Página 1 dos resultados de 4867 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Response of oriental fruit moth, Grapholita molesta (Busck) (Lepidoptera: Tortricidae), eggs to gamma radiation

SILVA, W. D.; ARTHUR, V.; MASTRANGELO, T.
Fonte: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD Publicador: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.66%
As insects increase in radiotolerance as they develop and usually several developmental stages of the pest may be present in the fresh shipped commodity, it is important to know the radiation susceptibility of the stages of the target insect before the establishment of ionizing radiation quarantine treatments. This study was performed to determine the radiotolerance of eggs of the oriental fruit moth, Grapholita molesta (Busck) (Lepidoptera: Tortricidae), to gamma radiation. This species is considered as one of the most serious worldwide pests for temperate fruits, especially peaches. Eggs (12 h old) were exposed to 0 (control), 25, 35, 50, 75, 100, 125 and 150 Gy of gamma radiation. Surviving larvae were allowed to feed on an artificial diet. Three days after irradiation, it was verified that larvae`s cephalic capsules were significantly affected by gamma radiation, and the estimated mean LD(90) and LD(99) were 66.3 Gy and 125.8 Gy, respectively. Oriental fruit moth eggs revealed to be quite radiosensitive and very low doses as 50 Gy were sufficient to disrupt G. molesta embryogenesis. At 25 Gy, only male adults originated from the surviving larvae and, after mating with untreated fertile females, shown to be sterile. (C) 2010 Elsevier Ltd. All rights reserved.

Phylogeography of Chelonus insularis (Hymenoptera: Braconidae) and Campoletis sonorensis (Hymenoptera: Ichneumonidae), Two Primary Neotropical Parasitoids of the Fall Armyworm (Lepidoptera: Noctuidae)

JOURDIE, Violaine; VIRLA, Eduardo; MURILLO, Henry; BENTO, Jose Mauricio S.; TURLINGS, Ted C.; ALVAREZ, Nadir
Fonte: ENTOMOLOGICAL SOC AMER Publicador: ENTOMOLOGICAL SOC AMER
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.79%
In a previous study, we observed no spatial genetic structure in Mexican populations of the parasitoids Chelonus insularis Cresson (Hymenoptera: Braconidae) and Campoletis sonorensis Cameron (Hymenoptera: Ichneumonidae) by using microsatellite markers In the current study, we Investigated whether for these important parasitoids of the fall armyworm (Lepidoptera: Noctuidae) there is any genetic structure at a larger scale Insects of both species were collected across the American continent and their phylogeography was Investigated using both nuclear and mitochondria] markers Our results suggest an ancient north-south migration of C insularis, whereas no clear pattern] could be determined for C sonorensis. Nonetheless, the resulting topology indicated the existence of a cryptic taxon within this later species. a few Canadian specimens determined as C. sonorensis branch outside a clack composed of the Argentinean Chelonus grioti Blanchard, the Brazilian Chelonus flavicincta Ashmead, and the rest of the C sonorensis individuals The individuals revealing the cryptic taxon were collected from Thichoplusia in (Hubner) (Lepidoptera. Noctuidae) on tomato (Lycopersicon spp) and may represent a biotype that has adapted to the early season phenology of its host. Overall...

Larvicidal activity of Piper tuberculatum on Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) under laboratory conditions

Soberon Risco, Gladys V.; Rojas Idrogo, Consuelo; Kato, Massuo J.; Saavedra Diaz, Jorge; Armando-, Jose, Jr.; Delgado Paredes, Guillermo E.
Fonte: SOC COLOMBIANA ENTOMOLOGIA-SOCOLEN; SANTAFE DE BOGOTA Publicador: SOC COLOMBIANA ENTOMOLOGIA-SOCOLEN; SANTAFE DE BOGOTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.66%
The larvicidal activity of the neotropical "matico" Piper tuberculatum was evaluated. The secondary compounds were extracted of leaves, stems and mature spikes with fruits and seeds from wild plants and in vitro plants of Piper tuberculatum. The acute toxicities to the fall armyworm, Spodoptera frugiperda (Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), of extracts of spikes with fruits and seeds and in vitro plants of P tuberculatum were evaluated by means of contact bioassays. Only CH2Cl2:MeOH (2:1) and EtOH extracts of mature spikes and CH2C12:MeOH (2:1) extract from in vitro plants showed significant levels of larval mortality. The CH2Cl2:MeOH (2:1) and EtOH extracts of mature spikes caused 90% mortality when doses of 0.1850 mg/mu L were applied to the S. frugiperda in 24 and 48 h of exposure, respectively. The CH2Cl2:MeOH (2:1) extract from in vitro plants caused 95% mortality when doses of 0.1850 mg/mu L were too applied in 48 h of exposure. The mature spikes test best results were: LD50 0.001 mg/mu L with EtOH and 0.007 mg/mu L with CH2Cl2:MeOH (2:1) and LD90 0.027 mg/mu L with EtOH and 0.103 mg/mu L with CH2Cl2:MeOH (2:1); and, in the case of in vitro plants, only CH2Cl2:MeOH (2:1) extract was: LD50 0.003 mg/mu L and LD90 0.060 mg/mu L. The potential value of extracts derived from P. tuberculatum as efficient insecticides against S.frugiperda is discussed.

Lespesia melloi sp. nov. (Diptera: Tachinidae) from Brazil, a parasitoid of Xanthopastis timais (Lepidoptera: Noctuidae)

Gil-Santana, Hélcio R.; Nihei, Silvio Shigueo; Nunez, Enio
Fonte: Journal of Insect Science; Milwaukee Publicador: Journal of Insect Science; Milwaukee
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.66%
A new species of the New World genus Lespesia, Lespesia melloi sp. nov. (Diptera: Tachinidae), is described from southeastern Brazil. The species is reported here as a parasitoid of Xanthopastis timais (Cramer, 1782) (Lepidoptera: Noctuidae). The caterpillars of this noctuid feed on leaves and bulbs of amaryllis (Amaryllidaceae) in Brazil.; The authors are grateful to Carlos Lamas (MZSP curator) for allowing access to the Tachinidae collection, and two anonymous reviewers for their comments and suggestions. SSN thanks the financial support from FAPESP (proc. n. 2007/50836-7 and 2013/05131-6).

Performance e preferência de imaturos selvagens de Ascia monuste (Godart, 1819) (Lepidoptera, Pieridae) na mudança e na privação de hospedeiros alimentares diferentes; Performance and host preference of Ascia monuste (Lepidoptera, Pieridae) wild immatures in food change and deprivation of different hosts

Santana, Alessandra Figueiredo Kikuda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Lagartas de Ascia monuste (Lepidoptera, Pieridae) são especialistas em Brassicaceae, sendo uma das maiores consumidoras desta família da região Neotropical. No campo, uma grande proporção de lagartas migra para outros hospedeiros e freqüentemente deparam-se com variações nutricionais e espaciais de alimento. O presente trabalho teve como objetivo principal estudar a performance dos imaturos de A. monuste em quatro combinações de alimentações, com hospedeiros alimentares diferentes numa mesma fase ontogenética, utilizando-se três hospedeiros naturais: couve (Brassica oleracea var. acephala) e rúcula (Eruca sativa), e couve e repolho (B. oleracea var. capitata). Estas plantas diferem quanto ao conteúdo de nitrogênio, com couve e rúcula tendo quantidades semelhantes e maiores que o repolho. Além disso, foi avaliado, tanto em campo quanto em laboratório, se a experiência alimentar prévia influencia na escolha de alimento no instar larval subseqüente, e quais seriam os efeitos de um período de privação de 24 horas de alimento, antes da mudança de hospedeiro, sobre a performance do inseto. Apesar de pequenas diferenças digestórias, possivelmente causadas pela adequação às diferenças de nutrientes, o tempo de desenvolvimento não diferiu significativamente entre os tratamentos; houve uma porcentagem de emergência e fecundidade potencial altas. De acordo com os resultados encontrados no presente estudo...

Biologia, dano e controle de Dichomeris famulata Meyrick, 1914 (Lepidoptera: Gelechiidae) por meio de iscas; Biology, damage and control of Dichomeris famulata Meyrick, 1914 (Lepdoptera: Gelechiidae) by insecticides baits

Marques, Luiz Henrique da Silva Fagundes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
Dichomeris famulata Meyrick, 1914 (Lepidoptera: Gelechiidae) é uma nova praga da espiga de milho no Brasil, sendo importante em áreas de produção de sementes porque os grãos atacados pelas lagartas não germinam. O objetivo deste trabalho foi estudar a sua biologia, descrever os danos causados pela praga e verificar o efeito de alguns tratamentos no controle dos adultos, por ingestão, em condições de laboratório (25 ± 2°C, UR de 65 ± 10% e fotofase de 14 horas). Os inseticidas foram fornecidos às mariposas com e sem isca a base de mel a 10%. Os inseticidas utilizados e suas respectivas doses foram: cloridrato de cartape (0,5 g i.a. L-1 calda), metomil (0,258 g i.a. L-1 calda), acetamiprido (0,2 g i.a. L-1calda), espinosade (0,24 g i.a. L-1 calda) e pirimifós-metílico (0,5 g i.a. L-1 calda), além da testemunha. O ciclo biológico (ovoadulto) foi de 35,2 dias. O período de incubação foi de 4,1 dias. A duração média da fase larval foi de 21,1 dias, sendo observados cinco ínstares larvais. A fase pupal durou 8,6 dias para os machos e 8,1 dias para as fêmeas. O peso de pupa de machos e fêmeas foi de 12,4 e 11,3 mg, respectivamente. As fêmeas colocaram, em média, 118 ovos, apresentando um período de préoviposição de 10...

Controle da broca da cana-de-açúcar Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Crambidae) através de isca tóxica; Control of sugar cane borer Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Crambidae) with toxic baits

Erler, Greice
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
O objetivo desse trabalho foi estudar atrativos adicionados a inseticidas e usados na forma de isca tóxica no controle dos adultos de Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Crambidae) determinando as doses adequadas e distâncias de aplicação dessas iscas. Em laboratório, foram testadas diversas iscas, incluindo seletividade, idade e concentração das mesmas, escolha do inseticida e sua melhor dose, determinação da distância dentro da área de aplicação, efeito residual e atratividade a alguns inimigos naturais. A D. saccharalis foi mantida em condições controladas de temperatura (25+1ºC), umidade relativa (60+10%) e fotofase (14 horas). Foi avaliada a sua mortalidade 24 e 48 hs após a exposição às iscas. A seleção e concentração do atrativo e o inseticida foi feita através dos resultados que apresentaram eficiência superior a 80%. Dentre as diferentes concentrações de atrativos e de inseticidas foram obtidas às ideais para cada isca, que foram: ácido acético (2,5%); ácido acético + 3-metil-1-butanol (1,25%); calda de açúcar (20%) e açúcar (2,5%) adicionados ao cloridrato de cartape (2,0; 2,0; 1,5 e 2,0 g i.a. L-1 calda), respectivamente. Em relação ao raio de atratividade, verificou-se que a isca não atrai o adulto a longas distâncias sendo o raio de 50cm...

Análise da interação ecoquímica entre a lagarta-do-girassol Chlosyne lacinia (Lepidoptera: Nymphalidae) e as Asteraceae Tithonia diversifolia e Vernonia polyanthes utilizando cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas; Analysis of the ecochemical interaction between the sunflower caterpillar Chlosyne lacinia (Lepidoptera: Nymphalidae) and the Asteraceae Tithonia diversifolia and Vernonia polyanthes using liquid chromatography coupled to mass spectrometry

Martucci, Maria Elvira Poleti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
A lagarta da borboleta Chlosyne lacinia utiliza como plantas hospedeiras quase exclusivamente espécies da família Asteraceae, tais como Vernonia sp e Tithonia diversifolia. V. polyanthes e T. diversifolia apresentam lactonas sesquiterpênicas (LST) em sua constituição química foliar, as quais, entre outras atividades biológicas, podem ser deterrentes e tóxicas para lepidópteras. Os objetivos deste trabalho foram investigar se os metabólitos secundários das Asteraceae V. polyanthes e T. diversifolia são metabolizados, excretados intactos e/ou sequestrados durante a fase larval de C. lacinia, e se são conservados pelo adulto, elucidando, assim, parte da interação ecoquímica da lagarta-do-girassol com Asteraceae. Os extratos das folhas de V. polyanthes e T. diversifolia permitiram a identificação de 22 substâncias entre ácidos clorogênicos, flavonoides e LST. As folhas de V. polyanthes apresentaram 12 destas substâncias, sendo estas, ácidos clorogênicos, flavonoides glicuronizados e LST do subtipo hirsutinolido. Já as folhas de T. diversifolia apresentaram 13 das 22 substâncias, tais como ácidos clorogênicos e LST dos subtipos furanoeliangolido e heliangolido. As lagartas de C. lacinia cultivadas em T. diversifolia se desenvolveram até o quarto estágio completando a metamorfose para a fase adulta...

Proteínas envolvidas na secreção microapócrina na lagarta de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera); Proteins involved in microapocrine secretion in Spodoptera frugiperda caterpillar (Lepidoptera)

Silva, Walciane da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.94%
A região anterior do intestino médio de Lepidoptera apresenta uma secreção microapócrina de enzimas digestivas com vesículas migrando pelo interior das microvilosidades. Essas vesículas brotam das microvilosidades intestinais como vesículas de membrana dupla e são descarregadas dentro do lúmen. O objetivo desse trabalho foi identificar as proteínas secretadas e aquelas envolvidas na maquinaria secretória microapócrina em Spodoptera frugiperda. Para isso, vesículas microapócrinas foram preparadas e usadas para a produção de anticorpo policlonal. Esse anticorpo foi utilizado para varrer uma biblioteca de expressão de cDNA do intestino médio de S. frugiperda. Também obtivemos um transcriptoma por pirosequenciamento de uma biblioteca de cDNA proveniente dos transcritos do intestino médio do mesmo inseto. Os clones positivos da varredura foram sequenciados, montados e submetidos a um BLASTN contra as sequências obtidas pelo pirosequenciamento, o que resultou na extensão dessas sequências. Usamos ainda as sequências geradas pelo pirosequenciamento para reanalisar sequências de proteínas presentes nas membranas microvilares, que tinham sido obtidas anteriormente em nosso laboratório (Ferreira et al., 2007). A reanálise das sequências de proteínas microvilares gerou 66 proteínas preditas. Dessas...

Plantas hospedeiras de lepidópteros minadores em pomar de citros em Montenegro-RS; Host plants of lepidoptera leafminers in citrus orchard in Montenegro- RS, Brazil

Santos, Janaína Pereira dos; Redaelli, Luiza Rodrigues; Dal Soglio, Fabio Kessler
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.94%
Este trabalho teve como objetivos verificar e identificar lepidópteros minadores em plantas de crescimento espontâneo, presentes em pomar de citros, e verificar se o “minador-das-folhas-dos-citros”, Phyllocnistis citrella (Lepidóptera: Gracillariidae), ocorre nessas plantas espontâneas. O trabalho foi conduzido em um pomar de tangoreiro ‘Murcott’, em Montenegro- RS. Realizaramse amostragens quinzenais, de maio de 2003 a maio de 2004, coletando-se, em cada ocasião, todas as plantas e/ou ramos com minas, contidas na área delimitada por um aro de 0,28 m2, que era jogado nas linhas e nas entrelinhas de 30 árvores sorteadas. As plantas hospedeiras dos minadores foram coletadas para identificação. Registraram-se 11 espécies de lepidópteros minadores, distribuídas em seis famílias, coletadas em 15 espécies de plantas hospedeiras de nove famílias botânicas. A comunidade de plantas de crescimento espontâneo, na área amostrada, hospedou uma vasta diversidade de lepidópteros minadores, incluindo até possíveis novas famílias, porém não hospedaram P. citrella.; This study aimed to verify and to identify Lepidopterous leafminers in plants of spontaneous growth present in citrus orchard and to verify the occurrence of “citrus leafminer”...

Ultrastructural and quantitative studies of hemocytes in the sugarcane borer, Diatraea saccharalis (Lepidoptera: Pyralidae)

Falleiros, Ângela Maria Ferreira; Bombonato, Maria Terezinha Siqueira; Gregório, Elisa Aparecida
Fonte: Brazilian Archives of Biology and Technology Publicador: Brazilian Archives of Biology and Technology
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 287-294
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Seis tipos de hemócitos circulantes foram caracterizados na hemolinfa de larvas de Diatraea saccharalis (Fabricius) (Lepidoptera: Pyralidae), através da microscopia eletrônica de transmissão e varredura: prohemócitos (PR), plasmatócitos (PL), granulócitos (GR), esferulócitos (ES), oenocitóides (OE) e vermiformes (VE). O PR foi o menor tipo celular; apresentando um núcleo grande, citoplasma com poucas organelas e superfície lisa e homogênea. O PL era polimórfico e abundante, com citoplasma rico em organelas e superfície celular com várias projeções citoplasmáticas. O GR era abundante, apresentando dois tipos de grânulos envoltos por membrana (denso e estruturado), glicogênio, gotas de lipídio e projeções citoplasmáticas filopodiais. O ES era uma célula grande, com citoplasma carregado de esférulas intracitoplasmáticas. O OE foi o maior tipo de hemócito encontrado, apresentando citoplasma grande, homogêneo e escassas organelas. O VE era discóide e apresentou grânulos elétrons-densos.; Six circulating hemocytes cell types from Diatraea saccharalis (Fabricius) (Lepidoptera: Pyralidae) larvae were identified by transmission and scanning electron microscope: prohemocytes (PR)...

Bioecologia e controle microbiano de sarsina violascens (Herrich-schaeffer, 1856) (Lepidoptera: Lymantriidae) em Eucalyptus spp

Winckler, Daniela Cristina Firmino
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: v, 74 f. : il. color., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; A espécie Sarsina violascens (Herrich–Schaeffer, 1856) (Lepidoptera: Lymantriidae) é relatada como praga primária em plantios de eucalipto e teve sua primeira ocorrência registrada em 1975. No período de 2006 a 2009 houve grandes surtos dessa praga, causando desfolhamento intenso em plantios de eucalipto no norte da Bahia. Apesar dos estudos feitos no passado terem considerado espécies de eucalipto, há pouca informação sobre a suscetibilidade de clones híbridos de eucalipto à mariposa violácea. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a biologia de S. violascens em diferentes espécies e híbridos de eucalipto e em diferentes temperaturas, além de avaliar a eficiência de entomopatógenos no controle de S. violascens. No experimento 1 a biologia de S. violascens foi determinada nas espécies Eucalyptus grandis, E. urophylla e dois híbridos de E. grandis x E. urophylla (‘urograndis’). Os parâmetros avaliados foram duração e viabilidade dos estágios larval, pupal, adulto e de ovo e do ciclo total. No experimento 2 foi selecionada a espécie E. urophylla como padrão e avaliou-se o efeito de diferentes temperaturas (18...

Os hemocitos larvais de Anticarsi Gemmatalis (Hubner) (Lepidoptera: Noctuidae) e sua interação com baculovirus

Eni Braga da Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
A família Baculoviridae é constituída por vírus de fita-dupla de DNA que infectam artrópodes, larvas de lepidópteros em sua maioria. No início da década de 90, descobriu-se que baculovírus possuem genes (p35 e iap) capazes de inibir a apoptose em células hospedeiras, uma estratégia para garantir a replicação viral. O mutante vApAg, derivado de Anticarsia gemmatalis multiple nucleopolyhedrovirus (AgMNPV) e que possui um transposon interposto no gene iap3, induz apoptose em uma linhagem celular derivada de Anticarsia gemmatalis, havendo produção de progênie viral. Já o vírus vP35del, derivado de Autographa californica multiple nucleopolyhedrovirus (AcMNPV) e que possui o gene p35 deletado, também induz apoptose na mesma linhagem celular, porém sem sinais de produção de progênie. Neste trabalho, investigou-se a ocorrência de apoptose in vivo induzida por vApAg e pelo recombinante p35- derivado de AcMNPV ? vHSGFP/P35del em larvas de A. gemmatalis. Utilizou-se como modelo de estudo hemócitos infectados via injeção intrahemocélica de vírus extracelulares. Os hemócitos de A. gemmatalis foram caracterizados e o processo infeccioso de AgMNPV, vApAg, vHSGFP e vHSGFP/P35del nestas células foi estudado com base em técnicas morfológicas...

Mirmecofilia em Parrahasius polibetes (Lepidoptera: Lycaenidae) : historia natural, custos, seleção de planta hospedeira e beneficios da co-correncia com hemipteros mirmecofilos; Mymecophily ion Parrhansius polibetes (Lepidoptera: Lycaenidae) : natural history costs, host-plant selection, and benefits of co-ocurrece with myrmecophilous hemipterans

Lucas Augusto Kaminski
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
Formigas constituem um dos mais proeminentes grupos de organismos terrestres em termos de diversidade, abundância relativa e biomassa animal. Sua importância se deve principalmente ao comportamento eusocial aliado a complexos sistemas de comunicação. A vegetação de áreas tropicais é rica em fontes de alimentos renováveis que induzem a visitação freqüente de formigas às plantas. Sobre a vegetação, as formigas podem atuar como predadoras e acarretar um forte efeito sobre a comunidade de insetos herbívoros. A presença de formigas sobre plantas pode afetar insetos herbívoros basicamente de duas formas: (1) limitando sua ocorrência na folhagem através de interações antagônicas (ex. agressão, predação) ou (2) propiciando espaços livres de inimigos naturais para herbívoros mirmecófilos (que mantêm associações simbióticas com formigas). Em Lepidoptera, a mirmecofilia é amplamente difundida em apenas duas famílias de borboletas (Lycaenidae e Riodinidae). Devido a grande importância da interação com formigas para a morfologia e biologia destas borboletas, acredita-se que grande parte da história evolutiva desses organismos, incluindo eventos de diversificação seja explicada pela mirmecofilia. No entanto...

Qual região do DNA mitocondrial reflete a história evolutiva da ordem Lepidoptera?

Rocha, Patrícia Keytth Lins; Morais Júnior, Marcos Antônio de (Orientador); Balbino, Valdir de Queiroz (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
36.94%
A ordem Lepidoptera apresenta uma gama de espécimes de importância econômica, algumas são agentes polinizadores e outras são pragas. Vários estudos têm sido realizados com base na morfologia com base em dados moleculares para elucidar a evolução da ordem. O DNA mitocondrial é muito utilizado por proporcionar boa resolução filogenética. Com base em genes mitocondriais informativos, nós propusemos um conjunto de dados que pode ser utilizado em análise filogenética de Lepidoptera obtendo a mesma robustez que a análise com mtDNAs completos. Para isso, as sequências dos mitogenomas de Lepidoptera foram recuperadas no banco de dados do NCBI. Foi identificada a ordem gênica das sequências utilizando o programa MAUVE. As regiões de interesse em D. flavipennella foram sequenciadas para testar a eficiência dos marcadores moleculares em sequência nova. Foi realizada análise de entropia, teste de sinal filogenético e de saturação para verificar características de bons marcadores moleculares e foram realizadas análises filogenéticas nos programas PhyML e MrBayes. Foram realizados também testes com e sem a terceira posição dos códons para verificar a influência da terceira posição nas análises filogenéticas de Lepidoptera. As regiões estudadas foram concatenadas para aumentar os valores de confiança das árvores. Verificamos que com a concatenação dos genes COI...

Estretégias de acasalamento e qualidade do espermatóforo em heliconius (Lepidoptera, Nymphalidae)

Silva, Emmanuelle Séfora Cabral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional. Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Butterflies are insects known, in a variety of environments and for easy visual identification. The adult form may be frequently found in flowers looking for nectar. However, for many species of Heliconius (Lepidoptera, Nymphalidae) to visit the flower also represents the collecting of pollen, an important source of protein for adults. The protein obtained from the pollen allows the maintenance of physiological processes that increase the performance of the individual, promoting greater longevity and egg production. For males, proteins can also be part in your investment in reproductive success and fitness of offspring through a nutritional contribution that is transferred to the female in the act of mating as a nuptial present. It is known that this protein contains essential to the performance of the female oviposition, however the proportion of content and specific importance to the monogamous and polygamous species is not known yet. Whereas the species studied in this work have different patterns of mating in the strategy was to verify a significant difference in the quality of the spermatophore, and H. erato and H. melpomene, on the amount of protein present in this structure, indicating a difference in investment between the male reproductive strategies; Borboletas são insetos bem conhecidos...

Synteny and chromosome evolution in the lepidoptera: evidence from mapping in Heliconius melpomene

Pringle, E.; Baxter, S.; Webster, C.; Papanicolaou, A.; Lee, S.; Jiggins, C.
Fonte: Genetics Publicador: Genetics
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 EN
Relevância na Pesquisa
36.79%
The extent of conservation of synteny and gene order in the Lepidoptera has been investigated previously only by comparing a small subset of linkage groups between the moth Bombyx mori and the butterfly Heliconius melpomene. Here we report the mapping of 64 additional conserved genes in H. melpomene, which contributed 47 markers to a comparative framework of 72 orthologous loci spanning all 21 H. melpomene chromosomes and 27 of the 28 B. mori chromosomes. Comparison of the maps revealed conserved synteny across all chromosomes for the 72 loci, as well as evidence for six cases of chromosome fusion in the Heliconius lineage that contributed to the derived 21-chromosome karyotype. Comparisons of gene order on these fused chromosomes revealed two instances of colinearity between H. melpomene and B. mori, but also one instance of likely chromosomal rearrangement. B. mori is the first lepidopteran species to have its genome sequenced, and the finding that there is conserved synteny and gene order among Lepidoptera indicates that the genomic tools developed in B. mori will be broadly useful in other species.; Elizabeth G. Pringle, Simon W. Baxter, Claire L. Webster, Alexie Papanicolaou, Siu F. Lee and Chris D. Jiggins

Why some plants host more species of Lepidoptera than others: How natural enemies and native lineage influence Lepidopteran use of native and alien plants

Philips, Christopher R.
Fonte: University of Delaware Publicador: University of Delaware
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
36.79%
Tallamy, Douglas; Alien plants continue to replace native vegetation throughout North America at an alarming rate, yet we lack a firm understanding of how well alien species are performing the ecological roles of the native species they are replacing. I conducted a two year study designed to measure the impact of alien plants on native insect communities. Specifically, I investigated 1) the relationship between lepidopteran larval abundance and braconid parasitoid abundance on native and alien plant species in 13 genera of plants and on 17 alien and 15 native plant species that were unrelated; 2) the degree to which the size of the native host lineage predicts native lepidopteran host use of alien plants in the same lineage; and 3) why some plants host more species of Lepidoptera than other plants. Using previously published data, I found a significant positive relationship between the number of native congeners and the number of Lepidoptera species a plant genus can support. This relationship was not present at the family level, or in field collected abundance data. I found no overall difference in larval abundance on closely related alien and native plants, although there were significantly more larvae on alien plants during the first year of the study. I did...

Male mating history and female fecundity in the Lepidoptera: do male virgins make better partners?

Torres-Vila, Luis; Jennions, Michael
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.79%
In insects, large ejaculate and associated materials, including spermatophores, appear to have evolved via sexual selection acting on males to either delay female remating or to increase the rate of egg-laying. It is also possible, however, that females use nutrients transferred during mating to increase their lifetime fecundity. If so, male ejaculate size may also have evolved under natural selection as a form of paternal investment. In Lepidoptera, males with a greater number of prior matings tend to produce smaller spermatophores. However, the reported effects of male mating history on female fecundity vary widely among species. We therefore performed a meta-analysis using data from 29 studies of 25 species. Overall, the reproductive output of females mated to virgin males was significantly higher than that of females mated to sexually experienced males (Hedges' d=0.33, P<0.01). A sample size of around 145 females per male mating type is required to detect an effect of this size with 80% statistical power at α=0.05 (two-tailed). There was no difference in mean effect size between butterflies/skippers and moths. After controlling for any effect of taxonomic group, however, the mean effect size for polyandrous species was significantly greater than that for monandrous species (Hedges' d=0.45 vs 0.25...

Afrotropical mistletoe butterflies: Larval food plant relationships of Mylothris Hubner (Lepidoptera: Pieridae)

Braby, Michael
Fonte: Taylor & Francis Group Publicador: Taylor & Francis Group
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.79%
A detailed list of larval food plants of Mylothris based on review of published records in the literature is presented. Food plants have been reported for some 23 species (40%), although in only eight species (14%) of butterflies have plants been identified to species level. The food plants represent two unrelated orders, Santalales and Polygonales, although nearly all records (93%) are from four closely related families in the former group. Within the Santalales, the family Loranthaceae, a diverse group of aerial stem-parasitic shrubs (mistletoes), is most frequently exploited. Only two species of Mylothris, M. bernice (Hewitson) and M. rubricosta (Mabille), which are closely related and possibly comprise a single species, are associated with Polygonaceae (Polygonales). Comparison of the morphology of the early stages of M. bernice, and other evidence, clearly indicates that M. bernice/ rubricosta belong to Mylothris and do not represent a separate genus or sister group. Comments are made on these diverse food plant relationships within the context of a modern phylogeny of the Santalales and the evolution of parasitic plant feeding in butterflies in general. It is suggested that Mylothris had its major period of evolution and adaptive radiation on the Loranthaceae...