Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Wayoro êmêto: fonologia segmental e morfossintaxe verbal; Wayoro êmêto: segmental phonology and verbal morpho-syntax

Nogueira, Antônia Fernanda de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.67%
Investigamos, nesta dissertação, a fonologia segmental e a morfossintaxe verbal Wayoro, especialmente, a estrutura argumental e a valência verbal. Nosso objetivo é oferecer um estudo destas áreas da gramática da língua, com base em dados originais e em modelos teóricos úteis para a explicação dos mesmos. No âmbito da fonologia, os pares contrastivos identificados evidenciam o seguinte inventário consonantal: oclusivas /p t tS k g kw gw/, nasais /m n N Nw/, fricativa /B/ e tepe /|/. As consoantes nasais realizam-se como nasais pósoralizadas, quando seguidas por vogal oral. Os fonemas vocálicos /i È o E a/ contrastam quanto à nasalidade e ao prolongamento. Descrevemos os processos fonológicos e morfofonológicos presentes nos dados, a saber, lenição e sonorização, neutralização e assimilação de nasalidade. Quanto à morfossintaxe verbal, inicialmente, apresentamos os morfemas característicos ou exclusivos da categoria verbal. A distribuição dos morfemas pessoais, em Wayoro, está relacionada à valência verbal: prefixos pessoais absolutivos funcionam como objeto e como sujeito do verbo intransitivo, ao passo que morfemas pessoais livres (ergativos) têm função de sujeito do verbo transitivo. O radical verbal é formado por uma raiz à qual se une o verbalizador e a vogal temática . Após a vogal temática...

Descrição e análise do prefixo {e-} intr da língua Wayoro (Ayuru, tronco Tupí)

Nogueira,Antonia Fernanda de Souza
Fonte: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi Publicador: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.61%
Evidências de que os verbos que apresentam o prefixo {e-} são monoargumentais, na língua Wayoro, são o uso dos prefixos pessoais absolutivos como marcadores do único argumento exigido pelo verbo e a possibilidade de coocorrência desses prefixos pessoais com o morfema causativo/transitivizador {mõ-~õ-} 'causativo', tal como ocorre com verbos intransitivos típicos da língua. O comportamento das construções intransitivas com prefixo {e-} pode ser associado a propriedades de sentenças anticausativas, reflexivas e médias. Em várias línguas, os valores anticausativo, reflexivo e médio podem ser expressos por um único morfema intransitivizador. Em Wayoro, os verbos intransitivizados por meio do prefixo {e-}podem apresentar valor anticausativo, quando o sujeito do verbo intransitivizado é [- animado], ou valor reflexivo, quando o sujeito do verbo é [+ animado]. Os verbos com prefixo {e-} inerente têm propriedades relacionadas à voz média (eventos espontâneos, eventos naturalmente recíprocos etc.).