Página 1 dos resultados de 5972 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Aplicação de nutrientes na bananeira via água de irrigação por microaspersão.

PINTO, J. M.; SILVA, D. J., FARIA, C. M. B. de; FEITOSA FILHO, J. C.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 12., 2002, Uberlândia. Anais... Uberlândia: ABID, 2002. CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 12., 2002, Uberlândia. Anais... Uberlândia: ABID, 2002. CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.82%
A área cultivada atualmente no pólo Petrolina (PE) - Juazeiro (BA) com a cultura da banana é aproximadamente 5.000 ha. O objetivo deste trabalho foi avaliar doses de nitrogênio e potássio aplicados via água de irrigação na cultura da bananeira no Submédio São Francisco. O nitrogênio e o potássio foram aplicados via água de irrigação uma vez por semana, utilizando-se injetor hidráulico. A adubação fosfatada foi dividida em partes iguais, aplicadas a cada seis meses. Ajustaram-se, pela análise de regressão, equações quadráticas, cuja melhor dose foi 340 kg ha -1 de N. O nitrogênio influenciou o peso e número de frutos por cacho. O potássio influenciou apenas o número de frutos por cacho.; 2002

Aplicação de nitrogênio via água de irrigação em meloeiro.

PINTO, J. M.; FARIA, C. M. B. de; COSTA, N. D.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM., 2003, Juazeiro, BA. Anais... Juazeiro, BA : ABID; Governo da Bahia, 2003. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM., 2003, Juazeiro, BA. Anais... Juazeiro, BA : ABID; Governo da Bahia, 2003. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.74%
Real;izou-se um estudo para avaliar os efeitos da aplicação de nitrogênio via fertirrigação na cultura do melão. O experimento foi conduzido na Embrapa, em Petrolina, PE. Adotaram-se quatro doses de nitrogênio: 45, 90, 135 e 180 kg.ha -1. O sistema de irrigação utilizado foi o gotejamento. A produção máxima de frutos, obtida pela equação de regressão, foi de 38,06 kgt.ha -1, para a dose de 129 kg.ha -1 de N. Na colheita, as características químicas, teor de sólidos solúveis, pH e acidez total foram: 10,47 oBrix, 5,65 e 0,15%, respectivamente. O teor de sólidos solúveis dos frutos produzidos atende às exigências dos mercados internos e externos. Trinta dias após a colheita, os valores de teor de sólidos solúveis, acidez total e pH foram a 11,00 oBrix, 0,14% e 5,75, respectivamente, que os mantinha aptos à comercialização.; 2003

Aeração artificial no tratamento do excesso de íons de ferro e de manganês dissolvidos em água para fins de irrigação.

FEITOSA FILHO, J. C.; PEREIRA, P. A.; CAVALCANTE, L. F.; PINTO, J. M.; FEITOSA, H. P. da F.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 14.; ENCONTRO LATINOAMERICANO DE IRRIGAÇÃO, DRENAGEM E CONTROLE DE ENCHENTES, 1., 2004, Porto Alegre. Anais...Porto Alegre: ABID, 2004. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 14.; ENCONTRO LATINOAMERICANO DE IRRIGAÇÃO, DRENAGEM E CONTROLE DE ENCHENTES, 1., 2004, Porto Alegre. Anais...Porto Alegre: ABID, 2004. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.82%
O trabalho teve como objetivo avaliar a redução dos íons de Fe ++ e Mn ++. presentes na água para fins de irrigação pela aeração artificial utilizando como aerador um injetor tipo Venturi trabalhando com água como fluido motriz e o ar atmosférico como succionado num sistema constituído de tubulações de PVC perfuradas e submersas às diferentes profundidades e tempos de aeração. Quanto maiores foram os tempos de aeração e as profundidades de injeção do ar na água do reservatório melhor foi à eficiência do sistema de aeração proposto e o processo de oxigenação. Ao contrário do íon Fe ++ o Mn ++ foi menos dependente da aeração e mais dependente do valor do pH da água.; 2004

Biofertilizantes e doses de substância húmica aplicados via água de irrigação em meloeiro orgânico.

PINTO, J. M.; GAVA, C. A. T.; FARIA, C. M. B. de; COSTA, N. D.; LIMA, M. A. C. de; SILVA, D. J.; DUENHAS, L. H.; RESENDE, G. M. de; FEITOSA FILHO, J. C.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 15.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE USO DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA AGRICULTURA IRRIGADA, 2005, Teresina, PI. Anais... Teresina: ABID; Governo do Estado do Piauí; Embrapa meio Norte; DNOCS; CODEVASF, 2005. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 15.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE USO DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA AGRICULTURA IRRIGADA, 2005, Teresina, PI. Anais... Teresina: ABID; Governo do Estado do Piauí; Embrapa meio Norte; DNOCS; CODEVASF, 2005. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.74%
O estudo foi realizado no Distrito de Irrigação Senador Nilo Coelho, em Petrolina, PE, com o objetivo de avaliar o efeito da aplicação de biofertilizantes e doses de substâncias húmicas via fertirrigação no cultivo orgânico de meloeiro. Biofertilizantes e adubação convencional foram aplicados com substância húmica nas doses de 15, 30 e 50 L ha-1. Avaliou-se produtividades, teor de sólidos solúveis totais, acidez total e pH. As maiores produtividades de frutos comerciais foram obtidas nos tratamentos com adubação convencional com as doses de 30 e 50 L ha-1 de substância húmica. Os biofertilizantes que proporcionaram maiores produtividades de frutos comerciais foram Vairo e Agrobom. Não houve efeitos significativos de aplicações de biofertilizantes e substâncias húmicas nas características químicas dos frutos do melão, como pH, acidez total e teor de sólidos solúveis.; 2005; 1 CD-ROM.

Efeito do manejo da irrigação sob diferentes métodos controle e tensões de água do solo na cultura do feijoeiro.

CHIEPPE JUNIOR, J. B.; STONE, L. F.; KLAR, A. E.; PEREIRA, A. L.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 14.; ENCONTRO LATINOAMERICANO DE IRRIGAÇÃO, DRENAGEM E CONTROLE DE ENCHENTES, 1., 2004, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ABID, 2004. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 14.; ENCONTRO LATINOAMERICANO DE IRRIGAÇÃO, DRENAGEM E CONTROLE DE ENCHENTES, 1., 2004, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ABID, 2004.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.89%
O trabalho objetivou estudar o efeito do manejo da irrigação sob três métodos de controle de irrigação e três diferentes tensões de água do solo na cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.).; 2004

Aspectos quantitativos e qualitativos da produção de uva Syrah submetida a diferentes manejos de irrigação. deficitária

GONÇALVES, S. de O.; BASSOI, L. H.; SANTOS, A. R. L. dos; SILVA, J. A.; LIMA, A. C. M.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47%
Este trabalho foi conduzido para avaliar a influência de diferentes manejos de irrigação deficitária nos aspectos quantitativos e qualitativos da produção de uva durante o primeiro ciclo de produção da videira cv. Syrah / 1103 Paulsen em Petrolina - PE, irrigada por gotejamento e estimativa da lâmina de irrigação com base na evapotranspiração da cultura. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com 4 repetições, e três tratamentos: irrigação plena, realizada durante todo o ciclo de produção; a irrigação com déficit, onde a aplicação de água foi interrompida na fase fenológica de cacho fechado; e a irrigação com déficit controlado, onde a irrigação, também interrompida na fase de cacho fechado, foi eventualmente realizada após a interrupção, de acordo com o monitoramento da água no solo. A imposição de deficit hídrico às plantas favoreceu uma maior concentração de açúcares e a redução da acidez nos frutos, contribuindo para a melhoria da qualidade das uvas para vinificação. hídrico, semiárido.; 2011

Irrigação e fertirrigação na cultura da banana.

BORGES, A. L.; COELHO, E. F.; COSTA, E. L. da; TEIXEIRA, A. H. de C.
Fonte: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011. Publicador: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: cap. 12, p. 369-397.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.89%
Necessidades hídricas; Resposta da bananeira à irrigação; Métodos de irrigação; Absorção de água pelo sistema radicular; Manejo da irrigação; Qualidade da água e salinidade; Fertirrigação; Necessidades de nutrientes; Produção de matéria seca; Absorção de nutrientes; Exportação de nutrientes; Restituição de nutrientes; Nutrientes para fertirrigação; Nitrogênio; Fósforo; Potássio; Cálcio, magnésio e enxofre; Micronutrientes; Esquema de fertirrigação; Preparo da solução fertilizante; Frequência de aplicação e monitoramento.; 2011

Manejo da água de irrigação.

MAROUELLI, W. A.; OLIVEIRA, A. S. de; COELHO, E. F.; NOGUEIRA, L. C.; SOUSA, V. F. de
Fonte: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011. Publicador: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: Cap. 5, p. 158-232.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.1%
Considerações gerais sobre manejo da água de irrigação; Indicadores para manejo da água de irrigação; Indicadores de manejo de irrigação com base na planta; Aparência visual da planta; Potencial de água na folha; Temperatura da folha e índice de estresse hídrico da cultura; Indicadores de manejo de irrigação com base no solo; Teor de água no solo; Tensão de água no solo; Tensiômetros; Blocos de resistência elétrica; Sistema Irrigas e tensiômetro a gás; Curva de retenção de água no solo; Disponibilidade de água no solo; Profundidade efetiva do sistema radicular; Local e profundidade de amostragem de solo ou de instalação de sensores; Indicadores de manejo de irrigação com base na atmosfera; Coeficiente de cultura; Métodos de manejo da água de irrigação; Método do balanço diário de água no solo; Método do estado da água no solo; Método combinado do estado da água no solo e da evapotranspiração; Método do calendário de irrigação; Manejo de irrigação com água salina; Aumento da eficiência do uso de água pelas plantas; Tempo de irrigação; Irrigação por aspersão; Irrigação localizada; Irrigação por sulco; Horário de irrigar.; 2011

Irrigação e fertirrigação na cultura do maracujá.

SOUSA, V. F. de; BORGES, A. L.
Fonte: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011. Publicador: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: Cap. 17, p. 501-522.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.74%
Métodos e sistemas de irrigação; Necessidades hídricas da cultura; Exigências nutricionais; Necessidades de nutrientes para fertirrigação; Marcha de absorção de nutrientes; Cálculo da necessidade de fertilizante; Cálculo da solução fertilizante.; 2011

Irrigação e fertirrigação na cultura de citros.

COELHO, E. F.; COELHO FILHO, M. A.; MAGALHAES, A. F. de J.; OLIVEIRA, A. S. de
Fonte: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011. Publicador: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: Cap. 14, p. 413-439.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.89%
Sistemas de irrigação; Necessidade hídrica dos citros; Transpiração da cultura; Absorção de água pelo sistema radicular sob irrigação; Manejo da irrigação; Fertirrigação; Necessidades nutricionais; Manejo da fertirrigação.; 2011

Irrigação e fertirrigação na cultura do melão.

SOUSA, V. F. de; PINTO, J. M.; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; MEDEIROS, J. F. de; SANTOS, F. J. de S.
Fonte: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011. Publicador: In: SOUSA, V. F. de; MAROUELLI, W. A.; COELHO, E. F.; PINTO, J. M.; COELHO FILHO, M. A. (Ed.). Irrigação e fertirrigação em fruteiras e hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: Cap. 23, p. 659-687.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Aspectos gerais da cultura: botânica, clima e solo; Sistemas de irrigação; Necessidade hídrica; Manejo de irrigação; Demanda de nutrientes pelo meloeiro; Necessidades de nutrientes e recomendação de adubação; Doses e aplicação de nitrogênio e potássio; Marcha de absorção de nutrinetes; Frequência de fertirrigação; Aplicação da solução nutritiva; Monitoramento e controle da fertirrigação; Exemplo de cálculo da fertirrigação no mamoeiro; Cáculo da necessidade de fertilizante e da solução fertilizante.; 2011

Comparacao de tres sistemas de manejo da irrigacao de tomate industrial em escala semicomercial.

CHOUDHURY, E.N.; MILLAR, A.A.; SILVA, M.A. da.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGACAO E DRENAGEM, 5., 1980, Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: ABID, 1980. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGACAO E DRENAGEM, 5., 1980, Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: ABID, 1980.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: v. 3, p. 231-249.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.93%
No estudo, efetuou-se a comparacao de dois sistemas de manejo de irrigacao em escala semi-comercial, pra a cultura do tomate, com o manejo de irrigacao, usado pelos agricultores. Nesses dois sistemas de manejo, estabeleceu-se o controle de irrigacao em forma de frequencia. Essa frequencia foi definida em funcao de um Modelo que leva em consideracao dados da evapotranspiracao do tomate, propriedades de retencao e transmissao do solo e producao do tomate em funcao do potencial natricial da agua no solo.; 1980

Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-de-açúcar no Submédio São Francisco.

CALGARO, M.; SIMOES, W. L.; BRAGA, M. B.; PINTO, J. M.; SOUZA, M. A.; LIMA, J. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
46.74%
Objetivou-se com o presente trabalho avaliar a eficiência de uso da água para cana-de-açúcar submetida a diferentes sistemas de irrigação.; 2011

Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-de-açúcar de primeira soca no Submédio São Francisco.

CALGARO, M.; SIMOES, W. L.; BRAGA, M. B.; PINTO, J. M.; SOARES, J. M.; SOUZA, M. A de; LIMA, J. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 22., 2012, Cascavel. Cooperação e Inovação para o desenvolvimento da agricultura irrigada: anais. Cascavel: ABID, 2012. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 22., 2012, Cascavel. Cooperação e Inovação para o desenvolvimento da agricultura irrigada: anais. Cascavel: ABID, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.04%
O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência de uso da água no cultivo da cana-de-açúcar, de primeira soca, submetida a diferentes sistemas de irrigação. O experimento foi realizado no Campo Experimental de Bebedouro, pertencente à Embrapa Semiárido, em Petrolina (PE). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três sistemas de irrigação: gotejamento superficial, gotejamento subsuperficial e sulco em seis repetições. Foi avaliado o consumo de água da cultura, proveniente da quantidade água aplicada pelos diferentes sistemas de irrigação e da chuva, em função da produtividade da cultura. Na análise de variância do parâmetro eficiência de uso da água houve efeito (p < 0,05) entre os tratamentos, sendo observada superioridade da irrigação por gotejamento superficial sobre a irrigação por sulcos e gotejamento subsuperficial.; 2012

Respostas fisiológicas da cana-de-açúcar em função de diferentes sistemas de irrigação no Submédio São Francisco.

SIMOES, W. L.; CALGARO, M.; SOUZA, M. A. de; LIMA, J. A.; SOUZA, C. E. P. de; SILVA, J. M. da
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 22., 2012, Cascavel. Cooperação e Inovação para o desenvolvimento da agricultura irrigada: anais. Cascavel: ABID, 2012. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 22., 2012, Cascavel. Cooperação e Inovação para o desenvolvimento da agricultura irrigada: anais. Cascavel: ABID, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.89%
Objetivou-se avaliar a fotossíntese, a transpiração, a condutância estomática e a temperatura foliar da cana-de-açúcar na primeira soca, submetida a diferentes sistemas de irrigação. O experimento foi realizado no Campo Experimental de Bebedouro, pertencente à Embrapa Semiárido, em Petrolina (PE). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três sistemas de irrigação: gotejamento superficial, gotejamento subsuperficial e sulco, com seis repetições. Avaliou-se a taxa fotossintética, a transpiração, a condutância estomática e a temperatura foliar. Na análise de variância das características fisiológicas verificou-se que houve efeito (p < 0,05) entre os tratamentos para a condutância estomática, fotossíntese e transpiração, sendo que as irrigações por gotejo superficial e sulco, durante o ciclo da primeira soca, proporcionaram valores superiores para esses parâmetros que a irrigação por gotejamento subsuperficial, em solo arenoso da região do submédio São Francisco.; 2012

Influência dos sistemas de irrigação na eficiência de uso da água da cana planta em solo argiloso.

CALGARO, M.; SIMOES, W. L.; BRAGA, M. B.; PINTO, J. M.; SOARES, J. M.; SOUZA, M. A. de; LIMA, J. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 24, 2014, Brasília, DF. Reservação e alocação da água para a agricultura irrigada. Brasília, DF: ABID, 2014. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 24, 2014, Brasília, DF. Reservação e alocação da água para a agricultura irrigada. Brasília, DF: ABID, 2014.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47%
Objetivou-se com o presente trabalho avaliar a influência dos sistemas de irrigação na eficiência de uso da água para cana planta em um Vertissolo. O experimento foi realizado no Campo Experimental de Mandacaru, pertencente à Embrapa Semiárido, em Juazeiro (BA). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três sistemas de irrigação: gotejamento superficial, gotejamento subsuperficial e sulco em seis repetições. Avaliou-se o consumo de água da cultura, proveniente da quantidade água aplicada pelos diferentes sistemas de irrigação e da chuva, em função da produtividade da cultura. Na análise de variância dos parâmetros produtividade e eficiência de uso da água houve efeito (p < 0,05) entre os tratamentos, não sendo, porém observadas diferenças em ambos os casos da irrigação por gotejamento superficial e subsuperficial.; 2014

Influencia de diferentes sistemas de irrigação nas respostas biométricas da cana planta em Vertissolo.

CALGARO, M.; SIMOES, W. L.; BRAGA, M. B.; PINTO, J. M.; SOARES, J. M.; SOUZA, M. A. de; LIMA, J. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 24, 2014, Brasília, DF. Reservação e alocação da água para a agricultura irrigada. Brasília, DF: ABID, 2014. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 24, 2014, Brasília, DF. Reservação e alocação da água para a agricultura irrigada. Brasília, DF: ABID, 2014.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.02%
A busca por fontes de energias renováveis tem levado diversas instituições a estudos para a expansão dos canaviais em regiões que até então não eram tradicionais, como é o caso da Região do Vale do Submédio São Francisco. Para que esses cultivos sejam viabilizados, torna-se necessária a adoção de novas tecnologias de irrigação que devem ser testadas para poderem ser recomendadas. Dessa forma, o objetivo desta pesquisa foi avaliar os parâmetros biométricos da cana-de-açúcar sob diferentes sistemas de irrigação. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados com três sistemas de irrigação: gotejamento superficial (T1) e subsuperficial (T2) e irrigação por sulco (T3). Os parâmetros biométricos avaliados foram crescimento e produtividade. A variedade de cana-de-açúcar irrigada RB92-579 apresentou elevados valores de número de perfilhos industrializáveis nos três sistemas de irrigação, sendo maiores nos sistemas de irrigação por gotejamento superficial e subsuperficial.; 2014

Propriedades físico-hídricas e índice de qualidade dos solos no distrito de irrigação tabuleiros litorâneos do Piauí.

MASCHIO, R.; ANDRADE JÚNIOR, A. S de; MOTA, P. R. D.; MELO, F. B.; MENDES, A. G.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 18., 2008, São Mateus. O equilíbrio do fluxo hídrico para um agriculturta irrigada sustentável. São Mateus: ABID, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 18., 2008, São Mateus. O equilíbrio do fluxo hídrico para um agriculturta irrigada sustentável. São Mateus: ABID, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 6 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.82%
O objetivo desta pesquisa foi diagnosticar as propriedades físico-hídricas como granulometria, densidade do solo, água disponível às culturas, índice de degradação física dos solos, bem como os teores de matéria orgânica do Distrito de Irrigação Tabuleiros Litorâneos do Piauí, em Parnaíba, PI...; 2008

Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-se-açúcar de segunda soca no Submédio São Francisco.

CALGARO, M.; SIMOES, W. L.; BRAGA, M. B.; SOARES, J. M.; SOUZA, M. A. de; LIMA, J. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 23., 2013, Luís Eduardo Magalhães, BA. Evolução e tecnologia na irrigação: trabalhos apresentados. Brasília, DF: Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem, 2013. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 23., 2013, Luís Eduardo Magalhães, BA. Evolução e tecnologia na irrigação: trabalhos apresentados. Brasília, DF: Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem, 2013.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.02%
O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência de uso da água no cultivo da cana-de-açúcar, de segunda soca, submetida a diferentes sistemas de irrigação. O experimento foi realizado no Campo Experimental de Bebedouro, pertencente à Embrapa Semiárido, em Petrolina (PE). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três sistemas de irrigação: gotejamento superficial, gotejamento subsuperficial e sulco em seis repetições. Foi avaliado o consumo de água da cultura, proveniente da quantidade água aplicada pelos diferentes sistemas de irrigação e da chuva, em função da produtividade da cultura. Na análise de variância do parâmetro eficiência de uso da água houve efeito (p < 0,05) entre os tratamentos, sendo observada superioridade da irrigação por gotejamento superficial sobre a irrigação por sulcos e gotejamento subsuperficial.; 2013

Lâminas de irrigação no estado da água no solo e no potencial hídrico foliar da melancia.

GOMES, E. R.; SOUSA, V. F.; ANDRADE JUNIOR, A. S. de; FERREIRA, V. M.; BRAGA, D. L.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 21., 2011, Petrolina. As oportunidades de empreendedorismo na agricultura irrigada: anais. Petrolina: ABID, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 6 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.74%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes lâminas de irrigação aplicadas por gotejamento no estado da água no solo e no potencial hídrico foliar da melancia. O experimento foi realizado Campo Experimental da Embrapa Meio-Norte, Teresina, PI (05°05' S; 42°48'W e 74,4m).; 2011