Página 1 dos resultados de 1471 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

O mito em "A hora e vez de Augusto Matraga" de João Guimarães Rosa; The mith in "A HORA E VEZ DE AUGUSTO MATRAGA" DE JOÃO GUIMARÃES ROSA

Costa, Ana Valeria Beserra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.38%
O objetivo deste trabalho é analisar como João Guimarães Rosa reinterpreta o mito clássico de Dionísio em "A hora e vez de Augusto Matraga"; última novela de Sagarana. A estrutura mítica que possui a novela confirma-se não só pela trajetória de queda e ascensão de Matraga que a identifica com o mito clássico grego (além de outras narrativas como a biografia de São Francisco de Assis), como também pelos elementos míticos intrínsecos na narrativa. Nessa reinterpretação mítica também podemos reconhecer, na nova postura de Matraga, um comportamento histórico do Brasil dos anos 30 e 40. Assim, temos, na atualização do mito dionisíaco, a racionalização do mesmo quando podemos enxergar nele uma discussão histórica em torno do Coronelismo vigente da época. Matraga, ao regenerar-se, deixa exemplo de comportamento para cada indivíduo de seu povoado na sua trajetória de renascimento (viés mítico) e, nesse novo comportamento, traz um início de nova ordem para o coronelismo local (viés histórico).; The object of this paper is analyze how João Guimarães Rosa recomprehends the classic myth of Dionisio in "A hora e vez de Augusto Matraga"; the last tale of Sagarana. The mythical structure that the tale has confirms itself not even because of the career of falling and rise of Matraga which identifies with the classic greek myth (besides...

Um assunto de silêncios: estudo sobre o 'Cara-de-bronze'; Analysis and interpretation of the short story "Cara-de-Bronze" ("Bronze Face"), written by João Guimarães Rosa

Augusto, Daniel Sampaio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
Análise e interpretação do conto "Cara-de-Bronze", escrito por João Guimarães Rosa. Esta obra sintetiza a idéia que o autor tem da poesia, marcada pela extensa tradição de escritos dedicados ao estudo de Saturno e da melancolia. O confronto dessa tradição, a partir da leitura que lhe deu Walter Benjamin, com o conto, descortina aspectos enigmáticos da narrativa, e revela elementos fundamentais da concepção de mundo do autor, importantes para a literatura, a critica literária e a filosofia da arte.; Analysis and interpretation of the short story "Cara-de-Bronze" ("Bronze Face"), written by João Guimarães Rosa. This work synthesizes the idea the author has towards poetry, remarked by the long tradition of writings dedicated to the study of Saturn and of melancholy. The confront of such tradition, based on the reading by Walter Benjamin, with the short story, unveils enigmatic aspects of the narrative, and reveals essential elements of the author's conception of the world, important for literature, literary criticism and the philosophy of art.

Dansadamente: unidade do 'Corpo de baile' de João Guimarães Rosa; Dansadamente: unidade do Corpo de baile de João Guimarães Rosa

Bergamin, Cecilia de Aguiar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.38%
Este trabalho realiza uma leitura crítica da obra Corpo de baile de João Guimarães Rosa, composta por sete novelas independentes, com foco na sua unidade. O sertão de Corpo de baile constitui-se como um universo comum em suas dimensões geográfica, econômica, social, temporal, cultural e existencial. As personagens vivem sua condição transitória de vaqueiros e trabalhadores no sertão do gado e buscam um novo lugar social e geográfico onde possam encontrar sentido para suas vidas. O sertão também se transforma ao mesmo tempo que se constitui como ambiente quase anímico, encantado, que oferece contato com a natureza, revela o progresso à espreita como possibilidade ambígua de melhoria e ao mesmo tempo aniquilação de suas condições de existência. A morte da personagem Dito de Campo geral é emblema desse sertão que se forma aos olhos do leitor, carregando as condições de sua dissolução. As outras personagens protagonistas repetem os movimentos que configuram esse estado de coisas: o sentimento de exílio e o cálculo social, a identificação com um duplo e a experiência de uma luta de morte e a fixação em desejos, lembranças ou imagens.; This work does a critical reading of Corpo de Baile, by João Guimarães Rosa...

Mãos vazias e pássaros voando: memória, invenção e não-história em "Tutaméia: terceiras estórias", de João Guimarães Rosa; Empty hands and flying birds: memory, invention and non-story in "Tutaméia: third stories" by João Guimarães Rosa

Rodrigues, Camila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.38%
Em 1967 João Guimarães Rosa publica Tutaméia: Terceiras Estórias, livro em que a história é questionada desde o início, quando o autor define seu texto como estória, uma forma narrativa mais próxima à anedota e contrária às grandes narrações da historiografia. Em Tutaméia, o sertão mineiro não é apenas um cenário de carências que só pode ser expresso por discursos míticos, pois também possui a sua história, que é contada nestes textos literários extremamente herméticos, que se sustentam na temática da memória e da invenção. Para interpretar estas estórias e situá-las no contexto da modernização do sertão, partimos de pesquisas arquivísticas, filológicas e empíricas, com o objetivo de encontrar um lugar legítimo para a história na obra rosiana.; In 1967, João Guimarães Rosas Tutaméia: Terceiras Estórias was published. Defining this prose work as estória narrative form closer to the anecdote and opposed to the great historiographical narratives , Rosa challenges the concept of history from the beginning. In Tutaméia, the sertão mineiro is not merely a landscape of privations which could be better expressed by mythical discourse; in fact, it has its own history, told in Tutaméias extremely hermetic texts founded on memory and invention. This dissertation has departed from documental...

Formas de mediação nas obras de Juan Rulfo e João Guimarães Rosa; Forms of mediation in the text by Juan Rulfo and João Guimarães Rosa

Maciel, Maria Virginia Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.38%
Este trabalho tem como objeto de estudo as obras de João Guimarães Rosa Sarapalha, Corpo fechado e A terceira margem do rio e de Juan Rulfo Luvina e Pedro Páramo. Partindo destes materiais literários analisamos as categorias da transculturação, as relações entre escrita e poder e as implicações das teorias de Ángel Rama para a análise cultural da América Latina. Fundamentam este estudo as teorias críticas desenvolvidas por Roberto González Echevarría, Alberto Moreiras, Antonio Cornejo Polar e Jacques Derrida. Desta forma, o trabalho passa pela discussão de temas como a influência, a mediação e a representação do discurso antropológico na literatura, o debate entre a oralidade e a escrita e o papel paradoxal da literatura na América Latina.; This study aims at studying the works Sarapalha, Corpo fechado and A terceira margem do rio by João Guimarães Rosa and Luvina and Pedro Páramo, by Juan Rulfo. With this literary material as basis, the dissertation analyzes the category of transculturation, the relation between writing and power and the implications of Ángel Rama's theories for Latin America cultural analysis. The foundations of this study are the critical theories developed by Roberto González Echevarría...

Estudo do léxico de João Guimarães Rosa na tradução italiana de Grande Sertão: Veredas. Um dicionário bilíngue dos neologismos da obra em português/italiano e italiano/português; Study of the lexicon of João Guimarães Rosa and its Italian translation of Grande Sertão: Veredas. A bilingual dictionary of neologismos portuguese/italian and italian/ portuguese

Barros, Marilia Gazola Pessôa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.36%
O objetivo deste trabalho é apresentar um estudo do léxico de Guimarães Rosa, na obra Grande Sertão: Veredas e de sua tradução italiana, feita por Edoardo Bizzarri (1970). Foram selecionadas palavras da obra, que constam como não dicionarizadas no livro de Nilce Sant’Anna Martins (2001), O Léxico de Guimarães Rosa, para uma análise comparativa à tradução italiana. Mostramos nesta análise comparativa aproximações e distanciamentos entre original e tradução, marcando onde a proximidade com o português funcionou ou não e quando o sentido da tradução, seguindo as tendências deformadoras, de Antoine Berman (2007), em A tradução e a Letra ou o albergue do longínquo, fez com que o texto original sofresse alguma alteração na tradução. Como objetivo final a proposta é a produção de um dicionário bilíngue dos neologismos de Rosa, português/ italiano/ português.; The aim of this proposal is to present a study of the lexicon of Guimarães Rosa, in Grande Sertão: Veredas and his Italian translation, translated by Edoardo Bizzarri (1970). The words were selected from the book, listed in the dictionary O Léxico de Guimarães Rosa, by Nilce Sant’Anna Marins (2001), is in a comparative analysis of the source and the Italian translation. Similarities and differences from the Italian translation are presented...

Autor & edição: três sub-séries da correspondência de João Guimarães Rosa (1957 - 1967); Author & edition: three batches of correspondence fron João Guimarães Rosa (1957-1967)

Theodozio, Vera Maria Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.44%
Apresentar três lotes de correspondência inédita de João Guimarães Rosa, para responder ao problema de como os seus livros se recriaram em novos ambientes culturais, é trabalho que exige estabelecer o texto das cartas, redigir notas descritivas/ analíticas e notas explicativas. A recriação resulta da ação concertada de autor, editor e tradutor. A edição dos livros se mostra um negócio ou empreendimento de tipo especial, seja em razão da rede de relações pessoais e profissionais que envolve, ou do movimento de idéias, que simultaneamente capta e produz. Editar é operação que se dá no terreno das mediações entre dois planos, um que é do simbólico, outro da fabricação ou reprodução técnica. No trio de agentes, cada um de seu lugar e a seu modo busca o objeto livro que propicie a permanência da obra literária. Os lotes de correspondência, do arquivo que pertenceu ao escritor, agora ditos sub-séries, são: 1. com o editor francês Pierre Seghers (26/06/1957 a 10/10/1962), CE 1 a 15 (cx. 01), 17 documentos; 2. com o editor português António de Souza-Pinto (01/11/1960 a 27/01/1967), CE 16 a 64 (cx. 01), 56 documentos; 3. com o tradutor francês Jean-Jacques Villard (07/07/1961 a 25/04/1967), CT 1 a 47 (cx. 9)...

Da montanha de minério ao metal raro: os estudos para obra de João Guimarães Rosa; From ore mountain to rare metal: studies for the work of João Guimarães Rosa

Camargo, Frederico Antonio Camillo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.36%
Esta dissertação tem como objetivo a descrição e análise de documentos do arquivo literário de João Guimarães Rosa salvaguardado no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo, agrupados sob a designação de Estudos para Obra. Esses papéis, compostos ou coletados pelo autor de Grande sertão: veredas, formam um volumoso e diversificado material de apoio à criação literária, no qual podemos visualizar três grandes usos e funções que apresentaremos separadamente: o registro das experiências cotidianas, na forma de diários e apontamentos avulsos; o arquivamento de notas de leitura, pesquisas temáticas e estudos linguísticos; a experimentação literária, por meio de numerosas listas de elaborações textuais fragmentárias e planos poéticos, ficcionais e ensaísticos. Dialogando com a Crítica Genética, os estudos de Intertextualidade e as reflexões sobre as práticas de arquivamento do escritor, demonstraremos como Guimarães Rosa se utilizava de fontes variadas para a escrita de seus textos e daremos a ver diferentes aspectos que envolvem seu processo de criação literária.; This work aims to describe and analyzedocuments that are part of João Guimarães Rosa's literary archive kept by the Institute of Brazilian Studies of University of São Pauloand aregrouped under the classification of Estudos para Obra. These documents...

Guimarães Rosa e o primeiro Modernismo: uma leitura de Sagarana; Guimarães Rosa and the first Modernism: a reading of Sagarana

Guimarães, Carolina Serra Azul
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.36%
As regiões afastadas dos grandes centros urbanos, mais especificamente as do interior de Minas Gerais, encontram-se no cerne do primeiro livro de João Guimarães Rosa, Sagarana (1946). Chama a atenção o modo como Rosa foca tais locais, bem como suas formas de sociabilidade: se a geração de 1930 aborda o interior do país sob seus vieses problemáticos, Guimarães Rosa lança um olhar simpático e afetivo para elementos como o familismo e a informalidade brasileiros, vislumbrando poesia em locais em que avultam precariedades materiais. Elaborando Sagarana num momento em que o atraso do país era interpretado, pela direita e pela esquerda, como resíduo e entrave ao progresso, Guimarães Rosa recua no espaço (para a região) e no tempo (para a Primeira República), desrecalcando a cultura do latifúndio. Esta dissertação busca discutir em que medida o autor mineiro, ao jogar luz sobre as benesses do provincianismo brasileiro, resgata o ideário forjado por nosso primeiro Modernismo e sua interpretação triunfalista do atraso; Lands far from large urban centers, in the countryside of Minas Gerais to be precise, are at the core of the Guimarães Rosa's first book, Sagarana (1946). It is notable how Rosa focuses on these areas as well as on the forms of sociability of the people therein: if...

A construção da imagem em O Espelho in Primeira estórias de João Guimarães Rosa e em Las meninas de Pablo Picasso

Mori, Fabiana Miano
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 90 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.41%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Estudos Literários - FCLAR; O trabalho intitulado A construção da imagem em O Espelho in Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa e em Las Meninas de Pablo Picasso foi desenvolvido com o objetivo de analisar semioticamente as obras O Espelho, conto presente na coletânea Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa, e Las Meninas, tela de Pablo Picasso, cujo ponto de partida foi a obra de mesmo nome do artista barroco Diego Velázquez, e, diante dessa análise, teoricamente embasada, pontuar uma possível intersecção entre ambos os textos, já que pertencem claramente ao campo da interdiscursividade. Verificou-se que a linguagem plástica, usada por Pablo Picasso, pintor do século XX, distancia-se dos elementos plásticos barrocos seiscentistas, havendo, em ambos os textos, uma oposição clara aos princípios clássicos. O Ator-pintor, presente nas telas cubista e barroca, simboliza a própria Arte que, apesar do transcorrer do tempo físico, é atemporal. Com relação ao conto, o jogo incessante de palavras, rimas internas, entre outros elementos, pontua o barroquismo frásico rosiano e, além de demarcar o ponto central da coletânea de Primeiras Estórias...

Tradição e reinvenção: as convergências em I nostri antenati fr Italo Calvino e Primeiras estórias de João Guimarães Rosa

Precioso, Adriana Lins
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 280 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
Pós-graduação em Letras - IBILCE; Lo scopo di questo lavoro è analizzare il processo di reinvenzione della letteratura attraverso il confronto delle opere di Italo Calvino in I nostri antenati e quella di João Guimarães Rosa intitolata Primeiras estórias. Il fondamento della paragone sarà strutturata attraverso un dialogo intertestuale tra le opere. Il progetto di risignificazione delle opere visto come un insieme sommato alla visitazione del passato della tradizione letteraria guida l’analisi dei racconti e rappresenta le consonanze poetiche investigate in questa ricerca. L’apparente rottura con l’estetica degli anni ‘50 promuove il movimento convergente delle due opere e incita all’innovazione dei valori conferiti all’estetica chiamata postmoderna.; O objetivo deste trabalho é verificar o processo de renovação da literatura por meio do trabalho de Italo Calvino em I nostri antenati e João Guimarães Rosa em Primeiras estórias. A base da comparação será estruturada através de um diálogo intertextual entre as obras. O projeto de ressignificação das obras enquanto conjunto somado à visitação ao passado da tradição literária norteia a análise das narrativas, configurando as consonâncias poéticas investigadas nessa pesquisa. A aparente ruptura com a estética da década de 50 promove o movimento convergente das duas obras e instiga a inovação dos valores atribuídos à estética dita pós-moderna.

Lina e o poder do erro : ensinamentos de uma personagem de João Guimarães Rosa; The power of the error : lessons of a personagem of João Guimarães Rosa

Rodrigo do Prado Bittencourt
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
Este texto busca estudar os aspectos políticos, históricos e sociais trabalhados por João Guimarães Rosa em "A estória de Lélio e Lina", texto presente em Corpo de Baile. Para isso, se analisará como as palavras e ações de Lina servem para resgatar a ordem de um mundo em transformação. Ao se perceber em pleno encontro do moderno com o tradicional na zona rural de Minas Gerais no final do século XIX e início do XX, Lélio sente-se perdido. Ele precisa de Lina para se situar em meio ao dinamismo da História e poder formular/reformular seu papel enquanto agente e sujeito de sua vida. As referências que o texto faz aos processos de transformação histórica são o objeto da pesquisa. O que insere este trabalho na linha de análise dos componentes históricos e sociais presentes na obra de Rosa e, sem desprezar os outros enfoques analíticos, busca analisar tal obra em meio à cultura e à época em que ela se desenvolveu e ver o que ela tem a dizer a respeito de seu mundo.; This text aims to study the political, historical and social aspects worked by João Guimarães Rosa in his novel "A estória de Lélio e Lina", present in the book Corpo de Baile. To achieve this, it going to analyze how the words and actions of Lina serve to rescue the order of a changing world. Finding himself in full meeting of modern and traditional in rural Minas Gerais in the late nineteenth and early twentieth centuries...

Nesta água que não para : leitura de João Guimarães Rosa no Vale do Urucuia

Silva, Rosa Amélia Pereira da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literatura, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2014.; A atividade de ler o mundo é imprescindível para a atuação do ser humano em sociedade. Aplicada a contextos sociais específicos, a leitura da palavra escrita é necessária à ampliação das leituras de mundo. Ler literatura é recurso que contribui para a transformação do sujeito-leitor e de seu mundo. A partir do confronto entre essas premissas e a constatação de que não há recepção da obra de João Guimarães Rosa no Vale do Urucuia, originou-se o problema desta pesquisa: não se lê a obra do Autor, apesar de ele ser vulto importante na região, por ter explorado em sua obra a paisagem e os valores urucuianos e por se constituir um importante ator nas relações sociais do Vale. A partir disso, buscamos demonstrar que ler João Guimarães Rosa, na educação básica, é possível. Embasados na dialogia bakhtiniana, na teoria do efeito estético iseriana e no letramento literário, propusemos um projeto de intervenção, cuja metodologia, centrada na pesquisa-ação, demonstra estratégias de leitura dos textos rosianos para as escolas de educação básica situadas na região. Dessa forma...

Recursos estéticos e alteridade : uma leitura interartes do Conto a terceira margem do rio, de João Guimarães Rosa

Santos, Kelly Fabíola Viana dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-graduação em Literatura, 2014.; Este trabalho busca verificar nas apropriações, intertextos e interdiscursos das artes contemporâneas, como os recursos estéticos verbais e não verbais enriquecem as produções e ampliam a forma de se comunicar sentidos e alteridades. Na análise dos intertextos e das transposições de obras de linguagem verbal em obras de linguagem não verbal, pretende-se verificar como se realizam as acomodações aos recursos estéticos próprios de cada linguagem, sem se desfazer os vínculos com a obra original. O conto A terceira margem do rio, de João Guimarães Rosa, por ter influenciado a produção de diversas outras obras, é o ponto de partida deste estudo interartes. As diferentes expressões de alteridade na literatura e nas artes visuais, bem como os limites da linguagem visual em confronto com os limites da linguagem escrita para expressar sentidos e significados, são analisados a partir da transposição do conto de Guimarães Rosa para a canção de Caetano Veloso e, desta, para a instalação artística de Guto Lacaz. As três obras são homônimas...

As representações da malária na obra de João Guimarães Rosa

Lacerda-Queiroz,Norinne; Queiroz Sobrinho,Antônio; Teixeira,Antônio Lúcio
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.18%
O artigo aborda fatores históricos, científicos e literários da malária, com ênfase nas imagens da doença na obra do escritor João Guimarães Rosa. A principal referência para este estudo é o conto "Sarapalha", presente no livro Sagarana. A formação médica do autor somada a suas experiências no interior do país serve de subsídio para a obra, com histórias vivenciadas na rudeza do sertão. Um ponto de destaque no conto é a narrativa da malária na linguagem do sertão, mas com absoluta fidedignidade médico-científica.

Os bestiários de Guimarães Rosa em Ave, Palavra

Pereira, Ivani Maria
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Esta dissertação se propõe refletir acerca da presença dos animais na literatura, objetivando elucidar elementos composicionais de textos selecionados da obra do escritor João Guimarães Rosa, nos quais a temática bestiário, principalmente, inserida em novos fazeres literários pode ser discutida. Para isto, primeiramente, percorremos, de forma concisa, a biografia de Rosa, e também tratamos de privilegiar uma ótica que espera pensar a presença dos animais na trajetória literária rosiana. Na sequência, apresentamos sua última obra, Ave, Palavra, cujos textos trabalham com a temática sobre os animais de forma intensa. Mais do que isso, ampliamos nosso olhar para relação existente entre Homem e animal em uma perspectiva moderna, uma vez que os textos rosianos permitem reflexões por esses vieses, devido aos conteúdos cujos procedimentos estéticos dialogam diretamente com as características da construção literária moderna ou, pelo menos, com renovadas configurações textuais. Posteriormente, refletimos sobre os gêneros literários, contemplando, especialmente, a prosa poética nas produções de Rosa, possibilitando melhores compreensões sobre questões que circundam a zoopoética rosiana. Fizeram-se impreterivelmente necessárias...

A biblioteca alemã de João Guimarães Rosa

BONOMO, Daniel R
Fonte: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã Publicador: Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
O artigo resulta de pesquisa realizada entre os meses de abril e junho de 2010 no Instituto de Estudos Brasileiros (USP) e apresenta a listagem completa dos títulos pertencentes à biblioteca de João Guimarães Rosa que de algum modo se relacionam à língua e cultura alemãs. Descrevemos nosso procedimento e procuramos privilegiar alguns aspectos do material estudado, elaborando uma introdução ao levantamento, comentando as presenças mais significativas, os temas recorrentes e a marginália encontrada em volumes de autores como Nietzsche, Kafka e Erich Auerbach, bem como o contexto da relação de Guimarães Rosa com as leituras alemãs. Intentamos contribuir no estudo de fontes da obra do autor de Grande sertão: veredas e desejamos por fim divulgar um objeto de provável interesse no âmbito dos estudos germanísticos brasileiros.; This article results from a research carried out between April and June of 2010 in the Instituto de Estudos Brasileiros at the Universidade de São Paulo, in which a complete list of titles related to the German language and culture was collected from João Guimarães Rosa's personal library. Alongside a description of the procedures taken, we offer a comment on some of the most important aspects of the material analysed...

A biblioteca alemã de João Guimarães Rosa

Bonomo, Daniel R
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
This article results from a research carried out between April and June of 2010 in the Instituto de Estudos Brasileiros at the Universidade de São Paulo, in which a complete list of titles related to the German language and culture was collected from João Guimarães Rosa's personal library. Alongside a description of the procedures taken, we offer a comment on some of the most important aspects of the material analysed, including its recurrent themes and features, such as the marginalia found in volumes by authors like Nietzsche, Kafka and Erich Auerbach, as well as on the general context of Guimarães Rosa's German readings. We intend to contribute to the studies of Guimarães Rosa's literary sources, and also to throw light on an object that may be of future interest within the German studies in Brazil.; O artigo resulta de pesquisa realizada entre os meses de abril e junho de 2010 no Instituto de Estudos Brasileiros (USP) e apresenta a listagem completa dos títulos pertencentes à biblioteca de João Guimarães Rosa que de algum modo se relacionam à língua e cultura alemãs. Descrevemos nosso procedimento e procuramos privilegiar alguns aspectos do material estudado, elaborando uma introdução ao levantamento, comentando as presenças mais significativas...

Legado da cultura alemã na literatura de Guimarães Rosa; German tradition heritage in Guimarães Rosa's literature

Siqueira, Ivan Cláudio Pereira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
Die Nähe zwischen Musik, Philosophie und Literatur in der deutschen Tradition und in ihren Methoden faszinierte João Guimarães Rosa zutiefst. Aus dem deutschen Beispiel heraus entwickelte er seine Methodenlehre der Organisation der brasilianischen traditionellen Lieder. Dieser Artikel diskutiert die allgemeine Wirkung der musikalischen Schreibtechniken in ausgewählten Kurzgeschichten aus dem Band Sagarana: In „O burrinho pedrês" und „Sarapalha" wird der Einfluss von Heideggers Philosophie diskutiert bei gleichzeitiger Berücksichtigung vom Wagnerischen Konzept des Grundmotiven: In „A hora e a vez de Augusto Matraga" werden die Beziehungen zu Wagners Parsifal analysiert.; João Guimarães Rosa was strongly influenced by the German literature, philosophy and music. The German tradition and its methods of associations suggested him to develop his own methodologies from the substrates provided by traditional Brazilian songs. This paper shows the general effects of musical techniques in short-stories of Sagarana, the influence of Heidegger's philosophy and the use of the concept of Wagner's Grundmotiv in "O burrinho pedrês" and "Sarapalha". Finally, it is proposed some connections between "A hora e vez de Augusto Matraga" (ROSA) and Parsifal...

TRADUÇÃO E CRIAÇÃO LITERÁRIA: ESTUDO DA CORRESPONDÊNCIA ENTRE JOÃO GUIMARÃES ROSA E EDOARDO BIZZARRI

Carvalho, Leomir Silva de; Holanda, Sílvio
Fonte: Cultura e Tradução Publicador: Cultura e Tradução
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Este artigo tem como objetivo a análise da correspondência entre João Guimarães Rosa e seu tradutor italiano Edoardo Bizzarri na relação que travam com a obra Corpo de baile, fundamentando-se nos conceitos de dialogismo e de recepção propostos, respectivamente, pelos teóricos Bakhtin (1895-1975) e Jauss (1921-1997). Assim, a partir da abordagem hermenêutica da Estética da Recepção, a metodologia do trabalho compreenderá as seguintes etapas: estudo do conceito de tradução baseado no texto “A tarefa do tradutor” de Walter Benjamin (1992) e em Haroldo de Campos (1970). Tais autores têm como premissa, respectivamente, a proximidade das línguas entre si, o que torna possível a tarefa da tradução, e que o tradutor precisa “transcriar”, ao exercer uma atividade independente capaz de criar conjuntamente o texto estético. Em seguida, estudo bibliográfico no qual se fará um recorte dos conceitos de dialogismo e de recepção propostos por Bakhtin e Jauss. Por fim, concebendo tradução como tarefa “transcriadora” em que os aspectos receptivo e dialógico encontram-se imbricados, identificar-se-á, na correspondência, como Guimarães Rosa e Bizzarri concebem a atividade de autor e tradutor.