Página 1 dos resultados de 120 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Inibidores de Proteinases Aspárticas com Actividade Antimicrobiana

Handem, Sara de Almeida
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.67%
Os inibidores de proteinases encontram-se amplamente distribuídos no reino das plantas, particularmente em sementes e outros órgãos de reserva. Apesar de existir uma vasta literatura sobre a ocorrência de inibidores de proteinases serínicas, cisteínicas e metaloproteinases, há uma lacuna significativa na literatura sobre inibidores naturais de proteinases aspárticas. No entanto, as proteinases aspárticas são uma classe de enzimas que se encontra amplamente distribuída na natureza e tem sido implicada em vários processos fisiológicos e patológicos, como a hipertensão, a SIDA, a doença de Alzheimer e a infecção por microrganismos patogénicos. A raridade de inibidores naturais desta classe de proteinases pode ser devido ao facto de a maior parte das proteinases aspárticas ser sintetizada já numa forma inactiva (zimogénio) por si só, que é apenas clivada e activada quando necessário. Assim sendo, o primeiro objectivo deste trabalho consistiu na identificação, purificação e caracterização de inibidores de proteinases aspárticas em extractos de sementes dormentes de Cynara cardunculus L. Para isso foi criada a melhor abordagem possível de extracção, seguida de análise do conteúdo proteico, por técnicas de PAGE...

Modelagem quântica de inibidores enzimáticos.; Quantum modelling of enzimatic inhibitors.

Trzesniak, Daniel Rodrigo Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
Realizamos uma caracterização estrutural e eletrônica dos inibidores enzimáticos E-64 e CA030 utilizando técnicas de química quântica. Otimizações de geometria são realizadas em nível ab initio com os métodos Hartree-Fock e Teoria do Funcional da Densidade e estas estruturas são então comparadas com os resultados cristalográficos obtidos do Protein Data Bank. O cálculo do espectro de vibração infravermelho foi realizado para assegurar que as estruturas eram pontos de mínimo. Nós também fizemos a atribuição das freqüências vibracionais aos grupos funcionais das moléculas. A caracterização eletrônica é obtida com o cálculo do espectro de absorção ultravioleta-visível. Efeitos de solvente são contabilizados através da teoria de Campo de Reação Auto-Consistente. Uma análise detalhada das excitações do espectro calculado do E-64 e do CA030 é realizada e nós estudamos particularmente as transições características em torno de 200 nm. Tanto para o E-64 como para o CA030 nós identificamos o cromóforo responsável pela transição característica dos inibidores. Adicionalmente, nós levamos em consideração a influência da interação do CA030 com a catepsina B através do cálculo do espectro ultravioleta-visível do inibidor com o aminoácido cisteína.; We have made a structural and electronic characterization of the enzyme inhibitors E-64 and CA030 using quantum chemistry techniques. Geometry optimizations are performed in the ab initio level with the Hartree-Fock and Density Functional Theory methods and these structures are then compared with crystallographic results obtained from the Protein Data Bank. The infrared vibration spectrum calculation has been carried out to assure that the theoretical structures are true minima. We also have made an assignment of the vibrational frequencies to the functional groups of the molecules. The electronic characterization is performed with the calculation of the ultraviolet-visible absorption spectrum. Solvent effects are taken into account the Self Consistent Reaction Field theory. A detailed analysis of the calculated spectra of E-64 and CA030 excitations is given and we have particularly studied the characteristic transitions around 200 nm. For both the E-64 and the CA030 we have identified the chromophore responsible for the characteristic transition of the inhibitors. In addition...

Planejamento de inibidores da enzima gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase de Trypanosoma cruzi: biologia estrutural e química medicinal; Inhibitor design for glyceraldehyde-3-phosphate dehydrogenase enzyme from Trypanosoma cruzi: structural biology and medicinal chemistry

Guido, Rafael Victório Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
A Doença de Chagas, causada pelo parasita Trypanosoma cruzi, atinge cerca de um quarto da população da América Latina. Os fármacos disponíveis para o tratamento desta doença são inapropriados, apresentam baixa eficácia e sérios efeitos colaterais que limitam o seu uso. Esse grave panorama torna urgente a descoberta de novos agentes quimioterápicos para o tratamento seguro e eficaz da doença. A via glicolítica é principal forma de obtenção de energia de tripanosomatídeos. Um alvo molecular atrativo desta via bioquímica que desempenha papel essencial no controle do fluxo glicolítico do Trypanosoma cruzi, a enzima gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase (GAPDH), foi selecionada neste trabalho de Tese para estudos em biologia estrutural e química medicinal visando à identificação e planejamento de novos inibidores enzimáticos. Neste contexto, triagens biológicas resultaram na identificação de compostos de origem natural e sintética com atividade inibitória in vitro frente à GAPDH de T. cruzi, ampliando a diversidade química de moduladores seletivos deste alvo. Estudos cinéticos e estruturais demonstraram o comportamento não cooperativo entre os sítios ativos da enzima GAPDH de T. cruzi em relação à interação com o cofator NAD+...

Planejamento de inibidores da enzima diidroorotato desidrogenase de Trypanosoma cruzi por biocalorimetria; Biocalorimetry as a tool for Trypanosoma cruzi dihydroorotate dehydrogenase inhibitors discovery

Cheleski, Juliana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.67%
A doença de Chagas, causada pelo protozoário flagelado Trypanosoma cruzi, é uma doença tropical que enseja morte/morbidade de milhões de pessoas na América Latina. Por processos migratórios, vem-se estendendo ao sul dos Estados Unidos, Canadá, Europa, Austrália e Japão. Essa doença tem sido considerada super-negligenciada pela indústria farmacêutica, já que os dois fármacos disponíveis para o seu tratamento foram introduzidos há mais de quarenta anos e apresentam baixa eficácia com vários efeitos colaterais severos. Mais recentemente, a Organização Mundial da Saúde considerou a doença de Chagas, dentre outras, como a doença da pobreza! Com esse cenário completamente desfavorável aos portadores da doença, é necessária a descoberta, desenvolvimento e introdução de novos fármacos para o tratamento eficiente e seguro da doença de Chagas.
Dentro desse contexto, este trabalho representa uma importante contribuição para o entendimento das razões moleculares da ação farmacológica de substâncias químicas bioativas de interesse à farmacoterapia da doença de Chagas. Ao nível molecular, a enzima pertencente à via de síntese de novo de nucleotídeos de pirimidinas, diidroorotato desidrogenase do Trypanosoma cruzi (TcDHODH)...

Síntese de inibidores das enzimas cruzaína e diidroorotato desidrogenase de Trypanosoma cruzi; Synthesis of inhibitors of cruzain and dihydroorotate enzymes of Trypanosoma cruzi

Avelar, Leandro Antonio Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.72%
A doença de Chagas, que é causada pelo protozoário flagelado Trypanosoma cruzi, ocasiona grandes danos à saúde da população latino-americana e vem-se distribuindo para regiões não-endêmicas como os Estados Unidos, Europa e Japão. O tratamento é realizado pela administração de dois medicamentos (Nifurtimox e Benzonidazol) que apresentam sérios efeitos colaterais e baixa eficácia. A busca por novos compostos químicos bioativos com ação farmacológica sobre alvos bioquímicos constitui uma estratégia em desenvolvimento em nosso grupo de pesquisa. Neste trabalho, a principal cisteino protease - a cruzaína, e a enzima central na biossíntese de pirimidinas - a DHODH, ambas de T. cruzi, foram escolhidas como alvos para a identificação de novos inibidores com ação potencial contra o T. cruzi. A síntese de inibidores dessas duas enzimas foi realizada e os ensaios bioquímicos foram usados para identificar novos inibidores em concentrações micro- e nanomolar. Alguns desses inibidores enzimáticos foram ensaiados contra o T. cruzi em sua forma infectiva tripomastigota e foram ativos em concentrações micromolar. A enzima cruzaína (3.4.22.51) possui similaridade baixa na sequência de aminoácidos (18%) com a Catepsina-L (Cat-L...

Efeito de inibidores proteolíticos na adesão de dentina desmineralizada por cárie ou erosão; Effect of proteolytic inhibitors in carious and eroded dentin adhesion

Giacomini, Marina Ciccone
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
A longevidade da interação estabelecida entre a união do material restaurador e substrato tem sido o foco principal da Odontologia Adesiva. Se por um lado, a dentina é alterada por desafios como a erosão e a cárie dentária, por outro lado, tecnologias que atendam às condições distintas do substrato e que possibilitem união química tem sido desenvolvidas. O objetivo desde trabalho foi avaliar o desempenho de um sistema adesivo restaurador universal (modo convencional) na resistência de união (RU) à dentina em diferentes condições (artificialmente erodida ou cariada) e pré-tratadas com inibidores proteolíticos. Noventa molares hígidos foram selecionados e preparados, obtendo-se superfícies planas que foram tratadas com lixa 600 por 1 minuto. Os espécimes foram aleatoriamente divididos em três grupos iniciais, de acordo com o substrato: N- sem simulação de desafio ácido (mantidos em saliva artificial); ERO- simulação de erosão (3x5min/5dias com suco de laranja) e CA- simulação de cárie artificial (6h desmineralizante+ 18hremineralizante/ 5 dias + 48 remineralizante). Em seguida, cada um desses grupos foi redividido em três subgrupos, de acordo com o pré-tratamento da dentina: Atratado com água; CHX- tratado com clorexidina a 2%e E-64- tratado com o inibidor E-64 a 5 μM. No total...

Variabilidade da protease NS3 do vírus da hepatite C e avaliação das mutações de resistência em pacientes não tratados com inibidores de protease

Zeminian, Luciana Bonome
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 84 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.65%
Pós-graduação em Pesquisa e Desenvolvimento (Biotecnologia Médica) - FMB; O vírus da Hepatite C (VHC) é um importante patógeno associado com doença hepática crônica sendo que alguns infectados podem desenvolver cirrose e carcinoma hepatocelular. O tratamento da hepatite C crônica visa a resposta virológica sustentada (RVS), definida como níveis de RNA viral indetectáveis no soro por seis meses depois do término do tratamento. Atualmente, a terapia padrão ouro é a combinação de interferon α peguilado e ribavirina, porém esse esquema terapêutico vem se mostrando eficaz em, apenas, 50% dos pacientes infectados com o genótipo 1, o mais prevalente no Brasil. Portanto, novas drogas mais eficazes e menos tóxicas estão sendo desenvolvidas para melhorar a assistência aos pacientes infectados pelo VHC, entre as quais merecem destaque os inibidores da serina protease NS3, a qual é uma enzima essencial para a replicação do VHC e assim um potencial alvo para novas terapias antivirais. Entretanto, a emergência de variantes resistentes é o maior obstáculo para o sucesso da terapêutica. Variantes resistentes já foram isoladas em pacientes tratados com os inibidores de protease e, estão associadas com a falência terapêutica. Porém o impacto dessas variantes resistentes em pacientes virgens de tratamento ainda não foi esclarecido e...

Inibidores de etileno na pós-colheita de Lisianthus

Cavasini, Raquel
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xii , 93 f.: il. color., grafs. , tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; Devido à expansão da floricultura brasileira nas últimas duas décadas, a crescente demanda deste setor por produtos de alta qualidade e durabilidade e à carência de estudos relacionados à fisiologia pós-colheita de flores, esse trabalho teve como objetivo estudar a durabilidade pós-colheita de hastes de lisianthus (Eustoma grandiflorum) submetidas ao tratamento com inibidores de etileno (1-Metilciclopropeno -1-MCP e Ácido Salicílico - SA) e diferentes temperaturas de armazenamentos (ambiente a 24 ± 2°C e pré-exposição à câmara fria a 9 ± 2°C por 24 horas). A longevidade foi acompanhada a partir de análises não destrutivas (escala de notas, perda de massa fresca e teor de água absorvido pela haste) e destrutivas (teor de carboidratos solúveis totais, fenóis e proteínas solúveis, e atividade das enzimas peroxidase – POD e polifenoloxidase – PPO). A aplicação de 1000 mg L-1 de ácido salicílico mostrou-se ineficiente, pois as hastes apresentaram sintomas de fitotoxidade, elevada taxa de inclinação do pedúnculo e amarelecimento de pétalas, e redução na turgescência e longevidade das hastes tanto em temperatura ambiente quanto na pré-exposição a câmara fria...

Ação de cobre e mercurio sobre estrutura nuclear e atividade de alguns sistemas enzimaticos em Triatoma infestans Klug

Flavia Saldanha Kubrusly
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/1984 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Alterações fenotípicas nucleares, encontradas nas células dos túbulos de Malpighi de T. infestans, após tratamento com metais poluentes, cobre e mercúrio, foram detectadas em preparados citológicos, obtidos a partir de dois procedimentos experimentais básicos: incubação dos órgãos em soluções contendo os íons metálicos ou injeção de soluções aquosas destes íons nos indivíduos, com posterior remoção dos túbulos. A análise destes preparados, revelou oito tipos nucleares distintos. Destes, principalmente 4 fenótipos ("descompactado", "homogêneo", "vacuolizado" e "picnótico") parecem estar relacionados com a ação tóxica dos metais pesados, enquanto que os de mais são também encontrados em túbulos de Malpighi de insetos sadios ou submetidos ao jejum prolongado ("stress" fisiológico). Ao mesmo tempo, a frequência percentual dos tipos núcleares considerados normais, decresce sensivelmente nos insetos tratados com os metais. Os fenótipos nucleares ocasionados pela ação de cobre e mercúrio, representariam alterações na fisiologia cromatínica e/ou refletiriam etapas de um processo de necrose celular. Neste trabalho, o tipo "vacuolizado" foi opadrão alterado mais frequente. Também buscou-se detectar alterações no funcionamento de alguns sistemas enzimáticos _omesmo material exposto aos metais...

Purificação, caracterização fisico-quimica e atividade biologica de inibidores de serinoproteinases de sementes do genero Crotalaria

Luzia Aparecida Pando
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/1996 PT
Relevância na Pesquisa
46.62%
A presença de inibidores de serinoproteinases foi investigada em sementes das plantas Croetalaria paulina, Croetalaria juncea resistente à murcha bacteriana e Croetalaria juncea Papilionoideae) . não resistente à murcha bacteriana. (Leguminosae) A purificação do inibidor de Croetalaria paulina por cromatografia de troca iônica e subsequente cromatografia em fase reversa, evidenciaram nessa espécie, uma proteína com cadeia polipeptídica única. A massa molecular ao redor de 20 kDa é similar aos da família de inibidores vegetais do tipo Kunitz A coloração para inibidor de tripsina após focalização isoelétrica demonstrou a presença de inibidor com ponto isoelétrico ao redor de 4,5, e a análise de aminoácidos revelou a presença de 176 resíduos. Os inibidores de Croetalaria atuam seletivamente sobre serinoproteinases. Extratos de sementes de Croetalaria paulina, Croetalaria juncea resistente e Croetalaria juncea não resistente à murcha bacteriana foram testados para atividade de inibição contra tripsina e quimotripsina bovina, porcina e humana. Entre estas amostras, Croetalaria paulina exibiu a mais alta inibição, com tripsina humana sendo melhor inibida do que tripsina bovina e porcina. A variedade resistente de Croetalaria juncea inibiu melhor tripsina bovina do que a variedade não resistente. As três quimotripsinas não foram inibidas por estas amostras...

Sintese de peptideos hidroxietilenicos isosteros, inibidores de aspartil proteases

Andrea Aparecida Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
Peptídeos isósteros que substituem a ligação amida em sequências peptídicas por um grupo hidroxietilênico tem recebido um crescente interesse por seu uso na preparação de novos agentes terapêuticos. Muitos inibidores da família de aspartil proteases são utilizados no controle da pressão sangüínea regulando a enzima renina, o vírus da imunodeficiência humana e mais recentemente no estudo da doença de Alzheimer pela inibição da enzima g-secretase. Este projeto foi direcionado para a síntese dos compostos 1 e 2 inibidores da HIV-1 protease. Os compostos 1 e 2 podem ser preparados a partir da adição seletiva entre o a-aminoaldeído (S)-7 e o alilsilano 39, na presença de SnCl4. Proteção do aminoálcool 38 com 2,2-dimetoxipropano e quantidade catalítica de ácido p-toluenossulfônico forneceu o acetonídeo 54 em 91% de rendimento. Tratamento de acetonídeo 54 com BH3.DMS em THF forneceu uma mistura 60:40 dos álcoois 37 em 88% de rendimento. A mistura de álcoois 37 foi submetida ao tratamento com a periodinana de Dess-Martin seguido da oxidação de Pinnick fornecendo o ácido carboxílico 36 em 76% de rendimento para duas etapas. Acoplamento peptídico com a amina correspondente, seguido da desproteção do acetonídeo forneceu os inibidores 1 (40% de rendimento) e 2 (55% de rendimento). Hidroboração direta de 38 forneceu uma mistura de dióis 68...

Utilização de inibidores enzimáticos em Leishmania amazonensis; Use of enzyme inhinibitors in Leishmania amazonensis

Ademar de Mesquita Barbosa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.81%
A leishmaniose tegumentar americana é uma doença causada pelos parasitas do gênero Leishmania e atualmente, está em franca expansão em todos os estados da federação. O tratamento é problemático, tendo em vista que os fármacos preconizados são de difícil administração e com sérios efeitos colaterais. Este trabalho foi realizado com o objetivo de testar compostos sintéticos, desenvolvidos pelo grupo de Química da USP/São Carlos. A avaliação de compostos com ação sobre enzimas do metabolismo foi realizada em formas promastigotas de Leishmania amazonensis e em cultura de macrófagos peritoneais murinos. Os resultados mostraram que dos 17 compostos testados, 3 (IDs 71S, 130S e 195 que são inibidores da enzima diidroorotato desidrogenase - DHODH) foram tóxicos para promastigotas de L. amazonensis-GFP, em ensaios de contagem em microscópio óptico e medição de fluorescência em espectro-fluorimêtro, apesar de que somente o ID 71S o ID 130S foram considerados significativos pela analise estatística. Esses inibidores reduziram a infecção com amastigotas em cultura de macrófagos peritoneais murinos, mas foram tóxicos para essas culturas de macrófagos. O composto ID 195 foi tóxico para os macrófagos nas concentrações mais altas. Em outro experimento demonstrou-se que em concentrações menores o ID 195 não foi tóxico para macrófagos...

Diversidade genética e resistência aos anti-retrovirais inibidores enzimáticos de vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1) de uma população de toxicodependentes por via endovenosa da Grande Lisboa

Castro, Sandra
Fonte: IHMT Publicador: IHMT
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 03/03/2010 OTHER
Relevância na Pesquisa
46.74%
Neste estudo procedeu-se à caracterização da diversidade genética das regiões codificantes da protease (PR), transcritase reversa (RT) e integrase (IN) do gene pol do vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1), bem como à pesquisa de polimorfismos genéticos associados à diminuição da susceptibilidade aos anti-retrovirais inibidores enzimáticos, circulante numa população de 51 indivíduos utilizadores de drogas por via endovenosa (IDUs) da Grande Lisboa. Em termos globais, a análise filogenética realizada com base em 38 sequências nucleotídicas concatenadas revelou que 12 (31,6%), 13 (34,2%) e 13 (34,2%) das sequências analisadas eram dos subtipos B, G/CRF14_BG e de formas genéticas não-B/não-G (1 F1, 4 CRF02_AG e 8 formas recombinantes únicas), respectivamente. Relativamente à pesquisa de mutações associadas a resistência (perfil genotípico), foram encontradas 15, presentes em 50,0% (22/44) dos indivíduos, com uma distribuição de 1-3/indivíduo (4, todas acessórias, na PR; 6 na RT; 5 na IN, uma principal e 4 acessórias). Todavia, apenas 26,7% (4/15) dessas mutações conferiam uma expressão fenotípica de resistência a uma das classes de inibidores (da RT ou IN), em 9,1% (4/44) dos indivíduos. Foi ainda observada uma elevada frequência de outros polimorfismos genéticos...

Mecanismos de resistência e resposta aos herbicidas inibidores da ALS e da PROTOX em Euphorbia heterophylla L

Xavier, Elouize
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Euphorbia heterophylla (EPHHL) is an important weed species in world agriculture and its control becomes difficult due to herbicide resistance. To develop proper EPHHL management strategies it is important to know the level and the mechanisms of resistance and persistence of resistant populations in the fields. Experiments were carried out to study the resistance of EPHHL to ALS and PROTOX inhibitors at biochemical, plant and population levels. The objectives on chapter I are to confirm the occurrence of resistance to ALS inhibitors and to determine whether there is cross resistance to other chemical groups, such as imidazolinone, sulfonylurea, pyrimidinyl (thio) benzoates and triazolopyrimidines in biotypes of EPHHL with multiple resistance (ALS and PROTOX). The objectives on chapter II are to confirm the existence of new EPHHL biotypes with resistance PROTOX in the states of Paraná and Rondônia and to determine whether there is cross resistance to other chemical group, such as diphenyl ethers, N-phenyl-phthalimide, triazolinone, oxadiazole and pyrimidinedione. The objectives on chapter III are to evaluate the activity of the ALS enzyme from biotypes with multiple resistance and to compare it to the enzyme activity of susceptible population in the absence and in the presence of the herbicides imazapyr...

Estudo do mecanismo adaptativo da lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) contra inibidores de peptidases vegetais; Study of the adaptive mechanism of the fall armyworm (Spodoptera frugiperda) against the plant peptidase inhibitors

Caio Fernando Ramalho de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.91%
Inibidores de peptidases vegetais apresentam atividade inseticida para insetos de diferentes ordens. Entretanto, alguns insetos não apresentam os efeitos deletérios esperados ao se alimentarem com estas proteínas. A lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda), inseto-praga generalista, é capaz de sintetizar enzimas resistentes à inibição quando alimentada em dieta contendo inibidores enzimáticos vegetais. No intuito de estudar as respostas adaptativas da lagarta-do-cartucho contra inibidores de peptidases realizamos bioensaios utilizando o inibidor de tripsina purificado de sementes de Entada acaciifolia (EATI). Larvas de 6º instar cronicamente alimentadas com dieta contendo 0,5% de inibidor (p/p) apresentaram uma redução de 20% no peso médio. No entanto, nenhum outro parâmetro foi afetado nos demais estágios de desenvolvimento. A presença do inibidor em dieta provocou aumento da atividade enzimática das tripsinas e quimotripsinas digestivas. Estudos de PCR em tempo real quantitativo (qPCR) revelaram que o aumento da atividade enzimática ocorreu devido a transcrição diferencial de genes de tripsinas e quimotripsinas e ensaios bioquímicos revelaram que as tripsinas expressas possuem baixa afinidade por diferentes inibidores vegetais e pelo EATI. Interessantemente...

Planejamento, ensaio e otimização in silico de novos protótipos inibidores da enzima acetilcolinesterase; Design, assay and in silico optimization of new prototypes inhibitors of acetylcholinesterase

Almeida, Jonathan Resende de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.69%
A acetilcolinesterase (AChE) é uma enzima essencial que encerra a transmissão colinérgica através de uma rápida hidrólise do neurotransmissor, acetilcolina (ACh). Uma ampla série de evidências mostraram que os inibidores da AChE podem interferir com a progressão da doença de Alzheimer (DA). O desenvolvimento bem sucedido de compostos inibidores da AChE foi baseado na teoria de que o declínio nas funções cognitivas e mentais associadas a DA está relacionado com a perda da neurotransmissão cortical colinérgica, sendo assim, esses compostos podem ser usados para tratar as deficiências colinérgicas. Uma coleção de moléculas orgânicas foi escaneada para ser avaliada a capacidade dessas moléculas em inibir a atividade enzimática da AChE com o objetivo de se encontrar compostos líderes para posteriores otimizações, conduzindo a fármacos com aumento da eficácia e/ou menores efeitos adversos. As estratégias aplicadas incluem o screening ou triagem virtual baseado na estrutura e também no ligante, modelagem farmacofórica, docking molecular e buscas por similaridade (forma e eletrostática). Os estudos foram também concentrados na descoberta de novas classes de inibidores da AChE, tendo como molécula de referência o fármaco donepezil...

Inibidores de proteinase de sementes de Bauhinia variegata : caracterização fisico-quimica e atividade biologica

Luciana Di Ciero Toledo Leme
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/1996 PT
Relevância na Pesquisa
46.75%
A presença de inibidores de serinoproteinases foi investigada em sementes de duas variedades de Bauhinia variegata (Legumonosae, Caesalpinoideae). A purificação dos inibidores de Bauhínia variegata variedade cândida e variedade lilás por cromatografia de troca iônica, cromatografias de exclusão molecular e subsequente cromatografia de fase reversa, evidenciaram nestas espécies 3 isoformas (BvcTI-1, 2 e 3; e BvITI-1, 2 e 3) de inibidores de proteinase com cadeia polipeptídica única. A análise global de aminoácidos resultou em 167 e 180 resíduos de aminoácidos para BvcTI-3 e BvITI-3, respectivamente, e em massa molecular calculada de 18529 para BvcTI-3 e de 20018 para BvITI-3, e 4 resíduos de cisteína para BvcTI-3 e 2 resíduos de cisteína para BvITI-3. Estes resultados incluem estes inibidores na Família' de inibidores tipo Kunitz. A coloração para inibidores de tripsina após focalização isoelétrica demonstrou a presença de inibidores com pontos isoelétricos aparentes de 4,85, 5,00 e 5,15. A determinação da estrutura primária completa de BvcTI-3 e da estrutura primária do N-terminal das isoformas de BvcTI e BvITI, confiram alta homologia com inibidores tipo Kunitz. Os inibidores BvcTI e BvlTI atuam seletivamente sobre serinoproteinases. Extratos de sementes e inibidores purificados de Bauhínia variegata var. cândida e varo. lilás foram testados para atividade de inibição contra tripsina e quimotripsina bovina...

Modelagem molecular de potenciais candidatos a inibidores da acetilcolinesterase

Kiametis, Alessandra Sofia
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Física, 2012.; A doença de Alzheimer é a principal causa de demência entre pessoas com mais de 65 anos de idade. Embora sua etiologia não seja completamente conhecida, a diminuição dos níveis de acetilcolina tem sido associada fisiopatologia da doença. A hipótese colinérgica é uma linha terapêutica baseada no aumento do nível de acetilcolina por inibição reversível da enzima acetilcolinesterase (AChE). O presente trabalho tem como objetivo propor possíveis candidatos a inibidores da AChE, concebidos a partir dos derivados fenólicos do líquido da castanha de caju, por meio de modelagem molecular no âmbito da mecânica quântica. Para tanto, várias propriedades eletrônicas importantes no reconhecimento molecular pela enzima foram calculadas para os compostos estudados usando-se o nível de cálculo B3LYP e funções de base 6-311+G(2d.p). A análise de componentes principais revela que alguns destes compostos estão correlacionados com o donepezil, fármaco de atividade biológica conhecida. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Alzheimer's disease is the leading cause of dementia among people over 65 years of age. Although its etiology is not fully known...

Síntese e avaliação farmacológica de inibidores da enzima acetilcolinesterase planejados a partir do cardol; Synthesis and pharmacological evaluation of acetylcholinesterase inhibitors designed from cardol

Ramos, Giselle de Andrade
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, 2014.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo disponível: capa e resumos.; A Doença de Alzheimer (DA) acomete a área cortical do cérebro, tendo a demência como manifestação clínica clássica, e outros sintomas tais como: perda de memória e cognição, alteração do comportamento, e outros, sendo considerada como doença progressiva que se instala de maneira lenta e irreversivel. No âmbito de uma linha de pesquisa que visa ao desenvolvimento de novos inibidores da enzima acetilcolinesterase (AChE), descrevemos neste estudo a síntese e caracterização de intermediários e produtos finais planejados a partir do cardol (1), bem como a avaliação de seus perfis inibitórios frente à AChE. Foram sintetizados dois intermediários chave, LDT490 (41, 76%) e LDT490Ms (42, 80%), e vinte compostos em rendimentos globais que variaram entre 4,59% a 9,73%. Os derivados foram avaliados frente à AChE de E. electricus com percentual de inibição (%I) que variou de 10% a 92% e IC50 entre 7,2 a 75,3 μM, determinados para os compostos com %I ≥ 50%. Dentre a classe dos bioisostéricos cíclicos o %I variou de 62% a 92%...

Tabela de indutores e inibidores enzimáticos

Neto, José Martins Ferreira; Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Imagem Formato: Ilustração estática de tabela em formato .jpg
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.76%
Ilustração estática com tabela de exemplos de Indutores Enzimáticos e Inibidores Enzimáticos.; 1.0; Ministério da Saúde do Brasil