Página 1 dos resultados de 4 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Estudo da viabilidade de formação de Mulite a partir de residuos de vidro CRT e de Lamas de anodização

Mendes, Vânia Sofia Gonçalves
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.71%
A mulite é a única fase cristalina estável no sistema Al2O3-SiO2, ocorrendo muito raramente na natureza, devido à necessidade de altas temperaturas e baixas pressões para a sua formação. Devido às suas excelentes propriedades físicas e químicas, nomeadamente, alto ponto de fusão, fraca dilatação, boa resistência à fractura e ao choque térmico, boa resistência à fluência, significativa estabilidade térmica, baixa constante dieléctrica e carácter anfotérico, tem-se assumido com significativa importância técnica. Assim, ao longo do tempo numerosos esforços de investigação têm sido enveredados para se conseguir sintetizar mulite. Recentemente, a constituição da mulite tem vindo a criar expectativas para a possibilidade de a sintetizar a partir de resíduos ricos em sílica e em alumina. A produção de mulite aliada à valorização de resíduos torna-se uma possibilidade sustentada, podendo-se produzir produtos ricos em mulite conduzindo a materiais cerâmicos de elevado desempenho e concomitantemente permitir a diminuição de resíduos, sejam eles urbanos ou industriais, transformando-os em matéria-prima para a indústria de cerâmica. No presente trabalho de investigação é estudada a viabilidade de formação de mulite através da junção de resíduos de vidro CRT (Cathode Ray Tube) a lamas de anodização...

Inertização de resíduos industriais de alumínio em materiais cerâmicos refractários

Pereira, D. A.; Labrincha, J. A.; Couto, D. M.; Castro, F.; Almeida, M. F.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Materiais Publicador: Sociedade Portuguesa de Materiais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Estudou-se a incorporação de escórias salinas de alumínio e lamas galvânicas de anodização de alumínio, como matéria prima para a fabricação de materiais refractários.

Valorização de resíduos industriais na formulação de produtos e pigmentos cerâmicos: processamento e desenvolvimento de cor

Costa, Maria Grácia Cordeiro da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
A valorização de diferentes resíduos industriais provenientes dosector de tratamento/revestimento de superfícies metálicas pode ser obtida utilizando-os como matérias-primas na formulação de pigmentos cerâmicos, sintetizados pelo método cerâmico convencional. Neste trabalho avaliou-se a viabilidade de incorporar lamas geradas pelos processos de (i) anodização, ricas em alumínio, (ii) de niquelagem e cromagem de torneiras, usadas como fonte de níquel e crómio, e (iii) da decapagem química de aços de uma trefilaria, ricas em ferro, utilizadas por si só, ou em conjunto com matérias-primas comerciais, para a obtenção depigmentos cerâmicos que coram, de forma estável, diversas matrizes cerâmicas e vítreas. Esta solução assegura ainda a inertização de potenciaisespécies perigosas presentes nos resíduos, resultando produtos inócuospara a saúde pública. Procedeu-se à caracterização de cada resíduo, em termos de composição química e mineralógica, comportamento térmico, grau de toxicidade, distribuição granulométrica, teor de humidade, etc. Verificou-se a constância das características das lamas, recorrendo à análise de lotes recolhidos em momentos distintos. Os resíduos são essencialmente constituídos por hidróxidos metálicos e foram utilizados após secagem e desagregação. No entanto...

Valorização de resíduos industriais como fonte alternativa mineral: composições cerâmicas e cimentíceas

Pereira, Fabiano Raupp
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.26%
O presente trabalho detalha estudos de valorização de resíduos como matérias-primas alternativas. Diferentes resíduos industriais baseados no sistema SiO2-Al2O3-CaO e classificados como não perigosos foram seleccionados: lamas geradas em processos de anodização de alumínio, lamas de estações de tratamento de água potável, lamas de corte de rochas ornamentais e areia de moldação da indústria de fundição. A caracterização completa destes resíduos é apresentada, incluindo parâmetros físico-químicos e comportamento térmico. De acordo com o potencial de valorização apresentado, seleccionaram-se quatro aplicações possíveis, das quais várias misturas foram formuladas e processadas experimentalmente: (i) clinqueres/cimentos, (ii) cerâmicos refractários (iii) agregados leves, e (iv) adjuvantes de trabalhabilidade de argamassas cimentíceas. As formulações de clínquer foram caracterizadas por técnicas convencionais e avançadas, tais como a ressonância magnética nuclear de 27Al e 29Si (RMNMAS), calorimetria exploratória diferencial (DSC) e difractometria de raios-X (DRX). As técnicas experimentais utilizadas permitiram acompanhar a cinética de formação e desenvolvimento das fases durante o processamento térmico do clínquer. Os principais compostos cimentíceos de formulações comuns (C2S...