Página 1 dos resultados de 1273 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

As percepções dos educadores de infância sobre a intervenção precoce

Rodrigues, Maria Marlene Gomes
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.75%
As actuais noções e práticas da intervenção precoce enquadram-se numa abordagem ecossistémica e transaccional do desenvolvimento. De acordo com este modelo, a criança é parte de uma rede complexa de interrelações onde o desenvolvimento se processa (Almeida, 2000). Constata-se que o enfoque das práticas de intervenção precoce deixou, progressivamente, de estar exclusivamente centrado na criança para se passar a enfatizar o papel da família e da comunidade no seu desenvolvimento. Deste modo, as evidências actuais apontam que para que a intervenção possa ser eficaz, tem de ser consistente com a ecologia dos sistemas a que a criança e a família pertencem (Almeida, 1997). Neste sentido, o objectivo principal desta investigação foi fazer um levantamento das percepções dos educadores de infância sobre o serviço de intervenção precoce e compreender o impacto da intervenção precoce nas suas práticas educativas. A amostra desta investigação foi constituída por 53 educadores de infância a exercer as suas funções em estabelecimentos públicos de educação (creches e infantários) do Concelho do Funchal, que colaboram com o serviço de intervenção precoce. Para a consecução desta investigação foi construído um questionário que contempla a caracterização sócio-demográfica dos sujeitos...

Que intervenção precoce (? ¿)

Fernandes, Maria de Fátima Valente Martins
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia da Educação e Intervenção Comunitária.; Este estudo tem por objectivo analisar e discutir a satisfação das famílias abrangidas pela Equipa de Intervenção Precoce de Estarreja, no Projecto Pluriconcelhio de Intervenção Precoce de Aveiro. Realizou-se um estudo exploratório no sentido de obtermos resultados que nos possam demonstrar que, apesar de as famílias vivenciarem problemas comuns, cada uma delas possui particularidades específicas e as suas necessidades diferem mediante existência de diversas características/factores. É isso que deve caracterizar a proposta de apoio a ser oferecida pelo profissional. A nosso ver, tal proposta deve ser pautada na realidade e ter em vista a satisfação das necessidades familiares, em busca de uma melhor qualidade de vida da criança em risco e da família como um todo. Os resultados obtidos neste estudo foram, de uma forma geral, satisfatórios, uma vez que foi o primeiro trabalho realizado directamente com famílias no Concelho e do qual podemos deduzir que, de uma forma geral, e na apreciação global dos resultados...

A intervenção precoce na Ilha de Santa Maria

Cabral, Juvenália Margarida Moura
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio da Intervenção Precoce na Infância; O presente estudo aborda a temática da não existência de um Programa de Intervenção Precoce na Ilha de Santa Maria. Definiram-se como objetivos gerais deste trabalho caraterizar as famílias das crianças com NEE e/ou situação de risco da ilha de Santa Maria; compreender se existe pertinência para a existência de um programa de Intervenção Precoce na Ilha de Santa Maria. Para tal realizou-se um estudo de cariz exploratório, com metodologia qualitativa e quantitativa. Foram utilizados como instrumentos de recolha de dados, o Inventário das Necessidades da Família e Ficha de Anamnese aplicados a vinte e cinco famílias de risco e com filhos com necessidades educativas especiais da ilha. Foi ainda realizada, uma entrevista a cada coordenador dos três Ministérios (Educação, Ação Social e Saúde), num total de três. Com esta investigação conclui-se que conclui-se que provavelmente 71 crianças poderiam vir a beneficiar de um programa de Intervenção Precoce. Das 25 famílias estudadas...

As necessidades das famílias apoiadas pela Intervenção Precoce e o atendimento das equipas, no Concelho da Povoação na Ilha de S. Miguel

Passos, Ana Julieta Barros de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.73%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio da Intervenção Precoce na Infância; A identificação das necessidades das famílias é primordial para a determinação de recursos formais e informais, que ajudarão a satisfazer essas necessidades, bem como à cooperação e relacionamento de confiança com os recursos identificados. As necessidades familiares podem afetar positivamente ou negativamente todo o processo de desenvolvimento e educativo das crianças. O presente estudo pretende verificar a compatibilidade entre as necessidades inventariadas como mais importantes pelas famílias apoiadas pela Intervenção Precoce do Concelho da Povoação e as descritas pelas equipas que atuam nesta área. Procurou-se também determinar a compatibilidade entre as necessidades descritas pelas famílias e pelos profissionais de Intervenção Precoce, e ao mesmo tempo verificar se as necessidades referidas pelas famílias se centram só no funcionamento familiar ou abrangem a criança como um ser importante para a dinâmica familiar. Participaram neste estudo dez famílias apoiadas pelo Programa de Intervenção Precoce e três técnicos que constituem a equipa do Concelho da Povoação...

Intervenção precoce na infância: relatório de actividades 2009

Pinto, Alfredo; Silva, Evangelina Bonifácio; Martins, Ludovina; Santos, Manuela; Carlão, Margarida; Afonso, Maria João; Salgueiro, Maria José
Fonte: Equipa de Coordenação Distrital da Intervenção Precoce Publicador: Equipa de Coordenação Distrital da Intervenção Precoce
Tipo: Relatório
POR
Relevância na Pesquisa
86.51%
O Relatório apresenta o trabalho realizado no âmbito das competências conferidas à Equipa de Coordenação Distrital da Intervenção Precoce. Trata-se de um documento que procura refletir e avaliar a constituição e a atividade desenvolvida pelas equipas de intervenção direta, dos 12 concelhos do distrito de Bragança

A efetividade de uma intervenção precoce na interação entre os pais e um bebê prematuro com deficiência visual; The effectiveness of an early intervention in the interaction between parents and a baby with vision impairment

Kreutz, Carla Meira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
Esta tese de doutorado é um estudo de caso sobre uma família com um bebê com deficiência visual e a efetividade de uma intervenção precoce, dividindo-se em quatro artigos. O primeiro objetivou revisar a produção científica sobre intervenção precoce na área da deficiência visual. O segundo artigo investigou o duplo impacto da prematuridade e da deficiência visual, examinando as reações emocionais dos pais de um bebê nesse contexto e seu impacto na parentalidade. O terceiro artigo investigou a efetividade de uma intervenção precoce com foco na sensibilidade materna – e paterna, analisando o pré e o pós-intervenção. O último estudo trata-se de um relato de experiência que examina o processo da intervenção. As discussões sobre o impacto da prematuridade junto à deficiência visual lançam bases para o trabalho de intervenção na interação pais-bebê. As análises sugerem ser a intervenção precoce efetiva em termos de promoção de mudanças na interação parental com o bebê e de expressão de emoções.; This doctoral thesis is a single case study of a family with a baby that has vision impairment and the effectiveness of an early intervention, which is divided in four articles. The first aims to review the scientific literature in the field of early intervention in the area of visual impairment. The second article investigated the double impact of the both prematurity and the vision impairment on parenthood...

Problemas do desenvolvimento infantil e intervenção precoce

Franco, Vitor; Melo, Madalena; Apolónio, Ana
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
A Intervenção Precoce (IP) é hoje uma prática multidisciplinar que pro-­ cura responder às necessidades de crianças com perturbações do desen-­ volvimento e em situações de risco, ultrapassando os antigos modelos de estimulação precoce. O problema de decidir quais as crianças e famílias que devem ser apoiadas e as exigências do planejamento das intervenções acentuam a importância de um procedimento claro de caraterização, ou de diagnóstico, tanto das crianças como das situações. No modelo em que assenta a rede de intervenção precoce, de base local, implementada numa ampla região de Portugal, são enfatizadas as dimensões relacionais e contextuais do desenvolvimento e do risco. Dentro desta perspetiva, os autores têm procurado desenvolver práticas e instrumentos que permitam uma melhor elegibilidade dos casos e uma orientação técnica de intervenção mais focada nas efetivas necessidades da criança, da família e do contexto. São aqui apresentados os resultados da utilização da ODIP – Organização Diagnóstica em Intervenção Precoce – na caracterização das problemáticas de desenvolvimento e de risco de um total de 1.169 crianças e respetivos contextos.

Projeto para constituição de uma equipa de intervenção precoce no Centro Social 6 de Maio

Melo, Ana Margarida Nunes Vieira de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Este trabalho tem como objetivo a elaboração de um projeto para constituir uma Equipa de Intervenção Precoce dirigida especificamente a uma população que está exposta a inúmeros fatores de risco ambientais e sociais. Para o efeito, analisamos os potenciais problemas da população-alvo de forma a criar uma Equipa de Intervenção Precoce, numa Instituição Particular de Solidariedade Social, intitulada, Centro Social do Bairro 6 de Maio. Neste sentido, entrevistamos catorze famílias do bairro, com o propósito de compreender as suas necessidades, prioridades e anseios. Verificamos que os problemas são inúmeros: más condições de habitação, higiene, saúde e alimentação; consumo e venda de estupefacientes; graves doenças infectocontagiosas; baixo estatuto-sócio-económico; situação de exclusão social (desemprego, falta de documentos); entre outros. Adicionalmente, realizamos seis entrevistas a profissionais que trabalham direta ou indiretamente com esta população alvo, que se disponibilizam, contribuindo com as suas expectativas sobre Intervenção Precoce e com as suas ambições neste projeto, para constituir possivelmente, a futura equipa de Intervenção Precoce no Centro Social. As entrevistadas são consensuais no entendimento de Intervenção Precoce e no seu modo de atuação...

Qualidade de vida das famílias apoiadas por intervenção precoce: identificação de fatores mais valorizados pelas famílias

Paiva, Carla Sofia da Silva
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de mestre em Intervenção Precoce; A definição do conceito Qualidade de Vida, apesar do interesse que tem merecido, não tem uma definição exata, devido à sua multidimensionalidade, à sua complexidade e à sua mutabilidade (Schalock, 2002, 2005; Paschoal, 2001; citado por Kluthcovsky & Takayanagui, 2007; Leal, 2008; Magina, 2011). Quando nos debruçamos sobre a literatura relacionado com o conceito da Qualidade de Vida Familiar, tema deste estudo, surge também a dimensão subjetiva do conceito, pois cada um tem uma perspetiva pessoal do que será a sua qualidade de vida e da sua família. O estudo da QVF das famílias apoiadas por serviços de Intervenção Precoce visou identificar, junto das próprias famílias, quais os fatores que elas consideram mais importantes para a sua Qualidade de Vida, em cinco domínios adotados para o estudo em questão. Os cinco domínios adotados basearam-se no instrumento de avaliação de Qualidade de Vida Familiar, o Family Quality of Life Survey – FQLS (Poston, Turnbull, Park, Mannan, Marquis e Wang, 2003) e nos estudos sobre o tema. Os referidos domínios são: Interação Familiar/Social, Papel Parental...

O desenvolvimento da consciência morfológica em crianças pré-escolares, com ou sem atendimento em intervenção precoce

Rodrigues, Susana Lídia Fernandes Santos
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de Mestre em Intervenção Precoce; Este estudo de intervenção tem como objectivo verificar o impacto de um programa de desenvolvimento da consciência morfológica, em crianças pré-escolares de 4 a 6 anos de idade (M = 4,9 anos; Dp = .81), com e sem percurso de Intervenção Precoce (IP). Avaliaram-se os efeitos desse programa na capacidade das crianças para: a) realizar analogia de palavras; b) identificar famílias de palavras; c) e reconhecer os morfemas-base em palavras derivadas. Neste estudo participaram 35 crianças a frequentar um jardim-de-infância privado na área da Grande Lisboa. Foram aleatoriamente divididas em dois grupos, de intervenção e de controlo. Cada um destes grupos era composto por um igual número de crianças com e sem percurso de IP. As crianças do grupo de intervenção foram objecto de um programa de estimulação da consciência morfológica, composto por seis sessões, que replicavam o design usado por Seixas (2007). Nestas sessões, realizaram-se um conjunto de exercícios que tinham o mesmo racional que as tarefas usadas para medir a consciência morfológica, nos pré e pós-testes. À semelhança de Seixas (2007) pretendia-se confirmar a hipótese de que a intervenção produziria uma melhoria significativa nas três competências morfológicas avaliadas. Os resultados obtidos revelaram uma significativa superioridade das crianças do grupo intervenção...

Intervenção precoce e microcefalia:estratégias de intervenção eficazes

Sá, Leila Maria Singh de Macedo Pinto e
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.66%
Este estudo tem como finalidade primordial proporcionar às crianças de risco estabelecido e às suas famílias um acesso eficaz, flexível e individualizado, sobre todos os recursos e apoios disponíveis. Sendo uma das premissas da Intervenção Precoce um “processo integrado de actuação dos serviços da educação, da saúde, da acção social e dos parceiros envolvidos, que requer: a) O envolvimento da família; b) O trabalho de equipa; c) O Plano Individual de Intervenção”, pretendemos, com o presente estudo de caso, debruçarmo-nos sobre uma problemática do foro neurológico – Microcefalia – realizando uma revisão de literatura que procura compreender em profundidade os contextos e as estratégias eficazes, num domínio tão específico de prestação de cuidados, ensino e aprendizagem e, que eventualmente, possa ser significativa a nível de uma prática educativa eficaz para todos aqueles que vivenciem situações semelhantes. Deste modo, cria-se espaço para a reflexão, em torno da Intervenção Precoce na Infância, e as estratégias de intervenção eficazes em casos de risco estabelecido. Tendo em conta a importância da comunicação e apoio, que certificam o desenvolvimento de relações de confiança entre os parceiros – famílias e os diferentes agentes envolvidos. Partimos das hipóteses de que “A intervenção educativa ao nível da intervenção precoce é...

O agir do assistente social nas equipas de intervenção precoce

Martins, Helena Isabel Rodrigues
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Mestrado em Serviço Social; A realização deste estudo traduz uma reflexão pessoal e profissional no âmbito da prática profissional do assistente social na área da intervenção precoce tendo como objectivo analisar e discutir, o agir profissional do assistente social e a visão das famílias face a este profissional de Serviço Social e da sua intervenção na Equipa de Intervenção Precoce PIPREM (Projecto de Intervenção Precoce de Reguengos de Monsaraz e Núcleo de Mourão). As metodologias que orientam a presente investigação são de natureza qualitativa, desenvolvida numa lógica indutiva. A técnica de recolha de dados utilizada é a entrevista. Para obtermos os resultados pretendidos recorremos à análise de conteúdo, organizando-os em categorias, apoiadas na articulação entre o teórico e o empírico. As Equipas de Intervenção Precoce integram nos seus quadros um vasto conjunto de profissionais cujas formações académicas são distintas mas que têm o objetivo de intervir de forma transdisciplinar numa lógica centrada na família. A intervenção precoce deve ser encarada como o conjunto de práticas desenvolvidas em rede que procuram respostas para a criança e a sua família. Esta acção implica que a intervenção precoce seja centrada na família...

Práticas atuais e ideais em intervenção precoce no Alentejo: Perceções dos profissionais

Augusto, Helena; Instituto Superior de Educação e Ciências; Aguiar, Cecília; UIPCDE, ISPA – Instituto Universitário / ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa; Carvalho, Leonor; Associação Nacional de Intervenção Precoce
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.51%
Com este estudo, pretendeu-se compreender as percecoes que os profissionais das equipas locais de intervencao do Alentejo tem em relacao as suas praticas tipicas e as praticas que consideram ideais. Participaram 167 profissionais de 25 equipas de Portalegre, Evora, Beja e Alentejo Litoral. A recolha de dados foi realizada com base no Questionario aos Profissionais de Intervencao Precoce na Infancia (IPI) e na Escala de Avaliacao de Servicos: Familias em Contextos Naturais (McWilliam, 2000/2008). De acordo com os resultados obtidos, (1) existem diferencas entre as percecoes dos profissionais em relacao as praticas tipicas e as praticas ideais; (2) nao existem diferencas na percecao dos mesmos profissionais em relacao as praticas tipicas e as praticas ideais, em funcao das variaveis idade, tempo de experiencia profissional em IPI, formacao de base e formacao complementar; e (3) existem diferencas entre as percecoes dos profissionais em relacao as praticas tipicas, em funcao das suas percecoes acerca do tipo de funcionamento da equipa, com os profissionais que caracterizam a equipa como transdisciplinar a relatar praticas tipicas mais proximas das praticas recomendadas. Os resultados sugerem a necessidade de promover a transdisciplinaridade das equipas de IPI bem como a qualidade das suas praticas.

Intervenção Precoce na Infância. PIIP que rumo?

Saraiva, Isabel Margarida da Silva Vieira Neto
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio da Intervenção Precoce na Infância; O objetivo deste estudo de investigação foi tomar conhecimento da forma como estão a ser implementados os Planos Individuais de Intervenção Precoce - PIIP, no quadro da atual legislação e organização do Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI). Sendo o PIIP um documento que resulta da interação, colaboração e parceria de famílias e profissionais, torna-se pertinente compreender o seu enquadramento como forma de registo das práticas centradas na família. Assim, definimos objetivos de investigação que permitissem compreender a utilização e a estrutura do PIIP e perceber se este está direcionado para as famílias, para os técnicos, ou para ambos. A partir destes objetivos, desenvolvemos um estudo que se enquadra num paradigma de natureza qualitativa no campo da educação, no qual o investigador realizou a análise de conteúdo de um documento específico – Plano Individual de Intervenção Precoce. A primeira conclusão que obtemos deste estudo é que todas as informações sobre as crianças...

Identificação e análise dos projetos de intervenção precoce na NUT III Norte Ave

Oliveira, Artur Nuno Sousa Rebelo
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce); Os objetivos deste estudo eram os de identificar e analisar o estado atual das práticas de intervenção precoce na infância na NUT III Norte Ave e tentar perceber até que ponto a prática desenvolvida se enquadra num modelo sistémico e bioecológico de prestação de serviços e naquelas que são, neste âmbito, as práticas recomendadas baseadas na evidência, sobretudo, o modelo de intervenção centrado na família e na comunidade. Com este objetivo, desenvolveu-se uma investigação que utilizou um modelo misto de recolha de dados: quantitativo (escalas de registo ou de verificação de tipo likert) e qualitativo (entrevistas/questionários). Para o tratamento dos dados quantitativos recorremos a uma abordagem quasi-experimental e para a abordagem qualitativa foi utilizada a análise de conteúdo. Famílias (n= 55), profissionais (n= 16) e coordenadores das equipas (n= 5), representando os serviços ou equipas dos Agrupamentos de Escolas Referência para a IPI e Instituições Particulares de Solidariedade Social, responderam aos diferentes instrumentos utilizados. Foram encontradas concordâncias entre as perceções de coordenadores...

Dinâmicas de uma família com uma criança com Trissomia 21, em intervenção precoce : um estudo de caso

Vaz, Sílvia Maria Gonçalves Alberto
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce); A abordagem centrada na família pretende ver a família como um todo, conhecendo os pontos fortes da criança e da família, dando resposta às prioridades da família, respeitando os seus valores, as suas opiniões, o seu modo de vida e ajudando a família a atingirem o seu equilíbrio. A família é por natureza o contexto primordial de vida da criança e é nesse contexto que as interações e dinâmicas, contextualizadas e ao longo do tempo, favorecem o seu desenvolvimento. A melhor forma de operacionalizar e perceber as dinâmicas familiares foi debruçandonos sobre o tema das Dinâmicas de uma família com uma criança com trissomia 21, em Intervenção Precoce: Um estudo de caso. Neste estudo, pretendeu-se visar o paradigma da Intervenção Precoce centrada na família. Neste sentido foram definidos os objetivos do estudo dos quais se destacam: Será que a família, utilizando a entrevista baseada nas rotinas, consegue passar a informação referente aos objetivos que considera prioritários? A família coopera efetivamente na construção dos objetivos funcionais? E na operacionalização destes, nas suas rotinas? Após o período de intervenção...

A participação das crianças em Intervenção precoce: representações sociais das técnicas e das famílias

Lapa, Manuela
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para a obtenção de grau de Mestre em Ciências da Educação Especialização em Intervenção Precoce; Esta investigação tem como objetivo caracterizar as representações sociais de técnicas de intervenção precoce e de famílias sobre as crianças e os seus direitos, com especial enfoque nos direitos de participação em processos de intervenção precoce. No quadro de uma abordagem qualitativa, desenvolveu-se um estudo de caso no distrito de Setúbal, considerando para tal duas dimensões de análise: (i) as representações sociais das técnicas que fazem parte de uma equipa de intervenção precoce formalmente instituída, técnicas de serviço público e privado que apoiam crianças com planos de intervenção precoce; (ii) as representações sociais das famílias acompanhadas pelas técnicas. Do ponto de vista metodológico, num primeiro momento, foram aplicados questionários às técnicas e às famílias acompanhadas por uma Equipa Local de Intervenção (ELI). Num segundo momento, na possibilidade de investigar em profundidade os discursos dos sujeitos, foram realizadas quatro entrevistas semiestruturadas. A análise de dados foi feita através do recurso à categorização...

Um programa de intervenção precoce: Um estudo de caso

Marcelino , Susana Isabel da Silva
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.66%
Actualmente, é unânime a ideia que a intervenção precoce deve assentar numa abordagem centrada na família, que privilegie as suas necessidades e capacidades e onde predomine uma verdadeira parceria entre pais e técnicos durante todo o processo de avaliação e intervenção. A intervenção precoce tem por objectivo o apoio e o bem-estar da família, privilegiando os contextos de vida da criança e promovendo ambientes mais adequados ao seu desenvolvimento (Almeida, 2000). Mas será que de facto isto acontece? Se sim, de que modo é feito? O presente estudo, centrado numa metodologia de estudo de caso, foca a problemática da avaliação do desenvolvimento de uma criança, sinalizada para intervenção precoce, e procura analisar a coerência que existe no processo de avaliação/planificação/intervenção junto desta criança/família, durante dois anos lectivos. Procurámos esclarecer algumas questões inerentes à avaliação do desenvolvimento da criança (tipo de avaliação; instrumentos utilizados e intervenientes no processo); compreender a dinâmica que se estabelece entre os técnicos e a família durante o processo de avaliação/planificação/intervenção; perceber como os resultados da avaliação são inseridos na planificação e posteriormente na intervenção; analisar a qualidade das práticas de apoio educativo...

Abordagem centrada na familia: Avaliação de práticas num projecto de intervenção precoce

Cara-Linda, Maria Antónia do Carmo Paulo Reis
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação de mestrado em Psicologia Educacional; A evolução de modelos e práticas em Intervenção Precoce tem sofrido, nas últimas décadas grandes alterações em função dos avanços nas conceptualizações teóricas e investigações' associadas, mobilizando um número cada vez maior de estudos ao nível da comunidade científica. O estudo que apresentamos, enquadra-se no âmbito da investigação em Intervenção Precoce, e propõe-se avaliar as práticas desenvolvidas num Projecto de Intervenção Precoce, auscultando famílias, técnicos e estruturas educativas da comunidade, na perspectiva de melhorar e ajustar essas práticas aos actuais modelos conceptuais e às necessidades das famílias que são atendidas, tendo em conta o contexto onde o projecto se insere. Neste sentido definiram-se três objectivos de investigação: - Auscultar o parecer dos técnicos do PIP e estruturas educativas sobre as práticas desenvolvidas pelo mesmo. - Analisar a opinião das educadoras do ensino regular com crianças apoiadas pelo PIP sobre o apoio / orientação recebidas por parte deste. - Conhecer e analisar as percepções dos pais e técnicos sobre o envolvimento familiar nos processos de avaliação e intervenção. Para o desenvolvimento do estudo utilizamos uma metodologia de natureza essencialmente qualitativa. Aplicamos questionários para conhecer a opinião de técnicos...

As perceções das famílias de crianças com necessidades especiais sobre os benefícios da intervenção precoce: um estudo qualitativo com famílias de Braga; The perceptions of families of children with special Needs on the benefits of early intervention: a qualitative study in Braga

Pego, Carla Maria da Silva Mota
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.71%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce); Uma vez que a aplicação do Decreto-Lei nº 281/2009 de 6 de outubro ainda é relativamente recente em Portugal e em particular no distrito de Braga, o presente estudo teve como principal objetivo, ouvir, compreender e analisar as perceções de famílias de crianças com Necessidades Especiais, acompanhadas por uma equipa de Intervenção Precoce, sobre os benefícios desta intervenção na nova moldura legal, que preconiza de uma forma clara o modelo das Práticas Centradas na Família. Utilizamos neste estudo uma metodologia de cariz qualitativo – Estudo de Caso. O nosso grupo de participantes foi constituído por quatro famílias acompanhadas há mais de seis meses por uma equipa de Intervenção Precoce a operar no distrito de Braga. Como instrumentos de recolha de dados, optámos pela aplicação de uma entrevista semiestruturada e de um instrumento de Avaliação das Práticas Centradas na Família - Escala das Práticas Centradas na Família de Dunst & Trivette. Embora este estudo não pretenda ser representativo, foi possível concluir que as famílias acompanhadas percecionam espontaneamente alguns dos benefícios da Intervenção Precoce referidos na literatura...