Página 1 dos resultados de 1021 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Tratamento cirúrgico de teratoma intrapericárdico em lactente; Intrapericardic surgical treatment of teratoma in infant

JATENE, Marcelo Biscegli; ABUCHAIM, Décio; MARTINS, Luciana; BARBERO-MARCIAL, Miguel
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Relatório
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Os tumores cardíacos intrapericárdicos são pouco freqüentes, porém, as manifestações clínicas podem ser graves, até com sintomas de baixo débito ou choque cardiogênico, dependendo da localização do tumor. Relatamos o caso de um lactente com três meses de idade, que apresentou na evolução choque cardiogênico, em decorrência de um tumor intrapericárdico, comprimindo o átrio direito e a veia cava superior. Indicada operação de urgência para ressecção da massa tumoral, apresentou adequada evolução até seis meses de pós-operatório.; The intrapericardic cardiac tumors are infrequent; however, the clinical manifestations can be serious, even with symptoms of low cardiac output or cardiogenic shock, depending on the localization of the tumor. We report the case of a 3-month-old infant who progressed to cardiogenic shock due to an intrapericardic tumor compressing the right atrium and the vena cava superior. Emergent surgery for resection of the tumor mass was recommended. The patient had a 6-month uneventful postoperative course.

Perspectiva de prevenção e educação para saúde no cuidado do lactente com sífilis congênita recente

Mascolo, Nicole de Paula
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
A sífilis congênita é a DST mais grave depois da AIDS, pelo acometimento de um núcleo familiar inteiro. A doença é passível de ser erradicada e pode ser evitada com um pré-natal adequado, através de um diagnóstico precoce na gestação. Buscou-se nesta pesquisa conhecer os cuidados do lactente com sífilis congênita recente. A metodologia utilizada partiu da realização de uma pesquisa bibliográfica com base nas publicações existentes sobre o assunto nos últimos dez anos visando verificar o que há publicado. Realizou-se uma pesquisa online através do site BIREME nas bases de dados LILACS, MEDLINE, SciELO e BDENF. Dos resultados obtidos na busca foram selecionados nove estudos que mais corresponderam com o objetivo da pesquisa. Pode-se perceber que entre as produções científicas recentes, os principais focos de preocupação foram falhas de pré-natal, diagnóstico tardio e acometimento dos lactentes pela doença. Após a leitura e análise do material obtido, estes focos foram distribuídos de acordo com as áreas temáticas: pré-natal como prevenção e recém nascido com sífilis congênita. O estudo possibilitou demonstrar o quanto a realização de ações preventivas é importante, evidenciando o papel da enfermagem no contexto da educação em saúde.

Hiperoxalúria primária com insuficiência renal crônica terminal em lactente

Macedo, Célia S.; Yoshida, Eneida M.; Viero, Rosa Marlene; Riyuzo, Márcia C.; Bastos, Herculano Dias
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 171-175
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Objetivo: descrever caso clínico de um lactente com insuficiência renal crônica terminal, causada por hiperoxalúria primária.Método: após revisão da literatura, verifica-se a raridade da doença; na França, a prevalência é de 1,05/milhão, com taxa de incidência de 0,12/milhão/ano. Pesquisa abordando centros especializados mundiais detectou, em 1999, 78 casos em lactentes; destes, em 14% o quadro inicial foi de uremia. A gravidade e a raridade da doença sugerem o relato deste caso.Resultados: criança de sexo feminino, com quadro de vômitos e baixo ganho de peso desde os primeiros meses de vida, desenvolveu insuficiência renal terminal aos 6 meses de idade, sendo mantida em tratamento dialítico desde então. Aos 8 meses, foi encaminhada para esclarecimento diagnóstico, apresentando déficit pôndero-estatural grave e os seguintes exames laboratoriais: uréia= 69 mg/dl, creatinina=2,2 mg/dl e clearance de creatinina= 12,5 ml/min/1.73m²SC. O exame de urina foi normal, a ultra-sonografia renal revelou tamanho normal e hiperecogenicidade de ambos os rins. A dosagem de oxalato urinário foi de 9,2mg/kg/dia ou 0,55 mmol/1.73m²SC, e a relação oxalato:creatinina, de 0,42. A biópsia renal diagnosticou presença de grande quantidade de depósitos de cristais de oxalato de cálcio no parênquima renal. A radiografia de ossos longos evidenciou sinais sugestivos de osteopatia oxalótica...

Alimentação e nutrição do lactente; Feeding and nutrition of infants

Guerra, António; Rêgo, Carla; Silva, Diana; Ferreira, Gonçalo Cordeiro; Mansilha, Helena; Antunes, Henedina; Ferreira, Ricardo
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Suplemento II; Os autores apresentam os resultados de uma ampla revisão bibliográfica do conhecimento e práticas relativas à alimentação e nutrição do lactente, tendo por base a evidência científica existente e as recomendações dos principais comités de nutrição pediátrica. É sublinhada a importância do aleitamento materno, se possível de modo exclusivo durante os primeiros 6 meses de vida e é referida a evolução da maturação fisiológica e das preferências alimentares associadas à diversificação alimentar. São apresentados os principais dados relativos ao teor dos alimentos em nutrientes, à idade de início da diversificação e ao modo de progressão da alimentação ao longo do primeiro ano de vida. São feitas considerações específicas em relação a grupos especiais de nutrientes, como é o caso dos micronutrientes, bem como no tocante a componentes com interesse para a saúde da criança, cada vez mais usados na alimentação do lactente, como é o caso dos pré e probióticos. As potenciais repercussões para a saúde da alimentação são também referidas, em particular no tocante à prevenção de alergias, risco cardiovascular e doença celíaca. Finalmente são abordados alguns dos aspectos mais relevantes para a alimentação e saúde do lactente ligados a dietas especiais nomeadamente vegetarianas e macrobióticas.; The authors reviewed the current knowledge and practices on infant feeding...

Pancitopenia num lactente

Contreiras, M.; Vieira, F.; Santos, C.; Guimarães, J.
Fonte: Nascer e Crescer Publicador: Nascer e Crescer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: No lactente a causa mais frequente de deficiência de cobalamina é a carência alimentar da mãe, e geralmente em crianças em aleitamento materno exclusivo. As manifestações clínicas nos primeiros meses de vida, incluem, irritabilidade, má progressão estaturoponderal, apatia e anorexia, bem como manifestações neurológicas como hipotonia e regressão no desenvolvimento psicomotor. Caso clínico: Apresenta-se um caso de anemia megaloblástica por défice de cobalamina num lactente com sete meses de idade em aleitamento materno exclusivo. Um mês antes do internamento apresentava apatia e regressão no desenvolvimento psicomotor, a que mais tarde se associou palidez cutânea. A avaliação laboratorial evidenciou pancitopenia com anemia grave. Conclusão: A idade de início precoce e a longa duração dos sintomas neurológicos podem contribuir para a persistência de sintomas a longo prazo, sendo por isso fundamentais o diagnóstico e tratamento precoces. ABSTRACT Introduction: The most common cause of cobalamin deficiency in infants is dietary deficiency in the mother, usually in those children who are exclusively breastfed. In the first months of life, the clinical manifestations of cobalamin deficiency include irritability...

Otite Média Aguda no Pequeno Lactente

Rodrigues, V; Maia, R; Pedrosa, C; Brito, MJ; Cordeiro Ferreira, G
Fonte: Área Departamental de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Área Departamental de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: A otite média aguda (OMA) é uma patologia comum na infância mas rara abaixo dos 3 meses de idade Objectivos: Caracterizar a OMA e avaliar eventuais factores de risco no pequeno lactente. Métodos: Estudo descritivo, de 2005 a 2009 em lactentes com menos de três meses, internados por OMA. Analisaram-se idade, sexo, factores de risco (FR) comorbilidades, clínica, terapêutica e evolução. A avaliação de factores de risco foi realizada com grupo de controlo emparelhado para a idade. Resultados: Registaram-se 58 casos (18 recém-nascidos) com mediana de idades de 30 dias. Em 50 (86,2%) casos havia pelo menos um factor de risco: leite para lactentes exclusivo (31), agregado familiar com um irmão (31), uso de chupeta (18), atopia familiar (14), pai fumador (12), regurgitação frequente (11), mãe fumadora (10), refluxo gastroesofágico (5) e prematuridade (4). Trinta e quatro crianças (58,6%) tinham dois ou mais FR. Registaram-se infecções virais prévias em 38 doentes e nenhum caso cursou com bacteriémia ou doença invasiva. A mediana do valor dos leucócitos foi 10960/μL e a proteína C reactiva (PCR) 0,44 mg/dL. Todos fizeram antibioticoterapia endovenosa, a maioria (69%) com ampicilina e gentamicina (mediana de 7 dias). Foram FR para a ocorrência de otite ter pelo menos um irmão (p<0...

Otite Média Aguda no Pequeno Lactente

Rodrigues, V; Maia, R; Pedrosa, C; Brito, MJ; Cordeiro Ferreira, G
Fonte: Área Departamental de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Área Departamental de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: A otite média aguda (OMA) é uma patologia comum na infância mas rara abaixo dos 3 meses de idade Objectivos: Caracterizar a OMA e avaliar eventuais factores de risco no pequeno lactente. Métodos: Estudo descritivo, de 2005 a 2009 em lactentes com menos de três meses, internados por OMA. Analisaram-se idade, sexo, factores de risco (FR) comorbilidades, clínica, terapêutica e evolução. A avaliação de factores de risco foi realizada com grupo de controlo emparelhado para a idade. Resultados: Registaram-se 58 casos (18 recém-nascidos) com mediana de idades de 30 dias. Em 50 (86,2%) casos havia pelo menos um factor de risco: leite para lactentes exclusivo (31), agregado familiar com um irmão (31), uso de chupeta (18), atopia familiar (14), pai fumador (12), regurgitação frequente (11), mãe fumadora (10), refluxo gastroesofágico (5) e prematuridade (4). Trinta e quatro crianças (58,6%) tinham dois ou mais FR. Registaram-se infecções virais prévias em 38 doentes e nenhum caso cursou com bacteriémia ou doença invasiva. A mediana do valor dos leucócitos foi 10960/μL e a proteína C reactiva (PCR) 0,44 mg/dL. Todos fizeram antibioticoterapia endovenosa, a maioria (69%) com ampicilina e gentamicina (mediana de 7 dias). Foram FR para a ocorrência de otite ter pelo menos um irmão (p<0...

Hiperoxalúria primária com insuficiência renal crônica terminal em lactente

Macedo,Célia S.; Yoshida,Eneida M.; Viero,Rosa Marlene; Riyuzo,Márcia C.; Bastos,Herculano D.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Objetivo: descrever caso clínico de um lactente com insuficiência renal crônica terminal, causada por hiperoxalúria primária.Método: após revisão da literatura, verifica-se a raridade da doença; na França, a prevalência é de 1,05/milhão, com taxa de incidência de 0,12/milhão/ano. Pesquisa abordando centros especializados mundiais detectou, em 1999, 78 casos em lactentes; destes, em 14% o quadro inicial foi de uremia. A gravidade e a raridade da doença sugerem o relato deste caso.Resultados: criança de sexo feminino, com quadro de vômitos e baixo ganho de peso desde os primeiros meses de vida, desenvolveu insuficiência renal terminal aos 6 meses de idade, sendo mantida em tratamento dialítico desde então. Aos 8 meses, foi encaminhada para esclarecimento diagnóstico, apresentando déficit pôndero-estatural grave e os seguintes exames laboratoriais: uréia= 69 mg/dl, creatinina=2,2 mg/dl e clearance de creatinina= 12,5 ml/min/1.73m²SC. O exame de urina foi normal, a ultra-sonografia renal revelou tamanho normal e hiperecogenicidade de ambos os rins. A dosagem de oxalato urinário foi de 9,2mg/kg/dia ou 0,55 mmol/1.73m²SC, e a relação oxalato:creatinina, de 0,42. A biópsia renal diagnosticou presença de grande quantidade de depósitos de cristais de oxalato de cálcio no parênquima renal. A radiografia de ossos longos evidenciou sinais sugestivos de osteopatia oxalótica...

Aleitamento materno e cárie do lactente e do pré-escolar: uma revisão crítica

Ribeiro,Nilza M. E.; Ribeiro,Manoel A. S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
OBJETIVO: Buscar evidências científicas que comprovem ou refutem a afirmação de que o aleitamento materno noturno e em livre demanda está associado com cárie do lactente e do pré-escolar. FONTES DOS DADOS: Foi realizada busca de artigos científicos utilizando-se as bases de dados MEDLINE, Lilacs e SciELO, páginas de internet relevantes, livros técnicos e publicações de consenso de organismos nacionais e internacionais. As palavras-chave utilizadas foram: early childhood caries, dental caries, dental decay e breastfeeding. Percebida a relevância, também se buscou diretamente as referências indicadas nos artigos encontrados. SÍNTESE DOS DADOS: Os estudos que relacionam a cárie com o aleitamento materno invariavelmente só observam os fatores inter-relacionados com o surgimento dessa doença, deixando de lado aqueles associados à amamentação. Muitos desses fatores atuam como variáveis de confusão porque, do mesmo modo que interferem no aleitamento materno, também têm influência no surgimento da cárie. Além disso, estudos atuais têm demonstrado a cariogenicidade de vários alimentos dados às crianças e a não-cariogenicidade do leite materno. CONCLUSÕES: Não há evidências científicas que comprovem que o leite materno possa estar associado com o surgimento de cárie...

Doença da arranhadura do gato por Bartonella quintana em lactente: uma apresentação incomum

Azevedo,Zina Maria Almeida de; Higa,Laurinda Yoko S.; Boechat,Paulo Roberto; Boechat,Marcia Bastos; Klaplauch,Fernando
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Relato de caso de doença da arranhadura do gato (DAG), em um paciente lactente, com história epidemiológica negativa, descrevendo o rastreamento diagnóstico, a imagem ao ultra-som, a evolução clínica e o prognóstico. B. quintana foi identificada em aspirado de secreção ganglionar pelo método de PCR. B. henselae, embora seja o agente causal habitualmente responsável pela DAG, não foi isolada. Os autores concluem que a pesquisa de B. quintana e B. henselae deve ser incluída na investigação de adenites, principalmente quando a evolução é subaguda, mesmo em lactentes e, ainda que a história epidemiológica seja negativa.

Hipertensão pulmonar em lactente associada a pulmão em ferradura: relato de caso

Neves,Juliana Rodrigues; Arrieta,Santiago Raul; Cavalcanti,Catarina V; Mattos,Sandra S
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Relatamos caso de lactente jovem com desconforto respiratório precoce e hipertensão pulmonar, diagnosticado como variante de pulmão em ferradura, e revisamos literatura a cerca desta rara malformação pulmonar e suas repercussões cardíacas e hemodinâmicas.

Meningiomas múltiplos em um lactente: relato de caso e revisão da literatura

Oliveira,Raimundo Sérgio Furtado de; Sales Filho,Raimundo
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Neste trabalho é apresentado um caso de meningiomas múltiplos em um lactente de cinco meses de idade, em que o diagnóstico se torna difícil pela apresentação da lesão dominante, de localização selar e supra-selar, com grande área cística na região frontal direita, e que tem grande interesse por sua raridade. Em seguida é apresentada uma revisão da literatura sobre o assunto.

Hábitos de sono relacionados à síndrome da morte súbita do lactente: estudo populacional

Geib,Lorena Teresinha Consalter; Nunes,Magda Lahorgue
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
O estudo transversal, que descreve os hábitos de sono com risco potencial para a síndrome da morte súbita do lactente, incluiu todas as crianças nascidas vivas em 2003, em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil, com coleta de dados nas Declarações de Nascidos Vivos e em entrevistas, analisados com estatística descritiva e teste de qui-quadrado. Dos 2.634 nascidos vivos, selecionaram-se 2.285 (86,75%), com exclusão de 8,4% e perda de 5,2%. Dentre os hábitos protetores, constatou-se, em 77% dos lactentes, uso de vestuário adequado, 90% envolvidos frouxamente, 69% com cobertas de espessura fina, 98% dormindo no quarto dos pais e 56%, no berço. Dos hábitos com potencial risco, observaram-se decúbito lateral (92%), uso de travesseiro (88%) e os pés distanciados da borda inferior do berço (96%). Nas classes econômicas pobres, o hábito da criança de compartilhar a cama foi significativo (p = 0,00). Assim, num município com baixa prevalência de síndrome da morte súbita, os lactentes são expostos tanto a hábitos de sono protetores como de risco, sugerindo que, em populações desfavorecidas de países em desenvolvimento, outros fatores de risco dessa síndrome devam ser considerados.

Tratamento cirúrgico de teratoma intrapericárdico em lactente

Jatene,Marcelo Biscegli; Abuchaim,Décio; Martins,Luciana; Barbero-Marcial,Miguel
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Os tumores cardíacos intrapericárdicos são pouco freqüentes, porém, as manifestações clínicas podem ser graves, até com sintomas de baixo débito ou choque cardiogênico, dependendo da localização do tumor. Relatamos o caso de um lactente com três meses de idade, que apresentou na evolução choque cardiogênico, em decorrência de um tumor intrapericárdico, comprimindo o átrio direito e a veia cava superior. Indicada operação de urgência para ressecção da massa tumoral, apresentou adequada evolução até seis meses de pós-operatório.

Câncer no lactente: readaptações na vida familiar

Quirino,Daniela Dias; Collet,Neusa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso que objetivou apreender o cotidiano da família do lactente com câncer. Os dados empíricos foram coletados por meio de entrevista semiestruturada com três mães, no período de maio a junho de 2010. A interpretação dos dados seguiu os fundamentos da análise temática. Os resultados demonstraram que o câncer representa um impacto para a família cuja reestruturação é prontamente necessária para atender às necessidades do filho doente. Nesse cenário, a mãe é compreendida como o alicerce no acompanhamento do filho, comprometendo o cuidado do lar e dos demais filhos. A mãe vivencia uma sobrecarga descomunal que envolve sofrimento emocional, além de desgaste físico. Toda a família sofre com o adoecimento do lactente e para amenizar esse sofrimento a equipe de saúde deve utilizar estratégias que fortaleçam os vínculos com a família.

Sínquise cintilante ou colesterolosis bulbi de câmara anterior em paciente lactente

Chaves,Michelle Rodrigues Gonçalves Dias; Queiroga,Isabella Bezerra Wanderley de; Chaves,Mario Augusto Pereira Dias; Leite,Edivânia Pereira; Oliveira,Débora Pires Sá de
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
RESUMOEste trabalho tem por objetivo relatar um caso de sínquise cintilante de câmara anterior em lactente sem causa elucidada. O paciente apresentou desvio no olhar desde o nascimento. Antecedentes pessoais e familiares sem anormalidades. Ao exame em OE: Esotropia constante, nistagmo horizontal, leucocoria e microftalmia, já em OD: sem anormalidades. Ultrassonografia (USG) em OE: redução do comprimento axial, retina aplicada e vítreo hiperecogênico. Aventaram-se hipóteses de persistência de vítreo primário hiperplásico, catarata congênita e retinoblastoma, e solicitou-se tomografia de crânio e cavidade orbitária (TC). Paciente retornou após 6 meses trazendo resultado da TC cuja única alteração evidenciada era OE com áreas hiperatenuantes e sem sinais de calcificação. Ao exame em OD: reflexo pupilar direto positivo e consensual negativo e em OE: hiperemia conjuntival, análise de reflexo pupilar, inviabilizada por presença de sínquises cintilantes de coloração ocre na câmara anterior, que não estava presente no exame inicial. Solicitou-se nova USG, evidenciando: ecos puntiformes na cavidade vítrea, sugerindo hemorragia, espessamento de hialoide posterior, retina aplicada e coroide com espessura aumentada. A sínquise cintilante ou “colesterolosis bulbi” é um processo degenerativo comumente secundário a trauma...

Infecção do Tracto Urinário no Lactente com Febre

Oliveira, Dulce; Lima, Rosa; Matos, Paula
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Com o objectivo de avaliar a prevalência da infecção urinária no pequeno lactente com febre, os autores realizaram um estudo prospectivo em 51 lactentes, com idade inferior a 6 meses que recorreram ao serviço de urgência por febre. Em todos os casos foi feita colheita de urina e realizado Combur 10R e UroculturaR. O diagnóstico de infecção urinária foi feito em 8 crianças (15,7%). O teste Combur 10R teve neste estudo uma sensibilidade de 12,5% e uma especificidade de 86%. Dada a dificuldade de detecção de infecção urinária e a gravidade clínica que pode assumir nesta faixa etária, este diagnóstico deverá ser sempre ponderado em todo o lactente com febre.

Fatores de risco para síndrome da morte súbita do lactente em um país em desenvolvimento; Risk factors for sudden infant death syndrome in a developing country

Pinho, Ana Paula Silveira; Aerts, Denise; Nunes, Magda Lahorgue
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
37.17%
OBJETIVO: Analisar se fatores de risco previamente identificados para a síndrome da morte súbita do lactente têm impacto significativo em um país em desenvolvimento. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, longitudinal, de caso-controle pareado realizado em Porto Alegre, RS. Os casos (N=39) foram lactentes nascidos entre 1996 e 2000 que morreram subitamente e inesperadamente em casa, ao dormir, com diagnóstico final da síndrome; o grupo controle (N=117) foi composto de lactentes pareados por idade e sexo que morreram em hospitais, por outra doença. Os dados foram coletados de registros médicos postmortem e respostas a questionários. Utilizou-se modelo de regressão logística para identificar os fatores associados ao desfecho. RESULTADOS: A idade média dos casos no momento da morte dos lactentes foi de 3,2 meses. As freqüências de idade gestacional, amamentação e visitas regulares a unidades básicas de saúde foram similares nos dois grupos. A posição de dormir mais comum nos casos e controles foi a lateral. A posição supina foi encontrada em alguns lactentes em ambos grupos. As variáveis maternas idade inferior a 20 anos (OR=2, IC 95%:1,1;5,1) e consumo de mais de 10 cigarros/dia durante a gravidez (OR=3, IC 95%: 1,3;6...

ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR DO LACTENTE: SUBSÍDIOS PARA A CONSULTA DE ENFERMAGEM EM PUERICULTURA; SUPPLEMENTARY FEEDING OF INFANTS: ALLOWANCES FOR CONSULTATION IN NURSING CHILDCARE; ALIMENTACIÓN COMPLEMENTAR DEL LACTENTE: SUBSIDIOS PARA LA CONSULTA DE ENFERMERÍA EN PUERICULTURA

Santos, Carmina Silva; Coriolano, Maria Wanderleya de Lavor; Sette, Gabriela Cunha Schechtman; de Lima, Luciane Soares
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
O presente artigo teve por objetivo investigar os fatores que influenciam, positiva ou negativamente, a alimentação complementar do lactente, a partir de publicações científicas no período de 1990-2009. O método foi a revisão integrativa da literatura nas bases de dados Medline, BDENF e Lilacs utilizando os descritores aleitamento materno, desmame e nutrição do lactente. Os resultados apontam que o padrão alimentar é fator de grande importância para a manutenção da saúde da criança, sendo delineado por um conjunto de fatores que provêm do contexto familiar, condições socioeconômicas e culturais e nível de escolaridade da mãe/cuidador. Propõe-se, na consulta de enfermagem em puericultura e a construção compartilhada do cardápio infantil entre o enfermeiro e o cuidador com vistas a oferecer à criança uma educação alimentar que previna doenças na vida adulta.; This paper aimed to investigate the factors that influence, positively or negatively, complementary feeding of infants, from scientific publications in the period from 1990 to 2009. The method was the integrative literature review in the databases Medline...

Pancitopenia num lactente

Contreiras,Marta; Vieira,Filipa; Santos,Conceição; Guimarães,José
Fonte: Centro Hospitalar do Porto Publicador: Centro Hospitalar do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Introdução: No lactente a causa mais frequente de deficiência de cobalamina é a carência alimentar da mãe, e geralmente em crianças em aleitamento materno exclusivo. As manifestações clínicas nos primeiros meses de vida, incluem, irritabilidade, má progressão estaturoponderal, apatia e anorexia, bem como manifestações neurológicas como hipotonia e regressão no de­senvolvimento psicomotor. Caso clínico: Apresenta-se um caso de anemia megalo­blástica por défice de cobalamina num lactente com sete meses de idade em aleitamento materno exclusivo. Um mês antes do in­ternamento apresentava apatia e regressão no desenvolvimento psicomotor, a que mais tarde se associou palidez cutânea. A ava­liação laboratorial evidenciou pancitopenia com anemia grave. Conclusão: A idade de início precoce e a longa duração dos sintomas neurológicos podem contribuir para a persistência de sintomas a longo prazo, sendo por isso fundamentais o diag­nóstico e tratamento precoces.