Página 1 dos resultados de 937 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Antecipação da estação reprodutiva em ovelhas da raça Churra Galega Bragançana. Inseminação artificial

Fernandes, Sofia Mónica
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
Este ensaio foi realizado com o intuito de comparar a eficácia de dois tratamentos hormonais distintos na antecipação da estação reprodutiva – progestagénios + eCG (Grupo Controlo) vs. melatonina + progestagénios + eCG (Grupo Melatonina) –, em ovelhas da raça Churra Galega Bragançana. Por outro lado, procurou-se avaliar a aplicabilidade da técnica de inseminação artificial (IA) cervical às ovelhas desta raça. A rentabilidade das explorações ovinas é fortemente condicionada pela sazonalidade reprodutiva. Conhecer os mecanismos fisiológicos subjacentes a esta mesma sazonalidade reprodutiva e saber manipular os factores hormonais e/ou comportamentais capazes de contrapor os seus efeitos negativos é algo particularmente importante. Por outro lado, a escolha da técnica da inseminação artificial, com o intuito de melhorar a gestão produtiva e reprodutiva dos efectivos, deve ter em conta os objectivos a alcançar e a realidade técnica de cada exploração. Na componente experimental deste trabalho foram utilizadas todas as ovelhas do rebanho ovino da ESAB, ou seja, um total de 69 ovelhas da raça Churra Galega Bragançana. No início do mês de Março, 36 destas ovelhas receberam um implante subcutâneo de melatonina (18 mg). Sessenta e cinco dias depois...

Análise da performance reprodutiva em porcas inseminadas com duas técnicas diferentes de inseminação artificial

Reis, Augusto Manuel Caroço Fragoso Dos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
A inseminação artificial surge como técnica reprodutiva em espécies de animais de produção no início do séc. XX. Só em meados dos anos oitenta do mesmo século, a inseminação artificial deu os primeiros passos em Portugal e nos dias de hoje é uma ferramenta fundamental na reprodução da suinicultura moderna em Portugal e no resto do mundo. Dentro da inseminação artificial destacam-se duas técnicas que são as mais utilizadas neste momento nas diversas explorações de suínos, a técnica de inseminação pós-cervical e a técnica cervical, sendo que a técnica pós-cervical permite utilizar metade da dose da cervical e com isso obter vantagens económicas e maior difusão do progresso genético. O objectivo deste trabalho foi permitir a comparação da taxa de fertilidade e prolificidade obtidas com a utilização de cada uma das técnicas, assim para a técnica pós-cervical obteve-se uma taxa de fertilidade média de 95,28%, e uma prolificidade de 11,93 leitões nascidos por porca. Na técnica cervical a taxa de fertilidade foi de 96,4% e a prolificidade média foi de 11,64 leitões nascidos por porca. No entanto, as diferenças registadas não são significativas em termos de resultados reprodutivos, o que permite concluir que não há diferenças estatisticamente significativas entre os resultados das duas técnicas de IA. Assim sendo...

Inseminação artificial e sincronização de cio em bovinos

Pereira, Viviana Cabral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
A pecuária nacional tem capacidade de aumentar suas produções e intensificar suas criações. Uma das maneiras é aumentando o uso da inseminação artificial. A inseminação artificial tem restrições quanto ao uso já que necessita de manejo diferenciado, longo período de trabalho, mão-de-obra tecnificada durante este período e visualização de cio muito precisa. A inseminação artificial em tempo fixo pode ser uma alternativa para massificar o uso desta tecnologia. As fêmeas bovinas têm um complexo sistema de regulação hormonal, sendo diferenciado em novilhas, vacas paridas e vacas vazias. Podemos utilizar alguns destes hormônios (progesterona, benzoato de estradiol, prostaglandina, eCG e GnRH) visando fazer a sincronização de cio. Alguns protocolos de sincronização estão disponíveis e já foram testados, obtivendo diferentes resultados, como Ovsynch e IATF. Podemos concluir que cada categoria animal com suas próprias peculiaridades tem um protocolo de sincronização que mais se adapta a ela.; A national livestock is able to increase their production and enhance their creations. One way is by increasing the use of artificial insemination. Artificial insemination has restrictions on the use because it relies on differential management...

Inseminação artificial pós-cervical em primíparas suínas; Post cervical artificial insemination in primiparous sows

Sbardella, Pedro Ernesto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
Este estudo avaliou a performance reprodutiva de primíparas suínas submetidas à inseminação artificial pós-cervical (IAPC) comparada à inseminação artificial cervical (IAC). A dificuldade na introdução do cateter, ocorrência de sangue ou refluxo durante a inseminação e o volume e o total de células refluídas até 60 minutos após a inseminação também foram avaliados. As fêmeas foram homogeneamente distribuídas, de acordo com a perda de peso na lactação, duração da lactação, número de leitões desmamados, intervalo desmame-estro e nascidos totais no parto anterior, em dois tratamentos: IAPC (n=165) com 1,5 x 109 células espermáticas em 45 ml e IAC (n=165) com 3 x 109 células espermáticas em 90 ml. Foi realizada ultrassonografia transabdominal em tempo real no momento em que as fêmeas apresentaram estro e 24 horas após a última inseminação. Não houve diferença entre os tratamentos na taxa de parto e no tamanho da leitegada (P > 0,05). O sucesso na passagem do cateter intra-uterino em todas as inseminações foi possível em 86,8% (165/190) das fêmeas inicialmente selecionadas para o tratamento IAPC. A dificuldade na introdução do cateter em pelo menos uma inseminação não afetou a performance reprodutiva das fêmeas do tratamento IAPC (P > 0...

Inseminação artificial pós-cervical em tempo fixo em porcas recebendo pLH no início do estro; Fixed-time post cervical artificial insemination in sows receiving pLH at estrus onset

Fontana, Diogo Luiz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
Inseminação artificial em tempo fixo (IATF) associada à inseminação artificial pós-cervical (IAPC) permite uma maior utilização de machos geneticamente superiores e uma redução expressiva de mão de obra na produção de suínos. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência da IATF de acordo com diferentes protocolos de (IA), usando pLH - hormônio luteinizante suíno - como indutor da ovulação. Um total de 597 matrizes desmamadas com detecção de estro realizada uma vez ao dia (08:00) foram alocados em três tratamentos: Controle (n = 199) - primeira inseminação realizada no início do estro (0 h) e repetida a cada 24 h, durante o estro; IATF1 (n = 199) - fêmeas receberam 5 mg (4 ml) i.m. de pLH no início do estro, e foram inseminadas 24 horas depois, e IATF2 (n = 199) – fêmeas receberam 5 mg de pLH mas foram inseminadas no início do estro (0 h) e 24 horas depois. Foram realizadas IAPC com doses homospérmicas (1,5 x 109 de espermatozoides totais/50 ml) em todos os tratamentos. O tratamento hormonal não afetou o intervalo do início do estro à ovulação (P> 0,05). O número de inseminações foi de 2,9, 1,0 e 2,0 para Controle, FTAI1 e FTAI2 respectivamente. Não houve diferença entre os tratamentos para taxa de parto e leitões nascidos totais (P> 0...

Efeito do meloxicam sobre as taxas de concepção de vacas da raça holandesa, de alta produção, submetidas à transferência de embrião, inseminação artificial e inseminação artificial em tempo fixo

Ranieri, Andressa Lavezzo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 103 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do meloxicam sobre a taxa de concepção inicial (TCi), final (TCf) e perda gestacional (PG) de vacas Holandesas de alta produção submetidas à Transferência de Embrião (TE) Inseminação Artificial (IA) e Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). Na TE foram utilizadas, como receptoras de embrião, 492 vacas em lactação repetidoras de serviço. Na IA (n=312) e IATF (n=336) foram incluidas no estudo somente fêmeas recém paridas (com pelo menos 60 dias em lactação). Todas as fêmeas foram avaliadas e alocadas em um de dois grupos experimentais: Grupo Controle (GC) e Grupo Tratado (GT). O tratamento consistiu na administração i.m. de meloxicam injetável 2% (0,5mg/kg de peso) nos dias 7, 8 e 9 após a inovulação das receptoras de embrião, e nos dias 14, 15 e 16 da possível gestação das fêmeas submetidas a IA e IATF. Amostras de sangue foram colhidas nos D14 e D21 para posterior dosagem de progesterona (P4). O diagnóstico de gestação ocorreu aos 25-38 e 39-52 dias. O tratamento com o antiinflamatório não incrementou as TCi, TCf e tampouco diminuiu a PG em nenhuma das três biotecnologias. Contudo...

Efeito do meio diluidor e da dose inseminante sobre a congebilidade e fertilidade do sêmen bovino utilizado em programas de inseminação artificial em tempo-fixo(LATF)

Crespilho, André Maciel
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 124 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; A despeito das inúmeras variáveis que influenciam direta e indiretamente a fertilidade das fêmeas bovinas, a qualidade das amostras seminais exerce um papel importante na determinação das taxas de concepção dos programas de inseminação artificial. Os objetivos dessa pesquisa foram comparar a efetividade de dois diluidores de criopreservação de sêmen bovino no processamento de amostras seminais apresentando diferentes concentrações espermáticas em relação aos índices de congelabilidade determinados laboratorialmente (Experimento I) e as taxas de concepção proporcionadas por cada metodologia quando utilizada em programas de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos (Experimento II). No Experimento I foram utilizados 14 ejaculados de diferentes touros da raça Nelore. Cada ejaculado foi fracionado em oito alíquotas iguais, submetidas a criopreservação com os diluidores Tris-gema de ovo-frutose (meio TRIS) e MKA nas concentrações de 12, 25, 50 e 100 milhões de espermatozóides totais por mililitro de meio, formando oito grupos experimentais em função das variáveis diluidor e concentração. As amostras foram descongeladas a 46 ºC por 20 segundos...

Avaliação da técnica de inseminação artificial intrauterina em fêmeas caninas por videolaparoscopia com sêmen fresco e descongelado

Alves, Aracélle Elisane
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xii, 72 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV; O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de concepção em cadelas após inseminação artificial intrauterina por videolaparoscopia. Um total de 20 cadelas foram inseminadas, sendo 10 com sêmen fresco e 10 com sêmen congelado. Os animais se encontravam em estro natural e sob acompanhamento da citologia vaginal. Quando aproximadamente 90% das células se apresentaram cornificadas, foram realizadas dosagens séricas de progesterona afim de se determinar o momento exato da inseminação. Três machos foram utilizados como doadores de sêmen e as coletas foram realizadas por manipulação digital. Após coleta o ejaculados foram analisados quanto ao volume, motilidade, vigor e concentração espermática. Para a inseminações utilizando sêmen fresco, a coleta foi realizada momentos antes do procedimento, e o sêmen acondicionados em banho–maria a 37°C até o momento da inseminação. Amostras destinadas a inseminação com sêmen descongelado, obtiveram mesmo processo de análises após coleta, seguindo para o processo de congelação, permanecendo congeladas por no mínimo uma semana, e então descongeladas momentos antes do procedimento. De acordo com os concentrações séricas de progesterona...

Inseminação artificial com sêmen fresco e sua aplicabilidade como biotecnologia da reprodução na espécie ovina

Denadai, Renan
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
With the increasing development of the brazilian sheep production, the producer was forced to achieve higher production rates. The use of artificial insemination has been shown as an important biotechnological tool in animal breeding. Among the various existing techniques, the superficial cervical insemination with fresh semen is demonstrating fertility rates between 70 and 80% (AISEN, 2008), in addition to its applicability, it does not require sophisticated equipment or manpower to highly specialized implementing these plans greater possibility in your job to maximize reproduction and greater dissemination of superior genetic material on the property. This study aims to address aspects of artificial insemination with fresh semen in sheep and its applicability in commercial herds biotechnology as a tool in assisted reproduction; Com o crescente desenvolvimento da ovinocultura brasileira o produtor viu-se obrigado a atingir melhores índices produtivos. A utilização da inseminação artificial vem se mostrando importante ferramenta biotecnológica da reprodução animal. Dentre as diversas técnicas existentes, a inseminação cervical superficial com sêmen fresco vem demonstrado taxas de fertilidade entre 70 e 80 % (AISEN, 2008)...

Inseminação artificial em caprinos de raça Serrana: análise de parâmetros reprodutivos

Romão, Patrícia; Bernardes, M.; Carolino, Nuno; Pardal, Paulo
Fonte: Associação Portuguesa dos Engenheiros Zootécnicos Publicador: Associação Portuguesa dos Engenheiros Zootécnicos
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /11/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.82%
O presente trabalho teve como objectivo avaliar o impacto do recurso à inseminação artificial (IA), como técnica de beneficiação, em caprinos de raça Serrana, ecotipo Ribatejano, explorados na região do Ribatejo, durante a época de Primavera. Pretendeu-se avaliar em que medida o recurso à IA pode influenciar parâmetros reprodutivos, como a fertilidade e a prolificidade, e a forma como os referidos parâmetros podem ser influenciados por diversos factores, nomeadamente a exploração, o ano, a idade da cabra, o tipo de beneficiação e o tipo de inseminação, uterina (IU) ou cervical (IC). O estudo teve por base dados oficiais de registos reprodutivos obtidos entre os anos de 1999 e 2004. Os dados utilizados, disponibilizados pela ACORO, foram obtidos em cinco explorações de animais inscritos no RZ da região do Ribatejo, e reportam-se a 286 IA e 1332 montas naturais (MN). Relativamente à fertilidade, comparou-se esta em relação aos dois tipos de beneficiação utilizados (IA e MN), bem como para o método de inseminação praticado (IU e IC). No caso da prolificidade procedeu-se à comparação entre o tipo de parto (simples e múltiplo). Avaliou o efeito de da exploração, tipo de beneficiação e idade sobre os referidos parâmetros reprodutivos...

Efeito do método de inseminação artificial no desempenho reprodutivo de porcas

Silva, Nuno Filipe Gomes da
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.98%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Pretendeu-se com este estudo avaliar as vantagens e desvantagens de diferentes metodologias de inseminação artificial disponíveis no mercado em condições de utilização prática de uma exploração de grandes dimensões. Mais concretamente, foram avaliadas as diferenças no que diz respeito aos valores de fertilidade e prolificidade para os diferentes métodos. Os valores de fertilidade encontrados foram de 82,8% para a inseminação dita “clássica”, 89,2% para a inseminação com albardas e de 73,5% para a inseminação com os novos cateteres GEDIS. No que diz respeito à prolificidade os resultados obtidos foram de 11.6  0.711 para a inseminação dita “clássica”, 9.8  0.765 para a inseminação com albardas e de 10.7  0.765 para a inseminação com os novos cateteres GEDIS, no entanto estas diferenças de valores não se revelaram estatisticamente significativas. Quanto às diferenças no que diz respeito ao tempo de inseminação os valores obtidos foram 5 min e 23 s para a inseminação dita “clássica”, 5 min e 46 s para a inseminação com albardas e de 2 min e 32 s para a inseminação com os novos cateteres GEDIS. Os elementos recolhidos e presentes neste estudo contribuem para a caracterização das diferentes metodologias...

Inseminação artificial em éguas : estudo da utilização de uma dose reduzida de sémen congelado em diferentes locais de deposição

Moreira, Joana Cabral da Gama de Alpoim
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 15/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; O tema foi escolhido devido à utilização cada vez maior de sémen congelado na clínica equina e da necessidade de se reduzir a quantidade de sémen utilizado devido ao seu custo e também por vezes pela sua escassez. De modo a maximizar a fertilidade dos cavalos que se reproduzem por inseminação artificial, o número total de espermatozóides com motilidade progressiva por dose deve ser 300-500 x 106 para sémen fresco e o dobro para sémen que vai ser transportado (Samper, 2005). Embora não exista uma dose padrão para o sémen congelado, a fertilidade diminui quando o número total de espermatozóides com motilidade progressiva é inferior a 250 x 106 por dose (Samper, 1999). Mais ainda, a inseminação de éguas na junção útero-tubárica é uma técnica que tem sido eficaz quando se reduz o número de espermatozóides usados por inseminação (Squires et al, 2000). Assim sendo, o objectivo deste trabalho foi comparar as taxas de gestação em éguas inseminadas com uma redução da dose convencional de sémen congelado em locais diferentes de inseminação: corpo uterino vs corno uterino, usando o método guiado por via transrectal. Com sémen de seis garanhões diferentes foram inseminadas oito éguas...

Resposta inflamatória uterina em éguas submetidas a inseminação artificial

Carmona, Julieta Maria Peixoto
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 30/09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.89%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A inseminação artificial de éguas resulta invariavelmente numa resposta inflamatória uterina transitória e fisiológica cuja função é eliminar o excesso de espermatozóides, plasma seminal, diluidores e microrganismos do lúmen uterino. Esta inflamação é caracterizada por um influxo de polimorfonucleares neutrófilos (PMNs) para o lúmen uterino. A sua presença e magnitude pode ser diagnosticada através de ecografia uterina transrectal em combinação com citologia, cultura e/ou biópsia endometrial. São vários os intervenientes neste fenómeno. Os espermatozóides equinos activam o complemento, incitando a quimiotaxia e migração de PMNs para o lúmen uterino. Maiores concentrações espermáticas correspondem a um estímulo quimiotático mais exuberante. O plasma seminal aparenta possuir tanto a capacidade de suprimir (in vitro) como de estimular (in vivo) a migração dos PMNs. A sua presença numa dose inseminante reduz a duração da resposta inflamatória uterina após inseminação artificial (IA). Já o papel dos diluidores é ainda desconhecido, mas a sua infusão simples é passível de resultar numa inflamação uterina. Estudos recentes sugerem que a inseminação de doses com 80 mL (volume médio do ejaculado de garanhão) resultam numa maior inflamação uterina. Contrariamente ao postulado...

Condução da reprodução em suínos : análise zootécnica e estudo comparativo de técnicas de inseminação artificial

Sena, Ana Luísa Gonçalves de
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. Instituto Superior de Agronomia Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. Instituto Superior de Agronomia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/11/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.97%
Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica / Produção Animal; Neste trabalho, pretendeu-se expor e caracterizar as performances reprodutivas e produtivas do efectivo de porcas de uma suinicultura industrial em ciclo fechado. Realizou-se igualmente um ensaio experimental comparativo de métodos de inseminação artificial. Neste ensaio foram avaliadas as diferenças no que diz respeito aos valores de fertilidade e prolificidade das porcas, cobertas por inseminação artificial cervical, inseminação pós-cervical com cateter de esponja e a inseminação artificial pós-cervical com cateter em espiral (kubus). Para tal utilizou-se um total de 123 porcas, distribuídas por 41 grupos de 3 porcas que foram inseminadas por um dos três métodos de inseminação em estudo. Na análise zootécnica das performances produtivas e reprodutivas das porcas, verificou-se que a época do ano (Verão, Outono, Inverno e Primavera) de cobrição das porcas não afectou os parâmetros reprodutivos e produtivos das porcas. Após a 3ª parição, verificou-se uma melhoria acentuada do intervalo entre partos, no intervalo desmame cobrição fecundante e na produtividade. No triénio 2008-2010 observou-se uma redução do intervalo desmame cobrição fecundante e do intervalo entre partos e do número de leitões por ninhada mas...

O efeito de alguns factores na eficiência da inseminação artificial em tempo fixo em bovinos de carne

Raimundo, Inês da Silva
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A partir de 385 IATF realizadas em fêmeas bovinas de carne foram estudados os efeitos de diversos factores: tipo de inseminação artificial (IA), técnico de inseminação, intervalo entre a descongelação da palhinha de sémen e a deposição da dose no aparelho reprodutor da vaca, factores ambientais, número de partos e idade das vacas, intervalo parto-IA e raça na eficiência da técnica, medida objectivamente através da taxa de gestação. Todas as fêmeas foram sujeitas a um protocolo de sincronização de ovulação do tipo CO-Synch modificado, com recurso a um dispositivo intravaginal de libertação controlada de fármaco (CIDR) e gonadotrofina coriónica equina (eCG). A taxa de gestação foi calculada com base no diagnóstico de gestação, realizado através de ecografia cerca de 30 dias após a IA. Verificou-se que o tipo de IA (intracornual profunda, à entrada do corpo do útero ou cervical) não influenciou a taxa de gestação (p≥0,05), tal como o número de partos e idade da fêmea, intervalo parto-IA e a raça (p≥0,05). Os factores ambientais temperatura mínima, média e máxima, humidade relativa, velocidade do vento e precipitação também não exerceram influência na taxa de gestação (p≥0...

Avaliação da eficiencia economica da inseminação artificial em tempo fixo e da inseminação convencional de femeas bovinas pluríparas corte

Silva, Ailson Sebastião da
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.99%
Avaliou-se neste experimento as taxas de gestação após inseminação artificial em tempo fixo (IATF) de 297 vacas pluríparas com cria ao pé, com média de 52,4 ±10,7 dias de pós-parto, escore corporal médio (ECC) 5,84 ±0,79, sincronizadas através de tres tratamentos: CIDR, CRESTAR, CRESTAR + aplicação de 400 UI de eCG. As taxas de gestação após a 1a. inseminação não apresentaram diferenças quando avaliadas pelo teste de qui-quadrado (x²) p > 0,05, apresentando valores de 44,74, 45,70 e 43,48%, porém apresentaram diferenças no final da estação de monta (p < 0,05), após o acasalamento com touros, com valores de 80,24, 61,42 e 65,21%, respectivamente para CIDR, CRESTAR, CRESTAR + eCG. Os tres protocolos apresentaram resultados favoráveis para inseminação artificial em tempo fixo, em vacas pluríparas com cria ao pé, porém, o tratamento CIDR apresentou melhor taxa de prenhez ao final do repasse com touros (p < 0,05). O objetivo deste experimento foi avaliar o custo da prenhez da inseminação artificial convencional (IA) e da inseminação artificial em tempo fixo (IATF), de 124 vacas mestiças, pluríparas, escore corporal médio 6,50 ± 1,00 com média de 62,00 ± 21,00 dias de pós-parto, em uma estação reprodutiva de 35 dias...

Recursos humanos na inseminação artificial em bovinos de corte

Russi, Lívia dos Santos
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
Foram avaliados os dados de 2.276 fêmeas bovinas submetidas à inseminação artificial convencional (n=413) ou em tempo fixo (n=1.863), mantidas em sistema extensivo de criação em três propriedades rurais do Brasil Central, sendo registrados: ordem da inseminação, raça, categoria, escore de condição corporal (ECC), tipo de inseminação, touro, raça do touro, partida e inseminador, utilizando o teste do Qui-quadrado para verificar o efeito destas variáveis sobre a taxa de gestação (TG). Para caracterizar o perfil dos profissionais atuantes nestes programas foram realizadas entrevistas com 40 administradores e 30 inseminadores, cujos dados foram analisados através de correlação de Spearman, análises de variância e freqüência de respostas. Adicionalmente, 21 inseminadores foram entrevistados e classificados em função da TG obtida (CLTG), com o intuito de avaliar o efeito do nível de satisfação das necessidades individuais sobre os seus resultados em programas de inseminação. Foram realizadas análises de variância considerando o efeito da CLTG e da fazenda sobre as demais variáveis, com comparação das médias pelo teste de Duncan. A associação entre o nível de atendimento das necessidades e a TG foi estimada através da correlação de Spearman e da análise de componentes principais...

Comparação da eficiência reprodutiva da inseminação artificial cervical e da inseminação artificial pós-cervical em suínos

Garcia, Elga
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.92%
O presente trabalho tem como objectivo comparar os resultados reprodutivos de uma nova técnica de inseminação artificial (IA), inseminação arlificial pós cervical (IPC) com a técnica de inseminação artificial cervical (IC), e verificar a viabilidade técnica e económica da introdução desta nova téc1úca numa exploração de suínos. Para a realização do trabalho, utilizaram-se 100 porcas resultantes de cruzamentos com as seguintes raças: Landrace, Large White e Chinois e 2 varrascos resultantes do cruzm11ento de Pietrain e Dmoc. Todas as porcas eram multíparas, sendo distribuídas de fonna aleatória pelas duas téc1úcas. Foram utilizadas doses de sémen do mesmo varrasco e do mesmo lote de recolha, nas duas técnicas, contendo um número de espem1atozóides (SPZ) por dose de 4 * 1 09 (I C) e 2 * 1 09 (IPC). Não foram observadas diferenças significativas entre tratamento.s para os principais parâmetros reprodutivos estudados entre as duas técnicas, sendo: a taxa de fertilidade de 82% para (IC) e 88% para (IPC); a média de leitões nascidos vivos foi 10,9 para (I C) e 1 I ,3 para (IPC), a média de leitões nascidos mortos foi 1,2 para (TC) e 1,0 para (IPC) e a média de leitões mumificados foi 0...

Dilatadores hormonais cervicais utilizados na inseminação artificial transcervical em substituição a inseminação artificial laparóscopica na espécie ovina.

Cardoso Neto, Bianor Matias
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
66.87%
O estudo teve como objetivo avaliar alternativas para viabilizar a técnica de inseminação artificial (IA) transcervical na espécie ovina. Foram utilizadas 114 ovelhas Santa Inês distribuídas em cinco grupos (G), sendo: G1 - IA transcervical sem utilização de dilatador cervical (n=23); G2 - IA transcervical com aplicação de 500UI de ocitocina, 11h antes da IA, por via intramuscular (IM) (n=23); G3 - IA transcervical com aplicação de 1mg de estrógeno, 11h antes da IA, IM (n=22); G4 - IA transcervical com aplicação de 0,0375mg de prostaglandina F2 (PGF2), 11h antes da IA, IM (n= 23) e G5 - IA por laparoscopia (n=23). As fêmeas tiveram seus estros sincronizados utilizando esponjas intravaginais com acetato de medroxiprogesterona durante seis dias e foram inseminadas 50h após a retirada das esponjas, com sêmen fresco diluído. Houve diferença no tempo gasto para realização da IA (P<0,05), sendo menor para o grupo inseminado por laparoscopia, com média de 4`13``, comparado aos demais grupos 1, 2, 3 e 4, com duração de 5`54``; 5`37``; 5`37`` e 5`27``, respectivamente. A taxa de gestação para o grupo inseminado por laparoscopia foi de 68,18%, superior (P<0,05) aos grupos 1, 2, 3 e 4, que apresentaram taxa de gestação de 30...

A inseminação artificial em bovinos no norte de Minas Gerais: uma abordagem parcial

Santos, Hugo Pereira; Gonçalves, Guilherme Alfredo Magalhães; Gonçalves, Maria Cecília Magalhães; Gusmão, Jéssica Oliveira; Freitas, José Henrique Aparecido Amarante de; Murta, Jose Eduardo Jardim
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS. Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
Objetivou-se determinar o perfil de pecuaristas do norte de Minas Gerais, quanto ao conhecimento da inseminação artificial, sua utilização e tipo de inseminação utilizada. O delineamento utilizado foi pesquisa exploratória, que considerou aspectos quantitativos (f e %) de respostas oriundas de um questionário semi-estruturado, utilizado para entrevistar criadores de gado de cor­te e leite no norte do estado de Minas Gerais. O procedimento de análise dos dados foi realizado por meio de estatística descritiva em planilha eletrônica do Excel. Foram entrevistados 27 produtores da região do norte de Minas, sendo que 63% e 29,6% eram criadores de gado de corte e leite respectivamente. Cerca de 7,4% dos entrevistados se dedicam as duas atividades. 96,3% dos entrevistados declarou conhecer a técnica, demonstrando que essa biotec­nologia, já está difundida na região. Quanto à utilização da técnica de inse­minação, 40,74% dos entrevistados afirmam utilizar em suas propriedades, enquanto 59,26% declararam não utilizar. Conclui-se que os produtores do norte de Minas Gerais possuem conhecimento da técnica de inseminação artificial, sendo apenas 3,7% diz não ter conhecimento. 40,74% dos produ­tores que afirmaram utilizar alguma técnica de inseminação...