Página 1 dos resultados de 456 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Intemperismo das rochas mineralizadas em cobre do salobo 3a, Serra dos Carajás; mecanismos de alteração dos minerais primários e localização do cobre nos produtos secundários; Not available.

Toledo, Maria Cristina Motta de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.36%
O depósito de cobre do Salobo 3 'alfa', Serra dos Carajás, é constituído por uma seqüência de rochas metassedimentares (Seqüência Salobo), mineralizadas por sulfetos de cobre que ocorrem disseminados ou em níveis milimétricosa centimétricos, concordantes com as estruturas das rochas. Este depósito é recoberto por um manto de alteração de espessura média de cerca de 60 m, produto do intemperismo sob condições climáticas equatoriais, e que conserva aproximadamente os teores médios do minério primário (1,05% CuO para o minério sulfetado 0,96% CuO para o minério alterado, segundo dados da DOCEGEO - Farias e Saueressig, 1982). O cobre contido no perfil de alteração não é devido a mineraisde cobre originados no decorrer do intemperismo, como sulfatos, silicatos e óxidos, que são inexistentes. Por outro lado, os carbonatos de cobre (malaquita) ocorrem apenas localmente, em quantidades reduzidas, principalmente próximo à base do perfil, isto é, no contato entre rocha sã e zona alterada. Sua ocorrência não justifica os teores de cobre encontrados no material alterado. Esta pesquisa permitiu concluir que o cobre, a partir da sua liberação dos sulfetos primários, é fixado em diversas fases secundárias. Estas fases são formadas por neoformação ou por transformação...

Mineralogia, intemperismo e comportamento geotécnico de solos saprolíticos de rochas vulcânicas da formação Serra Geral

Rigo, Marcelo Luvison
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.56%
Os solos residuais tropicais são formados principalmente através do intemperismo químico das rochas. As características destes solos também podem ser influenciadas por processos pedogenéticos. Solos residuais fortemente intemperizados, que apresentam influência pedogenética significativa, são denominados solos lateríticos ou solos com comportamento laterítico. Por outro lado, os solos residuais menos intemperizados, onde a estrutura e a fábrica da rocha de origem ainda podem ser identificadas, são denominados solos saprolíticos. Esta tese compreende um estudo abrangente e aprofundado sobre a mineralogia, o intemperismo e o comportamento mecânico de solos saprolíticos de rochas básicas e ácidas da Formação Serra Geral no estado do Rio Grande do Sul. O estudo foi realizado através de análises petrográficas das rochas e solos saprolíticos correspondentes, análises de fluorescência e difração de raios-X, caracterização geotécnica, ensaios edométricos, ensaios de cisalhamento direto convencionais e especiais, ensaios ring shear, ensaios triaxiais isotrópicos, CID e K0, e microscopia eletrônica. Os resultados obtidos mostram que os solos estudados podem ser definidos como solos estruturados. Sua estrutura é formada durante o processo de intemperismo químico...

Avaliação do intemperismo químico e influências antropogênicas na bacia do Alto Sorocaba (SP)

Sardinha, Diego de Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 103 f. : il., tabs., gráfs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Pós-graduação em Geologia Regional - IGCE; Este trabalho visou efetuar um estudo sobre o intemperismo químico na bacia do Alto Sorocaba (SP). A taxa de intemperismo das rochas é um parâmetro importante na caracterização geomorfológica dos continentes, sendo empregadas várias ferramentas na sua avaliação. Para tanto, neste trabalho foram utilizados a concentração de urânio, a razão de atividade 234U/238U e os principais cátions em amostras de água, solo e rochas da bacia. A bacia do Alto Sorocaba apresenta vários problemas ambientais que interferem na qualidade das águas pluviais e fluviais, neste sentido, o balanço geoquímico efetuado utilizando os principais cátions apresentou alguns inconvenientes. No entanto, a taxa de intemperismo utilizando o modelo isotópico do urânio correspondeu a 13,9 μm/ano, a qual indica que são necessários 72.000 anos para alterar 1m de rocha. Quanto aos problemas ambientais identificados na bacia do Alto Sorocaba por atividades antrópicas, as causas principais foram a sua má utilização e falta de planejamento. Sob esse aspecto, medidas de curto, médio e longo prazo devem ser tomadas, visando à utilização racional dos recursos naturais da bacia.; The purpose of this research was to evaluate the chemical weathering in the Alto Sorocaba basin (SP). The weathering rate in rocks is an important parameter on the geomorphological characterization of the continents and therefore...

Avaliação da taxa de remoção de material dissolvido devido ao intemperismo químico da formação Serra Geral na bacia do Ribeirão Preto

Santos, Carolina Mathias dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 64 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.62%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Geologia Regional - IGCE; Este trabalho visou avaliar a taxa de remoção de material dissolvido devido ao intemperismo químico da rochas da Formação Serra Geral na bacia do Ribeirão Preto (SP). A taxa de intemperismo em rochas é um parâmetro de extrema importância na caracterização geomorfológica dos continentes, de maneira que todas as ferramentas disponíveis devem ser empregadas na sua avaliação, inserindo-se nesse contexto o método utilizado neste trabalho. Para tanto, foi avaliada a concentração dos principais cátions e ânions nas águas pluviais e fluviais desta bacia. A bacia do Ribeirão Preto apresenta sérios problemas ambientais na qualidade das águas pluviais e fluviais, que provavelmente estão interferindo no estudo do intemperismo das rochas nesta bacia. A taxa de intemperismo utilizando o Ca como traçador natural indicou um valor de 24,48 ton/km2/ano para as rochas da Formação Serra Geral encontradas na bacia do Ribeirão Preto. Assim, com este resultado, é possível indicar a seguinte seqüência de intemperismo para as rochas da Bacia Sedimentar do Paraná: rochas ígneas básicas>arenitos>argilitos/siltitos.; The purpose of this research was to evaluate the chemical weathering of the rocks from Serra Geral Formation at Ribeirão Preto basin (SP). The weathering rate in rocks is a parameter of extreme importance in the geomorphological characterization of the continents...

Avaliação da taxa de intemperismo químico na bacia do Rio Jaú (SP)

Sardinha, Diego de Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 109 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.67%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Geologia Regional - IGCE; A determinação das taxas de intemperismo é importante em geoquímica de superfície, pois, fornece conhecimentos úteis para um melhor entendimento das condições de uso e evolução dos solos, entre outros aspectos. Neste trabalho foram utilizados o sódio (Na+), potássio (K+), cálcio (Ca2+), magnésio (Mg2+) e sílica (SiO2) para avaliar a taxa de intemperismo químico das rochas sedimentares e ígneas das Formações Itaqueri e Serra Geral na bacia do Rio Jaú, Estado de São Paulo. As análises químicas e mineralógicas demonstram que ocorrem alterações químicas moderadas nos minerais primários (feldspato potássico, anortoclásio, augita, albita e anortita), com a geração de minerais secundários (caulinita, haloisita, saponita e esmectita). Sódio, potássio, cálcio, magnésio e sílica são os primeiros elementos a serem mobilizados devido ao estágio de intemperismo e alteração dos minerais primários. A solubilidade do quartzo é menor do que a de outros minerais, acarretando na geração de argilo minerais e nos processos de monossialitização, bissilialitização e quartzo residual nos solos da bacia. Ao se utilizar os principais cátions...

Poliuretana derivada de óleos vegetais exposta ao intemperismo artificial

Almeida,Alessandra E. F. S.; Ferreira,Osny P.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Foram obtidas as propriedades mecânicas e viscoelásticas da poliuretana derivada do óleo de mamona após sua exposição ao intemperismo artificial, a fim de avaliar a aplicabilidade deste material como revestimento polimérico para substratos de concreto na Construção Civil. Os procedimentos experimentais foram realizados em conformidade com a ASTM G 53 for "Operating Light and Water Exposure Apparatus (Fluorescent UV - Condensation Type) for Exposure of Nonmetallic Materials"[1]. O ensaio para a caracterização mecânica dos corpos-de-prova após exposição ao intemperismo artificial foi realizado conforme a norma ASTM D 638M-96 "Standard Test Method for Tensile Properties of Plastics (Metric)"[2]. Foi empregado o método de análise dinâmico-mecânica para a obtenção das propriedades viscoelásticas da poliuretana vegetal. Os resultados mostraram que a exposição ao intemperismo artificial não ocasionou mudanças significativas nas propriedades do revestimento polimérico para o tempo de exposição estudado.

Nanocompósitos de blendas HDPE/LLDPE e OMMT - parte I: avaliação das propriedades termo-mecânicas e da resistência ao intemperismo

Passador,Fabio R.; Backes,Eduardo H.; Travain,Daniel R.; Ruvolo Filho,Adhemar; Pessan,Luiz A.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.19%
Nanocompósitos de blendas de polietileno de alta densidade (HDPE) com polietileno linear de baixa densidade (LLDPE) e OMMT (montmorilonita organofílica) foram preparados sob fusão em extrusora de dupla-rosca, utilizando HDPE-g-MA como agente compatibilizante. A caracterização estrutural foi realizada por análises de difração de raios X em alto ângulo (WAXD), microscopia eletrônica de transmissão (MET). Os resultados indicam que a adição do agente compatibilizante favoreceu a formação da microestrutura predominantemente intercalada. Estudos dinâmico-mecânicos mostraram que a adição do agente compatibilizante aumentou as interações entre a carga e a matriz poliolefínica. As diferentes condições de intemperismo as quais os materiais foram submetidos influenciaram no comportamento mecânico dos nanocompósitos de blenda HDPE/LLDPE. Os tratamentos realizados em estufa com circulação forçada de ar e em água proporcionaram o alívio de tensões residuais presentes no sistema, enquanto que o tratamento realizado em câmara de envelhecimento acelerado levou à formação de grupos carbonílicos, de pequena massa molar, que diminuíram o grau de cristalinidade e o módulo elástico dos nanocompósitos.

Desempenho de madeira de grevílea revestida com verniz, tinta e stain exposta a intemperismo natural.

MAGALHÃES, W. L. E.; GUIOTOKU, M.; MARTINS, E. G.; SILVA, L. B. da.
Fonte: In: ENCONTRO BRASILEIRO EM MADEIRAS E EM ESTRUTURAS DE MADEIRA, 10., 2006, São Pedro. Anais. São Carlos: Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira, 2006. Publicador: In: ENCONTRO BRASILEIRO EM MADEIRAS E EM ESTRUTURAS DE MADEIRA, 10., 2006, São Pedro. Anais. São Carlos: Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira, 2006.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.36%
Amostras de madeira de grevílea foram revestidas com verniz, tinta e stain adquiridos no mercado nacional e expostas a intemperismo natural durante 45 dias. Após esse período, o desempenho do revestimento foi avaliado quanto ao aparecimento de fungos, aspecto visual do recobrimento e à aderência do filme. Nove produtos foram usados para o recobrimento das amostras e um conjunto sem tratamento também foi exposto às mesmas condições. Os filmes de acabamento tiveram uma boa adesão à madeira de grevílea tanto antes como após o intemperismo natural. O desenvolvimento de fungos foi inibido em relação às amostras sem tratamento, mas apenas as amostras revestidas com Tinta a Óleo, Stain cor branca e o Impregnante GT impediram completamente o surgimento de fungos em 100 % das amostras.; 2006; EBRAMEM.

A história do intemperismo na Província Borborema Oriental, Nordeste do Brasil: implicações paleoclimáticas e tectônicas

Lima, Maria da Guia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.91%
Until some years ago, weathering geochronology was primarily based on the K-Ar and 40Ar/39Ar dating of supergene minerals. Recent advances in the analysis of supergene goethite by the (U-Th)/He method expanded the number of suitable minerals for such purpose, as well as the time of application for weathering geochronology. This study represents the first systematic approach in Brazil, combining both the 40Ar/39Ar e (U-Th)/He methodologies to improve the knowledge on the weathering and the age of nonfossiliferous sediments. Supported by geologic and geomorphologic correlations, we identified different types of weathering profiles occurring in the interior and coastal areas of northeastern Brazil. These profiles were correlated to main regional geomorphological domains: the Borborema Plateau , the Sertaneja Depression , and the Coastal Cuestas and Plains, and respective planation surfaces, which study is fundamental to understand the landscape evolution of the northern portion of the eastern Borborema Province. The depth and stratigraphic organization of the weathering profiles in each of the geomorphological domains permitted to establish that: (i) the profiles on the highlands that cap the Borborema Surface are deeper (up to 100 m) and can be considered as typical lateritic profiles; (ii) on the lowlands that form the Sertaneja Surface ...

Anomalias eletromagn?ticas de corpos tubulares inclinados em contato com o manto de intemperismo usando diferentes arranjos de bobinas-modelamento anal?gico

SILVA, Roberto Cesar Alves
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.36%
A principal aplica??o dos m?todos eletromagn?ticos ? a prospec??o de sulfetos maci?os que pela pr?pria natureza geol?gica s?o corpos longos e delgados, encrustados em rocha encaixante resistiva, permitindo a interpreta??o atrav?s de curvas de modelos reduzidos usando semi-planos em meio resistivo (ar-livre). No entanto, com a extens?o do uso dos m?todos eletromagn?ticos em regi?es que tem um manto de intemperismo de parcialmente condutivo a condutivo, como na regi?o Amaz?nica e nas regi?es semi-?ridas ou de climas tropicais , esta t?cnica de interpreta??o tem levado a resultados bem diferentes da situa??o real. O objetivo deste trabalho ? estudar a influ?ncia do manto de intemperismo em contato ?hmico com o corpo-alvo, utilizando os arranjos de bobinas horizontal coplanar (HCP), vertical coplanar (VCP), vertical coaxial (VCA) e m?nimo (PERP), atrav?s do modelagem anal?gico. Para simular o corpo foram utilizadas placas de grafite, cujas dimens?es satisfazem a condi??o de semi-plano. Para simular o manto foi usada uma solu??o de cloreto de am?nia. De forma geral, os resultados obtidos com os diversos arranjos apresentaram as mesmas caracter?sticas, ressalvada as diferen?as peculiares de cada arranjo. De forma resumida tem-se as seguintes altera??es na anomalia atribu?das ? um manto condutivo em contato ?hmico com o corpo-alvo: i) H? rota??o de fase...

Efeitos do manto de intemperismo sobre anomalias ?VLF? dos corpos tabulares inclinados

ROZAL, Edilberto Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
A utiliza??o dos m?todos indutivos de propaga??o E.M. na explora??o mineral em regi?es tropicais, apresenta grandes dificuldades devido a presen?a de uma camada superficial condutiva (manto de intemperismo) comumente encontrada nestas regi?es. Na regi?o Amaz?nica, o manto apresenta-se bastante desenvolvido e condutivo, e em regi?es semi-?ridas, pode-se formar uma fina crosta superficial de sal. Em conseq??ncia disto, a interpreta??o dos dados E.M. obtidos para modelos que n?o consideram uma cobertura condutiva levam a erros consider?veis. Objetivando-se estudar os efeitos do manto sobre anomalias VLF devidas a corpos tabulares inclinados em contato com o manto (manto ohmico), foi realizada uma s?rie de experimentos atrav?s do modelamento anal?gico, considerando-se diferentes par?metros de resposta para o manto e o corpo. O manto de intemperismo foi simulado por solu??es de cloreto de am?nia (NH4Cl) dispostas horizontalmente e o corpo condutor por chapas de grafite colocadas em posi??es inclinadas verticalmente. Utilizou-se quatro corpos condutores e tr?s mantos com diferentes espessuras e condutividades, simulando, desta forma, diversas situa??es geol?gicas. Os resultados s?o dados por simples situa??es dos corpos localizados em um meio n?o condutor (ar)...

Estudo de anomalias eletromagn?ticas de um condutor tabular vertical sob camadas parcialmente condutiva em multifrequ?ncia e multisepara??o atrav?s de modelamento anal?gico

QUEIROZ, Joaquim Carlos Barbosa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.62%
A resposta eletromagn?tica (EM) de um corpo condutivo envolvido por uma zona parcialmente condutiva, torna-se bastante diferente daquela de um corpo condutivo em um meio altamente resistivo. As zonas parcialmente condutivas, como por exemplo, rocha encaixante, halo de sulfetos disseminados ou manto de intemperismo, que envolvem o corpo condutivo, afetam a resposta EM de diferentes maneiras, dependendo de suas caracter?sticas f?sicas e geom?tricas e, em particular, do sistema de prospec??o EM utilizado. Neste trabalho em modelamento anal?gico, foi feita uma an?lise de anomalias EM provocadas por corpos condutivos tabulares verticais sob manto de intemperismo, em levantamentos terrestres para diferentes sistemas de bobinas - horizontal coplanar, vertical coplanar e vertical coaxial - em oito frequ?ncias na faixa de 250 Hz a 35 kHz e separa??es entre as bobinas de 0,15; 0,20 e 0,25m. O manto de intemperismo foi simulado por folhas de a?o finas dispostas horizontalmente e o corpo condutor principal por folhas de alum?nio finas colocadas verticalmente. As dimens?es das folhas foram determinadas de acordo com as condi??es de modelamento para o plano e o semi-plano. Foram utilizados tr?s corpos e tr?s mantos com diferentes espessuras e condutividades...

Estudos dos efeitos do manto de intemperismo sobre anomalias de VLF geradas por corpos inclinados: modelagem num?rica atrav?s de programa eGs

VOGADO, Gilberto Emanoel Reis
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.36%
As refer?ncias apresentadas e utilizadas atrav?s de m?todos indutivos de propaga??o eletromagn?tica E.M., s?o utilizadas na prospec??o de minerais, entre outros, haja vista que em regi?es tropicais existem camadas superficiais condutivas (manto intemperismo) que levam a influenciar, evidentemente, na interpreta??o do resultado real. Em nossa regi?o Amaz?nica, o manto apresenta-se bastante desenvolvido e condutivo. O objetivo deste trabalho ? estudar os efeitos dos mantos sobre anomalias VLF, devidos a corpos tabulares inclinados em contato ou n?o com o manto (manto galv?nico e manto indutivo). Deste modo, foram realizadas umas s?ries de experimentos em modelagens num?ricas atrav?s da eGs, considerando-se diferentes par?metros de resposta para o manto e para o corpo. Os trabalhos de modelagem num?rica, bem como seus resultados foram apresentados por diversas situa??es, como: varia??o da profundidade do topo do condutor, varia??o do mergulho do condutor, varia??o da condut?ncia do manto, entre outros. Para interpreta??o dos resultados, foi gerado um conjunto de curvas considerando-se valores pico-a-pico das anomalias de Tilt Angle e de Elipsidade. Os resultados foram sintetizados em um outro conjunto de curvas reunidas em diagramas de Argand. A medida em que se aumenta a profundidade...

Fosfatos primários e secundários nos perfis de intemperismo sobre os Maciços Alcalino-Carbonatíticos de Juquiá (SP), Anitápolis (SC) e Tapira (MG); not available

Ferrari, Viviane Carillo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.19%
Esta pesquisa explorou a mineralogia, a geoquímica e a cristaloquímica de fosfatos primários e secundários nos perfis lateríticos desenvolvidos nos Complexos Alcalino-carbonatíticos de Juquiá (SP), Tapira (MG) e Anitápolis (SC). Os estudos dão continuidade aos trabalhos já efetuados nas áreas, procurando aplicar técnicas da micromorfologia (MO, MEV, ME, MR, CL) e de identificação mineralógica DRX e ATD. Os resultados obtidos podem contribuir aos estudos de caracterização tecnológica de fosfatos e ao diagnóstico de problemas de tratamento de minério fosfático; além disso, foram relacionados aos controles da sua gênese, como tipos litológicos presentes e sua distribuição relativa, associações de fosfatos primários, disponibilidades geoquímicas, clima e relevo. A mineralogia dos fosfatos nos perfis lateríticos desenvolvidos sobre os Complexos Alcalino-carbonatíticos é marcada pela presença da apatita residual, que apresenta algumas feições de alteração nos materiais mais evoluídos. Apatitas primárias sãs, de composição hidroxi-fuorapatita, sofrem durante o intemperismo perdas de cátions substituintes do cálcio (Sr e Na) e uma carbonatação sempre acompanhada pelo aumento em flúor tendendo a composições próximas à da carbonato flúor-hidroxiapatita. Evidências deste comportamento foram observadas em Tapira e Juquiá. Em Anitápolis observou-se uma menor variação nas composições das apatitas primárias ao longo do perfil...

Impacto do intemperismo no arenito de revestimento do Teatro Municipal de São Paulo

Del Lama, Eliane Aparecida; Szabó, Gergely Andres Julio; Dehira, Lauro Kazumi; Kihara, Yushiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Um dos cartões postais da cidade de São Paulo, o Teatro Municipal, construído em 1911, tem sua fachada frontal revestida pelo Arenito Itararé. O arenito é proveniente da área da Flona (Floresta Nacional) de Ipanema em Iperó - SP, outrora Real Fábrica de Ferro de Ipanema, constituindo-se hoje num patrimônio histórico, arqueológico e natural. A fachada está bastante deteriorada, por causa do litotipo escolhido na sua construção. O Arenito Itararé é estratificado, com marcante característica sigmoidal, e tem granulação variada, desde fina a grossa. Petrograficamente, é um arenito feldspático com matriz argilosa em proporção variável. Análises de difração de raios X apontam que a matriz argilosa é constituída por argilominerais do grupo da esmectita, com contribuição de clorita e illita. Apresenta porosidade de 10% a 18%, indicada por porosimetria de mercúrio. O mapeamento da fachada identificou as seguintes formas de intemperismo: colonização biológica, concreção, erosão, escamação, fissura, incrustação, junta aberta, lascagem, mancha, placa, plaqueta e vegetação. A industrialização e o crescimento da cidade não tiveram grande impacto na alteração do revestimento do Teatro Municipal de São Paulo. Este processo é intrínseco...

Intemperismo subtropical de minerais em saprolitos ácidos do Sul do Brasil; Mineral weathering in acid saprolites from subtropical, southern Brazil

Clemente, Celso Augusto; Azevedo, Antonio Carlos de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 ENG
Relevância na Pesquisa
27.56%
Because weathering of minerals releases chemical elements into the biogeochemical cycle, characterization of their weathering products helps to better model groundwater quality, formation of secondary minerals and nutrient flux through the trophic chain. Based on microscopic and elemental analyses, weathering of riodacite from Serra Geral formation was characterized and weathering paths proposed. Three weathering paths of plagioclase phenocrystals were identified: plagioclase to gibbsite (Pg1); plagioclase to gels and gibbsite (Pg2); and plagioclase to gels, gibbsite and kaolinite (Pg3). Pyroxenes weathered to smectite and goethite (Py1), or to goethite and gibbsite (Py2), and magnetite weathered directly into iron oxides. Rock matrix comprises 90% of rock volume, and weathered to kaolinite and gibbsite, which explains why these minerals were the most abundant in the weathering products of these saprolites.; O intemperismo de minerais primários disponibiliza elementos químicos no ciclo biogeoquímico, que por sua vez influencia a qualidade da água subterrânea, formação de minerais secundários e o fluxo de nutrientes na cadeia trófica. Com base na análise microscópica e elemental, o intemperismo de riodacito da formação Serra Geral foi caracterizado e mecanismos de intemperismo propostos. Três processos principais de intemperismo de fenocristais de plagioclásios foram identificados: plagioclásio para gibbsita (Pg1); plagioclásio para gel e gibbsita (Pg2)...

El intemperismo de calizas en monumentos prehispánicos mayas: El caso de la cornisa del edificio 5N2, Río Bec

Straulino Mainou,Luisa
Fonte: Sociedad Geológica Mexicana, A.C. Publicador: Sociedad Geológica Mexicana, A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 ES
Relevância na Pesquisa
37.36%
Se presenta el resultado de los análisis realizados en las calizas pertenecientes a una cornisa decorativa del edificio 5N2 del grupo A de la zona arqueológica de Río Bec, con la finalidad de determinar las causas, mecanismos y efectos de deterioro que provoca el intemperismo en ellas. Estos procesos no han sido bien estudiados ni determinados para la zona del sureste de Campeche, región a la que pertenece la zona arqueológica de Río Bec. El conocimiento de estos mecanismos es necesario para la posterior conservación de los monumentos prehispánicos de la región. Las rocas de la cornisa presentaban estados de conservación disímiles por lo que se tomaron muestras de cada uno de los tipos de estado de disgregación identificados en campo. Estas muestras fueron analizadas por medio de láminas delgadas, microscopía electrónica de barrido y difracción de rayos X. Los resultados mostraron varios rasgos de intemperismo debidos principalmente a la acción de procesos químicos; entre los efectos más notorios estuvo la transformación de micrita en cristales aciculares. Estos efectos son similares a los que suceden en contextos edafológicos que presentan carbonatos de calcio relacionados con agua, materia orgánica en descomposición...

Análisis del deterioro de los elementos labrados del Edificio 33 de Yaxchilán, Chiapas: un estudio representativo del intemperismo de las rocas calizas de la región del Usumacinta

Orea Magaña,Haydeé; Palacios Uribe,Jimena
Fonte: Instituto Nacional de Antropología e Historia, Escuela Nacional de Conservación, Restauración y Museografía Publicador: Instituto Nacional de Antropología e Historia, Escuela Nacional de Conservación, Restauración y Museografía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.19%
Los dinteles y los escalones labrados del Edificio 33 de la Zona Arqueológica de Yaxchilán, Chiapas, México, han presentado, desde que inició su monitoreo sistemático por parte del área de conservación del INAH, en 1989, alteraciones propias de una roca caliza en proceso de intemperismo prolongado. Sin embargo, en 2003 se hizo patente que estos elementos se estaban alterando de manera distinta de la observada hasta ese momento, ya que súbitamente sus superficies presentaban desprendimientos en forma de escamas, halos y velos blanquecinos localizados, manchas de colores y material pulverulento que no habían sido apreciados con anterioridad. Dada la relevancia de estos elementos escultóricos para el estudio de la cultura maya del Clásico, en este documento se exponen sus posibles causas y mecanismos de alteración, así como diversas líneas de investigación resultantes a las que deberá darse continuidad para garantizar su preservación.

Comportamiento al intemperismo natural de compositos polipropileno-madera

Fuentes-Talavera,Francisco Javier; Silva-Guzmán,José Antonio; Quintana-Uscamayta,Fredy; Turrado-Saucedo,José; Cárdenas Oscanoa,Aldo Joao; Rodríguez-Anda,Raúl; Robledo-Ortiz,Jorge Ramón
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 ES
Relevância na Pesquisa
37.48%
Se estudió el comportamiento al intemperismo de compositos polipropileno-madera formulados con partículas de pino malla 60, 100 y finos, con proporciones de polipropileno-madera 67-30, 57-40 y 47-50, con 2 % de agente acoplante (Maleic Anhydride Polypropylene) y 1 % de estearato de calcio. Estos fueron sometidos a 2 856 h (septiembre-enero) de intemperismo natural. Se evaluaron los efectos de la radiación solar y humedad sobre el cambio de claridad (ΔL) y morfología superficial, mediante microscopía electrónica de barrido (SEM) y resistencia al impacto. Todos los compositos experimentaron un incremento de claridad, no así los de polipropileno 100 %. Independientemente del tamaño de partícula, el aumento de la proporción de madera provocó una mayor modificación de la claridad. También se observó que los elaborados con partículas de madera malla 100 y fina tuvieron un incremento superior de la claridad. El microagrietamiento superficial ocurrió en el polipropileno 100 % y en los compositos polipropileno-madera. Su severidad fue mayor con las partículas más grandes y ligeramente más notorio a 40 % y 50 % de madera. En todas las formulaciones se perdió resistencia al impacto, menor en los compositos con partículas malla 60 a 30 % y 40 % de madera. Con una proporción alta de partículas de madera...

Intemperismo simulado em animação gráfica

Toledo, Maria Cristina Motta de; Takayama, Carolina Harumi; Bourotte, Christine Laure Marie
Fonte: Terrae Didatica Publicador: Terrae Didatica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 23/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.36%
A utilização de modelos, simulações e animações é muito útil para auxiliar na compreensão de fenômenos naturais, principalmente processos geológicos em escala de tempo incompatível com a escala possível de ser observada pelo ser humano. No caso do intemperismo, em que as modificações naturais se processam abaixo da superfície, uma nova dificul­dade se apresenta para a observação do processo. Neste trabalho, foi produzida uma animação gráfica sobre intemperismo para utilização em várias situações de ensino e de divulgação de Geologia. Além disso, foi também produzido um material explicativo na forma de texto auxiliar, bem como um guia de utilização do conjunto. O material foi aplicado em algumas situações reais (escolas, encontros de professores e licenciandos e oficinas em congresso de Geologia), tendo sido positivamente avaliado. O recurso utilizou vários programas e pode ser ampliado e aperfeiçoado, conforme a necessidade de utilização.