Página 1 dos resultados de 9346 itens digitais encontrados em 0.032 segundos

Organização e narração de histórias por escolares em desenvolvimento típico de linguagem; Story organization and narrative by school-age children with typical language development

BENTO, Ana Carolina Paiva; BEFI-LOPES, Debora Maria
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.97%
TEMA: habilidades narrativas em escolares com desenvolvimento típico de linguagem. OBJETIVO: analisar tanto a ordenação de figuras que compõem histórias, quanto a classificação do tipo de discurso empregado na narração dessas histórias por escolares em desenvolvimento típico de linguagem. MÉTODO: participaram deste estudo 60 escolares na faixa etária entre sete e dez anos de idade com desenvolvimento típico de linguagem. Foi utilizada uma série de 15 histórias, representadas por figuras, compostas por quatro cenas cada. Essas sequências foram criadas e classificadas em mecânicas, comportamentais e intencionais, segundo as relações envolvidas entre as personagens. Os dados foram transcritos e analisados conforme o tipo de discurso (descritivo, causal e intencional) e, além disso, foi pontuado o tipo de organização das figuras realizadas pelas crianças. RESULTADOS: não foram observadas diferenças entre as faixas etárias em relação à ordenação temporal. Para todas as faixas etárias o discurso predominante foi o do tipo causal e houve diferenças estatisticamente significantes entre as faixas etárias para os tipos de discurso causal e intencional. Também se verificou que com o aumento da complexidade das histórias fornecidas e com o aumento da idade houve aumento do tipo de discurso intencional e diminuição do tipo de discurso descritivo. CONCLUSÕES: a capacidade de ordenação temporal já está desenvolvida aos sete anos e os tipos de discurso realizados sofrem influência da idade e do tipo de história fornecida.; BACKGROUND: the narrative abilities provide valuable information about the linguistic...

Aquisição do morfema de número em crianças em desenvolvimento normal de linguagem; Number morpheme acquisition in children within normal language development

BEFI-LOPES, Debora Maria; RODRIGUES, Amalia; PUGLISI, Marina Leite
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.97%
TEMA: estudos sobre a aquisição e o uso produtivo da morfologia de número no Português Brasileiro demonstraram resultados controversos. OBJETIVO: verificar a compreensão e a produção do singular e do plural em crianças em desenvolvimento normal de linguagem. MÉTODO: participaram 64 sujeitos de 3:0 a 6:11 anos. Na prova de compreensão apontava-se a figura do substantivo flexionado corretamente, junto a três tipos de distratores. Na prova de produção, nomeava-se a figura com artigo e substantivo flexionados. RESULTADOS: houve aumento dos acertos nas duas provas com a idade. A produção do plural foi a variável com menor índice de acertos, mas apresentou aumento significativo dos 3:0 aos 5:0 anos. CONCLUSÃO: esta habilidade aprimorou-se com o desenvolvimento, estando produtiva a partir dos 5:0 anos.; BACKGROUND: studies about Brazilian Portuguese number morpheme acquisition and its productive usage have indicated controversial results. AIM: to verify the comprehension and production of singular and plural markers in children within normal language development. METHOD: participants were 64 children ranging in age from 3:0 to 6:11 years. In the comprehension test, children were encouraged to point to the correctly inflected noun picture...

A extensão média do enunciado (EME) como medida do desenvolvimento de linguagem de crianças com síndrome de Down; Mean length utterance (MLU) as a measure of language development of children with Down syndrome

MARQUES, Suelen Fernanda; LIMONGI, Suelly Cecilia Olivan
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
OBJETIVO: Caracterizar a extensão média de enunciados em morfemas (EME-m) e palavras (EME-p) produzida por crianças com síndrome de Down (SD) e verificar a eficácia da utilização da EME-p como medida do desenvolvimento linguístico geral de crianças com SD. MÉTODOS: Participaram 15 crianças com SD, com idades entre cinco e 12 anos, que foram submetidas à situação de interação livre. As crianças foram divididas em três grupos, com base na idade cronológica e mental, a partir da aplicação do Primary Test of Nonverbal Intelligence. Os 100 primeiros enunciados foram analisados quanto a: número de morfemas gramaticais para artigos, substantivos e verbos (MG-1) e pronomes, preposições e conjunções (MG-2); extensão média dos enunciados considerando-se morfemas (EME-m) e palavras (EME-p). RESULTADOS: A comparação intergrupos mostrou que quanto maior a idade, mais altas foram as médias obtidas, havendo diferença para todas as variáveis, com exceção de MG-2. Os mesmos resultados foram obtidos na comparação intragrupo para todas as variáveis. Houve forte correlação entre EME-m e EME-p. CONCLUSÃO: A EME-p pode ser utilizada como medida de identificação de desenvolvimento linguístico geral. No entanto...

Aquisição lexical no desenvolvimento normal e alterado de linguagem : um estudo experimental; Lexical acquisition during normal and impaired language development: an experimental study

Gandara, Juliana Perina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
A aquisição lexical é uma das primeiras manifestações observáveis no desenvolvimento normal da linguagem, e, portanto, alterações nesse processo constituem um marco inicial das Alterações no Desenvolvimento da Linguagem (AEDL). O objetivo principal deste trabalho foi investigar a aquisição lexical de crianças normais e aquelas com AEDL em três situações de apresentação de novas palavras, que reproduziam contextos freqüentemente usados na intervenção fonoaudiológica. Vinte e uma crianças com AEDL (GP) e 30 em desenvolvimento normal (GC), todas na faixa etária de três anos, foram randomicamente designadas a um dos subgrupos de exposição: G1 - brincadeira simbólica, G2 - jogo, G3 - interação baseada em livro de história. As mesmas cinco não-palavras foram apresentadas em quantidade controlada aos sujeitos de cada subgrupo, em três sessões de interação, na presença dos respectivos referentes, também desconhecidos. O desempenho dos sujeitos foi analisado considerando a situação natural de interação (Etapa I) e tarefas de nomeação, compreensão e reconhecimento das novas palavras em um pós-teste realizado a cada sessão (Etapa II). Para melhor discussão dos dados, a pesquisa foi dividida em três estudos. O Estudo 1 analisou o desempenho do GC no procedimento experimental...

Organização e narração de histórias por escolares em desenvolvimento típico de linguagem e com Distúrbio Específico de Linguagem (DEL); Narrative and temporal arrangement in school-age children with typical language development and specific language impairment (SLI)

Bento, Ana Carolina Paiva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
As habilidades narrativas podem fornecer ricas informações sobre as competências linguísticas, cognitivas e sociais das crianças com desenvolvimento típico e com Distúrbio Específico de Linguagem (DEL). Os objetivos dessa dissertação foram caracterizar a ordenação temporal de figuras e a narração de histórias por escolares em desenvolvimento típico de linguagem (DTL) e com DEL. Participaram deste estudo dois grupos de sujeitos, com faixa etária de sete a dez anos: o Grupo Controle (GC), sem alterações de linguagem, composto por 60 sujeitos, e o Grupo Pesquisa (GP), com diagnóstico de DEL, composto por 20 sujeitos. Para eliciar as narrativas foi utilizada uma série de 15 histórias, representadas por figuras, compostas por quatro cenas cada. Essas sequências foram criadas e classificadas em mecânicas, comportamentais e intencionais, segundo as relações envolvidas entre os personagens. Os dados foram transcritos e analisados conforme o tipo de discurso (Descritivo, Causal e Intencional) e, além disso, foi pontuado o tipo de organização das figuras realizadas pelas crianças. Esta dissertação foi dividida em dois estudos. Os resultados do Estudo I indicaram que a capacidade de ordenação temporal de figuras já está presente em escolares em DTL aos sete anos. Com o aumento da idade os escolares em DTL diminuem o uso do tipo de discurso descritivo e aumentam o uso do discurso intencional. Além disso...

Compreensão de sentenças em crianças com desenvolvimento normal de linguagem e com distúrbio específico de linguagem; Sentence comprehension in children with normal language development and with specific language impairment

Puglisi, Marina Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.95%
INTRODUÇÃO: Tarefas de compreensão de sentenças exigem grandes demandas de processamento linguístico e consistem em uma ferramenta útil para investigar diferenças entre o desempenho de crianças de diferentes grupos. O objetivo desta tese foi verificar a existência dos efeitos crosslinguísticos, sócio-econômicos e do Distúrbio Específico de Linguagem (DEL) nas habilidades de compreensão de sentenças de crianças pequenas. MÉTODO: Participaram deste estudo 269 crianças de 4 a 6 anos, divididas em quatro grupos: 1) Brasileiras de escola pública; 2) Brasileiras de escola privada; 3) Inglesas de escola pública; e 4) Brasileiras com DEL, de escola pública. As sentenças utilizadas neste estudo exigiam a compreensão de duas variáveis lingüísticas: a ordem das palavras e o morfema gramatical de número. RESULTADOS: O efeito sócio-econômico foi caracterizado por uma dificuldade específica em processar a informação morfológica de número. Houve um pequeno efeito crosslinguístico, especialmente relacionado à compreensão da ordem das palavras. A principal diferença entre os grupos foi encontrada para as crianças com DEL: enquanto as mais novas apresentaram padrões atípicos de resposta, as mais velhas tiveram um desempenho semelhante ao das crianças mais novas...

Desempenho de crianças com transtorno fonológico no test of language development primary 3 adaptado para o Português Brasileiro; Performance of phonological disordered children in the test of language development primary 3 adapted to Brazilian Portuguese

Broggio, Francine Tovo Ortigoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.16%
A heterogeneidade do Transtorno Fonológico tem suscitado muitas discussões e despertado a atenção dos pesquisadores quanto a importância de se descrever detalhadamente as características fonológicas dos sujeitos que o apresentam. Instrumentos específicos que contribuem para o diagnóstico diferencial desse Transtorno de outras alterações de linguagem possibilitam maior precisão na sua identificação. O presente estudo teve como objetivo descrever o desempenho de crianças com Transtorno Fonológico no Test of Language Development Primary 3 adaptado para o Português Brasileiro. Participaram da pesquisa 91 sujeitos, de ambos os gêneros, com idades variando de 4:0 a 8:10 anos, sendo 76 crianças com desenvolvimento típico de fala e linguagem (grupo controle) e 15 crianças com Transtorno Fonológico (grupo pesquisa). Foram aplicados os subtestes do Test of Language Development Primary 3 adaptado em todos os sujeitos, e analisados os escores padrão dos subtestes e os quocientes dos índices compostos. Também foram analisadas as correlações entre os índices Percentage of Consonants Correct - Revised do ABFW e o Percentage of Consonants Correct - Revised do Test of Language Development Primary 3 adaptado, e, entre cada um desses índices e os escores padrão dos subtestes e os quocientes do teste. Foi ainda analisada a associação entre histórico de otite...

Flexão de tempo verbal no passado no desenvolvimento normal e nas alterações específicas de linguagem; Past tense in children with normal language development and with specific language impairment

Monteiro, Telma Iacovino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.99%
Introdução: A aquisição da flexão de tempo verbal é um processo gradual, realizado inicialmente sem conhecimento de significado e regra que diferencia as formas. A dificuldade gramatical é uma das marcas mais características de muitas crianças com Alterações Específicas de Linguagem - AEL, o que inclui alterações como omissão da flexão de verbos. Objetivos: verificar a habilidade gramatical de flexão de tempo verbal no passado em crianças em Desenvolvimento Normal de Linguagem - DNL e em com AEL. Método: Foram sujeitos 30 crianças em desenvolvimento normal de linguagem - DNL e 30 crianças diagnosticadas com AEL, com idades entre quatro a seis anos em ambos os grupos. Para avaliar o uso dos verbos no passado, foi desenvolvido um teste composto por 30 verbos regulares e irregulares. A análise das respostas considerou os acertos, as substituições, as generalizações e as respostas incorretas. Resultados: As crianças de quatro anos em DNL tiveram desempenho inferior às crianças de cinco e seis anos para acertos e a pontuação total. Não houve diferença entre a quantidade de substituição em função da idade. Aos quatro anos observamse mais erros de modificação do tempo verbal. Os erros de generalização de regra não diferiram entre os grupos etários. Aos quatro anos as crianças acertaram mais verbos regulares do que irregulares. Para os sujeitos com AEL das diferentes idades não houve diferença para nenhum tipo de categoria de respostas. A comparação dos sujeitos em DNL e com AEL mostrou que os sujeitos em DNL apresentaram mais acertos...

Normatização de Protocolo de Observação Comportamental (PROC): aspectos comunicativos e cognitivos de crianças com desenvolvimento típico de linguagem; Standardization of Behavioral Observation Protocol (PROC): communicative and cognitive aspects of children with typical language development

Pereira, Tatiane Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.08%
Um grande número de crianças com menos de quatro anos de idade procura serviços de atendimento fonoaudiológico por estarem apresentando suspeitas de dificuldades quanto ao desenvolvimento adequado da linguagem. Entretanto, apesar de tal demanda, o fonoaudiólogo clínico ainda não encontra à sua disposição procedimentos sistematizados de avaliação que possam auxiliá-lo no sentido de promover um diagnóstico adequado. No intuito de contribuir para o delineamento do perfil comunicativo e cognitivo de crianças pequenas, este trabalho teve por objetivo obter valores de referência para protocolo de observação comportamental (PROC) sobre o desenvolvimento de habilidades comunicativas e de esquemas simbólicos em crianças com desenvolvimento típico de linguagem. Foram avaliadas 44 crianças entre 24 e 47 meses de ambos os gêneros, selecionadas em escolas de educação infantil, por meio de triagem do desenvolvimento global Denver II (TTDD II) e questionário com os pais. Todas as crianças foram filmadas durante 30 minutos em interação com um adulto em atividade envolvendo brinquedos. As gravações foram analisadas por meio do PROC. A análise estatística descreveu valores de média, mediana, valores mínimos e máximos. Foi utilizado o teste T de Student para comparação das idades. Foi considerado significativo valor de p<0...

Habilidades do desenvolvimento infantil em crianças com Doença Falciforme: enfoque na linguagem; Child development skills in sickle cell disease: focus on language

Gejão, Mariana Germano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.09%
A Doença Falciforme é uma alteração hemolítica hereditária do tipo autossômica recessiva com grande variabilidade clínica e importância epidemiológica envolvendo afrodescendentes. As complicações agudas estão relacionadas geralmente a vaso-oclusão, acarretando dores osteomioarticulares e abdominais e comprometimento crônico de múltiplos órgãos e sistemas. Estas complicações envolvem o sistema nervoso central, provocando acidentes vasculares encefálicos ou infartos cerebrais silenciosos. Há evidências de que o efeito cumulativo destas complicações, associado à fatores socioambientais e ao genótipo interferem no desempenho cognitivo, linguístico, pessoal-social e motor, levando a diminuição do rendimento acadêmico em idade escolar e repercutindo na qualidade de vida destes indivíduos. Os objetivos deste trabalho foram: verificar as habilidades do desenvolvimento infantil, com enfoque na linguagem, em pré-escolares com Doença Falciforme sem AVE comprovado em comparação com crianças saudáveis para a doença; verificar a influência dos aspectos motores, pessoais-sociais e cognitivos no desenvolvimento da linguagem; e verificar a influência de fatores socioambientais no desenvolvimento infantil. Trinta e quatro crianças (17 com Doença Falciforme - GDF e 17 saudáveis para a doença - Grupo controle: GC) com idade entre um ano e cinco anos e 11 meses...

Performance of preschool children with normal language development in past tense task

Monteiro-Luperi,Telma Iacovino; Befi-Lopes,Debora Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 EN
Relevância na Pesquisa
65.95%
The acquisition of tense inflection is a gradual process, and the children appear unaware of the significance of inflectional endings, without recognizing that there is a general rule for deriving one form from another. Purpose: To investigate the ability of past tense in children with normal language development (NLD). Methods: The subjects were 30 children with NLD, aged between 4 and 6 years. To evaluate the use of past tense, we developed a test composed of 30 regular and irregular verbs. The analysis of the answers considered the correct ones, the replacement, overregularization and errors. Results: The 4 years old children with NLD had worse performance than the children of 5 and 6 years in correct answers and total score. There was no difference between the numbers of replacement based on age. By the age of 4, we observed more tense inflection errors. The overregularization errors did not differ between age groups. By the age of 4, children had more regular than irregular verbs correct answers. Conclusion: The 4 years old children with NLD had worse performance than 5 and 6 years old children, because they are still improving the use of verbs in their productions. At this age, we observed tense inflection errors. The 5 and 6 years old children already master the skill of past tense and do not differenciate.

Mean length utterance in Brazilian children: a comparative study between Down syndrome, specific language impairment, and typical language development

Carvalho,Angela Maria de Amorim; Befi-Lopes,Debora Maria; Limongi,Suelly Cecília Olivan
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
66.04%
PURPOSE: To describe the linguistic performance of Brazilian Portuguese-speaking children with Down syndrome by analyzing their Mean Length Utterance; to compare their performance to that of children with Specific Language Impairment and Typical Development; and to verify whether children with Down syndrome present developmental language delay or disorder. METHOD: Participants were 25 children with Down syndrome (Research Group), matched by mental age to a Control Group of typically developing children, and to a Control Group of children with Specific Language Impairment. Participants were divided into subgroups, according to age range (three, four and five years). Speech samples were collected for the Research Group, and the Mean Length Utterance was analyzed for morphemes and words. RESULTS: Differences were observed between the performance of the Research Group and both Control Groups, and the former presented inferior Mean Length Utterance values for all age ranges, characterizing a delay in grammar and general language development. CONCLUSION: The description of the linguistic abilities of Brazilian Portuguese-speaking children with Down syndrome indicated important grammatical deficits, especially regarding the use of functional words.

Risk factors for proper oral language development in children: a systematic literature review

Gurgel,Léia Gonçalves; Vidor,Deisi Cristina Gollo Marques; Joly,Maria Cristina Rodrigues Azevedo; Reppold,Caroline Tozzi
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 EN
Relevância na Pesquisa
66.02%
Purpose: To conduct a systematic review of literature production related to risk factors for proper oral language development in children. Methods: We used the terms "child language," "risk factors," and "randomized controlled trial" in MEDLINE (accessed via PubMed), Lilacs, SciELO, and The Cochrane Library from January 1980 to February 2014. Randomized controlled trials involving the study of some risk factors related to child language were included. Works with individuals who were not from the age group 0–12 years and presented no reliable definition of risk factors were excluded. The research findings were classified according to their theme and categorized methodological aspects. Results: We observed the lack of a standardized list of risk factors for language available for health professionals. The main risk factor mentioned was family dynamics, followed by interaction with parents, immediate social environment, and encouragement given to the child in the first years of life. It was also observed that organic hazards such as brain injury, persistent otitis media, and cardiac surgery, besides the type of food and parental counseling, may be related to language disorders. Conclusion: More randomized controlled trials involving the evaluation of risk factors for child language and the creation of further studies involving children above 6 years of age and males are needed.

Language background, proficiency in English, and selection for language development.

Chur-Hansen, A.
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1997 EN
Relevância na Pesquisa
66.04%
With a diverse language background profile in an Australian medical student population, teaching interventions are necessary for students whose English language proficiency is not adequate for the study of medicine. This paper describes the screening of written and aural English language proficiency in 143 first year undergraduate students using a standardized instrument. Students identified as experiencing language difficulties were subsequently assessed by interview and allocated to faculty-based Language Development Programme. Students with the greatest need for language support participated in a full 2 year programme. Those requiring less assistance were offered more limited support in the form of specific modules within the programme. Students allocated to the full programme were significantly weaker in language proficiency compared to those offered specific modules and those not offered a placement. The information gathered during the structured interview is valuable in establishing for medical educators specific areas in which language-related teaching for students who require it can be directed. Future research is required to evaluate the effectiveness of faculty-based language interventions in terms of improvement in language proficiency over time and the effect of any improvements in language proficiency on academic and clinical performance.

Association between gestational age and birth weight on the language development of Brazilian children: a systematic review

Zerbeto,Amanda B.; Cortelo,Fernando M.; C. Filho,Élio B.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 EN
Relevância na Pesquisa
66.11%
OBJECTIVE: To review the literature that addresses the relationship between prematurity, birth weight, and development of language in Brazilian children.SOURCES: A systematic review of studies published between 2003 and 2012 in English and Portuguese and indexed in PubMed, LILACS, and SciELO. The following key words were used in the searches: Prematuro, Prematuridade, Linguagem, Prematurity, Language, Speech-Language Pathology. Fifty-seven articles were retrieved, 13 of which were included in the systematic review.SUMMARY OF THE FINDINGS: The results showed an association between prematurity, low birth weight, and language development. In studies that made comparisons between preterm and term infants, there was evidence that preterm infants had poorer performance on indicators of language. It was also observed that children born with lower birth weight had a poorer performance on measures of language when compared to children with higher weight and closer to 37 weeks of gestational age. Regarding the type of language assessed, expression proved to be more impaired than reception. Higher parental education and family income were indicated as protective factors for the development of language. Conversely, lower birth weight and higher degree of prematurity emerged as risk factors.CONCLUSIONS: Preterm birth and low birth weight poses risks for the language development of children...

Estratégias de resolução de conflito em crianças em desenvolvimento normal de linguagem: cooperação ou individualismo?; Conflict resolution strategies in children with normal language development: cooperation or individualism?

PAULA, Erica Macêdo de; BEFI-LOPES, Debora Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
OBJETIVO: Verificar as habilidades de resolução de conflito de crianças de 7 e 8 anos em desenvolvimento normal de linguagem. MÉTODOS: Participaram do estudo 40 crianças em desenvolvimento normal de linguagem, com idades entre 7 anos e 8 anos e 11 meses. Para avaliar as habilidades de resolução de conflito foram apresentados cinco contextos hipotéticos de conflito. Após a apresentação de cada história, foi feita a seguinte pergunta: "Se você fosse ele [avaliadora aponta para o personagem da história], o que você faria?". As respostas foram agrupadas em cinco níveis e pontuadas da seguinte forma: nível 0 (soluções que não se enquadram nos demais níveis) - zero ponto; nível 1 (soluções físicas) - um ponto; nível 2 (soluções unilaterais) - dois pontos; nível 3 (soluções cooperativas) - três pontos e nível 4 (soluções mútuas) - quatro pontos. RESULTADOS: A maioria das estratégias propostas pertenciam aos níveis 2 (M=2,55±0,34) e 3 (M=1,53±1,26). Foi observada correlação significante e positiva (p=0,03, r=0,34), porém ruim, entre a faixa etária das crianças e a pontuação na prova de resolução de conflito. Esses resultados indicam que aos 7 e 8 anos as crianças ainda utilizam frequentemente estratégias unilaterais...

Memória operacional fonológica e suas relações com o desenvolvimento da linguagem infantil; Phonological working memory and its relationship with language development in children

RODRIGUES, Amalia; BEFI-LOPES, Debora Maria
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
TEMA: memória operacional fonológica e desenvolvimento de linguagem em crianças com desenvolvimento normal de linguagem. OBJETIVO: descrever e discutir os achados encontrados sobre a avaliação da memória operacional fonológica em crianças em desenvolvimento normal desde a década de oitenta. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura sobre memória operacional fonológica e sua relação com o desenvolvimento das habilidades de linguagem em crianças normais. As fontes utilizadas foram livros, monografias, teses, dissertações e artigos publicados nas bases de dados Lilacs, Pubmed, Scielo e Medline. Foram analisados nessas pesquisas a constituição dos testes e os resultados referentes aos efeitos de extensão e idade em relação à memória operacional fonológica para falantes do Inglês e do Português do Brasil. CONCLUSÃO: de acordo com a literatura consultada, esses estudos demonstraram uma relação entre o conhecimento fonológico e lexical e a memória operacional fonológica em crianças em desenvolvimento normal de linguagem.; BACKGROUND: phonological working memory and typical language development in children. AIM: to describe and discuss findings of researches concerning the assessment of phonological working memory in normally developing children undertaken since the 1980's. AIM: to present a systematic literature review regarding the phonological working memory and its relationship with normal language development. METHOD: A systematic review of the literature on phonological working memory and its relationship with language development skills of normal children was made. The used material involved books...

A exposição ao chumbo como fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem; Lead exposure as a risk factor for alterations in language development

JORGE, Mariana San; VITTO, Luciana Maximiliano de; LAMÔNICA, Dionísia Aparecida Cusin; HAGE, Simone Rocha de Vasconcellos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
OBJETIVO: Verificar a ocorrência de alterações no desenvolvimento, em particular, o desenvolvimento da linguagem, em crianças com histórico de exposição ao metal chumbo, e a existência ou não de correlação entre índice de contaminação e desenvolvimento de linguagem. MÉTODOS: Cinqüenta e oito crianças entre 12 e 36 meses foram submetidas à triagem fonoaudiológica; destas, 15 compareceram para avaliação específica por meio da Escala de Desenvolvimento Comportamental de Gesell e Amatruda por terem falhado na triagem. A correlação entre índice de chumbo e o grau de defasagem na linguagem foi verificada. RESULTADOS: Seis crianças apresentaram defasagem na área da linguagem da Escala, sendo que, uma delas apresentou defasagem em todos os campos. CONCLUSÃO: Não foi encontrada correlação negativa significante entre a concentração de chumbo e o grau de defasagem no desenvolvimento de linguagem dos indivíduos participantes, entretanto, o estudo sugere que a contaminação pelo chumbo tornou-se fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem destas crianças. Dessa forma, mais estudos são necessários para verificar o grau de prejuízo que este metal pode ocasionar às pessoas, principalmente quando estão em desenvolvimento.; PURPOSE: To verify the occurrence of alterations in the development...

Case report: Guillain-Barre syndrome - language development delay; Relato de caso: síndrome de Guillain-Barré - atraso do desenvolvimento da linguagem

Lamônica, Dionísia Aparecida Cusin; Pereira, Tatiane Cristina; Silva, Kellen Ribeiro; Lopes, Andrea Cintra
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66%
The aim of the study was to describe the Guillain-Barré syndrome development and speech and language pathology manifestations. It describes the clinical picture of a speech and language pathology, and the revaluation 7 months after the symptoms beginning, through formal and informal tests application and auditory evaluation. In the revaluation, the results showed intentional communication, primary functions, restricted participation in dialogic activity, isolated words productions, orders understanding linked to the context, alimentary abilities return. Peripheral audition normality. Hospitalization, family conducts front to the disease and absence of school activities influenced in the communicative acting. The Guillain-Barré syndrome emergence, as well as the family answer to the child’s condition, influenced in a negative way the language development.; O objetivo deste estudo foi descrever o desenvolvimento da síndrome de Guillain-Barré e manifestações fonoaudiológicas. É relatado breve histórico do quadro clínico e reavaliação fonoaudiológica 7 meses após o início dos sintomas, por meio de aplicação de testes formais, informais e avaliação audiológica. Na reavaliação, os resultados indicaram comunicação intencional...

Interações entre díades mãe-criança que apresentam a linguagem expressiva típica e díades mãe-criança que apresentam a linguagem expressiva atrasada; Mother-child interaction: child with typical development in expressive language and child with late language development

Véras, Renata Meira; Salomão, Nádia Maria Ribeiro
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
The main objective of this study was to investigate the interactional aspects of mother-child relation with late development in expressive language and mother-child with typical language development based on the social interaction perspective. Participated in this study twelve mother-child dyads, with children aged from 24 to 36 months equally distributed between two children groups. The motherchild interactions were recorded in a free play situation, and the data registrations and analysis were carried out using the CHILDES (Child Language Data Exchange System) computer program. Through the comparison using proportions test, it was verified that there were variations on mother’s conversation directed to these two groups of children. The analysis of the mother’s semantic contingency pointed that the used continuity expressions with children that presented typical language development. It was observed that children with late development in expressive language received more directive expressions, and mothers presented more requests to children with typical language development. data were analyzed considering that children with typical language development presented more spontaneous speech and adequate verbal answers, and children with late development in expressive language presented more non-verbal answers...