Página 1 dos resultados de 13350 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Lesões Cervicais Não Cariosas

Teixeira, Ana Filipa dos Santos
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.83%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; As Lesões Cervicais Não Cariosas caracterizam-se pela perda irreversível e gradual de tecido mineralizado junto da junção amelo-cementaria, sem qualquer envolvimento bacteriano. A etiologia é quase sempre multifatorial, constituindo assim o principal obstáculo ao trabalho do Médico Dentista na realização de um diagnóstico diferencial. Estas lesões dividem-se segundo a etiologia em erosão, abrasão, abfração. A erosão é a dissolução dos tecidos duros por ácidos de origem não bacteriana. A abrasão é o desgaste dos mesmos tecidos dentários por ações mecânicas externas, normalmente associadas a escovagens agressivas. E, por sua vez, a abfração é a perda de tecido dentário na região cervical devido à flexão dentária provocada por sobrecargas oclusais e movimentos excêntricos. A perda progressiva da estrutura dentária associada à ocorrência de Lesões Cervicais Não Cariosas tem-se mostrado cada vez mais frequente na prática clínica contemporânea, tendo em conta o aumento da expectativa de vida e a manutenção da dentição natural. Dessa forma...

Lesões não melanocíticas da conjuntiva

Pereira, Ana Patrícia da Fonseca
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
A conjuntiva é um local frequente de desenvolvimento de neoplasias e de lesões que as simulam. Os tumores conjuntivais representam um amplo espectro de lesões benignas, pré-malignas e malignas, algumas capazes de causar não sómente a perda da visão como, também, da vida. Por esse motivo, na abordagem destes tumores é essencial um correcto diagnóstico e tratamento. As lesões não melanocíticas da conjuntiva podem ser congénitas ou adquiridas e ter uma origem epitelial, em glândulas anexiais, nos tecidos moles, no tecido linfóide, podem ser tumores secundários ou, ainda, lesões inflamatórias que simulam tumores. As lesões de origem epitelial podem ser benignas, pré-malignas ou malignas. As lesões benignas resultam de uma diferenciação celular anormal confinada ao epitélio e raramente progridem para a malignidade. São exemplos os quistos, os papilomas, a hiperplasia pseudoepiteliomatosa, a disqueratose intraepitelial hereditária benigna, a placa queratótica, e a queratose folicular invertida. São consideradas lesões epiteliais pré-malignas a queratose actínica e a neoplasia intra-epitelial da córnea e conjuntiva. Por fim, as lesões malignas incluem o carcinoma de células escamosas, o carcinoma de células espinhosas e o carcinoma mucoepidermóide. As lesões da conjuntiva também podem ser resultantes de lesões congénitas benignas...

Estudo de células dendríticas, expressão das citocinas TNF-alfa, IFN-gama e IL-10 e da molécula de adesão E-caderina em lesões vulvares induzidas pelo papilomavírus humano; Study of dendritic cells, cytokines TNF-alpha, IFN-gamma and IL-10 and the adhesion molecule E-cadherin in vulvar lesions induced by human papillomavirus

Pereira, Naiura Vieira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
INTRODUÇÃO: O papilomavírus humano (HPV) é o agente mais frequentemente encontrado em doenças sexualmente transmissíveis e é responsável por cerca de 40% dos cânceres vulvo-vaginais. Esse trabalho abordou a resposta imune em lesões vulvares, considerando-se as células dendríticas CD1a+, FXIIIa+ e S-100+, citocinas TNF-, IFN- e IL-10 e a molécula de adesão E-caderina. MÉTODOS: Foram utilizadas 49 lesões de vulva pelo HPV (condiloma acuminado, NIV-I, NIV-II e NIV-III) e 11 bióspias com diagnóstico de vulvite crônica inespecífica. Foram constituídos quatro grupos: lesões de baixo grau (condiloma e NIV I), lesões de alto grau (NIV II e III), vulvites inespecíficas e pele normal. A detecção das células, citocinas e E-caderina foi feita através de método imuno-histoquímico. RESULTADOS: As células de Langerhans (CD1a+) estavam distribuídas em todo o epitélio, sobretudo nas camadas suprabasal e espinhosa. Não diferiram entre os grupos de lesões HPV+, mas estavam diminuídas em número e tamanho quando comparadas à pele normal (p<0.0001). As células S-100+ ou FXIIIa+ estavam localizadas em toda a extensão do estroma, sem diferença estatística entre as lesões pelo HPV. Embora os DDFXIIIa+ estivessem aumentados em tamanho nas lesões de vulva...

Estudo sobre o efeito de técnicas preventivas na incidência de lesões esofageanas após ablação do átrio esquerdo para tratamento de fibrilação atrial; Study on the effect of preventive techniques in the incidence of esophageal lesions after left atrial ablation for treatment of atrial fibrillation

Oliveira , Barbara Daniela da Eira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Introdução: Na última década, desde a descrição inicial da ablação das veias pulmonares, a ablação por cateter da fibrilação atrial (FA) tem evoluído consideravelmente em eficácia e segurança, consolidando-se como opção terapêutica em pacientes selecionados com FA. No entanto, a ablação da FA é um procedimento complexo e não isento de riscos. Ainda que seja uma complicação rara, o desenvolvimento de fístulas átrio-esofágicas (FAE) é a segunda complicação responsável por morte relacionada ao procedimento e responde por 16% dos casos de morte após ablação de FA. Consensos atuais não orientam recomendações definitivas para prevenção de lesões esofágicas, consideradas lesões precursoras de FAE. O objetivo deste trabalho foi comparar a incidência de lesões esofageanas e periesofageanas por ecoendoscopia após ablação de fibrilação atrial, utilizando diferentes estratégias de proteção esofágica durante as aplicações de radiofrequência na parede posterior do átrio esquerdo. Método: No período de outubro/2012 a julho/2014, foram estudados 45 pacientes submetidos à ablação percutânea de FA, portadores de FA paroxística ou persistente há menos de um ano. Todos os pacientes foram submetidos a ablação circunferencial com isolamento elétrico das veias pulmonares...

Influência das lesões de caudofagia na fase de terminação sobre o desempenho zootécnico, sanitário e condenações ao abate de suínos; Influence of tail biting on pig performance, health, lesions and condemnations at slaughter of finishing pigs

Marques, Brenda Maria Ferreira Passos Prado
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.89%
O presente trabalho avaliou a influência de lesões de caudofagia em suínos na terminação sobre o ganho de peso, variáveis sanitárias, ocorrência de lesões e condenações ao abate. O estudo foi realizado em quatro propriedades (PROP) de terminação de suínos. Para cada suíno com lesão de caudofagia foram selecionados dois controles, totalizando a avaliação dos seguintes números de animais: PROP1: 87; PROP2: 33; PROP3: 60; PROP4: 132. As lesões na cauda foram classificadas conforme o grau de severidade (escore de 0 a 4, sendo 0 normal e a severidade aumentando até os graus 2 e 3, e como grau 4 para lesões cicatrizadas). A cada uma de 4 a 6 avaliações (conforme a idade inicial do 1o diagnóstico do problema), os animais eram pesados e as lesões na cauda avaliadas. Em todas as propriedades, foi observada uma recuperação das lesões de caudofagia na terceira avaliação. Nas PROP 1 e 3, animais com lesões de escore 3 (severas) tiveram menor ganho de peso (P<0,05) comparados aos animais de escore 0. Além disso, na PROP3, animais com escore 3 foram menos pesados (P<0,05) ao abate do que aqueles de escore 0. A chance de animais com escore 3 terem artrite e apresentarem nódulos subcutâneos e/ou abscessos foi 25...

Lesões esportivas em atletas com deficiencia visual; Sport injuries in athletes with visual disability

Marilia Passos Magno e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
Estudos na área de lesões esportivas em atletas com deficiência apresentam em sua maioria um desenho de pesquisa que agrega dados de diferentes deficiências (físicas e sensoriais) e modalidades esportivas, criando dificuldades na interpretação dos resultados. Já que diferentes deficiências e modalidades esportivas podem causar diferentes tipos de lesão. Este estudo teve como objetivo principal analisar a frequência das lesões esportivas em atletas com deficiência visual. Além de identificar as áreas corporais mais lesionadas; o mecanismo das lesões esportivas; as principais lesões esportivas que acometem os atletas com deficiência visual; traçar as características lesionais pertinente a cada modalidade; verificar se o grau de deficiência visual apresenta relação com a frequência de lesões esportivas. Fizeram parte do estudo atletas com deficiência visual, de ambos os gêneros, integrantes da seleção brasileira nas modalidades de atletismo, futebol de 5, goalball, judô e natação, em competições internacionais, entre os anos de 2004 a 2008. A coleta de dados se deu através de uma ficha utilizada pela Confederação Brasileira de Desporto para Cegos e pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro, contendo as seguintes informações: nome...

Estudo de lesões musculares e articulares em praticantes de musculação de uma academia do munícipio de Florianópolis

Wagner, Eduardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 52 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.84%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos. Curso de Graduação em Educação Física.; Lesão é um assunto muito importante no meio esportivo. Pesquisa-se muito sobre isso, a fim de conhecer as causas do seu surgimento e conhecendo as causas, pode-se evita-las. O estudo teve como objetivo analisar as lesões musculares (distensões, estiramentos, contraturas) e articulares (entorses, luxações) em praticantes de musculação de uma academia do município de Florianópolis. Foi aplicado um questionário para 25 indivíduos que possuíam algum histórico de lesão na musculação, onde se encontrou 24 do sexo masculino e 1 do sexo feminino para relacionar a incidência de lesões da amostra com o sexo, profissão, lado dominante dos indivíduos, com a execução de alongamentos e aquecimentos antes dos treinamentos e se esses alongamentos tinham alguma supervisão profissional. O estudo buscou observar os locais anatômicos mais comuns que ocorreram as lesões (pescoço, ombro, braço, costas, joelhos, entre outros), quais estruturas foram mais afetadas (músculos, ossos, articulações, ligamentos, tendões, cartilagens e demais), quais tipos de lesões mais ocorreram (fratura de stress, ruptura de ligamentos e tendões...

Levantamento dos casos de lesões cancerizáveis diagnosticados pelo Laboratório de Patologia Bucal da Universidade Federal de Santa Catarina

Souza, Janaina Simiano de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 25 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.84%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.; Objetivos: O objetivo desta pesquisa foi realizar um levantamento de lesões cancerizáveis diagnosticadas pelo Laboratório de Patologia Bucal da UFSC. Materiais e métodos: Os dados clínicos e histológicos referentes a tais lesões foram obtidos a partir das fichas clínicas e dos laudos histopatológicos, respectivamente. Resultados: Dos 230 casos analisados, a lesão mais prevalente foi a leucoplasia (73,48%), seguida da queilite actínica (15,65%), leucoeritroplasia (6,52%) e eritroplasia (4,35%). Verificou-se uma associação significativa entre o sexo e as lesões, sendo o sexo masculino mais afetado em todos os tipos de lesões, especialmente a queilite actínica. A raça leucoderma foi a mais acometida em todas as lesões. Quanto à faixa etária, houve uma maior prevalência de todas as lesões entre a 4a e 7ª década de vida. Com relação à localização anatômica, o vermelhão de lábio inferior foi a mais acometida (23,17%). Considerando apenas as lesões intra-orais, as localizações mais frequentes foram mucosa jugal e rebordo alveolar, 14,23% e 12,60% respectivamente. O diagnóstico mais encontrado para leucoplasia foi de displasia leve (33...

Trauma torácico : fisiopatologia e prevalência de lesões intra-torácicas em canídeos e felideos politraumatizados no Hospital Veterinário do Porto : utilidade da troponina cardíaca I no diagnóstico de lesões intra-torácicas

Nunes, Bruno Filipe Fernandes
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 10/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Hoje em dia os traumatismos, qualquer que seja a sua etiologia, continuam a ser uma das principais causas de morte nos animais de companhia. O trauma torácico assume uma grande importância nestas situações, face à gravidade das lesões intra-tóracicas que frequentemente se desenvolvem, nomeadamente lesões no parênquima pulmonar (contusão pulmonar), no espaço pleural (hemopneumotórax), no miocárdio e grandes vasos (miocardite traumática e derrame pericárdico) e na parede torácica (fractura de costelas e tórax instável), entre outras. É assim fundamental um bom conhecimento dos mecanismos fisiopatológicos do trauma e das lesões intra-torácicas que dele advém, de modo a conseguir prever e tratar atempadamente as lesões mais severas que rapidamente podem levar à morte do animal. No primeiro estudo realizado e que incidiu numa população de 68 animais politraumatizados por atropelamento ou por quedas de alturas, verificou-se que as lesões esqueléticas (44%) eram as mais frequentes, seguidas das lesões intra-torácicas (36%). Destas últimas, o pneumotórax (56%) e a contusão pulmonar (52%) foram as lesões mais comuns, seguindo-se o hemotórax (16%)...

Factores de risco para lesões costais em vacas leiteiras mantidas em regime intensivo

Azevedo, João Monjardino de Brito de
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 25/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Fazendo uma analogia com as lesões costais em humanos, é-nos compreensível que estas lesões devem ser dolorosas e limitam o bem-estar e a saúde das vacas, originando como consequência quebras na produtividade e no retorno económico da exploração. Este parece ser mais um problema de bem-estar animal identificado em vacarias com regime de produção intensivo, e como tal urge sabermos de que forma afectam os animais e o que pode ser feito para evitarmos estas situações. A presente dissertação tem como objectivo determinar a prevalência de lesões costais em vacas de leite mantidas em regime intensivo e tentar identificar quais os factores de risco para as mesmas, quer associados às vacarias, quer associado aos animais com lesões. Para o efeito foram estudadas 22 vacarias e 1.319 animais da Região da Beira Litoral de Portugal. A prevalência de lesões costais em todo o efectivo estudado foi de 2,3%. Relativamente às lesões das 7ª, 8ª e 9ª costelas uni ou bilateral, registámos intervalos de prevalência por exploração que vão desde os 0% (n=12) a 6,08% (n=1). Da amostra total de animais com lesões em estudo (n=31), resultou a seguinte prevalência de lesões costais de acordo com as costelas afectadas: lesão bilateral da 8ª costela – 26%; lesão bilateral da 9ª costela – 3%; lesão unilateral da 7ª costela – 3%; lesão unilateral da 8ª costela – 23%; lesão unilateral da 9ª costela – 11%; lesão unilateral da 10ª costela – 3%; lesão unilateral da 11ª costela – 5%; lesão unilateral da 12ª costela – 6% e lesão unilateral da 13ª costela – 20%. Conclui-se do estudo que os factores de risco para as lesões associados às infraestruturas das vacarias são: maus cubículos...

Efeitos de um programa de exercícios de reeducação sensório-motor no controlo postural e na incidência de lesões músculo-esqueléticas em futebolistas amadores

Coito, João António Luís
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Mestrado em Ciências da Fisioterapia; Introdução: Existem poucos estudos na literatura acerca da incidência de lesões em equipas de futebol amadoras masculinas, assim como a avaliação dos efeitos de um programa de exercícios na prevenção de lesões. Objectivos: (1) Avaliar os efeitos de um programa de reeducação sensório-motora durante 8 semanas no controlo postural e na incidência de lesões de uma equipa de futebol amadora. (2) Determinar a prevalência e incidência de lesões músculo-esqueléticas e caracterizar o seu padrão de ocorrência ao longo de duas épocas (2011-12 e 2012-13). Metodologia: A amostra foi constituida por uma equipa de futebol que competiu na 2ªDivisão B Portuguesa (n=31, média de 22,94 anos). As lesões da época 2011-12 foram registadas de uma forma retrospectiva, através da aplicação de um questionário aos atletas. Na época 2012-13 o tempo de exposição a treinos e jogos, bem como as lesões ocorridas, foram registadas prospectivamente. Nesta época, foram constituídos dois grupos - Grupo Experimental (GE) (n=13) e Grupo Controlo (GC) (n=12). Foram realizados dois momentos de avaliação, antes e depois do programa de exercícios, sendo avaliado o controlo postural, através de uma plataforma de força. Foram medidas o deslocamento do centro de pressão (no eixo médio-lateral...

Lesões do sistema músculo-esquelético em futebolistas jovens

Lucas, Alexandre Miguel Mil-Homens
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Mestrado em Ciências da Fisioterapia; Objectivo: Analisar e caracterizar as lesões desportivas em futebolistas jovens e identificar factores de risco associados. Desenho de estudo: Estudo epidemiológico de design retrospectivo. Métodos: Amostra de 83 jogadores entre os 15 e os 19 anos, dos escalões de sub-17 e sub-19 de duas equipas nacionais. A metodologia e definições das variáveis estão de acordo com o estabelecido pela F-MARC (FIFA). Resultados: Registou-se um total de 73 lesões em 45 atletas. A incidência global foi de 4,32 lesões por 1000 horas de exposição; 22,64 lesões por 1000 horas de exposição ao jogo e 1,44 lesões por 1000 horas de exposição ao treino. Nos sub-17 registaram-se 4,68 lesões por 1000 horas de exposição e nos sub-19, 4,08 lesões por 1000 horas de exposição. 67% das lesões localizaram-se no membro inferior, foram maioritariamente musculares e capsulo-ligamentares, 82,2% foram por traumatismo e 69,9% após contacto, 60,3% foram uma 1ª ocorrência da lesão, 8,2% ocorreram durante a pré-época e 38,4% foram de severidade minor. O risco de um atleta sofrer lesão foi três vezes superior em jogo que em treino. Conclusão: O risco de lesões nos atletas jovens foi elevado...

Prevalência e incidência das lesões em surfistas de elite portugueses : comparação entre competidores e não competidores

Santos, Pedro Castro Coelho Tavares dos
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Mestrado em Ciências da Fisioterapia; Introdução: Na última década a prática do surf sofreu um crescimento exponencial, quer em termos competitivos quer recreativos. Também as lesões específicas da sua prática se tornaram mais frequentes, sendo pertinente caracterizar e analisar a prevalência e incidência das lesões, e explorar possíveis fatores de risco associados que permitam desenhar programas de prevenção e/ou gestão do risco de lesão. Objetivos: Determinar e comparar a incidência e prevalência de lesões, ao longo de oito meses, em surfistas de elite nacional, Competidores e Free-surfers, identificando fatores de risco associados ao padrão de ocorrência das lesões. Metodologia: Estudo de Coorte, transversal, retrospetivo envolvendo uma amostra de 60 surfistas nacionais (idade=27±8,4 anos). Foi aplicado um questionário, preenchido presencialmente ou por e-mail, referente ao período em estudo. Resultados e discussão: Os valores de prevalência de lesões foram de 56,7%, com um rácio de 0,83 lesões por surfista. A incidência de lesão por 1000 dias de surf foi de 6,2 lesões nos Free-surfers e de 3,8 lesões nos Competidores. Para a população total, a um tempo de prática semanal desportiva mais elevado (r(60)=0...

Fatores de risco para recidiva após tratamento de lesões provocadas pelo HPV no trato genital feminino

Marana,Heitor Ricardo Cosiski; Duarte,Geraldo; Quintana,Silvana Maria
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Objetivos: avaliação de fatores de risco [grau da lesão e associação com o vírus da imunodeficiência adquirida tipo 1 (HIV-1) e gestação] para recidiva após tratamento de lesões provocadas pelo papilomavírus humano (HPV) no trato genital feminino. Material e métodos: foram avaliadas 70 pacientes com diagnóstico clínico, colposcópico e citológico de infecção pelo HPV. O seguimento clínico foi de no mínimo 6 meses após o tratamento inicial, possibilitando avaliar os resultados terapêuticos. Neste grupo, 26 pacientes eram grávidas, sendo 12 com sorologia positiva para o HIV-1. As 44 pacientes restantes encontravam-se fora do período gravídico-puerperal, sendo que destas, 14 eram contaminadas pelo HIV-1. Segundo os critérios citológicos as lesões de colo foram classificadas em alterações associadas ao HPV ou neoplasia intra-epitelial cervical (NIC) graus I (lesões de baixo grau) ou NIC II/III (lesões de alto grau). A análise estatística foi realizada pelo teste exato de Fisher com nível de significância para p< 0.05. O esquema terapêutico para lesões restritas ao colo do útero foi crio ou eletrocautério (EC), já a presença de lesões difusas pelos fórnices vaginais implicou o uso de 5-fluoruracil tópico; nas lesões da região vulvo-perineal utilizou-se o ácido tricloroacético 80% e caso fossem lesões volumosas realizava-se o EC. Nas gestantes foi utilizado o criocautério para lesões restritas ao colo e EC para lesões difusas. Resultados: das pacientes grávidas HIV-1 negativas...

Prevalência de lesões em atletas do futsal feminino brasileiro: um estudo retrospectivo

Gayardo,Araceli; Matana,Sinara Busatto; Silva,Márcia Regina da
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.85%
INTRODUÇÃO: O futsal vem se destacando no cenário internacional como uma das modalidades em maior ascensão. Na literatura, são escassos os estudos que relatam as lesões no gênero feminino nesta modalidade. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência de lesões em atletas do futsal feminino brasileiro. MÉTODOS: A amostra correspondeu às atletas que participaram da Liga Nacional de Futsal 2011, totalizando 135 atletas. Investigou-se a prevalência de lesões apresentadas durante toda a temporada de 2010. RESULTADOS: Das 135 atletas, 73 (54,1%) apresentaram algum tipo de lesão, sendo identificados 104 traumas. As lesões nos membros inferiores corresponderam a 86,5% do total, com 28,9% (n = 30) no tornozelo, 24% (n = 25) na coxa e o joelho correspondeu a 23,1% (n = 24). Quanto à forma, 51,9% (n = 54) ocorreram sem contato e 46,1% (n = 48) por contato direto. Durante o treinamento técnico/tático ou treinamento físico ocorreram 59,6% das lesões (n = 62) e 40,4% (n = 42), durante os jogos. Das lesões, 58,6% ocorreram pela primeira vez e 40,4% são recidivas. Não foi encontrada associação entre acompanhamento fisioterapêutico em treinos e competições, com o número e a gravidade das lesões. Também não há relação com o membro dominante e o hemicorpo do trauma. CONCLUSÕES: As atletas do futsal feminino brasileiro apresentam grande prevalência de lesões...

Lesões bucais em pacientes pediátricos: estudo retrospectivo de 620 biópsias registradas no Laboratório de Patologia Bucal da Universidade Federal de Uberlândia-MG-Brasil

Moreira, Marília Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Na infância, especificamente, a prática odontológica tem se restringido aos cuidados com a preservação da dentição e dos tecidos periodontais, expressa basicamente pela prevenção e tratamento da cárie, doença periodontal e má-oclusão, deixando uma lacuna quanto ao diagnóstico e tratamento das lesões de tecidos moles e duros. Os estudos objetivando este conhecimento são esparsos, limitando-se àqueles de caráter epidemiológico de base populacional ou a descrição de casos clínicos isolados. O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo epidemiológico retrospectivo das doenças bucais em idade pediátrica, baseado no levantamento dos casos diagnosticados no Laboratório de Patologia Bucal da Universidade Federal de Uberlândia no período compreendido entre 1978 e 2004. Para tanto, foram levantados neste período (27 anos) 7292 casos registrados nos arquivos do Laboratório. Deste total, 8,5% dos casos, correspondendo a 620 biópsias, satisfizeram os critérios da faixa etária limítrofe (0-14 anos) e de situarem-se nos tecidos bucais. Para sua classificação, foram utilizados os critérios de Happonen et al (1982) com pequenas modificações, agrupando-as em 10 categorias. Nossos resultados mostram que a maioria dos casos se concentrou no grupo mais velho...

Lesões desportivas em jovens hoquistas do escalão etário 14 - 16 anos : estudo de um grupo de elite e de um grupo local

Neves, Bruno Filipe Gonçalves das
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Objectivo: Este estudo vem no seguimento de outros já realizados em anos anteriores, tem como objectivo acompanhar durante uma época desportiva um grupo de atletas de elite (Grupo 1) e outro de atletas a competirem no campeonato regional e nacional (Grupo2) na modalidade de hóquei em patins no escalão etário 14-16 anos. A recolha dos dados pretende ajudar-nos a perceber e analisar a lesão desportiva nas suas diversas vertentes, procurando identificar, localizar e tipificar a sua ocorrência na nossa modalidade e a relação que existe entre este dois grupos, associando o número de treinos e jogos. Metodologia: A amostra é constituída 63 atleta de sexo masculino na modalidade de Hóquei em Patins no escalão etário dos 14-16 anos. Divide-se em dois grupos, um de 32 atletas de elite presentes nos estágios de pré-selecção outro de 31 atletas de equipas a disputar os campeonatos regionais e nacionais. Durante o estudo foram recolhidos dados relativos ao número de treinos realizados por cada atleta, minutos de treino, número de jogos realizados por cada atleta, minutos de competição, etc. Foram também reportados os números de lesões ocorridas tanto em treino como em competição, o seu grau de severidade através do número de dias de ausência da prática desportiva (Finch...

Perdas econômicas ocasionadas por lesões em carcaças de bovinos abatidos em matadouro-frigorífico do norte de Mato Grosso

Polizel Neto,Angelo; Zanco,Natália; Lolatto,Danielly C.J.; Moreira,Paulo S.A.; Dromboski,Tiago
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
Este estudo teve o objetivo de avaliar as perdas econômicas decorrentes de lesões de transporte e manejo pré-abate em carcaças de bovinos abatidos em matadouro-frigorífico inspecionado na região norte do Estado de Mato Grosso/MT, Brasil. De um total de 1.021 animais avaliados identificou-se que 433(42,4%) apresentavam carcaças com lesões relacionadas ao transporte e manejo pré-abate. A frequência de lesões encontradas evidenciou uma diferença (P<0,05)de acordo com o tempo de transporte, em que, com o transporte de até duas horas foi observado 1,82 lesão/carcaça lesionada e 2,05 lesão/carcaça lesionada com o tempo de 2 a 8 horas, sendo que para tempo de transporte maior que 8 horas, foi observado 2,07 lesões/carcaça lesionada, sendo esse valor igual (P>0,05)aos valores encontrados para transporte entre 2 a 8 horas.Os animais lesionados apresentaram de uma até seis lesões em sua carcaça, com uma maioria (96,9%) variando entre 1 a 4 lesões, sendo que os animais transportados por mais de 2 horas apresentaram mais lesões que os animais transportados por até 2 horas (P<0,05).Foi observado que o local de maior incidência de lesões foi o lombo, com 50,35% das lesões, seguido pela região do coxão com 36,38% das lesões encontradas neste estudo. Encontrou-se também uma perca no valor de 115...

Prevalência das lesões de mucosa bucal e seu impacto na qualidade de vida relacionada à saúde bucal em crianças de cinco anos de idade; Prevalence of oral mucosal lesions and their impact on oral health related quality of life in children from a birth cohort

OLIVEIRA, Luisa Jardim Corrêa de
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Oral mucosal lesions are conditions that occur in soft tissues of the mouth, and are expressed by several clinical aspects. The literature has reported the need of considering the functional and psychosocial dimensions in regard to the oral health for the evaluation of dental interventions, such as the oral health related quality of life impact. In this context, the oral mucosal lesions can influence people's daily life due to pain and discomfort that they can cause. The aim of this study was to access the prevalence of oral mucosal lesions and their impact on Oral Health Related Quality of Life (OHRQoL) in children aged 5, from a birth cohort of Pelotas, Brazil. In 2009, a sample of 1,303 children born in Pelotas (2004 Cohort) was selected to participate in the study. Data were collected using a questionnaire applied to mothers and with clinical examinations of the children in their household. Oral mucosal lesions (OML) were identified by type, site and size. Early Childhood Oral Health Impact Scale (ECOHIS), consists of 13 questions, was used to assess caregivers perception on children OHRQoL. Descriptive analysis was performed in order to get the absolute and relative frequencies of the variables related to oral mucosal lesions. Bivariate analysis was performed to assess the association between the presence of OML and prevalence...

LESÕES TRAUMÁTICAS DE VÍSCERAS OCAS; INJURIES TO THE HOLLOW VISCERA

Motta, Dino Cesar; Scarpelini, Sandro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
Nos pacientes vítimas de traumatismo abdominal, contuso ou penetrante, além dos cuidados iniciais de estabilização, diagnóstico cuidadoso de lesões associadas e tratamento cirúrgico imediato em situações óbvias, devemos estar atentos para possíveis lesões de vísceras ocas que podem se manifestar tardiamente, postergando o tratamento definitivo, com conseqüente piora do prognóstico. Baseado na forte suspeita, analisando o mecanismo do trauma e lesões encontradas na avaliação inicial, o lavado peritoneal diagnóstico e exames de imagem devem ser empregados em conjunto, para confirmar ou afastar a existência de lesão de vísceras ocas. Atualmente, não dispomos de exames com especificidade e sensibilidade suficientes para, isoladamente, definir o diagnóstico. Dentre os órgãos intra cavitários não sólidos envolvidos nos traumatismos abdominais, destaca-se o intestino delgado como o mais acometido nas lesões penetrantes, seguido pelo cólon, estômago e duodeno. As lesões de vísceras ocas são menos freqüentes em traumatismos contusos, porém, geralmente, apresentam-se com maior gravidade e associadas a outras lesões. O tratamento é cirúrgico, em geral com o reparo primário da víscera, sendo a tática operatória guiada pela gravidade das lesões e condições gerais do paciente.; In abdominal blunt or penetrating trauma patients...