Página 1 dos resultados de 45 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

"Uma linguagem visual de consulta a banco de dados utilizando o paradigma de fluxo de dados" ; One visual query language using data flow paradigm

Appel, Ana Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
Apesar de muito trabalho ter sido dispendido sobre linguagens de consulta a Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados Relacionais, existem somente dois paradigmas básicos para essas linguagens, que são representados pela Structured Query Language – SQL e pela Query by Example – QBE. Apesar dessas linguagens de consultas serem computacionalmente completas, elas tem a desvantagem de não permitir ao usuário nenhuma interação gráfica com a informação contida na base de dados. Um dos principais desenvolvimentos na área de base de dados diz respeito às ferramentas que proveêm aos usuários um entendimento simples da base de dados e uma extração amigável da informação. A linguagem descrita neste trabalho possibilita que usuários criem consultas graficamente por meio de diagramas de fluxo de dados. Além da linguagem de consulta gráfica, este trabalho mostra também a ferramenta de apoio Data Flow Query Language - DFQL, que é um editor/executor de consultas construído para suportar essa linguagem, através de um conjunto de operadores representados graficamente, e a execução desses diagramas, analisando a rede e gerando os comandos correspondentes em SQL para realização da consulta. Esses comandos são submetidos ao sistema de gerenciamento de banco de dados e o resultado é mostrado/gravado conforme a consulta feita. ; In spite of many works done on query languages...

Aplicação de XML para estruturação de ambientes de controle acadêmico baseado em ontologias

Basso, Carla de Almeida Martins
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.34%
Nos últimos anos, um grande esforço tem sido despendido no estudo de formas de representar documentos textuais, chamados semi-estruturados, objetivando extrair informações destes documentos com a mesma eficiência com que essas são extraídas de bancos de dados relacionais e orientados a objetos. A pesquisa, em dados semi-estruturados, tornou-se fundamental com o crescimento da Web como fonte e repositório de dados, uma vez que os métodos de pesquisa existentes, baseados em navegação e busca por palavra-chave, mostraram-se insuficientes para satisfazer as necessidades de consulta em escala cada vez maior. Com o surgimento da XML, e a tendência de se tornar a linguagem padrão na Web, fez com que a representação de informações fosse dirigida para este novo padrão, porque disponibiliza um bom intercâmbio de informações e a produção de documentos eletrônicos. Existe a necessidade de se disponibilizar os documentos e as informações na rede em formato Web, HTML ou XML. Sendo assim, consultar documentos XML representa um desafio para a comunidade de pesquisa em banco de dados, pois implica em disponibilizar os grandes volumes de dados já existentes em formato XML, surgindo a necessidade de ferramentas de consulta que sejam ao mesmo tempo...

Consultando fontes de dados XML heterogêneas através de modelos conceituais

Camillo, Sandro Daniel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.45%
XML é um padrão da W3C largamente utilizado por vários tipos de aplicações para representação de informação semi-estruturada e troca de dados pela Internet. Com o crescimento do uso de XML e do intercâmbio de informações pela Internet é muito provável que determinadas aplicações necessitem buscar uma mesma informação sobre várias fontes XML relativas a um mesmo domínio de problema. No intuito de representar a informação dessas várias fontes XML, o programador é obrigado a escolher entre muitas estruturas hierárquicas possíveis na criação dos esquemas de seus documentos XML. Um mesmo domínio de informação, desta maneira, pode então ser representado de diferentes formas nas diversas fontes de dados XML existentes. Por outro lado, verifica-se que as linguagens de consulta existentes são fortemente baseadas no conhecimento da estrutura de navegação do documento. Assim, ao consultar uma determinada informação semanticamente equivalente em várias fontes é necessário conhecer todos os esquemas envolvidos e construir consultas individuais para cada uma dessas fontes. Em um ambiente de integração, entretanto, é possível gerar um modelo global que representa essas fontes. Ao construir consultas sobre um modelo global...

Uma Linguagem visual de consulta a XML baseada em ontologias

Kade, Adrovane Marques
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
O volume de informações armazenadas e representadas em XML cresce rapidamente, abrangendo desde a Web até bancos de dados corporativos. Nesse contexto, surge a necessidade de mecanismos de recuperação de dados nesse formato que sejam, ao mesmo tempo, mais eficientes e mais eficazes. Várias propostas de linguagens de consulta têm sido feitas, dentre as quais podem ser citadas XQL, XML-QL e Quilt. Essas linguagens, todas textuais, são mais indicadas para manipulação programática ou para usuários experientes. Visando atingir também os usuários menos experientes, foram propostas linguagens visuais, tais como XML-GL e Xing. Todas essas linguagens, entretanto, apresentam duas características comuns: a) o usuário precisa conhecer, pelo menos em um certo nível, a estrutura interna dos documentos; b) a mesma informação, se armazenada de formas diferentes, exige instruções de consulta diferentes. A solução para esses problemas apresentada neste trabalho envolve a utilização de um modelo conceitual para representar os conceitos e as relações entre conceitos que ocorrem em documentos XML pertencentes a um determinado domínio de problema. O modelo conceitual é representado por uma ontologia do domínio do problema. Essa associação permite que consultas possam ser elaboradas tendo como base os conceitos da ontologia. Para permitir a associação da ontologia a conjuntos de documentos XML...

Linguagem de consulta temporal : definição e implementação

Carvalho, Henry Gomes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Até hoje, não existem implementações de SGBDs Temporais disponíveis no mercado de software. A tradução de linguagens de consulta temporais para o padrão SQL é uma alternativa para implementação de sistemas temporais com base em SGBDs comerciais, os quais não possuem linguagem e estrutura de dados temporais. OASIS (Open and Active Specification of Information Systems) é uma linguagem que serve como repositório de alto nível para especificação formal orientada a objetos e geração automática de software, em diversas linguagens, através da ferramenta CASE OO-Method. As aplicações geradas desta forma utilizam, como meio de persistˆencia de objetos, SGBDs comerciais baseados na abordagem relacional. A linguagem OASIS foi estendida com aspectos temporais. A extensão de OASIS com aspectos temporais requer a especificação de um modelo de dados e de uma linguagem de consulta temporais que possam ser utilizados em SGBDs convencionais. Há duas abordagens para resolver o problema. A primeira baseia-se em extensões da linguagem e/ou do modelo de dados de modo que o modelo não-temporal é preservado. A segunda, abordagem de generalização temporal, é mais radical e não preserva o modelo não-temporal. A linguagem ATSQL2 fornece recursos adequados aos conceitos encontrados na abordagem de generalização temporal. Neste trabalho utiliza-se os conceitos de generalização temporal preservando o modelo não-temporal. A presente dissertação tem por finalidade propor um modelo de dados para suporte à extensão temporal da linguagem OASIS...

Suporte a argumentos de consulta vagos através da linguagem XPath

Padilha, Alvaristo Bernardes do Amaral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.38%
Abordagens clássicas de linguagens de consultas para bancos de dados possuem certas restrições ao serem usadas, diretamente, por aplicações que acessam dados cujo conteúdo não é completamente conhecido pelo usuário. Essas restrições geram um cenário onde argumentos de consultas, especificados com operadores boleanos, podem retornar resultados vazios. Desse modo, o usuário é forçado a refazer suas consultas até que os argumentos usados estejam idênticos aos dados armazenados no banco de dados. Em bases XML, este problema é reforçado pela heterogeneidade das formas em que a informação encontra-se armazenada em diferentes lugares. Como solução, uma alternativa seria o uso de funções de similaridade na substituição de operadores boleanos, a fim de que o usuário obtenha resultados aproximados para a consulta especificada. Neste trabalho é apresentada uma proposta para suporte a argumentos de consulta vagos através da extensão da linguagem XPath. Para isso, são utilizadas expressões XPath que utilizam novas funções, as quais são, diretamente, adicionadas ao processador da linguagem de consulta. Além disso, é apresentada uma breve descrição das métricas de similaridade utilizadas para a criação das funções. As funções que foram adicionadas a um processador XPath possuem uma ligação muito estreita com as métricas utilizadas. Como as métricas...

Consultando XML por meio de modelos conceituais : extensão e formalização de CXPath

Feijó, Diego de Vargas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.19%
Com o objetivo de realizar consultas em diferentes fontes XML,é necessário que se escreva uma consulta específica para cada fonte XML. Uma solução mais adequada é fazer uma única consulta sobre um esquema conceitual e então traduzi-la automaticamente para consultas XML para cada fonte XML específica. CXPath é uma linguagem de consulta que foi proposta para consultar dados em nıvel conceitual. Este trabalho tem como objetivos formalizar a linguagem existente, estendê-la para permitir consultas que utilizem o conceito de herança e estender o mecanismo de tradução de consultas. A formalização da linguagem é feita por meio de um conjunto de regras que definem formalmente um critério para validar uma consulta escrita nessa linguagem sobre um esquema conceitual. Essa formalização permite estender a linguagem para que ela passe a tratar os relacionamentos de herança e especialização. Outra contribuição dessa formalização é que ela apresenta o primeiro passo rumo à verificação formal de que a avaliação da consulta global traz os mesmos resultados obtidos pela avaliação da consulta resultante do processo de mapeamento de consultas proposto. A extensão do mecanismo de tradução de consultas é necessária para traduzir relacionamentos representados no modelo conceitual para junções nas fontes de dados XML. Tal aspecto é fundamental para permitir a construção de modelos conceituais com relacionamentos semânticos e que não dependam de relacionamentos físicos existentes nos documentos fontes...

Semântica formal para TVQL

Machado, Rodrigo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Modelos de bancos de dados têm sido progressivamente estendidos a fim de melhor capturar necessidades específicas de aplicações. Bancos de dados versionados, por exemplo, provêm suporte a versões alternativas de objetos. Bancos de dados temporais, por sua vez, permitem armazenar todos os estados de uma aplicação, registrando sua evolução com o passar do tempo. Tais extensões sobre os modelos de dados se refletem nas respectivas linguagens de consulta, normalmente sob a forma de extensões a linguagens conhecidas, tais como SQL ou OQL. O modelo de banco de dados TVM (Temporal Versions Model ), definido sobre o modelo de banco de dados orientado a objetos, suporta simultaneamente versões alternativas e o registro de alterações de objetos ao longo do tempo. A linguagem de consulta TVQL (Temporal Versioned Query Language), definida a partir da linguagem de consulta SQL, permite recuperar informações do modelo de dados TVM. As construções introduzidas em TVQL têm como objetivo tornar simples a consulta do banco de dados em diversos pontos da linha temporal. Apesar das vantagens da utilização da linguagem TVQL para resgatar dados temporais do modelo TVM, existem algumas limitações importantes para seu aprimoramento. Uma delas é a alta complexidade do modelo TVM...

Ontologias e consulta semântica : uma aplicação ao caso Lattes

Bonifacio, Ailton Sergio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
A quantidade e diversidade dos dados disponíveis na Web aumentam constantemente. Os motores de busca disponíveis, que usam palavras-chave, fornecem ao usuário resultados inexatos. Atualmente, os sistemas convencionais de consultas utilizam técnicas de base sintática. As pesquisas voltam-se para o estudo de abordagens de consultas através de conceitos, permitindo a recuperação semântica. Neste sentido, algumas propostas envolvem a criação de metadados que seguem modelos de ontologias.O propósito deste trabalho é apresentar, avaliar e permitir uma melhor compreensão de um conjunto de conceitos, linguagens e ferramentas que são usadas na Web Semântica. Dentre elas, linguagens para construção de ontologias e linguagens para consultas; além das ferramentas associadas que objetivam o armazenamento, manutenção e anotação em ontologias. Para atingir este propósito, estas linguagens e ferramentas são aplicadas a um caso de dimensão e complexidade realistas, o Currículo Lattes. O trabalho apresenta um modelo de metadados com semântica para o Currículo Lattes. Este modelo é baseado numa ontologia especificada na linguagem DAML+OIL. Além disso, é apresentada uma avaliação dos métodos de instanciação desta ontologia. Uma avaliação dos métodos e/ou linguagens de consulta mais adequadas para a consulta semântica das informações também é apresentada.

Extensão de uma linguagem de consulta para documentos xml com características de tempo e de versão; Extended XML documents query language with time and version features

Gomes, Cláudio Hessel Peixoto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.08%
O uso da XML (Extensible Markup Language) em aplicações envolvendo bancos de dados vem se consolidando nos últimos dois anos. Os principais sistemas de gerenciamento de banco de dados já incorporam essa tecnologia em suas mais recentes versões. Dentre diversas aplicações destaca-se a publicação de dados relacionais em visões XML. Diferentemente da XML, o Modelo Temporal de Versões (TVM) não apresenta suporte entre os bancos de dados atuais. Esse modelo, que une características temporais com o conceito de versão para projetar aplicações orientadas a objetos, precisa ser mapeado para ser adequadamente controlado em um SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados). Cumprida essa etapa, aplicações do TVM também podem gerar visões XML. Nesse trabalho é inicialmente apresentada uma forma de representar instâncias de aplicações do TVM em um formato XML. Os documentos definidos a partir desse formato de representação são utilizados como base para consultas. Em seguida, é proposta uma extensão de uma linguagem de consulta XML visando proporcionar recursos para a recuperação de informações temporais e de versão representadas em documentos XML. São definidas funções temporais e versionadas que são incorporadas à linguagem base. O funcionamento das funções e a especificação de consultas temporais versionadas são descritos em detalhes no decorrer do trabalho. Uma ferramenta que implementa a linguagem base é utilizada na realização de testes visando validar as novas funções.; The use of the XML in applications involving databases has grown in the last two years. Recent versions of the main database management systems already incorporate this technology. Publishing relational data in XML can be identified as one of the different applications of XML. The Temporal Version Model (TVM) has no support in current databases. This model matches temporal features with the version concept to project object-oriented applications and needs to be mapped to be managed in a DBMS (Database Management System). Once this mapping is achieved...

Implementação das linguagens de consulta para o ambiente Star na interface gráfica do KRISYS

Machado, Karla Fedrizzi; Golendziner, Lia Goldstein
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.23%

Criação de um Microtesauro na área da Dança

Rodrigues, Lília Sofia Charneca Ramos
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
Dissertação realizada no âmbito do Mestrado em Ciências Documentais, Variante Bibliotecas e Centros de Documentação, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias(ULHT). [O documento original encontra-se depositado no Repositório Científico Lusófona]; Este trabalho de Investigação teve como objetivo a construção de um Microtesauro na área da Dança. Face à inexistência de um Tesauro especializado na área da Dança, quer a nível nacional, quer internacional, e para dar resposta às necessidades de uma recuperação mais eficaz de informação nas Unidades Documentais Especializadas em Dança, neste caso, em particular, no Centro de Documentação e Informação (CDI) da Escola Superior de Dança (ESD), procedeu-se à construção deste Microtesauro, tendo em conta as Normas Nacionais e Internacionais para o efeito. No âmbito das funções desempenhadas no CDI foi identificada a necessidade de existir um instrumento de linguagem documental adequado que permitisse, nas pesquisas bibliográficas, recuperar por assunto os documentos existentes na base de dados. A pesquisa bibliográfica, apenas disponível por título e por autor, veio a revelar-se insuficiente e a impossibilidade de pesquisar os documentos por assunto traduzia-se numa carência crescente dos utilizadores e do próprio serviço. A metodologia seguida para a construção deste Microtesauro...

Análise multidimensional de dados XML baseados em links: modelos e linguagens

Caetano da Silva, Paulo; Cesário Times, Valéria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.23%
O uso de ferramentas de processamento analítico de dados (OLAP) para realização de análises estratégicas de uma organização possibilita que usuários responsáveis pela tomada de decisões possam identificar tendências e padrões, de forma a conduzir melhor o negócio da empresa em que atuam. Entretanto, o desenvolvimento de sistemas de processamento analítico em dados XML no meio acadêmico e comercial não possui todas as funcionalidades das ferramentas OLAP para dados tradicionais e também não contempla documentos XML interligados. Portanto, a necessidade de desenvolver sistemas OLAP para auxiliar nas análises estratégicas dos dados de uma organização, representados no formato XML e interligados por um conjunto de referências, constitui a principal motivação para o desenvolvimento deste trabalho. Atualmente, pesquisas vêm sendo desenvolvidas no contexto acadêmico com o objetivo de realizar processamento analítico em dados representados em XML. No entanto, em razão destas tecnologias terem sido originalmente concebidas para propósitos distintos, esta não é uma tarefa trivial. Para ajudar no desenvolvimento desses sistemas OLAP, neste trabalho é proposto um sistema computacional constituído de uma linguagem de consulta analítica...

Um engenho de consulta multidimensional-espacial para data warehouse geográfico

da Nóbrega Medeiros, Vivianne; Cesário Times, Valéria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.08%
Algumas tecnologias têm se mostrado promissoras como meios de auxiliar na tomada de decisões estratégicas, destacando-se Sistemas de Informação Geográfica(SIG), Data Warehouses( DW) e On-Line Analytical Processing(OLAP), que constituem mecanismos úteis para suporte à decisão e normalmente atuam de forma independente. Devido à natureza diversificada das informações, uma abordagem unindo as funcionalidades presentes em cada ambiente aponta como uma solução mais adequada ao cenário atual, resultando numa poderosa ferramenta para análise dos dados ao considerar simultaneamente características presentes nos dados analíticos e aspectos específicos dos dados geográficos. O presente trabalho demonstrou que as limitações tecnológicas existentes pelo fato de não haver uma linguagem de consulta única, que permita o uso de operações geográficomultidimensionais para acessar um Data Warehouse Geográfico, podem ser superadas. Através da união de linguagens de consulta distintas e que operam individualmente, ele permitiu a realização do processamento geográfico-multidimensional. Para lidar com este contexto, os algoritmos Restrição Multidimensional-Geográfica e Restrição Geográfico-Multidimensional foram propostos e validados. Um engenho para processamento geográfico-multidimensional que implementava estes algoritmos foi desenvolvido a partir de extensões de ferramentas disponibilizadas como Software Livre. Também foi elaborado um protótipo com interface web que estendia uma ferramenta OLAP existente e incorporava a possibilidade de executar consultas geográfico-multidimensionais de mapeamento...

Um ambiente de interface visual para a elaboração de predicados para uma ferramenta de consultas a banco de dados sob o modelo ERC+

Boscarioli, Clodis
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.12%
Uma dificuldade clássica no acesso a bancos de dados tem sido causada pela necessidade de utilização, pelo usuário final, de linguagens de consulta textuais. Com o crescimento e a diversificação do conjunto de usuários finais de sistemas de banco de dados, surge a necessidade de interfaces que facilitem o processo de interação entre o homem e o computador na formulação de consultas. Este trabalho aborda sistemas visuais de consulta a banco de dados, mais especificamente, a etapa de elaboração de predicados, à luz da Engenharia Semiótica. Faz uma análise sobre ferramentas visuais de consulta e apresenta a utilização de dois formalismos de orientação para a construção de interfaces, a LEMD (Linguagem de Especificação da Mensagem do Designer), que auxilia na definição da mensagem sobre o modelo de usabilidade e a STAG (Semiotic Task- Action Grammar), que objetiva identificar e representar tarefas do usuário de forma categorizada. Apresenta um protótipo de interface desenvolvido para uma ferramenta de consultas a banco de dados baseada no modelo ERC+, e, por fim, discute as contribuições do trabalho e as metas futuras de pesquisa. Palavras-chave: Engenharia Semiótica, Interação Humano-Computador, Sistemas Visuais de Consulta.

VISTREE: uma linguagem visual para análise de padrões arborescentes e para especificação de restrições em um ambiente de mineração de árvores

Felício, Crícia Zilda
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.52%
A mineração de padrões freqüentes em dados representados por estruturas mais complexas como árvores e grafos vêm crescendo muito nos últimos tempos. Entre as razões para esse crescimento está o fato do padrão arborescente ou em forma de grafo possuir mais informações do que os padrões seqüenciais, e na possibilidade de aplicação desse tipo de mineração em várias áreas como XML Mining, Web Mining e Bioinformática. Um problema que ocorre na mineração de padrões em geral é a grande quantidade de padrões gerados; sendo que muitos deles nem são do interesse do usuário. A diminuição da quantidade de padrões gerados pode ser feita restringido o tipo de padrão produzido através de especificações do usuário. Mesmo incorporando restrições no processo de mineração, a quantidade de padrões arborescentes minerados é grande, o que torna necessário uma ferramenta de análise dos padrões, possibilitando ao usuário especificar consultas para extrair da massa de padrões minerados aqueles que satisfazem os critérios de seleção da consulta. A mineração de padrões com restrição, visa obter como resultado de um processo de mineração apenas os padrões de real interesse do usuário. Uma restrição sobre padrões será representada de acordo com a estrutura dos mesmos. Para a mineração de padrões seqüencias uma forma de representá-la seria através de expressões regulares...

Linguagens de consulta para banco de dados com suporte a preferências condicionais

Ribeiro, Marcos Roberto
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Atualmente, o tratamento de preferências vem se tornando uma tarefa cada vez mais importante para diversos tipos de aplicações como comércio eletrônico e sistemas de buscas personalizados. Este tema tem originado muitas pesquisas tanto na área de Inteligência Arti cial quando na área de Banco de Dados. Na área de Inteligência Arti cial, foram criados vários formalismos para especi cação e raciocínio com preferências. Na área de Banco de Dados, os principais trabalhos desenvolvidos concentram-se em estender a linguagem SQL padrão para suportar preferências. Nesta dissertação utilizamos os formalismos para tratamento de preferências da área de Inteligência Arti cial para especi car as linguagens de consulta CPref-SQL e TPref-SQL. A linguagem de consulta CPref-SQL consiste de uma extensão da linguagem SQL padr ão por meio de operadores dos seleção de tuplas ótimas Best-E, Best-N e Best-D que selecionam as tuplas de uma relação considerando um conjunto de preferências condicionais especi cadas por um usuário. Propomos algoritmos para cada um dos operadores de seleção de tuplas ótimas e implementamos um protótipo para um fragmento da linguagem CPref-SQL. A linguagem de consulta TPref-SQL é baseada em um modelo relacional onde os dados são representados através de relações de seqüências. No contexto deste modelo relacional de seqüências...

Uma proposta de interface de consulta para recuperação de informação em documentos semi-estruturados

Junqueira, Mirella Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
A Recuperação Semi-Estruturada é uma forma de recuperação de informação intermediária entre a Recuperação Textual e a Recuperação Estruturada (típica em sistemas de banco de dados relacionais). Em sistemas de recuperação estruturada, o usuário geralmente conhece a estrutura dos dados e as linguagens de consulta disponíveis, conseguindo assim formular consultas que produzem resultados mais precisos. Na Recuperação Textual o usuário não conhece a estrutura dos dados e formula as consultas apenas com palavraschaves, as quais geram resultados não tão precisos. Na Recuperação Semi-Estruturada, o usuário geralmente desconhece a estrutura dos dados e formula consultas que mesclam buscas textuais e mecanismos de recuperação estruturada. Neste contexto, surge o problema de como melhorar a precisão dos resultados aproveitando a estrutura contida nos documentos semi-estruturados. Dados semi-estruturados são comummente armazenados como documentos XML, os quais podem ser vistos como árvores. Nós internos dessas árvores contem a estrutura do documento enquanto os nós folhas contêm os dados. O projeto de interfaces para usuários neste contexto é um dos grandes desafios na recuperação semi-estruturada. Isso ocorre especialmente porque os usuários não conhecem a estrutura do documento e têm dificuldade na formulação de consultas estruturadas. Este trabalho apresenta uma proposta e um protótipo de interface desenvolvido para auxiliar os usuários no processo de formulação de consultas estruturadas. Pretende-se com isso aumentar a precisão nos resultados das consultas. A proposta é validada por meio de experimentos envolvendo usuários voluntários e pela comparação de resultados obtidos com consultas textuais e consultas estruturadas formuladas com o auxílio da ferramenta. A melhoria atinge 440% para consultas bem estruturadas...

CPref-SQL: uma linguagem de consulta com suporte a preferências condicionais - teoria e implementação

Pereira, Fabíola Souza Fernandes
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.08%
Muitas aplicações importantes como comércio eletrônico e sistemas de recomendação, demandam o uso de técnicas e cientes de personalização e manipulação de preferências do usuário. No campo de banco de dados, existem diversas pesquisas voltadas para a extensão da linguagem SQL padrão com o intuito de desenvolver linguagens de consulta capazes de expressar e ltrar preferências. De fato, sistemas de banco de dados que integram preferências do usuário têm sido uma boa solução para personalização e alta qualidade nas respostas a consultas. Nesta dissertação propomos a implementação da linguagem de consulta CPref-SQL, que é uma extensão SQL com suporte a preferências condicionais, na qual as preferências são especi cadas por um conjunto de regras expressas de acordo com um formalismo lógico. Para tanto, generalizamos o modelo de preferência da linguagem CPref-SQL, tornandoo mais expressivo e desenvolvemos os algoritmos G-BNL e GRank-BNL que implementam os novos operadores de preferência Select-Best e SelectK-Best, respectivamente. Esses operadores são capazes de avaliar consultas top-k com preferências, ou seja, consultas que retornam as K tuplas mais preferidas de acordo com uma hierarquia de preferências do usuário. Por m...

O contributo da expressão plástica para o desenvolvimentodas múltiplas linguagens da criança

Correia, Catarina Novais
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.33%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; O presente relatório foi desenvolvido no âmbito do Mestrado em Educação Pré- Escolar da Escola Superior de Educação de Lisboa e resultou da Prática Profissional Supervisionada desenvolvida nos contextos socioeducativos de Creche e Jardim de Infância, no ano letivo 2014/2015. No intuito de compreender o valor pedagógico da expressão plástica, em contexto de jardim-de-infância, o presente estudo intitulado “Os contributos da Expressão Plástica para o desenvolvimento das múltiplas linguagens da criança”, apresenta como principais objetivos o estudo do impacto da expressão plástica no desenvolvimento das crianças e das múltiplas linguagens e a relação do educador de infância no desenvolvimento deste domínio. Pretende-se, ainda averiguar de que forma as possíveis alterações à abordagem deste domínio (expressão plástica) podem ou não desenvolver na criança outros domínios que possibilitem relações de qualidade no contexto educativo de jardim-de-infância. Metodologicamente, este relatório assume uma abordagem qualitativa, nomeadamente uma investigação sobre a prática. Optou-se por utilizar como técnicas de recolha de dados a observação...