Página 1 dos resultados de 3596 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Efeito da inoculação de uma bactéria endofítica fixadora de nitrogênio (Acinetobacter sp. ICB117) no desenvolvimento da cana-de-açucar (Saccharum sp. variedade SP791011).; Effect of a nitrogen-fixing endophytic bacterium (Acinetobacter sp.) in sugarcane (Saccharum sp.) growth.

Kleingesinds, Carolina Krebs
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O presente estudo teve por objetivo analisar os efeitos da inoculação de Acinetobacter sp. ICB117 no desenvolvimento da cana-de-açúcar variedade SP791011. As plantas foram cultivadas a partir de toletes com uma gema e fornecidas pelo Centro de Tecnologia Canavieira. Aos 30 dias de idade, foram submetidas aos seguintes tratamentos: controle (C) sem inoculação e solução de Hoagland sem nitrogênio; nitrato (N) sem inoculação e solução de Hoagland com nitrato (15 mM); bactéria (B) inoculação bacteriana e solução de Hoagland sem nitrogênio; bactéria + nitrato (BN) inoculação bacteriana e solução de Hoagland com nitrato (15 mM). Antes da realização da inoculação, foi inserido em ICB117 um plasmídio que contém um gene de expressão para o GFP. O material vegetal foi coletado mensalmente (2 coletas), sendo os seguintes parâmetros analisados: altura, nº de folhas, massa seca, composição de aminoácidos na seiva xilemática, razão C/N das raízes e folhas, atividade da nitrato redutase foliar, assimilação máxima de CO2 e estimativa da população endofítica de ICB117.; Acinetobacter sp. ICB117 is a nitrogen-fixing bacterium isolated from Brazilian sugarcane (Saccharum sp. variety SP791011) which releases amino acids...

Inoculação de Azospirillum spp. em sementes de genótipos de milho cultivados no Rio Grande do Sul; Inoculation of Azospirillum spp. In seeds of maize cultivars cropped on south Brazil

Quadros, Patrícia Dörr de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
Bactérias diazotróficas podem fixar nitrogênio e produzir auxinas, substâncias responsáveis pelo estímulo ao crescimento das plantas, podendo reduzir a utilização de fertilizantes nitrogenados na cultura do milho. Para testar esta hipótese, este trabalho teve como objetivo avaliar a inoculação de espécies de Azospirillum em sementes de genótipos de milho cultivados no estado do Rio Grande do Sul. A atividade experimental foi realizada em três etapas, tendo a primeira etapa o objetivo de selecionar em vasos, cultivares de milho eficientes na associação com uma espécie de Azospirillum, que resultou na seleção de dois híbridos cujo desempenho foi avaliado com a inoculação de uma mistura de três espécies de Azospirillum (segunda etapa - em vasos). A terceira etapa foi realizada em campo, em um Argissolo Vermelho Distrófico típico, onde três híbridos foram testados em tratamentos com e sem inoculação e adubação nitrogenada com o objetivo de avaliar a campo as características agronômicas das plantas. O genótipo de milho influenciou na associação entre as bactérias e as plantas. A inoculação de bactérias diazotróficas aumentou o volume das raízes nas cultivares avaliadas. As raízes das plantas apresentaram maior população de diazotróficos do que os colmos. A inoculação a campo aumentou o rendimento da massa seca da parte aérea híbridos AS 1575 e SHS 5050.; Diazotrophic bacteria are able to fix nitrogen and produce auxins which are substances which increase plant growth reducing the use of nitrogen fertilizers. To test this hypothesis...

Co-inoculação de Rhizobium tropici e Azospirillum brasilense em feijoeiro cultivado sob duas lâminas de irrigação: produção e qualidade fisiológica de sementes

Peres, Amanda Ribeiro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 71 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; The average yield of beans in Brazil is low. Alternatives that can increase yield in a sustainable manner should be preconized, such as reducing the use of nitrogen fertilizers through the adoption of biological nitrogen fixation. In this scenario, an alternative technique of co-inoculation or also called the mixed inoculation with symbiotic and non-symbiotic bacteria has been studied in leguminous, however there are few studies in field with common bean under the influence of the amount of water irrigated. Thus the objetive of this study was to evaluate the efficiency of inoculation and co-inoculation of common bean with Rhizobium tropici and Azospirillum brasilense under two irrigation depths on production and physiological seed quality. The experiment was performed in the fall/winter of the years 2012 and 2013, in Selviria-MS. A randomized block design in a 5x2 factorial scheme with four repetitions was used. The treatments were constituted by the combination of five forms of nitrogen supply (control non-inoculated with 40 kg ha- 1 of nitrogen in topdressing; control non-inoculated with 80 kg ha- 1 of N in topdressing; A. brasilense inoculation with 40 kg ha-1 of N in topdressing; R. tropici inoculation with 40 kg ha-1 of N in topdressing; and co-inoculation of A. brasilense and R. tropici with 40 kg ha- 1 of N in topdressing) and two irrigation depths (recommended and 75% of the recommended). Was concluded that the co-inoculation...

Inoculação de sementes com Azospirillum brasilense e Rhizobium tropici e adubação nitrogenada em cobertura em feijoeiro de inverno irrigado em sistema plantio direto

Corsini, Daiene Camila Dias Chaves
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 77 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; Due to the high cost of nitrogen fertilization and the limited use of inoculation with nitrogen- fixing bacteria in commun bean, considered inefficient compared to other legumes, technologies that optimize the use of Rhizobium in this culture are fundamental to the pursuit of sustainable production. The use of bacteria of the genus Azospirillum together with Rhizobium may potentiate the nodulation in bean and consequently the crop response to the biological fixation of atmospheric nitrogen. Based on this, the study was conducted in the experimental area, UNESP - Ilha Solteira, located in Selvíria ( MS ) and the Campus of Agronomy UNESP - Ilha Solteira, aiming to verify the development and productivity of bean inoculated with seeds ( T1 - no inoculation, T2 - Azospirillum brasilense, T3 - Rhizobium tropici, T4 - Azospirillum brasilense + Rhizobium tropici ) and doses of nitrogen ( 0, 30, 60, 90 and 120 kg ha -1 ) was used to experimental design was randomized blocks arranged in a 4x5 factorial scheme with four replications in a field experiment and 3 replications in laboratory experiment. It was concluded that: a coinoculação with A. brasilense + R. tropici bean plants greater mass of roots and increased the number of pods and the mass of shoots increased up to a dose of 86 kg ha -1 N in 2012...

Manejo da adubação fosfatada da aveia preta e do consórcio milho/capim Marandu com inoculação por Azospirillum brasilense em sistema plantio direto

Dickmann, Lourdes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 86 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; The growth of cultivated areas under no-tillage system in Brazil, is increasingly diversifying the ways in which production systems are deployed and managed. The high expenditure on agricultural inputs cause the production has high costs. Thus, the growing interest in the use of inoculants that in its composition have bacteria that promote plant growth, especially the search for sustainable agriculture with less environmental pollution combined with lower production costs. There fore, this study aimed to verify in a Oxisoil under irrigated conditions in the Cerrado: 1) the effect of phosphorus fertilization and inoculation with and without Azospirillum brasilense in oat seeds on their nutrition and dry matter shoots and roots yield; 2) to evaluate the residual effect of phosphate and decomposition of oat straw on growth and yield of corn with and without inoculation with A. brasilense and Marandu grass in the consortium; 3) after the period simulating the fence pasture (60 days after the corn harvest), assess the chemical and nutritional quality of Marandu grass, and the effect of their trash on the production components and winter bean productivity in succession ; and 4) the end of each crop cycle to evaluate the effect of treatments on soil fertility. The experimental design was a randomized block design with four replications in a factorial scheme 5 x 2...

Inoculação pré-semeadura de sementes de soja

Munhoz, André
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 19
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Projeto acadêmico (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Curitibanos. Ciências Rurais.; A soja é uma leguminosa originaria da China e do Japão e é uma das culturas mais importantes como alimento e economicamente para o Brasil. Sabendo disso, busca-se aumentar a produtividade principalmente através de maior disponibilização de nutrientes dos quais a soja necessita para um bom desenvolvimento. Dentre eles, o nitrogênio é o nutriente mais requerido por esta cultura, podendo ser fornecido na forma mineral, orgânica ou pela fixação biológica de nitrogênio (FBN). A técnica da FBN consiste em deixar as bactérias em contato com as raízes no qual tem a função de captar o N da atmosfera e disponibilizar a planta de uma forma que ela associe e possa utilizar. No Brasil, a grande maioria da área cultivada com soja utiliza-se da FBN para suprimento integral de nitrogênio através do uso de inoculantes comerciais à base de bactérias do gênero Bradyrhizobium. Entretanto, quando sementes tratadas são inoculadas, a semeadura deve ser feita em um período de no máximo 24 horas para que a sobrevivência das bactérias não seja comprometida. O presente projeto tem como objetivo testar o uso de um aditivo de inoculação em conjunto com bactérias do gênero Bradyrhizobium na inoculação pré-semeadura de sementes de soja (Glycine max). O experimento será realizado no município de Curitibanos-SC...

Estabelecimento de plantas herbáceas em solo com contaminação de metais pesados e inoculação de fungos micorrízicos arbusculares

Carneiro,Marco Aurélio Carbone; Siqueira,José Oswaldo; Moreira,Fátima Maria Souza
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Neste trabalho estudou-se o estabelecimento de plantas herbáceas em solo com contaminação de metais pesados (MP) e inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs). O experimento foi realizado em bandejas, em esquema fatorial 5 x 2, sendo cinco proporções de solo contaminado com MP na ausência e presença de FMAs. Sementes de oito espécies de gramíneas e uma crucífera (mostarda -- Brassica sp.) foram plantadas e cultivadas por 120 dias e avaliadas em dois cortes. No primeiro corte, as gramíneas foram severamente afetadas pela contaminação, e a mostarda foi pouco afetada, mostrando alta tolerância. No segundo corte, o efeito da contaminação foi negligível para as gramíneas, e a inoculação dos FMAs aumentou em 24% a matéria seca destas em relação ao controle sem inoculação. A inoculação teve também efeito positivo na matéria seca das raízes e na colonização micorrízica. Os teores de Cd, Zn e Pb na parte aérea foram maiores na mostarda do que nas gramíneas em ambos os cortes. Apesar de a inoculação não ter efeito no crescimento das gramíneas do primeiro corte, as plantas com inoculação apresentaram maior acúmulo de Zn, Cd e Pb no segundo corte. A maior tolerância da mostarda aos metais pesados permitiu seu crescimento e conseqüente acúmulo de Zn...

Influência do método de inoculação, intensidade do ferimento e idade do fruto na severidade da podridão-de-cratera em melão

Senhor,Rosemberg Ferreira; Câmara,Marcos Paz Saraiva; Prichoa,Liziane de Fátima; Lima,Meyre Barbosa; Sales Junior,Rui; Michereff,Sami Jorge
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
A podridão-de-cratera dos frutos de meloeiro, causada por Myrothecium roridum, vem ocorrendo com freqüência nos plantios da região Nordeste e ocasionando perdas de produção. Foi analisada a influência do método de inoculação (gota, pulverização, gota com ferimento, pulverização com ferimento e injeção subepidérmica), da intensidade (0, 1, 3, 5, 7, 9 e 10 ferimentos) e idade de ferimento (0, 3 e 6 horas) e da idade do fruto (12, 22 e 27 dias) na severidade da podridão-de-cratera em melão dos tipos Amarelo (cv. AF-682) e Honeydew (cv. Orange Flesh), inoculados com três isolados de M. roridum (CMM-609, CMM-636 e CMM-766). A severidade da doença foi influenciada pela interação entre métodos de inoculação, isolados e cultivares. As inoculações por pulverização ou deposição de gota propiciaram maiores lesões nos frutos submetidos a ferimentos. Entretanto, não foram observados sintomas nos frutos sem ferimentos. A inoculação por injeção subepidérmica, apesar de também provocar ferimento no fruto, apresentou lesões menores. A severidade da doença aumentou com o incremento do número de ferimentos, atingindo o máximo com 10 ferimentos. Verificou-se uma tendência de redução da severidade da doença nos frutos com o aumento da idade do ferimento. As lesões foram significativamente menores nos frutos feridos 6 horas antes da inoculação do que naqueles feridos imediatamente antes da inoculação. A idade do fruto não foi determinante para elevação ou redução da severidade da podridão-de-cratera.

Influência da via de inoculação sobre o estabelecimento e a evolução da leptospirose em hamsters (Mesocricetus auratus) experimentalmente infectados com Leptospira interrogans sorovar pomona

Macedo,Nicodemos Alves de; Morais,Zenáide Maria de; Camargo,Cláudio Roberto de Almeida; Alves,Clebert José; Azevedo,Sérgio Santos de; Nümberger Júnior,Rodolfo; Vasconcellos,Sílvio Arruda
Fonte: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Foi investigada a influência da via de inoculação sobre o estabelecimento e a evolução da leptospirose em hamsters (Mesocricetus auratus) experimentalmente infectados com Leptospira interrogans sorovar pomona. As vias de inoculação ensaiadas foram: intraperitoneal, subcutânea, oral, conjuntival e escarificação cutânea. O inóculo infeccioso foi constituído por uma cultura em meio de Fletcher, com 20 a 30 leptospiras por campo microscópio no aumento de 200 vezes. Os animais controle foram inoculados apenas com meio de Fletcher. Foram colhidas amostras de soro sanguíneo e fragmentos de rins na fase agônica da doença ou no 21º dia pós-infecção, quando todos os animais foram sacrificados. Para a pesquisa de leptospiras, foi feito o exame direto com microscopia óptica em campo escuro e cultivo em meio de Fletcher, pela técnica das diluições seriadas. A detecção de aglutininas anti-leptospiras foi realizada pela técnica de soroaglutinação microscópica. A instalação e evolução da leptospirose foram afetadas pela via de inoculação. A via oral foi a menos efetiva em estabelecer a infecção. Não foi observada associação estatística entre a freqüência de portadores e a via de inoculação.

Produtividade do milho em resposta à aplicação de nitrogênio e inoculação das sementes com Azospirillum spp

Cavallet,Luiz Ermindo; Pessoa,Antonio Carlos dos Santos; Helmich,Jaime José; Helmich,Paulo Rogério; Ost,Charles Fabiano
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Em experimento de campo, nas condições de plantio direto em Latossolo Vermelho eutroférrico de fertilidade média a alta, foram testados para o milho (Zea mays, cv. G-159 S da Ciba Sementes) no período de outubro/1997 a março/1998, o aumento de produtividade de grãos, o comprimento de espiga, a altura de plantas e o número de linhas de grão por espiga, por conseqüência da inoculação das sementes com o produto biotecnológico comercial denominado "Graminante", à base de Azospirillum spp. Os tratamentos consistiram em ausência e presença de inoculação de "Graminante", com e sem aplicação de nitrogênio tanto, da semeadura (70 kg ha-1) como em cobertura (70 kg ha-1) consistindo, deste modo, numa distribuição fatorial 2 x 2 x 2, em quatro repetições. A inoculação do "Graminante" aumentou significativamente a produtividade média de grãos, de 5211 para 6067 kg ha-1, ou seja, aumento de 17%, e aumentou o comprimento médio das espigas, de 13,6 para 14,4 cm; a inoculação do "Graminante" não teve efeito sobre o número de linhas de grão por espiga e altura de plantas. A aplicação de nitrogênio na semeadura e/ou em cobertura, não causou efeito sobre a produtividade do milho.

Avaliação de métodos, concentrações de inóculo e idade das plântulas para inoculação de Phytophthora palmivora em mamoeiro

Santos,Tacila Ribeiro; Luz,Edna Dora M.N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Foram realizados três experimentos em delineamento inteiramente casualizado com 10 repetições por tratamento para avaliar três métodos de inoculação de Phytophthora palmivora, cinco concentrações de inóculo e quatro idades de plântulas de mamoeiro, visando testar a resistência à podridão-do-pé. No experimento 1 foram testados: três genótipos - Golden, Kapoho Solo e Calimosa, aos 60 dias após a semeadura; três métodos de inoculação - deposição de 1 mL do inóculo no substrato encharcado (DSE), idem sem encharcamento (DSS) e imersão do sistema radicular em 200 mL de suspensão de zoósporos (ISR) e cinco concentrações de inóculo 5x10³, 10(4), 5x10(4), 10(5) e 5x10(5) zoósporos/mL. No experimento 2, foram avaliados: dois genótipos - Golden e Kapoho Solo; dois métodos (DSE e DSS) e três concentrações (1x10(4), 5x10(4)e 1x10(5) zoósporos/mL). No experimento 3, o efeito da inoculação em diferentes idades das plântulas foi testado, inoculando-se plântulas dos três genótipos aos 45, 60, 75 e 90 dias após a semeadura, pelo método DSS com 5x10(4) zoósporos/mL. O tempo médio de sobrevivência (dias) das plantas após a inoculação foi avaliado e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p>0,05). Assim...

Estabelecimento de plantas herbáceas em solo com contaminação de metais pesados e inoculação de fungos micorrízicos arbusculares.

CARNEIRO, M.A.C.; SIQUEIRA, J.O.; MOREIRA, F.M. de S.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.36, nº 12, p. 1443-1452, dez. 2001. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.36, nº 12, p. 1443-1452, dez. 2001.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Neste trabalho estudou-se o estabelecimento de plantas herbáceas em solo com contaminação de metais pesados (MP) e inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs). O experimento foi realizado em bandejas, em esquema fatorial 5 x 2, sendo cinco proporções de solo contaminado com MP na ausência e presença de FMAs. Sementes de oito espécies de gramíneas e uma crucífera (mostarda - Brassica sp.) foram plantadas e cultivadas por 120 dias e avaliadas em dois cortes. No primeiro corte, as gramíneas foram severamente afetadas pela contaminação, e a mostarda foi pouco afetada, mostrando alta tolerância. No segundo corte, o efeito da contaminação foi negligível para as gramíneas, e a inoculação dos FMAs aumentou em 24% a matéria seca destas em relação ao controle sem inoculação. A inoculação teve também efeito positivo na matéria seca das raízes e na colonização micorrízica. Os teores de Cd, Zn e Pb na parte aérea foram maiores na mostarda do que nas gramíneas em ambos os cortes. Apesar de a inoculação não ter efeito no crescimento das gramíneas do primeiro corte, as plantas com inoculação apresentaram maior acúmulo de Zn, Cd e Pb no segundo corte. A maior tolerância da mostarda aos metais pesados permitiu seu crescimento e conseqüente acúmulo de Zn...

Efeitos da inoculação micorrízica em mudas de gravioleira em solo fumigado e não fumigado.

CHU, E.Y.; MÖLLER, M.R.F.; CARVALHO, J.G. de.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 36, n. 4, p. 671-680, abr. 2001. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 36, n. 4, p. 671-680, abr. 2001.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Formato: il.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Foi realizado um experimento em casa de vegetação para avaliar os efeitos da inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) sobre o crescimento e nutrição de mudas de gravioleira (Annona muricata L.) em Latossolo Amarelo álico, fumigado e não fumigado. A inoculação foi feita durante o transplante; após cinco meses foram avaliados o crescimento e a absorção de nutrientes das mudas. A inoculação aumentou significativamente o crescimento da gravioleira no solo fumigado; o maior incremento foi observado nos tratamentos com Scutellospora heterogama e Gigaspora margarita. A eficiência da inoculação no solo fumigado variou de 594% a 1.348%. Embora o efeito da inoculação tenha sido reduzido no solo não fumigado, G. margarita, Entrophospora colombiana e Gigaspora sp. aumentaram significativamente o crescimento das mudas, e a eficiência da inoculação de 61% foi obtida com G. margarita; S. heterogama não se mostrou eficiente. No solo fumigado, G. margarita e Gigaspora sp. promoveram maior porcentagem de colonização radicular; no entanto, a colonização radicular não diferiu entre tratamentos com inoculação no solo não fumigado. Os teores e conteúdos de nutrientes variaram entre os tratamentos. A gravioleira é uma planta responsiva a FMAs...

Efeitos da inoculação micorrízica e da adubação fosfatada em mudas de Vochysia maxima Ducke.

CHU, E. Y.; YARED, J. A. G.; MAKI, H. J.-I. O.
Fonte: Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 2, p. 157-165, 2004. Publicador: Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 2, p. 157-165, 2004.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.07%
Para verificar os efeitos da inoculação micorrízica e da adubação fosfatada em mudas de Vochysia maxima (quaruba), foi realizado um experimento em casa de vegetação. Testaram-se nove espécies de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs): Gigaspora sp., Acaulospora appendicula, Scutellospora heterogama, Acaulospora sp., Scutellospora sp., Gigaspora margarita, Glomus mosseae, Scutellospora gilmorei e Entrophospora colombiana. A inoculação foi feita pela deposição de solos inóculos de FMAs debaixo da radícula das plântulas, durante a repicagem para copos de plástico de 200 ml, contendo Latossolo Amarelo álico fumigado e não-fumigado. Três meses depois, as mudas foram transferidas para vasos de plástico, contendo 2 kg do mesmo solo, com ou sem a incorporação de fósforo (90 mg/dm3 de solo), na forma de superfosfato simples. O estado nutricional e o crescimento das plantas foram avaliados 12 meses depois da inoculação. As mudas desenvolveram pouco sem aplicação de fósforo, tanto no solo fumigado quanto no solo não-fumigado, mesmo inoculando fungos micorrízicos. Com a aplicação de fósforo, um aumento de 76% em produção de matéria seca foi obtido com a inoculação de Glomus mosseae e Gigaspora sp. no solo fumigado e não-fumigado...

Eficiência agronômica de fontes de fósforo associadas à inoculação com Pseudomonas fluorescens na produtividade de grãos do milho.

CHAVES, D. P.; ZUCARELI, C.; OLIVEIRA JUNIOR, A. de; BALAN, L. C.; PRADO, L. A.; JORDÃO, L. T.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. Uberlândia: SBCS: UFU: ICIAG, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. Uberlândia: SBCS: UFU: ICIAG, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Visando a melhor eficiência agronômica relativa (EAR) do uso dos fertilizantes fosfatados, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito de fontes de P associados à inoculação com Pseudomonas fluorescens via sementes na produtividade de grãos de plantas de milho. O experimento foi conduzido a campo, em esquema fatorial 6x2, em blocos casualizados, com quatro repetições. Foram aplicados 120 kg ha-1 de P via solo por meio de cinco fontes: Superfosfato Triplo (SFT), Gafsa, Itafós, SFT+Gafsa e SFT+Itafós, além do controle (sem P). As sementes foram submetidas a dois níveis de inoculação (com e sem) com Pseudomonas fluorescens da Estirpe 1008. Realizou-se a avaliação da EAR da produtividade de grãos. A inoculação de P. fluorescens no controle resultou em 87% de EAR. As aplicações de SFT+Itafós e SFT+Gafsa podem ser uma alternativa para os sistemas agrícolas, visando a menor utilização de fosfatos acidulados. O desempenho produtivo do milho não foi alterado pelas fontes de P e níveis de inoculação com P. fluorescens.; 2011

Inoculação de silagens de grãos úmidos de milho, em diferentes processamentos.

MORAIS, M. da G.; ÍTAVO, C. C. B. F.; ÍTAVO, L. C. V.; BUNGENSTAB, D. J.; RIBEIRO, C. B.; OLIVEIRA, L. B.; SILVA, J. A. da.
Fonte: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Salvador, v.13, n.4, p.969-981, out./dez., 2012. Publicador: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Salvador, v.13, n.4, p.969-981, out./dez., 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Objetivou-se avaliar os parâmetros fermentativos, a composição química e a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) de silagens de grãos úmidos de milho, confeccionados com ou sem o uso de inoculante microbiano, em diferentes processamentos. No experimento 1, avaliou-se a inoculação de silagens de grãos úmidos de milho triturados, em delineamento inteiramente casualizado. No experimento 2, avaliou-se a inoculação de silagens de grãos úmidos de milho, triturados e laminados, em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2. O material foi ensilado em silos experimentais de PVC (50cm de comprimento e 100mm de diâmetro) e amostras foram tomadas antes e após a ensilagem. No experimento 1, a DIVMS de silagens inoculadas foi superior à de silagens controle, com médias de 80,67 e 79,80%, respectivamente. O pH, N-NH3 (% N-total) e perdas de MS não foram influenciados pela inoculação, com médias de 3,91, 1,19% N-total e 1,18% MS, respectivamente. No experimento 2, não houve influência da inoculação e do processamento sobre a DIVMS, com média de 74,59%. O pH e N-NH3 foram influenciados pela inoculação, com médias de 3,89 vs 3,94 e 0,63 vs 0,72% N-total, para silagens inoculadas e controle...

Efeitos da inoculação de salmonella enteritidis na incubação de ovos embrionados de perus; Effects of salmonella enteritidis in incubation of embryonated turkey eggs

Andrade, Carla Yoko Tanikawa; Andrade, Maria Auxiliadora; Café, Marcos Barcellos; Stringhini, José Henrique; Alcântara, Juliana Bonifácio; Jayme, Valéria de Sá
Fonte: José Henrique Stringhini Publicador: José Henrique Stringhini
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
v.12, n. 2,p.330-338, abr./jun. 2011.; Objetivou-se avaliar o rendimento de incubação, a capacidade de penetração de Salmonella Enteritidis através da casca do ovo e a sua habilidade de colonização do trato gastrintestinal. Foram incubados 400 ovos embrionados de perus da linhagem BUT, distribuídos em quatro tratamentos de 1 00 unidades experimentais: CC e CCA (inoculação com placebo na casca e na câmara de ar, respectivamente); IC e ICA (inoculação com 4,2 X 1 04 UFC/mL de Salmonella Enteritidis na casca e na câmara de ar, respectivamente). Os parâmetros de incubação calculados foram: fertilidade, eclodibilidade total e de ovos férteis, relação peso do peruzinho pelo peso do ovo. A presença de Salmonella foi pesquisada na casca, membrana, albume/gema e embrião de dois ovos por tratamento com um, sete, 1 4, 21 e 28 dias. Após o nascimento, foi determinada a frequência de recuperação do patógeno no mecônio de todas as aves. As variáveis foram analisadas pelos testes de i² e de Fischer. Constatou-se que, durante todo o período de incubação, o agente manteve-se viável em 87,5% e 1 00% das amostras de casca dos tratamentos IC e ICA, respectivamente. Houve migração para o interior dos ovos em 33,33% das amostras analisadas no tratamento IC e em 95...

AVALIAÇÃO DO EFEITO DA INOCULAÇÃO DE Salmonella Enteritidis EM OVOS EMBRIONADOS E EM PERUS DE UM DIA; evaluatiom the effect Salmonella Enteritids inoculation in the embryonated eggs and day old turkeys

ANDRADE, Carla Yoko Tanikawa de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência Animal; Ciências Agrárias - Veterinaria Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência Animal; Ciências Agrárias - Veterinaria
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
This study was divided into two experiments, referring to incubation and early phase. The incubation experiment had as principal aims evaluated incubation yield, the capacity to penetrate through the eggshell and the ability to colonize the gastrointestinal tract. Four hundred fertilized turkey eggs for BUT9 strain were distributed in four treatments: CCS and CCM (inoculation of placebo in eggshell and air cell, respectively); ICS and ICM (inoculation with 4,2 X 104 UFC/mL of Salmonella enterica subspecies enterica sorovar Enteritidis in eggshell and air cell, respectively). Incubation parameters calculated were: fertility, total hatchability, hatchability of fertile eggs and poult yield. Salmonella was examined in eggshell, inner and outer membranes, albumen/yolk, embryo and, after hatched, in meconium in all poult. Qualitative results were analyzed by qui-square test. It was verified that the agent maintained feasible in eggshell during the hole incubation and migrated to egg components. Incubation parameters were not affected by the pathogen inoculated in eggshell. It was also observed that Salmonella Enteritidis inoculated in air cell determined early embryo mortality, while the control treatment influenced the mortality periods in relation with CCS. The intestinal colonization of Salmonella occurred in poults derived from eggshell experimental inoculation. In the second experiment...

Métodos de inoculação e avaliação da resistência de genótipos de soja à Sclerotinia sclerotiorum; Inoculation methods for Sclerotinia sclerotiorum and screening of soybean genotypes for soybean stem white rot

Sagata, Érika
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.14%
A podridão branca da haste da soja causada por Sclerotinia sclerotiorum ocorre mais de um milhão de hectares no Brasil. Esta doença deve ser manejada por métodos de controle integrado, entre eles a resistência genética que deve ser pesquisa. O objetivo do trabalho foi avaliar e definir um método confiável na seleção de genótipos de soja. Quanto ao método de inoculação, o trabalho se baseou em avaliar inoculações realizadas no caule. As metodologias diferiram quanto ao local de inoculação na planta, uso ou não de ferimentos, ou o uso do corte do ápice das plantas na inoculação, utilizando o disco de BDA contendo micélio do fungo. Os testes foram conduzidos em dois ambientes distintos, em ambiente controlado, onde plantas foram cultivadas em casa-de-vegetação e levadas para o laboratório para serem inoculadas e incubadas em câmara de crescimento onde a temperatura é extremamente favorável ao desenvolvimento do fungo e no campo onde a doença estará sujeito às condições ambientais adversas. Para definir qual o melhor método de inoculação, como também os genótipos que possuem maior resistência parcial, calculou correlações pelo coeficiente de Spearman entre os métodos avaliados e métodos com o ranking geral das cultivares. Observou-se que a temperatura...

Influência da via de inoculação sobre o estabelecimento e a evolução da leptospirose em hamsters (Mesocricetus auratus) experimentalmente infectados com Leptospira interrogans sorovar pomona; The influence of the route of inoculation on the development of the leptospiral infection in hamsters (Mesocricetus auratus) experimentally infected with Leptospira interrogans serovar pomona

Macedo, Nicodemos Alves de; Morais, Zenáide Maria de; Camargo, Cláudio Roberto de Almeida; Alves, Clebert José; Azevedo, Sérgio Santos de; Nümberger Júnior, Rodolfo; Vasconcellos, Sílvio Arruda
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Foi investigada a influência da via de inoculação sobre o estabelecimento e a evolução da leptospirose em hamsters (Mesocricetus auratus) experimentalmente infectados com Leptospira interrogans sorovar pomona. As vias de inoculação ensaiadas foram: intraperitoneal, subcutânea, oral, conjuntival e escarificação cutânea. O inóculo infeccioso foi constituído por uma cultura em meio de Fletcher, com 20 a 30 leptospiras por campo microscópio no aumento de 200 vezes. Os animais controle foram inoculados apenas com meio de Fletcher. Foram colhidas amostras de soro sanguíneo e fragmentos de rins na fase agônica da doença ou no 21º dia pós-infecção, quando todos os animais foram sacrificados. Para a pesquisa de leptospiras, foi feito o exame direto com microscopia óptica em campo escuro e cultivo em meio de Fletcher, pela técnica das diluições seriadas. A detecção de aglutininas anti-leptospiras foi realizada pela técnica de soroaglutinação microscópica. A instalação e evolução da leptospirose foram afetadas pela via de inoculação. A via oral foi a menos efetiva em estabelecer a infecção. Não foi observada associação estatística entre a freqüência de portadores e a via de inoculação.; The influence of the route of inoculation on the development of the leptospiral infection was investigated in 60 hamsters (Mesocricetus auratos) experimentally infected with Leptospira interrogans serovar pomona. The routes of inoculation were intraperitoneal...