Página 1 dos resultados de 3239 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Conhecendo um campo de estudo: aspectos da institucionalização cognitiva e social da ciência da informação; Knowing a field of study: cognitive and social aspects of institutionalization of Information Science.

Alves, Monica de Fatima Loureiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
A criação dos programas de pós-graduação em Ciência da Informação (CI), no Brasil, há aproximadamente 30 anos, deu início à institucionalização da pesquisa na área. Pode-se afirmar, no entanto, que pouco se conhece o que se pesquisa no país, na medida que os estudos realizados até o momento, exploraram aspectos específicos, proporcionando, desse modo, uma visão apenas parcial da área. A partir dessa constatação, procurou-se, com o presente estudo, investigar de forma extensiva, os aspectos relacionados à institucionalização da CI, sob o ponto de vista cognitivo e social. A institucionalização cognitiva refere-se às temáticas e métodos de pesquisa adotados pelos pesquisadores e, a segunda, a institucionalização social, procura identificar os cursos existentes, os periódicos editados pela área, os eventos realizados e o número de cadeiras de docência e de pesquisa existentes nas universidades, entre outros. O estudo sobre os aspectos cognitivos teve como fontes de dados a Base de Dados de Dissertações e Teses em Ciência da Informação, produzida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), da qual foram extraídos os dados sobre as teses produzidas de 1985 a 2007. Os dados sobre a institucionalização social foram obtidos nos portais de cada programa de CI do país e Portal da CAPES. O estudo apresenta características quantitativas e qualitativas...

A institucionalização de programas de empreendedorismo do sistema indústria : o caso ES-Empreendedor

Assis, Simone de Araújo Góes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.13%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2006.; Este trabalho tem por objetivo identificar a dinâmica de institucionalização de programas de empreendedorismo no Sistema Indústria (Federações das Indústrias, CNI, SESI, SENAI, IEL), que a partir de 1997 passou a ser abordado pelo pensamento industrial brasileiro com o discurso de favorecer o desenvolvimento sustentável do país. O Sistema Indústria procura institucionalizar um plano nacional de estímulo ao empreendedorismo e à formação de empreendedores, por meio de ações e programas, de cunho educacional, voltados para o empreendedorismo, inovação e competitividade. Quanto à metodologia, foi realizado o estudo de caso do programa ES-empreendedor, desenvolvido pela Federação das Indústrias do Espírito Santo – FINDES, a partir do referencial teórico constituído pelas temáticas do pensamento industrial, empreendedorismo - sob os enfoques econômico, comportamental e sócio-cultural - e institucionalização, principalmente no que se refere ao isomorfismo institucional, à legitimidade e aos fatores de institucionalização: liderança, doutrina, programa...

Processo de institucionalização da pessoa idosa : um olhar comparativo entre uma instituição pública e privada

Castro, Susana Patrícia Tavares de
Fonte: Porto : [Edição do Autor] Publicador: Porto : [Edição do Autor]
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
A estrutura demográfica das sociedades contemporâneas é indubitavelmente marcada pelo envelhecimento demográfico, tornando-se um fenómeno social que provocou profundas alterações em diversas dimensões do social. Com o presente trabalho procuramos dar resposta à seguinte pergunta de partida: "Existirão diferenças entre Lares Públicos e Privados no que respeita à institucionalização da pessoa idosa?". Partimos do contexto institucional de dois lares de idosos de forma a verificar se existem diferenças entre as mesmas no que concerne às dinâmicas subjacentes à institucionalização do idoso, tendo em vista a promoção da qualidade de vida em meio institucional. No que respeita às questões metodológicas, fizemos o nosso estudo numa instituição pública e numa instituição privada, cujo público-alvo é a população idosa. Privilegiamos uma metodologia qualitativa com vista à análise em profundidade desta realidade em particular. Com o presente trabalho concluímos que, efectivamente, existem significativas diferenças entre as instituições no que respeita ao processo de institucionalização da pessoa idosa. Verificamos também que é distinta a vivência da institucionalização pelo idoso e que isso condiciona a promoção da qualidade de vida em contexto institucional. Ao nível institucional observamos alguns desafios quanto à promoção de mais e melhor qualidade de vida dos idosos institucionalizados...

As narrativas de adolescentes institucionalizadas: Percepções em torno das vivências de institucionalização

Faria, Sofia Mexia Alves Moura; Salgueiro, Gabriela; Trigo, Luísa Ribeiro; Alberto, Isabel Maria Marques
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O presente trabalho pretende contribuir para a compreensão das vivências associadas à institucionalização na infância, através do olhar de adolescentes institucionalizadas que foram retiradas às suas famílias biológicas por se encontrarem em situações de perigo. O estudo centra-se na análise das narrativas de seis adolescentes sobre as suas vivências de institucionalização, tendo como principais objectivos: a) perceber como é que as adolescentes narram a sua experiência de institucionalização; b) perceber como é que estas representam o fenómeno da institucionalização em geral; c) compreender como é que as adolescentes encaram o estigma associado à institucionalização. Nesta investigação qualitativa a metodologia utilizada foi a entrevista individual semi-estruturada, aplicada a seis sujeitos do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 13 e os 18 anos, numa instituição situada na Área Metropolitana do Porto. Foi realizada uma análise de conteúdo temática, tendo sido criadas as seguintes categorias: trajectória passada, recepção e acolhimento, relações de afecto e suporte, situação escolar, perspectivação do futuro, autonomia, satisfação/insatisfação, ambiente na instituição...

Famílias clássicas do concelho do Porto com parentes institucionalizados : das causas da institucionalização aos requisitos relevantes para o cuidado no domícilio

Cunha, Daniel José Nunes Madureira da
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
A dissertação aqui apresentada inscreve-se no âmbito da problemática da institucionalização de pessoas dependentes no autocuidado, por parte das famílias clássicas do concelho do Porto. Tratou-se de um percurso de investigação que teve por objectivos: i) identificar o número de famílias clássicas com familiares dependentes no autocuidado, que se encontram institucionalizados; ii) identificar as causas subjacentes à decisão de institucionalização; iii) identificar os requisitos que, na perspectiva das famílias, seriam essenciais para manter os familiares dependentes no domicílio; iv) explorar o nível de envolvimento da família no processo de institucionalização. Utilizou-se uma abordagem do tipo exploratório, descritivo, transversal e de perfil quantitativo. Foi construído um formulário, através da revisão da literatura e consenso entre a equipa de investigação. Os dados foram recolhidos (“porta-a porta”) entre Julho e Setembro de 2009, tendo por base um plano de amostragem probabilística, aleatória e estratificada por freguesia, do qual resultou uma amostra “inicial” de 2445 famílias. Destas, 2314 aceitaram responder ao inquérito preliminar, entre as quais 148 afirmaram ter um parente institucionalizado...

A identidade do idoso no processo de institucionalização: estudo exploratório

Oliveira, Cristiana Marques de
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
O desenvolvimento de qualquer investigação pressupõe a existência de algo que nos inquieta e nos induz curiosidade e esta dissertação não constitui uma exceção. Assim sendo, formulou-se como objetivo principal a análise do processo de institucionalização de um grupo de seis idosos actualmente residentes da instituição “Casa de Repouso Quinta do Vau” localizada na zona da Trofa, no Norte do país. Para tal, foi utilizada uma metodologia qualitativa de natureza descritiva e exploratória, e que contou com a realização de entrevistas semiestruturadas com vista a compreender as vivências associadas antes, durante, e após a integração no lar. De um modo geral, os resultados permitem verificar que a institucionalização para estes idosos representa um momento complexo pela separação dos familiares e o desenvolvimento de um sentimento de perda de identidade, o qual apresenta manifestações variáveis em função das suas histórias de vida e da percepção tida sobre o processo de institucionalização. Nesse sentido, os resultados demonstraram que os idosos apresentam sentimentos de angústia, medo, ansiedade e de abandono da família no início da institucionalização e que após alguns anos de permanência no lar estes se alteram e dão origem a sentimentos de segurança...

Institucionalização do idoso e identidade : estudo de caso de idosos institucionalizados

Lourenço, Paulo Manuel da Rocha
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
O envelhecimento é um fenómeno natural, um processo irreversível e com efeitos em toda a esfera da sociedade. A institucionalização do idoso é muitas vezes uma realidade, consequência da falta de uma resposta satisfatória às suas necessidades existenciais no seio da sua comunidade. Com a ida para o lar, este vai ao encontro de um ambiente coletivo de regras e imposições que poderão não ser consonantes, com a sua história de vida, onde tudo funciona de igual modo para todos. A Identidade de um indivíduo é aquilo que ele tem de mais precioso, a sua perda é sinónimo de alienação, sofrimento, angústia e mesmo de morte. Como questão de partida: - De que forma o processo de institucionalização do idoso influência a sua reconfiguração identitária? E objetivo geral: - Compreender as implicações da institucionalização na reconfiguração identitária do idoso. Optou-se por um estudo de caso com uma abordagem fenomenológica. A população em estudo, foram idosos residentes no lar de uma região da Beira Baixa. Dos resultados obtidos, concluiu-se que a institucionalização é o último recurso para a garantia da continuidade do ciclo de vida, com alguma qualidade e dignidade. Constituiu uma forma de fuga à solidão...

O processo de institucionalização de dententos: perspectivas de reabilitaçãop e reinserção social

Pinto,Guaraci; Hirdes,Alice
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Esta pesquisa tem como objetivo identificar os principais fatores que convergem para a institucionalização de detentos reincidentes e estabelecer ações para interferir favoravelmente nesta realidade. A metodologia utilizada é de natureza qualitativa, realizada através de 10 entrevistas semi-estruturadas com apenados em um presídio de médio porte do norte do RS, em 2005. Os resultados apontam para a importância dos mecanismos protetores dos apenados, aqueles fatores que convergem para a não-institucionalização: a família, o emprego ou ocupação dentro da cadeia, a vontade de reabilitar-se, a não-identificação com a identidade criminal. Os apenados que possuem uma maior tendência à institucionalização são os que possuem traços psicopáticos, história familiar de abandono, valores absorvidos do meio, história pregressa de passagens por instituições de custódia, perda de vínculos familiares, carreira criminal prévia e ausência de prospecção. Concluí-se considerando a necessidade de criação de penas alternativas para os crimes de menor monta, assim como de um trabalho de intervenção precoce para os detentos em processo de institucionalização

Estrutura, agência e interpretação: elementos para uma abordagem recursiva do processo de institucionalização

Machado-da-Silva,Clóvis L.; Fonseca,Valéria Silva da; Crubellate,João Marcelo
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
A teoria neo-institucional tem sido caracterizada por alguns estudiosos do campo dos estudos organizacionais como uma abordagem supostamente determinística. Demonstramos no presente ensaio teórico que tal caracterização não pode ser impingida à perspectiva neo-institucional de maneira generalizada, mas apenas a uma leitura dicotômica dela, típica de visões monoparadigmáticas do processo de institucionalização. A partir dessa demonstração, defendemos a idéia da teoria institucional como teoria multiparadigmática. Para tanto, apresentamos argumentos em favor de uma abordagem recursiva do processo de institucionalização, ressaltando que as noções de estrutura, agência e interpretação são mais apropriadamente tratadas quando definidas como elementos fundamentais da institucionalização como processo recorrente, garantido e condicionado, não determinado, por certo grau de estabilização dos sistemas sociais. Concluímos o ensaio com considerações metodológicas sobre as conseqüências do uso da proposta de abordagem sistêmico-processual recorrente da institucionalização para o desenvolvimento de pesquisas no campo dos estudos organizacionais.

Estrutura, agência e interpretação: elementos para uma abordagem recursiva do processo de institucionalização

Machado-da-Silva,Clóvis L.; Fonseca,Valéria Silva da; Crubellate,João Marcelo
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
A teoria neo-institucional tem sido caracterizada por alguns estudiosos do campo dos estudos organizacionais como uma abordagem supostamente determinística. Demonstramos no presente ensaio teórico que tal caracterização não pode ser impingida à perspectiva neo-institucional de maneira generalizada, mas apenas a uma leitura dicotômica dela, típica de visões monoparadigmáticas do processo de institucionalização. A partir dessa demonstração, defendemos a idéia da teoria institucional como teoria multiparadigmática. Para tanto, apresentamos argumentos em favor de uma abordagem recursiva do processo de institucionalização, ressaltando que as noções de estrutura, agência e interpretação são mais apropriadamente tratadas quando definidas como elementos fundamentais da institucionalização como processo recorrente, garantido e condicionado, não determinado, por certo grau de estabilização dos sistemas sociais. Concluímos o ensaio com considerações metodológicas sobre as conseqüências do uso da proposta de abordagem sistêmicoprocessual recorrente da institucionalização para o desenvolvimento de pesquisas no campo dos estudos organizacionais.

Processo de institucionalização do curso de administração pública a distância em uma Universidade Federal

Alves,Rosália Rodrigues; Castro,Cleber Carvalho de; Souto,Cleverton Luiz
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Este trabalho objetivou analisar o processo de institucionalização do curso de graduação em administração pública a distância da Universidade Federal de Lavras e, especificamente, analisar as fases do processo de institucionalização e identificar evidências de isomorfismo e legitimação. Para tanto, o estudo baseia-se na teoria de Tolbert e Zucker (1998) que subdivide o processo de institucionalização em três distintas fases: habitualização, objetificação e sedimentação. Para a coleta de dados, realizaram-se entrevistas semiestruturadas com os coordenadores do curso, do Centro de Educação a Distância e do departamento de Administração e Economia, totalizando 11 entrevistas. Essas foram gravadas e transcritas. Após a transcrição, realizou-se análise de conteúdo temática com o apoio do software livre Weft QDA (Qualitative Data Analysis). De uma forma geral, pode-se perceber que está ocorrendo o processo de institucionalização do curso de administração pública a distância, apresentando um estágio moderado de habitualização e objetificação, e um estágio de baixa sedimentação. Nesse processo, evidenciaram-se o isomorfismo coercitivo e a legitimidade regulativa.

A difícil institucionalização da política de extensão na universidade : um estudo de caso

Silva, José Alexandre da
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.05%
O estudo trata da reforma da política de extensão na UFRPE, iniciada em 2004, e das condições que se mostraram associadas ao processo de institucionalização dessa política. A alteração no jogo de forças políticas na instituição ensejou experiências inovadoras nessa área e avanços significativos no redirecionamento das ações, mas os indicadores sociais de institucionalização da política de extensão permanecem baixos. Na suposição de que o processo se inscreve nas redes de relações sociais, serviu de referência à hipótese de trabalho, a teoria do capital social que coloca em destaque as redes de cooperação, de confiança e solidariedade como condições para mobilização da ação coletiva. Trata-se de um estudo de caso, desenvolvido segundo metodologia qualitativa, incluindo no instrumental utilizado a análise documental, entrevistas e reuniões/oficinas com pequenos grupos na unidade investigada. Os resultados da pesquisa destacam: a mobilização do capital social como recurso de poder, na Universidade e a formação do bloco de poder que assegurou apoio e sustentação a proposta de mudança na extensão; o baixo grau de institucionalização da política de extensão, apesar do capital social mobilizado. São conclusões do estudo: a) a mobilização do capital social gera a participação política que constitui mecanismo indispensável à implantação da mudança na política institucional; b) o processo de institucionalização da mudança requer a convergência dos diversos atores/grupos/parceiros da instituição e alianças em torno dos objetivos e do alcance das medidas propostas; c) a fragilidade do capital social para gerar...

O Campo de Estudo do Turismo no Brasil e os Indícios de sua Institucionalização Científica: Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu – 2000 a 2006

Momm, Christiane Fabíola; Santos, Raimundo Nonato Macedo dos
Fonte: VI Seminário da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo Publicador: VI Seminário da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.05%
Objetiva investigar a institucionalização científica do campo de estudo do Turismo no Brasil, a partir das referências bibliográficas das dissertações produzidas em quatro Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu, no período de 2000 a 2006. Utiliza-se de técnicas e métodos bibliométricos e cienciométricos para as representações gráficas. O corpus é constituído de 334 referências bibliográficas, organizadas com base nas dissertações, sendo 151 referentes à Universidade do Vale do Itajaí/SC, 97 à Universidade Anhembi-Morumbi/SP, 59 à Universidade Caxias do Sul/RS e 27 ao Centro Universitário Una/MG. As análises das representações gráficas sinalizaram que a institucionalização social do campo aponta instabilidade no total de docentes no período de 2000 a 2006. Na institucionalização cognitiva do campo de estudo apresenta-se instabilidade nas linhas de pesquisa existentes e alto grau de dispersão quanto à aderência de docentes nas linhas de pesquisa nos programas. As considerações reforçam a necessidade de reflexões para que ocorra a institucionalização científica plena do campo de estudo do Turismo no Brasil.

O conhecimento científico em turismo no Brasil: indícios de institucionalização científica a partir dos cursos de pós-graduação (stricto sensu) - período de 2000 a 2006

Momm, Christiane Fabíola; Santos, Raimundo Nonato Macedo dos
Fonte: X ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Publicador: X ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.1%
Investiga os indícios de institucionalização científica do campo de estudo do Turismo e áreas correlatas no Brasil, a partir das referências bibliográficas das dissertações produzidas em quatro programas de pós-graduação, no período de 2000 a 2006 por meio de métodos e técnicas bibliométricas e cienciométricas. Caracteriza-se como estudo exploratório, descritivo, qualitativo, apoiado nas ferramentas, técnicas e métodos bibliométricos e cienciométricos. O corpus foi constituído por 334 referências bibliográficas, sendo 151 referentes à Universidade do Vale do Itajaí/SC, 97 referentes à Universidade Anhembi-Morumbi/SP, 59 referentes à Universidade Caxias do Sul/RS e 27 referentes ao Centro Universitário Una/MG. As análises das representações gráficas pautadas nas bases teóricas geraram os seguintes resultados: a institucionalização social do campo aponta instabilidade na estrutura dos programas, sinalizando o total de docentes que orientaram as dissertações e o total das linhas de pesquisa existentes no período de 2000 a 2006. Sobre a institucionalização cognitiva do campo de estudo, sinaliza-se que há alto grau de dispersão quanto às classes temáticas e linhas de pesquisa do programa de mestrado em Turismo e Hotelaria da Univali/SC...

Cultura organizacional como apoio à institucionalização de processos de software; Organizacional Culture as a Lever to Software Process Institutionalization

FERNANDES, Patrícia Gomes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência da Computação; Ciências Exatas e da Terra - Ciências da Computação Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência da Computação; Ciências Exatas e da Terra - Ciências da Computação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Many organizations are applying efforts to improve their software processes, in face of the premisse that states that the quality of the processes used to develop and maintain software has a major influence over the products generated. These efforts are typicaly in the form of software process improvement (SPI) initiatives, with the general objetive defining and/or improving software processes, as well as institutionalizing them. Nevertheless, once it involves changes in the way of work of organizations, SPI provokes changes in organizational culture, and is impacted by this culture. This is reflected in SPI literature, that presents organizational culture as a critical success factor in SPI implementation. The focus of this research is the investigation of the correlation between organizational culture and the effectiveness of SPI initiatives. In order to do this, two fundamental questions were considered: (a) how the culture of an organization can influence the degree of institutionalization of a defined/improved software process, and (b) what can be done to increase the degree of institutionalization of a defined/improved software process, once this institutionalization involves a cultural change. To accomplish this, a case study was conducted in two software organizations (where only one of them institutionalized its software process) with the purpose of analysing how their cultural profiles may have influenced in these different outcomes. It was also conducted a search to identify recommendations for cultural change in Organizational Culture literature. The application of these recommendations was evaluated in a comparative way in both organizations. Additionaly...

Estudo do impacte da institucionalização em lares na satisfação das necessidades humanas fundamentais : perspectiva dos idosos residentes

Ferrão, Sónia Alexandra da Silva
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.13%
RESUMO O envelhecimento populacional, nos países ditos “desenvolvidos”, tem sido largamente discutido a nível internacional pelas suas implicações económicas, sociais e de saúde. Uma das prioridades de intervenção face a este fenómeno é promover o aumento de pessoas idosas autónomas inseridas no seu contexto social e familiar habitual. No entanto, nem sempre esse objectivo é atingido e a muitas pessoas idosas restam os lares, ou preferem-nos, como opção de alojamento e de satisfação das necessidades humanas fundamentais. O principal objectivo deste estudo foi procurar saber se a institucionalização no lar teve impacte na satisfação habitual das necessidades humanas fundamentais das pessoas idosas. Como objectivos secundários pretendeu-se complementar esta informação com alguns aspectos relacionados com o processo de institucionalização e perceber se existem diferenças significativas no que respeita ao sexo, grupo etário ou tempo de internamento. Foram incluídas no estudo 125 pessoas com 65 ou mais anos, residentes em 15 lares com alvará de iniciativa privada, pertencentes à Região de Lisboa e Vale do Tejo, no distrito de Setúbal. Os dados foram obtidos através de um questionário construído para o efeito pela autora. As principais conclusões do estudo apontaram para um impacte negativo da institucionalização na satisfação habitual de algumas necessidades que se enquadram no plano social...

Institucionalização e infância : vivências e representações das crianças

Paiva, Wídia Suerlândia Marinho
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Dissertação de mestrado em Sociologia da Infância; A institucionalização das crianças constitui-se como uma das respostas da sociedade para as proteger em situações de violação dos seus direitos. A necessidade de compreender as crianças institucionalizadas como sujeitos de direitos, competentes, ativos e com voz nas decisões que afectam as suas vidas, assume um especial significado para estas crianças se considerarmos que as implicações da institucionalização nas suas vidas não se limitam ao período da sua vivência no contexto da instituição, iniciando-se antes da institucionalização e, muito possivelmente, continuando após a sua desinstitucionalização. Esta investigação teve por objetivo estudar qual o significado que as crianças institucionalizadas atribuem a uma instituição de acolhimento, a partir da sua voz. O trabalho de campo realizou-se num Lar de Crianças e Jovens, com 21 crianças de ambos os sexos, com idade entre os 6 aos 11 anos. A investigação é de caráter qualitativo, tendo recolhido a informação através da observação participante, entrevista-conversa, registro em vídeo e desenhos. As informações analisadas foram discutidas e interpretadas, tendo como quadro de referência teórico a sociologia da infância. Os resultados obtidos...

Conselhos nacionais: elementos constitutivos para sua institucionalização; Texto para Discussão (TD) 1951: Conselhos nacionais: elementos constitutivos para sua institucionalização; National councils: constituent elements for its institutionalization

Lima, Paula Pompeu Fiuza; Alencar, Joana Luiza Oliveira; Ribeiro, Uriella Coelho; Cruxên, Isadora Araujo; Souza, Clóvis Henrique Leite de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.13%
Espaços de interlocução entre Estado e sociedade têm se tornado parte integrante da estrutura de gestão de políticas públicas desde o início do processo de redemocratização no Brasil. A ideia de institucionalização da participação é central na literatura sobre espaços participativos. Este trabalho busca contribuir para o debate ao elaborar um conceito de institucionalização para conselhos nacionais e identificar na literatura aspectos comumente associados à institucionalização da participação. A partir disso, o trabalho elenca variáveis importantes para operacionalizar o conceito proposto. Estas variáveis foram sistematizadas e atribuído um valor, formando um índice, sendo possível classificar 21 conselhos e três comissões nacionais de acordo com o nível de institucionalização. Espera-se que o estudo abra caminhos para análises futuras sobre os impactos da institucionalização no funcionamento dos conselhos nacionais.; 24 p. : il.

A institucionalização científica do campo da Moda no Brasil: estudo baseado nas instituições, produtores e produtos científicos

Trevisol Neto, Orestes; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.26%
O interesse desta pesquisa está voltado para a análise da institucionalização científica no campo da Moda concentrando-se nos agentes, locais e processos de produção e comunicação científica. Os pressupostos que mobilizam o desenvolvimento desta pesquisa estão alicerçados na crença que os agentes, as instituições produtoras e a própria produção científica são responsáveis pela consistência científica do campo e pelo seu nível de institucionalização. A pesquisa busca resposta para a seguinte questão: como se configura a institucionalização científica nesse campo? A pesquisa teve como objetivo geral analisar a institucionalização científica do campo da Moda no Brasil e como objetivos específicos: a) identificar as instituições formais do campo da moda no Brasil (cursos de graduação, pós-graduação, revistas, associação de pesquisa, eventos, grupos de pesquisa); b) Identificar os pesquisadores do campo da moda; c) Caracterizar a produção bibliográfica nesse campo (artigos, livros, capítulos de livros, trabalhos em eventos, dissertações de mestrado e teses de doutorado); d) Verificar se é possível relacionar a existência e consolidação das instituições científicas e a produção científica desse campo. A pesquisa possui caráter descritivo e exploratório...

REORGANIZAÇÃO BUROCRÁTICA, INSTITUCIONALIZAÇÃO E GOVERNANÇA CORPORATIVA: UM ESTUDO EM UMA EMPRESA DE ECONOMIA MISTA

Avelar Jr, Odilardo Viana
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares"; Pesquisa Histórica; Telematizada e Revisão de Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Esta pesquisa aborda o estudo das relações existentes entre burocracia, institucionalização e governança corporativa. A pesquisa é exploratória, descritiva, bibliográfica e utilizou os recursos da telemática. Primeiro, foram apresentadas algumas teorias que evidenciam a readequação dos instrumentos burocráticos para atender as necessidades dos sistemas organizacionais, em decorrência de transformações em seus ambientes. Em seguida, os fundamentos da Teoria da Institucionalização. Posteriormente, foi apresentado o conceito de governança corporativa, que nesse estudo aparece como instrumento importante de reformulação dos fundamentos da estrutura burocrática, com sua institucionalização nas organizações, como método de gestão e controle da realização de objetivos estratégicos. Finalmente, foi realizado o estudo de caso sobre a Cia de Água e Esgoto do Ceará - Cagece. Os resultados mostraram que essa sociedade de economia mista, quando foi criada, se apresentou como uma inovação, que foi institucionalizada como um novo arranjo estrutural de tipos de empresas federais e estaduais. Ao adotar a governança corporativa, a Cagece confirmou que a reorganização burocrática apareceu em seu processo de modernização...