Página 1 dos resultados de 36931 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Ordenamento do território na cidade de Lisboa: o caso da Alta de Lisboa

Correia, José Luís Delgado
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.58%
A presente dissertação, Ordenamento do Território na cidade de Lisboa – O caso da Alta de Lisboa, tem como ponto de partida a evolução do planeamento urbano da cidade de Lisboa, enquadrado num período da história recente da cidade com inicio em 1948 e que se prolonga até aos nossos dias. Para o período em análise considera-se a evolução dos instrumentos de gestão do território, passando pelas várias etapas, desde o Plano Geral de Urbanização e Expansão de Lisboa -PGUEL (Etienne de Groer) -1948 até aVisão Estratégica – Lisboa 2012 e a Carta Estratégica 2010 – 2024. A partir dessa análise dos instrumentos de gestão do território da cidade de Lisboa, o trabalho focalizar-se-á, depois, num caso de estudo específico que corresponde à área da Alta de Lisboa, enquadrando nestas várias fases, em termos históricos e de ordenamento do território, a área atualmente designada de Alta de Lisboa. Assim, a dissertação não pretende fazer um estudo da cidade na sua globalidade, mas sim a análise de um objeto urbano circunscrito. Neste contexto a implementação do “Plano de Urbanização da Alta de Lisboa” constituiu um grande desafio para a cidade de Lisboa e para os decisores que a ele estiveram ligados...

As antas e o megalitismo da região de Lisboa

Boaventura, Rui, 1971-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Tese de doutoramento, História (Pré-História), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009; As antas são uma das facetas visíveis do fenómeno do Megalitismo da região de Lisboa, verificando-se este também em grutas naturais e artificiais, e tholoi. Assim, este trabalho procurou integrar e compreender aquele tipo de sepulcro específico no âmbito do fenómeno funerário regional.Quando avaliadas localmente, mas também com outras regiões vizinhas, as antas de Lisboa surgem em número bastante reduzido. Contudo, mais do que um fraco impacto do Megalitismo desta região, pelo contrário, a sua construção parece reforçar a importância do fenómeno para aquelas comunidades. Os dados compilados permitiram situar cronologicamente as primeiras utilizações das antas de Lisboa essencialmente entre os meados e a segunda metade do 4º milénio a.n.e., em momento aparentemente mais recente do que as primeiras evidências do fenómeno do Megalitismo, registadas em grutas naturais da região. Posteriormente, na primeira metade do 3º milénio a.n.e., estes sepulcros continuam a ser usados, sem interregnos evidentes, mas com alterações no espólio de acompanhamento. Numa primeira fase, provavelmente até finais do 4 º milénio...

Massa crítica : a Universidade de Lisboa presta contas

Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
56.54%
Contém: Mensagem do Reitor / António Sampaio da Nóvoa. - p.7; Cursos, Estudantes e Diplomados. - p.9; Orçamento da Universidade - p.11; O Processo de Bolonha e a reforma dos estudos - p.13; Conselho Consultivo da Universidade de Lisboa - p.15; Laboratórios Associados e centros de investigação - p.17; Contratação de novos doutorados - p.19; Outras estruturas de investigação - p.21; A Declaração de Lisboa da European University Association - p.23; Mobilidade dos estudantes - p.25; Institutos e Programas Internacionais - p.27; A Universidade de Lisboa no mundo e a língua portuguesa - p.29; Prémio Universidade de Lisboa - p.31; Novos públicos, Maiores 23 anos - p.33; Percursos dos estudantes: Sucesso e Empregabilidade - p.35; Bibliotecas - p.37; Garantia de qualidade - p.37; Museus da Politécnica - p.39; Aula Magna, actividade cultural e cidade universitária - p.41; Associativismo estudantil na Universidade de Lisboa - p.43; Acção social, prémios e mecenato - p.45; Escolas Politécnicas de Lisboa - p.49; Revisão dos Estatutos da Universidade A Convenção - p.51; História da Universidade de Lisboa - p.53; O ex-libris para a Universidade de Lisboa - p.55

Massa crítica 2 : a Universidade de Lisboa presta contas

Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.47%
Contém: Mensagem do Reitor / António Sampaio da Nóvoa. - p.9; Cursos, Estudantes e Diplomados. - p.11; Orçamento da Universidade - p.13; Acção social e Bolsas - p.15; Estratégia da Universidade de Lisboa 2008›2011 - p.17; Missão e Visão - p.19; Eixos de Mudança - p.21-31; Áreas Estratégicas - p.33; Unidades Orgânicas da Universidade de Lisboa - p.35; Órgãos da Universidade - p.37; Membros do Conselho Geral eleitos - p.39; Prémio Universidade de Lisboa - p.41; Universidades Públicas de Lisboa – Memorando de Entendimento e Redes Internacionais - p.43

Massa crítica 3 : a Universidade de Lisboa presta contas

Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.47%
Contém: Mensagem do Reitor / António Sampaio da Nóvoa. - p.9; Cursos, Estudantes e Diplomados. - p.11; Orçamento da Universidade - p.13; Acção social e Bolsas - p.15; Estratégia da Universidade de Lisboa 2008›2011 - p.17; Missão e Visão - p.19; Eixos de Mudança - p.21-31; Áreas Estratégicas - p.33; Unidades Orgânicas da Universidade de Lisboa - p.35; Órgãos da Universidade - p.37; Membros do Conselho Geral eleitos - p.39; Prémio Universidade de Lisboa - p.41; Universidades Públicas de Lisboa – Memorando de Entendimento e Redes Internacionais - p.43

Festividades de Lisboa

Albuquerque, Patrícia Campos
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Relatório de estágio de mestrado, Ciências da Cultura, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010; Nestas últimas décadas, a Cultura tem vindo a adquirir um papel cada vez mais importante nas nossas sociedades. Em Portugal, as primeiras políticas culturais surgiram no início do século XX, com o Estado Novo e mais especificamente, com António Ferro, director do Secretariado de Propaganda Nacional do regime salazarista. Actualmente, a Câmara Municipal de Lisboa possui uma empresa, a EGEAC, E.E.M (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, Entidade Empresarial Municipal), a quem cabe a organização da vida cultural da cidade e a gerência de alguns edifícios pertencentes ao património lisboeta. O presente relatório, além de explicar em que é que consistiu o estágio na EGEAC, começa por caracterizar a empresa de acolhimento, primeiro de um ponto de vista histórico, para depois, esclarecer quanto à sua funcionalidade interna. Aborda, de seguida, o conjunto de projectos em que participei e o meu contributo em cada um, assim como, os processos e procedimentos necessários à realização de um qualquer evento. Uma vez que estagiei na Direcção de Gestão Cultural, defino esta noção para um melhor entendimento do trabalho efectuado pelo departamento. Finaliza-se com uma breve definição do conceito de Cultura e a análise deste último enquanto factor social e económico importante nas sociedades em geral e...

Massa crítica 4 : a Universidade de Lisboa presta contas

Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
Contém: Mensagem do Reitor / António Sampaio da Nóvoa. – p. 7; Contrato de Confiança. – p. 9; Cursos, Estudantes e Diplomados. – p. 11; Orçamento da Universidade – p. 13; Acção Social e Bolsas. – p. 15; Avaliação Externa. – p. 17; Garantia da Qualidade. – p. 19; Acreditação de Cursos. – p. 21; Internacionalização. – p. 23; Ensino a Distância, E-Learning na UL e Doutoramentos com Politécnicos. – p. 25; A Universidade e a Cidade. – p. 27; Áreas Estratégicas e Conselho Universitário. – p. 29; Centro de Recursos Comuns e Serviços Partilhados. – p. 31;Produção Científica da UL, Divulgação da Investigação e Ciência na UL. – p. 33; UL INOVAR. – p. 35; Observatório dos Percursos dos Estudantes e Maiores de 23 Anos. – p. 37; SIBUL, Repositório e Memórias. – p. 39; Provedor do Estudante. – p. 41; Museus da Politécnica. – p. 43; Estatuto da Carreira Docente Universitária. – p. 45; Prémio Universidade de Lisboa 2009/2010. – p. 47; Prémios e Galardões. – 49; Associação dos Antigos Alunos da UL. – p. 51; ULis2011 - Centenário da Universidade de Lisboa. – p. 53; Doutoramentos Honoris Causa 2009/2010. – p. 55

Percursos escolares dos estudantes da Universidade de Lisboa : estudo sobre o abandono escolar

Universidade de Lisboa. Reitoria; Machado, Joana; Curado, Ana Paula, 1952-
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.44%
Contém: Introdução: enquadramento no estudo Percursos escolares dos estudantes da Universidade de Lisboa. – p. 5; Algumas estatísticas e literatura sobre o insucesso e o abandono. – 7; Questões de terminologia e de investigação. – 12; Metodologia. – 14; Descrição da amostra: caracterização sociográfica dos respondentes. – 15; Regras de transição na Universidade de Lisboa. – 24; Apresentação dos resultados. – 30; Os “abandonos” em discurso directo. – 39; Conclusões e recomendações. – 49; Contributos para uma tipificação das causas dos “abandonos” na Universidade de Lisboa. – 49; Recomendações de melhoria. – 52; Referências. – 55; Anexo – Questionário sobre o Abandono. - 57

Percursos escolares dos estudantes da Universidade de Lisboa : à entrada : um retrato sociográfico dos estudantes inscritos no 1º ano

Universidade de Lisboa. Reitoria; Machado, Joana; Curado, Ana Paula, 1952-
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Contém: Estudantes e ensino superior: relações e contextos. – p. 3; Os estudantes recém-chegados à universidade de Lisboa: uma caracterização a traços largos. – p. 7; Os estudantes recém-chegados à UL: lógicas da diversidade. – p. 31; Em suma: tendências fortes e uma recomendação... – p. 70; Referências bibliográficas. – p. 73

Acesso dos maiores de 23 e creditação de qualificações não formais na Universidade de Lisboa / Gabinete de Apoio ao Acesso e Creditação das Qualificações dos Maiores de 23 Anos

Universidade de Lisboa. Reitoria; Curado, Ana Paula, 1952-; Soares, Joana, 1981-
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Contém: A preparação do acesso Maiores de 23: oficinas de formação em matemática e CV/entrevistas. – p. 5; A organização do processo de acesso dos “Maiores de 23”. – p. 8; Creditação das qualificações. – p. 53; A Universidade de Lisboa e a Formação ao longo da Vida. – p. 59

Modelação das acessibilidades face a alterações das condicionantes de circulação viária em Lisboa. O caso da deslocação ao Centro Comercial Colombo

Covas, João Paulo Batista,1974
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Tese de mestrado, Geografia - Sistemas de Informação Geográfica, Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2010; Os graves problemas de mobilidade na cidade de Lisboa afecta os lisboetas na sua qualidade de vida. Os constantes congestionamentos provocam poluição sonora, visual e atmosférica. Ao longo dos anos têm sido apontadas várias soluções para aumentar a mobilidade, desde a criação de vários túneis (Marquês e o do Rêgo), o desbloqueamento da Av. Santos e Castro no Lumiar, que liga a Segunda-Circular ao eixo Norte-Sul; o novo Regulamento de Cargas e Descargas; a construção de parques de estacionamento em altura e em profundidade em zonas mais críticas da cidade; o lançamento de restrições ao trânsito automóvel no Bairro Alto, em Alfama, na Bica e em Santa Catarina e a constituição das bases da Autoridade Metropolitana de Transportes. Mas, também há quem pense em reduzir a acessibilidade a determinadas áreas, o Desenvolvimento do Programa “Zonas 30” é disso um exemplo. Apesar de tudo, está longe a resolução dos problemas da mobilidade e acessibilidade na cidade de Lisboa, existem congestionamentos, mas continua a ser compensador em termos de tempo a utilização do automóvel nas deslocações. É sabido que a opção pelo transporte público aumenta a capacidade de transporte de passageiros e melhora as condições de fluidez de tráfego e eficácia do sistema de transportes e minimiza a pressão imposta pela circulação do automóvel particular. O objectivo desta dissertação é aferir se a aplicação de condicionantes à rede viária originará alterações nas deslocações ou no modo de transporte na deslocação ao Centro Comercial Colombo. Nesse sentido foi modelada a rede viária de Lisboa com o recurso aos sistemas de informação geográfica (SIG)...

Os novos públicos na Universidade de Lisboa : o seu retrato em 2011

Soares, Joana, 1981-; Figueira, Margarida, 1984-; Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Relatório do Núcleo de Formação ao Longo da Vida da Reitoria da Universidade de Lisboa

Um retrato da Universidade de Lisboa: do acesso maiores de 23 a um projecto de formação ao longo da vida: 2006-2010

Curado, Ana Paula, 1952-; Soares, Joana, 1981-; Figueira, Margarida, 1984-; Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em /09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Relatório do Núcleo de Formação ao Longo da Vida da Reitoria da Universidade de Lisboa

Massa crítica 5 : a Universidade de Lisboa presta contas

Universidade de Lisboa. Reitoria
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Contém: Mensagem do Reitor / António Sampaio da Nóvoa. - p.7; Docentes, Estudantes e Diplomados. - p.9; Orçamento da Universidade - p.11; Acção social e Bolsas - p.13; Garantia da qualidade - p.15; Investigação - p.17; Escolas Doutorais - p.19; Internacionalização - p.21; Universidade - p.23; Politécnica - p.25; Prémio Universidade de Lisboa - p.27; Doutoramentos Honoris Causa - p.29; Comemorações ULis 2011 - p.33; Condecoração, moeda e selo - p.37; Homenagem aos professores e funcionários expulsos - p.39; Dia do estudante - p.41; Persona Reitor (1911-2011) - p.43; 50 anos do Edifício da Reitoria - p.45

Avaliação da capacidade de instalação de telhados verdes na cidade de Lisboa com recurso a SIG e detecção remota

Leandro, Alexandre Miguel Matos Capela Campos,1974-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Relatório de estágio de mestrado, Geografia -Geografia Física e Ordenamento do Território, Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2011; relatório de estágio desenvolvido com vista à obtenção de grau de Mestre em Geografia Física e Ordenamento do Território, visa demonstrar que a cidade de Lisboa tem aptidão potencial para a construção de “telhados verdes”, os quais podem melhorar o ambiente citadino através de benefícios energéticos, ambientais e económicos, e o possível crescimento de áreas verdes nesta cidade. Para alcançar aquele objectivo geral, identificaram-se os edifícios que reuniam as condições ideais para a implementação de telhados verdes ou “green roofs” na cidade de Lisboa e consequentemente, o aumento dos seus espaços verdes. São, por isso, objectivos específicos: (i) Identificar os edifícios com coberturas que não sejam de alvenaria; (ii) Identificar as áreas da cidade onde é possível a construção dos telhados verdes; (iii) Correlacionar as áreas com espaços verdes na cidade de Lisboa com a potencial área de construção dos telhados verdes. Para atingir os objectivos específicos mencionados foi utilizada uma imagem QuicKbird-2 de uma área da cidade de Lisboa...

Os Sistemas de Informação Geográfica e o envelhecimento demográfico: projecto de implementação dos SIG na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Oliveira, Tiago Humberto Moreira de,1984-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Relatório de estágio de mestrado, Geografia - Gestão do Território e Urbanismo, Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2011; Nas últimas décadas os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) têm emergido como ferramentas e metodologias indispensáveis em diversas áreas como o planeamento e ordenamento do território, urbanismo, demografia, economia, sociologia, saúde pública, ambiente, entre outros. No entanto existe um número limitado de casos de estudo relevantes da utilização deste tipo de metodologia em áreas e instituições relacionadas com o apoio e solidariedade social. É Neste contexto, e na necessidade de conferir uma maior inteligibilidade ao fenómeno do envelhecimento populacional na cidade de Lisboa, que surge o Projecto de Implementação de um Sistema de Informação Geográfica (SIG) no Observatório do Envelhecimento (OE) da Direcção de Acção Social (DIAS) da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). O presente Relatório de Estágio, enquadrado no Mestrado em Gestão de Território e Urbanismo do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), pretende reportar e efectuar uma análise crítica às actividades desenvolvidas no âmbito do Projecto e do Estágio...

Cidade e utopia: reconstrução da zona oriental de Lisboa: o projecto do Parque das Nações

Salgueiro, Luís Filipe Oliveira Marques
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
Tese de mestrado, Ciências da Cultura, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2012; À medida que o mundo avança, as sociedades e os seus hábitos avançam também. Os caminhos que se tomam são, muitas vezes, o resultado de novas formas de pensar. Com a vivência do século XX, e com o parto do século XXI, as cidades começavam a colocar novos problemas, e para lhes responder houve a necessidade de se estabelecer um novo equilíbrio entre questões que antes pareciam não merecer a atenção devida. As preocupações com o ambiente, com as ruas e os edifícios, com o trabalho, com o lazer, com a cultura, com a mobilidade, e com outros factores que a vivência social de uma cidade obriga, tiveram que se ter em consideração por parte de todos aqueles cuja função é trabalhar a cidade. A reflexão sobre o conceito de cidade, sobre os seus paradigmas e as suas idiossincrasias constituíram as rotas para um primeiro ponto de análise. A dimensão intangível, o universo da utopia, e o património de uma herança histórica, rica e diversificada, quase que formaram uma constelação cósmica que abrilhanta muitos dos momentos da dissertação. O erguer de vários argumentos socioeconómicos que pautam a afirmação empírica de uma visão criativa da cidade levou a uma viagem por uma dimensão algo nova sobre o pensamento urbano. O posterior enquadramento deste contexto na cidade de Lisboa pressupôs a escolha de um território onde fosse possível analisar o equilíbrio e a harmonia de todos estes temas. A personagem que foi posta em cena para a caracterização que se segue foi a zona que hoje se conhece como o Parque das Nações. O primeiro acto incidiu no passado da Lisboa Oriental; o segundo acto tratou do evento da Expo’98; e o terceiro acto acabou por configurar uma observação sobre os critérios que presidiram à criação do projecto do Parque das Nações...

Patrocínios no futebol em Portugal: O caso do Sport Lisboa e Benfica

Azevedo, Miguel Vasconcelos Esteves de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 27/07/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
Mestrado em Marketing; Este trabalho tem como pretensão, compreender quais os objectivos que levam as empresas a patrocinar o futebol em Portugal. O estudo versa os temas relacionados com as associações de marca entre patrocinador e patrocinado, assim como as modalidades de activação dos patrocínios. Desta forma, escolhemos estudar o clube desportivo Sport Lisboa e Benfica porque, embora a falta de resultados verificada nos últimos anos seja uma realidade, continua a manter uma forte ligação com as principais marcas patrocinadoras do futebol português. As empresas seleccionadas estão cotadas entre as maiores empresas patrocinadoras do futebol em Portugal e são também as empresas de maior destaque entre as que patrocinam o Sport Lisboa e Benfica. A Portugal Telecom, através das marcas TMN e MEO, a Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, através da marca Sagres e a Coca-Cola, têm os seus nomes associados às bancadas do estádio da Luz. A Caixa Geral de Depósitos é o patrocinador oficial do centro de estágio do Sport Lisboa e Benfica, dando origem ao nome Caixa Futebol Campus. Por último, a Adidas é a marca desportiva, de grande prestígio, que veste todas as equipas do Sport Lisboa e Benfica. Na realização do presente estudo...

Sistemas de povoamento e organização territorial: dois vales na periferia de Lisboa: séculos IX-XIV

Gonçalves, Luís Ribeiro
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Tese de mestrado, História Medieval, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2012; Ao longo desta dissertação procurámos analisar a periferia urbana a partir de uma abordagem micro-espacial sobre o vale da Mouraria de Lisboa durante a Idade Média, delimitado entre os espaços hoje ocupados pela Praça da Figueira e pelo Martim Moniz, subindo ao longo da freguesia dos Anjos até à Calçada do Desterro. Os vestígios arqueológicos aqui detetados desde finais do século X, com as fontes documentais e iconográficos permitiu identificar nesse vale um sistema irrigado que ali terá permanecido pelo menos em parte até ao século XVIII. O estudo desse agro-sistema implicou observar as dinâmicas subjacentes aos sistemas irrigados andaluzes e a sua interação com a expansão urbana desde o século XI até ao século XIV. Nesse sentido, analisámos a interação entre estes agro-sistemas e os poderes urbanos, atendendo ao papel das elites moçárabes e muçulmanas na sua implantação, mormente através da introdução de novos elementos tecnológicos e produções agrícolas. Pretendeu-se igualmente verificar a estabilidade do desenho na transição para o novo quadro de poderes instituído com a conquista cristã em 1147...

Ensayo de Correlación Entre el Neógeno de las Áreas de Madrid y Lisboa (Cuencas Alta y Baja del Rio Tajo)

Antunes, M. T.; Calvo Sorando, J. P.; Hoyos Gómez, Manuel; Morales, Jorge; Ordóñez, Salvador; Pais Pais, F. J.; Sesé, Carmen
Fonte: Academia das Ciências de Lisboa Publicador: Academia das Ciências de Lisboa
Tipo: Artículo Formato: 1336272 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.52%
Las Cuencas de Madrid y Lisboa, actualmente relacionadas entre sí por el curso del rio Tajo, presentan registros sedimentarios bastante contínuos durante el Neógeno. El Neógeno de la Cuenca de Lisboa está constituido en Lisboa por una sucesión de aproximadamente 300 m de sedimentos en facies esencialmente marinas aunque con frecuentes intercalaciones continentales a lo largo de su historia evolutiva. No obstante, en áreas muy próximas (Peninsula de Setúbal) el espesor del Neógeno llega a alcanzar los 1200 m, tal como ponen de manifiesto los sondeos profundos en esta área. La Cuenca de Madrid, por su parte, presenta un registro neógeno con más de 600 m de potencia de sedimentos, todos ellos en facies continentales; dicho registro evidencia una serie de discontinuidades estratigráficas que definen una cierta complejidad en el relleno sedimentario de esta cuenca. El presente trabajo tiene como objetivo la correlación del Neógeno de ambas cuencas, para lo que se adopta como base metodológica la comparación entre los episodios evolutivos reconocibles durante ese periodo; dichos episodios quedan definidos en base a las rupturas sedimentarias y ciclos deposicionales que estas rupturas delimitan. La correlación obtenida puede estimarse como bastante ajustada. Se han delimitado un total de siete rupturas de orden mayor...