Página 1 dos resultados de 111 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O papel do Serviço de Polícia Municipal da Maia na prevenção de crimes rodoviários

Rodrigues, Alice Maria Jesus
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.39%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de licenciada em Criminologia; As estatísticas sobre os crimes rodoviários mostram que estes têm vindo a aumentar, significativamente, nos últimos 10 anos. Contudo, pouco se tem avançado sobre a sua prevenção, quer a nível nacional, quer a nível local. Perante esta realidade, o presente trabalho centra-se nos crimes rodoviários, no Concelho da Maia. Utiliza-se métodos de investigação qualitativa e quantitativa, com recurso ao focus group e ao inquérito por questionário. O objetivo da investigação é perceber quais as representações sociais, dos munícipes da Maia, relativamente ao Serviço da Polícia Municipal da Maia na execução das suas funções e na prevenção dos crimes rodoviários. Espera-se que os resultados obtidos vão de encontro com a literatura e que permitam desconstruir crenças relativamente às funções e competências do Serviço de Polícia Municipal da Maia na prevenção dos crimes rodoviários.

As agentes da Polícia de Segurança Pública e as limitações de progressão na carreira policial

Borges, Elisa Pinheiro
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.39%
Dissertação de Mestrado em Estudos sobre as Mulheres apresentada à Universidade Aberta; O presente estudo aborda a temática da mulher no trabalho, na Polícia de Segurança Pública e a conciliação da sua vida familiar com a vida profissional. O primeiro impulso para a escolha do tema foi o facto de ser muito parca a investigação neste âmbito, tendo como universo as mulheres polícias, aliado ao facto de estarmos perante uma população com características muito particulares. Como são estruturadas as carreiras profissionais das mulheres que ingressam na Polícia de Segurança Pública? Este é o nosso principal problema de investigação. Assim, através de um inquérito por questionário enviado, por via postal, a uma amostra de elementos femininos com funções policiais, distribuída pelo território nacional (continente e ilhas), quisemos obter a resposta ao problema levantado. Procurámos saber quais as razões que as impedem de progredir na carreira profissional, quais as expectativas que tinham no início da vida profissional relativamente à mesma e quais as suas limitações para o conseguirem. Os resultados obtidos indicam-nos que um grande número de mulheres escolhe exercer funções em serviços de tipo administrativo...

Ordem social, Polícia Civil e justiça criminal na cidade de São Paulo (1889-1930)

Souza, Luís Antônio Francisco de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 179-204
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
The article aims to review the discussion on police role within institutional reform in São Paulo First Republic implementation. The main argument refers to the formation of brazilian judicial system and to the continuity of the debate on public policies reforms, administration of justice and police control over lower social classes, by means of a criminalization of the poverty. The judicial administration was reformed, but that opened space for police institutions to act without constraints. Despite theses changes, state institutions were also used by tradicional social elites in neo-patrimonial ways, allowing the maintenance of unlawful practices within the system.; O presente artigo retoma a discussão sobre o papel da polícia na reforma institucional iniciada na Primeira República, em São Paulo. O argumento central diz respeito à formação das instituições judiciais brasileiras, à continuidade do debate sobre políticas públicas e administração da justiça, bem como o papel da polícia no processo de criminalização das classes populares. No período, a administração da justiça sofreu várias reformas que, aos poucos, permitiram mais espaço para a ação das institui- ções policiais. A área criminal, de forma constante...

Polícia Municipal: Complementaridade ou Autonomia

Pinto, André
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/08/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
O aumento da criminalidade tem sido um fenómeno incontestável nos últimos anos. A manutenção da ordem e da tranquilidade pública de Portugal depende, essencialmente, de uma boa articulação e coordenação das várias Forças e Serviços de Segurança que promovem um dos fins teleológicos do Estado: a segurança. Todavia, o aumento das atribuições em matéria de polícia administrativa e judiciária que têm sido acrescentadas à Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Pública são diversas, ficando estas instituições sobrecarregadas de missões que por vezes não podem ser cumpridas integralmente, em virtude da escassez dos meios humanos e materiais. Em 1997, a IV Revisão Constitucional veio permitir aos municípios a criação de corpos de polícia administrativa para darem uma resposta mais eficaz às comunidades, na qualidade de cooperação com a Força de Segurança local. Estes serviços, designados por Polícias Municipais, têm vindo a aumentar nos diversos concelhos portugueses. O presente estudo, que constitui simultaneamente um Trabalho de Investigação Aplicada, tem como principal objectivo analisar a eficácia que as Polícias Municipais poderão trazer para o Sistema de Segurança Interna caso prossigam de modo exclusivo as suas competências administrativas definidas por lei enquanto polícia administrativa especial...

O papel do inquérito policial no processo de incriminação no Brasil: algumas reflexões a partir de uma pesquisa

Misse,Michel
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este artigo apresenta questões derivadas da experiência obtida com a pesquisa sobre o inquérito policial no Brasil, coordenada pelo autor. Argumentando que não se deve confundir o modelo do inquérito policial existente no Brasil com a mera investigação policial, o autor sustenta que, no inquérito brasileiro, reúnem-se atribuições próprias à polícia e atribuições que, em outros países, são cumpridas sob o controle direto do Ministério Público ou do instituto do Juizado de Instrução. Com isso, o inquérito brasileiro passa a ser um extraordinário dispositivo de poder nas mãos dos delegados de polícia, uma peça que tende a prevalecer durante todo o processo legal de incriminação.

Inquérito policial, sistema de justiça criminal e políticas públicas de segurança: dilemas e limites da governança

Ratton,José Luiz; Torres,Valéria; Bastos,Camila
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
Este artigo apresenta e analisa os resultados de pesquisa realizada em Pernambuco sobre o inquérito policial. O foco principal foi o trabalho policial e a produção do inquérito policial relativo a homicídio, tentando entender as peculiaridades históricas, institucionais e culturais de sua existência e as conseqüências do atual modelo de inquérito policial para o funcionamento da Polícia Civil e do Sistema de Justiça Criminal e para as Políticas Públicas de Segurança.

O inquérito policial em questão: situação atual e a percepção dos delegados de polícia sobre as fragilidades do modelo Brasileiro de investigação criminal

Azevedo,Rodrigo Ghiringhelli de; Vasconcellos,Fernanda Bestetti de
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.63%
O presente artigo discute, inicialmente, o modelo de investigação criminal pré-processual adotado no Brasil, tendente a reforçar um perfil burocrático e bacharelesco em detrimento das atividades de investigação policial. São discutidas as relações institucionais que se estabelecem entre a Polícia Civil e as demais instituições do Sistema de Segurança Pública e Justiça Criminal e conclui-se que a falta de integração sistêmica entre os diferentes âmbitos da Justiça Criminal acaba por multiplicar as fontes de tensão entre os seus agentes e compromete a eficiência do sistema como um todo. Por fim, são apresentados trechos de entrevistas realizadas com Delegados de Polícia atuantes na cidade de Porto Alegre - RS, no intuito de apreender as percepções desses operadores do Sistema Penal a respeito dos dilemas enfrentados para a produção da investigação, tanto na relação com as demais instituições, quanto pelas precariedades materiais e humanas que se evidenciam na Polícia Civil gaúcha.

O monstro contemporâneo: notas sobre a construção da pedofilia como "causa política" e "caso de polícia"

Lowenkron,Laura
Fonte: Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Publicador: Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.39%
Baseado em uma etnografia da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, no Senado Federal brasileiro, e das investigações da Polícia Federal em torno das redes de pornografia infantil na internet, o objetivo do artigo é analisar as correlações entre a construção da "pedofilia" como causa política e caso de polícia e a consequente produção do "pedófilo" como novo monstro contemporâneo. Na arena pública da CPI, especial atenção é conferida à centralidade das emoções e ao uso político das imagens de pornografia infantil. Nas investigações policiais, por sua vez, o foco é direcionado para a ação policial de identificação dos "fatos" e incriminação do "culpado". Por fim, é discutida a hipótese de que os principais "alvos" da "cruzada antipedofilia" são responsabilizados não tanto pelo que eles fazem (divulgar, trocar, distribuir ou adquirir, possuir, armazenar imagens pornográficas envolvendo menores de idade), mas pelo que suas ações revelam sobre seus desejos e os perigos que estes representam, sugerindo que esse é um dos principais motivos que explicam a frequente confusão e sobreposição das categorias "pornografia infantil na internet" e "pedofilia" nos discursos públicos.

Serviço policial do estado do Rio de Janeiro, ou, guia dos delegados, subdelegados, commissarios de policia e carcereiros do mesmo estado...

Bastos, José Tavares
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.52%
José Tavares Bastos, filho de Joaquim Tavares Bastos, nasceu em 1813, na cidade de Alagoas, então pertencente à capitania de Pernambuco. Iniciando seus estudos na cidade natal, matriculou-se, em 1831, na Academia de Olinda, recebendo o grau de Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, em 18.11.1836. Em 1837, em ato do Presidente da província, foi nomeado Juiz de Direito da comarca de Atalaia, cargo que exerceu até princípios de 1839. Exerceu vários cargos e em fevereiro de 1885, foi nomeado Ministro do Supremo Tribunal de Justiça. Havendo atingido a idade de setenta e cinco anos, foi aposentado nesse cargo em 1889. Tavares Bastos foi distinguido pelo Governo imperial com a comenda da Ordem da Rosa, em 1866, o título do Conselho, em 1867, e a Grã-Cruz da Ordem de Cristo, em 1889. O Conselheiro José Tavares Bastos faleceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 08.08.1893.; Constitui um compêndio aliando teoria, composta de disposições legais e regulamentares que vigoraram a respeito do Serviço Policial do Estado do Rio de Janeiro, e prática, consistindo em muitos modelos, seguindo o formulário adotado pelos Guias dos Delegados e Subdelegados de Policia, dos Inspectores de Quarteirão, Direito e Praxe Policial adotado à época.

O inquérito policial na investigação de parlamentar = Police inquiry in parliamentary investigation

Gomes, Rodrigo Carneiro
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.57%
Estuda o inquérito policial na investigação de parlamentares.

As misérias do inquérito policial: a produção da investigação criminal na cidade de Porto Alegre - RS

Foscarini, Léia Tatiana
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.62%
A presente dissertação, vinculada à linha de pesquisa Criminologia e Controle Social, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com o apoio do CNPq, tem como tema o papel do inquérito policial no processo de elucidação e processamento de crimes, e a forma como são desencadeados os procedimentos por meio dos quais a seletividade policial se verifica, tendo como objeto de pesquisa empírico inquéritos policiais em fase de desenvolvimento e já remetidos pela autoridade policial à outras instâncias, bem como a etnografia de delegacias de polícia na cidade de Porto Alegre. A pesquisa procurou aprofundar a investigação sobre o controle do crime através do modelo tradicional de resposta à criminalidade atualmente adotado no Brasil, buscando compreender o lugar da investigação policial no contexto do sistema de justiça criminal e as possíveis alternativas visando ao aperfeiçoamento institucional tanto no sentido de uma maior eficiência, quanto da efetivação das garantias e dos direitos fundamentais do cidadão investigado. O tema proposto foi desenvolvido através de pesquisa bibliográfica e de campo, análise de inquéritos policiais e produção de dados quantitativos a partir deles; entrevistas e etnografia em delegacias de polícia. Para a produção dos dados primários foi adotado um recorte temporal referente ao período compreendido entre os anos de 2007 e 2008...

A POLÍCIA JUDICIÁRIA E O MINISTÉRIO PÚBLICO NA INVESTIGAÇÃO CRIMINAL

ANTÔNIO DE ANDRADE BOTTINO JUNIOR, MARCO
Fonte: CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA Publicador: CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.58%
O tema objeto de pesquisa surgiu a partir da análise do sistema jurídico atual, no qual se verifica, de forma de clara, a existência restritos paradigmas doutrinários acerca do assunto. Muito se estuda sobre a fase judicial do processo criminal, isto é, após o início da ação penal pelo Ministério Público ou pelo particular, no caso, o ofendido, trazendo a errônea impressão de que a fase pré-processual não influi de forma significativa para o deslinde da fase posterior, notadamente em razão do entendimento de que o inquérito policial não é imprescindível para o oferecimento da denúncia ou da queixa-crime. No entanto, levando-se em consideração que para que o processo atinja sua finalidade, qual seja, a responsabilização e a consequente condenação do autor da infração penal, tanto no âmbito criminal quanto na esfera cível, não se dependerá tão somente dos atos processuais que vierem a ser realizados após o oferecimento da denúncia ou da queixa-crime, mas sim de todo um trabalho realizado preliminarmente pela polícia judiciária ou por um ente extrapolicial, mister se faz que haja um estudo concernente à fase investigatória criminal, demonstrando, de forma precisa, a importância da atuação dos órgãos incumbidos da apurar a materialidade delitiva de uma infração penal e sua respectiva autoria. No decorrer do presente trabalho...

O conflito de atribuição entre as polícias civil e militar para apurar o inquérito dos crimes dolosos contra a vida de civil praticados por militar estadual de serviço

Pedro, Felipe Ruggeri
Fonte: Universidade de Passo Fundo Publicador: Universidade de Passo Fundo
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
Atualmente, ocorre um conflito de atribuição entre as Polícias Civil e Militar, quando da ocorrência de crimes dolosos contra a vida praticados por militar estadual em serviço, onde, em tese, ambas seriam competentes para apurar as investigações ou inquérito, sendo esta divergência o ponto chave da pesquisa que aqui se demonstrará, já que a lei não é taxativa e deixa brechas para interpretações contrárias, no caso, por parte da Polícia que efetuará o inquérito. A pesquisa revela o entendimento de vários autores quanto a princípios do direito, à análise do que seja a justiça militar, o que são crimes dolosos contra a vida e como pode se resolver o problema proposto - o conflito de atribuição das Polícias em apurar o inquérito dos crimes dolosos contra a vida de civil, praticado por militar estadual em serviço, através da análise da Constituição Federal, de Emendas Constitucionais, leis e trabalhos doutrinários. No trabalho, foi utilizada a metodologia procedimental bibliográfica, que consiste em consultas que contêm material jurídico relativo ao tema, material já publicado, constituído principalmente de livros, jurisprudências, artigos publicados, periódicos e consultas, via meio eletrônico...

A (im)possibilidade de arquivamento da notitia criminis pelo delegado de polícia com fundamento no princípio da insignificância

Nascimento, Verônica Belé do
Fonte: Universidade de Passo Fundo Publicador: Universidade de Passo Fundo
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
36.39%
Buscou-se através do presente trabalho realizar uma análise jurídico-social sobre a aplicação do Princípio da Insignificância pela Autoridade Policial. Para tanto, estudou-se os aspectos e características da Persecução Penal, assim como sua origem e contexto atual. Abordou-se o Princípio da Insignificância e outros relacionados, expondo suas características, conceitos e requisitos de aplicação no sistema jurídico atual, embasados na doutrina e jurisprudência do Direito Penal Brasileiro. Embora haja correntes doutrinárias divergentes sobre aplicabilidade e o momento de aplicação do referido princípio, pacífico é o entendimento de que não interessa ao Direito Penal Brasileiro punir lesões mínimas ou insignificantes que não ferem a ordem jurídica e social. Da mesma forma, realizou-se um estudo sobre as atribuições e funções do Delegado de Polícia, dentre estas, destacou-se a função garantista da Autoridade Policial, que não deve mais ser encarada apenas por seu lado repressivo, e sim como garantidor da cidadania plena e dos direitos fundamentais, sem desproteger o cidadão e o Estado Democrático de Direito. Concluiu-se que o delegado de polícia embora ainda não possa embasar o arquivamento da notitia criminis com base no princípio da insignificância...

Aspectos teóricos da importância da atuação da defensoria pública no inquérito policial à luz da interpretação constitucional

Silva, Jammes Carneiro da
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O objetivo do trabalho é examinar os aspectos teóricos da importância da atuação da Defensoria Pública no decorrer do inquérito policial, considerando os parâmetros interpretativos estabelecidos pela Constituição Federal. As peculiaridades da interpretação constitucional, estabelecidas com a consolidação dos direitos fundamentais e com a criação das garantias institucionais são tomadas como referência para a análise. O trabalho está dividido em quatro partes: a primeira analisa a natureza da interpretação constitucional com detalhamento da origem dos direitos fundamentais e da relevância das garantias institucionais. A segunda apresenta a história e o papel desempenhados pela Polícia e pela Defensoria Pública. A terceira parte compreende a análise das ideologias das instituições estudadas. Os resultados desse estudo corroboram o entendimento teórico de que a atuação cooperativa da Polícia e da Defensoria Pública viabilizariam a concretização da ampla defesa na fase da investigação preliminar, além de considerar em termos práticos que tanto as ideologias como a história de cada instituição ainda precisam ser superadas com investimentos estatais e esforços de interação para possibilitar a existência da defesa no inquérito policial. A quarta aborda a importância da atuação da Defensoria Pública como instrumento para viabilizar a defesa como direito fundamental...

O poder do ministério público na investigação criminal realizada pela polícia civil estadual.

Sousa, Bruno Alfredo de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.72%
O presente artigo versa sobre o estudo da competência do Ministério Público para atuar na investigação criminal direta. E tem como objetivo expor o conflito existente entre a Polícia Judiciária e o Ministério Público diante da investigação criminal. Parte da doutrina defende que o órgão ministerial tem competência para presidir inquérito. O artigo inicialmente descrever alguns pontos importantes acerca do Ministério Público, como aspectos históricos, desde a Constituição Federal do Império até a atual carta magna, conceitos, funções institucionais e demais competências relacionadas aos serviços de investigação de crimes, e aborda a estrutura do inquérito policial e a organização da Polícia Judiciária, expondo as diferentes teses doutrinarias sobre a sua evolução em nosso ordenamento jurídico, e suas atribuições a ele conferidas pela constituição vigente. Por fim, apresenta-se o foco central do estudo, o poder do Ministério Público na investigação criminal realizada pela Policia Civil Estadual.; Direito

Police and exclusion in the judiciary culture; Polícia e exclusão na cultura judiciária

Lima, Roberto Kant de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1997 POR
Relevância na Pesquisa
46.39%
The objective of this paper is show that the institutional role of the police is influenced by the view that the police institution develops formally and unformally in the judiciary system. Opposite to the conceptions which thinks that the police is in charge for the social preventive control and so, been autonomous in front of the Public Prosecutor and the Judiciary, it will al be shown that this institutional role is related to different ways of producing judiciary trues to the judiciary system of each country.; O trabalho pretende argumentar que o papel institucional da polícia é influenciado pela posição particular que a instituição policial ocupa formal e informalmente no sistema judiciário. Ao contrário das concepções que vêem a polícia como encarregada do exercício de formas de controle social preventivo e portanto com autonomia frente à Promotoria e ao Judiciário, também será mostrado que esta posição institucional está relacionada às diferentes formas de produção de verdades judiciárias válidas para o sistema judiciário criminal de cada país.

O Papel do Inquérito Policial no Processo de Incriminação no Brasil: algumas reflexões a partir de uma pesquisa

Misse, Michel; Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este artigo apresenta questões derivadas da experiência obtida com a pesquisa sobre o inquérito policial no Brasil, coordenada pelo autor. Argumen­tando que não se deve confundir o modelo do inquérito policial existente no Brasil com a mera investigação policial, o autor sustenta que, no inquérito bra­sileiro, reúnem-se atribuições próprias à polícia e atribuições que, em outros países, são cumpridas sob o controle direto do Ministério Público ou do instituto do Juizado de Instrução. Com isso, o inquérito brasileiro passa a ser um extraor­dinário dispositivo de poder nas mãos dos delegados de polícia, uma peça que tende a prevalecer durante todo o processo legal de incriminação.  

Inquérito policial, Sistema de Justiça Criminal e políticas públicas de segurança: dilemas e limites da Governança

Ratton, José Luiz; Universidade Federal de Pernambuco - UFPE; Torres, Valéria; Universidade Federal de Pernambuco - UFPE; Barbosa, Camila; Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Este artigo apresenta e analisa os resultados de pesquisa realizada em Pernambuco sobre o inquérito policial. O foco principal foi o trabalho policial e a produção do inquérito policial relativo a homicídio, tentando entender as peculiaridades históricas, institucionais e culturais de sua existência e as conse­qüências do atual modelo de inquérito policial para o funcionamento da Polícia Civil e do Sistema de Justiça Criminal e para as Políticas Públicas de Segurança.

O Inquérito Policial em Questão – Situação atual e a percepção dos Delegados de Polícia sobre as fragilidades do modelo brasileiro de investigação criminal

Azevedo, Rodrigo Ghiringhelli de; Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul - PUCRS; Vasconcellos, Fernanda Bestetti de; Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul - PUCRS
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
O presente artigo discute, inicialmente, o modelo de investigação criminal pré-processual adotado no Brasil, tendente a reforçar um perfil buro­crático e bacharelesco em detrimento das atividades de investigação policial. São discutidas as relações institucionais que se estabelecem entre a Polícia Civil e as demais instituições do Sistema de Segurança Pública e Justiça Criminal e conclui-se que a falta de integração sistêmica entre os diferentes âmbitos da Justiça Criminal acaba por multiplicar as fontes de tensão entre os seus agentes e compromete a eficiência do sistema como um todo. Por fim, são apresentados trechos de entrevistas realizadas com Delegados de Polícia atuantes na cidade de Porto Alegre - RS, no intuito de apreender as percepções desses operadores do Sistema Penal a respeito dos dilemas enfrentados para a produção da investi­gação, tanto na relação com as demais instituições, quanto pelas precariedades materiais e humanas que se evidenciam na Polícia Civil gaúcha.