Página 1 dos resultados de 204 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A letra e o gesto : estruturas linguísticas em Língua Gestual Portuguesa e Língua Portuguesa

Martins, Tânia Margarida Marques de Mendonça
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
A Língua Gestual Portuguesa (LGP) é desde 1997, ano em que foi reconhecida na Constituição da Republica Portuguesa, a língua oficial da comunidade surda em Portugal. Esta língua manifesta-se como língua natural da pessoa surda sendo utilizada como forma de expressão e comunicação e produzida através de um canal espácio-visual. O contato entre a LGP e a Língua Portuguesa (LP), duas línguas supõe, necessariamente influências e contaminações linguísticas. Apesar de a Língua Gestual Portuguesa ser um idioma de modalidade espácio-visual e a Língua Portuguesa se codificar na oralidade, é frequente encontrar-se em produções escritas de pessoas Surdas, utilizadora da LGP, erros que resultam da interferência linguística. O objetivo deste trabalho é reflectir e aprofundar o conhecimento explícito e reflexivo da LGP, através de uma abordagem comparatista, aprofundando e investigando as competências metalinguísticas que os utilizadores têm como ferramenta de acesso ao conhecimento da sociedade alargada. Para isso, vamos procurar aferir as competências literácitas da pessoa surda, através da interpretação de um texto escrito e, num segundo momento, reflectimos sobre a estrutura linguística da LGP, sobretudo...

Conseqüências sintáticas e semânticas das relações de possessão em espanhol e na produção não nativa de brasileiros; Syntactical and semantical consequences of possessive relations in Spanish and in non-native production of Brazilians

Alvarez, Maria Alicia Gancedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Este estudo consiste na comparação de três amostras lingüísticas: o espanhol não-nativo de estudantes brasileiros adultos, o espanhol nativo de informantes montevideanos (considerada como língua meta), e o português do Brasil (língua materna). Todos os informantes receberam uma situação teste em forma de história em quadrinhos, sem texto escrito, de modo que o conteúdo semântico fosse o mesmo e também fossem evitadas as influências léxicas. A situação teste, solicita em espanhol, o uso de estruturas com clíticos dativos, que expressam relações de possessão. Sua realização e a realização de outras estruturas constituem as variáveis lingüísticas a partir das quais, são examinadas e comparadas as diferentes projeções sintáticas. As referências teóricas e o modelo de análise propostos por Fernández e Anula (1995), compatíveis com algumas das teorias de maior poder explicativo na área da lingüística e da aquisição de línguas, contribuíram significativamente pela atenção dedicada aos fenômenos da língua espanhola. Os resultados do nosso estudo mostram estruturas idiossincrásicas no espanhol nãonativo, que respondem a padrões sintáticos regulares, em sua maioria habilitados pelo sistema da língua materna. A análise estatística quantifica as variáveis e mostra distâncias entre o espanhol não-nativo e a língua meta...

Análise da interferência em traduções do gênero receita realizadas por estudantes brasileiros de espanhol como língua estrangeira; Investigating interference in the translation of recipes by Brazilian students of Spanish as a foreign language

Oliveira, Bruna Macedo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.23%
Neste trabalho propomos uma análise do fenômeno da interferência em traduções do gênero receita feitas por estudantes brasileiros de E/LE, com base num estudo empírico de corpus comparável, corpus paralelo e dados cognitivos. Entendendo a interferência como a incorporação de elementos de uma língua na produção em outra (MACKEY, 1970 apud PRESAS, 2000), acreditamos que a utilização de uma estrutura frequente no texto fonte, mas pouco usual na língua meta, constitui um resultado indesejável/não natural (TAGNIN, 2005), especialmente no caso de textos que se pretendem comunicativos, como é o caso da receita. A partir de dados empíricos, o estudo buscou verificar a hipótese de Presas (2000), segundo a qual é possível encontrar na tradução um tipo de interferência que, ao contrário do fenômeno normalmente descrito nos estudos de aquisição/aprendizagem, atuaria na direção oposta, ou seja, da língua estrangeira sobre a língua materna. De acordo com nossa suposição inicial, certas estruturas poderiam favorecer a incidência desse fenômeno, exatamente por apresentarem um funcionamento análogo, mas não idêntico, nas duas línguas. Com o propósito de investigar essa hipótese, coletamos um corpus de traduções para o português de uma receita em espanhol...

A normatividade e seu reflexo em dicionários semasiológicos de língua portuguesa

Zanatta, Flávia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.34%
A temática da norma lingüística no Brasil, embora amplamente discutida, não oferece ainda resultados plenamente satisfatórios, sobretudo quando observamos seu reflexo nos dicionários semasiológicos de língua portuguesa. Tendo em vista que as obras lexicográficas, por serem os materiais de consulta aos quais os falantes mais recorrem para elucidar suas dúvidas quanto ao uso da língua, e por possuírem um inerente caráter normativo, estabelecemos como meta para esta dissertação analisar como a normatividade aparece refletida em dicionários de língua portuguesa. Para tanto, empreendemos, primeiramente, uma série de discussões de cunho teórico acerca da norma lingüística, da mudança lingüística, da correção idiomática e da constituição de um dicionário semasiológico. Os resultados dessas discussões tornaram possível a realização da análise pretendida, que, por sua vez, permitiu-nos concluir que os dicionários de língua portuguesa lidam muito mal e de modo pouco sistemático com sua função normativa, posto que as soluções que oferecem como resposta às dúvidas dos falantes nem sempre são fáceis de serem compreendidas. Além disso, essas obras não conseguem transmitir ao consulente, de forma clara e categórica...

Aquisição da preposição "de" por um falante de lingua posposicional

Eun Suk Lim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/1991 PT
Relevância na Pesquisa
36.24%
Os objetivos centrais deste trabalho são (1) verificar como se da a aquisição da preposição "de" em suas várias realizações semânticas e (2) analisar os casos de interferência da língua nativa do sujeito (o coreano, uma língua posposicional) na aquisição dessa preposição. Os pressupostos teóricos que norteiam esta pesquisa são dois:(1) as interlinguas do sujeito refletem, na realidade, o sistema de regras que o aprendiz vai formando, reformulando e, por fim, consolidando ao longo do processo de aquisição; e (2) a língua nativa do sujeito interfere na aquisição da segunda língua. Trata-se de um estudo longitudinal que se desenvolve a partir de gravaç5es de fala espontânea com duração de dez meses. O sujeito é uma coreana de 17 anos, que chegou ao Brasil um mês antes do inicio da coleta de dados. A análise dos dados mostrou que, durante o processo desenvolvimental,(1) o número de realizaç5es semânticas e de formas aproximadas e de formas idênticas às da língua-alvo aumenta gradativamente; e que (2) a interferência da Ll, apesar de mais forte no inicio do processo, aparece até o final da coleta. Isso tem as seguintes implicações para o ensino. O fato de o professor "ensinar" não garante a aprendizagem ou a aquisição. O processo de aquisição de L2 é...

O humor nas aulas de português língua estrangeira : contributos para a sua aprendizagem

Carvalho, Ângela; Figueiredo, Olívia Maria
Fonte: Porto : [Edição do Autor] Publicador: Porto : [Edição do Autor]
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
No contexto do mundo globalizado, da proliferação dos ambientes multiculturais, importa promover a intercultura e a intercompreensão como base de (con)vivência e, no caso do ensino da Língua Estrangeira (LE), como base de aprendizagem. Assim, e porque o espaço da aula de (português) L2/LE é mais do que um mero lugar de aprendizagem declarativa sendo um espaço privilegiado e rico pelo encontro de línguas e culturas, é imprecindível que se desenvolvam técnicas de ensino-aprendizagem que promovam além do mais o conhecimento do Outro. Neste sentido, o humor pode ser mais um instrumento importantíssimo, senão único, ao serviço dos aspectos linguísticos, culturais e discursivos da língua meta, mais ainda quando se visa atingir a intercompreensão linguística e cultural. Pretendendo dar ao humor o destaque que lhe é devido na aula de PLE, recorri ao humor como cerne de actividades e propostas didacticas, sobretudo para o nível C. Penso que estas actividades e os seus resultados em termos qualitattivos poderão ser um bom ponto de partida para práticas e reflexões pedagógico-didácticas futuras.

O desenvolvimento de destrezas de escrita em estudantes de português língua estrangeira : componentes lexicais, gramaticais, gráficas e pragmáticas

Alves, Liliana Raquel Monteiro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.23%
Relatório de estágio de mestrado em Português Língua Não Materna - Português Língua Estrangeira e Português Língua Segunda; Este estudo refere-se à análise da interlíngua escrita, baseando-se na Análise de Erros produzidos por estudantes de Português Língua Não Materna. Um dos primeiros linguistas a destacar a importância dos erros no processo de ensino/aprendizagem de línguas estrangeiras foi Stephen Pit Corder (1966) no seu artigo “The Significance of Learner’s Errors”. Desde então, o erro é visto como um passo obrigatório para chegar à língua meta e, por conseguinte, os erros têm vindo a ser o centro de muitas pesquisas. Neste trabalho expomos os resultados de um estudo em que analisámos um corpus de textos escritos produzidos por estudantes de Português Língua Não Materna da Universidade do Minho. Nele identificamos, descrevemos e classificamos os erros mais frequentes com o objetivo de 1) apreciar o desenvolvimento da competência linguística de produção escrita, 2) determinar quais são os erros mais comuns na interlíngua desses alunos e 3) apresentar algumas sugestões de atividades no sentido de melhorar as competências de produção escrita deste tipo de estudantes. Com este estudo procurámos dar um contributo útil para a compreensão dos fenómenos de aquisição e desenvolvimento das competências de escrita...

Web 2.0 e a competência comunicativa em língua inglesa

Martins, Maria de Lurdes Correia
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
O presente projeto pretende investigar as potencialidades das ferramentas Web 2.0 no desenvolvimento da competência comunicativa em língua inglesa no ensino superior. O referencial teórico que serve de sustentáculo ao estudo ancorou-se nas diretrizes emanadas pelos organismos nacionais e europeus no âmbito do Processo de Bolonha, analisando, por um lado, o papel da língua inglesa na consecução das metas de Bolonha e, por outro, os desafios ao nível pedagógico e metodológico decorrentes dos objetivos e linhas de ação traçados. Por sua vez, o Processo de Bolonha tem de ser enquadrado num vasto conjunto de mudanças de cariz económico e social, a que não são alheias as constantes inovações ao nível das Tecnologias de Informação e Comunicação, que têm gerado um ritmo acelerado de produção e disseminação da informação à escala global. Esta realidade implicou novos desafios e oportunidades, nomeadamente a criação de um contexto de aprendizagem dinâmico, potenciador de uma aprendizagem dialógica e dialética, contribuindo para um incremento de oportunidades para comunicar e agir em língua inglesa. A abordagem metodológica arquitetada caraterizou-se pela conceção e implementação de um projeto de investigação-ação ao longo de dois semestres nas unidades curriculares de Inglês II e Inglês III no curso de licenciatura em Turismo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viseu. Tomando como ponto de partida os resultados de aprendizagem e o tema aglutinador de cada unidade curricular...

O uso das preposições por estudantes portugueses de ELE do 9º ano

Leal, Marcelino António Araújo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
Apresentamos os resultados de uma investigação que se realizou numa escola do interior de Portugal. Concretizou-se com alunos portugueses do 9.º ano, investigando-se em específico a interferência da língua portuguesa no uso das preposições espanholas, classe gramatical à qual as editoras, os docentes e os alunos não costumam dar muita atenção. Além disto, mostra-se a importância de se levar a cabo uma investigação baseada na conjugação da análise contrastiva, análise de erros e interlíngua (conhecendo as estratégias de comunicação às quais os alunos recorrem para colmatar a falta de conhecimentos na língua meta). Estas investigações ajudarão o docente e as editoras na seleção da metodologia e na construção dos materiais adequados, garantindo uma atuação didática proveitosa e direcionada para as necessidades e para os problemas específicos dos estudantes. Expomos as dificuldades dos alunos portugueses no uso das preposições espanholas e as suas causas. Os discentes objeto de estudo deixam claro que as transferências negativas das normas do português são mais do que aquelas que inicialmente possamos pensar. Para esta situação contribuem três fatores: (1) é habitual verem nas semelhanças entre ambos os sistemas uma vantagem para obter sucesso na disciplina de Espanhol sem esforço e o suficiente para comunicar com êxito com os hispanofalantes nativos; (2) a principal estratégia de comunicação consiste na tradução literal do português (incluindo o uso de vocabulário sem tradução); (3) os contextos que exigem uma preposição diferente em ambas as línguas são mais do que aqueles que...

Arte d’escrita desenvolvimento da escrita em alunos de língua materna e alunos de língua não materna

Pereira, Ágata Sofia Mateus
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.24%
Projeto de Intervenção apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de Mestre em Didática da Língua Portuguesa no 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico; O presente trabalho pretende contribuir para o desenvolvimento de competências na área de Língua Portuguesa, em particular ao nível da produção de texto descritivo. De forma a motivar e a dar sentido às aprendizagens realizadas, a sua articulação com a área de Expressão Plástica, no domínio do desenho e da pintura, constitui-se igualmente como meta. Num ambiente promotor de aprendizagens para alunos de um contexto multicultural, socialmente desfavorecido, um dos objetivos deste trabalho foi analisar e avaliar o desenvolvimento linguístico de alunos cuja língua materna não é o português. Assim, foi concebido um projeto no qual, ao longo do ano, uma turma do 3.º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico contactou com obras e técnicas de artistas reconhecidos, pesquisando, analisando, reproduzindo e recriando, ao mesmo tempo que adquiria a estrutura do texto descritivo e um modelo do processo de produção escrita. Inicialmente, aplicou-se um pré-teste, em que se recolheram produções dos alunos no intuito de aferir o seu grau de conhecimento da estrutura do texto descritivo. Foram trabalhados alguns conceitos prévios à incursão no mundo das artes e da apreciação de pintura. Em seguida...

O conhecimento sociocultural nos manuais de português língua estrangeira :as relações entre géneros

Miguel, Cristina Alexandra Mata Martins
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.25%
Tese de mestrado, Língua e Cultura Portuguesa (Língua Estrangeira/Língua Segunda), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2012; Actualmente a sociedade é marcada pelo fenómeno da globalização, a que estão subjacentes os encontros entre pessoas de distintas línguas e culturas. Para que a interacção possa ser eficaz, emerge desta situação a necessidade de aprender línguas estrangeiras, o que pressupõe o desenvolvimento da competência comunicativa em língua. Esta competência engloba não só o conhecimento da língua como sistema formal, mas também do contexto social e cultural. Neste trabalho traçamos a importância da competência sociocultural e o papel da cultura na história das metodologias do ensino-aprendizagem das línguas estrangeiras. Partindo da premissa de que este processo envolve a utilização frequente dos manuais escolares, que veiculam valores culturais da sociedade da língua-alvo, e de que a igualdade de género é um dos Oito Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, procedemos à análise das relações de género nos manuais de português como língua estrangeira. Para esse fim centramo-nos nas actividades domésticas, nas actividades profissionais e nas actividades de lazer realizadas por homens e mulheres...

A relação entre língua e cultura em aulas de língua estrangeira.; The relationship between language and culture in foreign language teaching.

Lima, Cristiano Soares de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.26%
This research is a contribution to the discussion concerning the relationship between language and culture in Foreign Language Classes (FLC). It discusses the place of cultural issues in FLC and how they can contribute to a more efficient learning of a foreign language and also to the formation of critically aware students/citizens. The discussion about language and culture is related to issues like globalization, hegemony, linguistic and cultural mutability, but it is especially related to the educational field. This work takes into account analyses, theoretical perspectives, studies and books that deal with this theme, being mostly based in Applied Linguistics, relying on researchers and linguists such as Bhabha, Crystal, Fiorin, Hall, Porto and others as a support to this research. The research corpus is composed of an analysis of an English schoolbook, transcripts of 18 English classes and a questionnaire applied to the teacher and to the students of the observed classes. The qualitative ethnographic perspective is adopted in order to support this work. The analysis of the schoolbook aimed at verifying a possible relationship between language and culture within its units and how that relationship occurs. The class observation s purpose was checking the place and the importance of cultural issues in the teacher s teaching practice as well as checking the kind of knowledge the students were offered. The questionnaires...

How do you say that in English? A produção do traço [+tenso] por brasileiros falantes de inglês como segunda língua

Moreira de Lima, Adriana; Virginia Telles de Araújo Pereira Lima, Stella (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.27%
A hipótese forte da Análise Contrastiva dos estudos comparativos classifica os elementos linguísticos como mais fáceis ou difíceis de serem aprendidos, somente pela semelhança ou diferença entre a língua materna e a língua-alvo. Ao se comparar as fonologias do inglês e do português, este estudo pôde verificar a influência que a língua materna exerce ao se aprender uma segunda língua. Para tanto, este trabalho visa a apresentar um recorte na realidade do uso de inglês como segunda língua por falantes recifenses do português brasileiro, e examinar questões de aquisição da fonologia de inglês como segunda língua. Tomou-se como principal meta estudar a interferência do português na aquisição do traço [+tenso] em falantes de inglês como L2, uma vez que a propriedade [+tenso] é inexistente nas vogais do português brasileiro. Assim, questionou-se se ela é adquirida ao longo do processo de aprendizagem da língua estrangeira ou se os estudantes mantêm as mesmas vogais da L1 devido à semelhança com as da L2, como seria sugerido pela hipótese forte da Análise Contrastiva. Para cada vogal foi verificada a influência do ambiente fonológico na duração, o correlato fonético do traço tenso, além disso, foram analisados os padrões silábicos e a tonicidade das vogais. A partir dos dados coletados...

Ensino de língua portuguesa na televisão : vai tudo bem?

Cláudio Rodrigues Costa, Luiz; Paiva Dionisio, Angela (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.29%
Este trabalho analisa as concepções de língua, de gramática e de norma lingüística dos programas Programa de Palavra, Nossa Língua Portuguesa e Afinando a Língua. Para tanto, buscamos: a) entender a língua como atividade social, a gramática como a própria língua em uso e a norma lingüística como resultado desse uso, sendo a competência comunicativa a meta precípua do ensino de língua; b) descrever os quadros e analisar a abertura e o fechamento dos mesmos; c) analisar as estratégias de ensino dos conteúdos; e d) investigar e confrontar as concepções de língua, de gramática e de norma lingüística subjacentes às explicações e às definições dos programas, discutindo, ainda, os objetivos que cada produção estabelece para o trabalho com o idioma e os possíveis preconceitos lingüísticos. Finalmente, nossas análises constataram que o Programa de Palavra e o Nossa Língua Portuguesa vêem a língua como código, a gramática como um conjunto de regras a serem seguidas e a norma lingüística como ideal de língua, sendo o ensino da norma-padrão o objetivo principal, diferentemente do Afinando a Língua, que vê a língua, a gramática e a norma lingüística, respectivamente, como atividade social e cognitiva...

Comprensión de lectura de texto en español por aprendices brasileños.

Specht, Luisa Barbara
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.4%
Resumo: Este estudo teve como objetivo geral analisar o domínio da compreensão de leitura em espanhol língua estrangeira por alunos brasileiros que têm como língua materna, o português. Com base nesta meta, foram verificadas as possíveis relações entre o desempenho nas tarefas de compreensão de textos em português e em espanhol, além disso, se avaliaram diferentes habilidades cognitivas e metacognitivas que podem interferir nas capacidades de compreensão de textos em espanhol. Participaram do estudo 67 alunos de uma 7ª (33 alunos) e de uma 8ª série (34 alunos) do ensino fundamental, que freqüentam uma escola pública em Curitiba - Paraná, selecionada por conveniência entre aquelas que oferece o ensino regular de espanhol como língua estrangeira. Na investigação empírica se utilizaram os seguintes instrumentos de coleta de dados: uma prova de avaliação do vocabulário receptivo - Peabody (PPVT-III); quatro textos para avaliação da compreensão leitora em espanhol; uma tarefa para verificar a compreensão do significado de palavras retiradas dos textos utilizados para a compreensão leitora em espanhol (tarefa aplicada antes e depois da leitura dos textos); dois textos para avaliação da compreensão leitora em português e três tarefas de avaliação da consciência sintática (tarefa de julgamento gramatical...

As tiras nos livros didáticos de língua portuguesa: uma proposta de leitura

Segate, Aline
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.23%
O principal objetivo do ensino de Língua Portuguesa é o desenvolvimento da competência discursiva dos alunos, isto é, o desenvolvimento da capacidade que o aluno deve ter para escolher o gênero adequado às diversas situações comunicativas. Por isso, Dolz e Schneuwly (2004) acreditam que os gêneros discursivos devem ser o princípio que sustenta o trabalho escolar, uma vez que essas entidades discursivas colaboram para o desenvolvimento da linguagem dos alunos e funcionam como objeto e instrumento de trabalho para os professores na sala de aula. Os Parâmetros curriculares Nacionais (PCN) também propõem a utilização dos gêneros discursivos como objeto de ensino para a prática de leitura/produção e sugerem os gêneros como fortes aliados ao processo de ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa. Considerando esses pontos de vista, nesta pesquisa, objetivamos analisar o trabalho de leitura de tiras proposto por diferentes Coleções de Livros Didáticos de Língua Portuguesa (LDLP) do Ensino Médio, adotadas em instituições públicas Estaduais de Uberlândia. Escolhemos o gênero tira por acreditarmos que sua transposição para o ensino da Língua Portuguesa possa levar a um trabalho interdisciplinar, capaz de conduzir os alunos a uma formação mais crítica e cidadã. Entendemos...

TIC e aprendizagem da língua inglesa no ensino formal português : meta-análise da investigação entre 2002 e 2012

Mendonça, Telma
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação de Mestrado em Comunicação Educacional Multimédia apresentada à Universidade Aberta; Estudos recentes têm reconhecido a importância das tecnologias emergentes e da Internet para a aprendizagem de uma língua, ao mesmo tempo que se referem ao papel destas como ferramentas de ensino e aprendizagem, as quais podem ser integradas na educação para complementar o trabalho do professor e para ir ao encontro das tendências e exigências das novas gerações de alunos, grandemente influenciadas pela atual sociedade digital. Este estudo, com base em quarenta e quatro provas académicas publicadas online, as quais constituem o corpus de análise desta investigação, tem como objetivo analisar como têm sido utilizadas as TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) na aprendizagem da língua Inglesa, no ensino formal em Portugal, no período entre 2002 e 2012. Neste contexto, tendo em conta a importância destas tecnologias, definiram-se questões de investigação para perceber: a utilização das TIC para a aprendizagem da língua Inglesa; as evidências da eficácia na aprendizagem dos alunos; as perspetivas dos investigadores em relação à integração das tecnologias na aprendizagem da língua Inglesa no ensino formal em Portugal; os desafios e as recomendações em relação às TIC e à aprendizagem da língua Inglesa. Após a meta-análise multimodal realizada...

Voltas meta-enunciativas e inscrição do sujeito na escrita na lingua estrangeira

Edna Maria Norder Stracçalano
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/1997 PT
Relevância na Pesquisa
36.45%
Esta pesquisa visa a estudar o exercício da função de autoria em aulas de escrita em inglês como Língua Estrangeira (LE) e o embasamento teóricometodológico articula transdisciplinarmente fundamentos da Lingüística Aplicada e da Análise do Discurso (AO), pressupondo uma concepção psicanalítica da subjetividade. A hipótese fundamental é que através da exercitação de voltas meta-enunciativas do dizer (retornos do dizer na cadeia enunciativa - Authier-Revuz, 1995), e da conscientização de efeitos de sentido por elas produzidos, estaremos modificando as condições de produção no discurso pedagógico em sala de aula de escrita em LE, propiciando a mobilização do sujeito no exercício de sua capacidade de autoria, isto é, levando os aprendizes a confrontarem-se com suas funções como enunciadores de pontos de vista que envolvem questões de responsabilidade no dizer. Trabalhamos com a noção de sujeito dividido, polifônico, não intencional, sem o domínio completo de seu discurso e com a concepção de linguagem como interdiscursividade heterogeneamente constituída (M. Pêcheux, 1990). Ao longo de um ano, foram acompanhadas as produções textuais de alunos universitários de segundo ano de Curso de Letras...

Mercado de linguas : a instrumentalização brasileira do portugues como lingua estrangeira; Market of languages : the Brazilian instrumentalisation of Portuguese as a foreign language

Leandro Rodrigues Alves Diniz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.27%
Filiando-nos à História das Idéias Lingüísticas, na sua articulação com a Análise do Discurso de perspectiva materialista, estudamos a construção discursiva do português do Brasil como língua estrangeira (PLE), a partir da ampliação de seu espaço de enunciação (GUIMARÃES, 2002). Para tanto, investigamos duas instâncias da gramatização (AUROUX, 1992) brasileira do português os livros didáticos (LDs) de ensino de PLE e o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) ?, aqui concebidos como instrumentos lingüísticos, que se encontram no cerne do que Orlandi (2007a) denomina "política de línguas". Após um mapeamento da produção editorial brasileira de LDs de PLE desde a primeira publicação na área que nos permitiu observar interessantes mudanças diacrônicas , constituímos nosso corpus para o estudo desses materiais. Para a investigação do Celpe-Bras, concentramo-nos nos manuais do exame e em uma entrevista com um ex-membro da comissão técnica do Celpe-Bras. Nosso estudo indica que a configuração do Mercado Comum do Sul (Mercosul), em 1991, pode ser vista como o marco de um novo período no processo de gramatização brasileira (ZOPPI-FONTANA, 2007). Tal período é caracterizado por um gesto político do Estado brasileiro em relação à inclusão do português do Brasil em um espaço geopolítico transnacional...

Português língua adicional : progressão curricular com base em gêneros do discurso

Kraemer, Fernanda Farencena
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.24%
Este trabalho visa a refletir sobre como se pode organizar uma progressão curricular para o ensino de português como língua adicional (PLA) com base na noção bakhtiniana de gêneros do discurso (BAKHTIN, 2003; BAKHTIN / VOLOCHÍNOV, 2006). Para tanto, apresento os conteúdos dos cursos de referência do Programa de Português para Estrangeiros da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), contexto desta pesquisa; descrevo o perfil dos alunos e suas necessidades de uso da língua portuguesa e analiso documentos de referência para o ensino de línguas, a saber, o Quadro de Referência para o Ensino de Português no Estrangeiro (GROSSO et al., 2011), os Parâmetros Curriculares Nacionais (BRASIL, 1998), os Referenciais Curriculares do Estado do Rio Grande do Sul (RS, 2009) e as especificações do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (BRASIL, 2011). Tendo em vista que o currículo é “o projeto que preside as atividades educativas escolares, define suas intenções e proporciona guias de ação adequadas e úteis para os professores, que são diretamente responsáveis pela sua execução” (COLL, 1996, p. 45), espera-se que ele desempenhe as seguintes funções: descrever e explicitar o projeto educativo (as intenções e o plano de ação) em relação às finalidades da educação e às expectativas da sociedade; fornecer um instrumento que oriente as práticas dos professores; levar em conta as condições nas quais se realizam essas práticas; analisar as condições de exequibilidade...