Página 1 dos resultados de 538 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Uma história da lógica no Brasil

Moraes, Carlos Roberto de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 136 f. : il., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.75%
Pós-graduação em Educação Matemática - IGCE; Pretendemos mostrar o desenvolvimento da lógica matemática no Brasil focando principalmente nos sessenta anos iniciais do século XX apresentando obras e estudiosos que contribuíram para a consolidação e o desenvolvimento da lógica como um campo de pesquisa no Brasil. Abordaremos três obras que acreditamos serem relevantes na história da lógica no Brasil: As Ideas Fundamentaes da Matemática, de Manuel Amoroso Costa, publicada em 1929; Elementos de Lógica Matemática, de Vicente Ferreira da Silva, publicada em 1940 e O Sentido da Nova Lógica, de Willian Van Orman Quine, publicada em 1944. A lógica apresenta um salto qualitativo a partir do final dos anos 50, quando dois centros se destacam: um na Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo, com o Prof. Edison Farah e outro na antiga Faculdade Nacional de Filosofia, no Rio de Janeiro. Neste trabalho, dedicaremos especial atenção aos pioneiros do grupo de São Paulo, que, no final da década de 50 reuniam-se sob a liderança do Prof. Edison Farah em um grupo de estudiosos de lógica e fundamentos da matemática do qual fizeram parte os professores Benedito Castrucci, Newton Carneiro Affonso da Costa, Mario Tourasse Teixeira e Leonidas Hegenberg que se reuniam em seminários no Departamento de Matemática da Universidade de São Paulo.; We intend to present the development of mathematical logic in Brazil focusing mainly in the first six decades of the twenty century...

N. A. Vasiliev e a logica não-classica

Regina A. Munhoz da Fonte
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1983 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
N.A. Vasiliev é atualmente considerado o primeiro precursor moderno das idéias que, nos últimos 60 anos, possibilitaram a construção das chamadas lógicas não clássicas. Até bem pouco tempo, no entanto, seu trabalho permaneceu desconhecido, e a divulgação de suas idéias deve-se inicialmente a V.A. Smirnov, 1962, (vide [16]) e G. Kline, 1965, (vide [9]). Mas foi através do trabalho de A.I. Arruda (vide [1] , [2] e [3] ) que as idéias do filosofo russo foram devidamente interpretadas e formalizadas de modo a serem reconhecidas como precursoras das lógicas paraconsistentes é polivalentes. São conhecidos, da obra lógica de Vasiliev, três artigos, escritos no período de 1910-1912 (vide [17], [18] e [19] } e dois abstract ; um deles do mesmo período e o outro de 1925. (vide [20] e [21]) . Nesta dissertação abordaremos apenas os três artigos citados, em sua tradução para o português feita por Edmundo Braga. Este trabalho está dividido em três capítulos. No primeiro capitulo apresentamos um resumo crítico dos três artigos citados, abordando principalmente as idéias relevantes para o estudo que faremos no capitulo III. No segundo capítulo damos um tratamento formal à silogística contraditória apresentada em [18]. Iniciamos com um resumo critico da descrição dada por Vasiliev a esta silogística...

Aspectos dos fundamentos da matemática

Probst, Camile Monique
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 25 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.53%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Matemática.; O presente trabalho está dividido em três capítulos. Cabe aqui dizer, que a idéia central desse texto concentra-se numa revisão bibliográfica. Portanto, convém acrescentar que, durante a evolução do mesmo, devido a minha falta de conhecimento, não entro em grandes detalhes na lógica propriamente dita.No primeiro capítulo, elaboro uma seqüência dos acontecimentos até se chegar na crise dos fundamentos da matemática. Traço também um pequeno resumo sobre a teoria dos conjuntos. No capítulo seguinte, é relevante dizer que não quero aqui discutir com profundidade cada uma das escolas fundacionistas, ou mesmo o fim que cada uma teve, mas apenas citar suas idéias principais e acréscimos no desenvolvimento dos fundamentos matemáticos, para então se chegar na matemática como hoje a conhecemos. No terceiro, trabalho com o desenvolvimento da Lógica Matemática, onde, juntamente com a reestruturação ocorrida nos fundamentos da matemática, houve um grande progresso na lógica formal. Por eventuais semelhanças, desde já notifico que este capítulo baseia-se no livro de Nidditch, citado nas referências.

Visão eclética do cosmos. Lógica matemática aplicada ás idéias de Einstein

Husth, Sthull
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /02/2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Foi publicado um estudo, há algum tempo, onde é sugerido que o universo não seria infinito. Mas a equipe de pesquisadores que chegou a essa consideração baseou-se na idéia de que a idade do universo seria de 13 bilhões e 700 milhões de anos. Podemos mostrar, no entanto – através de lógica matemática – que o universo é eterno e, sendo assim, o estudo da radiação derivada do “Big Bang”, no qual se basearam, não pode servir de vestígio para conceber o cosmos, pelo menos no que se refere a sua origem. A propósito do que seria, na verdade, o “Big Bang”, poderíamos especular que possíveis evidências apontam para o fato de que a “grande explosão” não traduz a origem do universo, mas sim a extinção de um buraco negro que entrou em colapso, quando chegou ao limite de sua densidade, trazendo em conseqüência uma descomunal atração gravitacional de progressão exponencial, provocando seu estrangulamento. Os “ecos” vindos de todas as direções são reais porque o universo no qual estamos inseridos originou-se dele. Na verdade, poderíamos comparar a explosão de um buraco negro coincidindo com aquela que deu origem ao “Big Bang”, como a altíssima concentração de energia e outros fatores comuns às duas formas de explosão (coincidentes entre si). Isso...

O Envolvimento da Matemática com a Criação dos Computadores: Um Caso de Estudo da Lógica Matemática à Máquina Universal de Turing

Chagas, Elza Figueiredo
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Embora não nos apercebamos, o mundo em que vivemos hoje depende fundamentalmente da Matemática. A computação que revoluciona a vida moderna não poderia fugir a regra: foi desenvolvida inicialmente (em seus aspectos teóricos) por matemáticos como Von Neuman e Alan Turing. Nesse sentido, o trabalho aqui apresentado tem como principal finalidade mostrar a importância de conceitos matemáticos na criação de modelos de máquinas automática, em especial, a criação dos computadores, tendo como base o modelo da Máquina de Turing. Em especial, nos interessa abordar a questão do pensamento dedutivo e matemático, seus limites e o problema da relativa mecanização do pensamento quantitativo.

Unificação das interpretações funcionais: via lógica linear intuicionista

Reis, Sílvia da Conceição Alexandre
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
Tese de mestrado em Matemática, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2014; A presente dissertação em Lógica Matemática, enquadrada no âmbito da Teoria da Demonstração, centra-se no conceito de “interpretação funcional”. Em termos informais, uma interpretação funcional consiste numa interpretação (de fórmulas de um sistema para fórmulas de outro sistema), que pode ser encarada como uma correspondência entre fórmulas e jogos, e num teorema que, intuitivamente, faz corresponder provas a estratégias vencedoras. A terminologia “interpretação funcional” parece ser relativamente recente, mas o conceito (ou, no mínimo, exemplos concretos do mesmo) data pelo menos da década de 50. Com efeito, foi em 1958 que Gödel propôs a famosa interpretação Dialéctica, e apenas um ano mais tarde surge a Realizabilidade Modificada de Kreisel. É sobre estas duas interpretações funcionais, juntamente com a variante da Dialéctica mais tarde proposta por Diller e Nahm, que nos debruçamos ao longo deste texto. O nosso principal objectivo é demonstrar que é possível apresentar as três interpretações funcionais do parágrafo anterior como “variantes” de uma única interpretação funcional...

Formalização do raciocínio lógico baseada na lógica matemática

Vaz, Rodrigo Marques
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
Neste trabalho estudamos os princípios da lógica matemática com o objetivo de descrever e fundamentar as principais técnicas de demonstrações matemáticas. A proposta foi motivada pela implantação da disciplina Raciocínio Lógico em todas as séries da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul, a partir do ano de 2014. Apresentamos um material de apoio para o professor desenvolver este tema no ensino básico, bem como contribuir para a elaboração de enunciados matemáticos mais precisos e a organização das suas demonstrações.; ABSTRACT - We study the principles of mathematical logic in order to describe and explain the main techniques of mathematical proofs. The proposal was motivated by the deployment of discipline Logical Reasoning in all series of the State Schools of Mato Grosso do Sul, from the year 2014 present a supporting material for teachers to do this in the basic education, as well as contributing for the development of more precise mathematical statements and the organization of their statements.

A Herança de David Hilbert na Filosofia da Matemática

Kahle, Reinhard; CENTRIA & Departamento de Matemática, Universidade Nova de Lisboa
Fonte: Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática Publicador: Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2012
Relevância na Pesquisa
56.27%
Apresentamos algumas linhas gerais do projecto de investigação A Herança de Hilbert na Filosofia da Matemática, financiado pela FCT/MCTES, PTDC/FIL-FCI/109991/2009.O nosso objectivo é reavaliar as ideas de David Hilbert que contribuiram—e contribuem—para o desenvolvimento da filosofia da matemática. Por um lado, a história do programa de Hilbert é um successo, apesar dos resultados de Gödel. Gerhard Gentzen foi o primeiro que mostrou como podemos demonstrar a consistência (relativa) de sistemas matemáticos formais. Ainda hoje, o estudo da consistência relativa é uma parte importante da investigação em lógica matemática. Por outro lado, muitos tópicos da actual filosofia da matemática contêm ideias de Hilbert, não observadas ou ignoradas.

Uma introdução ao problema da validade em lógica matemática.

Paiva, Merícia Ramos da Silva Carneiro
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
O problema da validade em Lógica Matemática é talvez o problema mais importante cuja solução constitui um dos principais temas que tem conduzido à evolução da Lógica Matemática. Com este trabalho pretendese mostrar alguns dos meios, em particular raciocínios e mais tarde meios computacionais, que têm vindo a ser utilizados pelos estudiosos da Lógica, na tentativa de encontrar uma solução que terá de fazer parte do pensamento humano, e na procura da qual se pode dizer que existe uma evolução natural da razão, do espírito e da inteligência do Homem, desde a Antiguidade Grega até ao nosso século. No trabalho estuda-se a Lógica Proposicional e a Lógica Predicativa como generalização da Lógica Proposicional, sendo feita referência a vários procedimentos da razão e a alguns algoritmos, que pretendem obter a desejada resposta, passando por Löwenheim, Skolem, Church, Gödel até chegarmos a Tarski, que com a sua Teoria dos Modelos marca a possível continuação deste trabalho. The problem of the validity in Mathematical Logic is perhaps the problem most important whose solution constitutes one of the main subjects that have lead to the evolution of the Mathematical Logic. With this work it is intended to show some ways...

Elementos de história da lógica.

Moreira, Ana Gabriela Soares da Costa
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
56.63%
O trabalho a que se refere esta tese, consistiu no estudo do desenvolvimento da Lógica desde os tempos de Aristóteles até aos nossos dias de hoje. Os diversos contributos dados por Aristóteles e os seus discípulos levaram à criação e ao desenvolvimento da Lógica tal como a conhecemos. De facto ele tentou mostrar o caminho correcto para a investigação, através do conhecimento e da demonstração. Segue-se-lhe Leibniz que tenta construir uma linguagem universal do raciocínio esse que se torna um cálculo susceptível de ser feito através de uma máquina organizada para o efeito. Esta ideia inspira não só o desenvolvimento da Lógica, mas também a criação de "máquinas inteligentes". Em meados do século XIX, dá-se uma revolução na Lógica. Vários investigadores concebem uma nova linguagem simbólica e tentam transformar a Lógica numa Álgebra. George Boole, apresenta pela primeira vez, e de uma forma corrente, a lógica como um cálculo de sinais algébricos. Esta álgebra torna-se fundamental para a criação de circuitos nos computadores, e é tambem a base da teoria dos conjuntos. No final do século XIX, matemáticos como Gottlob Frege, Peano, B. Russel e David Hilbert contribuíram para a formalização dos conceitos e processos demonstrativos...

Um estudo sobre as origens da Lógica Matemáitca

Sousa, Giselle Costa de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.77%
The present study has as objective to explaining about the origins of the mathematical logic. This has its beginning attributed to the autodidactic English mathematician George Boole (1815-1864), especially because his books The Mathematical Analysis of Logic (1847) and An Investigation of the Laws of Thought (1854) are recognized as the inaugural works of the referred branch. However, surprisingly, in the same time another mathematician called Augutus of Morgan (1806-1871) it also published a book, entitled Formal Logic (1847), in defense of the mathematic logic. Even so, times later on this same century, another work named Elements of Logic (1875) it appeared evidencing the Aristotelian logic with Richard Whately (1787-1863), considered the better Aristotelian logical of that time. This way, our research, permeated by the history of the mathematics, it intends to study the logic produced by these submerged personages in the golden age of the mathematics (19th century) to we compare the valid systems in referred period and we clarify the origins of the mathematical logic. For that we looked for to delineate the panorama historical wrapper of this study. We described, shortly, biographical considerations about these three representatives of the logic of the 19th century formed an alliance with the exhibition of their point of view as for the logic to the light of the works mentioned above. In this sense...

Sobre os fundamentos de programação lógica paraconsistente; On the foundations of paraconsistent logic programming

Tarcísio Genaro Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.54%
A Programação Lógica nasce da interação entre a Lógica e os fundamentos da Ciência da Computação: teorias de primeira ordem podem ser interpretadas como programas de computador. A Programação Lógica tem sido extensamente utilizada em ramos da Inteligência Artificial tais como Representação do Conhecimento e Raciocínio de Senso Comum. Esta aproximação deu origem a uma extensa pesquisa com a intenção de definir sistemas de Programação Lógica paraconsistentes, isto é, sistemas nos quais seja possível manipular informação contraditória. Porém, todas as abordagens existentes carecem de uma fundamentação lógica claramente definida, como a encontrada na programação lógica clássica. A questão básica é saber quais são as lógicas paraconsistentes subjacentes a estas abordagens. A presente dissertação tem como objetivo estabelecer uma fundamentação lógica e conceitual clara e sólida para o desenvolvimento de sistemas bem fundados de Programação Lógica Paraconsistente. Nesse sentido, este trabalho pode ser considerado como a primeira (e bem sucedida) etapa de um ambicioso programa de pesquisa. Uma das teses principais da presente dissertação é que as Lógicas da Inconsistência Formal (LFI's)...

A lógica matemática e a semântica auxiliando na aprendizagem de alunos do ensino médio

Neves, Patrícia de Castro
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.61%
A Lógica Matemática e a Semântica estão relacionadas, na medida que a Lógica é a ciência que coloca ordem nas operações da razão, a fim de se atingir a verdade. E a tarefa da Semântica é estabelecer em que circunstâncias no mundo uma determinada sentença é verdadeira. Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância de se estudar a Lógica Matemática aliada à Semântica com os alunos do Ensino Médio, buscando um melhor desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático, bem como das estruturas da linguagem. Foram sujeitos da pesquisa 56 alunos do Ensino Médio de uma escola particular do Distrito Federal, aos quais foram submetidos a: um pré-teste explorando os conhecimentos lógico-matemáticos e semânticos; uma micro-aula elucidando os temas abordados no pré-teste; e um pós-teste avaliando a aprendizagem adquirida nos itens anteriores; Matemática

A lógica na formação de sujeitos: um estudo sobre a presença da lógica nos processos de ensino e de aprendizagem de matemática

Ribeiro, Alessandro Pinto
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.81%
A pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo estudo de caso. Tem como questão de pesquisa o seguinte problema: De que modo as diferentes concepções de Lógica estão inseridas na prática docente de um grupo de professores de Matemática de Ensino Médio? Tem por objeto geral compreender a inserção das diferentes concepções de Lógica na prática docente de um grupo de professores de Matemática de Ensino Médio. Para atingir esse objetivo, são considerados os seguintes objetivos específicos: (1) identificar as diferentes concepções de lógica de um grupo de professores de matemática do Ensino Médio; (2) compreender como esses professores percebem a presença da Lógica na sua prática pedagógica; e (3) Identificar as diferentes concepções de Lógica presentes em materiais de apoio pedagógico utilizado por esses professores. Na fundamentação teórica são abordados os seguintes temas: Filosofia e Lógica; As diversas concepções de Lógica (Aristóteles Russell, Bacon, Descartes e Wittgenstein); A importância da Lógica nos processos de ensino e de aprendizagem de Matemática. Foram entrevistados seis professores licenciados em Matemática, docentes nas três séries do Ensino Médio e realizada a análise de materiais de apoio pedagógico utilizados pelos professores. Os dados foram submetidos à Análise Textual Discursiva.Da análise emergiram as seguintes categorias: Concepções dos professores sobre Lógica...

Engels y las nuevas perspectivas de la lógica dialéctica

Peña, Lorenzo
Fonte: Universidad de Navarra Publicador: Universidad de Navarra
Tipo: Capítulo de libro Formato: 272766 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.32%
38 págs.; El pensamiento de Friedrich Engels, que afirma la contradictorialidad de lo real, puede defenderse mediante sistemas paraconsistentes de lógica matemática que brindan una articulabilidad rigurosa a las doctrinas dialécticas en general, entre ellas a la dialéctica marxista.; Peer reviewed

Contradiction et vérité; Étude sur les fondements et la portée épistemologique d'une logique contradictorielle

Peña, Lorenzo
Fonte: Université de Liège Publicador: Université de Liège
Tipo: Tesis Formato: 11572753 bytes; 60236005 bytes; 22136427 bytes; 66328279 bytes; 44805051 bytes; 2858948 bytes; 12741807 bytes; 575780 bytes; 3029614 bytes; 9146118 bytes; 28178013 bytes; 113789855 bytes; 79530128 bytes; 71975484 bytes; 51534872 bytes; 330474 bytes; appli
FRA
Relevância na Pesquisa
46.51%
Tesis leída en: Université de l'État à Liège (Bélgica). -- fecha de lectura: Julio de 1979; La elaboración del sistema de lógica matemática propuesto en esta tesis obedece a una motivación filosófica. Sus ejes son: defensa del realismo metafísico, del racionalismo absoluto y del formalismo. Esa defensa nos lleva a reconocer la existencia de contradicciones verdaderas y a abrazar una lógica paraconsistente (y, más concretamente, contradictorial) que sea, a la vez, una lógica difusa (gradualista, fuzzy), una lógica infinivalente de los grados de verdad o de realidad. El sistema se desarrolla en los dos pisos de cálculo proposicional y cálculo de predicados de primer orden (cuantificacional), junto con esbozos tentativos de teoría de conjuntos. En la última parte se exponen en detalle las motivaciones y posibles aplicaciones filosóficas del sistema lógico en diferentes campos filosóficos, especialmente de filosofía del lenguaje y de teoría del conocimiento.; Peer reviewed

Introducción a las lógicas no clásicas

Peña, Lorenzo
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México
Tipo: Libro Formato: 1072697 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.51%
Libro de introducción a las lógicas no clásicas; Este libro es una introducción al estudio de la lógica matemática desde un planteamiento paraconsistente y gradualista (difuso o fuzzy). Critica como injustificable el monopolio docente de la lógica clásica. Examina las nociones de valor de verdad y de tautología. Propone una lógica infinivalente de lo difuso. Hace una clasificación sintáctica y semántica de las teorías y presenta un sistema axiomático. Se adentra en el campo del cálculo de predicados y se completa con capítulos dedicados a modelos combinatorios y algebraicos y a aplicaciones filosóficas de los sistemas propuestos.; Peer reviewed

Reseñas de: Susan Haack, Lógica Divergente; A.G. Hamilton, Lógica para; Jean-Louis Gardies, Lógica para matemáticos

Peña, Lorenzo
Fonte: Conselho Superior de Investigações Científicas Publicador: Conselho Superior de Investigações Científicas
Tipo: Artículo Formato: 2115157 bytes; application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
56.52%
Reseñas de tres libros de lógica matemática; En estas tres reseñas se discuten sendos libros de lógica que encierran interés desde el punto de vista filosófico, principalmente el de Haack, autora que había pretendido abordar en su libro (publicado en inglés en 1975) los temas que juzgó esenciales relativos a las lógicas no-clásicas, o lógicas desviacionistas; era una desmesurada pretensión para un libro de modestísimo volumen; pecaba de superficialidad y hasta de ligereza en ciertos casos, a la vez que ni siquiera mencionaba muchas motivaciones filosóficamente relevantes para optar por lógicas desviacionistas. Así y todo, el libro, al que no faltaban méritos, fue útil porque aportó razones para cuestionar la intangibilidad filosófica de la lógica clásica.; Peer reviewed

Rudimentos de lógica matemática

Peña, Lorenzo
Fonte: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España) Publicador: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España)
Tipo: Libro Formato: 2328126 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
66.66%
Tratado de lógica matemática desde un enfoque no clásico.; Es un tratado de lógica matemática desde un enfoque gradualista y paraconsistente. Tras debatirse el problema de si hay una sola lógica, o si hay varias, y refutarse el monopolio docente de la lógica clásica, se presenta el cálculo sentencial Aj, un sistema multivalente que extiende la lógica clásica mediante una gama de negaciones (principalmente una negación débil junto a la negación fuerte o clásica). Una de las peculiaridades de este sistema es el principio de Heráclito (el de que toda autoimplicación es parcialmente falsa). Luego, se exponen un cálculo cuantificacional y una teoría de cúmulos; se usa esa denominación, en lugar de la más usual de `teoría de conjuntos', para marcar que se aparta sutancialmente de la ortodoxia estándar inspirada en principios reduccionistas de estratificación. Por último se abordan dos cuestiones de filosofía de la lógica: la existencia de verdades contradictorias y las relaciones entre la lógica del gradualismo contradictorial y otras lógicas paraconsistentes.; Peer reviewed

Dos Primórdios da Matemática aos Sistemas Formais da Computação

Sobral, João Bosco M.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.59%
Livro de apoio ao ensino de graduação em disciplinas de matemática discreta e lógica, em cursos de ciência da computação.; (0) Introdução (1) As Bases da Ciência da Computa cão,(2) As Origens: A Aritmética, (3) Os Números, (4) Os Números Primos, (5) Congruência e Aritm ética Modular, (6) Álgebra na Europa (7) A Lógica: de Leibniz a Boole, (8) Século XIX: Frege e a Lógica dos Predicados, (9) A Teoria dos Conjuntos, (10) Rela ções e Funcões, (11) Grupos e Corpos (12) Conjuntos e Enumera cão, (13) A Aritm ética nos Séculos XIX e XX, (14) Hilbert - Formalismo e os Sistemas Axiom áticos, (15) Gödel e os Limites dos Sistemas Formais, (16) Dos Fundamentos da Matemática aos Sistemas Formais, e (17) Os Sistemas Formais da Computa cão.; recursos próprios; recursos do Departamento de Informática e Estatística da UFSC