Página 1 dos resultados de 291 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Efeitos da fragmentação da floresta na diversidade e abundância de anfíbios anuros e lagartos de serapilheira em uma paisagem do Planalto Atlântico de São Paulo.; Forest fragmentation effects on diversity and abundance of leaf-litter anurans and lizards in a landscape of Atlantic Plateau of São Paulo.

Condez, Thaís Helena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.47%
Para analisar os efeitos da perda de habitat e fragmentação da Mata Atlântica sobre as espécies de anfíbios anuros e lagartos de serapilheira amostramos 15 fragmentos florestais e seis localidades de mata contínua na região de Tapiraí e Piedade, Planalto Atlântico de São Paulo. Apesar de abrigar alta riqueza de espécies em comparação com outros estudos realizados no planalto, fragmentos florestais apresentaram menor diversidade em relação a localidades de mata contínua. Diferenças na composição de espécies entre as localidades podem ser explicadas pela distância geográfica, estrutura da vegetação e disponibilidade de microambientes. Os efeitos da redução de área e isolamento dos remanescentes sobre anfíbios de serapilheira variam de acordo com aspectos de história natural das espécies, e constituem características muito importantes para a conservação da diversidade na região. Nossos resultados sugerem que a distribuição de anfíbios e lagartos em paisagens fragmentadas deve ser determinada por uma interação entre os efeitos da fragmentação e alterações ambientais.; In order to investigate the effects of habitat loss and fragmentation of the Atlantic Rain Forest in leaf-litter anuran and lizards we sampled 15 fragments and six localities of continuous forest in the Tapiraí and Piedade region...

Diversidade de anfíbios anuros e lagartos de serapilheira em uma paisagem fragmentada de Ribeirão Grande, São Paulo; Diversity of leaf-litter amphibians anurans and lizards in a fragmented landscape in Ribeirão Grande, São Paulo

Bruscagin, Roberta Thomaz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.59%
A Mata Atlântica é um dos ecossistemas mais severamente afetados pelos processos de perda e fragmentação de habitats, e, apesar dessa intensa ameaça, abriga ainda grande diversidade de anfíbios e répteis. O presente estudo teve como objetivo principal relacionar a diversidade de anuros e lagartos de serapilheira com o tamanho de fragmentos florestais, assim como com características ambientais dos fragmentos e da paisagem onde os mesmos estão inseridos. A amostragem da herpetofauna foi realizada em dois anos consecutivos durante a estação chuvosa numa paisagem fragmentada nos municípios de Capão Bonito e Ribeirão Grande, adjacentes ao Parque Estadual de Intervales e Fazenda Paraíso, utilizando a área da fazenda como controle, que representa a mata contínua. Os lagartos e anuros foram amostrados por meio de armadilhas de interceptação e queda ("pitfall traps") instaladas em 15 fragmentos e em seis localidades na área-controle. Além das características da estrutura e configuração da paisagem, como o tamanho dos fragmentos e a conectividade, outras variáveis ambientais que podem influenciar a distribuição e a abundância desses táxons também foram analisadas. A herpetofauna encontrada na região é típica de Floresta Ombrófila Densa...

Lagartos e serpentes (Lepidosauria, Squamata) do mioceno médio-superior da Região Norte da América do Sul

Hsiou, Annie Schmaltz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.87%
Lagartos e serpentes fósseis da América do Sul são registrados desde o Cretáceo inferior até o Pleistoceno superior-Holoceno para a Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai e Venezuela. Para o Cretáceo, os restos de lagartos e serpentes são principalmente do Brasil e da Argentina. Lagartos filogeneticamente relacionados com a ancestralidade dos Squamata ocorrem em sedimentos do Cretáceo inferior e superior das regiões nordeste e sudeste do Brasil. As serpentes estão representadas pelos Anilioidea para o sudeste do país, e pelos Madtsoiidae para o Cretáceo médio do Estado do Maranhão. Para a Argentina, um provável Iguanidae foi descrito, além de fósseis de lagartos ainda indeterminados. As serpentes estão representadas no Cretáceo superior da Argentina pelos Dinilysiidae, Madtsoiidae, Anilioidea, e uma das serpentes mais primitivas conhecidas Najash rionegrina e provavelmente Boidae. Além da Argentina e Brasil, os Madtsoiidae também foram referidos para o Cretáceo superior da Bolívia. Para o Paleógeno, os lagartos são representados pelos Iguanidae, Gekkonidae, Teiidae, ?Scincidade e Anguimorpha. As serpentes são conhecidas quase que exclusivamente por fragmentos de vértebras das famílias Madtsoiidae...

Distribuição, nicho potencial e ecologia morfológica do gênero enyalius (squamata, leiosauridae) : testes de hipotéses para lagartos de florestas continentais brasileiras

Lima, André Felipe Barreto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
No capítulo 1 os principais fatores envolvidos com a distribuição geográfica do gênero Enyalius foram a temperatura média anual, a latitude e a amplitude média da temperatura diurna, indicando uma possível adaptação termal do gênero. A distribuição potencial do grupo refletiu na variação geográfica na morfologia, como demonstrado pelas diferenças no tamanho do corpo e estruturas morfológicas, que foram explicadas por variáveis climáticas, espaciais e estruturais do ambiente. A regra de Allen corroborou com os padrões da variação na morfologia de Enyalius, que foram correlacionados com as condições térmicas e geográficas. Os padrões de variação morfológica também foram associados com cobertura vegetal (e talvez a disponibilidade de água nas diferentes regiões), que pode exercer influência sobre a adaptação morfológica de Enyalius e explicar parte do crescimento diferencial alométrico sobre a vasta área geográfica. A hipótese de adaptação térmica deve ser a base para explicar a distribuição de Enyalius em ambientes de florestas do Brasil. No capítulo 2 estudamos as áreas de distribruição potencial de cada espécie do grupo e encontramos para a maioria delas características ambientais gerais que foram importantes para a ocorrência do gênero nos seus ambientes. A latitude e a amplitude média da temperatura diurna...

Estrutura morfometrica de comunidades de lagartos de areas abertas do litoral sudeste e Brasil Central

Alexandre Fernandes Bamberg de Araujo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/1992 PT
Relevância na Pesquisa
27.9%
Caracterizei as relações morfometricas entre as especies de lagartos de tres localidades de Cerrado do Centro Oeste e duas Restingas do Sudeste brasileiro, usando nove medidas da cabeça, corpo e extremidades, ordenadas através da Análise de Componentes Principais. Cada especie foi localizada em um espaço morfologico, definido pelos logaritmos das medidas originais. Calculei a dispersão das especies de cada localidade estudada ao longo dos tres primeiros componentes principais. Assim, reduzi o numero de dimensões e obtive uma estimativa do espaço morfologico ocupado-por cada comunidade de lagartos. Tanto na amostra combinada de todas as especies, como para cada comunidade em particular, os tres primeiros componentes principais acumularam uma variancia maior que 95% no espaço morfologico. Calculei as medias das distincia dos vizinhos mais proximos, atraves das Distancias Euclidianas entre os pares de especies, para estimar o nivel de "empacotamento de especies" ("species packing", MacArthur & Levins) das comunidades de lagartos. Os valores obtidos não apresentaram medias significativamente diferentes entre as comunidades de lagartos estudadas. As medias das Distancias do Vizinho Mais Proximo dessas comunidades é inversamente proporcional ao numero de especies...

Biogeografia e estrutura da comunidade de lagartos dos enclaves de floresta estacional decidual de São Domingos - GO (Vale do Paranã)

Werneck, Fernanda de Pinho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.79%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2006.; A composição e os padrões biogeográficos de formação da comunidade de lagartos dos enclaves de Florestas Estacionais Deciduais (FEDs) na região do Cerrado (São Domingos-GO) foram estudados com objetivo de determinar se as distribuições das espécies são associadas com a Região das Florestas Tropicais Sazonais, nova unidade fitogeográfica previamente proposta, corroborando a existência do Arco Pleistocênico de FEDs. Os lagartos foram intensivamente amostrados através de coleta manual, armadilhas de interceptação e queda (pitfalls), armadilhas de funil e de cola. A composição da comunidade de lagartos dos enclaves de FEDs foi comparada com a de outras formações vegetacionais abertas da América do Sul (Caatinga, Cerrado, Chaco, Llanos e Florestas Secas da Colômbia e Bolívia). A comunidade de lagartos dos enclaves de FEDs possui 20 espécies, incluindo 11 espécies com ampla distribuição geográfica, sete espécies compartilhadas exclusivamente com localidades do Cerrado, uma espécie compartilhada exclusivamente com outras FEDs e uma espécie localmente endêmica. A presença de Lygodactylus klugei...

Efeitos do fogo sobre a taxocenose de lagartos em áreas de cerrado sensu stricto no Brasil central

Leite, Davi Lima Pantoja
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2007.; O fogo é um agente natural de perturbação nas savanas tropicais, modifica a estrutura d comunidades animais e vegetais e transforma a paisagem. Como agente intermediário d perturbação as queimadas podem contribuir para manutenção da diversidade no Cerrado Utilizando armadilhas de interceptação e queda, foram investigados os efeitos do fogo sobre estrutura de taxocenoses de lagartos no Cerrado do Brasil Central; os efeitos de diferente regimes de queima sobre a riqueza, abundância e eqüidade de lagartos; e como a abundâncias das espécies de lagartos se relacionam com as mudanças nas características d hábitat que são induzidas pelo fogo. Foram utilizadas cinco parcelas de cerrado sensu strict submetidas a diferentes regimes de queima: queimadas quadrienais, queimadas bienais n início, meio e final da estação seca, e o controle (sem queima). Os lagartos foram amostrado durante cinco dias por mês de dezembro de 2005 a novembro de 2006 totalizando 60 armadilhas*dias por parcela. As eqüidades foram menores em parcelas nos extremos d perturbação, em acordo com a Hipótese da Perturbação Intermediária no âmbito local Quando riquezas foram contrastadas...

Estrutura de comunidades em transições ambientais : lagartos no ecótono Cerrado-Amazônia

Dantas, Pedro Tourinho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-graduação em Ecologia, 2014.; Os limites ecológicos desempenham um papel crucial no fluxo de espécies, de genes e 2 nutrientes entre áreas adjacentes. Os limites não apenas separam, mas também conectam 3 estas áreas, agindo como filtros de permeabilidade variável. A estrutura das comunidades 4 varia com a proximidade do ecótono e a riqueza de espécies no ecótono pode ser maior que, 5 menor que, ou intermediária entre as áreas adjacentes. Aqui, eu investigo como o ecótono 6 isola a Amazônia e o Cerrado, atuando como um filtro sobre as trocas faunísticas entre 7 comunidades de lagartos dos dois biomas neotropicais. Com base em dados de campo e da 8 literatura, foram realizadas análises de correlação entre índices de diversidade e a distância de 9 cada ponto amostral ao ecótono e ao centróide dos biomas. Para investigar os processos 10 responsáveis pelos padrões observados, foi realizada uma análise de correspondência 11 canônica (CCA) relacionando a ocorrência das espécies nas comunidades amostras à 12 variáveis ambientais. Os resultados demonstram que a proximidade ao ecótono Cerrado-13 Amazônia afeta negativamente a diversidade das comunidades de lagartos...

Termorregulación de lagartos en la formación de profesores de ciencias naturales y educación ambiental

Daza-Pérez,Erika Patricia; Pérez-Miranda,Royman
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 ES
Relevância na Pesquisa
37.29%
Se estudiaron las propuestas científicas sobre termorregulación en lagartos para integrar un modelo a partir del cual, mediante un cuestionario y análisis de contenido, se analizaron las explicaciones sobre el fenómeno presentadas por profesores de ciencias en formación pertenecientes a un programa de Licenciatura en Ciencias Naturales. Los modelos de los profesores distan del modelo científico. Con base en ello se presenta una propuesta y se argumenta sobre la importancia de hacer objeto de trabajo dicha temática en la formación de esos profesores.

Calangos e lagartixas: concepções sobre lagartos entre estudantes do Ensino Médio em Fortaleza, Ceará, Brasil

Passos,Daniel Cunha; Machado,Laís Feitosa; Lopes,Alexandre Ferreira; Beserra,Bernadete de Lourdes Ramos
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.59%
As concepções culturais influenciam as atitudes humanas em relação aos animais, e sua compreensão é essencial para se entender o impacto dos seres humanos sobre a fauna. Neste trabalho, inventariamos concepções sobre lagartos segundo estudantes dos estágios finais da Educação Básica, avaliando sua relação com o atual estado do conhecimento científico e interpretando os casos em discordância. Realizamos entrevistas com estudantes do terceiro ano do Ensino Médio sobre aspectos gerais relacionados a concepções, conhecimentos e usos tradicionais de lagartos. Entrevistamos 38 estudantes que compartilharam 85 concepções distintas. Embora muitas das concepções inventariadas tenham apresentado coerência com os conhecimentos científicos atuais, existiram algumas incongruências. De forma geral, os produtos desta pesquisa forneceram subsídios para a valorização dos lagartos, além de reforçar a necessidade da inclusão de ações de educação ambiental na Educação Básica, como ferramentas para enriquecer o conhecimento sobre a biodiversidade, bem como esclarecer e desmistificar possíveis concepções errôneas.

Lagartos da Marambaia, um remanescente insular de Restinga e Floresta Atlântica no Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Carvalho,André Luiz Gomes de; Araújo,Alexandre Fernandes Bamberg de; Silva,Hélio Ricardo da
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.74%
Este estudo apresenta os resultados de um inventário da fauna de lagartos da Marambaia, RJ. Foram registradas 12 espécies de lagartos, distribuídas em sete famílias. Teiidae é a família mais rica (3 spp.), seguida por Gekkonidae (2), Scincidae (2), e Tropiduridae (2), Gymnophthalmidae (1), Leiosauridae (1) e Polychrotidae (1). A composição da comunidade de lagartos da Marambaia é semelhante à de outras localidades do litoral sudeste brasileiro, entretanto a área comporta espécies de distribuição restrita às restingas do Estado do Rio de Janeiro e sob ameaça de extinção, como Cnemidophorus littoralis e Liolaemus lutzae. Também protege espécies típicas de florestas, como os lagartos arborícolas Enyalius brasiliensis e Anolis cf. fuscoauratus. Floresta e restinga são contínuas na Marambaia e representam os hábitats mais ricos em lagartos, reunindo, respectivamente, nove e oito espécies. A possibilidade de perda de variabilidade genética, como resultado do isolamento geográfico, e a aparente dificuldade de recolonização em casos de perda local de diversidade, somadas à modificações das paisagens por atividade antrópica, são fatores preocupantes para a conservação da herpetofauna da Marambaia.

Estrutura da comunidade de lagartos da Reserva Ecológica de Gurjaú/ PE

Cazal de Araújo Lira Filho, Cláudio; Mendes de Azevedo Junior, Severino (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.68%
A Reserva de Gurjaú é um remanescente de Mata Atlântica localizado em Pernambuco, Brasil, sendo o maior encontrado no estado, com aproximadamente 1.362 ha de área total. Durante um período de 12 meses, foi estudada a estrutura da comunidade de lagartos na Reserva, considerando a riqueza, composição, abundância de espécies e suas relações com o nível de conservação da área, assim como os efeitos da sazonalidade sobre esses parâmetros. A comunidade de lagartos da Reserva de Gurjaú é formada de 16 espécies sendo 4 endêmicas de Mata Atlântica e uma dessas representando um novo registro para a região leste de Pernambuco. Essa comunidade é composta, na sua maioria, por espécies pouco abundantes e algumas aparentemente vulneráveis aos distúrbios causados pela ação antrópica. Entre os dois fragmentos analisados, a maior diversidade de espécie ocorreu naquele de maior dimensão, embora ocorreram alguns aspectos divergentes quanto a essa evidência. A diversidade mostrou estreita relação com a precipitação para a região, embora o mesmo não se observou para a temperatura. Apesar dos vários indícios de degradação e dos possíveis futuros declínios populacionais, a comunidade de lagartos da Reserva de Gurjaú...

Diversidade de espécies e ecologia da comunidade de lagartos de um fragmento de Mata Atlântica no nordeste do Brasil

Silva, Ubiratan Gonçalves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional. Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Neste estudo foram investigadas a diversidade, a composição, e as diferenças no uso do espaço (hábitat e microhábitat) e do alimento em uma comunidade de lagartos habitantes da serapilheira de um fragmento de Mata Atlântica, do Estado de Alagoas, Brasil. Para a observação e/ou coleta dos espécimes, foram utilizados os métodos de busca ativa e armadilhas de queda (pit-fall traps) sem cerca-guia. Para análises de diversidade e da existência de diferenças de diversidade entre os hábitats e microhábitats, utilizou-se o índice de Shannon. A largura dos nichos espacial (hábitat e microhábitat) e alimentar foi avaliada, utilizando-se o índice de diversidade de Simpson. A similaridade entre as áreas foi averiguada utilizando-se o índice de Jaccard. Para avaliar o grau de sobreposição quanto ao uso do espaço (hábitats e microhábitats) e do alimento pelas espécies, foi utilizada uma versão da equação de MarcArthur & Levis. Foram obtidas vinte e três espécies de lagartos, pertencentes a nove famílias; destas, dezenove foram obtidas no interior da mata e nove na borda. Para o interior da mata as espécies mais abundantes foram Kentropyx calcarata, Dryadosaura nordestina, Enyalius catenatus e Gymnodactylus darwinii. Na borda da mata as espécies mais abundantes foram Tropidurus hispidus...

A diversidade de lagartos na Caatinga é mediada pelos térmitas?

Souza, Heitor Bruno de Araujo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ecologia; Bioecologia Aquática Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ecologia; Bioecologia Aquática
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.97%
Intending to explain the extraordinary lizard coexistence levels found in Australian deserts, Morton & James (1988) figured out a hypothesis which defends that the termite diversity would bring about lizard radiation. This study aims to verify the validation of that hypothesis in Caatinga lizard assemblages. This study also objectives verifying if the termite defense mechanisms influence their consuming levels by lizards and if this pattern differs between different lizard lineages. Termites were collected using a standardized sampling protocol of termites. Besides using haphazard sampling, we collect lizards with 108 pitfall traps in each area. Intending to check the linkage between the termite and lizard assemblages, the lizard stomach contents were analyzed and then a canonical correspondence analysis was performed. The presence of nonrandom patterns of diet overlap among the lizard species was also examined. Aiming to check if the defense mechanisms of termite influence their consuming pattern by lizards it was performed a laboratory experiment where termite with different defense mechanisms were offered to lizards of two different lineages. We verified that lizard assemblages do not consume termites according to termite abundance in ecosystems. Furthermore...

Estrutura da Comunidade de Lagartos de um remanescente de mata atlântica do Estado do Rio Grande Do Norte, Brasil.

Sousa, Pablo Augusto Gurgel de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia; Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia; Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.59%
As part of a broader project, Diversity and Distribution Patterns of Floristic and Faunistic composition of remnants of Potiguar s Atlantic Forest, as subsidies to conservation , that subsidizes a group of institutional research, This study aimed to evaluate the structure of the assemblage of lizards a remnant of the of the northern Atlantic Forest, identifying ecological factor (s) that contribute to the coexistence of sympatric species. Additionally, we studied the thermal ecology and thermoregulatory behavior of umbrophily and heliophily species live the Parque Estadual Mata da Pipa (PEMP), a remnant of Atlantic forest located in the Tibau do Sul municipality of, Rio Grande do Norte State, Brazil. It is one of the largest remnants of the Atlantic Forest and has an area of approximately 290 ha. The study was performed by four excursions to the field for 20 days each, when active search and pitfalls traps were used to record and colleted specimens in different habitats of the area. We recorded the presence of 19 species of lizards, of which seven are typical of forest areas, three are endemic Atlantic Forest, these two northern and one are new record for the Rio Grande do Norte. The use of resources, the results showed that phylogenetically related species do not always use a similar way the resources available; the feeding niche was the segregated component of the species that overlapped extensively in the use of space and vice versa. To examine the thermal ecology and thermoregulatory behavior of Kentropyx calcarata and Coleodactylus natalensis...

Coloniza??o por anf?bios e lagartos de ?reas reflorestadas no Plat? Sarac?, regi?o de Porto Trombetas-Par?

SARMENTO, Jo?o Fabr?cio de Melo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.9%
Poucos estudos t?m considerado a coloniza??o pela fauna em ?reas reflorestadas ap?s minera??o. Para determinar os padr?es de coloniza??o por anf?bios e lagartos de ?reas de reflorestamento em Porto Trombetas, Par?, foram examinadas a composi??o, riqueza e abund?ncia de esp?cies, e as caracter?sticas biol?gicas de anf?bios e lagartos que ocupam ?reas reflorestadas. Tamb?m foi avaliado o efeito da estrutura da vegeta??o e da dist?ncia da floresta nativa sobre a comunidade de anf?bios dos reflorestamentos. Anf?bios e lagartos foram amostrados ao longo de oito campanhas em oito ?reas de reflorestamento e quatro ?reas de floresta nativa atrav?s de procura ativa e com a utiliza??o de po?as artificiais para a reprodu??o de anf?bios. Foram registradas 20 esp?cies de anf?bios e 20 esp?cies de lagartos, sendo 14 esp?cies de anf?bios e 11 de lagartos em reflorestamentos e 19 esp?cies de anf?bios e 16 de lagartos em floresta nativa. Entre os anf?bios, Leptodactylus sp., Osteocephalus oophagus e Allobates femoralis foram as esp?cies mais abundantes nos dois ambientes e entre os lagartos, Gonatodes humeralis e Leposoma guianense foram as esp?cies mais abundantes em reflorestamentos e floresta nativa, respectivamente. Esp?cies de anf?bios de reprodu??o terrestre ou que utilizam pequenos corpos d??gua tempor?rios para a desova e lagartos arbor?colas foram os grupos mais abundantes nos reflorestamentos. Esp?cies fossoriais e semifossoriais de anf?bios e lagartos de liteira foram os principais grupos ausentes nos reflorestamentos...

Utilização do microhábitat e comportamento de duas espécies de lagartos do gênero Tropidurus numa área de Caatinga no Monumento Natural Grota do Angico

Santana, Daniel Oliveira; Faria, Renato Gomes; Ribeiro, Adauto de Souza; Oliveira, A. C. F.; Souza, B. B.; Oliveira, D. G.; Santos, E. D. S.; Soares, F. A. M.; Gonçalves, F. B.; Calasans, H. C. M.; Vieira, H. S.; Cavalcante, J. G.; Marteis, L. S.; Aschof
Fonte: Universidade Federal de Sergipe Publicador: Universidade Federal de Sergipe
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Um estudo sobre os padrões de comportamento e utilização do microhábitat por Tropidurus semitaeniatus e Tropidurus hispidus foi conduzido em área de caatinga no Monumento Natural Grota do Angico, Poço Redondo, Sergipe, nos leitos dos riachos Angico 1 e Angico 2 com afloramentos rochosos, sujeito a chuvas concentradas durante período curto do ano, onde T. semitaeniatus e T. hispidus ocorrem simpatricamente. A metodologia utilizada foi a de busca ativa, no período entre 10:00 h e 14:00 h, com todo o caminho percorrido sendo sistematicamente vistoriado. Os espécimes encontrados foram observados através do método animal focal com observação durante cinco minutos para registro dos comportamentos realizados. Além disso, foram registradas informações como horário, atividade, microhábitat e condições do tempo e da exposição dos lagartos. Calculou-se a largura de nicho utilizando o índice de diversidade de Simpson. Durante o período de estudo as duas espécies apresentaram-se ativas, com distribuição uniforme e exposição ao mosaico, sol e sombra, provavelmente para evitar superaquecimento, o que poderia causar desarranjos fisiológicos ou até mesmo a morte. Com relação à atividade e substratos utilizados...

Estrutura de comunidades de lagartos ao longo de um gradiente de vegetação em uma área de Cerrado em Coxim, MS

Santos, Gisseli Ramalho Giraldelli dos
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.83%
Este estudo teve por objetivos descrever as comunidades de lagartos em três tipos de hábitat, formando um gradiente de vegetação: mata ciliar, cerrado sensu stricto e campo sujo, determinar se há diferenças na estrutura das comunidades de lagartos ao longo do gradiente de vegetação formado pelos três tipos de hábitat e verificar quais variáveis estruturais do hábitat estão relacionadas à estrutura das comunidades de lagartos em uma área de cerrado, na Fazenda Diamante, Coxim, MS. A amostragem foi conduzida em quatro parcelas medindo 20x20 m em cada tipo de hábitat, totalizando doze parcelas. Os lagartos foram capturados por meio de armadilhas de queda, armadilhas adesivas ou manualmente. As variáveis do hábitat consideradas foram: cobertura por espécies lenhosas, cobertura por gramíneas, número de indivíduos de espécies arbóreas, número de indivíduos de espécies arbustivas, número de indivíduos de bromélias, número de cupinzeiros, cobertura por pedras, número de cavidades, cobertura por serapilheira e DAP médio das espécies arbóreas. Foram coletados 181 lagartos, de 11 espécies. O cerrado apresentou maior riqueza de espécies e maior abundância total de lagartos em relação aos outros hábitats. Não houve diferença significativa na diversidade de espécies entre os hábitats. Com relação aos hábitats...

Club los Lagartos-Ballet Nacional de Colombia

Occidente, Diario
Fonte: Biblioteca Departamental Jorge Garcés Borrero Publicador: Biblioteca Departamental Jorge Garcés Borrero
Tipo: historicalDocument; other; Documento histórico Formato: JPEG; 1 fot; 26 X 16 Cm; Electrónico
SPA
Relevância na Pesquisa
37.29%
En ceremonia efectuada en el Club Los Lagartos, la empresa productos Lever S.Ahizo entrega a la Corporación Ballet Nacional de Colombia, de la hermosa replica de la balsa del Cacique de Guatavita , utilizada hace poco durante el baile a beneficio del Hospital Infantil que presidio la Princesa Ana de Inglaterra. En la foto aparecen: el doctor Hernando Ochoa , Ministro de Educacion encargada: el poeta Jorge Rojas , Director de Colcultura y la señora Sonia Osorio ,directora del Ballet Nacional de Colombia, los acompaña entre otros, el doctor Oswaldo Acevedo, gerente de Mercadeo de productos Lever S.A y el señor Nicolas Olano, Gerente de Ventas de la misma empresa.El Archivo del Patrimonio Fotográfico y Fílmico del Valle del Cauca es responsabilidad de la Biblioteca Departamental del Valle Jorge Garcés Borrero, por convenio de cooperación suscrito con la Secretaria del Cultura Departamental, con el fin de aunar esfuerzos para su conservación, preservación y divulgación del Archivo entre la comunidad Vallecaucana, especialmente entre los estudiantes e investigadores que visitan la Biblioteca, propiciando el su uso y consulta permanente. La universidad Icesi es un colaborador en el proceso de difusión, facilitando la tecnología que permite la consulta de las imágenes.; Valle del Cauca...

Hábitos alimenticios de Sphoeroides testudineus (Perciformes: Tetraodontidae) en el sistema lagunar de Ría Lagartos, Yucatán, México

Chi-Espínola,Ariel Adriano; Vega-Cendejas,María Eugenia
Fonte: Revista de Biología Tropical Publicador: Revista de Biología Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.29%
Sphoeroides testudineus, es una especie dominante en los sistemas costeros de Yucatán. Debido a su amplia distribución, ocurrencia y abundancia realiza un importante papel funcional en los ecosistemas costeros. Evaluamos para esta especie las preferencias tróficas y su variación a nivel espacial y temporal en la laguna de Ría Lagartos, un ecosistema hiperhalino localizado al noroeste de la península de Yucatán. Los especímenes fueron recolectados bimensualmente durante dos periodos anuales (2004-2005 y 2007-2008) en 23 sitios distribuidos a lo largo del sistema en cuatro zonas (marina, canal, Coloradas oeste y Coloradas este). Las variaciones tróficas espaciales y temporales fueron evaluadas mediante un análisis de correspondencia canónica (ACC). En un total de 382 individuos, se obtuvieron 68 recursos alimenticios incluidos en 20 grupos tróficos. El mayor índice de importancia relativa (IIR) lo obtuvieron los bivalvos, gasterópodos y macrófitas. La variación trófica estacional mostró que los bivalvos y gasterópodos son consumidos a lo largo del año, mientras que las macrófitas constituyeron el alimento preferencial en la temporada de lluvias y nortes. La variación espacial indica un bajo consumo de gasterópodos hacia el interior de la laguna...