Página 1 dos resultados de 52 itens digitais encontrados em 0.048 segundos

Influência do teor de estrôncio na modificação da liga A356.; Influence of strontium content on the modification of A356 alloy.

Furlan, Tarita Shiraishi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.23%
O objetivo deste trabalho foi o de otimizar a adição de estrôncio em liga A356 visando obter as melhores propriedades mecânicas de ductilidade. Foram estudados diferentes níveis de adição de estrôncio em ligas A356 com dois níveis de fósforo residual. Além disto, foi estudado o efeito de adições crescentes de magnésio na morfologia do silício em liga Al-7%Si modificada. Para a realização deste estudo, foram produzidos corpos de prova de tração segundo ASTM B108 com velocidade de resfriamento de 8°C/s. Os corpos de prova foram endurecidos por precipitação via tratamento térmico e tracionados. Além de uma avaliação quantitativa das propriedades mecânicas, amostras de todas as condições passaram por uma avaliação metalográfica qualitativa. Foi feito também ataque profundo para observação das morfologias das partículas de silício em microscópio eletrônico. O efeito da adição crescente de estrôncio na liga A356 em um intervalo de 0 a 256 ppm de estrôncio foi o de aumento do alongamento até teores de 50 a 60 ppm, seguido de uma diminuição do mesmo até 256 ppm. O teste de adição crescente de estrôncio foi repetido para uma liga A356 com teor residual de fósforo de aproximadamente 10 ppm. A curva de alongamento segue o mesmo formato da curva levantada para amostras que não continham fósforo...

Obtenção de fios em ligas cobre-magnésio para utilização em linhas de transmissão de energia elétrica; Obtention of copper-magnesium alloys wires used in eletrical transmission lines

Fernandes, Marcos Gonzales
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.23%
O objetivo desse trabalho foi o de obter-se fios de cobre em três composições químicas distintas da liga Cu-Mg a partir de cobre eletrolítico e de magnésio. Foram avaliadas as etapas envolvidas, começando com a fusão de botões em forno a arco na composição do eutético Cu-Mg, diluição destes botões em forno resistivo, vazamento em lingoteira de cobre, seguido de tratamento térmico de homogeneização em forno resistivo a 910 ºC por 2 h. Os tarugos foram posteriormente trabalhados mecanicamente por forjamento rotativo seguido de um passe final de acabamento por trefilação, para obtenção do fio. As análises químicas realizadas nos lingotes indicaram que a rota de preparação dos fios mostrou-se adequada aos estudos em escala de laboratório, suficiente para a confecção de fios com área de seção transversal de 4 mm2 por 10 m de comprimento, para cada composição de liga. Os fios foram caracterizados mecanicamente por ensaio de tração e de dureza após tratamento térmico de recristalização a 510 ºC por 1 h. Os fios também tiveram as condutividades elétricas medidas na condição recristalizada e os resultados foram comparados com dados experimentais da literatura. Os materiais obtidos mostraram-se adequados à utilização como fio condutor de energia elétrica. Os limites de escoamento e de resistência a tração tiveram seus valores melhorados com o aumento do teor de magnésio na liga...

Estudo do encruamento, recristalização e crescimento de grão em chapa da liga de magnésio AZ31B (Mg - 3%Al - 1%Zn - 0,3%Mn).; Study of strain hardening, recrystallization and grain growth in AZ31B magnesium alloy sheet.

Choquechambi Catorceno, Litzy Lina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
86.49%
As ligas de magnésio atraíram a atenção novamente nos últimos anos por causa de suas propriedades de baixa densidade, resistência à tração e rigidez específica. Por outro lado, a maior limitação para o uso de ligas trabalhadas é a baixa conformabilidade em temperatura ambiente devido à estrutura hexagonal compacta (HCP) das ligas. O presente trabalho de pesquisa teve como objetivo estudar o encruamento, recristalização e crescimento de grãos durante a laminação de liga magnésio AZ31B em alta e baixa temperatura, analisando a evolução da microestrutura, da textura e a variação das propriedades sensíveis à microestrutura. A liga AZ31B é sensível à taxa de deformação em alta temperatura, entretanto, a anisotropia é negativamente afetada na laminação a frio, portanto, apresenta uma melhor laminação na faixa de temperaturas de 200 a 300ºC, devido ao refinamento de grãos, causado pela recuperação e recristalização dinâmica. O estudo foi realizado em amostras de uma chapa de liga de magnésio AZ31B recristalizada (2 mm de espessura). Amostras foram deformadas por laminação em temperaturas diferentes (25, 100, 200, 250 e 300ºC) e com diferentes taxas de deformação. A caracterização microestrutural foi realizada com auxílio de várias técnicas complementares de análise microestrutural...

Caracterização mecânica da liga de magnésio ZAXLa05413 para aplicação no processo de injeção sob pressão

Ferri, Thiago Vieira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.61%
O interesse renovado das indústrias no desenvolvimento de novas ligas metálicas leves vem aumentando nos últimos anos, principalmente no setor automobilístico. As pressões econômicas tais como as reservas de petróleo e seus derivados que sofrem oscilações constantes de preço e são essenciais para os veículos, com também o anuncio recente da comunidade científica do aquecimento global com uma gestão ambiental cada vez mais efetiva no controle das emissões gasosas e processos de produção industrial. Neste contexto os fatores externos de pressão frente às indústrias fazem do magnésio e suas ligas uma alternativa de grande interesse, principalmente no setor automobilístico por apresentar entre os metais estruturais a melhor relação peso/resistência. Neste sentido, muitas ligas de magnésio vem sendo estudadas nos últimos anos, já que a liga AZ91, conhecida e produzida em alta escala, não oferece estabilidade em altas temperaturas, devido ao enfraquecimento do contorno de grão a partir da precipitação descontínua da fase β-Mg17Al12 de baixo ponto de fusão(Moreno 2003). As ligas do sistema Mg-Al-RE-Ca oferecem ótimo desempenho quando submetidas a fluência com resultados similares à liga de alumínio ADC12 utilizada em caixa de transmissão de veículos. Na literatura encontram-se trabalhos que correlacionam os parâmetros de solidificação com as propriedades mecânicas para ligas convencionais como os aços...

Análise da solidificação de ligas de magnésio para aplicação na fabricação de motores

Figueiredo, Arlan Pacheco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
Magnésio e suas ligas têm adquirido importância cada vez mais significativa como material estrutural de peso leve despertando um singular interesse pela indústria uma vez que oferece a melhor relação peso/resistência entre os metais. Os campos mais conhecidos de sua aplicação consistem na construção de veículos, na aeronáutica, manipulação industrial (robôs, automatização) e tecnologia de comunicação. Em particular, a indústria automobilística tem crescentemente ampliado a utilização de ligas de magnésio na produção de peças que vão desde caixas de câmbio até aros de rodas. As principais razões para este desenvolvimento são: mudanças na legislação ambiental, as exigências de cliente, e objetivos corporativos que requerem veículos mais leves diminuindo o consumo de combustível. O uso do magnésio para aplicações estruturais em altas temperaturas é limitado devido a sua baixa resistência à fluência. Isso se deve ao enfraquecimento do contorno de grão a partir da precipitação descontínua da fase b-Mg17Al12 de baixo ponto de fusão. Dentre as ligas de magnésio desenvolvidas para resistência à fluência, as ligas do sistema Mg-Al-RE-Ca oferecem ótimo desempenho com resultados similares à liga de alumínio ADC12. Muitos trabalhos sobre o sistema de ligas Mg-Al-RE-Ca foram realizados visando compreender a relação entre microestruturas e propriedades mecânicas. Entretanto...

Desenvolvimento e controle de processos de conformação da liga de magnésio AZ61

Lima, Diego Rodolfo Simões de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.16%
O presente trabalho estuda a conformação da liga de magnésio AZ61 pelos processos de extrusão direta e forjamento, ambos a quente. No processo de extrusão, são submetidos à conformação corpos-de-prova da liga de magnésio AZ61 nos estados fundido e recristalizado. As geometrias de ferramenta são variadas e a influência destas variações sobre a força de processamento e propriedades mecânicas e microestrutura do material são analisada. Demonstra-se que a liga no estado inicialmente recristalizado tem propriedades mecânicas finais superiores à liga inicialmente fundida, embora demande de maior força de processamento. Demonstra-se também que a geometria de ferramenta tem influência sobre as respostas mecânicas obtidas das peças após extrusão. Referente ao processo de forjamento, a liga de magnésio AZ61 é processada apenas no estado recristalizado, variando-se a temperatura e o número de tapas de forjamento. Foi avaliada a influência destas variações de processo nas propriedades mecânicas finais da peça. Ao fim, percebe-se que ao se forjar as peças com múltiplas etapas de forjamento e temperaturas decrescentes, impede-se a recristalização do material, alcançando alto encruamento dos grãos, o que gera...

Influência do superaquecimento na formação de fases de uma liga de magnésio contendo elemento Terras Raras

Bartex, Sérgio Luiz Telles
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.08%
O objetivo principal desse trabalho é estudar o processo de solidificação e da formação de fases de uma liga de magnésio contendo elemento Terras Raras (Mg-6Al-3La-1Ca), submetida a diferentes níveis de superaquecimento. Para isso, foi utilizado um sistema de solidificação unidirecional ascendente com atmosfera controlada. Termopares foram utilizados para monitorar a evolução térmica dos lingotes, que foram resfriados de forma lenta (convecção natural) e de forma rápida (convecção forçada com água refrigerando a base). Pôde-se, então, determinar as temperaturas de transformação da liga (temperaturas solidus e liquidus). Além disso, foram identificadas as formações da matriz α-Mg, dos compostos de forma acicular Al11La3, e dos eutéticos Mg2Ca e (Al,Mg)2Ca, além de uma fina estrutura dispersa pela matriz indicando ser provavelmente Al2Ca. O superaquecimento mostrou forte influência na morfologia quando aliado ao resfriamento rápido. Para maiores valores de superaquecimento a formação de fases contendo Lantânio foi majorada e a formação de estruturas eutéticas contendo Cálcio foi retardada. Equações correlacionando parâmetros struturais e térmicos foram geradas mostrando conformidade com a literatura.; This work aimed to study the solidification process and phase formation of a magnesium alloy containing rare earth elements (Mg-6Al-3La-1CA) subjected under different values of superheating. For this...

Estudo do efeito de um tratamento térmico de envelhecimento na liga de magnésio AZ61 extrudada em condições diferentes de deformação

Gomes, Tiago de Sá
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.18%
Esse trabalho trata do estudo dos parâmetros para conformação de liga de magnésio AZ61, a qual possui baixa massa específica e relativamente boa resistência mecânica, quando corretamente processada. Porém, o magnésio apresenta algumas restrições quanto ao seu uso em processos de conformação mecânica. O processo de conformação utilizado nesse estudo é a extrusão direta, onde foram feitas três matrizes de configurações diferentes de processo. Essas matrizes produzem uma redução em área fixa, de 40% e possuem diferentes ângulos de cone, que são os de 30º, 60º e 90º, que levam ao canal de redução. Os projetos dos ferramentais foram feitos em um programa de CAD, sendo assim, possível integrar estes com o programa de simulação numérica computacional Simufact. forming 9.0, aplicado para predizer o comportamento do material no final de cada processo de extrusão. Foram analisados, por simulação numérica computacional, dados como força e as deformações finais. Foram extrudadas 8 peças com cada variação de ferramental, sendo que, durante as extrusões, a força de extrusão foi monitorada em cada processo. Metade das peças extrudadas foram submetidas a tratamento térmico T6. Foi avaliada a influência deste tratamento térmico na liga de magnésio AZ61 extrudada...

Estudo da influência do superaquecimento nas propriedades mecânicas de uma liga de magnésio contendo terras raras

Garcia, André Gonçalves
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.45%
A demanda por aumento da eficiência energética vem obrigando empresas e centros de pesquisa a desenvolver e utilizar novos materiais buscando a redução de peso. Entre esses materiais, destacam-se as ligas de magnésio, com aproximadamente dois terços da densidade do alumínio e a melhor relação peso/resistência entre os metais. Porém, a utilização do magnésio em altas temperaturas tem suas limitações, devido à baixa resistência a fluência e a formação do precipitado -Mg17Al12 que tem baixo ponto de fusão, tornando as ligas de magnésio mais suscetíveis aos efeitos de deslizamento nos contornos de grãos. Algumas ligas de magnésio contendo elementos terras raras foram desenvolvidas para melhorar a resistência a fluência. O trabalho em questão visa analisar o comportamento da liga Mg6Al3La1Ca, correlacionando os parâmetros de solidificação com as propriedades mecânicas: dureza, alongamento específico, limite de escoamento e limite de resistência à tração. Para isso, foram solidificados unidirecionalmente, com atmosfera de argônio, três lingotes da liga Mg6Al3La1Ca a partir de sobreaquecimento de 780°C, 715°C e 650°C. O resfriamento dos lingotes ocorreu no forno e por resfriamento forçado. Os resultados obtidos de limite de resistência à tração...

Analise do efeito do superaquecimento na solidificação unidirecional da liga AA5052; Analysis of the overheating effect in the unidirectional solidification of the AA5052

Tonnyfran Xavier de Araujo Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
65.86%
O objetivo do trabalho é o desenvolvimento de uma análise comparativa do processo de solidificação de uma liga de alumínio a partir de diferentes graus de superaquecimento. São determinados experimentalmente os principais parâmetros do processo de solidificação afetados pelo grau de superaquecimento e sua influência na formação da microestrutura. Foi escolhida a liga AA5052, contendo cerca de 3% de magnésio pelo seu interesse comercial. A liga foi vazada com três diferentes graus de superaquecimento, em um dispositivo que permite a solidificação unidirecional e o monitoramento, através de um sistema de aquisição de dados, das variações de temperatura em diferentes posições da peça. A partir dos resultados de temperatura são determinados outros parâmetros do processo. Os espaçamentos interdendriticos são determinados a partir das micrografias. Através da análise experimental é determinada a influência do grau de superaquecimento nos seguintes parâmetros relativos ao processo de solidificação: coeficiente de transferência de calor na interface metal/molde, velocidade de avanço da frente de solidificação, gradiente de temperatura em frente à isoterma liquidus, taxa de resfriamento, tempo local de solidificação e espaçamentos interdendriticos primário e secundário. Também é analisada a transição entre a estrutura colunar e equiaxial; The objective of this work is the development of a comparative analysis of solidification process of the aluminum 5052 alloy with different overheating ranges. The main parameters of the solidification process...

Aspectos tecnológicos do furo-fresamento de roscas a seco na liga de magnésio AZ91

Schramm, Cristiano Rafael
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxi, 84 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.27%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica.; O principal objetivo deste trabalho é a análise do comportamento das ferramentas de furo-fresamento de roscas (Bohrgewindefräsen) na usinagem a seco de roscas M8 com profundidade 2,5xD na liga de magnésio AZ91. Considerando que na aplicação deste processo em ligas de magnésio, quando usinadas a seco, ocorrem diversos problemas de quebra prematura das ferramentas devido à adesão e entupimento dos canais, faz-se necessária uma análise para averiguação das causas destes problemas. Foram, portanto, realizados ensaios de forças de usinagem para levantar o comportamento da força de avanço em relação ao avanço durante a etapa de furação, assim como o comportamento da força ao longo do tempo necessário para a realização do ciclo. Também foram realizados ensaios de otimização de parâmetros de corte, sendo estes a velocidade de corte, avanço de fresamento e correção de raio. Com os parâmetros otimizados foram realizados ensaios de vida para determinação do desempenho das ferramentas sob as condições ótimas de trabalho. Como critérios de análise foi avaliada a qualidade superficial das roscas fresadas e suas tolerâncias dimensionais. Foram testadas ferramentas de dois e de três gumes...

Influência do revestimento de nitreto de titânio depositado via feixe de eletrons na resistência ao desgaste microabrasivo das ligas de alumínio-magnésio-silício AA6101 e AA6351; Influence of titanium nitride coating deposited by ion-beam technique in microabrasive wear resistance of aluminium-magnesium-silicon alloys AA6101 and AA6351

Silva, Douglas José da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
76.35%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Mecânica, 2012.; Ligas de alumínio da série 6000 (Al-Mg-Si) são conhecidas por apresentarem boas propriedades mecânicas. Estas propriedades são incrementadas através de tratamentos térmicos específicos que precipitam Mg2Si, conferindo uma maior dureza ao material. Com frequência estas ligas são expostas a trabalhos que envolvem desgaste, porém devido principalmente à sua baixa dureza estes materiais possuem uma baixa resistência ao desgaste. Para incrementar a resistência ao desgaste microabrasivo com frequência são depositados revestimentos duros sobre a superfície do material. Neste trabalho foi estudado o desempenho tribológico das ligas AA6101 T4 e AA6351 TF revestidas com TiN (Ts =100°C) pela técnica de deposição por feixe de elétrons. Resultados indicam um incremento de aproximadamente 40% na resistência ao desgaste microabrasivo para as amostras revestidas com Nitreto de Titânio (TiN) para ambas as composições. Na caracterização foram realizados ensaios de desgaste microabrasivo em um tribômetro CALOWEAR e as amostras foram analisadas através de microscopia eletrônica de varredura (MEV)...

Projecto e construção de um forno de baixa pressão laboratorial para ligas de alumínio e de magnésio

Gonçalves, Sérgio Filipe Martins
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
76.5%
Dissertação de mestrado em Engenharia Mecânica; Este relatório técnico tendo como tema a construção de um forno de fundição de baixa pressão para ligas de magnésio e alumínio foi desenvolvido com a principal tarefa de responder a todas as necessidades que poderão ocorrer aquando do fabrico do equipamento, apresentando assim um conjunto de soluções mecânicas simples que respondem aos requisitos do projecto. Quanto à estrutura do relatório, tendo em atenção as etapas de construção do forno e processamento de ligas de magnésio, estabeleceu-se uma base de dados para consulta, onde se poderá obter informações sobre o vário tipo de ligas, características, elementos de liga e processamento tendo em vista uma rápida integração com as características gerais da matéria-prima do forno. Indo de encontro aos requisitos especiais de que deve ser munido o forno de baixa pressão, é desenvolvida uma pesquisa sobre os principais gases de protecção existentes no mercado, enquadrando as suas características de protecção com as ligas de magnésio. Com vista a realizar um projecto mecânico bem estruturado, estabelece-se um conjunto de atributos que definem os requisitos específicos do equipamento...

Influence of the strain path change on the mechanical behaviour of Mg; Influência da alteração da trajectória de deformação no comportamento mecânico do MG

Dutta, Swagata
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
76%
Neste trabalho foi investigado o efeito da alteração da trajectória de deformação no comportamento mecânico da liga de magnésio AZ31 através de ensaios sequenciais de tracção uniaxial realizados à temperatura ambiente. A pré-deformação foi realizada na direcção de laminagem inicial da chapa (RD) até um valor de deformação plástica igual a 0,07. Das amostras pré-deformadas, foram cortados provetes a 0º, 15º, 30º, 45º, 60º, 75º e 90º de RD que foram submetidos a recarga em tracção uniaxial. A influência da microestrutura de deslocações e da textura cristalográfica desenvolvidas durante a deformação plástica no comportamento do material durante a pré-deformação e a recarga foi analisada através observações por microscopia electrónica de transmissão, difracção de raios x e simulações numéricas utilizando o modelo policristalino viscoplástico auto-consistente. Os resultados obtidos mostraram que a liga AZ31 apresentava um comportamento mecânico durante a recarga fortemente anisotrópico, caracterizado por uma diminuição da tensão de escoamento com o ângulo entre as duas trajectórias de deformação. De acordo com os cálculos realizados, este comportamento está associado a uma diminuição do valor médio do factor de Taylor devido ao desenvolvimento de uma textura cristalográfica do tipo (0001)<0001> durante a pré-deformação.; In this work...

Asymmetric rolling of 5182 aluminium alloy and interstitial free steel sheets; Laminação assimétrica de liga de alumínio 5182 e chapas de aço sem intersticiais

Tamimi, Saeed
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
66.14%
This Ph.D. research focuses on asymmetric rolling (ASR), as an alternative method for improving mechanical responses of aluminium-magnesium alloy and interstitial free (IF) steel regarding industrial requirements. Aluminium alloys are attractive materials in various industries due to their appropriate properties such as low density and corrosion resistance; however, their low formability has limited their applications. As formability of aluminium alloys can be improved through texture development, part of this dissertation is dedicated to producing the desired crystallographic texture with the ASR process. Two types of ASR (i.e. reverse and continuous asymmetric rolling) were investigated. The impact of shear deformation imposed by ASR processes on developing the desirable texture and consequently on mechanical behaviours was observed. The developed shear texture increased the normal and also planar anisotropy. Texture evolution during plastic deformation as well as induced mechanical behaviour were simulated using the “self-consistent” and Taylor models. Interstitial free (IF) steel was the second material selected in this dissertation. Since IF steel is one of the most often used materials in automotive industries it was chosen to investigate the effect of shear deformation through ASR on its properties. Two types of reverse and continuous asymmetric rolling were carried out to deform IF steel sheets. The results of optical microscopy and atomic force microscopy observations showed no significant difference between the grains’ morphology of asymmetric and conventionally rolled samples...

Estudo da resistência à corrosão de ligas de magnésio para a indústria automóvel

Caldeira, João Paulo Elias
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
106.58%
O magnésio com a sua baixa densidade, abundância natural e baixo custo, torna-se muito atractivo para aplicações onde o peso é determinante, como na indústria automóvel e aeroespacial. A utilização do magnésio ligado a outros elementos como o zircónio e o alumínio permite, por outro lado, melhorar as propriedades mecânicas. Um factor determinante para o emprego destas ligas é obviamente a sua resistência à corrosão. Como em todos os materiais, esta é condicionada pela presença de um filme passivo de óxidos/hidróxidos que se forma espontaneamente na superfície. Contudo, no magnésio e suas ligas, esta camada de passivação é pouco protectora e muito instável em meios neutros ou ácidos. Um dos objectivos deste trabalho é a caracterização do comportamento face à corrosão das ligas de magnésio relacionando-o com factores metalúrgicos e ambientais, que são os principais responsáveis pelas causas mais comuns do ataque corrosivo. Apresenta-se também o estado da arte relativo às aplicações das ligas de magnésio na indústria automóvel, as barreiras tecnológicas e soluções possíveis para as ultrapassar. Finalmente foi também objectivo deste trabalho o estudo da influência das terras raras e do ítrio enquanto elementos de liga do magnésio no comportamento perante a corrosão. Para se atingir esse objectivo realizaram-se ensaios laboratoriais numa liga de magnésio contendo terras raras (WE54) sendo os resultados comparados com uma liga tradicional à base de zircónio (ZK31) em meios de diferentes pH. Os resultados obtidos permitiram concluir que as terras raras aumentam a resistência à corrosão das ligas de magnésio. Este facto aparenta ser o resultado de dois factores: a estabilização do filme superficial resultante da presença de terras raras e a formação de uma camada de produtos de corrosão espessa e rica em ítrio.

Influência do superaquecimento nas variáveis térmicas de solidificação e na formação da microestrutura de ligas de alumínio

Rodrigues,Jean Robert Pereira; Sousa,Tonnyfran Xavier de Araujo; Andrade,Ricardo Batista de; Santos,Rezende Gomes dos; Mello,Mírian de Lourdes Noronha Motta
Fonte: Escola de Minas Publicador: Escola de Minas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.01%
O objetivo do trabalho é o desenvolvimento de uma análise comparativa do processo de solidificação da liga de alumínio com diferentes taxas de superaquecimento. Os principais parâmetros de solidificação foram determinados experimentalmente afetados pelo grau de superaquecimento e sua influência na formação da microestrutura. Foi escolhida a liga de AA5052 contendo 3% de magnésio pelo seu interesse comercial. A liga foi vazada com três diferentes graus de superaquecimento, em um dispositivo que permite a solidificação unidirecional e o monitoramento, através de um sistema de aquisição de dados, das variações de temperatura em diferentes posições da peça. A partir dos resultados de temperatura são determinados outros parâmetros do processo. Os espaçamentos interdendríticos são determinados a partir das micrografias. Através da análise experimental, é determinada a influência do grau de superaquecimento nos seguintes parâmetros relativos ao processo de solidificação: coeficiente de transferência de calor na interface metal/molde, velocidade de avanço da frente de solidificação, gradiente de temperatura em frente à isoterma liquidus, taxa de resfriamento, tempo local de solidificação e espaçamentos interdendríticos primário e secundário. Também é analisada a transição entre a estrutura colunar e equiaxial.

Investigação da usinabilidade das ligas de alumínio da série 6xxx; Investigation of the machinability of aluminum alloys of the 6XXX series

Gonçalves, Ricardo Augusto
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
76.45%
Devido à grande utilização das ligas de alumínio e o enorme salto da sua participação no mercado, as empresas produtoras necessitam de mais conhecimento à cerca do comportamento destas ligas durante os processos de fabricação a fim de fornecer mais dados técnicos aos seus clientes. Dentro dos diversos processos de fabricação a usinagem aparece como um dos processos mais utilizados na indústria. Este trabalho tem como principal objetivo investigar a usinabilidade no torneamento cilíndrico externo de cinco ligas de alumínio-magnésio-silício da série 6XXX (6082, 6351, 6005A, 6063 e 6061) em termos das três componentes da força de usinagem, rugosidade, grau de recalque e forma do cavaco utilizando ferramenta de metal duro da classe N. Seguindo um planejamento estatístico foi verificado o efeito dos parâmetros de corte: velocidade de corte, avanço e profundidade de corte. Os resultados mostram que em geral, as forças de corte na usinagem da liga 6082 são maiores. Em termos de rugosidade, os melhores resultados foram obtidos com a liga 6063, que também apresenta maiores graus de recalque. Os cavacos formados na usinagem das ligas têm, geralmente, a forma helicoidal curto e arco solto. Este trabalho mostra diferenças na usinagem das cinco ligas gerando dados importantes aos fabricantes e à indústria que utiliza estas ligas de alumínio. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; Due the wide use of the aluminum alloys and their large participation in the market...

Desenvolvimento tecnológico para soldagem MIG de ligas de alumínio 5083 H116

Savi, Bruna Martinello
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 101 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
86.09%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Florianópolis, 2014.; As ligas de alumínio-magnésio apresentam uma posição de destaque na indústria naval por se constituírem em materiais estruturais com baixo peso específico e de excelente resistência à corrosão em ambientes marítimos. A soldagem se apresenta como principal processo de fabricação neste setor, e é por isso, que o Laboratório de Soldagem da UFSC (LABSOLDA) se encarregou em desenvolver soluções tecnológicas utilizando diferentes modalidades de soldagem do processo MIG/MAG, levando em consideração o objetivo de construção de um veleiro oceanográfico utilizando a liga de alumínio naval 5083/H116. Esta dissertação de mestrado apresenta uma contribuição técnico-científico com relação aos processos variantes do MIG Convencional: (I) com transferência metálica por curto-circuito controlada designada CMT (Cold Metal Transfer) e, (II) de uma tecnologia que utiliza a pulsação da corrente com transferência metálica que evita o curto-circuito. Quanto à modalidade CMT, verificou-se a compatibilidade dos programas já existentes no equipamento de soldagem...

Desenvolvimento e avaliação in vitro de um revestimento multifuncional para possível aplicação em implantes ósseos

João, Rita Lourenço
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.15%
As fraturas ósseas têm sido consideradas como um problema sócio económico mundial afetando sobretudo os jovens e idosos. No caso de pequenas correções de fraturas ou defeitos ósseos é necessário a aplicação de implantes biodegradáveis que atuem de forma temporária durante o período de formação do novo tecido ósseo. Uma das grandes vantagens da sua aplicação é evitar uma segunda intervenção cirúrgica para a sua remoção. Para isso, o Magnésio (Mg) e as suas ligas têm vindo a ser considerados como uma boa opção para este tipo de implantes temporários pois para além de serem biodegradáveis e biocompatíveis possuem propriedades semelhantes ao osso. No entanto, a sua elevada taxa de degradação em ambiente biológico é uma desvantagem para a sua utilização que conduz à perda da sua funcionalidade. O objetivo deste trabalho foi desenvolver revestimentos multifuncionais biocompatíveis, para a superfície do implante biodegradável, que permitam controlar a taxa de degradação do Mg e em simultâneo promovam a adesão e proliferação celular no local afetado. Neste trabalho, foram desenvolvidos três tipos de revestimentos biocompatíveis: Fosfatos, Fosfatos com nanopartículas de hidroxiapatite e fosfatos com nanopartículas de hidroxiapatite e óxido de grafeno aplicados na superfície da liga de Mg AZ31 através do método de eletrodeposição/eletroforese química. Foi realizado um tratamento térmico e avaliada a sua influência na resposta celular e na sua resistência à degradação. As propriedades físico-químicas do revestimento foram obtidas por microscopia electrónica de varrimento e de transmissão...