Página 1 dos resultados de 1542 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Daily life of patients with chronic renal failure receiving hemodialysis treatment; El día a día de personas con insuficiencia renal crónica en tratamiento de hemodiálisis; O cotidiano de pessoas com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico

BEZERRA, Karina Viviani; SANTOS, Jair Lício Ferreira
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
96.6%
This analytical descriptive study aimed at assessing the perception of people with chronic renal failure in relation to their daily and occupational activities. The sample was formed by 35 men and 35 women receiving hemodialysis treatment with ages between 17 and 60 years. The instrument used was the SAOF (Self Assessment of Occupational Functioning). The data were submitted to statistical analysis and the areas with greater choice of the alternative "need to improve" were habits (20%) and values (20.5%). In these areas, the proportion related with difficulties was more evident regarding organization of the daily life, the changes of routines and the expectations about the future. Therefore, occupational therapy, as it presents instrumental resources to reorganize daily life of these patients, can contribute for their care as well as with information for nursing.; Este estudio analítico-descriptivo tiene como objetivo evaluar la percepción de las personas con insuficiencia renal crónica en relación con las actividades cotidianas y ocupacionales. El análisis fue compuesto por 35 hombres y 35 mujeres en tratamiento de hemodiálisis con edad entre 17 y 60 años. El cuestionario utilizado fue el SAOF (Self Asesment of Occupational Functioning). Los datos fueron sometidos a análisis estadístico y las opciones que fueron las más escogidas en la alternativa "necesidad de mejorar" fueron la de hábitos (20%) y valores (20...

Escore de cálcio coronariano prediz estenose e eventos na insuficiência renal crônica pré-transplante; Coronary calcium score as predictor of stenosis and events in pretransplant renal chronic failure; Score de calcio coronario predice estenosis y eventos en la insuficiencia renal crónica pre trasplante

ROSÁRIO, Miguel Abraão; LIMA, José Jayme de; PARGA, José R.; ÁVILA, Luiz F.; GOWDAK, Luis H.; LEMOS, Pedro A.; ROCHITTE, Carlos E.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.66%
FUNDAMENTO: A doença arterial coronariana (DAC) é a principal causa de óbito em pacientes com insuficiência renal crônica (IRC). Os exames não invasivos tradicionais para detecção de DAC e predição de eventos têm apresentado resultados insuficientes nesse grupo. A avaliação do escore de cálcio coronariano (ECC) por tomografia computadorizada tem comprovado valor prognóstico na população sem doença renal. OBJETIVO: Avaliar a acurácia do ECC para detectar DAC obstrutiva e prever eventos cardiovasculares em candidatos a transplante renal comparada à angiografia coronariana invasiva (ACI) quantitativa. MÉTODOS: Foram avaliados 97 pacientes com IRC e idade > 35anos. Foi considerada DAC obstrutiva a presença de estenose >50% ou >70% pela ACI. Dados descritivos, concordância, testes diagnósticos, Kaplan-Meier e análise multivariada foram utilizados. RESULTADOS: O escore de Agatston médio foi de 580,6 ± 1.102,2; os valores mínimos e máximos foram 0 e 7.994, e mediana de 176. Apenas 14 pacientes tinham escore de cálcio de zero. Não houve diferenças entre as etnias e a maior presença de cálcio regional associou-se a maior probabilidade de estenose coronária no mesmo segmento. O escore de cálcio de Agatston apresentou boa acurácia para o diagnóstico de estenose...

O cuidado de si de pessoas em tratamento conservador da insuficiência renal crônica; Self-care of patients in conservative treatment of chronic renal insufficiency; El cuidado de sí de personas con tratamiento conservador de insuficiencia renal crónica

Roso, Camila Castro; Beuter, Margrid; Kruse, Maria Henriqueta Luce; Girardon-Perlini, Nara Marilene Oliveira; Jacobi, Caren da Silva; Cordeiro, Franciele Roberta
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.67%
Trata-se de uma pesquisa qualitativa, desenvolvida no ambulatório de uremia de um hospital público do sul do Brasil. Objetivou-se descrever como pessoas com insuficiência renal crônica, em tratamento conservador, cuidam de si. Participaram 15 pessoas com insuficiência renal crônica em tratamento conservador. Na coleta dos dados, utilizou-se a entrevista narrativa de vivências. Foram identificados os temas: estilo de vida, continuidade, mudanças e adaptações; o uso das medicações no cuidado de si; o acompanhamento ambulatorial no tratamento conservador; e a atividade física e o lazer no cuidado de si. Conclui-se que o cuidado de si dessas pessoas em tratamento conservador é expresso por atitudes que vão da renúncia à aceitação da situação de cronicidade. Compreende-se que é preciso pensar no sentido mais amplo da promoção da saúde, buscando a qualidade de vida das pessoas em tratamento conservador da insuficiência renal crônica para o cuidado de si.; This qualitative research was developed in the renal outpatient clinic of a public hospital in the south of Brazil. The objective of the study was to describe how patients in conservative treatment of chronic renal insufficiency care for themselves. Fifteen patients in conservative treatment of chronic renal insufficiency participated in the research. A narrative interview was used for the collection of data. The following themes were identified: lifestyle...

Histopatologia da série eritróide da medula óssea e do tecido renal de cães com insuficiência renal crônica

Sanches, Osimar de Carvalho
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 87 f.
POR
Relevância na Pesquisa
96.59%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; A insuficiência renal crônica é a principal afecção renal dos cães e a anemia é a principal seqüela desta infecção. Os rins são os principais responsáveis pela produção do hormônio estimulador e regulador da eritropoiese - eritropoetina. O presente estudo teve por objetivos investigar e descrever as alterações histopatológicas dos rins e da linhagem eritróide na medula óssea de cães portadores de insuficiência renal crônica (IRC), identificando e quantificando as células precursoras das hemácias na medula óssea. Foram utilizados 15 animais controle e 15 animais portadores de insuficiência renal crônica. As amostras foram analisadas em microscopia ótica, tendo como auxílio à coloração de Giemsa, que foi utilizada para diferenciar os precursores eritróides. Os animais do grupo controle apesar de apresentarem alterações morfológicas nos rins, estas não foram suficientes para promover alterações nos parâmetros hematológicos, bem como na bioquímica sérica. Já nos animais do grupo com IRC as alterações morfológicas se caracterizaram por glomerulonefrite crônica, seguida da glomerulonefrite proliferativa mesangial, glomerulonefrite membranoproliferativa e da glomerulonefrite membranosa com 46...

Em busca da normalidade : sendo-com adolescentes com insuficiência renal crônica; In search of normality : being with adolescents with chronic kidney disease

Marcela Astolphi de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96.75%
A adolescência deve ser considerada como um momento existencial para além da idade cronológica, da puberdade e das transformações físicas, porquanto não existe uma única adolescência sem temporalidade. Promover, prevenir e cuidar da saúde do adolescente no Brasil é um desafio, pois embora existam políticas públicas, estas não se constituem em garantia de direitos. O adolescente com doença crônica é uma realidade considerando-se o perfil de morbimortalidade atual que evidencia o aumento das doenças crônicas e a diminuição das doenças infectocontagiosas e parasitárias. Como a maioria das doenças crônicas na infância, a insuficiência renal crônica pode ser progressiva e fatal, requerendo cuidados especializados permanentes e submetendo o adolescente a hospitalizações durante o processo de crescimento e desenvolvimento. A insuficiência renal crônica não desencadeia apenas desequilíbrios no organismo, mas interfere na qualidade de vida dos adolescentes, podendo contribuir para o aparecimento de transtornos emocionais relacionados aos impactos negativos oriundos das dificuldades que envolvem a relação com os pares, a participação social e a manutenção das atividades diárias, levando-os a sentimentos de inferioridade e baixa autoestima. O objetivo deste estudo foi compreender o ser-com o adolescente com insuficiência renal crônica a partir do seu discurso de ser-no-mundo. Trata-se de um estudo fenomenológico...

Avaliação do estado de humor, da função sexual e da qualidade de vida em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos a hemodiálise

Garcia, Thales Weber
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.59%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2006.; Introdução: A prevalência da doença renal crônica tem aumentado nos últimos anos, tornando-se um problema de saúde pública no mundo. O tratamento dialítico, empregado na fase mais avançada da doença, aumenta a sobrevida dos pacientes e é necessário que essa tenha boa qualidade. Alterações no estado de humor parecem ser muito comuns nos pacientes hemodialisados e permanecem sub-diagnosticadas nesse grupo de pacientes. O estado depressivo parece prejudicar a qualidade de vida e a função sexual. Objetivos: O objetivo geral foi de avaliar parâmetros relacionados ao estado emocional, sexualidade e qualidade de vida em doentes portadores de doença renal crônica recebendo tratamento de hemodiálise. Os objetivos específicos foram estabelecer se há alteração do humor; identificar possível disfunção erétil; avaliar qualidade de vida nesses pacientes; correlacionar alteração do humor com a qualidade de vida referida; correlacionar alteração do humor e disfunção erétil. Métodos: Quarenta e sete pacientes adultos, masculinos, submetidos ao procedimento de hemodiálise há mais de seis meses, foram avaliados em relação ao estado de humor...

Hiperhomocisteinemia na insuficiência renal crônica

Nerbass,Fabiana Baggio; Draibe,Sérgio Antonio; Cuppari,Lilian
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
96.58%
A homocisteína é um aminoácido sulfurado proveniente do metabolismo da metionina, cujo acúmulo anormal no plasma é um fator de risco para doenças vasculares, tanto na população em geral como nos pacientes com insuficiência renal crônica. Nestes, a prevalência de indivíduos com hiperhomocisteinemia é bastante elevada, mesmo na fase não dialítica da doença, em que a função renal está diminuída, mas ainda não é necessário tratamento dialítico. O principal fator que parece estar implicado na elevação dos níveis de homocisteína nestes pacientes com insuficiência renal crônica é a perda da massa renal, já que esta exerce uma importante função no metabolismo desse aminoácido. O tratamento da hiperhomocisteinemia na população em geral consiste na suplementação com as vitaminas envolvidas no seu metabolismo (folato, B6 e B12). Porém, em pacientes com insuficiência renal crônica, este tratamento não é completamente eficaz, pois apesar de promover a redução dos níveis de homocisteína, não alcança a normalização dos mesmos na maioria dos pacientes. Este estudo compreende uma revisão da etiologia da hiperhomocisteinemia na insuficiência renal crônica, sua relação com as doenças vasculares...

Prevalência da doença arterial obstrutiva periférica em doentes com insuficiência renal crônica

Aragão,José Aderval; Reis,Francisco Prado; Borges Neto,Roberto Ribeiro; Aragão,Marina Elizabeth Cavalcanti de Sant’Anna; Nunes,Marco Antonio Prado; Feitosa,Vera Lúcia Corrêa
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
96.61%
Contexto: A doença arterial obstrutiva periférica tem sido reconhecida como um sensível marcador de aterosclerose sistêmica e preditora de eventos cardiovasculares. Apesar da alta prevalência da doença cardiovascular, há poucos estudos sobre a doença arterial obstrutiva periférica em pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico. Objetivo: Determinar a prevalência de doença arterial obstrutiva periférica em pacientes com insuficiência renal crônica em uma clínica de referência para tratamento hemodialítico no estado de Sergipe. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado no período de junho a novembro de 2008, em uma clínica de referência para tratamento de pacientes com insuficiência renal crônica. Foram caracterizados como portadores de doença arterial obstrutiva periférica os pacientes que apresentavam índice tornozelo-braquial (ITB) ≤ 0,9. Resultados: De uma população de 239 pacientes com insuficiência renal crônica, foram avaliados 201. Destes, 28 (14%) apresentavam insuficiência arterial periférica com ITB ≤ 0,9. A idade variou de 24 a 82 anos, com média de 52 anos. A hipertensão e a dislipidemia foram os fatores de risco mais frequentes. Dos pacientes com doença arterial obstrutiva periférica...

Representaciones de la insuficiencia renal crónica: afrontamiento y adherencia al tratamiento

Vélez Vélez, Esperanza
Fonte: Universidade de Alcalá Publicador: Universidade de Alcalá
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
96.63%
El cuidado integral de la insuficiencia renal crónica requiere que ésta sea entendida no sólo como daño orgánico sino como la forma en la que el individuo la padece. Son muchos los autores que desde diferentes enfoques disciplinares abogan por la necesidad de incorporar las representaciones de los pacientes sobre su condición en el ejercicio profesional del cuidado de la salud por los beneficios que pueden aportar a la atención del paciente. La investigación de las ideas intuitivas de la enfermedad, sus representaciones mentales, nos ayuda a conocer y entender la forma en la que el paciente percibe e interpreta su situación y las decisiones que adopta sobre su cuidado, un conocimiento que debería incluirse en los programas formativos de los pacientes si queremos que sean mínimamente exitosos. La representación de la enfermedad viene determinada por una serie de factores tales como las causas, sus consecuencias, la cronicidad, los síntomas que produce, su potencial recuperación. El objetivo de este estudio es doble: identificar las ideas intuitivas sobre el sistema renal y la insuficiencia renal crónica entre pacientes y población general, y explorar la relación entre las representaciones de la enfermedad, el estilo de afrontamiento y la adherencia al tratamiento en una muestra de pacientes afectos de insuficiencia renal crónica y en programa de hemodiálisis Metodología: Utilizando una metodología cuantitativa...

Caracterização e etiologia da insuficiência renal crônica em unidade de nefrologia do interior do Estado de São Paulo; Characterization and etiology of the chronic renal failure in a countryside nephrology unit of São Paulo State; Caracterización y etiología de la insuficiencia renal crónica en unidad de nefrología del interior del Estado de São Paulo

RIBEIRO, Rita de Cássia Helú Mendonça; OLIVEIRA, Graziella Allana Serra Alves de; RIBEIRO, Daniele Fávaro; BERTOLIN, Daniela Comelis; CESARINO, Claudia Bernardi; LIMA, Lidimara Copoono Erdosi Quintino de; OLIVEIRA, Sandra Mara de
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.66%
OBJETIVOS: Caracterizar os pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) em programa dialítico; verificar as causas de IRC; identificar as doenças associadas a IRC; levantar o tipo de tratamento e o acesso atual destes pacientes. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo epidemiológico, realizado em uma Unidade de Nefrologia e foram incluídos todos os pacientes cadastrados no Programa Nefro Data. RESULTADOS: Dos 217 pacientes cadastrados na unidade em estudo, observamos 68,2% com idade superior a 40 anos e 59,4% do sexo masculino. Quanto à doença de base, 31,3% dos pacientes apresentavam Nefroesclerose Hipertensiva e 25,3% Diabetes Mellitus (DM), seguido da Glomerulonefrite com 24,5%. Quanto às doenças associadas, 42,4% dos pacientes possuiam Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), 24,9% não possuiam comorbidades, 19,8% HAS e DM. Quanto ao tipo de acesso vascular 70,5% possuiam fístula artériovenosa, sendo a utilização de cateter de Tenckhoff exclusivo da diálise peritoneal em 13,3%. CONCLUSÃO: Concluiu-se que os resultados permitem um melhor planejamento frente às necessidades reais dos pacientes.; OBJECTIVES: Characterize the pacients with chronic renal failure (CRF) in dialythical program; verify the causes of the CRF; identify the associated diseases to CRF; measure the type of treatment and the actual access of the pacients to them. METHODS: This is a epidemiological descriptive research performed in a nephrology unit...

Insuficiência renal crônica

Picanço, Cláudia Solange da Costa
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.65%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; Insuficiência renal crônica é o nome dado a uma perturbação persistente da função renal, em que os rins são incapazes de exercer suas funções normalmente. Por ser uma doença crônica, seu tratamento requer cuidados especiais no dia-a-dia, visando afastar todos os fatores que podem complicar o prognóstico. O papel dos pais no desenvolvimento de habilidades nos filhos com insuficiência renal crônica, vai desde a relação que estabelecem com a criança, em vários contextos, até condutas de efetivação de cuidados para o tratamento da insuficiência renal crônica. A presente pesquisa investigou a existência de relação entre condutas de adesão infantil ao tratamento recomendado e padrões de manejo parental na educação dos filhos. Foram participantes dessa pesquisa, 20 pais (18 mães e 2 pais) de crianças com insuficiência renal crônica de 7 a 10 anos, da cidade de Curitiba, que eram atendidos pela Fundação Pró-Renal. Eles foram separados em dois grupos. O primeiro era composto por 11 pais cujos filhos aderiam ao tratamento e o segundo grupo era composto por 9 pais cujos filhos não aderiam ao tratamento. Os resultados indicaram que os pais do primeiro grupo tinham uma alta habilidade social...

Estudo da atividade das enzimas NTPDase e 5'-nucleotidase e do perfil oxidativo em pacientes com insuficiência renal crônica

Silva, Adriane Cismoski da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.6%
As anormalidades hemostáticas são comumente encontradas em pacientes com doença renal. Ambos, sangramento e estados pró-trombóticos, podem ser observados em pacientes com doença renal crônica (DRC). O principal papel das plaquetas é assegurar a hemostasia primária, a manutenção da integridade do vaso e cessar o sangramento após uma injúria. As plaquetas também estão envolvidas na trombose arterial aguda, na inflamação, na aterosclerose, e na angiogênese. Quando as plaquetas são ativadas elas se aderem à matrix endotelial onde ocorre a ativação e a liberação de agonistas secundários tais como o ATP, ADP, tromboxano A2, serotonina e outras substâncias biologicamente ativas. O ADP possui um papel crucial na ativação plaquetária, atuando em receptores P2. Está liberação pode ser responsável pela ativação, recrutamento e indução da agregação adicional de plaquetas no microambiente de lesão no vaso. Assim, o metabolismo do ADP no sangue é um importante mecanismo de regulação da função plaquetária. A NTPDase (ecto-CD39) hidrolisa o ATP e ADP extracelulares formando monofosfato de adenosina (AMP), que é subseqüentemente convertido para adenosina pela ação da enzima 5’- nucleotidase (CD73). O objetivo deste estudo foi explorar a relação entre a disfunção plaquetária na uremia com as anormalidades hemostáticas e a severidade na doença renal em pacientes com insuficiência renal crônica sob tratamento conservador ND (pacientes que não realizam hemodiálise) e HD (pacientes que realizam hemodiálise) comparando com indivíduos normais de mesma faixa etária. Os resultados demonstraram um aumento na atividade da NTPDase em plaquetas de pacientes HD (52...

Prevalencia de insuficiencia renal crónica en pacientes pediátricos con reflujo vesicoureteral de la Fundación Cardioinfantil, Bogotá

Eslava Claros, Marian Johanna
Fonte: Facultad de medicina Publicador: Facultad de medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
96.61%
Introducción: Determinamos la prevalencia de insuficiencia renal crónica en niños con reflujo vesicoureteral y de otras variables relacionadas, en un medio donde no hay datos recientes, el manejo ha cambiado y la mortalidad continua siendo muy alta. Materiales y métodos: Estudio de corte transversal, en niños con reflujo vesicoureteral confirmado por cistografía, que asistieron a consulta de Nefrología Pediátrica durante un periodo de 6 años. Se realizó análisis descriptivo de las variables, cálculos de prevalencias, análisis bivariado y multivariado de las variables clínicas de interés. Resultados: Se recolectó información de 99 pacientes, encontrando reflujo vesicoureteral severo en 81.63 % , cicatrices renales 67,7%, hipertensión arterial 28 % , proteinuria 31.3 % , compromiso bilateral 47.5 %,. La prevalencia de insuficiencia renal crónica fue de 27.3 casos por 100 pacientes con reflujo vesicoureteral (IC 95% 18,34% -36,20%). Luego del análisis bivariado y multivariado, sólo la hipertensión demostró significancia estadística. (Bivariado: ORP 12.4 IC 95% 4.37-35,16. Multivariado ORP 15.55 IC 95% 4.48 – 54.03). Discusión: Nuestra prevalencia se encuentra dentro de los rangos de la literatura mundial...

Prevalencia de insuficiencia renal crónica en niños con displasia renal multiquística, Fundación Cardioinfantil de Bogotá

Corredor Niño, Mónica Andrea
Fonte: Facultad de medicina Publicador: Facultad de medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/submittedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
96.59%
Introducción: La displasia renal multiquistica es una variante de displasia renal, anomalía congénita frecuente del tracto urinario, con una prevalencia del 2.9 - 50 % de insuficiencia renal crónica; frecuentemente asociada a otras malformaciones urinarias, sin datos en bogotá sobre prevalencia y comportamiento clínico. Objetivo: Evaluar la prevalencia de insuficiencia renal crónica en niños con displasia renal multiquistica valorados en consulta de nefrología en Fundación Cardioinfantil, instituto de cardiología de Bogotá. Metodología: Estudio de corte transversal, en niños con displasia renal multiquistica, confirmado por ecografía, valorados en consulta de Nefrología Pediátrica en los últimos diez años. Se realizó un análisis descriptivo de las variables, cálculos de prevalencia de Insuficiencia renal crónica. Resultados: Se revisó información de 70 pacientes, encontrando una prevalencia de IRC de 22.85% (IC 95 % 13.0 %-35.1 %); mayor frecuencia mujeres 12.85 %; 14.28% con otras malformaciones renales; 5.71 % en involución parcial, 4.28% en pacientes con involución completa del tamaño del riñón displásico. Se encontró 31.4% proteinuria; 22.8 % hiperfiltración; 4.28% hipertrofia compensadora del riñón sano; 24.2% involución parcial...

A dialética da vida cotidiana de doentes com insuficiência renal crônica: entre o inevitável e o casual; La dialéctica de la vida cotidiana de pacientes con insuficiencia renal crónica en hemodiálisis: lo inevitable y lo casual; A dialectic of patients' daily life with cronic renal failure in hemodialysis: the unavoidable and the casual

Machado, Leise Rodrigues Carrijo; Car, Marcia Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2003 POR
Relevância na Pesquisa
96.59%
Procurou-se compreender o cotidiano da vida de doentes com insuficiência renal crônica em hemodiálise sob a visão do referencial teórico-metodológico do materialismo histórico e dialético. As entrevistas realizadas com 18 doentes foram submetidas ao procedimento de análise de discurso, revelando temas da realidade social da vida cotidiana destes doentes. Estes temas foram, então, analisados frente às categorias: processo saúde-doença; possibilidade x realidade e necessidade x casualidade. Para estes doentes o tratamento hemodialítico é inevitável e o transplante é casual e, entre esta relação dialética está a enfermagem que precisa ampliar sua compreensão sobre a árdua, triste, difícil e monótona realidade e suas possibilidades de transformação.; Se procuró comprender la vida cotidiana de pacientes con insuficiencia renal crónica en hemodiálisis desde la visión del materialismo histórico y dialéctico como referencial teórico - metodológico. Las entrevistas, realizadas a 18 pacientes, fueron sometidas al procedimiento de análisis de discurso revelando temas de la realidad social como parte de la vida cotidiana de estos pacientes. Estos temas fueron analizados frente a las categorías: proceso salud-enfermedad; posibilidad versus realidad y necesidad versus casualidad. Para estos pacientes el tratamiento hemodiálico es inevitable y el transplante es casual. Entre esta relación dialéctica se encuentra enfermería que precisa ampliar su comprensión de la ardua...

Costo-efectividad de intervenciones para insuficiencia renal crónica terminal; Cost-effectiveness of interventions for end-stage renal disease

Arredondo, Armando; Rangel, Ricardo; Icaza, Esteban de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1998 SPA
Relevância na Pesquisa
96.58%
OBJETIVO: Analisar o custo-efetividade de intervenções realizadas em pacientes com insuficiência renal crônica terminal (IRCT) quanto a custos econômicos de cada intervenção, anos de vida ganhos e qualidade de vida que geram três alternativas comparáveis e mutuamente excluentes: diálise peritoneal contínua ambulatória (DPCA), hemodiálise (HD) e transplante renal (TR). MÉTODO: O desenho do estudo foi do tipo longitudinal. Os custos de cada intervenção foram determinados mediante a técnica de manejo de caso promédio. As medidas para avaliar os critérios de efetividade elegidos foram a probabilidade de sobrevida e o Ano de Vida Ajustado por Qualidade (QALY, Quality Adjusted Life Year) medido pelo Índice de Rosser. RESULTADOS: Os custos do manejo anual de caso foram: diálise peritoneal US$5,643.07, hemodiálise US$9,631.60 e transplante US$3,021.63. Quanto à efetividade, a sobrevida do transplante renal resultou em 89,9% e 79,6% para um e três anos, respectivamente, enquanto que os pacientes submetidos a DPCA têm uma sobrevida de 86,2% e 66,9% para um ano e três anos, respectivamente. Quanto aos QALY's, os resultados para cada intervenção foram: DPCA 0,879; HD 0,864; e para o TR 0,978. CONCLUSÃO: A intervenção mais custo-efetivo mostrou ser o transplante renal com um coeficiente de 3...

Daily life and work: conceptions of chronic renal insufficiency patients and their relatives; Cotidiano y trabajo: concepciones de individuos portadores de insuficiencia renal crónica y sus familiares; Cotidiano e trabalho: concepções de indivíduos portadores de insuficiência renal crônica e seus familiares

Carreira, Ligia; Marcon, Sonia Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 POR
Relevância na Pesquisa
96.59%
This descriptive and exploratory research aimed to know the conceptions, attitudes and behaviors about work as reported by 16 chronic renal insufficiency patients and their relatives. Data were collected from April to August 2000 through semi-structured interviews. The results revealed that work is valued by all families as a source of health and financial resources, besides being important for individuals' character formation; that most CRI patients do not carry out any remunerated activities and, when they do, they count on the help and understanding of the boss and relatives. We conclude that CRI and its treatment do not directly or absolutely impede the realization of this kind of activity, but entail important limitations. We consider it is necessary for health professionals to join in the search for support by relatives and society, so that these people can be inserted in the labor market when they want to and are in the right conditions.; Estudio descriptivo y exploratorio que se propuso conocer las concepciones, actitudes, creencias y comportamientos de 16 individuos portadores de insuficiencia renal crónica (IRC) y sus familiares, en relación con el trabajo. Los datos fueron recogidos entre abril y agosto del 2000, a través de una entrevista semi-estructurada. Los resultados revelaron que el trabajo es valorizado por todas las familias como fuente de salud y de provisión financiera...

Idosos com insuficiência renal crônica: alterações do estado de saúde; Ancianos con insuficiencia renal crónica: alteraciones en la condición de salud; Elderly persons with chronic kidney failure: health status alterations

Kusumota, Luciana; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani; Marques, Sueli
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 POR
Relevância na Pesquisa
96.58%
Descrever as alterações do estado de saúde vivenciadas por idosos portadores de Insuficiência Renal Crônica (IRC), em tratamento de Diálise Peritonial Contínua Ambulatorial (DPCA), atendidos na Unidade de Diálise e Transplante Renal de um Hospital Público de Ribeirão Preto-SP foi o objetivo deste estudo. Participaram seis idosos, com idade entre 61 e 74 anos, em tratamento com DPCA. O referencial teórico metodológico utilizado foi a história oral temática, proposta por Meihy. Na análise, foi construída a categoria: alterações no estado de saúde dos idosos e evidenciado o diagnóstico da doença, sinais e sintomas da IRC, causas e irreversibilidade.; La finalidad de este estudio fue describir las alteraciones en el estado de salud vivenciadas por ancianos con Insuficiencia Renal Crónica (IRC) en tratamiento de Diálisis Peritonial Continua Ambulatorial (DPCA,) atendidos en la Unidad de Diálisis y Transplante Renal de un hospital público de la ciudad de Ribeirão Preto - SP, Brasil. Participaron seis ancianos con edad entre 61 y 74 años en tratamiento con DPCA. El referencial teórico metodológico fue la historia oral temática, propuesta por Meihy. En el análisis, fue construida la categoría: alteraciones en el estado de salud de los ancianos y evidenciado el diagnóstico de la enfermedad...

Daily life of patients with chronic renal failure receiving hemodialysis treatment; El día a día de personas con insuficiencia renal crónica en tratamiento de hemodiálisis; O cotidiano de pessoas com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico

Bezerra, Karina Viviani; Santos, Jair Lício Ferreira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2008 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
96.6%
This analytical descriptive study aimed at assessing the perception of people with chronic renal failure in relation to their daily and occupational activities. The sample was formed by 35 men and 35 women receiving hemodialysis treatment with ages between 17 and 60 years. The instrument used was the SAOF (Self Assessment of Occupational Functioning). The data were submitted to statistical analysis and the areas with greater choice of the alternative "need to improve" were habits (20%) and values (20.5%). In these areas, the proportion related with difficulties was more evident regarding organization of the daily life, the changes of routines and the expectations about the future. Therefore, occupational therapy, as it presents instrumental resources to reorganize daily life of these patients, can contribute for their care as well as with information for nursing.; Este estudio analítico-descriptivo tiene como objetivo evaluar la percepción de las personas con insuficiencia renal crónica en relación con las actividades cotidianas y ocupacionales. El análisis fue compuesto por 35 hombres y 35 mujeres en tratamiento de hemodiálisis con edad entre 17 y 60 años. El cuestionario utilizado fue el SAOF (Self Asesment of Occupational Functioning). Los datos fueron sometidos a análisis estadístico y las opciones que fueron las más escogidas en la alternativa "necesidad de mejorar" fueron la de hábitos (20%) y valores (20...

Enfermedad cardiovascular en pacientes con insuficiencia renal crónica estadios IV y V

Castellanos Heredia,José E; Morales Jiménez²,Edelsy; Mayo Salazar³,Alexis; Páez Quevedo4,Sailí
Fonte: Insuficiencia cardíaca Publicador: Insuficiencia cardíaca
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 ES
Relevância na Pesquisa
106.38%
Introducción. La primera causa de muerte en pacientes con insuficiencia renal crónica (IRC) estadios IV y V es la enfermedad cardiovascular (ECV). Objetivo. Identificar ECV en pacientes con IRC estadios IV y V. Método. Se realizó un estudio transversal de Abril de 2013 a Abril de 2014, en el Servicio Nefrológico del Hospital Lucía Íñiguez Landín, Holguín, Cuba. Se seleccionaron 84 pacientes por muestreo sistemático: 48 con IRC estadio IV y 36 en hemodiálisis. Se realizó a cada paciente: examen clínico, electrocardiograma y ecocardiograma 2D con Doppler. Se determinaron: edad, función ventricular, tipo y cantidad (Nº) de ECV. Se utilizó test de Chi cuadrado para asociación de variables. Resultados. Predominaron en los pacientes con IRC estadio IV las edades de 41-50 años (33,3%) y más de 60 años (33,3%), con IRC estadio V el grupo etario de 41-50 años (44,4%; p=0,30). El 91% de los pacientes con IRC estadio IV y el 100% de los estadio V (p=0,20) tenían disfunción diastólica (DD). En los pacientes con IRC estadio IV, la miocardiopatía hipertrófica (MCPH) se identificó en el 50%, la cardiopatía isquémica (CI) en el 25% y la miocardiopatía urémica (MCPU), también, en el 25%; con IRC estadio V, la MCPH fue del 88% (p=0...