Página 1 dos resultados de 37 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

Práticas informais no ensino coletivo de sopros: um experimento no Guri; Informal learning practices in woodwind group lessons: an experiment at Guri program

Leme, Luis Santiago Malaga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.11%
Este trabalho apresenta algumas contribuições para uma atualização metodológica e pedagógica do ensino de instrumentos de sopro em aulas coletivas inspirado pelas práticas informais de aprendizagem identificadas por Green (2008), Braga (2005) e Priest (1989) entre outros. As práticas informais são um conjunto de atividades identificadas pela literatura como típicas da música popular ou tradicional que possuem interesse para a educação musical formal. Suas características principais podem ser resumidas como: concessão de espaço e tempo para os alunos improvisarem e experimentarem; livre escolha do repertório e; maior uso de modelos visuais e sonoros dados pelo professor e por gravações trazidas à sala de aula. As práticas informais estão de acordo com a pedagogia de Paulo Freire na medida em que colocam a autonomia como meio de aprendizagem e não apenas como finalidade. A formalização das práticas musicais na direção da escrita e leitura de partituras é um processo antigo correlacionado ao desenvolvimento do racionalismo na história do pensamento ocidental em sua busca pela precisão, segundo Koellreutter (Brito, 2007). O caminho que as práticas musicais tomaram teve seu ápice no século XIX, sendo que o sistema de ensino dos conservatórios constituído nesta época perdura até os dias de hoje na educação musical...

Cantar com as mídias eletrônicas : um estudo de caso com jovens

Schmeling, Agnes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.06%
Este estudo investigou o canto intermediado pelas mídias eletrônicas e os processos de aprendizagem musical de cinco jovens, procurando responder à seguinte questão: que funções pedagógico-musicais exercem as mídias sobre as práticas músico-vocais dos jovens? E como subquestões: quais mídias eletrônicas os jovens utilizam para o canto? De que maneira os jovens o fazem? A metodologia adotada foi o estudo de caso, utilizando entrevistas e observações. Para compreender as relações dos jovens com a música, com o canto e as mídias eletrônicas, a investigação se apoiou em autores tais como: Gembris, Kraemer e Maas (1997), Baacke, Sander e Vollbrecht (1988), Münch (1998), Souza (1999; 2000; 2002) Schläbitz (1997; 2003) e Funk-Hennigs (2003). O estudo evidenciou que as mídias eletrônicas têm diferentes funções na atividade músico-vocal dos jovens e que, nesse ambiente midiático, incluem, muito particularmente, a auto-aprendizagem, a identificação e a autonomia nas escolhas musicais, além da possibilidade de cantar acompanhando seus cantores e suas músicas escolhidos.

Música na educação de jovens e adultos : um estudo sobre práticas musicais entre gerações

Ribas, Maria Guiomar de Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.19%
Este trabalho tem por objetivo central compreender como se articulam práticas musicais de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Aborda sobre questões de repertório, divergências e convergências de interesses, entre universos musicais de estudantes de distintas gerações no contexto educacional da EJA. Investiga sobre práticas daqueles/as que não se encontram em idade considerada “ideal” para iniciar ou aprofundar sua formação escolar nessa área, embora a apropriação e a transmissão da música ocupe um lugar importante em suas cotidianidades A metodologia utilizada é o estudo de caso, tendo como campo empírico uma instituição escolar da EJA, localizada em Porto Alegre. Foram realizadas observações nas aulas e oficinas de música, entre outros espaços, bem como entrevistas com dezessete estudantes cujas idades variaram entre 21 e 78 anos. A presente pesquisa está apoiada em estudos que abordam a temática geracional (Ariès, 1991; Debert, 1998; Salles Oliveira, 1999; Ferrigno, 2003; Brito da Motta, 2005, entre outros), e em estudos da Educação Musical (Small, 1984; Arroyo, 1999, DeNora, 2000; Souza, 2004). Os resultados revelam que uma co-educação musical se gesta entre os/as participantes da pesquisa. Sem perder de vista as diferenças...

Consumo cultural e identidade juvenil : compartilhamento musical no site last.fm

Ribeiro, Laís Pereira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
Este trabalho tem por objetivo compreender de que maneira o site Last.fm contribui para o processo de articulação do consumo cultural de jovens porto-alegrenses, especialmente no que se refere ao gênero musical rock. Para tanto, tem-se como referencial as concepções de hibridização e consumo cultural de García-Canclini, importante teórico dos Estudos Culturais Latino-Americanos Tendo como objeto empírico a rede social e web-radio Last.fm, a pesquisa está estruturada em duas etapas: a primeira, essencialmente quantitativa, traz o levantamento de sexo, idade e tempo de participação dos 1500 usuários inscritos na comunidade de Porto Alegre e traça um panorama dos gêneros musicais mais escutados por eles na plataforma. A segunda etapa, baseada em uma pesquisa exploratória realizada com seis jovens pertencentes a essa comunidade, visa identificar como se dá o compartilhamento de gêneros musicais na web e compreender como o consumo desses gêneros contribui para a construção identitária desses jovens. Como resultados, expõe-se uma série de práticas relativas a cinco categorias de análise: práticas culturais e o uso da tecnologia; gostos musicais e práticas de consumo; compartilhamento musical; sociabilidade; rock e identidade.

Juventudes governadas : dispositivos de segurança e participação no Guajuviras (Canoas-RS) e em Grigny Centre (França)

Damico, José Geraldo Soares
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
35.93%
Esta tese analisa determinadas formas de governamento da juventude em políticas de segurança pública, entendendo-as como respostas do Estado à expansão e à generalização de um sentimento de insegurança e medo na sociedade contemporânea. Para isso, discuto práticas de governamentalidade que atingem as periferias urbanas e, de modo particular, os/as jovens que lá habitam, considerando-as como resultados de uma alteração e uma intensificação dos modos como o Estado exerce o governo das condutas. A abordagem teórico-metodológica situa-se na interface dos estudos de gênero, dos estudos culturais e da antropologia política, principalmente as perspectivas que propõem uma aproximação crítica com a teorização foucaultiana; o trabalho posiciona-se no campo de uma etnografia pós-moderna, a partir de uma combinação de metodologias e de modos de escrita. Para efetivar minha análise elegi dois lócus de pesquisa. Um deles foi o bairro Guajuviras, em Canoas, cidade da região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Brasil. O bairro recebe ações do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci), ali implementadas com o nome de Território de Paz. O segundo lócus foi a cidade de Grigny Centre...

Práticas de leitura e escrita na contemporaneidade : jovens e fanfictions

Carvalho, Larissa Camacho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.12%
O presente estudo, inspirado nos pressupostos da História Cultural, mais especificamente voltado à história das práticas de leitura e escrita, tem como objetivo examinar algumas das transformações operadas nas práticas de escrita e leitura deflagradas com o surgimento dos computadores e da internet. As tecnologias da informação e comunicação da atualidade são responsáveis por profundas mudanças em vários âmbitos da vida social e, quanto à leitura e à escrita, são responsáveis por uma verdadeira revolução quanto aos suportes dos textos, as figuras de autor e de leitor, bem como as próprias práticas, de tal monta que pode ser comparada à revolução ocorrida com a passagem do rolo (volumen) para o códex no século V. Como objeto privilegiado da análise, a investigação centra-se nas fanfictions, textos escritos por jovens fãs de livros, filmes, séries televisivas, histórias em quadrinhos (inclusive os mangás japoneses), desenhos animados (incluídos os animês japoneses), bandas musicais, entre outros. Os leitores/escritores das fanfictions inspiram-se nos personagens, nos cenários, nas tramas, nos conflitos das obras que são fãs, a partir dos quais dedicam-se a escrever suas próprias histórias. A pesquisa empírica se vale de documentos produzidos a partir de questionários estruturados...

Projetos educativos de famílias e formação musical de crianças e jovens de uma orquestra

Bozzetto, Adriana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.02%
A presente pesquisa investiga aspectos do projeto educativo das famílias de crianças e jovens que aprendem música em uma orquestra. O estudo, construído a partir dos depoimentos orais de 27 famílias e dos 28 alunos participantes da orquestra na perspectiva qualitativa, tem como objetivo revelar expectativas e concepções da família sobre a aprendizagem musical desenvolvida com seus filhos, em um projeto que enfatiza a formação de músicos profissionais. O trabalho desvela o entorno social familiar dos alunos em que práticas musicais e pedagógicas familiares circunscrevem o cenário de socialização desses jovens. A análise de como o espaço familiar opera para que as crianças e os jovens da orquestra continuem sua aprendizagem musical é apoiada nos estudos de Lahire (2002; 2008), Bourdieu (2007; 2008), Gayet (2004), Papadopoulos (2004) e Setton (2002; 2005; 2010; 2011; 2012a; 2012b). Os resultados da pesquisa mostram que a família exerce um papel ativo como interlocutora do projeto musical dos alunos que integram a orquestra em estudo. Em sua maioria pertencentes aos meios populares, os pais ou responsáveis precisam reinventar a rotina cotidiana para que os filhos possam permanecer na orquestra, apontando estratégias de organização do estudo dos filhos...

Aprendizagens e práticas musicais no Festival de Música Estudantil de Guarulhos

Fialho, Vania Aparecida Malagutti da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.36%
Esta pesquisa buscou compreender as aprendizagens e práticas musicais presentes e desencadeadas no e pelo Festival Música Estudantil de Guarulhos, que teve caráter competitivo e focou as músicas produzidas por estudantes. O objetivo do evento foi o de mobilizar as escolas do município de Guarulhos – SP, e, dar visibilidade às ações músico-pedagógicas nelas desencadeadas. Organizado pela Secretaria de Cultura do município, o Festival envolveu professores e gestores escolares, gestores municipais e, especialmente, 23 grupos musicais formados por jovens estudantes. O evento foi aberto a todas às formações de grupos instrumentais/vocais e a todos estilos/gêneros musicais, o que resultou em uma variedade significativa de jeitos e formas de tocar e cantar. Organizado em duas semifinais e uma final, o evento teve como premiação prometida a gravação de um CD com as dez músicas finalistas. As questões que guiaram a pesquisa foram: Que práticas musicais juvenis aparecem no evento? Como elas apareceram? Que ações músico-pedagógicas o Festival pôde mobilizar nos jovens participantes? E na escola, como isso ocorreu? Em que medida os jovens participantes, e a escola, interferiram nas decisões e na dinâmica do Festival? Para discutir estas questões...

iMusic Education: um estudo bibliográfico sobre a interação entre jovens, novas tecnologias e educação musical

Marcolino, Thaís dos Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 50 f.
POR
Relevância na Pesquisa
45.95%
Este trabalho é de natureza qualitativa e consiste em um estudo bibliográfico referente à interação entre jovens, educação musical e novas tecnologias. A partir da análise dos textos levantados, procura-se compreender como educadores musicais posicionam-se frente às tecnologias em suas aulas; e o quão significativas elas podem ser quando utilizadas. Inicialmente, o procedimento metodológico se deu através da definição de TICs e de uma contextualização sobre a presença das tecnologias na escuta, na educação e nas práticas musicais. Em seguida, utilizou-se quatro artigos publicados na Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM), os quais foram analisados e discutidos de acordo com o pensamento vigente na bibliografia estudada, procurando verificar o estado da produção e aplicação de conhecimentos sobre o tema nesta área. Por fim, constata-se que a presença das tecnologias no ensino musical implica em mudanças no papel do professor e na matriz curricular dos cursos de Licenciatura em Música.

Rede social com música, arte e tecnologia

Salles, Beatriz de Freitas
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
35.76%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Departamento de Artes Visuais, 2014.; No mundo atual, coloca-se premente a necessidade de repensarmos as formas de aprendizagem. Como serão no futuro os modelos educacionais para o aprendizado de música na era digital? Precisamos compreender o aprender a apreender frente aos novos desafios trazidos com as tecnologias. É nossa convicção que para desenvolver sistemas interativos musicais faz-se necessário o uso de uma perspectiva não só multidisciplinar, como também transdisciplinar, que estabeleça uma integração sistemática e correspondências explícitas entre uma variedade de teorias, modelos, técnicas e ferramentas das áreas de Computação Musical, Educação Musical, Interação Humano-computador e Inteligência Artificial, dentre outros. Partindo desta premissa levantamos as seguintes questões: que tipo de software e hardware, dispositivos eletrônicos, convencionais ou não convencionais de interação podem contribuir para a sensibilização de crianças e jovens no aprendizado da arte e, em especial, da musica? O ambiente lúdico – jogo, vídeos tutoriais e outros - é importante na questão da apreensão de conteúdos específicos? Estas questões surgem a partir da volta da obrigatoriedade do ensino de música nas escolas...

Prevenir contra o lobo mar ou despertar a bela adormecida : estudo de caso sobre as práticas e perceções associadas à internet entre os alunos do Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil

Santos, Hermínia da Conceição Marques dos
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 10/10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
35.95%
Vivemos rodeados de tecnologia. No presente, a Internet é sustentáculo de uma sociedade onde a informação e a comunicação alastram às diversas vertentes da vida humana, transformando-as em pilares da organização política, económica, social e cultural. Num contexto de mudanças vertiginosas, o poder político tem procurado criar medidas e ações, nacionais e comunitárias, de incentivo às tecnologias da informação e da comunicação. Mas não só. A evolução acelerada dos media e o papel relevante assumido pela Internet trazem também repercussões para a educação e formação. A Escola do século XXI foi invadida por um conjunto de novos aprendentes e às suas bibliotecas chega um público heterogéneo que é preciso conhecer. Diversas são as questões que podem ser levantadas quando olhamos para as crianças e jovens que frequentam as nossas escolas. Não será importante sabermos em que medida a infoexclusão afeta os estudantes da Escola onde trabalhamos? Ou então compreendermos os medos que associam à Internet? E que fontes de saber intervêm na aprendizagem através da Internet? Ou ainda percebermos quais são as suas perceções relativamente às vantagens e perigos de utilização da Internet, aos direitos de autor ou ao tipo de mediação parental a que consideram estar sujeitos? Ao estudarmos a Internet e o uso que pode ser dado a este media nas nossas Escolas...

Estratégias pedagógicas para jovens com a síndrome de Asperger na aprendizagem do trompete: relatório de estágio

Carolino, Mário António Gomes Filipe
Fonte: Escola Superior de Música de Lisboa Publicador: Escola Superior de Música de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
35.95%
Resumo I - O Relatório de estágio foi idealizado no âmbito da Unidade Curricular de Estágio do Ensino Especializado, Mestrado em Ensino da Música pela Escola Superior de Música de Lisboa. O documento incide sobre a prática pedagógica desenvolvida no Conservatório Regional de Palmela no ano letivo 2013/2014, abrangendo três alunos dos diferentes graus de ensino. No conteúdo do relatório, para além da caracterização do estabelecimento de ensino onde o estágio foi desenvolvido, foram caracterizados os diferentes alunos realçando as linhas pedagógicas seguidas com cada um dos intervenientes, salientando os aspetos de competências motora, auditiva e expressiva desenvolvidas durante o processo. Os objetivos do trabalho desenvolvido com os alunos é descrito, tendo como base a organização dos materiais a utilizar de acordo com as características de cada aluno, e consequentemente de acordo com a análise crítica da atividade docente. O professor tem a responsabilidade de conduzir o ensino dos alunos para que estes saibam apreciar e compreender as execuções musicais, independentemente da aptidão musical que já possuem.; Resumo II - O projeto de Investigação tem como objetivo a criação de estratégias e metodologias adaptadas ao ensino de trompete a jovens com a Síndrome de Asperger...

Fado como expressão musical e não ―fatum

Sousa , Ângelo Miguel Ramos de
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
35.84%
No presente trabalho, aborda-se uma expressão musical tipicamente portuguesa, e procura-se articular as subculturas de duas gerações de fadistas amadores - um grupo de fadistas amadores que designamos por ―grupo dos adultos‖ e um grupo de fadistas amadores que designamos por ―grupo dos jovens adultos‖ – com as identidades destes sujeitos sociais. A questão da identidade é abordada do ponto de vista filosófico (com base na noção de Ipseidade ou Identidade Pessoal) e em termos do entendimento daquela noção no âmbito da Psicologia Social. São abordadas as noções de cultura, cultura musical e da expressão musical fado. Formularam-se uma serie de questões de investigação, a saber a atitude dos sujeitos em relação ao fado, perspectivas sobre a identidade e o fado, concepções de praticas inerentes a subcultura do fado, ícones musicais, sentimentos, concepções da influência social do fado, atitudes e estereótipos associados ao fado e, finalmente, a importância da musica na vida dos participantes. Em termos metodológicos foi adoptado o método de histórias de vida, seguindo o protocolo proposto por Flick (2004), tendo-se procedido à análise de conteúdo do corpus. Os resultados mostram, de entre outras...

Práticas de ensino da música de rabeca no Rio Grande do Norte

Martins, Emerson Carpegianne de Souza; Lima, Agostinho Jorge de
Fonte: UFRN/ABEM Publicador: UFRN/ABEM
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.86%
MARTINS, Emerson Carpegianne de Souza ; LIMA, Agostinho Jorge de. Práticas de ensino da música de rabeca no Rio Grande do Norte. In: ENCONTRO REGIONAL DA ABEM NORDESTE, 9. Natal, 2010.Anais... Natal: UFRN/ESCOLA DE MUSICA, 2010; O presente artigo é parte de um estudo etnomusicológico acerca da música de rabequeiros no Rio Grande do Norte.Observou-se que o ensino-aprendizagem é um elemento basilar na configuração dessa cultura musical e tem grande influência nos processos de continuidade e mudança da música de rabequeiros. Constatamos que em cada contexto os agentes culturais estabelecem procedimentos de transmissão de conhecimento musical que são mais adequados às necessidades da prática musical nesses próprios contextos. São discutidos os procedimentos de transmissão de conhecimento entre rabequeiros idosos e de origem rural; e entre jovens rabequeiros nos centros urbanos. Para a realização da pesquisa, de caráter qualitativo, realizamos entrevistas semi-estruturadas com dois grupos de rabequeiros.Tomamos como aporte para o trabalho de campo, a descrição e análise de dados, as concepções teóricas e metodológicas de autores como (NETTL, 1983), (MERRIAM, 1964) e (SOUZA, 1996).

“Tem gente ali que estuda música para a vida!”: um estudo de caso sobre jovens que musicam no projeto social Orquestra Jovem de Uberlândia.

Arantes, Lucielle Farias
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
76.33%
Esta pesquisa situa-se dentre os estudos sobre Juventudes, especificamente no debate sobre “juventudes e músicas”. Enquanto campo acadêmico insere-se na Educação Musical, em sua abordagem sociocultural. Caracterizada como um estudo de caso qualitativo, a investigação tem como propósito conhecer como as práticas musicais vivenciadas por jovens do projeto social Orquestra Jovem de Uberlândia (Uberlândia – MG) incidem sobre a constituição de sua condição juvenil (ABAD, 2002; ABRAMO, 2008; DAYRELL, 2007; SINGER, 2008; SPOSITO, 2008). Para isso, busca apreender as circunstâncias do envolvimento desses atores com as práticas musicais no projeto social configurado como um espaço de ensino e aprendizagem de instrumentos de cordas friccionadas; os modos como constroem seu conhecimento sobre práticas musicais e os significados que atribuem a tais práticas frente à sua condição juvenil. Os dados da pesquisa mostram que no projeto, os jovens têm experiências que marcam sua vivência, repercutindo em seu relacionamento com instâncias como a familiar, a escolar e a do trabalho. Ao passo em que experimentam o fazer musical naquele contexto, constroem conhecimentos e constituem-se como sujeitos – exercitando e reconhecendo suas potencialidades; construindo e regulando sua auto-identidade; idealizando projetos de vida; estabelecendo laços de afetividade; sentindo-se pertencentes a um grupo; relacionando-se com instâncias socializadoras tradicionais; tomando responsabilidades para si...

Juventude e Educação Não-Formal: Uma Análise das Práticas Educativas do/ no Hip-Hop Soteropolitano

dos Santos, Celio José; Graduado em Licenciatura em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB, Especialista em Educação, Cultura e Contextualidade pela mesma instituição, Mestre em Geografia pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Pr
Fonte: DINÂMIA'CET-IUL Publicador: DINÂMIA'CET-IUL
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 04/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
35.94%
O artigo que se segue tem como objetivo estudar as práticas educativas dentro da cultura hip-hop, ou seja, compreender como o hip-hop tem possibilitado a conscientização identitária e a tomada de decisões individuais e coletivas dos jovens que fazem parte do movimento hip-hop na cidade de Salvador, além de identificar as metodologias adotadas para o processo de ensino aprendizagem e analisar quais são os objetivos da educação não-formal praticada pelo grupo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que utiliza como método a pesquisa do tipo etnográfico como propõe André (2002), a qual é caracterizada pelo uso das técnicas que comumente são associadas à etnografia, como a observação participante, a entrevista intensiva e a análise de documentos. Para o autor, a pesquisa do tipo etnográfico se diferencia da etnográfica, pelo fato de alguns requisitos técnicos metodológicos não serem seguidos ao pé da letra. A coleta de dados foi feita através observação e de entrevistas realizadas com os jovens que fazem parte do movimento hip-hop soteropolitano. A parti daí podemos afirmar que todo o processo de constituição do hip-hop soteropolitano, seja nos shows musicais, nas reuniões dos grupos, nas oficinas ou palestras...

“A música sertaneja é a que eu mais gosto!”: Um estudo sobre a construção do gosto a partir das relações entre jovens estudantes de Itumbiara-GO e o Sertanejo Universitário

Santos, Daniela Oliveira dos
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.24%
Esta pesquisa tem como objetivo principal compreender como o gosto é construído a partir das relações entre jovens estudantes e o Sertanejo Universitário. Foram escolhidos sete jovens, dentre os estudantes do Colégio da Polícia Militar – Unidade Dionária Rocha, localizada na cidade de Itumbiara-GO, com idade entre 14 e 17 anos, para participar da investigação. Nos objetivos específicos, pretende-se identificar as práticas que os jovens estabelecem com o Sertanejo Universitário e destacar como o gosto é apropriado nas/a partir dessas diversas práticas e, por conseguinte, compreender os processos de aprendizagem existentes nessas relações. No intuito de melhor entender o campo em que esta pesquisa se insere, a revisão da literatura destaca estudos associados à juventude na contemporaneidade, à relação jovem-música-escola e jovem-música-gosto, além de uma breve trajetória da música sertaneja, com destaque para sua vertente atual, o Sertanejo Universitário. No segundo capítulo, é apresentado um panorama da Sociologia da Música, com ênfase em sociólogos que colaboraram para o crescimento da área. Ainda no mesmo capítulo, é destacada a teoria do gosto, de Antoine Hennion, sendo ressaltados seus fundamentos a partir de três pilares: o gosto como uma performance...

"Eu canto samba" ou "Tudo isto é fado" : uma etnografia multissituada da recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos; "I sing samba" or "It's all fado" : a multi-sited ethnography on the recriation of choro, samba and fado by young musicians

Frydberg, Marina Bay
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.22%
O choro, o samba e o fado são gêneros musicais populares e tradicionais e estão vinculados com a identidade e o imaginário dos seus países de origem, Brasil e Portugal. Na última década jovens músicos estão redescobrindo estes gêneros musicais através das suas práticas musicais, com a valorização das formas coletivas de aprendizagem e ambientes de sociabilidade, através de uma nova leitura sobre a boemia. Essa redescoberta e recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos só é possível através do contato intergeracional, com a mediação e legitimação do conhecimento e da produção musical atual e de outros tempos. É a partir da redescoberta que jovens músicos recriam gêneros musicais tradicionais nas suas práticas musicais, através da profissionalização, e nas suas performances artísticas, através do corpo e da voz, e constroem as suas identidades de chorões, sambistas e fadistas. O movimento de redescoberta e recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos representa a atualização, através do universo musical, das relações entre modernidade e tradição.; Choro, samba and fado are popular and traditional musical genres bound to the identity and the imaginary of their countries of origin...

Identidades juvenis e consumo musical de 'reggae' e 'rap' em Cuba

Garzón, Yoannia
Fonte: DESIDADES - Revista Electrónica de Divulgación científica de la infancia y la juventud; DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude Publicador: DESIDADES - Revista Electrónica de Divulgación científica de la infancia y la juventud; DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
35.84%
A relação entre música, juventude e consumo cultural é explorada neste artigo de Yoannia Garzón, pesquisadora cubana do Centro de Estudos sobre a Juventude, de Havana, Cuba. Destacando como o ‘rap’ e o ‘reggae’ tem se tornado importantes nas práticas expressivas e participativas dos jovens cubanos, a autora discute como, em um contexto de globalização das indústrias culturais, estes estilos musicais são reconfigurados nas experiências locais. Como marcadores socioculturais de maneiras de ser e de viver, estes ritmos podem também ganhar sentido de resistência frente a condições de marginalização e discriminação vivenciadas pelos jovens. Leia mais.

Práticas musicais de jovens e vida cotidiana: socialização e identidades em movimento

Souza, Jusamara; UFPR; Quintal de Freitas, Maria de Fatima
Fonte: Deartes/Universidade Federal do Paraná Publicador: Deartes/Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.11%
Este artigo aborda questões vinculadas a práticas musicais de jovens que vivenciam a música com diferentes mídias. Tomando a perspectiva teórica dos estudos sobre a vida cotidiana, o objetivo é analisar discursos, conceitos, métodos e resultados da produção de conhecimento musical específicos da juventude quando mediados pelas tecnologias. Dentre os aspectos analisados destaca-se a formação de identidades e socialização considerando a música como um signo geracional. Essas categorias contribuem para uma compreensão empiricamente fundamentada sobre o papel que as mídias exercem para os jovens em suas aprendizagens musicais. As reflexões e análises permitem uma compreensão ampliada das interfaces entre música,  educação e identidades sociais.