Página 1 dos resultados de 132 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

Aprendizagem da constituição do grupo nominal num corpus de português língua estrangeira / língua segunda

Kosaryga, Olga
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
O objetivo fundamental deste trabalho é o de procurar perceber como aprendentes de português como língua estrangeira / língua segunda (PLELS), que têm como línguas maternas o russo, o ucraniano, o inglês e o francês, aprendem a constituição interna do grupo nominal (GN) em português. Além disso, também se pretende perceber se a língua materna dos aprendentes de PLELS influencia a aprendizagem da constituição do GN em português através da transferência e quais destas línguas estão mais próximas ou mais distantes do português nesta estrutura. Assim, para elaborar a dissertação, foi feita a análise de textos recolhidos de um corpus de produções escritas, onde foi feito o levantamento de todos os grupos nominais e a sua classificação em (i) tipo de ocorrências, conforme a estrutura de constituição; (ii) ocorrências segundo a norma-padrão do português europeu; (iii) ocorrências desviantes. De seguida, foi feita a contagem e a análise destes desvios, para procurar demonstrar em que categoria os alunos apresentam mais problemas. Também se pretendeu ilustrar em que nível de aprendizagem foram encontrados mais desvios. Os resultados mostram também quais as estruturas destas línguas que são mais próximas ou mais distantes do português. Palavras-chave: Grupo Nominal...

O que eu falo não se escreve. E o que eu escrevo alguém fala? A variabilidade no uso do objeto anafórico na produção oral e escrita de aprendizes brasileiros de espanhol; What I say cannot be written: but does anyone say what I write? the variation in use of the anaphoric direct object for oral and written productions by Brazilians learners of Spanish

Yokota, Rosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
65.95%
O presente trabalho tem como objetivo contribuir para o estudo das especificidades da aquisição / aprendizagem da língua espanhola por falantes adultos do português brasileiro. Nele, apresentamos um estudo que busca observar, compreender e explicar o uso do objeto direto anafórico na produção oral e escrita de aprendizes brasileiros universitários de espanhol como língua estrangeira. Buscamos embasamento teórico sobre a aquisição de línguas não-nativas, sobre o lugar da língua materna na aquisição de línguas estrangeiras e sobre o objeto direto no português brasileiro e no espanhol. As amostras de produção oral e escrita utilizadas foram coletadas durante aulas de espanhol como língua estrangeira de um curso livre ministrado dentro da Universidade de São Paulo. Elas revelaram que, assim como na língua materna e na língua alvo, há grande variabilidade na produção não-nativa em espanhol no que se refere à omissão, ao preenchimento e às formas de preenchimento do objeto direto anafórico. Mesmo assim, foi possível identificar tendências nessa produção que apontam para a possibilidade de reestruturação da gramática não-nativa, mostram a importância da instrução no caso do espanhol como língua estrangeira e revelam que características próprias da produção oral e escrita em espanhol como língua estrangeira se relacionam não só com a competência lingüística...

Corpo, sujeito e interação na aprendizagem de uma língua estrangeira; Body, subject and interaction in the learning of foreign language

Rodrigues, Daniel Araújo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76.14%
Este trabalho se insere na tendência transdisciplinar que vem marcando as pesquisas em lingüística aplicada nos últimos anos. Ele tem como principal objetivo inserir o corpo nos debates sobre interação e aprendizagem de línguas estrangeiras. A relação do sujeito com o corpo, sua constituição pela interação são também parte deste estudo. Em um primeiro momento, procuramos refletir sobre o lugar que o corpo ocupa na história, sua importância nos dias de hoje e sua inclusão nos estudos discursivos, o corpo formatado pelo o outro, não apenas em língua materna, mas também em língua estrangeira. No segundo capítulo trabalhamos com a idéia de alteridade corporal em língua estrangeira junto com alguns conceitos da Análise do Discurso, como a noção de sujeito descentrado, formações discursivas, o interdiscurso, tudo isto associado ao corpo na interação. Na terceira parte procuramos inserir o estudo do corpo no processo de aprendizagem de uma língua estrangeira dentro do campo de pesquisas que versam sobre a complexidade. Em seguida apresentamos a noção de intercorpo que procura mostrar que aprender uma língua estrangeira é estranhar o corpo da língua materna, penetrando sensorialmente no corpo da outra língua. Por fim...

A comutação de código na aula de língua: entre funções e rituais.; Code-Switching in foreign language classes: between function and ritual.

Ferroni, Roberta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
Esta pesquisa tem como argumento o estudo da comutação de códigos, isto é, a passagem do italiano ao português e vice-versa efetuado por professores e estudantes durante as aulas de italiano como língua estrangeira. O presente estudo é baseado em um corpus constituído de registros efetuados junto aos cursos elementares, intermediários e avançados de italiano no Campus da USP. Tendo como modelo de referência a Análise da Conversação, o estudo iluminou as várias funções realizadas pela comutação enfocando o contexto discursivo. Dos exemlpos examinados emergiu que as maiorias das alterações foram iniciadas pelos alunos e não pelos professores. As categorias que foram identificadas são: alteração da gestão das atividades de classe, alteração do léxico e da gramatica, alteração como afirmação do eu pessoa. Enquanto os estudantes utilizam indistintamente o português tanto no nível elementar como avançado, os professores apresentam grande variação entre si, dependendo do estilo didático e do tipo de atividade que está realizando. Para concluir, acreditamos que o uso da língua materna durante as aulas de língua estrangeira possa representar um recurso, uma estratégia para o desenvolvimento de uma competência multi-línguas e multi-cultural mais que um obstáculo à aprendizagem. .; This research focuses on the study of code-switching...

Aspectos do processamento cognitivo relacionado à produção em língua estrangeira e aprendizagem de falantes não-nativos de alemão: hípótese explicativa; Cognitive processes related to foreign language production and learning of non-native german speakers: explicative hypothesis

Stanich, Kelly
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76%
A partir do enfoque da neurociência, a cognição pode ser definida como um processo de aquisição de conhecimento que tem como material a informação do meio em que vivemos e o que já está registrado na nossa memória. Esse processo, que visa à melhor adaptação ao meio, envolve percepção, atenção, memória e ação e nem sempre acontece de forma consciente. Mais do que simplesmente a aquisição de conhecimento, é um processo de conversão de tudo o que é captado pelo aprendiz de acordo com sua identidade e suas experiências. Com base nesse conceito, o presente trabalho propõe um modelo teórico para o processamento cognitivo relacionado à produção em língua estrangeira, fundamentado em teorias recentes da neurociência sobre memória, aprendizagem e processamento de representações de seqüências freqüentes na língua (chunks). Parte-se da hipótese de que os dois níveis ou processos de aprendizagem descritos de várias formas em teorias da linguagem (Krashen 1977, 1982, 1985; McLaughlin 1978; Bialystok 1978; Sinclair 1988; Klein 1992 entre outros) relacionam-se a diferentes sistemas da memória humana, que se diferenciam não pela duração do armazenamento da informação (memórias de curta e longa duração)...

Música e texto : um estudo comparativo da aquisição de vocabulário em língua estrangeira

Pereira, Nielsen de Lima e Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.96%
Trata-se de realizar um estudo comparativo entre os efeitos da utilização de canções e textos em prosa na aquisição do léxico da língua inglesa como língua estrangeira. O objetivo é investigar se o uso de canções é mais eficaz do que o uso de textos em prosa para o ganho lexical do aprendiz de inglês como língua estrangeira. Os participantes foram 20 alunos de três turmas de nível intermediário com idade média de 16 anos da escola American Place do bairro Cristo Redentor, em Porto Alegre. O mesmo grupo foi submetido aos dois recursos didáticos (texto e música), porém com itens lexicais diferentes. No trabalho com texto foi utilizado um texto do livro didático adotado do qual foram selecionadas palavras-alvo de acordo com o nível de conhecimento dos alunos. No trabalho com música foi utilizada a música Beautiful Day (U2), em que itens lexicais também foram selecionados seguindo os mesmos critérios. A Escala de Conhecimento Vocabular (PARIBAKHT; WESCHE, 1993), foi utilizada para averiguar o conhecimento lexical dos alunos antes da realização das atividades e após uma semana. Também foi aplicado um questionário para investigar as impressões dos alunos quanto ao presente estudo, suas opiniões sobre o trabalho com o léxico através de textos e com música em sala de aula...

Estrategias de aprendizagem em lingua estrangeira : um estudo "Q"; Learning strategies in foreign language: a "Q" study

Sonia de Paula Faria Magnus
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.92%
O principal objetivo deste estudo é investigar que estratégias de aprendizagem de língua estrangeira (cognitivas, metacognitivas e sócio-afetivas) são usadas conscientemente por aprendizes de 7ª e 8ª séries em escolas públicas brasileiras.Aspectos demográficos, tais como origem, idade e sexo também foram explorados, a fim de verificar se estes exerciam alguma influência no uso destas estratégias. Quatro metodologias distintas foram usadas na pesquisa: grupos focais, análise estatística, estudo Q e entrevistas.A primeira coleta de dados foi obtida através das discussões nos grupos focais, das quais as estratégias foram retiradas, analisadas, selecionadas e submetidas a um questionário e análise fatorial.Os fatores que surgiram desta análise foram usados para compor os itens do estudo Q, no qual foi possível identificar três diferentes pontos de vista.O primeiro deles (ponto de vista/fator A) apresentou o perfil do típico aluno considerado bom (aquele que toma nota e revê os exercícios, por exemplo); o segundo (ponto de vista/ fator B) revelou o perfil do aluno preguiçoso, numa visão mais tradicional (não classifica palavras, não copia diálogos, por exemplo) e o terceiro ponto de vista (ponto de vista/ fator C)...

Lingua estrangeira : entre a demanda de saber e o medo de ser; Foreign language : between the demand to know and the fear to be

Marcia Cristina Carvalho Garcia
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.04%
Este trabalho é uma reflexão sobre a dificuldade de aprendizado da língua inglesa, a partir do quadro teórico que toma a língua como estruturante do sujeito e que, por isso mesmo, considera muito importante a relação entre língua materna e língua estrangeira na aprendizagem desta última. A dificuldade é tomada como o que barra o aprendizado e é tratada como algo que antecede a possibilidade do "erro", pois pensamos que o aluno que comete "erros" consegue, de alguma forma, por a língua em movimento. Buscamos refletir sobre o que se coloca em movimento a um dado sujeito quando ele é confrontado com o aprendizado de uma língua estrangeira. Acreditamos que a relação que o aluno estabelece com a língua estrangeira revela traços de sua inscrição na língua materna, articulada com aquilo que ela carrega de decisivo para o funcionamento do sujeito. Para falar a língua materna foi necessária uma identificação, que Freud chamou de identificação primária. Para falar a língua estrangeira, pensamos também ser necessária uma identificação, no sentido freudiano. Para falar a língua estrangeira será necessário que o sujeito seja capaz de se distanciar da língua que o constituiu, porém enfatizamos que ela sempre estará presente de forma latente...

Reflexões sobre língua materna e língua estrangeira a partir da incidência de lalangue; Reflections about mother tongue and foreign language considering the incidence of lalangue

Denise Souza Rodrigues Gasparini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.92%
Este trabalho pretende discutir as ressignificações que os conceitos tradicionais de língua materna e de língua estrangeira - a saber, aquela como exterioridade adquirida em primeiro lugar, falada pela mãe ou responsável pela unificação de uma nação, e esta como exterioridade aprendida a partir de investimentos racionais e conscientes e depois de um razoável conhecimento da língua materna - recebem a partir das hipóteses da Psicanálise, e assim tomá-los sob outro ponto de vista: respectivamente, língua causa do sujeito do inconsciente e prolongamento do campo simbólico instaurado pela chamada língua materna. Remontar a estes termos a partir da teoria psicanalítica impõe a consideração de lalangue, responsável pela instauração da matriz simbolizante no sujeito de linguagem, como elemento organizador da relação entre as línguas, bem como elemento que reverbera seus afetos e seus efeitos em toda tentativa de aprendizagem de qualquer novo item do campo simbólico, tal como uma língua estrangeira; This thesis has the objective of discussing the possible re-significations of the traditional concepts of mother tongue and foreign language considering psychoanalytic theory. The mother tongue is usually considered an external element - the language spoken by the mother or the language that unifies a nation - which is acquired before the foreign language. On the other hand...

Aptidão para língua estrangeira : a perspectiva do aluno universitário; L2 Aptitude : the perspective of the university student

Cesar Eduardo Duarte Elizi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.89%
O objetivo deste estudo foi investigar o conceito de Aptidão para língua estrangeira (AL2) do ponto de vista de um grupo de estudantes universitários. Nosso interesse foi conhecer os posicionamentos dos estudantes sobre questões como o papel do esforço e o senso de agência (MERCER e RYAN 2010), para então agrupá-los em termos dos perfis compartilhados e interpretá-los à luz da teoria recente sobre aptidão, notadamente os complexos de Aptidão (ROBINSON 2002,2005), o papel da memória de trabalho (WEN, 2012) e metacognição (FLAVELL 1987). Para tanto, optamos pela Metodologia Q. Assim, elaboramos um conjunto-Q com 47 afirmações sobre Aptidão para língua estrangeira, a partir da fala dos sujeitos envolvidos e da literatura. Um total de 57 estudantes, de duas faculdades da região de Campinas, ordenaram o conjunto-Q de acordo com sua visão subjetiva sobre o tema. Um software realizou a análise estatística, revelando quatro diferentes perfis. O primeiro perfil, com 27 sujeitos, revela um posicionamento que privilegia o esforço individual e não habilidades inatas, com escolhas de comportamentos informadas por estratégias metacognitivas alinhadas com a valorização do esforço. O segundo perfil reúne 7 estudantes para quem a AL2 está ligada a um dom...

Processamento cognitivo relacionado à produção em língua estrangeira e aprendizagem de falantes não-nativos de alemão

Stanich,Kelly; Meireles,Selma
Fonte: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/; Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã Publicador: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/; Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.04%
A cognição pode ser definida como um processo de aquisição de conhecimento que tem como material a informação do meio em que vivemos e o que já está registrado na nossa memória. Este processo envolve percepção, atenção, memória e ação, e nem sempre acontece de forma consciente. Mais do que simplesmente a aquisição de conhecimento, é um processo de conversão de tudo o que é captado pelo aprendiz de acordo com sua identidade e suas experiências. Com base nesse conceito, propõe-se um modelo teórico para o processamento cognitivo relacionado à produção em língua estrangeira, fundamentado em teorias recentes da neurociência sobre memória, aprendizagem e processamento de representações de seqüências freqüentes na língua (chunks) e ilustrado com dados referentes ao alemão como língua estrangeira. Como resultado, nota-se que o conhecimento teórico sobre a língua estrangeira e a capacidade de utilizá-la são habilidades complementares que interagem na aprendizagem da mesma, mas como saberes distintos, e não estágios do mesmo conhecimento determinados pelo tempo de aprendizagem ou armazenamento na memória, como sugerem alguns teóricos da área.

Aprendizagem intercultural na formação de professores de Alemão como Língua Estrangeira no Brasil

Monteiro,Maria
Fonte: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/; Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã Publicador: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/; Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86%
Uma reflexão básica sobre o objetivo da aprendizagem intercultural parece ainda não estar presente nas publicações brasileiras, principalmente na área de Alemão como Língua Estrangeira. Embora a aprendizagem intercultural seja tema de muitos trabalhos da área, o conteúdo e os objetivos parecem ainda ser fixados pelo material didático mais recente do catálogo das editoras alemãs, e isso se reflete na formação dos futuros professores. A solução seria uma integração consequente e sistemática, desde o início do curso, dos conteúdos específicos relativos ao Alemão como Língua Estrangeira no Curso universitário de alemão, através de uma real interdisciplinaridade entre as áreas de Letras e de Ciências Humanas.

Entre adquirir e aprender uma língua: subjetividade e polifonia

Coracini,Maria José
Fonte: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) Publicador: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
Pretende-se discutir e desconstruir as dicotomias aprendizagem/aquisição, língua materna/língua estrangeira, a partir de um corpus extraído de relatos de dez falantes de língua(s) estrangeira(s). Em geral, eles apre(e)deram a(s) língua(s) em situações informais ou, como dizem eles, em situações autodidatas. A análise efetuada tomou por base a perspectiva discursivo-desconstrutivista, que inclui pensadores como Bakhtin, Foucault, Derrida e Lacan. Todos eles partilham concepções como língua(gem), sujeito e cultura. A análise empreendida permitiu perceber que, ao falarem de como aprenderam a(s) língua(s) estrangeira(s), a maioria dos participantes da pesquisa só consideram as estratégias, as metodologias (formais e informais), os meios utilizados para terem acesso à língua-cultura do outro, esquecendo que adentrar a língua do outro pressupõe o desejo que se manifesta no amor da(s) língua(s) e do outro.

Língua adicional: contextos e continua

Neves, Ana Cristina
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
75.9%
O papel de uma língua adicional, seja ela uma língua estrangeira, língua segunda, ou uma variedade não nativa, é fundamental atualmente não só no domínio profissional mas também em termos de investigação científica, mais precisamente sobre o contacto de línguas. Até ao início da segunda metade do século passado, o contacto linguístico que poderá ter estado na origem das línguas crioulas gozou de especial atenção entre os linguistas. Nas últimas décadas a sua atenção virou-se para a língua segunda e as variedades não nativas. Neste artigo, apresentamos,do ponto de vista teórico, os elos de ligação, contextos e continua, entre os quatro conceitos acima referidos, em que o primeiro, língua adicional, é apresentado como hiperónimo dos outros três, língua estrangeira, língua segunda e variedade não nativa.; The role of an additional language, either a foreign language, a second language, or an indiginized variety, is nowadays crucial not only in the professional domain but also in the area of scientific investigation, more precisely regarding the language contact. Till the beginning of the second half of the last century, linguists concentrated the investigation on the language contact on the creole languages. In the last decades...

Uma compreensão etnometodológica da aprendizagem de língua estrangeira na fala-em-interação de sala de aula

López Abeledo, Maria de la O
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.12%
Os resultados alcançados por esta pesquisa apontam para uma compreensão etnometodológica da aprendizagem de língua estrangeira na fala-em-interação de sala de aula. O objetivo da pesquisa foi elaborar um posicionamento teórico e metodológico que permitisse analisar e descrever a aprendizagem de língua estrangeira desde a perspectiva da Análise da Conversa Etnometodológica, com o intuito de explorar o alcance e as limitações dessa abordagem para os estudos de Aquisição de Segunda Língua. Foram analisados dados de fala-em-interação de sala de aula de Espanhol como Língua Estrangeira, segmentados de um corpus de 24 horas de registro audiovisual gerado em um curso de línguas no Brasil. Para a análise, foram segmentadas seqüências interacionais com ocorrências de práticas interacionais pelas quais os participantes destacam palavras da língua estrangeira de forma relevante para a construção e reparo dos turnos de fala. Diferentemente do paradigma de pesquisa cognitivista adotado por estudos sobre aquisição de vocabulário da área de pesquisa de Aquisição de Segunda Língua (Pica, Young & Doughty, 1987; Paribakht & Wesche, 1993, 1997, 1999, 2000; Ellis, Tanaka & Yamazaki, 1994), a abordagem adotada nesta pesquisa permitiu mostrar evidências empíricas de aprendizagem de vocabulário na fala-em-interação. A análise dos dados mostrou que...

Fatores de motivação de aprendentes de português como língua estrangeira: o caso de Trinidad e Tobago

Mattos, Maria Teresa Segarra Costaguta
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
A motivação é um dos fatores mais determinantes no processo de aprendizagem de uma língua estrangeira, e por isso é extremamente importante estudar as diferentes formas em que esta manifesta-se em cada aprendente. Este é um estudo sobre os fatores de motivação em aprendentes de Português como Língua Estrangeira em um contexto de não imersão, especificamente os alunos do curso de Minor in Brazilian Studies na Universidade das Índias Ocidentais (University of the West Indies), em Trinidad e Tobago. Através do desenvolvimento e aplicação de um questionário adaptado de McEwan e Minkle (1979) e Schmidt (1996) e de práticas em sala de aula, fez-se um mapeamento das diferentes fontes de motivação dos estudantes, sendo estes resultados analisados estatisticamente com o auxílio do softwares SPSS. Em termos de estatística descritiva foram analisadas as porcentagens, moda, média e desvio padrão e escalonamento multidimensional dos dados do questionário. Através dos resultados obtidos, verificou-se que o grupo de alunos participante da pesquisa demonstrou índices satisfatórios de motivação intrínseca, e motivação extrínseca de aspectos positivos, como o desejo de aprender a língua para viagens. Práticas didáticas também foram apontadas como fatores de motivação...

Aprendizagem intercultural na formação de professores de Alemão como Língua Estrangeira no Brasil; Intercultural Learning in the Training of Teachers of German as a Foreign Language in Brazil

Monteiro, Maria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
85.98%
A reflection on the goal of intercultural learning does not seem to be present in Brazilian publications, especially in the area of German as a Foreign Language. Although intercultural learning is the subject of many papers, contents and objectives seem still to be determined by courseware of German publishers, and this is reflected in the training of future teachers. The solution would be a consistent and systematic integration, since the beginning of the academic studies, of the specific content related to German as a Foreign Language in the undergraduate programs in German, through a real interdisciplinarity of the areas of Language and Literature and the Humanities.; Uma reflexão básica sobre o objetivo da aprendizagem intercultural parece ainda não estar presente nas publicações brasileiras, principalmente na área de Alemão como Língua Estrangeira. Embora a aprendizagem intercultural seja tema de muitos trabalhos da área, o conteúdo e os objetivos parecem ainda ser fixados pelo material didático mais recente do catálogo das editoras alemãs, e isso se reflete na formação dos futuros professores. A solução seria uma integração consequente e sistemática, desde o início do curso, dos conteúdos específicos relativos ao Alemão como Língua Estrangeira no Curso universitário de alemão...

Processamento cognitivo relacionado à produção em língua estrangeira e aprendizagem de falantes não-nativos de alemão

Stanich, Kelly; Meireles, Selma
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
76.03%
Aus der Sicht der Neurowissenschaft kann Kognition als ein Wissenserwerb-Prozess definiert werden, der sowohl Informationen aus der Umwelt als auch aus unserem Gedächtnis verwendet. Der Prozess baut auf Perzeption, Aufmerksamkeit, Gedächtnis und Handeln auf und läuft nicht immer bewusst ab. Es handelt sich dabei aber nicht nur um Wissenserwerb, sondern um die Umwandlung all dessen, was vom Lerner anhand seiner Identität und Erfahrungen wahrgenommen wird. Davon ausgehend wird hier ein theoretisches Modell der Wissensverarbeitung im Rahmen der Produktion in einer Fremdsprache vorgestellt, das auf neuen neurowissenschaftlichen Theorien über Gedächtnis, Lernen und die Verarbeitung von Repräsentationen häufiger linguistischer Sequenzen (chunks) basiert und mit Daten aus dem Bereich Deutsch als Fremdsprache illustriert wird. Aus dem Modell ergibt sich, dass theoretisches Wissen über eine Fremdsprache und die Fähigkeit, die Sprache erfolgreich zu verwenden, als einander ergänzende, während des Lernprozesses miteinander interagierende Fähigkeiten anzusehen sind, und nicht als zwei Phasen einer durch Lernzeit und Speicherung im Gedächtnis bestimmten einheitlichen Kenntnis, wie von manchen Autoren vorgeschlagen wird.; A cognição pode ser definida como um processo de aquisição de conhecimento que tem como material a informação do meio em que vivemos e o que já está registrado na nossa memória. Este processo envolve percepção...

Textos multimodais na aula de língua estrangeira

Winter, Daiane; Instituto Federal Sul-Rio-Grandense
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
RESUMO:Este artigo objetiva analisar o vídeo como um instrumento de motivação na aula de língua estrangeira, considerando a importância da motivação na aprendizagem de línguas. A hipótese é de que o vídeo intensifica a motivação dos alunos. A pesquisa é de natureza qualitativa e a fundamentação teórica está baseada, principalmente, no modelo ARCS de John Keller, na Gramática Visual de Kress e van Leeuwen e nas formas de multiletramentos do The New London Group. Para coletar os dados, a metodologia constou de dois momentos: no primeiro, os alunos assistiram a um vídeo do YouTube; no segundo, produziram seu próprio vídeo e postaram no YouTube. A análise dos dados revelou que o vídeo intensifica a motivação dos alunos na aprendizagem de línguas estrangeiras.PALAVRAS-CHAVE: vídeo; motivação; língua estrangeira; multiletramento.  ABSTRACT:The aim of this paperis to analyse video as an instrument of motivation in the foreign language class, considering that motivation is very important in language learning. The hypothesis is that video enhances students’ motivation in the classroom. The research is qualitative and the theoretical framework is based on John Keller’s ARCS model, on Kress e van Leeuwen’s Visual Grammar and on the concepts of multiliteracy of The New London Group. In order to collect the data...

Leitura e transferência de aprendizagem de língua estrangeira

Seba, Rosângela Guimarães; Instituto Federal do Espírito Santo - Campus de Aracruz; Queiroz, Sávio Silveira de; Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
Fonte: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada Publicador: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.06%
 Apesar de a literatura reconhecer a importância da transferência para a aprendizagem de língua estrangeira, poucos pesquisadores brasileiros têm dedicado seus estudos a esse fenômeno. Este estudo de caso qualitativo e exploratório buscou investigar os processos de aquisição e de transferência de estratégias de aprendizagem de alunos universitários brasileiros no contexto de leitura em Inglês para Fins Acadêmicos. Os dados, analisados interpretativamente, foram coletados em quatro estágios, por meio de questionários/inventários, diário de campo, atividades avaliativas de compreensão textual, justificativas dos participantes para o uso (ou não) de certas estratégias, e relatórios finais. Os resultados indicaram que a transferência de certas estratégias foi efetiva, favorecendo positivamente a compreensão textual em inglês. Fundamentado na teoria psicogenética de Piaget (1995, 1978), no conceito de transferência de Haskell (2001) e nas estratégias de aprendizagem de Oxford (1990), o estudo pretende contribuir para uma melhor compreensão dos processos de construção e transferência do conhecimento como resultado da interação do leitor com o texto a partir da tomada de consciência das estratégias de aprendizagem de inglês como língua estrangeira.Palavras-chave: Aprendizagem de língua estrangeira. Leitura. Tomada de consciência. Transferência de aprendizagem. Estratégias de aprendizagem.