Página 1 dos resultados de 147 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Inibidores de proteinase do tipo Bowman-Birk: evolução molecular, expressão na superfície de fagos filamentosos e seu papel na interação planta-inseto.; Bowman-birk proteinase inhibitors: molecular evolution, phage-display and its role on plant-insect interactions.

José, Márcia Ometto de Mello Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.35%
Os inibidores inibidores de serino proteinases do tipo Bowman-Birk (BBI) possuem dois sítios ativos e são encontrados em plantas das famílias Fabaceae e Poaceae. Neste trabalho foi apresentada a estrutura primária e o padrão de expressão de 14 seqüências expressas (EST, expressed sequence tags) de BBI putativos encontradas no banco de dados do "Projeto Transcriptoma da Cana-de-açúcar" (SUCEST). Estas quatorze seqüências foram utilizadas em conjunto com outras 87 seqüências de BBI previamente descritas e depositadas no banco de dados "GenBank" para a construção de árvores filogenéticas da família BBI. A análise filogenética mostrou que os BBI de monocotiledôneas e dicotiledôneas podem ser claramente separados em diferentes grupos e a topologia das árvores filogenéticas sugere um padrão evolutivo diferente das famílias de BBI em plantas. Os inibidores de dicotiledôneas são bem conservados e acumularam diferenças sutis durante a evolução. Em contrapartida, os inibidores de monocotiledôneas são altamente variáveis, indicando a ocorrência de um processo evolutivo interessante, baseado em eventos de duplicação intragênica e mutação. Dois inibidores de serino proteinases, um de tripsina e outro de quimotripsina...

Indução de voláteis em plantas de milho por um hospedeiro, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) e um não-hospedeiro, Plutella xylostella L. (Lepidoptera: Plutellidae) e seu efeito sobre esses insetos e seus respectivos parasitóides; Maize induced volatiles elicited by a host Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) and a non-host Plutella xylostella L. (Lepidoptera: Plutellidae) of these insects and their respective parasitoids

Signoretti, André Gustavo Corrêa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.3%
As plantas reconhecem e produzem substâncias voláteis específicas para a atração de parasitóides após o ataque de um herbívoro, num processo conhecido como defesa indireta. Contudo, a capacidade dessas plantas em processar e liberar novos compostos voláteis sob o ataque de um herbívoro não hospedeiro permanece ainda inexplorado. Em vista disso, o presente trabalho buscou investigar o efeito dos voláteis emitidos por planta de milho sob o ataque de uma praga até então não hospedeira (traça-das-crucíferas, Plutella xylostella) comparado ao daqueles emitidos por planta de milho sob ataque de um hospedeiro tradicional (lagarta-do-cartucho-domilho, Spodoptera frugiperda), sobre esses insetos e seus respectivos parasitóides, Apanteles piceotrichosus e Campoletis flavicincta. Os bioensaios com os parasitóides foram conduzidos em fotofase, sendo oferecidos a estes, voláteis de plantas de milho sadias, voláteis liberados nos intervalos de 0-1, 5-6 e 24-25h após tratamento em fotofase por dano mecânico ou herbivoria simulada, e voláteis liberados no intervalo de 5-6h após esses mesmos tratamentos em escotofase. Já os ensaios com as mariposas foram conduzidos em escotofase, sendo oferecidos a estas, voláteis de plantas de milho sadias...

História natural e interação flores-besouros em espécies de Cerrado; Natural history and flower-beetle interactions in Cerrado species

Paulino Neto, Hipolito Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
Interações planta-animal, tais como polinização, são a chave de processos ecológicos in muitas comunidades terrestres. O estudo de quem interage com quem é uma importante ferramenta para se entender os processos ecológicos e evolucionários. Em algumas comunidades tropicais, mais de um quarto de todas as espécies de planta pode ser polinizado por besouros. Eles são um grupo de inseto muito antigo e diversificado e eles interagem com angiospermas desde o período de suas origens e princípio da diversificação. Adicionalmente, a interação entre besouros e recursos florais provém singular oportunidade para se avaliar a complexidade de interações e a possibilidade de generalização como a tendência para plantas para usar uma enorme proporção da fauna de besouros visitantes como polinizadores, ou especialização com plantas usando uma proporção relativamente pequena da fauna disponível de visitantes como polinizadores. A distribuição espacial de espécies vegetais tem sido considerada um importante componente na determinação de interações planta-animal, sendo esperado que muitos padrões observados nestes sistemas resultem de variações na distribuição de recursos vegetais. A disponibilidade de recursos florais apresenta variações espaço-temporais que podem influenciar a eficiência dos polinizadores do ponto de vista quantitativo...

Interações planta-herbívoro-parasitóides de ovos mediadas por voláteis de milho (Zea mays L.) e odores da Spodoptera frugiperda (J.E. Smith); Interactions plant-herbivore-egg parasitoids mediated by maize volatiles (Zea mays L.) and odors from Spodoptera frugiperda (J.E. Smith)

Peñaflor, Maria Fernanda Gomes Villalba
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.13%
O ataque de insetos herbívoros induz a emissão de voláteis pelas plantas que constituem sinais químicos importantes para os inimigos naturais em busca do hospedeiro/presa. Essas interações tritróficas mediadas pelos voláteis das plantas têm sido bem estudadas em sistemas que envolvem parasitóides larvais. Por outro lado, pouco se sabe a respeito do papel desses odores na localização hospedeira dos parasitóides de ovos. Dessa maneira, o presente estudo teve como objetivos: (i) avaliar o parasitismo, a preferência e o arrestamento de ovos de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) de diferentes idades para o parasitóide Telenomus remus Nixon (Hymenoptera: Scelionidae); (ii) verificar se ocorre a indução de voláteis induzidos pela oviposição de S. frugiperda na planta de milho atraentes ao parasitóide T. remus; (iii) avaliar o papel dos voláteis induzidos pela herbivoria de S. frugiperda no comportamento do parasitóide especialista T. remus e generalista Trichogramma pretiosum Riley (Hymenoptera: Trichogrammatidae); e (iv) verificar se a oviposição de S. frugiperda altera as defesas diretas e indiretas induzidas pela herbivoria no milho. Os resultados desse trabalho mostraram que T. remus teve preferência em parasitar ovos de 1 e 2 dias de idade em relação aos 3 dias. Entretanto...

Expressão gênica e voláteis induzidos pela herbivoria de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera:Noctuidae) em milho, Zea mays L. (Poaceae); Gene expression and volatile compounds induced by herbivory of Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) in corn, Zea mays L. (Poaceae)

Moreira, Laura Silveira Drummond
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
Em resposta aos danos ocasionados por insetos, as plantas emitem voláteis que atraem os inimigos naturais desses herbívoros. Embora essa relação tritrófica venha sendo intensamente estudada, muitos mecanismos envolvidos nesta interação ainda permanecem inexplorados. Dentre os compostos voláteis induzidos por herbivoria e emitidos pelas plantas, os terpenos são os mais expressivos e abundantes. Em resposta ao dano ocasionado por um inseto, cascatas bioquímicas são iniciadas na planta, as quais podem alterar a expressão de genes envolvidos na resposta a tal dano. Este trabalho analisou as mudanças na expressão gênica e produção de compostos voláteis em plantas de milho, Zea mays (Poaceae)promovidas por lagartas Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) ao longo do tempo. Utilizando a técnica de PCR em tempo real (qRTPCR) foram verificadas respostas no nível da expressão gênica das plantas submetidas à indução por herbivoria. Foram analisados os genes de uma lipoxigenase e de três terpeno sintases, enzimas envolvidas na produção de compostos voláteis que atraem parasitóides de S. frugiperda. As plantas submetidas à herbivoria apresentaram níveis de expressão gênica e emissão de voláteis maiores do que as plantas sadias. Os resultados fornecem bases para o entendimento dos mecanismos endógenos responsáveis pela liberação de voláteis nas plantas visando o estabelecimento de novos fundamentos para o controle biológico de pragas.; In response to insect damage...

Caracterização estrutural da interação de serino proteinases de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) e inibidores de proteinases de plantas; Structural characterisation of Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) serine proteinase interactions with plant proteinase inhibitors.

Arruda, Ligia Hansen
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.02%
As plantas desenvolveram diferentes mecanismos para reduzir o ataque de insetos, incluindo compostos protéicos de defesa, como os inibidores de proteinases (IPs). Os insetos, ao longo da evolução, desenvolveram estratégias para superar as barreiras defensivas das plantas, permitindo a sua alimentação e desenvolvimento, como a super expressão de genes de enzimas digestivas sensíveis e insensíveis aos IPs de plantas. Uma das abordagens desse trabalho foi identificar novas serinoproteinases no intestino de lagartas de Spodoptera frugiperda. Duas novas quimotripsinas e trê novas tripsinas foram identificadas e juntamente com mais 10 genes já conhecidos que codificam estas enzimas foram submetidos à análise de expressão gênica por PCR em tempo real. Entre essas duas famílias de serinoproteinases (SPs) os genes que codificam as quimotripsinas apresentam uma regulação positiva mais ampla do que aqueles que codificam as tripsinas. Estudos de modelagem molecular das quimotripsinas também foram realizados. Foram construídos modelos tridimensionais à partir de modelagem por homologia além de análises de dinâmica molecular e docagem com oito diferentes IPs do tipo Bowman- Birk. Os resultados mostram quais quimotripsinas apresentam as maiores afinidades aos inibidores testados de maneira geral e individual...

Análise da interação ecoquímica entre a lagarta-do-girassol Chlosyne lacinia (Lepidoptera: Nymphalidae) e as Asteraceae Tithonia diversifolia e Vernonia polyanthes utilizando cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas; Analysis of the ecochemical interaction between the sunflower caterpillar Chlosyne lacinia (Lepidoptera: Nymphalidae) and the Asteraceae Tithonia diversifolia and Vernonia polyanthes using liquid chromatography coupled to mass spectrometry

Martucci, Maria Elvira Poleti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
A lagarta da borboleta Chlosyne lacinia utiliza como plantas hospedeiras quase exclusivamente espécies da família Asteraceae, tais como Vernonia sp e Tithonia diversifolia. V. polyanthes e T. diversifolia apresentam lactonas sesquiterpênicas (LST) em sua constituição química foliar, as quais, entre outras atividades biológicas, podem ser deterrentes e tóxicas para lepidópteras. Os objetivos deste trabalho foram investigar se os metabólitos secundários das Asteraceae V. polyanthes e T. diversifolia são metabolizados, excretados intactos e/ou sequestrados durante a fase larval de C. lacinia, e se são conservados pelo adulto, elucidando, assim, parte da interação ecoquímica da lagarta-do-girassol com Asteraceae. Os extratos das folhas de V. polyanthes e T. diversifolia permitiram a identificação de 22 substâncias entre ácidos clorogênicos, flavonoides e LST. As folhas de V. polyanthes apresentaram 12 destas substâncias, sendo estas, ácidos clorogênicos, flavonoides glicuronizados e LST do subtipo hirsutinolido. Já as folhas de T. diversifolia apresentaram 13 das 22 substâncias, tais como ácidos clorogênicos e LST dos subtipos furanoeliangolido e heliangolido. As lagartas de C. lacinia cultivadas em T. diversifolia se desenvolveram até o quarto estágio completando a metamorfose para a fase adulta...

Campoletis flavicincta (Hym., Ichneumonidae) : ocorrência, criação e interação com Spodoptera frugiperda (Lep., Noctuidae) e Bacillus thuringiensis aizawai

Dequech, Sonia Thereza Bastos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.39%
Spodoptera frugiperda é um inseto-praga responsável por altos níveis de desfolhamento em gramíneas cultivadas, sendo que, dentre os métodos de controle, o biológico pode vir a tornar-se uma alternativa. Foi feita uma revisão de literatura sobre parasitóides de S. frugiperda. A ocorrência de parasitóides desse inseto, em áreas de cultivo de milho da EEA/IRGA, foi avaliada em Cachoeirinha, RS. Verificou-se a presença de Chelonus sp., Cotesia sp. e Exaticolus sp. (Hym., Braconidae), Campoletis flavicincta e Ophion sp. (Hym., Ichneumonidae) e de Archytas incertus e Lespesia archippivora (Dip., Tachinidae), com predomínio de C. flavicincta. Em função da dificuldade de obtenção de fêmeas deste inseto em laboratório, foram avaliadas diferentes condições de criação. Desta forma, registrou-se uma razão sexual de 0,41 quando foram expostas lagartas de segundo ínstar de S. frugiperda, as fêmeas do parasitóide apresentavam idade entre 3 e 6 dias e os casais foram formados no momento da exposição. Por fim, aspectos referentes à interação entre C. flavicincta/S. frugiperda/B. thuringiensis aizawai, em laboratório, foram avaliados A partir de análise do consumo alimentar de folhas de milho, observou-se que lagartas parasitadas e infectadas apresentaram um menor consumo...

Cigarrinha-das-raízes em cana-de-açúcar: resistência genotípica e interação planta-praga

Guimarães, Eduardo Rossini
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iii, 53 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; A cigarrinha-das-raízes Mahanarva fimbriolata (Stål, 1854) (Hemiptera: Cercopidae) tem causado prejuízos significativos aos canaviais da região Centro- Sul do Brasil. No entanto a interação desta praga com a cana-de-açúcar é pouco caracterizada e existem poucas pesquisas sobre resistência varietal. Neste trabalho comparamos a reação de genótipos de cana-de-açúcar à infestação dessa praga e estudamos a interação através de análises de crescimento de plantas, acúmulo de biomoléculas relacionadas a estresses e biologia do inseto. Os resultados obtidos representam evidência de resistência do tipo antibiose a cigarrinha na variedade SP83-5073, tendo sido identificado um fragmento de DNA possivelmente relacionado com a resistência. Os genótipos SP80-1816 e RB72454 mostraram-se mais suscetíveis à praga. Também verificamos que existem mecanismos distintos para a percepção do estresse hídrico e do estresse promovido pela praga, indicando que os teores de prolina livre não podem ser utilizados para quantificar o estresse promovido por M. fimbriolata em cana-deaçúcar. A cultivar RB72454 é mais tolerante ao déficit hídrico do que a cultivar SP80-1816. O aumento na concentração de compostos fenólicos nos genótipos suscetíveis SP80-1816 e RB 72454 indicam que o acúmulo pode ser decorrente da morte e apodrecimento das raízes. Não foi observada variação nos níveis de fenóis totais na variedade SP 85-5073 submetida à infestação de M. fimbriolata. A mortalidade da cigarrinha-das-raízes e a duração da fase de ninfas foram significativamente maiores nesse genótipo...

Seleção de planta hospedeira por Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1775) (Lepidoptera, Nymphalidae, Heliconiini), no SE do Brasil : uso, preferencia e desempenho larval

Renato Rogner Ramos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.08%
Uma comunidade de Heliconiini foi estudada no Parque Ecológico do Morro do Voturuá, no município de São Vicente, SP. Cinco espécies de plantas potencialmente hospedeiras (passifloras) estão disponíveis para a borboleta He/iconius erato phyllis. A relação Heliconiini-Passiflora, sobretudo defesas químicas, somadas a fatores ecológicos, genéticos, comportamentais, sazonais e fenológicos parecem governar a preferência desta borboleta sobre suas hospedeiras. Observações de campo e testes em condições seminaturais compararam os padrões de uso (no campo) e preferência (em insetário) das fêmeas, podendo envolver. atração química. O desempenho larval sobre as passifloras, enfocou possíveis influências destas plantas sobre o desenvolvimento da larva. O uso das hospedeiras no campo parece estar correlacionado com suas respectivas disponibilidades de acordo com a estação do ano. Nos testes em cativeiro, ocorre uma tendência de generalização na escolha das plantas à medida que se aproxima a primavera e uma rápida recuperação da preferência por Passiflora capsularis durante os meses de verão e outono. Os testes de desempenho larval apontaram uma coerência entre a planta mais usada com um bom desempenho larval. Passiflora capsularis e P. edulis dividem os resultados de melhor desempenho apesar da segunda ser escassa no campo e pouco utilizada. Passiflora jileki...

Interações em tres niveis troficos envolvendo galhas de Neolasioptera cupheaeGagne (Diptera, Cecidomyiidae) e seus parasitoides em Cuphea carthagenensis (Jacq.) Macbride (Lythraceae)

Fernando Fortunato Faria Ferraz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.38%
Neolasioptera clipheae Gagné, (Diptera, Cecidomyiidae) induz na planta herbcicea lllphea carthagenensis (Jacq.) Macbride (Lythraceae) um tipo de galha de caule revestida por uma densa cobertura de tricomas glandulares que secretam uma resina muito viscosa e adesiva. Neste estudo foram descritos aspectos da biologia do galhador, sua flutuação populacional e a interação entre a planta hospedeira, o galhador e seus parasitóides. Este estudo foi dividido em duas partes: a primeira descreve a morfologia da galha, aspectos da biologia do galhador e sua flutuação populacional. Para isto foi acompanhada a ocorrência das galhas em manchas da planta hospedeira ao longo de duas estradas na Reserva Biológica de Poço das Antas, RJ. Em uma das manchas a flutuação populacional do galhador foi acompanhada entre 1995 e 1996. Na segunda parte do trabalho trata-se de estudos da interação do galhador N. clIpheae com parasitóides e em especial, do papel dos tricomas glandulares da galha em relação ao parasitismo. Para tal foram feitos experimentos de remoção dos tricomas das galhas em dois sítios no campo, e comparado o número de galhas parasitadas nestes grupos em relação a grupos controle (galhas com tricomas) nos mesmos sítios. Como complemento a esses experimentos foram coletadas galhas para medidas do comprimento dos tricomas...

Ecologia comportamental e de interações com plantas hospedeiras em Phyllophaga cuyabana (Moser) (Coleoptera:Melolonthidae, Melolonthinae) e implicações para o seu manejo em cultura de soja

Lenita Jacob Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/1997 PT
Relevância na Pesquisa
36.38%
A soja (Glycine max (L.) Merrill) é uma espécie cultivada introduzida que vem se expandindo, no Brasil, há cerca de quatro décadas e que ainda apresenta alguns nichos alimentares desocupados ou ineficientemente explorados por artrópodos e outros colonizadores fitófagos. Na última década, no Brasil, alguns insetos de hábito subterrâneo foram considerados pragas dessa cultura, provavelmente devido a mudanças no sistema de cultivo e à expansão da cultura para novas áreas. esta é a situação de Phyllophaga cuyabana (Moser), espécie nativa do Brasil, tem se caracterizado como praga da soja na região Centro Oeste do Estado do Paraná, onde suas larvas consomem as raízes dessa leguminosa. O objetivo deste trabalho é aumentar os conhecimentos sobre a biologia e a ecologia desse inseto, considerando aspectos como comportamento, distribuição estacional das fases de desenvolvimento do inseto e aspectos de sua interação com a planta hospedeira, visando fornecer subsídios para a elaboração de uma estratégia para seu controle em lavouras de soja. Foram comparadas respostas populacionais das fases imaturas e comportamentais do adulto, em diferentes sistemas de manejo do solo e da cultura da soja. O ciclo de vida de P. cuyabana está em sincronia com a cultura da soja e com a época de sua semeadura na região e o padrão de flutuação populacional...

Interações em tres niveis troficos envolvendo galhas de Neolasioptera cupheae Cagne (Ditera, Cecidomyiidae) e seus parasitoides em Cuphea carthagenensis (Jacq.) Macbride (Lythraceae)

Fernando Fortunato Faria Ferraz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.43%
Neolasioptera cupheae Gagné, (Diptera, Cecidomyiidae) induz na planta herbácea Cuphea carthagenensis (Jacq.) Macbride (Lythraceae) um tipo de galha de caule revestida por uma densa cobertura de tricomas glandulares que secretam uma resina muito viscosa e adesiva. Neste estudo foram descritos aspectos da biologia do galhador, sua flutuação populacional e a interação entre a planta hospedeira, o galhador e seus parasitóides. Este estudo foi dividido em duas partes: a primeira descreve a morfologia da galha, aspectos da biologia do galhador e sua flutuação populacional Para isto foi acompanhada a ocorrência das galhas em manchas da planta hospedeira ao longo de duas estradas na Reserva Biológica de Poço das Antas, RJ. Em uma das manchas a flutuação populacional do galhador foi acompanhada entre 1995 e 1996. Na segunda parte do trabalho trata-se de estudos da interação do galhador N. cupheae com parasitóides e em especial, do papel dos tricomas glandulares da galha em relação ao parasitismo. Para tal foram feitos experimentos de remoção dos tricomas das galhas em dois sítios no campo, e comparado o número de galhas parasitadas nestes grupos em relação a grupos controle (galhas com tricomas) nos mesmos sítios. Como complemento a esses experimentos foram coletadas galhas para medidas do comprimento dos tricomas...

Estudo comparativo do efeito do inibidor de Adenanthera pavonina (ApTI) sobre o desenvolvimento da broca-da-cana (Diatraea saccharalis) e da lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) : aspectos biológicos, bioquímicos e de proteoma; Comparative study of the effect of the inhibitor Adenanthera pavonina (ApTI) on the development of the sugarcane borer (Diatraea saccharalis) and fall armyworm (Spodoptera frugiperda) : biological aspects, biochemical and proteome

Desireé Soares da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.07%
Inibidores de peptidases (IPs) são proteínas vegetais envolvidas nos mecanismos de defesa contra herbívoros e patógenos. São considerados agentes antimetabólicos, uma vez que sua presença na dieta de insetos compromete seu desenvolvimento normal. Este efeito se dá através da formação de complexos entre os IPs e as enzimas digestivas, comprometendo assim o processo digestivo dos insetos. Neste trabalho, investigamos efeitos do inibidor de tripsina de sementes de Adenanthera pavonina (ApTI) sobre o desenvolvimento de dois insetos-praga, a broca-da-cana (Diatraea saccharalis) e a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda). Bioensaios, estudos bioquímicos e de proteômica, foram realizados a fim de determinar o efeito de ApTI sobre o desenvolvimento destes insetos. A exposição aguda de larvas de D. saccharalis ao ApTI diminuiu a atividade das tripsinas e quimotripsinas em 87% e 63%, respectivamente. ApTI afetou o desenvolvimento deste inseto como observado através da diminuição na viabilidade larval (55%) e pupal (20,6%). Larvas oriundas da geração F1 apresentaram efeitos similares aos observados na geração F0, como redução no peso (23%) e na taxa de sobrevivência (33%). Análises bioquímicas revelaram que o inibidor foi refratário à digestão pelas peptidases de D. saccharalis e que o perfil de enzimas digestivas permaneceu sensível à inibição por quantidades crescentes de ApTI. Entretanto...

Fauna de Hymenoptera em Ficus spp. (Moraceae) na Amazônia Central, Brasil

Nazareno,Alison G.; Silva,Ranyse B. Querino da; Pereira,Rodrigo A. S.
Fonte: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul Publicador: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
A interação Ficus (Moraceae) - vespas de figo é considerada um dos exemplos mais extremos de mutualismo entre planta e inseto. Neste trabalho, descreve-se a fauna de vespas de figo associada a cinco espécies de Ficus na Amazônia Central, considerando alguns aspectos do modo de polinização nas espécies Ficus (Urostigma) cremersii, Ficus (Urostigma) greiffiana, Ficus (Urostigma) mathewsii, Ficus (Urostigma) pertusa e Ficus (Pharmacosycea) maxima. O estudo foi desenvolvido durante o período de abril a julho de 2004 em Manaus e Presidente Figueiredo, Estado do Amazonas. O número de espécies de vespas de figo por hospedeiro variou de uma a 13. Vespas do gênero Pegoscapus Cameron, 1906, polinizadoras de Ficus (Urostigma) spp., apresentam pentes coxais e bolsos torácicos adaptados à coleta e ao transporte de pólen, indicando modo ativo de polinização. No subgênero Pharmacosycea, a polinizadora do gênero Tetrapus Mayr, 1885, não apresenta estrutura morfológica adaptada ao transporte de pólen, condizente com o modo passivo de polinização. Além das vespas de figo, F. (Pharmacosyceae) maxima e F. (Urostigma) pertusa apresentaram associação com ácaros, formigas (Solenopsis sp., Formicidae), besouros (Staphylinidae) e larvas de Diptera e Lepidoptera.

Estudo fitoquímico de Citrus: resistência a Xylella fastidiosa e interação com Oncometopia facialis.

ABDELNUR, P. V.
Fonte: 2006. Publicador: 2006.
Tipo: Teses/dissertações (ALICE) Formato: il., color.; 275 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.27%
Neste trabalho estão descritas dezesseis substâncias isoladas de C. limonia: xantiletina, seselina, xantoxiletina, trans-kelactona, trans-decursidinol, junosmarina escopoletina, isoescopoletina, demetilsuberosina, xantoarnol, clausarina, limonianina, 5,4?-diidróxi-6-(3??-metil-2??-butenil)-2?,2?-dimetilpirano(5??,6??-7,8) flavanona, β-sitosterol, estigmasterol e campesterol; sendo uma destacada, a 5,4?- diidróxi-6-(3??-metil-2??-butenil)-2?,2?-dimetilpirano(5??,6??-7,8) flavanona, por ser inédita na literatura; e duas, a trans-kelactona e trans-decursidinol, não isoladas anteriormente em plantas da família Rutaceae, apenas na família Apiaceae. Uma comparação entre os constituintes químicos isolados da parte superior e inferior da planta enxertada C. sinensis sobre C. limonia e do C. limonia não enxertado foi realizada, indicando que a planta enxertada possui um processo de translocação metabólita. São relatadas as Concentrações Mínimas Inibitórias de diversas substâncias, todas isoladas de plantas da família Rutaceae, contra a bactéria causal da Clorose Variegada dos Citros, Xylella fastidiosa. As classes promissoras foram as piranocumarinas e flavanonas, sendo a Xantiletina e a Catequina, com MIC igual a 1...

Insects associated with syconia of Ficus citrifolia (Moraceae) in central Brazil

Costa, Priscila Canesqui da; Graciolli, Gustavo
Fonte: Revista Brasileira de Entomologia Publicador: Revista Brasileira de Entomologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Insetos associados aos sicônios de Ficus citrifolia no Brasil Central. Figueiras apresentam uma diversificada interação com diferentes grupos de organismos. Sua inflorescência, ou sicônio, possui características que formam um microambiente onde ocorrem as interações entre figueiras e invertebrados. Este trabalho teve como objetivo identificar a fauna de insetos associados à sicônios de Ficus citrifolia, além de descrever quantitativamente o padrão de distribuição dos insetos nos sicônios, em área urbana no Centro-Oeste brasileiro. Os sicônios estavam infestados por 12 espécies de insetos. Nossos resultados mostraram que insetos encontrados em Ficus citrifolia apresentaram um padrão de ocorrência que depende da composição de espécies dentro de cada sicônio.; ABSTRACT - Insects associated with syconia of Ficus citrifolia in central Brazil. Fig trees present a diverse interaction with different groups of organisms. The inflorescence, or syconium, has characteristics that form a microenvironment in which interactions occur between fig trees and invertebrates. This study aimed to identify the insect fauna associated with the figs of Ficus citrifolia and to quantitatively describe the distribution pattern of the insects in the syconium...

Ecologia da interação entre formigas, herbívoros e Ouratea spectabilis Engl. (Ochnaceae): condicionalidade nos resultados das associações dependente de variação geográfica e temporal – uma discussão à luz da teoria dos mosaicos geográficos da coevolução de Thompson

Byk, Jonas
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.5%
A herbivoria é um importante fator de estruturação e diversidade das comunidades naturais, e varia em função de sazonalidade, variação espacial e pelas interações plantaherbívoros- predadores. Como resposta à herbivoria, as plantas apresentam diferentes estratégias de defesa, principalmente químicas, físicas, fenológicas ou bióticas. As associações com formigas, atraídas por nectários extraflorais (NEFs), são provavelmente as principais defesas bióticas dos vegetais. A presente tese como objetivo avaliar a variação ao longo do tempo dos benefícios conferidos pelas formigas visitantes de NEFs de Ouratea spectabilis (Ochnaceae) no ambiente Cerrado, contra a ação de herbívoros. A hipótese que todas as espécies de formigas protegem a planta ao receber néctar extrafloral. Para tal, avaliou-se o quanto as formigas ganham ao visitar nectários extraflorais. Montamos três experimentos, isoladamente: no primeiro, manipulamos em laboratório, formigueiros e plantas com e sem NEFS para mensuramos o ganho das formigas em receber o néctar extrafloral foi testada como alimento complementar; no segundo avaliamos em campo o desempenho de uma espécie de formiga (Cephalotes pusilus) para saber se todas as espécies realmente conferem proteção as plantas portadoras de NEFs e em um ultimo experimento...

Estudo em um fitofago especialista, Tomoplagia reticulata (Diptera:Tephritidae), e sua planta hospedeira, Eremanthus glomerulatus (Asteraceae); A study in an specialist phytophagous, Tomoplagia reticulata (Diptera:Tephritidae), and its host plant, Eremanthus glomerulatus (Asteraceae)

Aluana Gonçalves de Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.28%
Tomoplagia reticulata (Diptera: Tephritidae) é um fitófago especialista em Eremanthus glomerulatus (Asteraceae). Os adultos ovipõem nas inflorescências da planta hospedeira, onde as larvas se desenvolvem. O histórico de coletas de T. reticulata mostra uma grande variação na quantidade de insetos infestando cada indivíduo de E. glomerulatus. A fim de verificar se a variação no número de herbívoros nas populações do hospedeiro é associada a alguma característica química e/ou genética deste, comparamos as variabilidades genética e química entre indivíduos de E. glomerulatus com diferentes níveis de infestação por T. reticulata (cap. 1). Eremanthus glomerulatus tem baixa variabilidade genética, provavelmente associada à distribuição restrita desta espécie. Apesar da distribuição fragmentada, há pouca estruturação entre as populações desta planta, explicada pelo maior fluxo gênico entre ambientes fragmentados em espécies anemocóricas. As características genéticas e químicas de E. glomerulatus não explicam a variação no nível de herbivoria das populações do hospedeiro. No capítulo 2, testamos a hipótese de que fitófagos especialistas apresentam maior diferenciação genética e menor diversidade do que generalistas...

Infestação de ninfas de cigarrinhas - das - raízes altera a quantidade de compostos fenólicos em cana - de - açucar; Infestation of froghopper nymphs changes the amounts of total phenolics in sugarcane

Silva, Rafael José Navas da; Guimarães, Eduardo Rossini; Garcia, José Francisco; Botelho, Paulo Sérgio Machado; Ferro, Maria Inês Tiraboschi; Mutton, Miguel Angelo; Mutton, Márcia Justino Rossini
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2005 ENG
Relevância na Pesquisa
46.17%
The increased rate of sugarcane harvest without previous burn has provided a very favorable environment to the froghopper Mahanarva fimbriolata (Stal, 1854), with high moisture and low temperature variation. Few works have studied the response of sugarcane to this pest, so little is known about resistant cultivars. Plant phenolics are widely studied compounds because of their known antiherbivore effect. This research aims to determine if the attack of M. fimbriolata nymphs stimulates the accumulation of total phenolics in sugarcane. The experiment was carried out in greenhouse and arranged in completely randomized design, in a 3 X 2 X 4 factorial with three replications. Second instar nymphs of M. fimbriolata were infested at the following rates: control, 2-4 and 4-8 nymphs per pot (first-second infestations, respectively). Pots were covered with nylon net and monitored daily to isolate the effect of leaf sucking adults. Leaf and root samples were collected and kept frozen in liquid nitrogen until analyses. Infested plants showed higher levels of phenolics in both root and leaf tissues. In roots, the cultivar SP80-1816 accumulated more phenolic compounds in response to the infestation of M. fimbriolata. On the other hand, higher levels were found in leaves and roots of control plants of SP86-42...