Página 1 dos resultados de 252 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Study of oligoclonal bands restricted to the cerebrospinal fluid in multiple sclerosis patients in the city of São Paulo; Estudo de bandas oligoclonais restritas ao líquido cefalorraquidiano em pacientes com esclerose múltipla na cidade de São Paulo

GAMA, Paulo Diniz da; MACHADO, Luís dos Ramos; LIVRAMENTO, José Antonio; GOMES, Hélio Rodrigues; ADONI, Tarso; LINO, Angelina Maria Martins; MARCHIORI, Paulo Eurípedes; MORALES, Rogério de Rizo; LANA-PEIXOTO, Marco Aurélio; CALLEGARO, Dagoberto
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
56.77%
The frequency of oligoclonal bands (OCB) restricted to the cerebrospinal fluid (CSF) from patients with multiple sclerosis (MS) varies widely in different populations. The objective of this study was to determine the frequency of these OCB in a group of MS patients in the city of São Paulo. Techniques used to detect OCB consisted of isoelectric focusing followed by immunoblotting. Oligoclonal bands were found in 49 (54.4%) out of 90 patients with clinically definite MS; in (31.2%) of the 16 patients with clinically isolated syndrome; in 7 (17.9%) of 39 patients with inflammatory disorders of the central nervous system (IDCNS), and in none of the individuals with no neurological condition (control group). The specificity of the method was 100% when compared to the control group and 82.1% when compared to the IDCNS group. These results suggest that the frequency of CSF OCB is much lower in Brazilian MS patients from São Paulo city than that reported in MS series from Caucasian populations.; A frequência da detecção de bandas oligoclonais (BOC) restritas ao líquido cerebrorraquidiano (LCR) em pacientes com esclerose múltipla (EM) varia amplamente em diferentes populações. O objetivo deste estudo foi determinar a frequência destas BOC em pacientes com EM em amostra de população da cidade de São Paulo. A técnica utilizada para a detecção das BOC foi a focalização isoelétrica...

Neurocisticercose: relação entre dosagem de antígenos de Taenia no líquido cefalorraquidiano e imagem através de ressonância magnética; Neurocysticercosis: relationship between Taenia antigen detection in the cerebrospinal fluid and magnetic resonance imaging

Abraham, Ronaldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.77%
Neurocisticercose (NC) é a doença parasitária mais comum do SNC, representando grave problema de saúde pública em nosso país. O diagnóstico da NC é baseado em dados clínicos e epidemiológicos, reações sorológicas no soro e LCR, além de exames de neuroimagem. A detecção de antígenos de Taenia através de teste de ELISA, mediante a utilização de anticorpos altamente purificados, constitui metodologia recente capaz de informar sobre a vigência de atividade clínica da doença. O objetivo deste estudo foi determinar a relação entre a dosagem de antígenos de Taenia mo LCR com as imagens obtidas através da RM, em pacientes com o diagnóstico definido de NC segundo os critérios diagnósticos atuais. Sessenta e três pacientes foram submetidos a exame detalhado do LCR, além de pesquisa de antígeno de Taenia através de teste de ELISA, utilizando anticorpos de soro de coelhos imunizados com líquido vesicular de Taenia crassiceps. Uma amostra de sangue foi colhida simultaneamente à coleta do LCR, e um exame de RM encefálica foi realizado em todos os pacientes. Observamos relação significativa entre a detecção de antígenos de Taenia e o número total de lesões e do número de cistos íntegros detectados pela RM. Quando comparados dois ou mais cistos em degeneração com apenas um cisto...

Estudo de bandas oligoclonais restritas ao líquido cefalorraquidiano em pacientes com esclerose múltipla na cidade de São Paulo; Study of oligoclonal bands restricted to the cerebrospinal fluid in multiple sclerosis patients in the city of São Paulo

Gama, Paulo Diniz da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
Introdução: O diagnóstico da esclerose múltipla (EM) embora seja clínico, se completa com os resultados de imagem de ressonância magnética, somados ainda com a análise do líquido cefalorraquidiano (LCR), que se constituem em ferramentas indispensáveis. A presença das bandas oligoclonais (BOC) no LCR faz parte do estudo da EM, assim como auxilio no diagnóstico. Existem grandes variações quanto à frequência de BOC em pacientes com EM nas diferentes populações, desde 90% em países nórdicos europeus, até 30 a 60% no Japão, China, Índia e Líbano. O presente estudo tem o objetivo de estabelecer o valor da análise do LCR para o diagnóstico da EM em nossa população, com ênfase na pesquisa de BOC. O estudo também objetiva correlacionar os resultados destas análises com as características clínicas e demográficas da amostra selecionada. Casuística e Métodos: Foram estudados 145 pacientes selecionados do Centro de Referência de Doenças Desmielinizantes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Universidade de São Paulo, no período de agosto de 2005 a janeiro de 2008. Foram registrados para o estudo os dados demográficos, clínicos e da evolução da doença. O diagnóstico da EM foi estabelecido segundo o painel internacional de McDonald...

Detecção do DNA do Poliomavírus Humano JC em amostras de líquido cefalorraquidiano de pacientes com AIDS e lesões não expansivas de substância branca do sistema nervoso central; Detection of human polyomavirus JC in cerebrospinal fluid samples from aids patients with non-expansive focal lesions of CNS white matter

Fink, Maria Cristina Domingues da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.77%
Doenças neurológicas focais em pacientes com aids podem ser causadas por vários patógenos oportunistas. Dentre estas se inclui a encefalite por Toxoplasma gondii, os linfomas primários do sistema nervoso central causados pelo vírus Epstein-Barr, as encefalites virais (CMV, HSV, VZV) e a leucoencefalopatia multifocal progressiva (LEMP), causada pelo vírus JC (VJC). O presente estudo teve por objetivos detectar o DNA do vírus JC em amostras de líquido cefalorraquidiano de pacientes com aids e lesões não expansivas de substância branca do SNC, bem como caracterizar esses pacientes com relação ao número de células TCD4+, sexo, idade e ocorrência de outros diagnósticos etiológicos. A detecção do DNA do VJC foi realizada através da técnica de reação em cadeia por polimerase. O protocolo de PCR empregado, anteriormente descrito, utiliza um par de primers complementar à região precoce do vírus JC (antígeno T), resultando em um fragmento de 173 pb. Todas as amostras positivas foram submetidas a etapa posterior de tipagem com enzima de restrição Bam H1, resultando em dois fragmentos menores (120 e 53 pb), característicos do vírus JC. Com o intuito de estimar a sensibilidade da técnica empregada, um controle positivo qüantificável foi padronizado. O fragmento de 173 pb amplificado de uma das amostras de líquor estudadas foi inserido em plasmídio...

Estudo experimental de sistemas de drenagem externa do líquido cefalorraquidiano

Bim, Camila
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 89 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Engenharia Mecânica - FEIS; Hidrocefalia, também conhecida como “água no cérebro”, é uma condição médica que afeta adultos e crianças e pode ser causada por má formação congênita, anomalias cerebrais, tumores, inflamações, infecções, encefalite, hemorragia intracraniana, traumatismos e outros. A hidrocefalia pode ser seguida por aumento significativo da pressão intracraniana (PIC), que ocorre em razão do acúmulo excessivo do líquido cefalorraquidiano (LCR) nos ventrículos ou cavidades do cérebro, resultando em danos cerebrais permanentes e até em morte. Após o diagnóstico de hidrocefalia há poucas opções de tratamento, exceto cirúrgicas. O processo envolve a implantação de um cateter ventricular para controlar o fluxo de LCR que, geralmente, é drenado das cavidades intracranianas para outro lugar. A drenagem pode ser feita por diferentes métodos. A drenagem do LCR para um reservatório fora do corpo humano é um tratamento provisório, também conhecido como drenagem ventricular externa (DVE). Também é possível realizar um tratamento permanente implantando-se um “shunt”...

Simulação hidrodinâmica e caracterização experimental de mecanismos anti-sifão em sistemas de drenagem externa de líquido cefalorraquidiano

Pinto, José Ricardo Camilo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxi, 96 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
67%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Engenharia Mecânica - FEIS; Os sistemas de drenagem externa são componentes empregados para drenagem do excesso do fluido cefalorraquidiano (produzido no cérebro e contido nos ventrículos cerebrais) para um recipiente coletor, disposto fora do corpo humano. Em geral esses sistemas são compostos de um cateter ventricular, uma tubagem e uma bolsa de drenagem. Esses sistemas são utilizados em determinados procedimentos médicos e permitem, adicionalmente, a monitoração da pressão intracraniana, a coleta de materiais para análise e infusão de medicamentos. Entretanto, tais dispositivos não possuem um mecanismo que interrompa o escoamento do líquido cefalorraquidiano, quando o sistema é submetido a sensíveis variações de pressões hidrostáticas, seja pelo posicionamento indevido da bolsa de drenagem muito abaixo da cabeça do paciente, ou quando o paciente levanta-se subitamente, favorecendo a ocorrência do chamado efeito sifão e, como resultado, a hiperdrenagem desse fluido. A exposição do usuário à hiperdrenagem, mesmo que em curto intervalo de tempo, provoca lesões irreversíveis ao sistema nervoso do paciente. No presente trabalho...

Análise do líquido cefalorraquidiano de bugio-ruivo (Alouatta guariba)

Tranquilim, Marcos V.; Cardoso, Guilherme S.; Heckler, Marta C.t.; Teixeira, Carlos R.; Lopes, Raimundo S.; Takahira, Regina K.; Resende, Luiz A.l.; Amorim, Rogério M.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1466-1470
POR
Relevância na Pesquisa
67.16%
This survey was conducted with the objective of developing and adapting diagnostic techniques in neurology for non-human primates, of the species Alouatta guariba Geoffroy Saint-Hilaire, 1812 (howler monkey) healthy and kept in captivity. Physical-chemical analyses were carried out in cerebrospinal fluid and its pressure measurement in the cisterna magna. Eight animals were used for the analysis of cerebrospinal fluid. In all procedures, were used chemical restraint and anesthesia with ketamine, xylazine and association of midazolam and inhalational anesthesia with isoflurane for carrying out the spinal tap. The cerebrospinal fluid analysis showed average values: protein: 16.92±9.84; glucose: 131.25mg/dL±106.7; pH: 8.37±0.69; nucleated cells: 0.5/mm³±0.75; red blood cells: 49.37/mm³±111.76 and CSF cisternal pressure: 7.37cm H2O±1.77. This study demonstrated the safety and efficacy of cerebrospinal fluid collection in the cisterna magna of Alouatta guariba, and the reference values for the specie.; A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de desenvolver e adaptar técnicas diagnósticas em neurologia para primatas não humanos, da espécie Alouatta guariba Geoffroy Saint-Hilaire, 1812 (bugio-ruivo) saudáveis e mantidos em cativeiro. Foram realizadas análises físico-químicas e citológicas do líquido cefalorraquidiano obtido na cisterna magna de oito bugios-ruivos. Para realização dos exames...

Características bioquímicas e citologia do líquido cefalorraquidiano de recém-nascidos a termo com asfixia perinatal

Koneski, Júlio Amaro de Sá
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: [73] f.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas.; OBJETIVOS: Descrever as características do líquido cefalorraquidiano (análise bioquímica - proteína e glicose, e citometria) em recém-nascidos que apresentaram asfixia perinatal, e comparar com um grupo controle de recém-nascidos não asfixiados. MÉTODO: Estudo caso-controle, realizado de agosto de 2004 a dezembro de 2005, na Maternidade Darci Vargas, Joinville, SC, incluindo dois grupos de recém-nascidos a termo: um com sete RNs com diagnóstico de asfixia perinatal, e um grupo controle formado por sete recém-nascidos sem evidência de asfixia ao nascer. Dos dois grupos foram coletados líquor através de punção lombar nas primeiras 48 h de vida para a determinação da contagem total e específica de células, proteína e glicorraquia. RESULTADOS: Os grupos foram similares quanto aos dados antropométricos, idade gestacional e características maternas. A contagem média de leucócitos no grupo de asfixiados foi de 2.28 células/mm3, e 4.14 células/mm3 no grupo controle. A glicorraquia média encontrada no grupo de asfixiados foi 55.57 mg/dl e 37.57 mg/dl no grupo controle. Encontrou-se diferença significativamente mais baixa ( p = 0...

The metabolism of central nervous system metastasis: cerebrospinal fluid metabolome

Sousa, Joana Ribeiro de Noronha Vasques de, 1991-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 ENG
Relevância na Pesquisa
46.91%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014; O cancro é considerado como um dos maiores problemas de saúde pública em todo o mundo (Siegel et al., 2012).De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), é definido como um crescimento rápido de células anormais que são capazes de invadir qualquer parte do corpo e alastrar-se para outros órgãos, iniciando o processo de metastização. As metástases são um dos timbres do cancro e são a principal causa de morbilidade e mortalidade em doentes com cancro, pelo que o seu estudo é de grande importância (Seyfried & Shelton, 2010). O sistema nervoso é importante no funcionamento de grande parte dos órgãos do corpo humano. O sistema nervoso central (CNS), uma das subdivisões do sistema nervoso, é constituído pelo cérebro e pela medula espinal. Ambos encontram-se protegidos por três camadas de tecido, as meninges: dura máter, aracnóide e pia máter. Entre a segunda e a terceira camada existe um espaço chamado de subaracnoide, que é preenchido por vasos sanguíneos e pelo líquido cefalorraquidiano (LCR) (Seeley et al., 2003). O LCR é produzido pelas células ependimárias, num sistema de cavidades do cérebro chamados de ventrículos. O conjunto destas células formam a barreira hematoencefálica (BHE)...

Líquido cefalorraquidiano no diagnóstico da esquistossomose raquimedular

Tesser,Egídio; Reis,Maria de Lourdes Amud Ali dos; Borelli,Primavera; Matas,Sandro Luiz de Andrade; Reis Filho,João Baptista dos
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
As três espécies de esquistossoma podem comprometer o sistema nervoso. O S. mansoni é responsável pela esquistossomose no Brasil, sendo a mielopatia uma forma grave desta helmintose. O propósito deste trabalho é analisar as alterações do líquido cefalorraquidiano (LCR) para dar mais subsídios para o diagnóstico da esquistossomose raquimedular. Fizeram parte deste estudo 22 amostras de LCR de pacientes com esquistossomose espinal. Os resultados das análises destas amostras mostraram que a associação de alterações do LCR com quadro inflamatório e RIFI-IgM positiva ocorreu em 88% dos pacientes, que o eosinófilo esteve presente em apenas 7 amostras (36,8%), e que 3 dos 22 pacientes estudados apresentaram LCR normal. Conclui-se que o exame de LCR é coadjuvante muito útil para o diagnóstico da neuroesquistossomose.

Análise do líquido cefalorraquidiano de bugio-ruivo (Alouatta guariba)

Tranquilim,Marcos V.; Cardoso,Guilherme S.; Heckler,Marta C.T.; Teixeira,Carlos R.; Lopes,Raimundo S.; Takahira,Regina K.; Resende,Luiz A.L.; Amorim,Rogério M.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.16%
A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de desenvolver e adaptar técnicas diagnósticas em neurologia para primatas não humanos, da espécie Alouatta guariba Geoffroy Saint-Hilaire, 1812 (bugio-ruivo) saudáveis e mantidos em cativeiro. Foram realizadas análises físico-químicas e citológicas do líquido cefalorraquidiano obtido na cisterna magna de oito bugios-ruivos. Para realização dos exames, todos os animais foram contidos quimicamente com associação de cetamina, xilazina e midazolam e anestesia inalatória com isoflurano. Os resultados das análises do líquido cefalorraquidiano demonstraram valores médios de proteína: 16,92mg/dL±9,84; glicose: 131,25mg/dL±106,7; pH: 8,37±0,69; células nucleadas: 0,5/mm³±0,75; hemácias: 49,37/mm³±111,76 e pressão: 7,37cm H2O±1,77. O trabalho demonstrou a segurança e a eficácia da colheita do líquido cefalorraquidiano na cisterna magna de Alouatta guariba e os valores de referência para a espécie.

Estudo comparativo entre o pré-condicionamento isquêmico e a drenagem liquórica como métodos de proteção medular em cães

Benício,Anderson; Moreira,Luiz Felipe Pinho; Mônaco,Bernardo Assumpção de; Castelli,Jussara B.; Mingrone,Larissa Eckmann; Stolf,Noedir Antônio Groppo
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
47.06%
OBJETIVO: Este estudo compara os efeitos do pré-condicionamento isquêmico imediato, baseado na monitorização do potencial evocado somatossensitivo (PESS), com aqueles da drenagem do líquido cefalorraquidiano, em um modelo de oclusão da aorta torácica descendente em cães. MÉTODO: Dezoito cães foram submetidos à isquemia medular induzida pela oclusão da aorta torácica descendente por 60 minutos. O Grupo Controle foi submetido à oclusão da aorta (n=6), o Grupo Pré-Condicionamento Isquêmico (PCI), ao pré-condicionamento isquêmico (n=6) e o grupo drenagem, à drenagem do líquido cefalorraquidiano (n=6), imediatamente antes da oclusão da aorta. A condição neurológica foi acessada por um observador independente, de acordo com a escala de Tarlov. Os animais foram sacrificados e as medulas retiradas para exame histopatológico. RESULTADOS: Pressões da aorta proximal e distal à oclusão foram semelhantes nos três grupos. Sete dias após o procedimento, o índice de Tarlov foi significativamente maior em comparação ao Grupo Controle, somente no Grupo PCI (p<0,05). Foram observados valores menores no tempo de recuperação do PESS com o uso da drenagem liquórica durante a fase final de reperfusão (p<0,01). Exame histopatológico evidenciou necrose menos grave na substância cinzenta torácica e lombar...

Exame do líquido cefalorraquidiano: influência da temperatura, tempo e preparo da amostra na estabilidade analítica

Dimas,Luciana Ferreira; Puccioni-Sohler,Marzia
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
O líquido cefalorraquidiano (LCR) é um fluido biológico que está em íntima relação com o sistema nervoso central (SNC). Por isso, o exame do LCR constitui um método de grande valia para o diagnóstico e o acompanhamento de diversas afecções neurológicas. Entretanto, existem poucos estudos sobre a estabilidade de seus analitos durante a etapa pré-analítica. OBJETIVO: Identificar dados existentes sobre a influência da temperatura e do tempo de estocagem, dos ciclos de congelamento/descongelamento e pré-tratamentos (centrifugação, desnaturação, adição de soro) na estabilidade dos analitos do LCR. MÉTODO: Foi realizada uma revisão sistemática de artigos da literatura, usando palavras-chave da língua inglesa como storage, cerebrospinal fluid, CSF, stability, temperature e period, com base nos serviços de dados de PubMed, Highwire Press, Lilacs e Amazonas Library, os quais permitem a pesquisa bibliográfica de citações e artigos científicos. RESULTADO: A busca encontrou nove artigos, resultado da escassez de trabalhos sobre o assunto. Os analitos do LCR estudados incluíram células (número e morfologia), proteínas totais, glicose, lactato, aminoácidos, creatina, creatinina, biomarcadores e enzimas. As metodologias se basearam em microscopia óptica...

Diagnóstico laboratorial da mielopatia associada ao HTLV-I: métodos para análise do líquido cefalorraquidiano

Gonçalves,Cássia Cristina Alves; Ribeiro,Luiz Claudio Pereira; Sá,Carlos Alberto Morais de; Puccioni-Sohler,Marzia
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
O vírus linfotrópico de células T humanas do tipo I (HTLV-I) pode causar uma doença neurológica inflamatória, crônica e incapacitante, que acomete a medula espinhal, denominada mielopatia associada ao HTLV-I/paraparesia espástica tropical (PET/MAH). A verificação de anticorpos da classe G (IgG) anti-HTLV-I no soro e no líquido cefalorraquidiano (LCR) representa importante parâmetro para o diagnóstico laboratorial da PET/MAH. OBJETIVO: Avaliação crítica dos métodos utilizados para verificação da presença e da produção intratecal de anticorpos totais e anti-HTLV-I no LCR para o diagnóstico de PET/MAH. MÉTODO: Realizou-se uma revisão sistemática de artigos da literatura médica, usando-se palavras-chave da língua inglesa como cerebrospinal fluid, intrathecal synthesis of antibodies, HTLV-I, HAM/TSP. As bases de dados utilizadas incluíram Pubmed, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), MEDlars onLINE (Medline) e Cochrane Library. RESULTADO: Foram selecionados 14 artigos: cinco relacionados com a presença do anticorpo IgG específico no LCR; nove sobre síntese intratecal de anticorpos totais (IgG ou IgG/IgA/IgM) e específicos anti-HTLV-I (IgG ou IgM). DISCUSSÃO: O estudo isolado da presença de anticorpo IgG anti-HTLV-I no LCR não discrimina a fração produzida no sistema nervoso central (SNC)...

Metabólitos de óxido nítrico no interstício da medula espinhal lombossacral e no líquido cefalorraquidiano em ratas com cistite aguda induzida por ciclofosfamida: um estudo in vivo com microdiálise

Rocha,Jeova Nina; Ballejo,Gustavo
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
47.16%
OBJETIVO: Determinar a concentração de nitrato/nitrito no líquido cefalorraquidiano e no interstício do corno dorsal entre L6-S1 da medula espinhal em ratas com ou sem cistite induzida por ciclofosfamida. MÉTODOS: Todos os experimentos foram conduzidos usando ratas Wistar. Um probe de microdiálise foi implantado no espaço subaracnoide ou no tecido da medula espinhal nos segmentos L6-S1 (confirmado histologicamente). Dois dias depois, o probe de microdiálise foi perfundido com líquido cefalorraquidiano artificial, contendo ou não NG-monometil-L-arginina. As amostras foram coletadas a cada 15 minutos e mantidas a -20ºC. As concentrações de nitrito/ nitrato foram determinadas por quimiluminescência. RESULTADOS: Nos animais normais, os valores médios das concentrações de nitrito/nitrato, na primeira amostra de microdialisado de líquido cefalorraquidiano e do interstício da medula espinhal, foram semelhantes (482,5±90,2pmol/75µL, n=20, e 505,7±11,5pmol/75µL, n=6, respectivamente), enquanto nas amostras de ratas com cistite, esses valores foram significativamente maiores (955,5±66,3pmol/75µL, n=8, e 926,5±131,7pmol/75µL, n=11, respectivamente). Em ambos os grupos, a NG-monometil-L- arginina causou uma significativa redução na concentração de nitrito/nitrato. Curiosamente...

Validação laboratorial de um método automatizado de dosagem da atividade de adenosina desaminase em líquido pleural e em líquido cefalorraquidiano

Feres,Márcia Cristina; Martino,Maria Cristina de; Maldijian,Suely; Batista,Fernando; Gabriel Júnior,Alexandre; Tufik,Sérgio
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
67.01%
OBJETIVO: A incidência global de tuberculose reforça a necessidade de melhores ensaios para o diagnóstico desta doença, principalmente da tuberculose extrapulmonar. O objetivo do trabalho foi validar o desempenho de um método automatizado para a determinação da atividade de adenosina desaminase (ADA) no líquido pleural (LP) e no líquido cefalorraquidiano (LCR), comparando-o com um método convencional (Giusti modificado). MÉTODOS: Selecionaram-se 134 amostras da rotina laboratorial: 94 de LP e 40 de LCR. Foram realizadas as determinações da atividade de ADA através dos dois métodos. Calculou-se a precisão inter- e intra-ensaios, análise de regressão linear, testes de concordância simples e médias das diferenças. RESULTADOS: Os coeficientes de correlação para as amostras de LP e LCR foram, respectivamente, 0,96 e 0,95. A precisão interensaio foi determinada pela média de 21 amostras replicadas em ensaios diferentes para 3 níveis de atividade: baixa, média e alta. Os coeficientes de variação em porcentagem (%CV) foram, respectivamente, 5,9, 8,1 e 5,8 para amostras de LP; e 21,9, 18,6 e 13,8 para amostras de LCR, respectivamente. A precisão intra-ensaio em %CV foi, respectivamente, 1,3 e 11,7% para amostras de LP e LCR. A concordância entre os dois métodos em amostras de LP e LCR foi...

Uso da fita reagente (Multistix®) na análise do líquor em crianças

Sudbrack, Simone
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.91%
Introdução: A infecção do Sistema Nervoso Central é responsável por uma significativa causa de morbi-mortalidade, especialmente em pediatria. Entre 5 à 15% das crianças com meningite bacteriana morrem e 20 à 30% desenvolvem seqüelas neurológicas a longo prazo. O exame do líquido cefalorraquidiano é o teste de laboratório mais importante para o diagnóstico desta doença. A busca de outros testes rápidos têm sido desenvolvidos para o diagnóstico e tratamento precoces da meningite bacteriana. Desta forma, o emprego de fitas reagentes podem se tornar um recurso auxiliar no diagnóstico das infecções meníngeas, principalmente onde a dificuldade de obtenção de volume suficiente de líquor é capaz de impedir a realização do exame citobioquímoco de rotina. Objetivo: Avaliar a acurácia da fita reagente Multistix® na análise do líquido cefalorraquidiano em crianças. Pacientes e Métodos: Cento e quarenta e seis amostras de líquor foram coletadas de crianças e adolescentes de 0 à 18 anos que realizaram o exame de punção lombar no Hospital São Lucas da PUCRS. Estas amostras foram submetidas ao teste da fita reagente Multistix® e posteriormante analisadas pelo laboratório para a detecção de células, proteínas e glicose no líquor. Calculou-se a sensibilidade...

Hidrocefalia no cão

Andrade, Maria João Correia Frade de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.91%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, Ciências Veterinárias; A hidrocefalia não é uma doença específica, mas sim uma condição patológica multifatorial com vários mecanismos fisiopatológicos associados. É definida na literatura como uma discrepância entre a produção e absorção de líquido cefalorraquidiano que resulta na dilatação anormal do sistema ventricular dentro do encéfalo e/ou na expansão dos espaços fora do encéfalo com ou sem aumento do tamanho ventricular. Esta condição pode ser classificada consoante vários aspetos, segundo: a etiologia; a morfologia; a localização; a pressão; e, segundo o momento do seu surgimento. Clinicamente, a hidrocefalia pode ser classificada em congénita ou adquirida e na prática de Medicina Veterinária a hidrocefalia de etiologia congénita é diagnosticada com maior frequência do que a hidrocefalia adquirida. Os sinais clínicos observados com maior frequência, devido à grave expansão dos ventrículos laterais, são de origem prosencefálica. No entanto, na hidrocefalia adquirida os sinais clínicos refletem frequentemente a causa subjacente à mesma, uma vez que pode desenvolver-se em qualquer idade devido a patologias como neoplasias e meningoencefalites. Atualmente...

A importância clínica da análise do líquido cefalorraquidiano para o diagnóstico de afecções do sistema nervoso central do cão

Almeida, Felipe Fernandes de
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 09/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; O diagnóstico definitivo e o prognóstico de afecções neurológicas é essencial para a realização de uma terapêutica adequada e eficaz. Contudo, a disponibilidade dos meios complementares de diagnóstico (MCD), os riscos associados e a relação custo-benefício tornam a seleção dos meios de diagnóstico que conduzem a este último verdadeiramente um desafio. O líquido cefalorraquidiano (LCR) é o produto tecidular do sistema nervoso central (SNC) mais facilmente acessível e é passível de sofrer modificações aquando de afecções que alterem as barreiras hemato-encefálicas e sangue-LCR. Esta dissertação tem como objectivo determinar a importância da análise do LCR para o diagnóstico de afecções do SNC do cão. Avaliando o impacto que a análise do LCR tem no número dos MCD realizados por doente, estudou-se uma população de 143 cães com afecções neurológicas. A população foi divida em dois grupos: grupo "LCR" (n=37), onde se colheu LCR, realizando-se a contagem total de células, o citodiagnóstico e o teste de Pandy, e o grupo "S/LCR" (n=106) onde esses procedimentos não foram realizados. Estudou-se estatisticamente a relação entre grupos...

Avaliação Bioquímica do líquido cefalorraquidiano de cães normais e de cães jovens portadores de encefalite por cinomose; Biochemical evaluation of the cerebrospinal fluid from clinically normal dogs and from young dogs with distemper enchephalitis

Feitosa, Mary Marcondes; Kohayagawa, Aguemi; Feitosa, Francisco Leydson Formiga; Curi, Paulo Roberto; Mogami, Suely Regina Kato
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1997 POR
Relevância na Pesquisa
56.77%
O presente experimento teve como objetivos estabelecer padrões de referência para constituintes do líquido cefalorraquidiano, determinar os valores de cloretos, creatina fosfoquinase e aspartato aminotransferase no soro sangüíneo e dosagem de glicose plasmática, na tentativa de verificar se existe correlação entre essas variáveis no sangue e no liquor, de cães normais e de cães jovens portadores de encefalite por cinomose. Foram utilizados 40 animais, sendo 20 cães normais e 20 cães com cinomose. O exame bioquímico do liquor dos cães normais permitiu o estabelecimento de valores para concentração de glicose: 86,09 ± 17,76 mg/dl, níveis de cloretos: 117, 36 ± 21,35 mEq/L, níveis de creatina fosfoquinase; 3,77 ± 1,72 Ul/L e níveis de aspartato aminotransferase 7,43± 4,61 Ul/L. O exame bioquímico do liquor de cães com cinomose permitiu o estabelecimento de valores para concentração de glicose: 80,85 ± 14,82 mg/dl, níveis de cloretos: 118,67± 12,82 mEq/L, níveis de creatina fosfoquinase: 26,38 ± 29,27 Ul/L e níveis de aspartato aminotransferase; 65,70 ± 23,72 Ul/L. Os níveis de cloretos, creatina fosfoquinase e aspartato aminotransferase no soro, e glicose no plasma nos cães normais e nos cães com cinomose foram...