatro y de cómo terminaran siendo cuentos para niños, en un ciclo que implica visualidad, literatura, teatralidad y niñez. Estas reflexiones están atravesadas por referenciales teóricos de los estudios sobre la niñez, vinculados a la educación, a los estudios culturales, a la sociología y a el arte y por los referenciales de los estudios de recepción escénica.; In this paper, I tell a cyclic way: how an interest about children met photographs, how these specific images growing up a desire for theater and how, at the end, they became children’s literature, in a cycle that involves visuality, literature and childhood. These thinking are crossed by theoretical referential about childhood in the education, cultural studies, sociology, art and reception studies.; Neste texto, narro uma trajetória cíclica: de como um interesse pelas crianças encontrou fotografias, de como estas imagens específicas potencializaram desejo de teatro e de como acabaram, por fim, tornando-se contos para crianças, em um ciclo que envolve visualidade, literatura, teatralidade e infância. Estas reflexões são atravessadas por referenciais teóricos dos estudos sobre as infâncias vinculados à educação...

Jogo de xadrez: representando a violência para crianças

Bines, Rosana
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 10/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
O tema da precariedade da linguagem face à tarefa de narrar eventos de extrema violência é onipresente na literatura que trata das barbáries contemporâneas. A pergunta “em que línguacontar a barbárie?” é ainda mais urgente quando o destinatário da narrativa é a criança. Como compatibilizar a densidade da matéria narrada com a legibilidade que se espera de um texto produzido para crianças? Que estratégias narrativas viabilizam relatar os aspectos mais terríveis do real para um público a quem a História convencionou proteger? Que imaginário se constrói sobre a criança na cena da catástrofe? Tais questões impulsionam a análise do premiado livro A redação, do escritor chileno Antonio Skármeta, que aborda o tema das ditaduras latino-americanas, a partir da perspectiva da criança.

From the illustrated book to the app: reflections on multimodality in children’s literature; Do livro ilustrado ao aplicativo: reflexões sobre multimodalidade na literatura para crianças

Moraes, Giselly Lima de; Universidade Federal de Alagoas
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.96%
This paper reflects on the diversity of semiotic resources in contemporary children’s literature, analyzing the impact of technology on the literary text. Using some concepts from the studies of multimodality, we examine the potential of sense resulting from the relationship between verbal and nonverbal features in print and digital literature, in works such as Flicts; “A girafa” and “Cigarra”, from Angela Lago’s series “Ave, palavra”; and the application of literature for children Es así, by Paloma Valdivia. The author presents evidence to assert that the advances in multimodality studies help improving the literary experience by children nowadays, as it offers ways to know and mediate the process of interpretation and enjoyment of multimodal texts.; Este trabalho busca refletir sobre a diversidade de recursos semióticos presente na literatura infantil contemporânea, analisando os efeitos dos avanços tecnológicos sobre o texto literário. Utilizando alguns conceitos originários dos estudos sobre a multimodalidade, analisa os potenciais de sentido resultantes da articulação entre recursos verbais e não verbais na literatura impressa e digital, a partir das obras Flicts, “A girafa” e “Cigarra”, da série “Ave...