Página 1 dos resultados de 252 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Transplante de células-tronco hematopoéticas e leucemia mieloide aguda: diretrizes brasileiras; Hematopoietic stem cells transplantation and acute myeloid leukemia: Brazilian guidelines

SILLA, Lucia Mariano R.; DULLEY, Frederico; SABOYA, Rosaura; PATON, Eduardo; KERBAUY, Fabio; ARANTES, Adriano M.; HAMERSCHLAK, Nelson
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.99%
O objetivo deste trabalho foi definir diretrizes para a indicação do transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) no tratamento da leucemia mieloide aguda (LMA) no Brasil. O papel do TCTH no tratamento da LMA foi discutido pelosautores e apresentado para a Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea na reunião sobre Diretrizes Brasileiras para o TCTH, que o ratificou. Este consenso foi baseado na revisão da literatura internacional e na experiência brasileira em TCTH para o tratamento da LMA. O tratamento ideal para leucemia mieloide aguda em primeira remissão completa (1RC) ainda não está definido. Há consenso na indicação do TCTH alogênico, com condicionamento mieloablativo, para pacientes que apresentem alterações citogenéticas consideradas de alto risco. O TCTH alogênico não está indicado na 1RC para pacientes de baixo risco citogenético e, aparentemente, o TCTH alogênico, autólogo ou a quimioterapia de consolidação são equivalentes para os pacientes de risco intermediário.; The objective of this work was to define guidelines for the indication of hematopoietic stem cells transplantation (HSCT) in the treatment of acute myeloid leukemia (AML) in Brazil. The role of HSCT in the treatment of AML was discussed by the authors and presented to the Brazilian Society of Bone Marrow Transplantation in a meeting to formulate and ratify the Brazilian Guidelines on HSCT. This consensus was based on a review of international publications and on the Brazilian experience in HSCT for the treatment of AML. The optimal treatment for AML in first complete remission (1CR) has not been defined yet. There is consensus on the indication of allogeneic HSCT with myeloablative conditioning for patients who present high risk cytogenetic changes. Allogeneic HSCT is not indicated for low cytogenetic risk 1RC patients and...

Bussulfano e melfalano como regime de condicionamento para o transplante autogênico de células-tronco hematopoéticas na leucemia mielóide aguda em primeira remissão completa; Busulfan and melphalan as conditioning regimen for autologous hematopoietic stem cell transplantation in acute myeloid leukemia in first complete remission

BUENO, Nadjanara D.; DULLEY, Frederico L.; SABOYA, Rosaura; AMIGO FILHO, José U.; PIRON-RUIZ, Lílian; STURARO, Daniel; CHAMONE, Dalton A. F.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.85%
Vinte e dois pacientes consecutivos portadores de leucemia mielóide aguda (LMA) em primeira remissão completa (1ªRC) submetidos a transplante de células-tronco hematopoéticas autogênico (TCTH Auto) condicionados com bussulfano e melfalano (Bu/Mel) foram selecionados entre 1993 e 2006. A probabilidade de sobrevida global (SG) pelo método de Kaplan-Meier foi de 57,5% após 36 meses, com "plateau" aos 20 meses após o transplante. Fatores como sexo, classificação Franco-Americana-Britânica (FAB) da LMA, tratamento de indução, consolidação intensiva, remissão após o primeiro ciclo de indução e fonte de células não tiveram impacto na sobrevida. Pela análise citogenética, um paciente de mau prognóstico submetido ao procedimento, foi a óbito um ano após o transplante. Nove pacientes foram a óbito, oito por recidiva e um por hemorragia. Morte antes dos 100 dias ocorreu em dois pacientes, um por recidiva e outro por hemorragia decorrente da plaquetopenia refratária, relacionada ao procedimento. Concluímos que o regime de condicionamento Bu/Mel é opção válida ao uso de outros regimes de condicionamento, apresentando excelente taxa da sobrevida.; Twenty-two consecutive patients with acute myeloid leukemia in first complete remission submitted to autologous hematopoietic stem cells transplantation conditioned with busulfan and melphalan were evaluated between 1993 and 2006. The overall survival...

Avaliação retrospectiva dos pacientes portadores de leucemia mielóide aguda tratados no Serviço de Hematologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo entre 1978 e 2007; Retrospetive evaluation of acute myeloid leukemia patients treated in University of Sao Paulo General Hospital between 1978 and 2007

Azevedo, Murilo Chermont
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
97.03%
A leucemia mielóide aguda ainda apresenta altos índices de mortalidade em adultos, exceção feita à leucemia promielocítica. A otimização dos protocolos de tratamento tem sido muito discutida há 3 décadas, com resultados ainda insatisfatórios. Fatores prognósticos como idade, cariótipo e tolerância à consolidação com altas doses de citarabina guardam relação com a melhor sobrevida. Com o objetivo de avaliar diferentes protocolos de tratamento e validar estes e outros fatores prognósticos, conduzimos um estudo retrospectivo no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, analisando prontuários médicos e os eventos relacionados à leucemia mielóide aguda, de 1978 a 2007. Analisamos 400 pacientes tratados curativamente e achamos que idade abaixo de 60 anos (27% vs 7%), cariótipo favorável (53% vs 28% vs 5%) e administração de doses totais de citarabina, principalmente se acima da mediana de 45,45 gramas (68% vs 44% vs 21%) tem impacto positivo na sobrevida global em 5 anos, sendo o uso de altas doses de citarabina um fator independente. A positividade para mieloproxidase, classificação FAB e protocolo de tratamento não mostraram associação estatisticamente significante para melhores índices de sobrevida. Pudemos concluir que...

Estimativa do número de casos, distribuição regional e sobrevida de pacientes com diagnóstico de leucemia mielóide aguda no estado do Rio Grande do Sul - Brasil; Estimated number of cases, regional distribution and survival of patients diagnosed with acute myeloid leukemia between 1996 and 2000 in Rio Grande do Sul - Brazil

Capra, Marcelo Eduardo Zanella
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.85%
A leucemia mielóide aguda (LMA) acomete pacientes de todas as faixas etárias com freqüência aumentada em idosos. Nosso estado não apresenta registros sistemáticos da patologia, justificando-se desta forma o levantamento através dos centros de diagnóstico e tratamento, os quais concentram a maioria dos casos. Foram incluídos todos os pacientes com diagnóstico de LMA “de novo” levantados a partir dos registros dos centros de diagnóstico e tratamento da patologia no estado no período entre 1996 e 2000. Foram computados no período 532 pacientes (taxa estimada de 1,04 casos / 100.000 habitantes / ano). A idade média ao diagnóstico foi 41,0 anos e 46,6 % dos casos eram do sexo masculino. Houve distribuição semelhante nas 7 mesorregiões geográficas do estado. Em relação ao número de casos por faixa etária, observou-se uma taxa estimada em 0,5 – 1 caso / 100.000 habitantes até a faixa etária dos 45 anos, atingindo 3,5 casos / 100.000 habitantes na faixa etária igual ou superior a 70 anos. A sobrevida média considerando todos os casos foi de 17%, aumentando para 25% considerando a população abaixo de 60 anos e alcançando 40% na população entre 10 e 20 anos. Tais dados evidenciam uma distribuição semelhante por região...

Diagnósticos de enfermagem em adultos com leucemia mielóide aguda; Diagnóstico de enfermería en adultos con leucemia mieloide aguda; Nursing diagnosis in adult patients with acute myeloid leukemia

Souza, Luccas Melo de; Gorini, Maria Isabel Pinto Coelho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
97.09%
Trata-se de um estudo de casos, que objetivou identificar os Diagnósticos de Enfermagem (DE) de pacientes adultos com Leucemia Mielóide Aguda, a fim de fornecer subsídios à Sistematização da Assistência de Enfermagem. Utilizaram-se as técnicas de entrevista e observação, além da aplicação do Processo de Enfermagem. Durantes os três meses da coleta de dados, outros DEs foram encontrados através de novas buscas nos prontuários dos 6 pacientes. Os 32 DEs encontrados foram agrupados conforme a Teoria das Necessidades Humanas de Maslow, sendo que: 15 correspondiam às alterações nas Necessidades Fisiológicas e 10 às alterações nas Necessidades de Proteção e Segurança.; Se trata de un estudio de casos que buscó identificar los Diagnósticos de Enfermería (DE) de pacientes adultos con Leucemia Mieloide Aguda, para ofrecer recursos a la Sistematización de la Atención de Enfermería. Las técnicas usadas fueran la entrevista y la observación, y se utilizó también del Proceso de Enfermería. En los tres meses de la recolección de dados, se encontraron otros DEs mediante nuevas búsquedas en los manuales de 6 pacientes estudiados. Los 32 DES encontrados se agruparon de acuerdo con la Teoría de las Necesidades de los Seres Humanos de Maslow...

Concepções do portador de leucemia mielóide aguda frente à fadiga; Concepciones del paciente portador de leucemia mieloide aguda a la fatiga; Conceptions of the patient bearing acute myeloid leukemia concerning to fatigue

Silveira, Cristina Costa; Gorini, Maria Isabel Pinto Coelho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
97.09%
Trata-se de um estudo que objetivou conhecer as concepções do paciente portador de leucemia mielóide aguda (LMA) frente aos sintomas da fadiga e suas repercussões no seu cotidiano, bem como as ações realizadas para minimizar a fadiga. É um estudo exploratório descritivo de cunho qualitativo e realizado com pacientes hospitalizados. Foram entrevistados oito sujeitos adultos com o diagnóstico de LMA. Os dados foram analisados conforme a técnica de análise de conteúdo. Com os resultados encontrados, foram elaboradas três categorias: Concepções em relação à fadiga, Mudança no estilo de vida e Ações realizadas para minimizar a fadiga. Concluímos que é possível identificar a dimensão da fadiga no cotidiano desses pacientes e otimizar medidas para minimizar esse sintoma. Recomendamos aos profissionais de saúde um maior conhecimento da fadiga para consequentemente proporcionar um melhor cuidado com uma melhor qualidade de vida a esses pacientes.; Se trata de un estudio con el objetivo de conocer las concepciones del paciente portador de leucemia mieloide aguda (LMA) ante los síntomas de la fatiga y sus repercusiones en su cotidiano así como las acciones realizadas para minimizar la fatiga. Es un estudio exploratorio descriptivo de carácter cualitativo y realizado con pacientes hospitalizados. Fueron entrevistados 8 sujetos adultos con el diagnóstico de LMA. Los datos fueron analizados según la técnica de análisis de contenido. De los resultados encontrados...

Avaliação do efeito da suplementação com proteínas lácteas sobre pacientes com leucemia mieloide aguda (LMA), na mucosite induzida por quimioterápicos e em células leucêmicas; Evaluation of the effect of the supplementation with milk proteins on patients with acute myeloid leukemia (AML) in chemotherapy-induced mucositis and leukemic cells

Fabiane La Flor Ziegler
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
97.22%
O objetivo geral da presente pesquisa foi avaliar o efeito de um concentrado de proteínas do soro do leite bovino (WPC) enriquecido com o fator de crescimento e transformação beta (TGF-?) e lactoferrina, em pacientes pediátricos com Leucemia Mieloide Aguda - LMA (Capítulo 2); desenvolver um modelo de mucosite gastrointestinal induzida por quimioterápicos, em ratos Wistar, para posterior avaliação da eficácia das proteínas lácteas na proteção da mucosa (Capítulo 3); avaliar os efeitos pelo WPC e por uma caseína comercial, in vivo e in vitro sobre células leucêmicas humanas transplantadas em camundongos imunodeficientes (NOD/SCID) e em cultura de células (Capítulo 4). Para todos os estudos foi utilizado WPC enriquecido com TGF-??e lactoferrina doado pela empresa Hilmar Cheese Company (Cal, USA). No capítulo 2 realizou-se estudo de intervenção nutricional, prospectivo, duplo cego com placebo controlado, onde foram avaliados 21 pacientes, entre 0 a 19 anos, virgens de terapia, admitidos no Centro Infantil Boldrini, Campinas - SP. Foram avaliados quanto à adequação da ingestão alimentar, estado nutricional (EN), dosagem de glutationa (GSH) eritrocitária, hemograma, produção de citocinas no plasma e em cultura de células...

Estudo da expressão de TET2 e DNMT3A em síndrome mielodisplásica e leucemia mieloide aguda; Investigation of TET2 and DNMT3A expression in myelodysplastic syndrome and acute myeloid leukemia

Renata Scopim Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96.91%
As neoplasias mieloides compreendem um grupo heterogêneo de doenças hematológicas que se originam de um precursor mieloide comum, em diferentes fases de diferenciação. As alterações celulares que levam ao desenvolvimento de neoplasias podem ocorrer através de mecanismos epigenéticos ou de alterações genéticas. DNMT3A codifica metiltransferases que adicionam grupamentos metil a resíduos de citosina do DNA e TET2 promove a hidroxilação da citosina metilada, o que os caracteriza como elementos importantes no controle epigenético. DNMT3A e TET2 encontram-se frequentemente mutados em neoplasias mieloides, mas o impacto prognóstico destas mutações ainda é controverso. A consequência funcional da mutação de DNMT3A em neoplasias mieloides ainda não foi definida, mas o silenciamento da proteína em células progenitoras murinas favorece a autorrenovação e compromete a diferenciação celular. A mutação de TET2 tem como consequência a perda de função do gene e participa da transformação neoplásica das células mieloides, favorecendo a proliferação da série mielomonocítica. Entretanto, a expressão de TET2 e DNMT3A nestas doenças ainda é pouco elucidada. Assim, os objetivos deste estudo foram (1) investigar a expressão de TET2 e DNMT3A em células hematopoéticas de indivíduos normais e pacientes com síndrome mielodisplásica (SMD) e leucemia mieloide aguda (LMA)...

Efeito do óxido nítrico nos mecanismos envolvidos na resistência a daunorrubicina em células de linhagem de leucemia mielóide aguda humana

Curta, Juliana Costa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 115 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.99%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2010; A Daunorrubicina (DNR) é amplamente utilizada na fase de indução do tratamento da Leucemia Mielóide Aguda (LMA). No entanto, o fenômeno de resistência a múltiplos fármacos (MDR), pode comprometer sua eficiência terapêutica como agente antineoplásico. Considerando que fármacos doadores de Óxido Nítrico (NO) têm sido investigados por terem um papel importante na sensibilização de células neoplásicas aos agentes quimioterápicos, o objetivo desse trabalho foi investigar o envolvimento do NO nos mecanismos moleculares de resistência à DNR em células de LMA de origem humana K562. Nossos resultados mostram que a incubação das células K562, com concentrações crescentes de DNR e de SNAP, um doador de NO, não causou morte celular significativa quando utilizados de forma individualizada. No entanto, a adição simultânea desses compostos, causou citotoxicidade de maneira concentração dependente. Para estudar os mecanismos pelos quais esses compostos provocaram morte celular, foi realizada a avaliação do ciclo celular, da expressão das proteínas antiapoptóticas Bcl-2 e survivina...

Leucemia mielóide aguda na criança: experiência de 15 anos em uma única instituição

Viana,Marcos B.; Cunha,Keyla C. C. M. S.; Ramos,Gilberto; Murao,Mitiko
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
96.99%
OBJETIVO: Verificar a sobrevida de crianças com leucemia mielóide aguda antes e após a adoção de quimioterapia baseada no protocolo Berlim-Frankfurt-Munique-83. Analisar a influência prognóstica dos fatores idade, gênero, estado nutricional, leucometria inicial e introdução da droga etoposida na fase de indução da remissão. MÉTODOS: Estudo prospectivo/retrospectivo com 83 crianças portadoras de leucemia mielóide aguda, diagnosticadas no Hospital das Clínicas da UFMG entre 1986 e 2000. Até 1990, 15 crianças foram tratadas com dois a três ciclos de citarabina e daunorrubicina, seguidos de esquemas variados de consolidação/manutenção; de janeiro de 1991 a novembro de 1992, 15 pacientes em estudo piloto utilizaram etoposida na fase de indução do protocolo alemão; de dezembro de 1992 a junho de 1999, a etoposida foi utilizada aleatoriamente. RESULTADOS: O tempo mediano de seguimento foi de cinco anos. As taxas de remissão iniciais foram de 40% e 66%, antes e após a adoção do protocolo alemão (p = 0,11). O óbito durante a indução, causado por infecções e/ou hemorragia, foi a principal causa para não se obter a remissão. As probabilidades estimadas de sobrevida e de remissão clínica completa aos cinco anos foram de 31%±5...

Leucemia mielóide aguda Ph1-positivo de novo ou crise blástica de leucemia mielóide crônica? Análise molecular e evolução clínica de um caso

Colleoni,G.W.B.; Satake,M.; Borovik,C.L.; Kerbauy,J.; Yamamoto,M.
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1998 PT
Relevância na Pesquisa
97.05%
Os autores relatam um caso de leucemia mielóide aguda (LMA) que apresentava, ao diagnóstico, basofilia no sangue periférico e cariótipo com presença do cromossomo Filadélfia (Ph1). Após um ano de tratamento com quimioterapia intensiva e em fase de remissão clínica e hematológica, a análise molecular pela técnica da reação em cadeia da polimerase-transcriptase reversa (RT-PCR) revelou presença de doença residual (rearranjo b2-a2). A seguir, o paciente apresentou primeira recidiva como LMA e, após a remissão, evoluiu com quadro hematológico sugestivo de leucemia mielóide crônica (LMC) em fase crônica. Após dez meses, apresentou nova recidiva da LMA. Os autores discutem a dificuldade do diagnóstico diferencial entre LMA Ph1-positivo de novo e crise blástica mielóide como primeira manifestação clínica da LMC, baseados nos aspectos clínicos e moleculares.

Transplante de medula óssea em leucemia mielóide aguda

Tabak,Daniel G.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2000 ES
Relevância na Pesquisa
96.99%
O transplante de medula óssea constitui terapêutica eficaz no tratamento da leucemia mielóide aguda. Embora utilizado inicialmente em pacientes em fases tardias da doença, os melhores resultados são documentados em pacientes submetidos ao procedimento enquanto em primeira remissão. Avanços no manuseio do paciente neutropênico permitem hoje a utilização com maior segurança de regimes quimioterápicos agressivos que resultam em uma sobrevida prolongada, semelhante àquela observada pós regimes mieloablativos. Ainda existem dúvidas sobre quais os pacientes que deveriam ser submetidos às diferentes modalidades de intensificação. Os estudos citogenéticos e uma melhor definição das características biológicas de cada indivíduo permitirão uma melhor seleção de pacientes. O melhor controle da Doença do Enxerto contra Hospedeiro, o melhor manuseio das complicações infecciosas pós transplante, a utilização de regimes de condicionamento menos agressivos e a maior disponibilidade de doadores não aparentados permite antever uma maior aplicabilidade do transplante de medula óssea alogênico no tratamento da Leucemia Mielóide Aguda, inclusive em pacientes mais idosos. O papel do transplante autólogo precisa ser melhor definido.

O transplante de medula óssea na leucemia mielóide aguda: análise de 80 pacientes transplantados no complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Bueno,Nadjanara D.; Saboya,Rosaura; Martins,Maria Cristina; Silva,Roberto L.; Chamone,Dalton A. F.; Rocha,Isamara F.; Sturaro,Daniel; Dulley,Frederico L.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
96.93%
Oitenta pacientes consecutivos portadores de Leucemia Mielóide Aguda (LMA) submetidos a transplante de medula óssea alogênico (TMO alo) e autogênico (TMO auto), foram selecionados entre 1989 e 2001. Quarenta por cento dos mesmos estavam vivos ao final do estudo; no TMO alo 37,9% e no TMO auto 45,4%. Fatores como sexo, classificação Franco-Americano-Britânica de LMA, tratamento de indução, número de células infundidas e regime de condicionamentos não tiveram significância estatística na sobrevida. Pacientes portadores de LMA M1 a M4 e que foram submetidos à consolidação com altas doses de arabinosídeo tiveram melhor sobrevida (p= 0,0148). Pacientes em 1º remissão completa se beneficiaram com TMO alo e auto, com uma sobrevida de 52,6% e 69,2% respectivamente. A presença de doença enxerto contra o hospedeiro (DECH) aguda teve impacto na sobrevida dos pacientes quando se comparou ausência de DECH aguda, grau I/II com III/IV (p= 0,0285). Infecção foi a causa de óbito mais freqüente no TMO alo. No TMO auto, a recidiva foi a principal causa de óbito. Morte por toxicidade relacionada ao procedimento ocorreu em 38,9% dos pacientes que morreram no TMO alo e em 16,7% no TMO auto. Na análise univariada de Cox para fatores prognósticos...

Sarcoma granulocítico multicêntrico como recidiva de leucemia mieloide aguda

Aguiar,Taciana G. S.; Oliveira,Ivana F. L.; Guimarães,Camilla V. N.; Adad,Sheila J.; Moraes- Souza,Helio
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
97.09%
Sarcoma granulocítico (SG) é um tumor sólido extramedular, constituído por células precursoras de granulócitos. É geralmente associado a leucemia mieloide aguda ou raramente a outras desordens mieloproliferativas. O tumor geralmente ocorre precedendo uma leucemia mieloide aguda, durante o seu curso ou após a remissão ter sido alcançada. O prognóstico é pobre e tem como principais modalidades terapêuticas a quimioterapia e a radioterapia. Relata- se um caso de SG multicêntrico, de evolução rápida, com acometimento difuso de pele, mamas, gânglios linfáticos, tecido celular subcutâneo e líquor, em mulher de 45 anos, fora de tratamento para leucemia mieloide aguda e em remissão hematológica há 18 meses. A paciente apresentava dor intensa em membro inferior direito há uma semana e estava em anticoagulação oral há seis meses por trombose venosa profunda neste membro. Diagnosticado o SG, a paciente foi tratada com radioterapia e quimioterapia com boa resposta. Após três meses de seguimento, em vigência do tratamento quimioterápico, evoluiu com recidiva do SG neste membro, associado ao acometimento das mamas e posteriormente do sistema nervoso central, evoluindo para óbito em aplasia e sepses.

Transplante de células-tronco hematopoéticas e leucemia mieloide aguda: diretrizes brasileiras

Silla,Lucia Mariano R.; Dulley,Frederico; Saboya,Rosaura; Paton,Eduardo; Kerbauy,Fabio; Arantes,Adriano M.; Hamerschlak,Nelson
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.99%
O objetivo deste trabalho foi definir diretrizes para a indicação do transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) no tratamento da leucemia mieloide aguda (LMA) no Brasil. O papel do TCTH no tratamento da LMA foi discutido pelosautores e apresentado para a Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea na reunião sobre Diretrizes Brasileiras para o TCTH, que o ratificou. Este consenso foi baseado na revisão da literatura internacional e na experiência brasileira em TCTH para o tratamento da LMA. O tratamento ideal para leucemia mieloide aguda em primeira remissão completa (1RC) ainda não está definido. Há consenso na indicação do TCTH alogênico, com condicionamento mieloablativo, para pacientes que apresentem alterações citogenéticas consideradas de alto risco. O TCTH alogênico não está indicado na 1RC para pacientes de baixo risco citogenético e, aparentemente, o TCTH alogênico, autólogo ou a quimioterapia de consolidação são equivalentes para os pacientes de risco intermediário.

Detecção de mutações no gene KIT em leucemia mieloide aguda

Machado,Luis Eduardo Silva; Pinho,João Renato Rebello; Sitnik,Roberta; Muto,Nair Hideko; Velloso,Elvira Deolinda Rodrigues Pereira; Petroni,Roberta Cardoso; Campregher,Paulo Vidal
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.99%
OBJETIVO: Descrever a metodologia para detecção de mutações nos éxons 8 e 17 do gene KIT em pacientes portadores de leucemia mieloide aguda, para implementação desse teste no laboratório clínico do Hospital Israelita Albert Einstein. MÉTODOS: Extração do DNA genômico de 54 amostras de sangue periférico ou medula óssea de pacientes com leucemia mieloide aguda para amplificação, por reação em cadeia da polimerase, sequenciamento e análise de fragmentos. RESULTADOS: Dentre as amostras analisadas, quatro apresentaram mutação no éxon 8, duas no éxon 17 e uma amostra apresentou mutação nos dois éxons. CONCLUSÃO: A pesquisa de mutação nos éxons 8 e 17 do gene KIT foi padronizada com sucesso e o teste está em processo de inclusão no menu de exames do laboratório clínico do Hospital Israelita Albert Einstein.

Fatores relacionados ?? Leucemia Mieloide Aguda: uma vista para o benzeno

Lima, Jo??o Pedro Rabeo Coelho de Carvalho
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
97.03%
O benzeno ?? um agente qu??mico proveniente do petr??leo bastante prejudicial ?? sa??de e a exposi????o a este agente pode levar ?? leucemia mieloide aguda, uma neoplasia de import??ncia mundial por seu car??ter letal, que atinge as c??lulas do sistema sangu??neo, causando supress??o nos intermedi??rios da medula ??ssea em algum est??gio de seu desenvolvimento. O objetivo deste trabalho ?? relacionar o efeito e carcinog??nico do benzeno com a ocorr??ncia de leucemia mieloide aguda utilizando bases epidemiol??gicas com ??nfase em trabalhadores de ind??strias. O trabalho foi feito por meio de revis??o bibliogr??fica sistem??tica das ??ltimas tr??s d??cadas, utilizando bases de dados como artigos cient??ficos, livros, bem como ??rg??os nacionais de sa??de. Atualmente, o potencial patog??nico do benzeno ?? bem conhecido, mas ainda ?? preciso elucidar os mecanismos pelo qual ele age na medula ??ssea. Mesmo assim, m??todos de estudo e t??cnicas de preven????o j?? est??o sendo aplicadas a fim de reduzir os efeitos deste agente prejudicial ?? sa??de.

Factores pronósticos en leucemia mieloide aguda: utilidad de los estudios inmunofenotípicos y moleculares

Perea Durán, Granada
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2011 SPA
Relevância na Pesquisa
97.03%
La leucemia mieloide aguda (LMA) es una proliferación neoplásica de células inmaduras de estirpe mieloide que se produce por una alteración en la regulación del crecimiento y la diferenciación de las células hematopoyéticas. Durante las décadas de los 80 y 90 se produjo un avance muy importante en el diagnóstico de la leucemia aguda que ha permitido un mayor refinamiento diagnóstico y por tanto un tratamiento más individualizado de los enfermos. Aproximadamente el 60-80% de los adultos con LMA consiguen remisión completa, pero sólo el 30-40% de estos pacientes está vivo y libre de enfermedad a los 5 años. Estos datos indican que a pesar del avance conseguido en los últimos años es necesario continuar estudiando esta enfermedad tan heterogénea. Los principales factores pronósticos en la LMA pueden dividirse entre los relacionados con características del paciente y los relacionados con características de la leucemia. En la actualidad la citogenética en el momento del diagnóstico constituye el factor pronóstico más importante para predecir la evolución clínica de los pacientes. La identificación de diferentes alteraciones moleculares está permitiendo refinar el pronóstico de determinados grupos de LMA, como el de citogenética normal. Los datos inmunofenotípicos obtenidos por citometría de flujo también son de utilidad pronóstica...

Leucemia mieloide aguda versus ocupação profissional: perfil dos trabalhadores atendidos no Hospital de Hematologia de Recife; Leucemia mieloide aguda versus ocupación profesional: perfil de los trabajadores atendidos en Hospital de Hematología de Recife; Acute myeloid leukemia versus professional occupation: the profile of workers treated at the Recife Hematology Hospital

Carvalho, Queliane Gomes da Silva; Pedrosa, Wanessa de Aguiar; Sebastião, Quitéria Pereira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
97.21%
The objective of this study was to learn the profile of workers in the economically active age group admitted from 1997 to 2007 to a hematology hospital, diagnosed with acute myeloid leukemia (AML); check which professions have the highest prevalence among the assisted workers who died; and identify the occupational risks compatible with the appearance of AML in the prevalent professions. This is a quantitative, exploratory study. Most profiles were characterized as originally from the agreste and the metropolitan region of the state of Pernambuco, male, white, and with incomplete primary education. The most common occupations were related to agriculture and domestic work, both of which involve the use of chemical substances that, according to literature, are possible factors involved in triggering the pathology.; Se objetivó conocer el perfil de trabajadores en faja etaria económicamente activa admitidos de 1997 a 2007 en hospital de hematología con diagnóstico de leucemia mieloide aguda (LMA); verificar las profesiones más prevalentes entre los pacientes atendidos que fallecieron e identificar los riesgos ocupacionales compatibles con la aparición de LMA en las profesiones predominantes. Estudio exploratorio, cuantitativo. Perfil encontrado: se caracterizó por la procedencia...

Primer caso de leucemia mieloide aguda tratado en Cuba con altas dosis de antraciclinas en la inducción

Hernández Cruz,Calixto; Núñez Quintana,Aramís; Rodríguez Fraga,Yusaima; Carnot Uría,José; Chávez Medina,Raysel; Moya Pérez,Isbel
Fonte: Revista Cubana de Medicina Publicador: Revista Cubana de Medicina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 ES
Relevância na Pesquisa
96.9%
La leucemia mieloide aguda abarca un heterógeneo espectro de enfermedades, de naturaleza maligna y clonal, que representan un reto formidable para la medicina moderna. Con la excepción de la leucemia promielocítica, los resultados terapéuticos alcanzados continúan siendo desalentadores. Recientemente han surgido datos que demuestran mejores resultados con el uso de altas dosis de antraciclinas en la inducción. Se presentó el primer caso en Cuba, en cuya inducción se utilizó la rubidomicina a 100 mg/m² por 3 d, más el arabinósido de citosina a 100 mg/m² por 7 d, ambos en infusión endovenosa continua. La evolución clínica es satisfactoria hasta el momento. Se revisó brevemente la literatura médica al respecto.