Página 1 dos resultados de 699 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Racionalidade do entendimento: um estudo sobre a pragmática kantiana de Jürgen Habermas; Understanding´s racionality: a study about "Kantian formal pragmatics" of Jürgen Habermas

Segatto, Antonio Ianni
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.99%
O propósito deste trabalho é examinar a constituição sistemática e histórica da teoria da linguagem de Habermas. Seguindo as indicações do próprio Habermas, segundo as quais essa teoria constitui-se como uma "pragmática formal apoiada em Kant", uma "pragmática formal de herança kantiana" ou, ainda, um "kantismo lingüístico", analisamos em um primeiro momento a maneira como ela promove a convergência de duas linhagens filosóficas aparentemente inconciliáveis: a filosofia kantiana e da virada lingüística. Dito de uma maneira mais específica, analisamos a maneira como ela atualiza o motivo da "transformação pragmática da filosofia kantiana", central para a segunda linhagem. Em seguida, comentamos a exposição da teoria da linguagem na década de 1970, quando esta assume a forma de uma teoria da competência comunicativa, associada a uma teoria da verdade como consenso. Por fim, comentamos as modificações que Habermas propõe para sua teoria sobretudo na década de 1980, mostrando como ele procura responder às críticas a que foi submetido.; The aim of this work is to examine the systematic and the historical constitution of Habermas's theory of language. By following his own suggestions, according to which it constitutes itself as a "formal pragmatics tied to Kant"...

Comunicação e cultura: os pressupostos da "guinada linguístico-pragmática" da teoria do agir comunicativo de Jürgen Habermas

Assencio, Sandro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.99%
O objeto da presente pesquisa constitui-se na análise imanente dos pressupostos da "guinada linguístico-pragmática" de Jürgen Habermas verificada no interior de sua magnum opus - a Teoria do agir comunicativo, publicada em 1981. O objetivo a que nos propusemos alcançar é a elucidação do modo peculiar como Habermas absorve as aquisições teóricas da pragmática linguística (em especial J. L. Austin e J. R. Searle) visando a construção de sua teoria da comunicação, cujo ponto central é a postulação do consenso entre sujeitos capazes de linguagem e ação como o "fim último" ou télos do agir comunicativo. A hipótese teórica - ou de trabalho -, que acreditamos ter sido confirmada ao longo de nossa pesquisa, é a de que Habermas, mesmo sendo um árduo defensor da razão e do "projeto da modernidade", compartilha ponto comum com os pensadores do período que se convencionou designar pós-modernidade: o chamado "idealismo linguístico", isto é, apreensão dos atos comunicativos como entidades autônomas, porque separados das relações materiais e sociais dos homens.; The object of this research is the immanent analysis of the Jürgen Habermas "linguistic-pragmatic turn" presuppositions, verified in his magnum opus - The Theory of Communicative Action...

Jürgen Habermas, Paulo Freire e a crítica à cidadania como horizonte educacional : uma proposta de revivificação da educação popular ancorada no conceito de sujeito social

Pitano, Sandro de Castro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Esta tese se caracteriza como um trabalho bibliográfico, que aborda a obra de Paulo Freire e Jürgen Habermas, dimensionando e pondo em evidência o vigor diferenciado que oferecem para as reflexões em torno da Educação Popular. Trata de analisar o pensamento de ambos, com ênfase em seus ideais de sociedade, ressaltando-os em termos de reforma ou transformação social. Evidenciadas, suas utopias sociais são cotejadas com os pressupostos ontológicos da libertação, quando, então, investigando e problematizando o conceito de cidadão, busca-se demonstrar a sua insuficiência como paradigma da ação educativa libertadora. Pretende-se, ainda, definir e propor o conceito de sujeito social como o horizonte vigoroso de formação da Educação Popular. A tese se configura a partir da crítica ao cidadão e sua assunção como ideal formativo, afirmando que é o sujeito social, conceito oriundo do pensamento de Paulo Freire, e não o cidadão, propósito da teoria da sociedade de Jürgen Habermas, que constitui o horizonte de formação da Educação Popular, por coerência com seus princípios fundantes. Investigar o horizonte de formação a partir do contraponto teórico e prático das propostas de Freire e Habermas deve-se à forte influência exercida por ambos em vários campos da atividade humana...

Políticas públicas e direitos humanos em Jürgen Habermas

Ribeiro, Josuel Stenio da Paixão
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 114 f.
POR
Relevância na Pesquisa
56.94%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Ciências Sociais - FFC; No último século, vimos nascer um autor que, ao discutir com diversos outros expoentes da filosofia e sociologia, desenvolveu sua própria teoria: Jürgen Habermas; preocupado em encontrar saídas para a modernidade, não descarta a razão como possibilidade de emancipação humana. Diferentemente de seus antecessores da escola de Frankfurt, desenvolve, ainda, o conceito de “razão comunicativa;” mudando o panorama ou, pelo menos, trazendo novas possibilidades à discussão e ao entendimento da sociologia contemporânea. O presente trabalho visa oferecer uma leitura da contribuição habermasiana à sociologia, sobretudo no que se refere à análise da fundamentação dos direitos humanos assegurados pelo Estado, como direitos fundamentais. Deste modo, há uma preocupação não apenas teórica e filosófica, mas também empírica, pois este trabalho tem a pretensão de proporcionar subsídios para a identificação de políticas públicas paternalistas desenvolvidas pelo Estado. Visto que, segundo Habermas, pelo lado do direito social, há indicadores da ambivalência do direito materializado no Estado social...

Poder, sujeito e instituições : reflexões a partir das teorias da ação de Hannah Arendt e Jürgen Habermas

Cabral, Felipe de Lemos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.94%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Pós-Graduação em Ciência Política, 2012.; O presente trabalho procura estudar, de forma comparativa, o trabalho de Hannah Arendt e Jürgen Habermas, a fim de fornecer um quadro geral de sua teoria da ação comunicativa. A construção desse quadro geral da teoria, através de nossa pesquisa, se baseia na análise de alguns eixos estruturantes da obra dos autores, a saber: o espaço público, a teoria do poder, o sujeito participante e as instituições correspondentes. A partir da revisão detalhada de cada item escolhido nos capítulos iniciais e presente no trabalho de cada autor, procedemos a uma comparação crítica dos dados fornecidos pela teoria. O confronto das características apresentadas por cada teoria é balizado pela análise de outros autores escolhidos, críticos de um ou mais aspectos da teoria da ação comunicativa apresentado por Arendt e/ou Habermas. No capítulo final e na conclusão, a pesquisa procura delinear um esboço dos dois modelos apresentados, baseado em todas as discussões teóricas anteriores, e fornecer elementos teóricos para a construção de uma renovação da participação política. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; The present research intends to study...

A esfera pública 50 anos depois: esfera pública e meios de comunicação em Jürgen Habermas em homenagem aos 50 anos de Mudança estrutural da esfera pública

Lubenow,Jorge Adriano
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
O texto trata da relação entre esfera pública e meios de comunicação de massa, no corpus bibliográfico de Jürgen Habermas, nestes 50 anos que nos separam de Strukturwandel der Öffentlichkeit (1962). O objetivo do texto é mostrar que, diferente de alguns estudos críticos, não se trata de uma lacuna investigativa - ausência, abandono ou não exploração do tema - , mas de uma abordagem secundária, implícita; que a abordagem secundária do tema está relacionada com a posição pessimista original de Habermas acerca da influência negativa dos meios de comunicação de massa, na despolitização da esfera pública; que o pessimismo de Habermas sobre os efeitos negativos dos meios de comunicação de massa mantém uma conexão interna com a orientação original da crítica da cultura de massa de Adorno. Isso significa que, apesar das reformulações e novos diagnósticos, a posição cética de Habermas quanto ao potencial democrático dos meios de comunicação de massa na repolitização da esfera pública parece não ter mudado em seus fundamentos, nestes 50 anos.

As definições teóricas de direitos humanos de Jürgen Habermas: o princípio legal e as correções morais[ign] [title language="en"]The theoretical definitions of human rights of Jürgen Habermas[ign]: [subtitle]legal principle and moral corrections

Lohmann,Georg
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.85%
No entendimento de Habermas, "direito", na expressão "direitos humanos", é um conceito jurídico, donde direitos humanos, para ele, serem direitos jurídicos, normas legais declaradas em atos de fundações do Estado ou anunciadas em convenções do direito internacional e/ou constituições estatais. Ao conceber assim os direitos e tematizar os direitos humanos numa abordagem tríplice (focando-os entre moral, direito e política), ele fornece diferentes definições teóricas dos direitos humanos. O texto apresenta uma exposição sistemática dessas definições e focaliza os diferentes problemas que motivaram Habermas a alterar e ampliar suas concepções de direitos humanos.

Acepções de identidade na obra de Jürgen Habermas: subsídios para uma psicologia social criticamente orientada

Lima,Aluísio Ferreira de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
Jürgen Habermas pode ser apresentado como um dos mais conhecidos e produtivos autores no âmbito da filosofia, ciências sociais e psicologia social. Suas contribuições, discussões e proposições sobre as coordenadas pós-nacionalistas, identidade humana, individual e coletiva, por exemplo, têm sido referência obrigatória para diversas disciplinas das ciências humanas e tornaram-se objeto de crítica para diversos intelectuais. Com o objetivo de colaborar na compreensão da leitura habermasiana acerca das questões envolvendo a identidade humana, discutiremos como a questão da identidade foi sendo trabalhada nos textos prévios a proposição da Teoria da Ação Comunicativa (I), a seguir apresentaremos as principais ideias desenvolvidas em sua obra Teoria da Ação Comunicativa e a releitura que faz da Psicologia Social de G. H. Mead para pensar a socialização e a individuação (II) e, finalmente, as contribuições que tem apresentado para a Psicologia Social, sobretudo, para a questão da identidade e dos processos de reconhecimento (III).

O uso da razão comunicativa na esfera pública, segundo o pensamento de Jürgen Habermas

Almeida, Paulo Roberto Andrade de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.97%
O objetivo desta Dissertação é apresentar a razão comunicativa no espaço público, segundo o pensamento do filósofo alemão Jürgen Habermas. Para tanto, parte-se da teoria dos atos de fala de Austin e Searle e busca-se entender como a linguagem, no seu uso pragmático, torna-se medium de todo entendimento possível. Isto se dará através do desempenho ou da resolubilidade das várias pretensões de validade, suscetíveis de crítica. A apropriação e adequação do conceito husserliano de Lebenswelt por Habermas, será momento imprescindível para o bom desenvolvimento da pesquisa, que deverá atingir seu ápice nas considerações acerca da gênese e das várias mudanças que ocorrem na estrutura da esfera pública burguesa. Conduzindo a reflexão nesse sentido, será oportuno observar como a razão comunicativa, no seu uso público, concorre para a formação da vontade e do raciocínio dos indivíduos e, como decorrência natural desse fato, como gera a experiência da liberdade e da Democracia. A reflexão habermasiana, portanto, leva a um pensar ético, a uma consequente fundamentação do Direito em bases comunicativas e à consolidação de um modelo de política deliberativa. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; The goal of this dissertation is to present the communicative reason at the public space...

El espacio de lo político en Habermas. Alcances y límites de las nociones de esfera pública y política deliberativa; Jurídicas

Jaramillo Marín, Jefferson
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Formato: 55-73
Relevância na Pesquisa
56.88%
Vol. 7, No. 1; Uno de los aportes sustantivos realizados a las ciencias sociales por el sociólogo Jürgen Habermas ha sido comprender cómo los individuos procesan su experiencia social y política en la sociedad a partir de la acción comunicativa. En ese marco, este artículo reflexiona sobre el uso que hace de las categorías de “esfera pública” y “política deliberativa”, las cuales le permiten anclar políticamente la acción comunicativa y darle un contenido más sustantivo y público a la noción de consenso normativo, central en su obra. El artículo señala que la construcción de espacios y esferas de deliberación entre los ciudadanos tiene sus alcances y limitaciones en determinados contextos y situaciones políticas.; One of the substantive contributions made to the social sciences by the sociologist Jürgen Habermas has been the understanding of how individuals process their social and political experience in society from the communicative action. From this perspective, this article reflects about the use they make of the “public sphere” and “deliberative politics” categories, which allows them to politically anchor the communicative action and to give a more substantive and public content to the notion of normative consensus which is central to Habermas’s work. This article points out how the construction of spaces and spheres for deliberation among the citizens has its scope and limitations in certain political contexts and situations.

Quel sens faut-il donner à l’universalité de l’herméneutique chez Gadamer? : sa légitimité face aux critiques de Jürgen Habermas

Caron Mailhot, Marc-André
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
56.85%
La distance historique qui nous sépare de la publication de Vérité et méthode permet une meilleure intelligence de l’aspect universel de l’herméneutique de Hans-Georg Gadamer qui a suscité tant de débats immédiatement après la parution de son ouvrage. L’herméneute a en effet pu, dans plusieurs textes qu’il a écrits au cours des dernières décennies, préciser sa conception et mieux attester cette universalité, notamment en l’associant à l’universalité de la rhétorique elle-même. Un nouveau regard porté sur les divers débats suscités par cette prétention de l’universalité de l’herméneutique permet aussi de s’en faire une idée plus claire et limpide. Le présent mémoire se penche sur le sens à donner à l’universalité de l’herméneutique en tenant compte des sections décisives de Vérité et méthode qui y sont consacrées, des écrits plus tardifs de Gadamer sur la question et de la littérature secondaire afin de voir si cette prétention à l’universalité peut être défendue face aux critiques formulées par Jürgen Habermas. Nous soutiendrons dans ce mémoire que c’est le cas, mais aussi que la critique de Habermas a aidé Gadamer à mieux formuler et faire comprendre l’universalité de l’herméneutique. C’est précisément en tenant compte de l’apport de ceux qui pensent autrement que s’atteste l’universalité de l’herméneutique.; The historical distance that separates us from the publication of Truth and Method allows a better understanding of the universal aspect of hermeneutics defended by Hans-Georg Gadamer and which sparked so much debate immediately after the publication of his book. The hermeneut has indeed had the opportunity...

Direitos humanos e democracia: fundamentação filosófica em Jürgen Habermas

Oliveira, Francielle Vieira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.97%
Esta dissertação tem como objetivo analisar as contribuições do filósofo Jürgen Habermas para questões de direitos humanos e de democracia, tendo como base as obras A Inclusão do Outro, A Constelação Pós-Nacional e Direito e Democracia. Pretende-se mostrar a relevância do assunto tanto em âmbito nacional como internacional, ante as mudanças políticas, econômicas e sociais que se impõem hodiernamente pela globalização. Este trabalho também visa demonstrar a importância das ações contra os desrespeitos ao ser humano e à sua liberdade de participação, bem como ressaltar a necessidade de se promover a inclusão daqueles que são marginalizados pelo sistema, que coloniza o mundo da vida (Lebenswelt). Primeiramente é feita uma abordagem da origem dos direitos humanos, desde sua concepção naturalística, passando pela sua racionalização, confrontando-se com os limites da moral, até ganharem legitimidade nos discursos jurídicos. Em segundo plano, busca-se analisar de que modo pode-se dar a construção democrática e legítima do Estado de Direito, tecendo-se críticas ao modelo deliberativo proposto por Habermas. Em seguida, sugerem-se alternativas quanto à participação dos cidadãos nos Poderes Legislativo...

Pragmatismo e esfera pública : um diálogo entre Richard Rorty e Jürgen Habermas

Sousa Neto, Helson de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
57.17%
Jürgen Habermas, ao tratar da teoria pragmática, tentara resolver problemas constatados em sua obra Mudança estrutural da esfera pública (1962). Aqui, nosso objetivo geral é avançar em estudos que contribuam para a continuidade do programa da virada lingüística proposta por Habermas assim como para a compreensão de seu debate com Richard Rorty a respeito dos temas “verdade e justificação”. A nossa preocupação inicial foi recorrer ao pragmatismo clássico, aqui representado por Charles Sanders Peirce, William James e John Dewey, e ao pragmatismo contemporâneo, que dão respaldo a nosso trabalho, visto que, tanto Jürgen Habermas quanto Richard Rorty recorrem – cada um a sua maneira - a essas duas fases de uma tradição do pensamento norte-americano para o desenvolvimento de seus respectivos trabalhos. Visto que o pragmatismo surge com a proposta de tentar superar as insuficiências da metafísica e da epistemologia, por isso tanto Habermas quanto Rorty recorrem ao pragmatismo para realizarem a virada pragmática, nós procuramos discorrer a respeito da crítica que, tanto Habermas, quanto Rorty fazem à visão representacionalista do conhecimento e da verdade que a metafísica e a epistemologia clássica propõem. Afinal...

A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar

Pinto, José Marcelino de Rezende
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1995 POR
Relevância na Pesquisa
56.86%
Neste trabalho buscaremos apresentar uma síntese dos principais conceitos da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas assim como deduzir algumas de suas implicações para o estudo das organizações. Em particular, buscaremos mostrar que esta teoria se constitui em poderoso instrumento analítico no estudo da estrutura e funcionamento dos conselhos com participação popular que são uma marca característica das sociedades capitalistas contemporâneas. Este estudo tem por base a tese de doutorado Administração e Liberdade: Um estudo do Conselho de Escola à luz da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas (Pinto, 1994).; It's our aim to present in this paper, the basic concepts from Jürgen Habermas' theory of communicative actions, as well to develop some inferences of this theory for the administration study, specialy the school one.

A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar

Pinto, José Marcelino de Rezende
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1995 POR
Relevância na Pesquisa
56.86%
It's our aim to present in this paper, the basic concepts from Jürgen Habermas' theory of communicative actions, as well to develop some inferences of this theory for the administration study, specialy the school one.; Neste trabalho buscaremos apresentar uma síntese dos principais conceitos da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas assim como deduzir algumas de suas implicações para o estudo das organizações. Em particular, buscaremos mostrar que esta teoria se constitui em poderoso instrumento analítico no estudo da estrutura e funcionamento dos conselhos com participação popular que são uma marca característica das sociedades capitalistas contemporâneas. Este estudo tem por base a tese de doutorado Administração e Liberdade: Um estudo do Conselho de Escola à luz da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas (Pinto, 1994).

A DESPOLITIZAÇÃO DA ESFERA PÚBLICA EM JÜRGEN HABERMAS SOB A PERSPECTIVA EPISTEMOLÓGICA; The depoliticization of the public sphere by Jürgen Habermas in the epistemological perspective

Lubenow, Jorge Adriano
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.01%
Este artigo faz a leitura de um tema fundamental explorado por Jürgen Habermas – A despolitização da esfera pública – sob a perspectiva epistemológica. Por esse viés, a despolitização caracteriza-se pela condução científica da prática política com a utilização do conhecimento técnico para influenciar a esfera pública na sua prática política; a idéia de que o conhecimento positivista, reduzido a mero instrumento da ciência e da técnica, vai se incorporando à esfera pública política. Trata-se de uma análise do processo de modernização e racionalização, revelando a falsa personificação da razão no cientificismo moderno e nas instituições políticas burguesas ocidentais. A progressiva racionalização da sociedade moderna fez penetrar os critérios de ação instrumental, fatalmente, também na esfera pública, numa influência progressiva dos sistemas técnicos sobre a moldura institucional da sociedade, reduzindo os problemas práticos a uma solução de racionalidade técnica. Na esfera pública, a práxis política se dissolve em técnica política. Com a condução científica da prática política, há o esvaziamento da atividade prática e as discussões políticas caem fora do âmbito da discussão pública. Com a substituição das questões práticas por questões técnicas excluem-se essas questões práticas da discussão da esfera pública. Assim...

Como os juízes decidem? Proximidades e divergências entre as teorias da decisão de Jürgen Habermas e Niklas Luhmann; How do judges decide? Differences and proximities between Jügen Habermas' and Niklas Luhmann's theories of decision

Simioni, Rafael Lazzarotto; Faculdade de Direito do Sul de Minas; Bahia, Alexandre Gustavo Melo Franco; Faculdade de Direito do Sul de Minas
Fonte: Fundação José Arthur Boiteux Publicador: Fundação José Arthur Boiteux
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.97%
http://dx.doi.org/10.5007/2177-7055.2009v30n59p61O Estado Democrático de Direito apresenta novas exigências à forma de justificação das decisões jurídicas. As decisões jurídicas se tornam peças fundamentais à concretização das garantias constitucionais. Duas respostas a essas novas exigências podem ser encontradas nas teorias de Jürgen Habermas e de Niklas Luhmann. Com Habermas, compreendemos que o Direito hoje deve ser concebido como um sistema aberto de princípios, sendo insustentáveis quaisquer propostas positivistas ou literalistas de aplicação do Direito. E com Luhmann, pode-se entender que a decisão jurídica sempre constitui um ato criativo de desdobramento de paradoxos que, exatamente por isso, exige graus mais sofisticados de justificação.; The Democratic Rule of Law State presents new demands on how to justify judicial decisions. Judicial decisions have become essential parts to the implementation of constitutional rights. Two responses to these new requirements can be found under Jürgen Habermas’ and Niklas Luhmann’s theories. According to Habermas, we understand that Law currently has been conceived as an open system of principles, and any positivist or literalist proposals for Law application are unsustainable. Based on Luhmann...

Etica do discurso e eugenia liberal: Jürgen Habermas e o futuro da natureza humana | The ethics of discourse and liberal eugenics: Jürgen Habermas and the future of human nature

Amaral, Aécio; UFPB
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
67.14%
Resumo Em O Futuro da Natureza Humana, Jürgen Habermas afirma que os avanços recentes no campo das biotecnologias constituem um desafio para a ética do discurso nas Ciências Sociais. Por trás de sua crítica aos defensores da eugenia liberal reside o reconhecimento de que o Diagnóstico Genético Pré-Implantação potencialmente põe em cheque o papel exercido pela razão comunicativa na constituição de uma ética individual de auto-compreensão. A ‘ética da espécie’ proposta por Habermas como contraposição a esse fenômeno se nos apresenta como moralmente reativa, na medida em que sua crítica não alcança abarcar os aspectos metafísicos que estão no núcleo do discurso da eugenia liberal. O artigo é dividido em dois momentos: perceber como a recente intervenção de Habermas ecoa o motivo da alegada colonização do mundo-da-vida pela razão tecnológica, e demonstrar como a concepção de técnica que embasa seu relato o impede de divisar a crítica dos aspectos metafísicos da cultura genética contemporânea.Palavras-chave Jürgen Habermas; cultura genética; sociedade da informação; ciência e mundo-da-vida; ética do discurso Abstract In The Future of Human Nature, Jürgen Habermas recognizes that current advances in biotechnology are challenging discourse ethics in Social Sciences. Behind his fear of the possibility of liberal eugenics...

A DEPOLITICIZATION OF PUBLIC SPHERE IN JÜRGEN HABERMAS UNDER A SOCIO­POLITICAL PERSPECTIVE [doi: 10.7443/problemata.v3i1.12657]; A DESPOLITIZAÇÃO DA ESFERA PÚBLICA EM JÜRGEN HABERMAS SOB A PERSPECTIVA SÓCIO-POLÍTICA [doi: 10.7443/problemata.v3i1.12657]

Lubenow, Jorge Adriano
Fonte: Universidade Federal da Paraíba -UFPB Publicador: Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.93%
The paper provides an analysis of a fundamental theme explored by Jürgen Habermas – The depoliticization of the public sphere - in a sociopolitical perspective. For this bias, the depoliticization is characterized by functional and structural change and consequent disintegration of the public sphere, by the abandoning the idea of neutralizing the domination and rationalize the power through the medium of the public sphere. This problem is examined in the context of structural and functional transformation of the public sphere: the sociohistorical process by which the bourgeois public sphere, originally established in civil society is gradually undermined by the economic pressures of the capitalist system and the growing influence of the mass-media. In this structural and functional change, Habermas already indicates the eclipse of the public sphere as a political institution and the consequent depoliticization of society. This depoliticization reveals the negative character of politics in advanced capitalist societies, excluding of public communication inconvenient topics for the system power and that could, justly, lead individuals to promote the opening of problematic speeches and thus the proposal that protects the general and public interests and to guide an emancipatory praxis...

Die kritiek van tradisie en die tradisie van kritiek in die Geesteswetenskappe. 'n Rekonstruksie van die debat tussen Habermas en Gadamer

Duvenage,Pieter
Fonte: Tydskrif vir Geesteswetenskappe Publicador: Tydskrif vir Geesteswetenskappe
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 AF
Relevância na Pesquisa
56.91%
In hierdie bydrae word die bekende debat (1967-1971) tussen Jürgen Habermas en Hans-Georg Gadamer gerekonstrueer. Die debat word hier in noue samehang met die kwessie van die geesteswetenskappe gelees. Die bydrae val in vier dele uiteen. In die eerste afdeling word Habermas se opening tot die debat in vyf onderafdelings uiteengesit. Dit gaan hier oor Gadamer se verdediging van tradisie en Habermas se kritiek op die begrip (1.1). In antwoord op Gadamer se begrip van tradisie ontwerp Habermas sy begrip van kennisbelange wat hy aan drie menslike kennisvelde verbind: empiries-analitiese wetenskappe, histories-hermeneutiese wetenskappe en krities-sosiale wetenskappe. Habermas ken aan elkeen van hierdie kennisvelde 'n bepaalde belang toe (1.2). Die krities-sosiale wetenskappe word dan met die belang van emansipasie verbind wat verder aan die hand van die model van psigoanalise en ideologiekritiek uitgewerk word (1.3). In die vierde plek word Habermas se kritiek op die ontologiseringsmotief in Gadamer se filosofiese hermeneutiek verwoord (1.4). Laastens opper Habermas ook sekere punte van kritiek teen die gebruik van Aristoteles in eietydse debatte in die politiek (1.5). In die tweede gedeelte van die bydrae word Gadamer se antwoord aan Habermas gerekonstrueer. Hierdie rekonstruksie volg dieselfde tematiese opbou as by Habermas. Met ander woorde Gadamer se verweer word met verwysing na Habermas se kritiek op tradisie (2.1) die kwessie van selfrefleksie en die model van psigoanalise (2.2-2.3) die ontologiseringsmotief (2.4) en Aristoteles se praktiese filosofie in ons eie tyd uitgewerk (2.5). In die laaste twee afdelings word die loopbane van Gadamer en Habermas...